Sunteți pe pagina 1din 53
Educação e Avaliação da Aptidão e Actividade Física da Criança e do Adolescente Hugo Pereira,
Educação e Avaliação da Aptidão e Actividade Física da Criança e do Adolescente Hugo Pereira,
Educação e Avaliação da Aptidão e Actividade Física da Criança e do Adolescente Hugo Pereira,

Educação e Avaliação da

Aptidão e Actividade Física da

Criança e do Adolescente

Hugo Pereira, Helena Santa-Clara, Luís Sardinha, Maria de Lurdes

Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno Rodrigues

Maria de Lurdes Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno
Maria de Lurdes Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno
Maria de Lurdes Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno
Actividade Física e Saúde
Actividade Física e Saúde
Criança Saudável
Criança
Saudável
Adulto Saudável
Adulto
Saudável
Física e Saúde Criança Saudável Adulto Saudável A Actividade Física melhora a Saúde tanto em Adultos

A Actividade Física melhora a Saúde

tanto em Adultos como em Crianças!

Criança Activa
Criança
Activa
Adulto Activo
Adulto
Activo
Saudável A Actividade Física melhora a Saúde tanto em Adultos como em Crianças! Criança Activa Adulto
Actividade Física e Saúde
Actividade Física e Saúde
Actividade Física e Saúde Adulto Saudável Criança Saudável O aumento da Actividade Física da Criança é
Adulto Saudável
Adulto
Saudável
Criança Saudável
Criança
Saudável

O aumento da Actividade Física da Criança é a

Saúde do Adulto!

melhor forma de promover a

Adulto Activo
Adulto
Activo
Criança Activa
Criança
Activa
da Actividade Física da Criança é a Saúde do Adulto! melhor forma de promover a Adulto
da Actividade Física da Criança é a Saúde do Adulto! melhor forma de promover a Adulto

O que é um consumidor educado de

exercício?

É fisicamente apto

Realiza regularmente Actividade Física

Conhece as implicações e os benefícios

decorrentes da prática de Actividades

Físicas

Valoriza a Actividade Física e o seu

contributo para um estilo de vida saudável

Aprendeu as habilidades motoras necessárias à realização de uma variedade de Actividades Físicas

FITNESSGRAM ®

FITNESS GRAM ®

FITNESSGRAM ® - História Recente

Anos 90 - O FITNESSGRAM ® foi concebido pelo Cooper Institute

1999 - Foi introduzido o ACTIVITYGRAM ® , módulo exclusivamente dedicado à avaliação e aconselhamento da actividade física

2001 - Numa parceria com o Ministério da Educação, a Faculdade de Motricidade Humana traduziu os materiais do FITNESSGRAM ® e iniciou a sua divulgação

2001 a 2006 A Faculdade de Motricidade Humana formou mais de

1500 Professores e deu apoio às Escolas na aplicação do

FITNESSGRAM ®

2006

Cerca de 300 Escolas aplicam o FITNESSGRAM ®

2008

Cerca de 450 Escolas assinaram ao protocolo com a DGIDC

FITNESSGRAM ® - Futuro

Protocolo entre a Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular e a Faculdade de Motricidade Humana

Lançar a 2ª edição do Manual do FITNESSGRAM ®

Fornecer a todas as Escolas a 2ª edição do FITNESSGRAM ®

Prestar apoio à aplicação do FITNESSGRAM ®

Reiniciar a formação de Professores

Recolher os dados da aptidão física dos Alunos

do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico e do Secundário

Consumidores Educados da Actividade Física

física dos Alunos do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico e do Secundário Consumidores Educados
física dos Alunos do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico e do Secundário Consumidores Educados
física dos Alunos do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico e do Secundário Consumidores Educados

FITNESSGRAM ®

Avaliação da Aptidão Física

Avaliação da Actividade Física

Aconselhamento Personalizado

Gestão Escolar

 Aconselhamento Personalizado  Gestão Escolar ACTIVITY GRAM ®  Avaliação da Actividade Física 

ACTIVITYGRAM ®

Avaliação da Actividade Física

Aconselhamento Personalizado

 Gestão Escolar ACTIVITY GRAM ®  Avaliação da Actividade Física  Aconselhamento Personalizado

