Sunteți pe pagina 1din 22
Manual de Instalação e configuração Rua Ado Benatti, 92 - Lapa 07.183-900 – São Paulo

Manual de Instalação e configuração

Rua Ado Benatti, 92 - Lapa 07.183-900 – São Paulo - SP http://www.veeder.com.br/

GPBox e GVR-Device Controller

Tel: 55 11 3879-6600 Fax: 55 11 3611-2317 Central de Atendimento 0800-102085

Histórico do Documento Autor Data Revisão Descrição OVJ 01/09/2005 Criação STS/CC 01/11/2005 1 Revisão
Histórico do Documento
Autor
Data
Revisão
Descrição
OVJ
01/09/2005
Criação
STS/CC
01/11/2005
1
Revisão de texto
OVJ
10/01/2006
2
Adicionado:
Contrato de Licença de Software para Usuário na pagina
Erro! Indicador não definido.;
Sobre a garantia na pagina 20.

Marcas Registradas

Gilbarco, Advantage, Legacy, Eclipse, Encore, Titan, PAM1000, GPBox e CEM44 são marcas registradas da Gilbarco Veeder-Root. Java é marca registrada da Sun Microsystens. Microsoft, Windows, Visual Studio, Visual C++, Visual Basic são marcas registradas de Microsoft Corporation. Borland e Delphi são marcas registradas da Borland Software Corporation. Wayne, Vista, Global, Duplex, Century e 3G são marcas registradas da Dresser Wayne. GRIP e Itautec são marcas registradas da Itautec Philco S/A.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Conteúdo 1. INTRODUÇÃO 2 C ONHECIMENTOS REQUERIDOS PARA INSTALAÇÃO

Conteúdo

1. INTRODUÇÃO

2

CONHECIMENTOS REQUERIDOS PARA INSTALAÇÃO

2

COMPONENTES DO SISTEMA

2

COMPATIBILIDADE

3

P-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO

4

2. GPBOX – HARDWARE CONCENTRADOR DE DISPOSITIVOS

5

3. GVR-DEVICE CONTROLLER – SOFTWARE CONTROLADOR

9

CONTRATO DE LICENÇA DE SOFTWARE PARA USUÁRIO

16

SOBRE A GARANTIA

20

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração 1. Introdução O sistema de automação para postos de serviço “GVR

1. Introdução

O sistema de automação para postos de serviço “GVR – Device Controller” é uma

poderosa ferramenta que torna acessíveis todas as informações geradas pelas bombas medidoras para abastecimento de combustíveis líquidos e dispensers para abastecimento GNV.

Este manual contêm todas as orientações sobre a instalação e configuração dos componentes do sistema, sendo impossível garantir o perfeito funcionamento do mesmo caso estas regras não sejam seguidas devidamente.

Além de garantir a operação de forma correta do sistema, as regras descritas aqui tem o objetivo de proteger o equipamento e as pessoas de possíveis danos físicos cuja responsabilidade é da companhia de petróleo e/ou do proprietário do posto.

Recomendamos que sempre sejam seguidas rigorosamente as normas descritas pela ABNT NBR-IEC 60079-0 “Instalações Elétricas em atmosferas potencialmente explosivas” e outras normas compatíveis.

Alertamos que o não cumprimento das recomendações poderá ter como conseqüência riscos aos clientes, frentistas, mecânicos etc, como também processos cíveis ao proprietário e ao engenheiro responsável pela obra.

Conhecimentos requeridos para instalação

O instalador deve ser uma pessoa com conhecimento técnico e habituado a trabalhar no

ambiente de postos de serviços, com sistemas comerciais preferencialmente treinada e

recomendada pela Gilbarco Veeder-Root.

São necessários bons conhecimentos de eletrônica e instalações elétricas sendo capaz de operar equipamentos de medição como multímetros e terrometros, e da utilização de ferramentas e ferro de solda para realização de medições, correções ou confecção de cabos.

Também é necessário bom conhecimento de software, principalmente utilização e configuração de sistemas operacionais Microsoft Windows 98/ME/NT 4.0/2000 Pro/ XP Pro, instalação e atualização de softwares.

A instalação não deve ser executada por amadores ou “hobbistas’ sendo considerada a possibilidade de dados ao equipamento e perda de garantia do mesmo.

Componentes do sistema

Ao receber o seu sistema “GVR – Device Controller” verifique se na caixa encontram-se os componentes descritos abaixo:

GPBox: é o principal componente do sistema, todos os equipamentos conectados que serão automatizados serão conectados ao concentrador.

do sistema, todos os equipamentos conectados que serão automatizados serão conectados ao concentrador. Página 2

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Placas de Interface: cada modelo de bomba tem uma placa de
Manual de Instalação e configuração Placas de Interface: cada modelo de bomba tem uma placa de

Placas de Interface: cada modelo de bomba tem uma placa de interface elétrica dedicada e especialmente projetada para atender os requisitos elétricos de comunicação. Estas placas são instaladas dentro da GPBox e recebem 2 bombas cada.

Cabos: para realizar conexão à rede elétrica e ao computador há dois cabos que acompanham o sistema, um cabo de alimentação tripolar padrão IEC e um cabo de comunicação serial contendo um conector RJ45 em um extremo e no outro um DB9 fêmea.

um conector RJ45 em um extremo e no outro um DB9 fêmea. Software: o sistema também

Software: o sistema também é acompanhado por um CD-ROM contendo o instalador do software de comunicação de bombas, GVR-DC (GVR – Device Controller). Este componente contém todos os recursos que permitem o acesso às informações geradas pelos equipamentos do posto tornando a integração com outros sistemas Gerenciais e/ou Fiscais simples.

