Sunteți pe pagina 1din 23
PanoramaPanorama ee EstratEstratéégiagia dodo SetorSetor SupermercadistaSupermercadista nono BrasilBrasil 19 de abril
PanoramaPanorama ee EstratEstratéégiagia dodo SetorSetor
SupermercadistaSupermercadista nono BrasilBrasil
19 de abril de 2007
Prof.Prof. JuracyJuracy ParenteParente
GVcevGVcev -- CentroCentro dede ExcelênciaExcelência emem VarejoVarejo
www.fgvsp.br/cevwww.fgvsp.br/cev
1
Panorama e Estratégia do Setor Supermercadista no Brasil NOSSA AGENDA 1) VISÃO DO TAMANHO DO
Panorama e Estratégia do Setor
Supermercadista no Brasil
NOSSA AGENDA
1)
VISÃO DO TAMANHO DO MERCADO E DAS
TENDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO
2)
OS BENCHMARKS DO SETOR
3)
O QUE PODEMOS APRENDER COM OS MELHORES?
2
VISÃO DO TAMANHO DO MERCADO E DAS TENDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO QUAL O TAMANHO DO MERCADO
VISÃO DO TAMANHO DO MERCADO E DAS
TENDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO
QUAL O TAMANHO DO MERCADO BRASIL ?
PIB BRASIL 2005: R$ 2.150 BILHÕES
PIB BRASIL 2006: R$ 2.320 BILHÕES
CONSUMO FAMÍLIAS: 60% DO PIB
CONSUMO FAMÍLIAS 2006: R$ 1.400 BILHÕES
3
BASE: IBGE E PROJEÇÕES
COMO O CONSUMIDOR DISTRIBUI SEU CONSUMO FAMILIAR? Alimentação 17% Aluguel 14% 13% Alimentação no Domicílio
COMO O CONSUMIDOR DISTRIBUI
SEU CONSUMO FAMILIAR?
Alimentação
17%
Aluguel
14%
13% Alimentação
no Domicílio
Mobiliários e artigos do lar
2%
Eletrodomésticos
2%
4% Alimentação
Fora do Domicílio
Vestuário
5%
Combustível - veículo próprio
3%
Aquisição de veículos
6%
Higiene e Cuidados Pessoais
2%
Remédios
2%
Educação
3%
Recreação e cultura
2%
Outras despesas
42%
CONSUMO FAMILIAR 2006: R$ 1.400 BILHÕES
4
Fonte: IBGE POF 2003 - Brasil
O TAMANHO DO MERCADO DE ALIMENTOS – BRASIL 2006 • CONSUMO FAMÍLIAS 2006: R$ 1.400
O TAMANHO DO MERCADO DE
ALIMENTOS – BRASIL 2006
• CONSUMO FAMÍLIAS 2006: R$ 1.400 BI
•17% = ALIMENTOS EM GERAL = R$ 240 BI
•13% = ALIMENTOS EM CASA = R$ 180 BI
5
Fonte: IBGE POF 2003 e Extrapolações
Como as diferentes Classes fazem suas compras? 30 Outros Canais 42 40 -9% = 5
Como as diferentes Classes
fazem suas compras?
30
Outros Canais
42
40
-9% = 5 Redes
-50% = Outros A-Serv.
•59% = Auto-serviços
54
Outros A-Serviço
•Baixa Concentração
54
•Menor importância
dos supermercados
nas classes DE
50
52
42
5 maiores Redes
16
9
8
4
Total
AB
C
DE
6
Fonte: LatinPanel
SUPERMERCADOS: ESTIMATIVA DO TAMANHO DO MERCADO - % 5 MAIORES REDES 9% 5 MAIORES –
SUPERMERCADOS: ESTIMATIVA DO
TAMANHO DO MERCADO -
%
5 MAIORES REDES
9%
5
MAIORES – Vendas Totais
R$ 40 BI
MAIORES – Vendas Ajust (85%
bens não-duráveis)
5
R$ 34 BI
VAREJO (Bens não duráveis)
R$ 380
%
AUTO-SERVIÇO (supermercados)
59%
MERCADO PARA AUTO-SERVIÇOS
(Supermercados)
R$ 220 BI
7
A DISPUTA ENTRE SETORES PELO BOLSO DO CONSUMIDOR •CONSUMO FAMILIAR 2006: R$ 1.400 BILHÕES •
A DISPUTA ENTRE SETORES
PELO BOLSO DO CONSUMIDOR
•CONSUMO FAMILIAR 2006: R$ 1.400 BILHÕES
• COMO CONSUMIDOR GASTA SUA RENDA?