FITNESSGRAM ®

Avalia 3 áreas da aptidão física relacionadas com a saúde

Avalia o nível de actividade física

Operacionalizar a intervenção ao nível da

aptidão / actividade física

Processo evolutivo de aptidão / actividade física

Orientações para a Educação da Aptidão Física

Orientações para a Educação da Aptidão Física

Modelo de Promoção da Actividade Física

Modelo de Promoção da Actividade Física Predispõem Viabilizam Reforçam Vale a pena? • Aptidão física •

Predispõem

Modelo de Promoção da Actividade Física Predispõem Viabilizam Reforçam Vale a pena? • Aptidão física •
Modelo de Promoção da Actividade Física Predispõem Viabilizam Reforçam Vale a pena? • Aptidão física •
Modelo de Promoção da Actividade Física Predispõem Viabilizam Reforçam Vale a pena? • Aptidão física •

Viabilizam

Reforçam

da Actividade Física Predispõem Viabilizam Reforçam Vale a pena? • Aptidão física • Habilidades •
da Actividade Física Predispõem Viabilizam Reforçam Vale a pena? • Aptidão física • Habilidades •

Vale a pena?

Aptidão física

Habilidades

Acesso

Envolvimento

Família

Amigos

Professor

Serei capaz?

• Família • Amigos • Professor Serei capaz? • Diversão • Atitudes • Crenças •
• Família • Amigos • Professor Serei capaz? • Diversão • Atitudes • Crenças •
• Família • Amigos • Professor Serei capaz? • Diversão • Atitudes • Crenças •

Diversão

Atitudes

Crenças

Percepção

Auto-eficácia

Características individuais Idade, sexo, etnia
Características individuais
Idade, sexo, etnia

Welk, 1999, Quest;51:5-23

Aptidão física vs. Actividade física

Promoção

Processo da actividade física

Comportamento

Educação

Reforço

da actividade física Comportamento Educação Reforço Produto da actividade física Aptidão física Actividade

Produto da actividade física Aptidão física

Actividade física ao longo da vida

FITNESSGRAM ®

Programa de Educação Física:

Desenvolvido de forma progressiva

Pré-escolar

Física: Desenvolvido de forma progressiva Pré-escolar Básico Secundário Prioridade de experiências que promovam

Básico

Desenvolvido de forma progressiva Pré-escolar Básico Secundário Prioridade de experiências que promovam o

Secundário

Prioridade de experiências que promovam o

interesse do aluno pela actividade física (“vale a

pena”) e a percepção da competência (“sou capaz”)

Orientações para a EF

Objectivo a curto prazo

Participação em actividades agradáveis que aumentem a aptidão física e promovam a aprendizagem dos conceitos

Objectivo a longo prazo

Aquisição de competências para serem activos ao

longo da vida

Processo de Aptidão Física

1ª Etapa Esclarecimento sobre conceitos

fundamentais da aptidão e actividade física

2ª Etapa Preparação dos alunos para a avaliação

(preparação física, treino dos protocolos)

3ª Etapa Avaliação da aptidão e actividade física

4ª Etapa Planeamento do programa promoção da aptidão e actividade física (estabelecimento

metas)

5ª Etapa - Reavaliação

Educação e Avaliação da Aptidão e Actividade Física da Criança e do Adolescente Hugo Pereira,

Educação e Avaliação da

Aptidão e Actividade Física

da Criança e do Adolescente

Hugo Pereira, Helena Santa-Clara, Luís Sardinha, Maria de

Lurdes Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno Rodrigues

Maria de Lurdes Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno
Maria de Lurdes Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno
Maria de Lurdes Machado, Helô-Isa André, Paulo Figueiredo, Susana Vale, António Tendeiro, Pedro Mira e Nuno

Testes de Aptidão Física

Aplicação e Interpretação

Testes de Aptidão Física Aplicação e Interpretação

Bateria de Testes FITNESSGRAM ®

Experiência agradável e divertida

Realização dos testes não competitiva

Ausência de comparação inter-individual

Bateria de Testes FITNESSGRAM ®

Qual a sua utilidade?

