Găsiți următorul dvs. carte preferat

Deveniți un membru astăzi și citiți gratuit pentru 30 zile
Jogos de Amor

Jogos de Amor

Citiți previzualizarea

Jogos de Amor

evaluări:
3/5 (2 evaluări)
Lungime:
238 pages
4 hours
Editor:
Lansat:
Nov 10, 2018
ISBN:
9781386373667
Format:
Carte

Descriere

Todos os meus sonhos finalmente se tornaram realidade. O rico, charmoso e aparentemente inatingível Peter Burgett é agora meu namorado. Ele está me levando para reuniões de caridade e restaurantes elegantes. É tudo que pensei que queria.

Exceto que eu percebo agora que nosso relacionamento é construído sobre uma mentira ...

Passei tanto tempo tentando ser outra pessoa para fazê-lo gostar de mim que me perdi. Ainda pior, não tenho ninguém em quem confiar porque meu melhor amigo Caleb agora tem uma namorada que parece amarrada e determinada a nos manter separados.

Minha vida se descontrolou completamente. Eu não sei se estou indo ou vindo. Tudo o que sei é que sinto falta de Caleb Ryan. Sinto tanto a falta dele que meu coração dói sempre que penso nele.

Eu queria me vingar dele pelo que ele havia feito comigo no passado. Eu cometi o erro de trazê-lo para mais perto de alcançar um objetivo que eu não entendi as consequências. Agora estão voltando os sentimentos que deveriam estar enterrados e desaparecidos. É tarde demais para salvar as coisas?

Este é o segundo livro do Dueto de Revenge Games. Esta é uma comédia romântica fumegante entre uma garota peculiar, um personal trainer sarado e um bilionário sexy. Felizmente sempre tem um final feliz garantido!

Editor:
Lansat:
Nov 10, 2018
ISBN:
9781386373667
Format:
Carte

Despre autor

Sky Corgan is a USA Today bestselling author. She lives in Texas where the sun is hot and the men are hotter. When she's not typing away at her next steamy romance novel, she enjoys hanging out with friends and planning vacations. You can get a FREE Sky Corgan book and stay up to date on her latest releases by signing up for her newsletter here: http://www.subscribepage.com/SkyCorgan


Legat de Jogos de Amor

Citiți mai multe de la Sky Corgan
Cărți conex

Previzualizare carte

Jogos de Amor - Sky Corgan

TARDE

CAPÍTULO UM

WILLOW

Eu não posso acreditar que isso realmente aconteceu. Que eu consegui o homem dos meus sonhos contra todas as probabilidades.

Tudo estava empilhado contra mim. Eu não era o tipo dele; Eu sabia disso desde o começo. Peter Burgett provavelmente namora garotas que se parecem com supermodelos. Talvez ele tenha namorado algumas supermodelos. Ele certamente tem dinheiro para estar em seus círculos sociais. O dinheiro. A carreira. A aparência. O homem tem tudo.

E eu vim do nada. Uma garota gorda de uma família pobre e de má reputação.

Eu me mudei para cá para escapar de tudo isso. Eu tinha derramado o peso que mantinha minha auto-estima no chão. Eu havia abandonado minha família para me livrar da associação com imundície e doença mental. Eu vim aqui para começar de novo. Para mudar minha vida.

No segundo que percebi que eu tinha sem saber, me mudado para o outro lado do corredor do meu inimigo do ensino médio, achei que estava tudo acabado. Mas aproveitei a culpa de Caleb Ryan para me aproximar de Peter. E agora aqui estamos.

Peter acabou de sair do meu apartamento, sabendo que eu precisava descansar da minha enorme ressaca. Ainda não voltei para a cama. Ainda estou em pé na minha cozinha, olhando para todos os sacos de fast-food gordurosa que ele me trouxe, sem ter certeza de como me sinto sobre toda a situação.

