Găsiți următorul dvs. carte preferat

Deveniți un membru astăzi și citiți gratuit pentru 30 zile
Entre Dois Bilionários - Série Completa

Entre Dois Bilionários - Série Completa

Citiți previzualizarea

Entre Dois Bilionários - Série Completa

evaluări:
4.5/5 (8 evaluări)
Lungime:
219 pages
4 hours
Editor:
Lansat:
Jan 17, 2019
ISBN:
9781547566402
Format:
Carte

Descriere

Entre Dois Bilionários, a série completa, finalmente juntos em um conjunto.

PARTE UM: Sarah Palmer vive em sua própria pequena bolha. A vida consiste em trabalhar no café, conversar on-line com os amigos e fazer o possível para preservar a moral que aprendeu na escola católica.

Sua meia-irmã Ethel é o oposto completo.

Quando Ethel convence Sarah a entrar em uma festa sob o pretexto de ser strippers, o mundo inteiro de Sarah fica de cabeça para baixo. Tudo o que ela achava que sabia sobre si mesma está mudando, e ela não sabe como parar isso.

O que deveria ser uma noite de invasão e diversão rapidamente se transforma em um romance inesperado com um estranho bonito. Tristan Locke é perfeito. Muito perfeito. E Sarah está prestes a aprender que, se algo parece bom demais para ser verdade, geralmente é.

PARTE DOIS: Tristan Locke é perfeito. Perfeitamente danificado. Um passado estragado em perdas o deixou apreensivo para formar um relacionamento com alguém. Até ele conhecer Sarah Palmer.

Abandonando sua educação religiosa, Sarah se lança em um relacionamento tenso com Tristan. É difícil dizer quais são as suas intenções, no entanto, quando ele é fogoso em um minuto e morno no outro.

Felizmente para Sarah, ela consegue informações privilegiadas sobre Tristan de seu irmão Shawn. No entanto, Shawn pode não ser o cara bom que ele está dizendo que é.

PARTE TRÊS: Tristan Locke tem segredos tão profundos que eles distorceram toda a sua vida. Depois de afirmar que ele matou sua noiva, ele faz o possível para afastar Sarah. Shawn não vai deixar isso acontecer.

Descubra o que acontece quando a verdade é revelada e Sarah é forçada a tomar a decisão final.

Editor:
Lansat:
Jan 17, 2019
ISBN:
9781547566402
Format:
Carte

Despre autor

Sky Corgan is a USA Today bestselling author. She lives in Texas where the sun is hot and the men are hotter. When she's not typing away at her next steamy romance novel, she enjoys hanging out with friends and planning vacations. You can get a FREE Sky Corgan book and stay up to date on her latest releases by signing up for her newsletter here: http://www.subscribepage.com/SkyCorgan

Legat de Entre Dois Bilionários - Série Completa

Cărți conex

Previzualizare carte

Entre Dois Bilionários - Série Completa - Sky Corgan

TRÊS

Entre Dois Bilionários

Parte Um

Índice

Capítulo 1

Capítulo 2

Capítulo 3

Capítulo 4

Capítulo 5

CAPÍTULO UM

Eureca! Descobri! Ethel irrompe pela porta do meu quarto. Um largo sorriso se estende por seu rosto como se ela tivesse as melhores notícias do mundo.

Eu gemo, virando a cadeira do meu computador para ela. Você não sabe bater?

Aparentemente, ela não sabe. Ela está propensa a entrar no meu quarto sempre que quiser, não importa quantas vezes eu a critique por isso. Você pensaria que ela possuía o lugar. Ela não possui o lugar. Nossos pais possuem. Mas, se estou sendo honesta, ela esteve aqui primeiro. Minha mãe e eu nos mudamos há alguns anos, quando nossos pais finalmente se casaram.

Então. Ethel se joga na minha cama, fazendo-se confortável. Há um cara rico que está dando uma festa neste fim de semana. Ela olha para mim com expectativa, como se achasse que eu pudesse ler sua mente.

