Sunteți pe pagina 1din 10

Se Deus Pai todo-poderoso, Criador do mundo ordenado e bom, tem cuidado com todas as suas criaturas, porque que

e o mal existe? (Catecismo da Igreja Catlica, 309)

o conjunto da f crist que constitui a resposta a esta questo. No h nenhum pormenor da mensagem crist que no seja, em parte, resposta ao problema do mal. Catecismo da Igreja Catlica, 309

O conjunto da f crist
O Criador e as criaturas Anjos e homens: criaturas livres Histria da Salvao Providncia de Deus Um Deus pessoal com quem me relaciono A maturidade espiritual: olhar o mal com o olhar de Deus.

O problema do mal Mal fsico x Mal moral A liberdade um bem A liberdade permite as virtudes As virtudes permitem fazer o bem As virtudes permitem lidar com o mal As virtudes sobrenaturais superam o mal

Estrutura da Natureza Humana


Vontade (liberdade)
(quer, delibera,ama)

4 Tendncias sentimentais 5

Inteligncia (conhece)_____ 3 Sentidos internos 2

Ao
6

Sentidos externos 1

Tendncias sentimentais, apetites ou instintos sensveis

AMOR pelo bem

APETITE CONCUPISCVEL

DIO pelo mal DESEJO do bem FUGA do mal GOZO do bem (alegria) TRISTEZA ante o mal

MOVIMENTOS NO VOLUNTRIOS QUE ANTECEDEM A DELIBERAAO RACIONAL


ESPERANA do bem

possvel

APETITE IRASCVEL

DESESPERO do bem impossvel AUDCIA ante o mal evitvel TEMOR ante o mal inevitvel IRA ante o mal presente
6

A formao do carter
Tendncias naturais Atos Hbitos Tendncias Adquiridas (virtudes, vcios) Facilidade ou dificuldade para agir bem Capacidade de realizar aes excelentes

A permisso divina do mal fsico e do mal moral um mistrio, que Deus esclarece por seu Filho Jesus Cristo, morto e ressuscitado para vencer o mal. A f d-nos a certeza de que Deus no permitiria o mal, se do prprio mal no fizesse sair o bem, por caminhos que s na vida eterna conheceremos plenamente. (Catecismo da Igreja Catlica, 324)

Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8, 28). Cristo convida-nos a abandonarmo-nos filialmente Providncia do Pai dos cus ; o apstolo So Pedro retoma o seu pensamento ao dizer: Lanai sobre Deus toda a vossa inquietao porque Ele vela por vs (1 Pe 5, 7)

Nossa comunho com os mistrios de Jesus

Por sua Encarnao, o Filho de Deus, de certo modo, se uniu a todo homem (GS, 38)

Ns fomos chamados a ser uma s coisa com Ele.