Găsiți următorul dvs. carte preferat

Deveniți un membru astăzi și citiți gratuit pentru 30 zile
Construindo Bilhões - Parte 3: Construindo Bilhões, #3

Construindo Bilhões - Parte 3: Construindo Bilhões, #3

Citiți previzualizarea

Construindo Bilhões - Parte 3: Construindo Bilhões, #3

evaluări:
4.5/5 (3 evaluări)
Lungime:
261 pages
4 hours
Editor:
Lansat:
Jun 3, 2019
ISBN:
9781547593866
Format:
Carte

Descriere

Da autora best seller, Lexy Timms.

Um homem de verdade desiste dos casos de uma noite por aquela que ele não pode ficar sem.

Jimmy não acreditou em Ashley quando ela contou quem estava por trás da fraude dentro da empresa. Mesmo quando era crível.

Ele não queria acreditar nisso porque o acusado era uma figura paterna para ele, a primeira pessoa que investiu em sua empresa e a colocou em movimento.

Ashley não teve outra opção a não ser renunciar ao seu cargo. Um homem que você não pode confiar, é um homem que você não pode manter.

Agora Jimmy está em uma missão: recuperar Ashley. Ela é a melhor coisa que já aconteceu com ele e ele não pode simplesmente perdê-la. Ele sabe que tem sido um idiota, mas é tarde demais para tentar recuperá-la?

Eles dizem que O AMOR É UM CAMPO DE BATALHA, não um caso de uma noite.

Construindo Bilhões

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Editor:
Lansat:
Jun 3, 2019
ISBN:
9781547593866
Format:
Carte

Despre autor

"Love should be something that lasts forever, not is lost forever."  Visit USA TODAY BESTSELLING AUTHOR, LEXY TIMMS https://www.facebook.com/SavingForever *Please feel free to connect with me and share your comments. I love connecting with my readers.* Sign up for news and updates and freebies - I like spoiling my readers! http://eepurl.com/9i0vD website: www.lexytimms.com Dealing in Antique Jewelry and hanging out with her awesome hubby and three kids, Lexy Timms loves writing in her free time.  MANAGING THE BOSSES is a bestselling 10-part series dipping into the lives of Alex Reid and Jamie Connors. Can a secretary really fall for her billionaire boss?

Legat de Construindo Bilhões - Parte 3

Cărți conex

Previzualizare carte

Construindo Bilhões - Parte 3 - Lexy Timms

Epílogo

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, armazenada ou introduzida em um sistema de recuperação ou transmitida, de qualquer maneira ou por quaisquer meios (eletrônico, mecânico, fotocópia, gravação ou outro) sem a autorização prévia por escrito de ambos, o proprietário dos direitos autorais e da editora, acima mencionada, deste livro.

Esta é uma obra de ficção. Nomes, personagens, lugares, marcas, mídia e incidentes são produtos da imaginação da autora ou são usados ficticiamente. Qualquer semelhança com uma pessoa real, viva ou morta, eventos ou locais, é mera coincidência. A autora reconhece o status de marca registrada e proprietários de marca registrada dos vários produtos citados nesta obra de ficção que tenham sido usados sem permissão. A publicação/uso destas marcas registradas não está autorizada, associada ou patrocinada pelos proprietários da marca registrada.

––––––––

Todos os direitos reservados.

Construindo Bilhões Parte #3

Copyright 2018 por Lexy Timms

Capa por: Book Cover by Design

Construindo Bilhões

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Encontre Lexy Timms:

Boletim Informativo Lexy Timms:

http://eepurl.com/9i0vD

Lexy Timms Facebook:

https://www.facebook.com/SavingForever

Lexy Timms Website:

http://www.lexytimms.com

Quer ler mais...

De GRAÇA?

Cadastre-se no boletim informativo de Lexy Timms

E ela lhe enviará

Uma leitura paga, de GRAÇA!

Cadastre-se para receber novidades e atualizações!

http://eepurl.com/9i0vD

Construindo Bilhões Parte 3 Sinopse

Da autora best seller, Lexy Timms.