• O AUMENTO NOS GASTOS EM UM SETOR PODE
PROVOCAR A DIMINUIÇÃO EM OUTROS
• Celular
• Crédito – Aumento dos Bens Duráveis
8
SUPERMERCADOS PERDEM ESPAÇO NA CESTA DE COMPRAS 125 121 VAREJO – GERAL 120 116 SUPERMERCADOS
SUPERMERCADOS PERDEM
ESPAÇO NA CESTA DE COMPRAS
125
121
VAREJO – GERAL
120
116
SUPERMERCADOS
115
110
105
100
95
2003
2006
2007
9
Fonte: IBGE 2007
SUPERMERCADOS PERDEM ESPAÇO NA CESTA DE COMPRAS 200 VAREJO – GERAL 180 177 SUPERMERCADOS 160
SUPERMERCADOS PERDEM
ESPAÇO NA CESTA DE COMPRAS
200
VAREJO – GERAL
180
177
SUPERMERCADOS
160
MOVEIS E ELETRO
140
136
AUTOMÓVEL,
MOTOS E PEÇAS
VESTUÁRIO
121
120
116
100
96
80
2003
2006
2007
10
Fonte: IBGE 2007 - Brasil
SUPERMERCADOS PERDEM ESPAÇO NA CESTA DE COMPRAS PERÍODOS SETORES VAREJISTAS JAN 2003 JAN 2006 JAN
SUPERMERCADOS PERDEM ESPAÇO
NA CESTA DE COMPRAS
PERÍODOS
SETORES VAREJISTAS
JAN 2003
JAN 2006
JAN 2007
VAREJO – GERAL
100
112
121
SUPERMERCADOS
100
111
116
MOVEIS E ELETRO
100
142
177
AUTOMÓVEL, MOTOS E PEÇAS
100
119
136
VESTUÁRIO
100
89
96
11
Fonte: IBGE POF 2003 - Brasil
Evolução das Vendas por Região RegiõesRegiões dede MaiorMaior CrescimentoCrescimento dasdas vendasvendas dede
Evolução das Vendas por Região
RegiõesRegiões dede MaiorMaior
CrescimentoCrescimento dasdas
vendasvendas dede
Supermercado:Supermercado:
Norte,Norte, NordesteNordeste ee
CentroCentro--OesteOeste
12
COMO A RENDA IMPACTA NO % DOS GASTOS FAMILIARES? CLASSES DE RENDIMENTO FAMILIAR (R$ MÊS)
COMO A RENDA IMPACTA NO
% DOS GASTOS FAMILIARES?
CLASSES DE RENDIMENTO FAMILIAR (R$
MÊS)
TIPOS DE DESPESA
TOTAL (%)
+ 400
+ 1200
+ DE
A 600
A 1600
6000
ALIMENTAÇÃO
17,1%
29,8%
20,9%
9,0%
MOBILIÁRIOS E ART. DO LAR
1,9
2,6
2,0
1,4
ELETRODOMÉSTICOS
1,9
2,7
2,3
1,1
VESTUÁRIO
4,7
5,7
5,6
3,2
HIGIENE E CUIDADOS PESSOAIS
1,8
2,4
2,2
1,1
EDUCAÇÃO
3,4
1,0
2,0
4,9
13
Fonte: IBGE POF 2003 - Brasil
Sucesso no Varejo 1) Estratégia 2) Execução 14
Sucesso no Varejo
1) Estratégia
2) Execução
14
Visão Geral dos Benchmarks em Vendas (em R$ bi) Vendas Vendas Vendas Vendas 2000 2003
Visão Geral dos Benchmarks em
Vendas (em R$ bi)
Vendas
Vendas
Vendas
Vendas
2000
2003 2005
1998
Grupo Pão de Açucar
5,4 (2º)
9.5
(1º)
12.8 (1º)
16.2
(1º)
Carrefour
7,0 (1º)
9.5
(2º)
11.0 ((2º)
12.5 (2º)
Wal-Mart
0,8 (8º)
1,2 (6º)
1,9 (6º
)
11.7
(3º)
Bom Preço
2,4 (3º)
3,0 (3º)
-
-
Sonae
1,5 (5º)
3,0 (4º)
-
-
Zaffari
0,7 (9º)
0,8 (8º)
1,2 (7º)
1,4 (4º)
G. BArbosa
0,4 (12º)
0,6 (9º)
0,9 (9º)
1,2 (5º)
Redes com Vendas em torno e R$ 1 Bi:
* DMA-EPA
*BRETAS
*COOP
*ANGELONI
*PREZUNIC
15
Fonte: SuperHiper (Abras)
TRÊS DIFERENTES SITUAÇÕES COMPETITIVAS Situação Resultados Competitiva Vantagem competitiva Competir com
TRÊS DIFERENTES SITUAÇÕES
COMPETITIVAS
Situação
Resultados
Competitiva
Vantagem competitiva
Competir com sucesso
excepcional – (benchmarks)
Competir com sucesso
Paridade competitiva
Desvantagem
Competir com insucesso
competitiva
16
BENCHMARKS DO SETOR O que eles podem nos ensinar? Dados 2005 Vendas V/m 2 V/func
BENCHMARKS DO SETOR
O que eles podem nos ensinar?