E? Eu não posso esconder o aborrecimento da minha voz. Não é como se eu estivesse fazendo algo importante. Apenas conversando on-line com amigos. Mas é o principal da questão. Eu poderia estar nua, e ela simplesmente entrou como se não fosse nada.

É onde eu vou encontrar meu marido rico. Ela faz um estranho rolar de cabeça, como se a resposta fosse óbvia.

Eu não posso deixar de rir. Faça isso.

Eu vou e você vem comigo.

Oh? Isso é novidade para mim. Não estou nada interessada, mas sei que não tenho escolha a não ser ouvi-la. É para isso que ela veio aqui para distribuir seu plano desonesto.

Sim. Você e Lisa. Talvez todas nós tenhamos maridos ricos, ela grita como se imaginasse todas nós com o Príncipe Encantado em nossos braços. Às vezes me pergunto como ela sobrevive, vivendo em fantasias tão infladas. Sua vida é uma montanha russa de esperança e desapontamento irracionais. Talvez, se conseguisse um emprego, não precisasse se preocupar em encontrar um marido rico para bancá-la.

O marido rico é tudo você. Eu sorrio, virando minha cadeira para encará-la. Ela não vai a lugar nenhum a qualquer momento em breve; Eu posso dizer.

Toda garota quer um marido rico, ela suspira sonhadora.

Se você diz isso. Não há nenhum ponto em discutir com ela. Então eu teria que assistir a uma palestra detalhando por que casar-se com ricos é o melhor caminho a percorrer. As respostas são óbvias, mas não é isso que eu quero para mim. Eu quero continuar trabalhando duro, me sustentando, nunca tendo que confiar em um homem.

De qualquer forma, você está dentro, certo? Ela se reajusta na cama, olhando para mim intensamente. Seus olhos escuros são tão grandes que é difícil não se deixar levar pelo entusiasmo dela.

Eu não estou realmente interessada, eu digo hesitante.

Garota, você nem ouviu meu plano ainda. Ela vira a mão para mim, jogando a cabeça para trás em um gesto exagerado. Tão diva.

Esclareça-me, então. Cruzo meus braços sobre o peito, esperando algo completamente estranho.

Aparentemente, esse cara faz festas a cada poucos meses. A segurança é realmente negligente.

Isso não soa como um cara rico executaria as coisas. Tem certeza de que não está falando de uma festa no gueto? Eu a provoco.

Você cale a boca e me ouça por meio segundo. Seu temperamento esquenta.

Sei que é melhor não dizer mais nada, então simplesmente faço um gesto como se eu estivesse fechando meus lábios, sorrindo o tempo todo. Há uma linha tênue entre brincar com Ethel e lutar com ela. Eu aprendi isso há muito tempo quando nos mudamos juntas pela primeira vez. Aqueles dias foram horríveis. Mas eu posso lidar com ela agora.

De qualquer forma. Ela revira os olhos, suspirando seu descontentamento. Ele desaparece tão rapidamente quanto aparece. Eu imaginei que, se fingirmos ser strippers, poderíamos entrar.

Eu arqueio uma sobrancelha, sabendo que estou trilhando essa linha com o meu ceticismo. Eu. Fingir ser uma stripper. Dou uma risada. Eu sou o exemplo da certinha. Tipo, menina da escola católica certinha, em um sentido muito literal. Antes de nossos pais se conhecerem, eu realmente fui à uma escola católica feminina. Não foi até que o pai de Ethel convenceu minha mãe de que eu precisava aprender a sobreviver à população geral que minha mãe finalmente me transferiu para uma escola pública normal. Eu era como um peixe fora da água naquela época, e sinceramente não acho que eu tenha realmente me ajustado socialmente. Talvez seja por isso que me sinto tão estranha o tempo todo. Ah bem. Não pode ser alterado agora. Tudo o que sei é que levei comigo muitos valores da escola católica. Eu só beijei um garoto em toda a minha vida, e nem sonharia em fazer sexo fora do casamento. A ideia de me vestir como uma stripper só para entrar em alguma festa estúpida é absurda para mim.