Compatibilidade

São listados abaixo os equipamentos automatizáveis pelo sistema de automação GVR-DC:

Bombas de Combustíveis Líquidos:

Gilbarco Veeder-Root modelos Eclipse, Encore e Titan. Marca GBR modelos com CPU Legacy: Advanced, HH, Pro, Evolution, Bomba-Filtro, Amazon e GBR-111 (com CPU Legacy). Marca Dresser Wayne modelos Vista, Century, Duplex, Global e 3/G. Marca Tokheim modelos Premier e TCS.

Dispensers GNV:

Marca Aspro com CPU Develco (firmware 1.7R8 ou superior). Marca Galileo com CPU PumpControl. Marca GNV (Junqueira & Vetrano) com CPUs GBR e PumpControl. Marca Sulzer com CPU GBR. Marca Movitec com CPU Develco (firmware 1.7R8 ou superior).

Os dispositivos abaixo são considerados incompatíveis ou obsoletos para automação:

Marca Dresser Wayne modelos Minnow e Rifran. Marca GBR modelos G-180, GBR-111 (com CPU Daruma), PumaFit. Marca Tokheim modelo Millenium (GSS). Dispensers GNV com CPUs EletroGas, Sulzer, Nuevo Pignone, Nox Western e Compac. Bombas mecânicas em geral.

Embora a lista acima contenha a maior parte dos dispositivos existentes no mercado é importante consultar seu distribuidor quando houver dúvidas sobre os dispositivos do posto tendo em mãos as informações do equipamento (Marca, Modelo, Número de série e data de fabricação).

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Pré-requisitos para instalação Para que a instalação do sistema seja estável

Pré-requisitos para instalação

Para que a instalação do sistema seja estável é necessário que os requisitos mínimos apresentados abaixo sejam seguidos.

1. IBM PC Pentium III 1.6 Mhz Clock ou superior:

mínimo 64Mbytes Memoria RAM (recomendado 128 Mbytes);

mínimo 8 Gbytes de Disco rígido (recomendado 20 Gbytes);

Placa de Video SVGA 800x600 e Monitor 15”;

Placa de rede Ethernet 10/100 Mbits;

Drive leitor CDROM 24x ou superior.

Teclado e Mouse PS2 (ou USB);

1 porta serial RS-232C.

Observação: para conexão de medidores de tanques é necessário que exista uma porta serial extra.

2.Sistemas Operacionais Compatíveis:

Windows 98, Windows 98 SE e Windows ME;

Windows NT 4.0 SP6;

Windows 2000 Pro SP4;

Windows XP SP2;

Protocolo TCP/IP instalado e devidamente configurado;

3.Instalações elétricas:

tomadas tripolares conectadas ao aterramento.

Aterramento igual ou inferior a 4 .

No-break 1Kva dedicado (para atender ao PC, impressora e GPBox).

Tubulação galvanizada mínima de 1” (uma polegada) para cabos de comunicação

1 cabo para cada bomba chegando ao local de instalação do GPBox:

Bombas Gilbarco, GBR e Wayne, e dispensers Aspro e Galileo cabo blindado 2x18 AWG blindado com malha de aço.

Bombas Tokheim 4x18AWG blindado com malha de aço.

Flexível e unidade seladora instaladas em todas as bombas.

Observação: caso o GP-Box e o PC sejam instalados em salas diferentes o cabo de conexão serial poderá ser estendido até no máximo 20 m (vinte metros).

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração 2. GPBox – Hardware concentrador de dispositivos Antes de iniciar a

2. GPBox – Hardware concentrador de dispositivos

Antes de iniciar a instalação do equipamento é necessário verificar se os pré-requisitos de instalação citados no item 1.3 estão completamente ajustados.

A instalação de flexíveis, unidades seladoras, tubulações, passagem de cabos e demais instalações elétricas são de total responsabilidade do proprietário do posto ou da empresa contratada pelo mesmo para realizar este serviço.

Antes de iniciar a instalação do equipamento certifique-se de que tudo esta desligado da rede elétrica.

Na figura abaixo é apresentado o interior da GPBox e seus componente principais.

Cabo de alimentação, Fusivel e Luz piloto. 8 slots para placas de interface 4 Canais
Cabo de alimentação,
Fusivel e Luz piloto.
8 slots para placas de interface
4 Canais de
comunicação
Slot 1
Canal A
16 Prensa cabos

O local de instalação da GPBox deve ser protegido contra as intempéries, visível e de

fácil acesso para os operadores, técnicos e fiscalização. Normalmente dentro da loja, no

escritório do posto ou em local reservado para esta instalação, devendo evitar a proximidade de fontes de calor (fornos, aquecedores, caldeiras etc), frio (geladeiras, freezers, máquinas de gelo etc) ou umidade (torneiras, cafeteiras, lavadoras etc)

A fixação da GPBox do equipamento pode ser fixado em uma parede sendo que deve

ficar na altura mínima de 50cm, através da furação existente nas abas laterais do gabinete, sempre atento para que o lado dos prensa cabos fiquem virados para baixo (sentido do chão). Caso seja instalado dentro de um armário ou rack o lado dos prensa cabos deve

estar virado para o interior do mesmo.