A quem aplicar?

Segurança dos alunos!

Questionário de Actividade Física?

Avaliação de Alunos < 10 anos

Ênfase a aprendizagem da técnica dos protocolos - formativa

Experiência divertida e agradável

Desaconselhado enfatizar o desempenho

Questionário de Actividade Física

É constituído por 3 questões:

Na última semana, quantos dias efectuaste

exercício:

Aeróbio?

Força?

Flexibilidade?

É constituído por 3 questões: Na última semana, quantos dias efectuaste exercício: Aeróbio? Força? Flexibilidade?

Questionário de Actividade Física

Na última semana, quantos dias efectuaste

exercício aeróbio, num total de 30-60 minutos

ou mais ?

Este exercício pode ser de intensidade média (andar, andar de

bicicleta devagar, jogos ao ar livre) ou mais elevada (corrida, jogos activos ou jogos desportivos como o basquetebol, ténis, futebol)

0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 dias

elevada (corrida, jogos activos ou jogos desportivos como o basquetebol, ténis, futebol) 0, 1, 2, 3,

Questionário de Actividade Física

Na última semana, quantos dias efectuaste

exercícios de força para fortalecer ou tonificar os

músculos ?

Estão incluídos exercícios tais como

abdominais, extensão de braços e

exercícios com pesos

0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 dias

incluídos exercícios tais como abdominais, extensão de braços e exercícios com pesos 0, 1, 2, 3,

Questionário de Actividade Física

Na última semana, quantos dias efectuaste

exercícios de flexibilidade para alongar e relaxar

os músculos ?

Estão incluídos exercícios tais como tocar nos pés, flexão dos joelhos e extensão das pernas

0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 dias

incluídos exercícios tais como tocar nos pés, flexão dos joelhos e extensão das pernas 0, 1,

Objectivos da Avaliação

Determinar os níveis de aptidão aeróbia e

estabelecer uma prescrição de exercício efectiva e

segura

Documentar melhorias, como resultado do programa de exercício

Motivar os alunos a iniciar um programa de exercício

ou cumprir com determinados objectivos durante

este programa

Informar acerca do estado de saúde do aluno

Segurança

Identificar os potenciais problemas de saúde dos

alunos

Assegurar a funcionalidade das instalações

Verificar se os alunos estão calçados de forma adequada

Procedimentos

Ajustar o CD

Emparelhar os alunos

Explicar o teste

Procedimentos • Ajustar o CD • Emparelhar os alunos • Explicar o teste

Procedimentos

Distribuir fichas de registo e tarefas

Escutar a música

Treinar

Iniciar o teste

Registar os dados

Distribuir fichas de registo e tarefas • Escutar a música • Treinar • Iniciar o teste

Avaliação da Aptidão Física

Aptidão Aeróbia

Vaivém

Composição Corporal

Percentagem de massa gorda

IMC

Perímetro da cintura

Força e Resistência Muscular

Extensões de braços

Abdominais

Extensão do tronco

Flexibilidade

Senta e alcança alternado

Flexibilidade de ombros

– Abdominais – Extensão do tronco • Flexibilidade – Senta e alcança alternado – Flexibilidade de
– Abdominais – Extensão do tronco • Flexibilidade – Senta e alcança alternado – Flexibilidade de

Aptidão Aeróbia

É a capacidade de absorver, transportar e

utilizar o oxigénio (McConnell, 1998).

Relacionada com a habilidade para realizar

exercício dinâmico de moderada a alta intensidade, utilizando grandes grupos

musculares, por períodos de tempo

prolongado (ACSM, 2000).