Um homem de verdade desiste dos casos de uma noite por aquela que ele não pode ficar sem.

Jimmy não acreditou em Ashley quando ela contou quem estava por trás da fraude dentro da empresa. Mesmo quando era crível.

Ele não queria acreditar nisso porque o acusado era uma figura paterna para ele, a primeira pessoa que investiu em sua empresa e a colocou em movimento.

Ashley não teve outra opção a não ser renunciar ao seu cargo. Um homem que você não pode confiar, é um homem que você não pode manter.

Agora Jimmy está em uma missão: recuperar Ashley. Ela é a melhor coisa que já aconteceu com ele e ele não pode simplesmente perdê-la. Ele sabe que tem sido um idiota, mas é tarde demais para tentar recuperá-la?

Eles dizem que O AMOR É UM CAMPO DE BATALHA, não um caso de uma noite.

Conteúdo

Construindo Bilhões

Encontre Lexy Timms:

Construindo Bilhões Parte 3 Sinopse

Capítulo 1

Capítulo 2

Capítulo 3

Capítulo 4

Capítulo 5

Capítulo 6

Capítulo 7

Capítulo 8

Capítulo 9

Capítulo 10

Capítulo 11

Capítulo 12

Capítulo 13

Capítulo 14

Capítulo 15

Capítulo 16

Capítulo 17

Capítulo 18

Capítulo 19

Capítulo 20

Capítulo 21

Capítulo 22

Capítulo 23

Capítulo 24

Capítulo 25

Capítulo 26

Epílogo

Construindo Bilhões

Encontre Lexy Timms:

LEITURAS GRATUITAS?

Mais por Lexy Timms:

Capítulo 1

Jimmy

––––––––

A empresa estava segura, mas eu me sentia uma merda. Enquanto bebericava meu Bourbon e olhava pelas janelas do meu apartamento, minha mente voltou correndo para Ashley. Ver seu escritório vazio no outro lado do corredor todas as manhãs era demais. Abrir minha porta e esperar que ela entrasse como ela costumava fazer doía demais. Precisava contratar um novo contador para os investidores. Eles tinham se acostumado com este tipo de tratamento. Mas ninguém poderia fornecer para eles o que Ashley tinha. Ninguém poderia analisar os números como ela e prever com a precisão que ela era capaz.

A única outra pessoa que eu sabia que poderia fazer isso já era meu Chefe de Operações.

Meu cabelo estava despenteado e minha gravata estava desfeita. Os botões da minha camisa estavam quebrados por causa da agitação na noite anterior. Estava sentado, usando a mesma roupa dois dias seguidos, olhando pela janela contra a qual eu já havia pressionado Ashley.

Cada parte do meu apartamento estava marcada com ela de alguma maneira.

Sentia como se estivesse balançando sozinho no mar, perdido sem um remo ou uma boia de salvamento para marcar meu caminho. O horizonte da cidade começava a se inclinar enquanto eu tomava o resto da minha bebida e em seguida deixava escorregar dos meus dedos.

A bebida caiu no chão e respingou na parte de trás da minha calça.

Todas as vezes que fechava os olhos, eu a via. Aqueles olhos lindos e aquele sorriso maravilhoso. Podia ouvir suas risadinhas ecoando dos cantos da minha mente. Havia momentos ao longo do dia quando eu jurava que podia sentir seu cheiro ou ouvi-la caminhando pelo corredor para pegar café depois de dormir ao meu lado. Seu cabelo despenteado pelo sono e seu cheiro permaneciam na memória dos meus sentidos.

Eu ansiava para tê-la de volta.

O telefone tocou em meu quarto e eu pulei. Era Ashley? Ela estava finalmente me ligando de volta? Minhas meias deslizavam no chão de madeira de lei empoeirada enquanto eu corria até meu quarto. Tropecei com o telefone nas mãos enquanto atendia a ligação, esperando e rezando que fosse ela.

Em vez disso, era a única pessoa que eu queria queimar, a única pessoa que eu queria arremessar, gritando e chorando, de um maldito penhasco.