Os cabos das bombas devem ser desencapados e prontos para conexão, retire as porcas frontais dos prensa cabos que serão usados e passe os cabos na posição de fixação. Como mostrado na figura a abaixo:

 

Prensa Cabos

Preparação do cabo

Corpo

Cabo de

Ponta

Porca

Porca Porca comunicação desencapada

Porca

comunicação

desencapada

desencapada

frontal

interna

   
frontal interna    
 

Porca

 
 

frontal

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração

Com os cabos fixados nos prensa-cabos pode-se colocar os conectores das placas de interface a partir do modo de fixação de cada modelo de bomba:

A colocação dos conectores varia para cada modelo de bomba ou dispenser.

Nas placas para dispositivo Gilbarco, Wayne, GBR e PumpControl cada placa possui conector com 4 terminais com parafusos, cada bomba conecta-se por um cabo com 2 vias. Cada placa de interface suporta ate duas bombas e os cabos devem ser fixados seguindo a ilustração abaixo sempre com o fio positivo na posição superior.

abaixo sempre com o fio positivo na posição superior. Nas placas para bombas Tokheim a placa
abaixo sempre com o fio positivo na posição superior. Nas placas para bombas Tokheim a placa

Nas placas para bombas Tokheim a placa tem 2 conectores de 3 terminais cada, o cabo oriundo das bombas tem 3 fios, cada bomba deve ser conectada a um conector independentemente. A forma de conexão é o mesmo não importando a quantidade de bombas.

conexão é o mesmo não importando a quantidade de bombas. Para bombas ou dispensers GNV que
conexão é o mesmo não importando a quantidade de bombas. Para bombas ou dispensers GNV que

Para bombas ou dispensers GNV que utilizam placas RS485, as placas contém um conector com 5 terminais com parafusos, o cabo de cada bomba contém 2 fios. Quando se opera com um dispositivo este pode ser fixado nos dois primeiros terminais do conector, caso haja mais de um dispositivo, este pode ser conectado nos dois terminais inferiores. O terceiro terminal (terminal do meio) é para o sinal de terra lógico e não deve ser conectado a nenhum fio. Embora a norma do RS485 aceite ate 32 dispositivos conectados não recomendamos está prática por motivos operacionais.

norma do RS485 aceite ate 32 dispositivos conectados não recomendamos está prática por motivos operacionais. Página

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Para instalação das placas de interface deve ser observada a posição

Para instalação das placas de interface deve ser observada a posição dos jumpers JP1 e JP2 que estão localizados na parte inferior da placa, ambos devem estar na posição “A” para funcionar no canal principal. Também verifique a posição da chave SW1 nas placas Gilbarco, Wayne, GBR e Galileo, que esta localizada na parte superior da placa junto ao conector PUMP1, ao que deve estar na posição “ON”.

Placa de Interface VR1 L3 L2 TP1 U2 U1 SW1 OFF ON L1 PUMP1 U3
Placa de Interface
VR1
L3
L2
TP1
U2
U1
SW1
OFF
ON
L1
PUMP1
U3
U4
JP1
JP2
ABCD
ABCD
PR1

Encaixe as placas através das guias laterais do concentrador e insira no conector slots da placa principal. A face dos componentes da placa de interface deve estar virada para o lado da fonte de alimentação, sendo que o conector para o cabo de comunicação com as bombas ficara virado para o lado dos prensa-cabos.

Instalação da placa no GPBox (em corte) Guias de placa Placa de Interface Prensa-canbos Conector
Instalação da placa no GPBox (em corte)
Guias de placa
Placa de Interface
Prensa-canbos
Conector
Slot
Placa Principal

Após a fixação de todos os cabos de comunicação dos dispositivos e conexão das placas de interface o sistema esta pronto para ser conectado ao PC servidor e a rede elétrica.

Antes de iniciar a ligação verifique na GPBox se a conexão da rede elétrica (tomada) destinada para este fim tem a tensão adequada para o equipamento, por padrão o GPBox é configurado para operar em rede 220V, mas este pode ser modificado a pedido do cliente. Os conectores para esta finalidade estão localizados na parte externa do gabinete como mostrado na ilustração abaixo.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Luz Piloto Conector para rede elétrica Conectores de Dados Porta Fuzivel
Luz Piloto Conector para rede elétrica Conectores de Dados Porta Fuzivel Canal A
Luz
Piloto
Conector
para rede
elétrica
Conectores de Dados
Porta
Fuzivel
Canal A

O conector DB-9 do cabo de dados na porta serial do PC servidor destinada para esta comunicação, o conector RJ-45 (tipo telefone) deve ser conectado ao canal “A” na GPBox.

telefone) deve ser conectado ao canal “A” na GPBox. Ligue o conector fêmea do cabo de

Ligue o conector fêmea do cabo de alimentação ao GPBox e o conector macho tripolar ao no-break, somente ligue diretamente à tomada se o posto tiver rede elétrica estabilizada.

à tomada se o posto tiver rede elétrica estabilizada . Caso o microcomputador destinado para uso

Caso o microcomputador destinado para uso como servidor não tenha portas seriais disponíveis recomenda-se a aquisição de uma placa multi-serial que contenha o número de portas necessárias para aplicação do cliente. Não é recomendado a utilização de conversores do tipo USB-Serial pois estes apresentam incompatibilidade com os recursos de automação.

Após a conexão da GPBox e cabos pode-se partir para ligação dos cabos as bombas. Não será exibido aqui ilustrações sobre esta conexão pois a extensa variedade de modelos de formas para os diversos modelos e fabricantes inviabiliza isto.