Vamos, Sarah, vai ser divertido. Ethel se aproxima de mim na cama. Você nunca quis parecer sexy?

Não. Nunca. Eu balancei minha cabeça. Sexy dá aos homens a impressão errada. Sexy pode te meter em problemas.

Ugh. Você é tão idiota. A frustração toma conta da raiva que ela já demonstrou. Ela sabe que esta é uma batalha perdida. Eu não vou ceder.

Você tem a Lisa. Vocês garotas vão se divertir. Você pode me contar tudo sobre isso depois. Eu tento acalmá-la com um sorriso.

Ela fica de pé, seu corpo rígido. Quer saber? você nunca vai experimentar nada que a vida tem para oferecer se você continuar ficando dentro dessa pequena concha que você criou para si mesma. Ela junta as pontas dos dedos e as puxa para fora, criando uma concha invisível com as mãos.

Estou perfeitamente bem com a minha concha, quero dizer, mas, em vez disso, simplesmente respondo: Eu sei. Não adianta discutir.

Uma veia no pescoço dela incha. Palavras cruéis estão em sua língua. Eu espero que ela cuspa para mim, mas felizmente, ela apenas balança a cabeça e sai, levando a tensão no quarto com ela. Eu suspiro, grata que acabou. Que coisa estúpida para discutir. Ela deve saber agora que ela e eu somos tão diferentes quanto a noite e o dia. As coisas em que ela está interessada, eu não estou, e isso inclui encontrar algum homem para se envolver.

Eu sento em silêncio por um momento, tentando não deixar a conversa chegar até mim. É difícil. Ela pode ser só a minha meia-irmã, mas eu ainda quero que ela goste de mim. Talvez eu deva tentar mais. Tem que haver maneiras melhores que isso.

***

É sábado à noite e estou exausta de um longo dia trabalhando no café. Economizar para pagar a faculdade é difícil. Se eu soubesse que seria tão difícil, levaria tanto tempo, teria pedido mais bolsas de estudo. Se, seria, teria. Não adianta pensar no passado. Eu fiz minha própria cama, relaxei demais em uma tentativa de ser amada pelas crianças na escola, para tentar me encaixar. Querer se encaixar foi um erro. Agora estou lutando como o resto deles. Lições aprendidas na juventude continuam a me assombrar como adulta. Agora tenho que corrigir meus erros. Eu tento não ficar triste com isso, mas às vezes é difícil.

Posso ouvir passos pesados ​​descendo o corredor em direção ao meu quarto. É Ethel. Eu nem preciso me perguntar o que vem a seguir. Ninguém anda tão pesado nesta casa quando está com raiva além dela. Eu viro a cadeira do meu computador em direção à porta antes que ela tenha a chance de me atacar sem avisar.

Você não vai acreditar nisso, ela rosna, batendo minha porta atrás dela. Eu não posso deixar de estremecer. Este é um ataque de raiva que eu não tenho absolutamente nada a ver, mas estou prestes a sentir o peso disso.

Diga-me tudo sobre isso. Eu alcanço e dou um tapa na minha cama, tentando ser solidária.

Pelo que posso dizer Lisa e ela devem ter brigado logo antes de irem para a festa. Ethel parece deslumbrante em um vestido vermelho curto que complementa sua pele morena. Eu amo a pele dela. É tão escura e suave e sem falhas. Ela é uma garota linda, e os homens geralmente vão atrás dela, mas ela não quer ninguém que não tenha dinheiro, não importa o quão legal ele seja. Eu ainda não estou completamente certa porque ela é assim. Não é como se ela tivesse crescido no gueto. Não é como se o pai dela nunca tivesse dinheiro. Ele é dentista e sempre a mima. Talvez ela esteja apenas acostumada com isso. Talvez ela pense que é assim que todos os homens devem tratá-la.