Fiquei entusiasmada quando ele propôs que começássemos a namorar com exclusividade, algo que me disseram que Peter Burgett não faz. Ele é um prostituto, como o Caleb diz. Eu realmente ficarei bem colocando meu coração nas mãos dele?

McDonalds. Taco Bell. Panda Expresso. Pão Panera.

Esses sacos de fast food provam que Peter não sabe nada sobre mim. Eu não posso comer nada disso. Não devo comer nada disso.

Eu não tocava em fast food por muito tempo porque é uma grande parte do motivo de eu ter ganhado tanto peso no passado. Minha mãe odiava cozinhar. E houve muitas vezes em que foi mais fácil para meu pai nos trazer o jantar de um drive-thru depois de trabalhar um turno de dezesseis horas.

Enquanto olho para os sacos, lembro-me de todas as noites passadas sentada no sofá da sala de estar, entre minhas duas irmãs, mastigando nossas deliciosas batatas fritas do McDonalds. Consumindo sem pensar enquanto assistíamos a algo sem sentido na televisão, o lixo e a miséria acumulados ao nosso redor. Quando acabávamos de comer, íamos levar nosso lixo para a lata de lixo na cozinha, mas geralmente estava cheia. Os sacos e recipientes vazios acabariam no balcão da cozinha com todo o resto da semana, aumentando a bagunça.

Não é que não tivéssemos coleta de lixo. Minhas irmãs e eu deveríamos fazer a tarefa de tirar o lixo. Mas a preguiça gera preguiça, e o mesmo acontece com a má paternidade. Elas iriam ignorar seus dias, e nenhum dos meus pais diria nada sobre isso. Quando chegasse a minha vez, haveria tanto lixo empilhado que eu teria que fazer várias viagens. Eventualmente, eu acabei dizendo foda-se. Reclamar com eles não fazia minhas irmãs cumprirem suas tarefas. Dizer aos meus pais para repreendê-las também não faria. Justiça não era uma palavra conhecida em minha casa. E, finalmente, cheguei à conclusão de que, se você não pode vencê-los, junte-se a eles.

Em retrospecto, todos nós contribuímos para as nossas condições de vida horríveis. Eu não era menos culpada do que qualquer outra pessoa na casa, exceto minha mãe. Todos nós éramos menos culpados do que ela. Ela era uma mega-acumuladora, constantemente trazendo coisas para a casa, mas se recusando a se livrar de qualquer coisa. Toda vez que meu pai era pago, ela nos levava para a venda de garagem e para as lojas de brechós, mas não para roupas ou qualquer coisa que realmente precisássemos. Ela compraria lixo aleatório que nunca usamos. Como um cozedor de ovo para microondas. Ou alguns sinos de vento quebrados que ela insistia que poderia consertar. Se o preço fosse baixo, ela compraria. E então acabaria sendo adicionado às pilhas de lixo em casa, tornando-se parte do cenário coletivo e da sujeira. Um aterro de lixo e coisas esquecidas.

É estranho como olhar para um saco de fast food pode trazer de volta tudo isso. As lembranças.

Nos dias de hoje, tento ficar longe de fast food a menos que eu esteja tão deprimida que não dou a mínima. Tipo como quando comi pizza no outro dia com Caleb depois de ouvir que Peter não se importava comigo.

Mas Peter se importa comigo. Ele se preocupa comigo o suficiente para que ele me pedisse para ser sua namorada. O que significa que... Caleb estava mentindo sobre o que Peter havia dito a ele?

Há uma batida na porta do meu apartamento. Desta vez, eu sei que é Caleb vindo da loja para me trazer algo com eletrólitos. Já faz tempo o suficiente.

Abro a porta para ele, e ele passa por mim com um saco na mão, colocando-o no balcão da cozinha antes de dar uma pausa para olhar para a miríade de fast food com uma expressão confusa.

Ele aponta para os sacos. Há quanto tempo isso está sentado aqui?

Eu cruzo meus braços sobre o peito, tentando não olhar para ele. Você estava mentindo para mim sobre Peter?

