Sunteți pe pagina 1din 7

Programa Anual do Agrupamento GIII “A” – 2008

Objetivos:

Através da socialização a criança desenvolverá sua autonomia,


formando sua identidade, aprendendo a conviver em grupo e criando
novos laços afetivos.
Criar condições para as crianças conhecer, descobrir e vivenciar
novos sentimentos, valores, idéias,costumes e papéis, inseridas num
contexto acolhedor e amoroso, onde o educador é o principal e
importante mediador.
As crianças fortalecerão sua autoconfiança, sendo aceitas,
compreendidas, ouvidas, cuidadas e amadas, situações essas muito
importantes para sua formação pessoal e social. Elas desenvolverão
suas habilidades, vivenciarão momentos de prazer, alegria e desafio, de
uma forma organizada e sistematizada a fim de permitir uma noção de
tempo, o que proporciona um sentimento de segurança. Mas esta rotina
será quebrada vez ou outra, para evitar uma escola tediosa.
As atividades serão desenvolvidas de forma lúdica, partindo de um
interesse comum, resgatando a Cultura e respeitando as diversidades.
A fantasia, o movimento, a música e o jogo simbólico permearão as
atividades dos pequenos, onde a afetividade, através do contato físico,
será o mais importante estimulo para desenvolver todo o trabalho,
respeitando o ritmo de cada um e criando um vinculo com o ritmo natural
do mundo (tempo, clima, datas, estações, etc). A repetição dos períodos
serve de reforço que auxilia no processo de aquisição de novos
conhecimentos e têm estreita relação com a memória e a maturidade,
respectivamente.

Considerações

 Prever a necessidade de auxilio e comprometimento das demais


pessoas que fazem parte da escola, levando em conta o bem estar
das crianças pequenas.
 Adaptar e equipar a sala de aula com materiais pertinentes à faixa
etária.
 Procurar estar sempre atualizando meus conhecimentos, estudando e
pesquisando.
 Estabelecer contato com os demais profissionais a fim de promover a
integração das demais turmas.
 Sistematizar os registros e avaliações, criando instrumentos que
podem ser úteis a longo prazo.
1. Diferentes Linguagens

Objetivos:
• Espera-se que a criança expresse seus pensamentos com
clareza e desembaraço utilizando-se de várias formas de
linguagem.
• Utilize a linguagem como meio de ampliação do pensamento
organizando idéias e sequênciando-as logicamente.
• Diferenciar desenho de texto ou palavras.
• Ser capaz de dar recados, recontar uma historia de forma
lógica e descrever uma imagem ou situação.
• Explorar diversos materiais e espaços.
• Ser capaz de reconhecer seu nome e dos demais colegas.
• Nomear objetos e criar diversas listas.
• Poder se expressar com liberdade, ter preferências e escolhas.
• Dar voz a criança, deixar criar histórias e músicas.
• Conhecer diversos meios de comunicação, conhecer
diversidade de idéias e expressão pelo mundo.
• Dar importância ao desenho livre.
• Ampliação do vocabulário.

Conteúdos:
• Gestos, mímicas, expressões fisionômicas, dançar.
• Histórias, poesias, parlendas, quadrinhas, advinhas.
• Relatos, conversas, recados, bilhetes, cartões.
• Dramatizações, reconto, teatros (fantoche, vara, sombra,
fantasias, avental)
• Vídeos, filmes, desenhos animados, animações, cd-rom,
projeção de slides.
• Empréstimo de livros.
• Instrumentos musicais, sons diversos, ritmo.
• Recorte, colagem, pintura, dobradura, modelagem, sucata.
• Criar histórias, músicas, listas de nomes e símbolos, receitas,
rótulos, placas.
• Fotos, filmagem, jornal, revista, livros, televisão, rádio.
• Passeios, festas, comemorações.
2. Conhecimento Lógico

Objetivos:
• Espera-se que a criança desenvolva o raciocínio lógico-
matemático, através de experiências concretas, participando e
buscando soluções para problemas.
• Explorar diversos materiais, objetos, o próprio corpo e o meio
ambiente.
• Saber se localizar espacialmente, ser capaz de entende
comandos.
• Desenvolver noção de tempo e espaço.
• Saber contar e ter noção de pequena quantidade.
• Saber classificar, seriar e sequênciar.
• Observar a transformação da matéria, fazer experiências e
observações.
• Identificar objetos pelas diversas percepções (visual, auditiva,
tátil, gustativa e olfativa)
• Tentar resolver problemas mentalmente, ter noção aditiva,
subtrativa e divisória.
• Propriedade dos elementos.