Em todos os modelos de bombas os cabos chegam através de conduítes apropriados até a caixa de ligação elétrica. Esta é uma caixa à prova de explosão certificada onde se encontra a fiação para conexão da mesma ao sistema. Nas placas de comunicação Current-Loop (Gilbarco, GBR, Wayne e Galileo) existe um LED amarelo (L1) que indica circuito fechado. Nas outras placas de interface (Tokheim e RS485) não existe esta indicação.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração 3. GVR-Device Controller – Software controlador Após a conexão dos cabos

3. GVR-Device Controller – Software controlador

Após a conexão dos cabos e instalação da GPBox passamos para o procedimento de instalação e configuração do software controlador de dispositivos: o GVR-DC. Antes de iniciar a instalação observe e verifique as seguintes informações:

Certifique-se de que o usuário que executou o login é o Administrador do sistema ou que tenha permissões do mesmo nível de acesso;

Encerre a execução de todos os aplicativos que estejam sendo executados (editores de texto, browser, sistemas fiscais ou gerenciais etc). Esta medida previne conflitos, travamento e a perda de dados.

Não execute o procedimento de instalação de outros softwares simultaneamente com este processo.

Insira o CDROM que acompanha o equipamento no leitor do PC destinado a operar como servidor de automação do posto, após alguns segundos a janela de instalação do sistema será apresentada automaticamente, como mostrado abaixo.

será apresentada automaticamente, como mostrado abaixo. Observação: caso a janela de instalação não seja

Observação: caso a janela de instalação não seja apresentada automaticamente acesse o CDROM através do aplicativo Windows Explorer e procure o programa de instalação GVR-DC-setup.exe. Se não for possível acessar o CDROM procure o suporte técnico pois provavelmente o leitor pode estar mal configurado ou com defeito.

Leia o termo de licença do software apresentado nesta tela atentamente e só prossiga com a instalação se tiver certeza de que compreende todas as informações e implicações expostas no mesmo.

Para continuar a instalação clique no check-box com o texto: “Eu aceito as condições deste acordo”; assim o botão com a inscrição “Próximo” será liberado para uso.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Em seguida será exibida a tela com algumas recomendações para instalação

Em seguida será exibida a tela com algumas recomendações para instalação e com a opção de escolha do diretório de instalação. Não use diretórios diferentes dos apresentados nesta tela a não ser que seja estritamente necessário pois pode causar confusões em futuras manutenções e atualizações.

causar confusões em futuras manutenções e atualizações. Quando estiver pronto, clique no botão com a palavra

Quando estiver pronto, clique no botão com a palavra iniciar “Iniciar”. Serão instalados todos os arquivos do sistema.

Serão instalados todos os arquivos do sistema. Após a finalização da copia de arquivos será apresentada
Serão instalados todos os arquivos do sistema. Após a finalização da copia de arquivos será apresentada

Após a finalização da copia de arquivos será apresentada a mensagem: “A instalação foi completada com sucesso!”; clique no botão com a palavra “OK” para prosseguir.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração No próximo passo é apresentada a tela de configuração do sistema

No próximo passo é apresentada a tela de configuração do sistema como mostrado abaixo.

a tela de configuração do sistema como mostrado abaixo. Selecione a aba com a palavra “Configuração”

Selecione a aba com a palavra “Configuração” e será exibida a tela com as opções de configuração.

Selecione a aba com a palavra “Configuração” e será exibida a tela com as opções de

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Esta janela possibilita configurar as seguintes opções: 1. Cliente localizado

Esta janela possibilita configurar as seguintes opções:

1. Cliente localizado na parte superior do lado esquerdo da janela. Permite editar as configurações do sistema cliente que se comunicara com os dispositivos através do GVR-DC, sendo:

se comunicara com os dispositivos através do GVR-DC, sendo: a. Tipo: permite selecionar o tipo de
se comunicara com os dispositivos através do GVR-DC, sendo: a. Tipo: permite selecionar o tipo de
se comunicara com os dispositivos através do GVR-DC, sendo: a. Tipo: permite selecionar o tipo de

a. Tipo: permite selecionar o tipo de cliente que se comunicara com o sistema. Estão disponíveis as opções: TCP (comunicação de rede via protocolo TCP/IP), GRIP (comunicação de rede através do serviço GRIP da Itautec) e Serial (por porta serial RS232 utilizando o protocolo PAM1000).

b. Porta: a escolha da porta de comunicação a ser usada. Quando o item Tipo for definido como TCP (valor padrão 64000) ou GRIP (valor padrão 6000) o valor desta opção refere-se a porta de rede TCP/IP a ser utilizada. Quando o item Tipo for definido como SERIAL (valor padrão 1) este valor refere-se ao numero da porta RS232. Salvo algumas exceções o valor desta opção devem ser mantidos dentro do valor padrão definido pelo sistema.

c. Baud Rate: permite configurar a velocidade (em BPS) de operação da porta RS232 de comunicação. Esta opção só é exibida na janela quando o item Tipo é configurado com o valor SERIAL. O valor padrão desta opção é

2400bps.

2. Canais localizado na parte superior direita da janela. Destina-se configurar os canais disponíveis para comunicação de dispositivos, é possível configurar até 9 canais em todo o sistema. Na lista existem 3 colunas:

Canal: disponibiliza o número de identificação lógico do canal. Este código é utilizado para identificar em qual canal as bombas respondem.

para identificar em qual canal as bombas respondem. Tipo: nesta coluna é mostrado o tipo físico

Tipo: nesta coluna é mostrado o tipo físico de canal que está em utilização.