Ele estica a cabeça para trás. O que você quer dizer?

Sobre ele dizer que não sentia nada por mim.

Caleb arqueia uma sobrancelha. Por que eu mentiria sobre isso?

Eu não sei. Me diga você. Eu me inclino contra o balcão, olhando para ele com expectativa. Certamente, ele vai saber onde estou querendo chegar, e ele vai se abrir em breve.

Por que você está sendo tão hostil comigo de repente? Eu acabei de lhe trazer Gatorade. Sua mão desliza sobre o saco, fazendo-o farfalhar. E SmartWater, caso você não goste de Gatorade. E Pedialyte, porque ouvi dizer que é bom para a ressaca, mas ainda não tentei.

A raiva em mim vacila. Por que ele mentiria para mim... a menos que ele estivesse cansado de me ouvir obcecada por Peter? Talvez ele só quisesse acabar com tudo isso.

Peter realmente disse que não sentia nada por mim? Eu dou a ele uma última chance de confessar.

Caleb se estica em pé, assumindo uma postura defensiva. Sim, ele realmente disse isso. Por quê? Algo aconteceu na noite passada?

Muita coisa aconteceu na noite passada. Ele não contou a você?

Ele acabou de me dizer que vocês estão bem agora.

Mais do que bem. Eu levanto minha cabeça bem alto, orgulhosamente.

Mais do que bem? ele repete.

Somos um casal agora, eu anuncio.

Os olhos de Caleb se arregalam e sua boca cai aberta. Um casal.

Eu não podia me sentir mais presunçosa sobre o choque no rosto dele se tentasse. Sim. Ele veio para me trazer comida e me convidar para sair.

Como convidar você para um encontro? O ceticismo é claro em sua voz, e isso me causa uma carranca.

Não, idiota. Ele me pediu para ser sua namorada.

Namorada? Ele pisca algumas vezes antes de olhar para mim como se nunca tivesse ouvido a palavra antes e estivesse tentando decifrar o significado.

Isso é tão inacreditável? Eu empurro seu ombro para trazê-lo de volta para mim.

Eu... não sei, ele hesita. Desde que eu conheço Peter, ele nunca teve uma namorada.

Bem, agora ele tem. Eu bufo. Apenas seja feliz por mim, tudo bem?

Caleb sacode a cabeça para afastar o que ele está pensando antes de voltar sua atenção para mim. Estou feliz por você. Mas também estou confuso.

Confuso por causa do que ele te contou?

Sim. Por causa disso. Tantas coisas que ele me disse. Simplesmente não faz sentido.

Bem, é a realidade da situação, então é melhor você se acostumar com isso. Eu sorrio.

Eu deveria deixar você descansar um pouco. Ele passa por mim abruptamente para sair.

Tudo bem. Eu o sigo até a porta para deixá-lo sair, me sentindo estranha sobre como a conversa terminou.

Ele desaparece sem outra palavra e eu volto para a cozinha para ver minhas oferendas. Quatro sacos de fast food e três bebidas.

É bom ser cuidada. Ter um namorado incrível e um ótimo amigo que esteja disposto a ter certeza de que tenho tudo o que preciso.

Ai credo. Eu acabei de pensar em Caleb como meu melhor amigo?

Acho que sim. Se eu gostaria de admitir isso para mim ou não, ele é o único amigo que tenho aqui em San Antonio. E certamente não posso mais negar que somos amigos. Então, se ele é meu único amigo, acho que isso também significa que ele é meu melhor amigo.

CAPÍTULO DOIS

CALEB

Algo não combina.

Primeiro Peter disse que nunca namoraria ninguém do trabalho. Então ele disse que não sentia nada por Willow. Não faz sentido que ele de repente mude de idéia.

Ela deve ter ouvido ou interpretado errado o que ele havia dito. Mas então por que todos os sacos de fast food no apartamento de Willow? Ela não teria mentido para mim sobre isso. Peter tinha que vir visitá-la. Mas por que? Por que ele tiraria uma folga do trabalho para visitá-la se não se importasse?