Aquela cadela me salvou no último minuto, porra, ela ferve, se jogando com tudo na minha cama e cruzando os braços sobre o peito. Eu admiro o esmalte dela. Combina perfeitamente com o vestido, assim como o batom, os saltos e os brincos. Eu nunca vi uma stripper parecer tão classuda.

Sinto muito, Ethel.

Sua voz suaviza em simpatia e ela desvia seus olhos. Ela é doente. Ela realmente queria fazer isso. Ficou pronta e tudo mais. Mas então ela começou a vomitar.

Isso é horrível. Eu sei onde isso está prestes a levar. Ela está tentando esconder sua raiva e se preparando para começar a fazer beicinho na esperança de que eu me junte a ela. Isso não vai acontecer. Você disse que o cara dá uma festa a cada poucos meses. Sempre tem a próxima vez.

A próxima vez, ela bufa. Eu não acho que posso esperar mais alguns meses para sair deste buraco do inferno. Ela olha em volta do meu quarto como se fosse um lixo. Às vezes eu me pergunto se ela percebe o quão fácil nós realmente temos isso. Provavelmente não, se ela está agindo de forma tão infantil.

Você esperou tanto tempo, suspiro, tentando não demonstrar minha desaprovação por sua atitude. Mas é difícil. Ao contrário dela, minha mãe e eu lutamos por vários anos enquanto ela e meu pai biológico se divorciavam. Se não fosse minha avó pagando minha admissão na escola católica, isso nem teria acontecido.

Sarah, você não entende, Ethel insiste. Coloquei tudo nesta festa. Eu comprei este vestido e até fiz cartões de visita para nós.

Cartões de visita? Eu levanto uma sobrancelha.

Sim. Ela busca na bolsa e puxa uma carteira, abrindo-a e extraindo vários cartões de visita. Ela os entrega para mim e eu olho na face em relevo. Ela mostra uma foto de uma garota pendurada em um poste com as palavras Strippers Ao Seu Serviço.

Eu franzo a testa enquanto leio o nome falso da empresa. Você poderia ter escolhido algo mais sujo para um nome?

Sim, eu poderia ter, o calor em sua voz retorna. Eu poderia ter escolhido Peitos na Sua Cara ou Putas Peladas.

Eu rolo meus olhos, entregando os cartões de volta para ela. Bem, me desculpe, isso não vai acontecer para você.

Ela pega os cartões e os coloca de volta na carteira, tentando desesperadamente temperar sua frustração para mim. Isso ainda pode acontecer se você vier comigo.

Eu acho que você se daria melhor como uma stripper solitária. É ao mesmo tempo uma sugestão e uma zombaria.

Strippers não aparecem sozinhas, idiota. Ela olha para mim.

Talvez elas façam isso para caras ricos.

Eu acho que há uma regra contra isso. Ela coça a cabeça. Segurança em números e tudo.

Não sei. Não importa. Não vou. Eu rolo minha cadeira de volta para encarar meu computador, indicando que a conversa acabou.

Você vai mesmo só ficar sentada aqui e jogar em seu maldito computador a noite toda? Ela aponta para a tela. Há um mundo inteiro lá fora, Sarah, e você está apenas deixando passar por você.

Nós terminamos, minha voz é controlada.

Eu posso sentir seu olhar gelado nas minhas costas. A tensão na sala está ficando pesada, e começo a me preocupar que isso possa me sufocar. Espero que ela saia em breve.

Por favor, Sarah, ela implora.

Não. Eu sou inabalável.

Eu tenho um vestido muito bonito que você pode usar, seu tom de voz se eleva, tentando me convencer com bondade.

Não estou interessada.

Eu vou te mostrar. Ela se levanta e sai, combinando com a minha teimosia. Agora, mais do que nunca, gostaria que houvesse trancas nas portas. O pai dela as retirou porque Ethel ficava trancando a porta e escapulindo da casa quando éramos mais novos. Mesmo sendo adultas agora, ele não colocou as fechaduras de volta. Talvez eu deva pedir, da próxima vez que pensar nisso. Isso a impediria de invadir meu quarto o tempo todo.