Atualmente existe apenas disponível, GPBox.

tipo

um

Porta: exibe a porta física que está em utilização através do canal. Portas seriais de COM 1 à COM9.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração No lado direito da lista são apresentados 3 botões de edição

No lado direito da lista são apresentados 3 botões de edição com as funções:

Adicionar, Editar e Apagar. Os botões Adicionar e Editar apresentam a seguinte janela como segue abaixo:

e Editar apresentam a seguinte janela como segue abaixo: Através desta janela é possível editar as

Através desta janela é possível editar as características do canal: Tipo e Porta. O número do canal, mostrado na coluna Canal, é dado automaticamente pelo configurador.

Esta janela também pode ser acessada com um duplo click na lista de canais:

sobre uma área em branco, o que criará um novo canal; e sobre um item editara o mesmo.

Para apagar um item da lista, basta clicar no botão com a função apagar, não será apresentada nenhuma janela de questionamento.

3. Lista de Bombas: na parte inferior da janela de configuração é exibida a lista de dispositivos configurados para comunicação. Esta lista contem todas as informações necessárias para comunicação com os dispositivos conectados que suporta ate 250 bombas, como mostrado abaixo:

conectados que suporta ate 250 bombas, como mostrado abaixo: O item “Bomba” da lista é um

O item “Bomba” da lista é um identificador gerado automaticamente pelo sistema

de configuração e é a referencia sob a qual o sistema interage com os aplicativos clientes (sistemas gerenciais e fiscais).

Os outros itens da lista podem ser editados através de 3 botões do lado direito com

as funções Adicionar, Editar e Apagar de cima para baixo respectivamente.

de 3 botões do lado direito com as funções Adicionar, Editar e Apagar de cima para

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Ao acionar os botões Adicionar e Editar é exibida uma janela

Ao acionar os botões Adicionar e Editar é exibida uma janela como a exibida abaixo com a descrição dos campos de dados:

Tipo: referente a marca ou modelo de dispositivo utilizado para que o sistema saiba qual protocolo de comunicação utilizar. Os tipos de dispositivos aceitos são:

e

desenvolvimento. Para maiores informações procure o manual de integração Gilbarco Veeder-Root do Brasil;

Simulador:

simulador

de

bombas

Gilbarco

utilizado

em

testes

Gilbarco: utilizado para designar ao sistema a utilização de bombas que utilizam o protocolo de comunicação Gilbarco Veeder-Root. No Brasil são utilizados com bombas Gilbarco Veeder-Root, GBR (bombas e dispensers GNV) e alguns modelos de dispensers GNV marca GNV (Junqueira & Vetrano);

Wayne: designa ao sistema a utilização de protocolo de comunicação da marca Dresser Wayne;

Tokheim: informa ao sistema a utilização de dispositivos com protocolo de comunicação Tokheim;

Develco: utilizado com alguns modelos de dispensers GNV fabricados no Brasil pela Aspro Compressores e Movitec;

Pump Control: utilizado para designar dispensers GNV que utilizam protocolo de comunicação do mesmo fabricante. No Brasil este protocolo é utilizado pelos fabricantes Galileo e GNV (Junqueira & Vetrano).

Endereço: endereço físico da bomba na rede de dispositivos, seu valor depende de cada modelo de bomba mas sempre inicia em 1 (um). Não é necessário que este endereço seja igual ao existente na coluna “Bomba”.

Canal: refere-se ao canal de comunicação em que o dispositivo esta associado, este valor deve ser igual ao informado na coluna “Canal” na lista de canais como informado anteriormente.

Slot: é o numero do slot onde esta conectada a placa de comunicação em que a bomba esta ligada. Sua faixa de valores esta entre 1 e 8.

Lado: este valor somente se aplica aos dispensers de GNV da marca Aspro (CPU Develco) e Galileo (CPU Pump Control). Os valores validos são 1 e 2 devendo ser aplicada um item da lista para cada lado como os valores Tipo, Endereço, Canal e Slot iguais para cada item como sugere o exemplo da ilustração da lista acima.

Na área inferior da janela existem 3 botões com as funções: “Salvar”, “Restaurar” e “Limpar”. Este botões estão inicialmente bloqueados e são liberados para uso durante o processo de configuração:

Este botões estão inicialmente bloqueados e são liberados para uso durante o processo de configuração: Página

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Botão Salvar: realiza a gravação (ou salvamento) das informações de

Botão Salvar: realiza a gravação (ou salvamento) das informações de configuração no arquivo “GVR-DC.ini”.

Botão Restaurar: recupera as configurações originais do sistema caso se tenha a necessidade de recuperar as mesmas. Não é possível utilizar esta função após salvamento das modificações.

Botão Limpar: limpa todas as configurações apagando as listas de Canais e Bombas podendo ser restauradas através do botão destinado para este fim desde que ainda não tenha sido salva.