Eu preciso chegar ao fundo disso antes que ela se machuque novamente. Eu preciso descobrir quais são os motivos reais de Peter. Ou o que ele realmente quis dizer. Ou o que diabos está acontecendo, porque eu estou tão confuso com essa situação toda.

Mando uma mensagem de texto para Peter para perguntar se ele quer sair para beber depois do trabalho. Então eu passo o dia inteiro pensando sobre o que poderia ter acontecido na noite passada que o fez mudar de ideia. Ele foi tão vago quando me disse que está tudo bem agora.

Nos encontramos em um pequeno buraco na parede perto de seu trabalho. Quando entro, Peter já está no bar tomando uma bebida. Eu puxo a banqueta ao lado dele e imediatamente peço um Jack e Coca-Cola antes de me lançar diretamente na pergunta cuja resposta tenho duvidado o dia todo.

Então, você e Willow?

Peter sorri, seus olhos caindo em sua bebida. Ela já te disse?

É verdade então? Eu arqueio uma sobrancelha, ainda cético.

Sim. É verdade.

Então vocês são um casal? A palavra soa estranha quando se refere a ele e... qualquer uma.

Ele ri antes de pular de seu banco para me colocar em uma chave de braço. Isso é tão difícil de acreditar, punk?

Eu luto por um minuto, irritado com seu comportamento indisciplinado, embora eu saiba que isso significa que ele está de bom humor.

Quando ele finalmente me solta, eu aliso meu cabelo e minha camisa antes de recuperar meu assento. É com tudo o que você me disse até agora, respondo com firmeza. Você me fez parecer uma mentiroso.

Oh? Ele joga inocente, o que só me irrita mais.

O que aconteceu com não namorar ninguém do trabalho? Ou você não ter sentimentos por Willow?

Oh aquilo. Ele age como se tivesse esquecido completamente de me dizer essas coisas.

Sim. Aquilo. Eu olho para ele com desconfiança.

Eu acho que ela acabou de crescer dentro de mim. Ele pega sua bebida, sorrindo para a distância.

E é então que isso me atinge. Conheço esse olhar, e não é um olhar que eu já vi na face de Peter antes. Ele não está mentindo. Ele gosta genuinamente de Willow.

Eu quero ficar aliviado, mas há um sentimento estranho no meu peito. Quase como se meus músculos estivessem muito apertados. Eu não posso me forçar a acreditar que isso terá um final feliz para eles.

Eu conheço Peter bem. Ele saiu com garotas no passado. Não por muito tempo ou sério o suficiente para chamar uma delas de namorada, mas tem algumas que ele manteve por algumas semanas. Aquelas garotas sempre acabavam se machucando quando ele ficava entediado delas. O que dizer se o mesmo não acontecerá desta vez?

Então você está realmente fazendo isso? pressiono.

Sim. Ele olha para mim. Por quê? Você não aprova?

Só estou preocupado que ela vá se machucar, murmuro.

E se eu me machucar em vez disso? Seus olhos brilham. Você não está preocupado comigo?

Você tem que ter um coração para quebrá-lo. Eu sorrio antes de tomar um gole da minha bebida.

Você é um babaca. Ele bate no meu ombro com as costas da mão.

É preciso um para conhecer outro. aceno para ele.

Tão infantil. Ele sacode a cabeça antes de engolir a bebida e sibilar após a ingestão do licor.

Sério, no entanto, o que fez você mudar de idéia? É muito difícil ir de não sentir nada por alguém até querer estar em um relacionamento exclusivo com ela. Especialmente para alguém como você.

Alguém como eu? Ele bufa. Eu devia. Peter levanta o braço como se fosse me bater de novo. Quando me encolho, ele deixa cair a mão, amaldiçoando entre os dentes para mim com um sorriso no rosto o tempo todo. Eu acho que a maré realmente mudou quando estávamos conversando na noite passada.