Ethel retorna vários minutos depois segurando um vestido azul bebê em um cabide. Eu me viro para olhar e sinto um peso no meu peito. Ela sabe que eu amo o vestido. Eu disse isso a ela toda vez que eu vi ela usá-lo. Secretamente, eu sempre quis experimentar, mas Ethel é uma verdadeira puta quando se trata de compartilhar roupas. O fato de que ela está me apresentando isso diz muito sobre o quanto significa ir a essa festa para ela.

Você vai ficar deslumbrante com isso, ela enfatiza a palavra deslumbrante. Você pode usá-los também. Ela levanta um par de saltos combinando.

Droga. Esta é a primeira e única vez que ela vai se oferecer para me deixar experimentar o vestido, e se eu colocá-lo, significa que eu serei obrigada a ir. Recuar depois levará diretamente para uma briga que pode derrubar o telhado da casa, e eu realmente não quero isso.

Não sei. Eu mordo meu lábio inferior.

Ela sabe que estou cedendo, e força ainda mais. Veja. É longo o suficiente para ser modesto. Além disso, não é como se realmente fossemos nos despir. Nós só vamos usar os cartões para entrar, e então nós vamos sair e nos divertir. Você nem precisa se socializar se quiser. Você pode encontrar um canto para ficar de mau humor até a hora de ir embora. O canto do lábio se encolhe com um sorriso malicioso.

Então você não estava realmente planejando se despir? pergunto, esperançosa.

"Garota, eu farei o que tiver que fazer. Isso não significa que você precise. Se alguém nos pedir para despir, você pode fingir que ficou doente. Eu farei todo o trabalho. Ela me dá um aceno confiante. A ideia de vê-la fazer strip me torce o estômago. Eu não seria capaz de aguentar isso. Eu sei disso.

Eu dou um olhar de desejo ao vestido. É fofo, com uma saia na altura do joelho, mangas e bordado de renda branca no topo. Nada que uma stripper usaria. Eu quero tanto experimentá-lo.

Vamos, Sarah. É só uma noite. Você pode ajudar sua irmã a sair por uma noite. Ela me dá aquele olhar de cachorrinho carente.

Tudo bem, eu suspiro, desabando. Em que acabei de entrar?

Ela grita, absolutamente encantada. Sim! Oh, Obrigada. Obrigada. Te agradeço. Você não vai se arrepender disso. Nós vamos ter a melhor noite de todas!

Como ela estava errada.

CAPÍTULO DOIS

Eu me sinto como uma boneca parada ali na frente do meu espelho do armário com Ethel mexendo no vestido. Ele me serve como uma luva. Uma luva bem costurada. Eu o combinei com meias brancas, alisei meu cabelo, e fiz minha maquiagem em tons neutros, apesar da insistência de Ethel que eu usasse sombra nos olhos e batom vermelho-vivo.

Você parece estar se preparando para ir à igreja, ela resmunga ao meu reflexo.

Eu acho que parece bom. Eu sorrio para mim mesma.

Claro, você acharia. Ela revira os olhos. Eu suponho que não importa, contanto que você vá.

Seja grata, eu concordei. Eu me viro para lembrá-la.

Eu sei e eu sou. Eu só queria que você ao menos trocasse aquelas calcinhas da vovó que você sempre usa. Nós devemos ser sexy.

O que isso importa? Nós não vamos nos despir. Eu lhe dou um olhar cético.

Seja como for. Eu só estava tentando fazer você se sentir sexy. Vamos lá. Ela agarra meu braço e praticamente me arrasta para fora do quarto.

Quando chegamos ao final do corredor, ela coloca um dedo bem cuidado sobre

Ați ajuns la sfârșitul acestei previzualizări. Înscrieți-vă pentru a citi mai multe!
Pagina 1 din 1

Recenzii

Ce părere au oamenii despre Entre Dois Bilionários - Série Completa

4.3
8 evaluări / 0 Recenzii
Ce părere aveți?
Evaluare: 0 din 5 stele

Recenziile cititorilor