Dados 2005
Vendas
V/m 2
V/func
M
2
2007
R$ Bi
R$ mil
R$ mil
/Loja
Grupo Pão de Açucar
16,2
13
257
2200
Carrefour
12,5
12
260
2500
Wal-Mart
11,7
10
234
4000
1º ??
Zaffari
1,4
12
182
4400
G. BArbosa
1,2
18
182
1900
ALGUNS Benchmarks
Zona Sul - RJ (2006) *
0,7
41
172
600
Nordestão - RN
0,3
21
254
2400
Savegnago – SP
0,4
18
250
1400
Coop – SP
1,1
17
292
2800
Fonte: SuperHiper (Abras)
*Fonte Zona Sul : Super Mercado Moderno
17
GRÁFICO E VALOR E POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO BENEFÍCIO 3 – Segmento Premium (Ex: Pão de Açúcar)
GRÁFICO E VALOR E
POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO
BENEFÍCIO
3 – Segmento Premium
(Ex: Pão de Açúcar)
Alto
2 – Segmento Valor Médio
Médio
(Ex: Wal Mart Super
Center)
1 – Segmento Economia
(Ex: Dia%)
Baixo
Baixo
Médio
Alto
PREÇO
18
VARIÁVEIS NA EQUAÇÃO DE VALOR P. P. B Pessoas e Serviços propagan- E P. Produto
VARIÁVEIS NA EQUAÇÃO DE
VALOR
P.
P. B
Pessoas e
Serviços
propagan-
E
P. Produto
N
da
E
F
I
aPresenta
P. Prazo
C
P. Ponto
-ção
Crédito
I
O
S
VALORVALOR =
C
U
P.
S
P. Preço
Prestação
T
Crédito
O
S
19
Modelo “EST” – AJUDA A DEFINIR ESTRATÉGIAS CheapEST Buraco negro bEST service HotEST Meio QuickEST
Modelo “EST” – AJUDA A
DEFINIR ESTRATÉGIAS
CheapEST
Buraco negro
bEST service
HotEST
Meio
QuickEST
Fuja do Meio!
largEST
Meio = médio =
mediocridade
AS EMPRESAS BENCHMARKS (E DE SUCESSO) OFERECEM MAIS VALOR PARA OS CLIENTES BENEFÍCIO 3 –
AS EMPRESAS BENCHMARKS (E DE SUCESSO)
OFERECEM MAIS VALOR PARA OS CLIENTES
BENEFÍCIO
3 – Segmento Premium
(Ex: Pão de Açúcar)
Alto
sucessosucesso
2 – Segmento Valor Médio
Médio
(Ex: Wal Mart Super
Center)
fracassofracasso
1 – Segmento Economia
(Ex: Dia%)
Baixo
Baixo
Médio
Alto
PREÇO
Adaptado de KOTLER, Philip, Administração de Marketing, São Paulo: Editora Atlas,1998, 5 a Edição, p. 437.
21
CONCLUSÕES • ENORME MERCADO: CERCA DE R$ 200 BI / ANO • OS 3 GIGANTES
CONCLUSÕES
• ENORME MERCADO: CERCA DE R$ 200 BI / ANO
• OS 3 GIGANTES DEVEM AMPLIAR %
• MAS, SEGMENTO NÃO É MUITO CONCENTRADO
• MAIORES OPORTUNIDADES DE CRESCIMENTO:
• BAIXA RENDA
• REGIÕES NORDESTE E NORTE
• BENCHMARK: SUPERMERCADOS MÉDIOS E REGIONAIS
•CARACTERÍSTICAS DAS REDES BENCHMARKS:
• LOCALIZAÇÃO - ESTRATÉGIA DE CONCENTRAÇÃO
• POSCIONAMENTO ESTRATÉGICO CLARO
• EFICIÊNCIA NA EXECUÇÃO
• FOCO NO CLIENTE
22
OBRIGADO!OBRIGADO! Panorama e Estratégia do Setor Supermercadista no Brasil Juracy Parente – GV-cev – FGV-EAESP
OBRIGADO!OBRIGADO!
Panorama e Estratégia do Setor
Supermercadista no Brasil
Juracy Parente – GV-cev – FGV-EAESP
19 de abril de 2006
23