Ah sim. Isso. O que nenhum de vocês realmente me contou. O que aconteceu, exatamente?

Se eu te contasse, você não acreditaria em mim. Ele ri da lembrança secreta.

Me diga de qualquer maneira.

Ele gira o copo na mão. Ela meio que partiu para cima de mim quando cheguei lá. Foi... super dramático.

Não tenho certeza se estou surpreso ou não, confesso, pensando no temperamento de Willow.

Ela me bateu. Ele olha para mim para ver minha reação.

Ela bateu em você? repito.

Mais de uma vez.

Tipo assim, socou você? Eu gesticulo com o meu punho.

Me deu um tapa. Sua cabeça balança.

Ela deve ter ficado muito chateada. Meus olhos se arregalam para o efeito.

Oh, muito mesmo. Ele ri antes de se acomodar. "Mas ela disse um monte de coisas que realmente me fizeram pensar. Coisas que tocaram meu coração. E mesmo depois de deixá-la, eu não conseguia parar de pensar nela. Inferno, eu nem dormi mesmo na noite passada porque eu estava pensando tanto nela.

Ela é uma garota engraçada. Inteligente, carinhosa, atlética.

Eu bufo internamente na parte atlética. Se ele soubesse o que eu tive que fazer para ela chegar lá. Eu praticamente construí sua namorada para ele.

Então você a convidou para sair, eu digo.

Sim. Imaginei que eu poderia muito bem dar uma chance a essa coisa de namoro. Ele inala profundamente. Embora eu pensasse que queria ficar solteiro para sempre, eu percebi que pessoas realmente boas e compatíveis não aparecem muito frequentemente. Eu gosto de passar tempo com Willow. E não é do jeito superficial que gosto de passar tempo com a maioria das garotas. Willow me faz rir. Ela me faz sorrir. Ela me faz feliz.

Posso ouvir a sinceridade em sua voz. Ele está falando de seu coração. E eu não posso continuar a negar que isso pode realmente ser diferente.

Bem, eu estou feliz por vocês então. Termino o resto da minha bebida, tentando processar como eu realmente me sinto sobre tudo isso.

Se eu dissesse que não estava com um pouco de inveja, estaria mentindo. Mais do que isso, no entanto, eu não estou realmente ansioso para ter que ouvir todos os detalhes do relacionamento deles. Embora Peter seja um cara privado, Willow certamente irá falar sobre tudo o que eles fazem juntos. E eu serei a parte que escutará.

***

Nós precisamos ir às compras de novo.

É a primeira coisa que Willow me diz quando abro a porta para ela no dia seguinte.

O que? Eu coço a parte de trás da minha cabeça.

Ela entra, empurrando Max e fica no meio da minha sala de estar. Agora que estou namorando o Peter, preciso me vestir adequadamente para ele.

Adequadamente para ele? O que é que isso quer dizer?

Sim. Ela acena com a cabeça. Eu ainda não confio em mim mesma para escolher as roupas que ele gostará, então vou levar você comigo.

Isso não vai se tornar uma coisa normal, não é? minha voz é cortada com aborrecimento.

Willow amua ligeiramente. Por favor, Caleb. Eu prometo que esta será a última vez. Eu só quero ser perfeita para ele.

Eu tenho certeza que ele gosta de você do jeito que você é. Se ele não gostasse, não estaria namorando você. Eu mudo meu peso.

Ela pressiona as palmas das mãos juntas, implorando silenciosamente. Tudo o que posso fazer é rolar os olhos e ceder, sabendo que ela vai ficar com raiva de mim se eu disser não.

Essa viagem de compras é muito menos divertida do que a última. Nós vamos para

Ați ajuns la sfârșitul acestei previzualizări. Înscrieți-vă pentru a citi mai multe!
Pagina 1 din 1

Recenzii

Ce părere au oamenii despre Jogos de Amor

3.0
2 evaluări / 0 Recenzii
Ce părere aveți?
Evaluare: 0 din 5 stele

Recenziile cititorilor