Ao finalizar o procedimento de instalação será disponibilizado no menu do sistema Windows um conjunto de itens no menu GVR-DC (Iniciar->Programas->GVR-DC), como exibido abaixo:

(Iniciar->Programas->GVR-DC), como exibido abaixo: Console: permite acessar o programa de configuração do

Console: permite acessar o programa de configuração do sistema GVR-DC como ilustrado acima;

DC-Teste: programa simples de teste de comunicação de bombas baseado em console que serve para verificação rápida do funcionamento do sistema. Este aplicativo não deve ser utilizado se já houver um sistema se comunicando com o GVR-DC pois o mesmo pode causar interferências no funcionamento normal;

Leitura de Log: permite ler o arquivo log de operação do sistema GVR-DC através de uma interface de texto;

Para Serviço: permite parar o serviço de comunicação para manutenção;

Iniciar Serviço: permite iniciar o serviço de comunicação caso o mesmo tenha sido parado;

Licença de uso: arquivo em formato PDF contendo o texto da licença de uso do sistema para consultas.

Manual de Instalação e Configuração: arquivo em formato PDF contendo este documento para consultas.

Desinstalar: procedimento para remoção do sistema GVR-DC

Observação: É necessário que se tenha o programa Adobe Acrobate Reader instalado no PC para acessar os documentos “Licença de uso” e “Manual de Instalação e Configuração”.

Após a instalação e configuração do sistema o serviço de comunicação com dispositivos (Bombas, dispensers GNV etc) será ativado e bastara configurar os dispositivos em modo automatizado para iniciar a utilização do sistema.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração Contrato de Licença de Software para Usuário IMPORTANTE: POR FAVOR LEIA

Contrato de Licença de Software para Usuário

IMPORTANTE:

POR FAVOR LEIA ESTE CONTRATO CUIDADOSAMENTE ANTES DE USAR O PROGRAMA DE COMPUTADOR “GVR-DC” (AQUI DESIGNADO “PROGRAMA”). AO USAR O PROGRAMA VOCÊ CONCORDA E SE OBRIGA AUTOMATICAMENTE ÀS CLÁUSULAS E À LEI AQUI APLICÁVEIS. EM CASO DE NÃO CONCORDÂNCIA QUANTO AOS TERMOS DESTE CONTRATO, DEVOLVA IMEDIATAMENTE O PROGRAMA COM TODOS OS SEUS COMPONENTES DENTRO DO PRAZO DE 7 DIAS, A PARTIR DA DATA DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL DE COMPRA, AO ESTABELECIMENTO ONDE FOI ADQUIRIDO PARA PROCEDER AO REEMBOLSO DO VALOR PAGO AO ADQUIRI-LO.

ADVERTÊNCIA:

AO UTILIZAR O PROGRAMA, O LICENCIADO RECONHECE QUE O PROGRAMA, BEM COMO QUAISQUER MATERIAIS A ESTE RELACIONADOS, FORNECIDOS PELA LICENCIANTE NOS TERMOS DO PRESENTE INSTRUMENTO SÃO, E CONTINUARÃO A SER, BENS DE PROPRIEDADE RESERVADA DA LICENCIANTE. O LICENCIADO DETERÁ O PROGRAMA, BEM COMO QUAISQUER MATERIAIS A ESTE RELACIONADOS, SOB SIGILO E EM BENEFÍCIO DA LICENCIANTE, NÃO OS DIVULGANDO A OUTRAS PARTES, E APENAS PERMITIRÁ O USO DO PROGRAMA POR SEUS PRÓPRIOS EMPREGADOS EM CONFORMIDADE COM OS TERMOS DO PRESENTE INSTRUMENTO.

POR ESTE INSTRUMENTO PARTICULAR de Contrato de Licença de Software para Usuário (“CONTRATO”), celebrado entre Veeder-Root do Brasil Comércio e Indústria Ltda. (aqui designada “LICENCIANTE”), titular dos direitos autorais sobre o PROGRAMA e o adquirente do PROGRAMA, (“LICENCIADO”), CONSIDERANDO QUE:

A) o termo “PROGRAMA” significa o programa original relacionado à operação do hardware denominado “GP-BOX - Caixa Concentradora de Informações de Dispositivos”

B) o termo “Direito de Propriedade”, inclui os Direitos Autorais e Industriais, incluindo segredos de comércio, sendo certo que são todos de propriedade da LICENCIANTE,

têm entre si, justas e contratadas, as seguintes cláusulas e condições, que mutuamente concordam e aceitam, a saber:

CLÁUSULA 1ª. O ato de utilizar o PROGRAMA, implica na automática aceitação, pelo LICENCIADO, de todos os termos e condições deste contrato.

CLÁUSULA 2ª. A LICENCIANTE outorga ao LICENCIADO uma licença não exclusiva e intransferível, na forma de código objeto, do PROGRAMA, para uso relacionado à operação do hardware denominado “GP-BOX - Caixa Concentradora de Informações de Dispositivos”, também desenvolvido pela LICENCIANTE, e de sua exclusiva propriedade.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração PARÁGRAFO PRIMEIRO O LICENCIADO não poderá explorar comercialmente o

PARÁGRAFO PRIMEIRO O LICENCIADO não poderá explorar comercialmente o PROGRAMA, seja de forma isolada ou conjunta com o hardware, sendo a sua reprodução e/ou modificação em qualquer meio estritamente vedada.

PARÁGRAFO SEGUNDO Fica expressamente vedada ao LICENCIADO, sem expressa autorização da LICENCIANTE, ceder, doar, alugar, vender, arrendar, emprestar, reproduzir, disponibilizar ao acesso de terceiros, de forma remota ou não, incorporar a outros programas ou sistemas, próprios ou de terceiros, oferecer em garantia ou penhor, enfim, alienar ou transferir, total ou parcialmente, a qualquer título, de forma gratuita ou onerosa, o PROGRAMA.