Dispêndio energético

As crianças dispendem mais energia por Kg de peso

que um adulto

O custo energético do exercício está relacionado

com o tamanho corporal e diminui com a idade

A economia no dispêndio de energia durante o exercício de endurance aumenta com a idade,

independentemente da aptidão aeróbia

Para uma mesma velocidade de gesto, a percentagem do VO 2 diminui com a idade

Dispêndio energético

Nos rapazes a aptidão aeróbia relativa ao peso

mantém-se constante durante o crescimento;

Nas raparigas a aptidão aeróbica diminui na

puberdade devido ao aumento da gordura essencial;

Nos rapazes os resultados do teste tendem a

melhorar com a idade devido a uma economia da

execução;

Nas raparigas os resultados melhoram até aos 12 anos depois estabilizam, devido à diminuição do VO2 max relativa ao peso

VAIVÉM

Teste de patamares de esforço progressivo

adaptado do teste corrida de 20 m de Leger &

Lambert (1982), aplicado ao som de uma

música.

Objectivo: percorrer a máxima distância num percurso de 20 m (ida e volta).

VAIVÉM Percurso

Marcar o percurso

zona de recuperação

zona de recuperação
zona de recuperação
zona de recuperação
zona de recuperação
zona de recuperação
zona de recuperação
zona de recuperação

VAIVÉM

preparar, partir

20 m

X

X

X

X

X

X

X

X
X

ao sinal

sonoro

X X X
X
X
X

X

correm até à

outra linha

X

correm até à outra linha X X X X X X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X
X X X X X X
X X X X X X

X

X
X

XX X X X X

XX X X X X

X

XX X X X X

Força e resistência muscular

A força muscular aumenta progressivamente

com a idade

Aumenta o volume muscular e força nos

rapazes na puberdade

A força muscular pode ser substancialmente melhorada e deve-se a factores neurológicos

A resposta cardiovascular ao exercício de

resistência muscular é semelhante à dos

adultos

ABDOMINAIS

O executante assume a posição de decúbito dorsal e um observador ajoelha-se ao nível da

cabeça do colega

Objectivo:

ajoelha-se ao nível da cabeça do colega Objectivo: C ompletar o máximo de abdominais até 75,

Completar o máximo de abdominais até 75, realizando 20 repetições por minuto

ABDOMINAIS

Mantendo o calcanhar no chão deverá realizar um flexão do tronco, deslizando os dedos pela faixa de medida até à extremidade oposta

os dedos pela faixa de medida até à extremidade oposta 7,5cm de largura – 5 aos

7,5cm de largura 5 aos 9 anos 11,5cm de largura - + de 9 anos

Um 2º observador verifica se a faixa permanece no

lugar durante os movimentos

EXTENSÃO DO TRONCO

O aluno deita-se no colchão em decúbito ventral e eleva o tronco de forma lenta e controlada e

mede-se a distância do chão ao queixo até os

30cm

Objectivo:

a distância do chão ao queixo até os 30cm Objectivo: Elevar o tronco a partir do

Elevar o tronco a partir do chão e manter essa posição até se efectuar a medição

EXTENSÕES DE BRAÇOS

O

deverá

realizar

a

flexão/extensão do cotovelo até aos 90º, enquanto o seu colega conta e corrige os

erros

executante

enquanto o seu colega conta e corrige os erros executante Objectivo: Realizar o máximo de extensões

Objectivo:

Realizar o máximo de extensões de braços

com uma determinada cadência (20 repetições por minuto)

EXTENSÕES DE BRAÇOS

Posição preparatória em decúbito

ventral com as mãos em baixo dos ombros

A coluna deve estar alinhada, com o

tronco em posição neutra, pernas

ligeiramente afastadas e apoio nas

pontas dos pés

SENTA E ALCANÇA

O aluno deve descalçar-se e colocar a planta

de um dos pés em contacto com a caixa

enquanto o outro joelho fica flectido

Objectivo:

com a caixa enquanto o outro joelho fica flectido Objectivo: Alcançar a maior distância possível para

Alcançar a maior distância possível para o lado direito e lado esquerdo (até à marca de 30 cm)

FLEXIBILIDADE DOS OMBROS

Para o ombro direito o aluno deverá alcançar

o meio das costas com a mão direita. Para o

ombro esquerdo o contrário;

com a mão direita. Para o ombro esquerdo o contrário; Objectivo: tocar com as pontas dos