Jimmy? Sou eu.

Que diabos você quer, Markus?

Quero uma chance para me explicar, ele disse.

Que pena.

Espere, espere, espere! Jimmy, por favor.

Talvez fosse o desespero em sua voz ou o suspiro derrotado que veio depois. Não sei o que me possuiu para colocar o telefone de volta na orelha, mas eu o fiz. Voltei para minha cadeira em silêncio e deixei-me cair, observando o sol se pôr abaixo da linha do horizonte de Miami, uma cidade que rapidamente eu vim a odiar.

O quê? eu perguntei.

Eu me importo com você, Jimmy e nunca tive a intenção de magoá-lo.

Isso é o melhor que fica? Porque tenho merda para limpar depois do que você fez, eu disse.

Você é como um filho para mim, Jimmy. Nada disso deveria desmoronar sobre sua cabeça.

E qual era o grande plano, hum? Continuar roubando debaixo do meu nariz? Continuar desfalcando uma empresa que você me ajudou a criar antes de me denunciar para a mídia e destruir minha reputação? Foi você quem começou o escândalo nas mídias sociais? Porque neste momento, tenho a sensação que foi.

Não, não fui eu. Você me conhece melhor do que isso.

Não, com certeza eu não conheço, eu disse. Você me tratando como um filho acabou quando você roubou de mim. Eu confiava em você. Via você como o pai que nunca tive. Então você foi e fez exatamente o que meu pai fez.

Você não quis dizer isso.

Sim, eu quis. Meu pai era um bêbado, um picareta e um falso. Em vez de trabalhar por seu dinheiro, ele queria beber seja o que fosse que ele pudesse implorar dos outros. Foi isso o que você fez. Você destruiu sua empresa e, em vez de admitir a derrota, roubou de mim para alimentar uma empresa que deveria ter falido há muito tempo. Meu pai não sabia quando admitir que tinha fracassado e recomeçar e nem você.

Eu ia devolver o dinheiro. Estou falando sério. Três milhões de dólares, Jimmy.

Contra vinte milhões!

Eu tinha isso pronto. Tinha um acordo pronto que teria recuperado o dinheiro que eu peguei e colocado minha empresa de volta no mapa, ele disse.

Você quer saber qual a pior parte sobre tudo isso? eu perguntei.

O quê? ele perguntou.

Se você tivesse vindo até mim com a verdade e me pedido dinheiro, eu teria emprestado a você. Em um maldito piscar de olhos.

O silêncio no outro lado da linha era ensurdecedor. Ri com sarcasmo e balancei a cabeça enquanto as lágrimas brotavam em meus olhos. Estava apenas bêbado o suficiente para permitir que minhas emoções transbordassem. Estava apenas bêbado o suficiente para ser fraco e me sentir tão perdido quanto eu me sentia e estar tão zangado quanto eu sabia que tinha o direito de estar.

Espero que você apodreça, eu disse.

Jimmy, espere. Não deslig...

Encerrei a ligação e disquei imediatamente para Ashley. Sabia que ela me faria sentir melhor. Se eu conseguisse que ela atendesse o telefone, tudo ficaria melhor. Mesmo se ela gritasse comigo, me xingasse e dissesse que nunca mais queria me ver novamente, o simples esforço de atender minha ligação teria ajudado. Teria me dado esperança.

Mas como tinha sido nos últimos dois dias, minha ligação foi direto para o correio de voz. Ouvi sua voz e fechei os olhos enquanto seus tons suaves flutuavam para o meu ouvido. Imaginei que ela estava falando comigo e dando aquele sorriso deslumbrante enquanto seus olhos brilhavam para mim. Ela tinha estrelas nos olhos por mim. Ela abriu o peito e me entregou seu coração. E eu arrasei com ela. Gritei com ela. Eu a chamei de Nina.

Que diabos eu estava pensando?