PARÁGRAFO TERCEIRO É expressamente vedada ao LICENCIADO a engenharia reversa, reengenharia, descompilação ou decomposição do PROGRAMA, exceto e tão somente se expressamente autorizada pelo LICENCIANTE.

PARÁGRAFO QUARTO É expressamente vedado o uso do PROGRAMA de forma desvinculada do hardware denominado “GP-BOX - Caixa Concentradora de Informações de Dispositivos”. A presente licença somente autoriza o LICENCIADO a utilizar o PROGRAMA, caso tal uso se faça de forma estritamente relacionada à operação do mencionado hardware.

PARÁGRAFO QUINTO É expressamente vedado ao LICENCIADO remover toda e qualquer legenda de propriedade exclusiva ou de direitos autorais eventualmente presente ou existente no PROGRAMA.

CLÁUSULA 3ª. A LICENCIANTE outorga ao LICENCIADO, sob as condições normais de uso, inclusive do hardware, pelo prazo de 90 (noventa) dias, após a aquisição do PROGRAMA (que se entenderá como a data de entrega do PROGRAMA ao LICENCIADO), a garantia de sua substituição e do suporte informático (mídia) que o contém na hipótese de ser constatado que o PROGRAMA apresenta defeito de fabricação ou de gravação. A LICENCIANTE assegura que o desempenho do PROGRAMA observará o seu manual técnico de referência, em todos os aspectos relevantes. Contudo, a LICENCIANTE não garante que o PROGRAMA operará ininterruptamente ou sem erros, e, caso esses fatos ocorram, não serão considerados violação da garantia de que trata este instrumento.

PARÁGRAFO PRIMEIRO A Garantia referida acima não se refere aos danos resultantes do uso indevido do PROGRAMA e/ou do hardware, ou que resultem de acidente, modificação não autorizada pela LICENCIANTE ou quaisquer outras condutas e/ou condições não controladas pela LICENCIANTE.

PARÁGRAFO SEGUNDO No caso de defeitos ou danos garantidos sob a Cláusula 3ª, o LICENCIADO deverá informar à LICENCIANTE a fim de que esta possa tomar as providências necessárias. O LICENCIADO assegurará o livre acesso aos técnicos e empregados da LICENCIANTE, a todos os documentos, dados e informações que se façam necessários ao

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração cumprimento de suas obrigações, assim como prestar o máximo de colaboração

cumprimento de suas obrigações, assim como prestar o máximo de colaboração à LICENCIANTE, necessária para o cumprimento integral dos termos de que trata esta cláusula e seus

CLÁUSULA 4ª. Para todos os efeitos legais o prazo de validade técnica do PROGRAMA é de 90 (noventa) dias, a contar da data de sua entrega ao LICENCIADO.

CLÁUSULA 5ª. A Responsabilidade da LICENCIANTE é limitada. Em nenhuma hipótese a Responsabilidade da LICENCIANTE por indenizações, perdas e danos, lucros cessantes, perdas de negócios, perda ou extravio de dados, defeitos de computador, equipamentos ou periféricos, ou prejuízos de quaisquer espécies, ou sob quaisquer títulos, ou quaisquer outros danos diretos, indiretos, acidentais, especiais, conseqüênciais ou punitivos, decorrentes direta ou indiretamente, da aquisição e/ou utilização do PROGRAMA, ocasionados ao LICENCIADO ou a terceiros, ultrapassará o valor equivalente ao montante total contratado pelo LICENCIADO para aquisição do PROGRAMA.

PARÁGRAFO PRIMEIRO O LICENCIADO declara, reconhece e aceita que: (i) o estado da técnica não permite a elaboração de programas de computador totalmente isentos de vícios ou defeitos e que, assim sendo, a LICENCIANTE não pode garantir que o PROGRAMA operará ininterruptamente ou livre de vícios ou defeitos; e (ii) o PROGRAMA não foi desenvolvido sob encomenda do LICENCIADO, mas para uso genérico, razão pela qual a LICENCIANTE não pode garantir que bem atenderá as necessidades específicas do LICENCIADO.

PARÁGRAFO SEGUNDO O LICENCIADO reconhece que a Internet, enquanto rede mundial de computadores, da qual qualquer pessoa pode ter acesso, não é um meio totalmente seguro. No caso de utilização do PROGRAMA através da Internet, a LICENCIANTE não se responsabiliza em nenhuma hipótese por prejuízos de quaisquer espécies, inclusive, mas sem limitação, por aqueles decorrentes da divulgação de informações a terceiros, perdas de negócios, perda ou extravio de dados, defeitos de computador, equipamentos ou periféricos, decorrentes direta ou indiretamente do uso do PROGRAMA pela Internet, ocasionados ao LICENCIADO ou, ainda, a terceiros.

CLÁUSULA 6ª. A Licença de uso, objeto do CONTRATO vigorará pelo prazo de utilização do hardware operado pelo PROGRAMA, conforme cláusula 2 acima. A LICENCIANTE reserva-se o direito de rescindir este CONTRATO automaticamente, sem prévio aviso, caso não sejam observadas pelo LICENCIADO as cláusulas assumidas sob este CONTRATO, especialmente aquelas inerentes aos Direitos de Propriedade, ressalvado à LICENCIANTE, neste caso, o direito de pleitear as indenizações competentes, inclusive a título de lucros cessantes. A presente licença também terminará de pleno direito, na eventualidade de o LICENCIADO não mais utilizar, destruir, inutilizar, vender, ceder, locar, emprestar ou de qualquer outra forma se desfazer do hardware denominado “GP-BOX - Caixa Concentradora de Informações de Dispositivos”.