Objectivo:

tocar com as pontas dos dedos de

ambas as mãos por trás das costas

PREGAS ADIPOSAS

Descontrair a zona a medir, agarrar a prega

entre o polegar e o indicador a 1,5 cm do

ponto ideal e registar a mediana das 3

medições efectuadas em cada prega

Objectivo:

estimar a composição corporal a partir da

e

medição

geminal

das

adiposas

tricipital

pregas

Prega Tricipital

Parte posterior do braço direito

Ponto intermédio entre o acrómio e o cotovelo

Prega vertical

Tricipital • Parte posterior do braço direito • Ponto intermédio entre o acrómio e o cotovelo

Prega Geminal

Parte interna da perna direita, na zona de

maior volume

Pé elevado e joelho a 90º

Prega vertical

Geminal • Parte interna da perna direita, na zona de maior volume • Pé elevado e
Geminal • Parte interna da perna direita, na zona de maior volume • Pé elevado e

Perímetro da Cintura

O aluno deve colocar os pés

juntos e os braços descontraídos

ao longo do corpo.

Meça e marque 1 cm acima de

ambas as cristas ilíacas, na zona

midaxilar.

1 cm acima de ambas as cristas ilíacas, na zona midaxilar. • Coloque a fita de

Coloque a fita de medida na

horizontal e perpendicular à

linha midaxilar.

Deve aplicar força suficiente

para esticar a fita sem comprimir

os tecidos a medir.

Zona saudável de aptidão física

Idade

Vai-vem

 

%MG

 

Raparigas

Rapazes

 

Raparigas

Rapazes

5-9

Participar

Participar

32

 

17

25

 

10

 
 

10

15

 

41

23

   

61

32

17

25

10

11

15

41

23

72

32

17

25

10

12

23

41

32

72

32

17

25

10

13

23

51

41

72

32

17

25

10

14

23

51

41

83

32

17

25

10

15

23

51

51

94

32

17

25

10

16

32

61

61

94

32

17

25

10

17

41

61

61

94

32

17

25

10

17+

41

61

61

94

32

17

25

10

 

Exemplo da Informação de Retorno

Fisicamente Activo ? Resultados da Aptidão Física   Sim   Não Resultados dentro da Zona
Fisicamente Activo ?

Fisicamente Activo ?

Resultados da Aptidão Física

 

Sim

 

Não

Resultados dentro da Zona

Parabéns, o teu nível de aptidão

Parabéns, o teu nível de aptidão

Saudável da Aptidão Física

encontra-se

dentro

da

Zona

encontra-se

dentro

da

Zona

Saudável.

Praticas

actividade

Saudável. Para te manteres em

física

regularmente

o

que

te

forma é importante que realizes

permite estar em forma.

 

actividade física regularmente.

Resultados aquém da Zona

Apesar dos teus resultados não

Os

teus

resultados

não

estão

Saudável da Aptidão Física

se

encontrarem

 

na

Zona

dentro da Zona Saudável. Tenta

Saudável

a

tua

prática

de

aumentar o teu nível de prática

actividade

física

é

suficiente.

para melhorares a tua aptidão

Mantém esta prática.

física e a saúde.

 

Os alunos que completam as questões relativas à actividade física, recebem informação personalizada e integrada sobre o seu nível de aptidão e de actividade física. É particularmente importante para os alunos com reduzida aptidão física mas activos ou com elevada aptidão mas inactivos.

Relatório FITNESSGRAM ®

Relatório FITNESS GRAM ®
Relatório FITNESS GRAM ®
Relatório FITNESS GRAM ®

Relatório FITNESSGRAM ®

Informação personalizada

Desempenho do aluno em dois momentos

Recomendações individualizadas

Classificação:

Precisa Melhorar

ZSAF

Acima da ZSAF

momentos • Recomendações individualizadas • Classificação: – Precisa Melhorar – ZSAF – Acima da ZSAF

Interpretação Resultados FITNESSGRAM ®

Razão principal da Bateria - facultar informação que

possa ser utilizada para planear um programa individualizado de AF

Nível de desempenho nos testes não se reflecte directamente na classificação académica

Interpretação Resultados FITNESSGRAM ®

Idade inferior a 10 anos não é primordial o nível de desempenho

Fomento da execução correcta

Valores ZSAF definidos de acordo com numerosas investigações