Desliguei e disquei de novo, mas desta vez nem tocou. Foi direito para o correio de voz várias vezes. Ela estava me ignorando e as minhas ligações. Não havia nada que eu pudesse fazer sobre isso.

Não havia nada que eu pudesse fazer além de ir até o apartamento dela e ficar sentado até que ela atendesse.

Arremessei o telefone na janela e ele quebrou em um milhão de pedaços. Rugi dentro do apartamento, meu corpo se enroscando em si mesmo. Gritei até que meu rosto ficasse vermelho e depois gritei até ficar rouco. Apoiei meus cotovelos nos joelhos e passei as mãos pelo cabelo, minha voz ofegando através dos lábios.

Queria ir até o apartamento dela. Queria me sentar lá até que ela atendesse. Queria ficar do lado de fora até que ela fosse forçada a sair e me ver, mas não iria assediá-la. Não iria obrigá-la a me ver. Ela era melhor do que isso. Ela merecia mais do que isso.

Eu a amava mais do que isso.

O telefone ao lado da minha cama tocou e eu gemi. Quem diabos estava tentando ligar para mim em um maldito domingo? As pessoas não entendiam que eu não fazia nada aos domingos? Quantas vezes eu tinha de dizer às pessoas para não me incomodar nos meus malditos domingos?

Entrei no quarto e peguei o telefone, pronto para arremessá-lo na parede. Ele continuava tocando e tocando na palma da minha mão, esperando que eu atendesse.

E quando vi que era Ross, decidi ir em frente e atender.

O quê? eu perguntei.

O que há de errado com seu celular? ele perguntou.

Quebrou, eu disse enfaticamente.

Bem, vamos conseguir um novo para você e depois ir beber ou algo assim.

É domingo.

O que significa que haverá bebidas especiais o dia inteiro.

Tenho muitas bebidas aqui, eu disse.

Difícil. Você já remoeu isso por tempo suficiente. Vamos levá-lo para sair para que você possa se recompor para amanhã.

Não vou a nenhum lugar hoje, eu disse.

E por que não?

Porque Ashley terminou comigo e não estou com vontade de ir a lugar nenhum.

Silêncio tomou conta da ligação enquanto eu me sentava na beirada da cama.

Quando isso aconteceu? Ross perguntou.

Quarta-feira à noite, eu disse.

Você esteve carregando isso por aí durante cinco dias e não me contou?

Por que você se importa? eu perguntei.

Porque eu sei que você ama a garota.

O quê?

Jimmy, eu te conheço há mais de doze anos. Eu te conheço melhor do que qualquer outra pessoa. Sei que você ama Ashley. Por que você não contou a alguém?

Imaginei que ninguém se importava, eu disse.

Eu me importo, Jimmy. Você ainda me tem, sabe.

Ela foi embora, Ross. Ela terminou comigo e se demitiu.

Estou indo buscá-lo. Vamos conseguir um telefone novo para você, vamos beber um pouco e vamos conversar. E Jimmy?

Sim?

Troque suas roupas. Sei que você não fez isso. Posso sentir seu cheiro através do maldito telefone.

Encerrei a ligação e me arrastei até o banheiro. Eu me obriguei a me limpar, mas não me dei ao trabalho de tentar fazer a barba. Peguei minhas chaves e carteira e enfiei tudo nos bolsos. Em seguida desci para o andar térreo.

Entre, Ross disse. Também precisamos comprar uma lâmina de barbear para você?

Cale a boca, eu disse.

Fomos até a loja e eu escolhi o celular mais moderno que Ross havia colocado na minha mão. Eu realmente não me importava. Conectei-o à minha conta na nuvem e baixei tudo dentro da loja, observando enquanto o telefone era preenchido. Aplicações e documentos. E-mails e números de telefone. Mensagens de texto, fotos e todos os tipos de coisas que me lembravam que eu ainda tinha uma vida que viver.

Porra. Por que tantas pessoas dependiam de mim?

Você está pronto? Ross perguntou.

Fui arrancado do meu transe e encontrei as pessoas da loja me encarando.

Sim. Estou pronto, eu disse.