Conteúdos:
• Noção de tempo e espaço
• Noção de grandeza
• Noção de posição
• Noção de direção e sentido
• Classificação, seriação e sequenciação
• Contagem
• Quantidade
• Forma
• Cor
• Temperatura
• Textura
• Peso
• Consistência
• Paladar, Olfato, Visão, Audição e Tato.
3. Eu e o outro, o meio físico e social

Objetivos:
• Que a criança seja capaz de socializar, sentir-se aceita e
segura, conhecer seu meio e respeitá-lo.
• Dar ênfase ao seu nome e sua historia de vida.
• Reconhecer seu próprio gênero, ter preferências.
• Desenvolva conceitos de valores, conhecendo e respeitando
regras sabendo conviver em grupo.
• Conhecer e respeitar a diversidade cultural e étnica.
• Desenvolver sua autonomia, conhecer os direitos e deveres,
fortalecendo sua identidade cidadã.
• Conhecer a biodiversidade para melhor preservá-la e protege-
la.
• Conhecer seu próprio corpo, ter noções de higiene e saúde,
desenvolvendo habilidades físicas.
• Conhecer o entorno aonde vive, vivenciar papéis e saber
localizar-se.
• Estabelecer relações com os elementos da natureza.
• Reconhecer os ciclos naturais da vida.
• Saber da importância dos alimentos para seu crescimento.

Conteúdos:
• Identidade, autonomia, auto-estima, autoconfiança, afetividade.
• Valores, regras, direitos e deveres, expressões de cortesia.
• Corpo Humano e fases da vida.
• Casa, família, escola, bairro.
• Profissões
• Animais: tipos, origem, utilidade, famílias.
• Plantas: partes, utilidade, ciclo, alimentos.
• Elementos naturais
• Tempo, clima.
• Preservação da natureza, reciclagem.
• Datas e comemorações, eventos culturais..
• Meios de transporte.
• Campo e cidade.
As Crianças Aprendem o que Vivem

Se as crianças vivem em meio a críticas, aprenderão a


condenar.
Se as crianças vivem em meio à hostilidade, aprenderão
a brigar.
Se as crianças vivem sendo ridicularizadas, irão se
tornar tímidas.
Se as crianças vivem com vergonha, aprenderão o
sentimento de culpa.
Se as crianças vivem onde há incentivo, aprenderão a
confiança.
Se as crianças vivem onde ocorre a tolerância,
aprenderão a paciência.
Se as crianças vivem onde há elogios, aprenderão a
apreciação.
Se as crianças vivem onde há aceitação, aprenderão a
amar.
Se as crianças vivem onde há aprovação, aprenderão a
gostar de si mesmos.
Se as crianças vivem onde há honestidade, aprenderão
a veracidade.
Se as crianças vivem com segurança, aprenderão a crer
em si mesmas e naqueles que as rodeiam.
Se as crianças vivem em um ambiente de amizade,
aprenderão que o mundo é um lugar bom para se viver.
(Dorothy Law Nolte)

Avaliação

A avaliação será um processo ao decorrer do tempo, devendo


respeitar a individualidade e habilidades de cada criança, assim como
respeitar o tempo/ritmo de amadurecimento.

As observações e registros serão formas de avaliar este processo,


sendo realizadas constantemente, fazendo parte da sistemática do
professor, devendo ser feita no espaço de trabalho, se possível.
Estes registros poderão ser úteis para reavaliar e redefinir o
planejamento ou práticas, para que esteja mais afinado com as
necessidades do grupo de crianças.
Os registros poderão ser organizados em portfólios, contendo fotos,
desenhos, relatos de pais ou outrem.

Helck Cristiny de Oliveira

“Educai as crianças para que não


seja necessário punir os adultos.”
Pitágoras