PARÁGRAFO PRIMEIRO Quando da rescisão do presente Contrato ou na hipótese de violação do mesmo, o LICENCIADO descontinuará o uso do PROGRAMA e o devolverá à LICENCIANTE, deletando o PROGRAMA e qualquer de suas cópias de todos os seus computadores e/ou CDs, discos rígidos ou outras formas de mídia.

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração CLÁUSULA 7ª. O LICENCIADO reconhece expressamente que o PROGRAMA , assim

CLÁUSULA 7ª. O LICENCIADO reconhece expressamente que o PROGRAMA, assim como os logotipos, marcas, insígnias, símbolos, sinais distintivos, manual(ais), documentação técnica associada e quaisquer outros materiais correlatos ao PROGRAMA, bem como o hardware denominado “GP-BOX - Caixa Concentradora de Informações de Dispositivos”, constituem, conforme o caso, direitos autorais, segredos comerciais, e/ou direitos de propriedade da LICENCIANTE ou seus licenciadores, sendo tais direitos protegidos pela legislação nacional e internacional aplicável à propriedade intelectual e aos direitos autorais, especialmente pelo que contém as Leis 9.609/98 e 9.610/98. O LICENCIADO obriga-se a não disputar a validade ou a titularidade do PROGRAMA e/ou materiais correlatos, ou ainda, se opor a qualquer pedido de registro da LICENCIANTE para registrar ou proteger o PROGRAMA, quaisquer modificações ou derivações e/ou materiais correlatos, e não deve, direta ou indiretamente tomar qualquer ação que possa prejudicar esses direitos de propriedade ou negócios da LICENCIANTE.

CLÁUSULA 8ª. No caso de violação e/ou não observância de qualquer das cláusulas do presente Contrato, deverá o LICENCIADO pagar multa, não compensatória, em favor da LICENCIANTE, equivalente a 10 (dez) vezes o valor pago pela licença do PROGRAMA, conforme preço constante na Nota Fiscal de compra do PROGRAMA, devendo tal valor ser reajustado à data da respectiva infração, de acordo com o índice IGPM/FGV, calculado na base “pró-rata temporis”. Não obstante a multa acima estipulada, deverá o LICENCIADO arcar com todas as perdas e danos que vierem a ser causadas à LICENCIANTE.

CLÁUSULA 9ª. A presente licença do PROGRAMA não implica em qualquer obrigação de o LICENCIANTE prestar serviços de manutenção e/ou assistência técnica em favor do LICENCIADO, devendo tais serviços, quando necessários, serem contratados em separado entre as partes, em conformidade com os termos e condições a serem entre elas ajustados.

CLÁUSULA 10ª. As partes não poderão ceder este Contrato, total ou parcialmente , sem prévia anuência por escrito da outra parte.

CLÁUSULA 11ª. O presente Contrato constitui todo o acordo e entendimento existente entre as partes, sendo certo que todas as negociações e entendimentos anteriores relativos ao objeto do presente encontram-se incorporados neste instrumento e são por ele superados e cancelados.

Fica eleito o foro da Comarca da Capital do Estado de São Paulo, com renúncia expressa de

qualquer outro, por mais privilegiado que seja, para serem dirimidas quaisquer questões, ou litígios oriundos do presente contrato.

CLÁUSULA 12ª.

CLÁUSULA 13ª.

Registro de Títulos e Documentos da Cidade de São Paulo.

Este documento encontra-se arquivado sob número 1454418, em 29/12/2005, no 7ºCartório de

Manual de Instalação e configuração

Manual de Instalação e configuração SOBRE A GARANTIA 1. Verifique nosso produto ao recebê-los. Após o

SOBRE A GARANTIA

1. Verifique nosso produto ao recebê-los. Após o aceite, quaisquer problemas ocasionados por manuseio inadequado serão de sua responsabilidade.

2. O material em garantia a ser reparado deverá ser enviado para Gilbarco Veeder Root junto com a Nota Fiscal de compra.

3. Todas as despesas de transporte e frete ficam por conta do cliente.

4. Esta garantia abrange todas as peças e equipamentos adquiridos da Gilbarco Veeder Root e que comprovadamente apresentem falhas ou defeitos de fabricação, dentro do período pré-estabelecido de validade, a partir da data de compra.

5. A Garantia será cancelada quando:

houver incompatibilidade ocasionada por produtos adquiridos de terceiros e instalados junto com os nossos, tais como : software, hardware, periféricos ou acessórios;

for detectado defeito decorrente de mau uso, ou acidentes, tais como : queima, quedas, água, instalações erradas, má configuração;

for constatado que o equipamento que possui lacre(s) efetuado(s) pela Gilbarco Veeder Root, for ou forem violados;

o equipamento for aberto por técnico não autorizado. (vide "Manual de Instalação e Configuração" )

6. Após a entrada do equipamento (com seus acessórios e embalagem original), a Gilbarco Veeder Root terá até 7 dias para efetuar testes e confirmar o defeito.

Se este for confirmado, a troca ou conserto do produto será feita dentro de no máximo 10 DIAS.

7. PRAZO DE GARANTIA:

7.1.Hardware : 12 meses 7.2.Software: 90 dias

Horário de Atendimento: de Segunda à Sexta-feira, das 08:30 às 12:00 e 13:00 às 17:00. Atendimento ao cliente 0800-102085