Então vamos conseguir um pouco de comida e bebida em você. Precisamos conversar.

Odeio estas palavras, eu disse.

Vamos nos sentar em algum lugar antes de analisar esta frase.

Tudo foi um borrão. Meu telefone estava tocando com um som de notificação que eu não reconhecia. Verifiquei todas as vezes para ver se era Ashley ligando. E-mails, mensagens de texto e notificações de calendário. Tudo me incomodando no meu único dia de folga.

E nada disso era o que eu realmente queria.

Então, Ross disse. Como isso aconteceu?

Tudo começou quando um homem chamado Markus chegou à cidade.

Fale sério comigo. O que aconteceu com você e Ashley? ele perguntou.

Tanta merda.

Então comece a falar. Tenho a noite toda.

As coisas ficaram tensas entre nós com toda esta ... merda, eu disse.

Naturalmente.

O estresse a estava afetando de maneira que me fez pensar que ela estava grávida.

Como?

Pele pálida. Mudanças de humor. Sem comer. Ela tirou aquele dia de licença médica, foi ao médico e obteve medicação para enxaqueca e náusea.

Ok. Então o que aconteceu?

Não sabia por que ela não estava me dizendo que estava grávida, então eu a levei para almoçar. E ela não comeu seu almoço. Pedimos para embalar o almoço para viagem, fomos assistir a um filme na minha casa e eu a confrontei sobre isso.

Isso não foi bom. Porque ela não estava grávida, certo? ele perguntou.

Não, ela não estava, mas eu insisti que ela estava. Fiquei zangado que ela estivesse mentindo para mim novamente.

Espere, espere, espere. Novamente?

Ela tirou alguns dias de licença médica quando ainda estava trabalhando nos balanços. Uma vez, ela me disse que sua mãe não estava bem e precisava de um tempo com ela.

Bem, merda. Ok. Então, você não confia nela. Isso foi antes ou depois de você dizer a ela que confiava nela com aquela reunião de investidores? ele perguntou.

Depois, eu disse com um gemido.

Este ... foi o seu primeiro erro.

Você acha que eu não sei disso? Ross, maldição, eu pensei que a mulher estava grávida. Já estava pronto para abrir mão da minha vida para garantir que ela e a criança ficassem bem, para deixá-la confortável e levá-la aos melhores médicos e ficar ao lado dela durante este período.

Sim, mas ela não estava grávida.

Entendo isso agora, eu disse. Mas isso se traduziu em não acreditar nela quando ela me contou sobre Markus.

O quê?

Sim.

Ela sabia sobre Markus?

Sabia, eu disse.

Quando diabos esta conversa aconteceu? Por que diabos eu não estava ciente de tudo isso?

Aconteceu na segunda ou na terça-feira. Ou em algum momento no começo da semana. Acusei-a de culpar Markus porque ela estava com ciúme do tempo que estávamos passando juntos.

Não é de admirar que ela terminou com você, ele disse.

Eu a chamei de Nina, Ross.

Com toda honestidade, estou surpreso que você ainda esteja vivo.

Obrigado.

Não, sério. Você está chocado que ela terminou com você? ele perguntou.

Não, não estou chocado, mas estou com o coração partido. Nossa empresa precisa dela. Eu preciso dela, Ross.

Você quer recuperá-la ou algo assim? ele perguntou.

Sim. Quero.

Gostaria que eu pudesse ajudar, mas não faço ideia como você vai fazer isso.

Lembre-me de nunca vir até você atrás de conselho, eu disse.

Podemos adiar isso por um segundo e falar sobre algo que tem estado na minha cabeça?

É claro, eu disse com um suspiro. O que foi?

"Tenho

Ați ajuns la sfârșitul acestei previzualizări. Înscrieți-vă pentru a citi mai multe!
Pagina 1 din 1

Recenzii

Ce părere au oamenii despre Construindo Bilhões - Parte 3

4.7
3 evaluări / 0 Recenzii
Ce părere aveți?
Evaluare: 0 din 5 stele

Recenziile cititorilor