Sunteți pe pagina 1din 65

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufpe 2007) Constantes físicas necessárias para a solução dos problemas:

aceleração da gravidade: 10 m/s£ constante de Planck: 6,6 x 10-¤¥ J.s

1. Um barco de comprimento L = 80 m, navegando no sentido da correnteza de um rio, passa sob uma ponte de largura D = 25 m, como indicado na figura. Sabendo-se que a velocidade do barco em relação ao rio é vB = 14 km/h, e a velocidade do rio em relação às margens é vR = 4 km/h, determine em quanto tempo o barco passa completamente por baixo da ponte, em segundos.

o barco passa completamente por baixo da ponte, em segundos. TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES.

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES. (G1 - cps 2006) Santos Dumont desfere novo vôo, e neste eleva-se a quase 44 metros do solo. O aparelho passa por cima da multidão frenética, delirante, que se precipita para ele, obrigando o aviador a uma parada brusca. O bi-plano aterrissa. O povo envolve o "14-Bis" e o seu petit Santôs é novamente carregado em triunfo. Santos Dumont havia percorrido uma distância de 220 metros em 21 segundos. (Fonte: "A vida de grandes brasileiros - 7: SANTOS DUMONT". São Paulo: Editora Três, 1974)

2. A partir dos dados fornecidos pelo texto pode-se afirmar que a velocidade média do bi-plano 14-Bis, em km/h é, aproximadamente

a) 30.

b) 38.

c) 45.

d) 50.

e) 54.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

(G1 - cftmg 2008)

INSTRUÇÃO GERAL

pag.1

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

Consulte os dados a seguir, para resolver as questões, quando for necessário.

aceleração da gravidade = 10 m/s£ densidade do aço: 7,3 g/cm¤ densidade do mercúrio: 13,6 g/cm¤

3. Duas esferas A e B movem-se ao longo de uma linha reta, com velocidades constantes e iguais a 4 cm/s e 2 cm/s. A figura mostra suas posições num dado instante.

e 2 cm/s. A figura mostra suas posições num dado instante. A posição, em cm, em

A posição, em cm, em que A alcança B é

a) 4.

b) 8.

c) 11.

d) 12.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Uerj 2004) Uma pessoa, movendo-se a uma velocidade de 1 m/s, bateu com a cabeça em um obstáculo fixo e foi submetida a uma eco-encefalografia. Nesse exame, um emissor/receptor de ultra-som é posicionado sobre a região a ser investigada. A existência de uma lesão pode ser verificada por meio da detecção do sinal de ultra-som que ela reflete.

pag.2

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

4. Observe, na figura adiante, que a região de tecido encefálico a ser investigada no exame é limitada por ossos do crânio. Sobre um ponto do crânio se apóia o emissor/receptor de ultra-som.

ponto do crânio se apóia o emissor/receptor de ultra-som. (Adaptado de The Macmillan visual dictionary. New

(Adaptado de The Macmillan visual dictionary. New York: Macmillan Publishing Company, 1992.)

a) Suponha a não-existência de qualquer tipo de lesão no interior da massa encefálica. Determine o tempo gasto

para registrar o eco proveniente do ponto A da figura.

b) Suponha, agora, a existência de uma lesão. Sabendo que o tempo gasto para o registro do eco foi de 0,5 x 10-¥

s, calcule a distância do ponto lesionado até o ponto A.

Dado: velocidade do ultra-som no cérebro = 1540 m/s

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Puccamp 2004) A luz visível é a fonte de energia da qual dependem as plantas e, por conseguinte, todos os seres vivos. As radiações ultravioleta e infravermelha, que estão fora da faixa visível, podem também ter importância biológica.

5. A velocidade da luz, no vácuo, vale aproximadamente 3,0.10© m/s. Para percorrer a distância entre a Lua e a Terra, que é de 3,9.10¦ km, a luz leva:

a) 11,7 s

b) 8,2 s

c) 4,5 s

d) 1,3 s

e) 0,77 s

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufsm 2006) A história da maioria dos municípios gaúchos coincide com a chegada dos primeiros portugueses, alemães, italianos e de outros povos. No entanto, através dos vestígios materiais encontrados nas pesquisas arqueológicas, sabemos que outros povos, anteriores aos citados, protagonizaram a nossa história. Diante da relevância do contexto e da vontade de valorizar o nosso povo nativo, "o índio", foi selecionada a área temática CULTURA e as questões foram construídas com base na obra "Os Primeiros Habitantes do Rio Grande do Sul" (Custódio, L. A. B., organizador. Santa Cruz do Sul: EDUNISC; IPHAN, 2004).

"O povo indígena cultuava a natureza como ninguém, navegava, divinizava os fenômenos naturais, como raios, trovões, tempestades."

pag.3

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

6. Ao se aproximar uma tempestade, um índio vê o clarão do raio e, 15s após, ouve o trovão. Sabendo que no ar,

a velocidade da luz é muito maior que a do som (340 m/s), a distância, em km, de onde ocorreu o evento é

a) 1,7.

b) 3,4.

c) 4,8.

d) 5,1.

e) 6,5.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Puccamp 2004) MOVIMENTO Entre os numerosos erros que afetam as medidas no campo do esporte, aquele que é mais freqüentemente cometido e que, no entanto, poderia ser mais facilmente corrigido, está relacionado com a variação da aceleração

da gravidade. Sabe-se que o alcance de um arremesso, ou de um salto à distância, é inversamente proporcional ao valor de g, que varia de um local para o outro da Terra, dependendo da latitude e da altitude do local. Então, um atleta que arremessou um dardo, por exemplo, em uma cidade onde o valor de g é relativamente pequeno (grandes altitudes

e pequenas latitudes) será beneficiado.

Para dar uma idéia da importância destas considerações, o professor americano P. Kirkpatrick, em um artigo bastante divulgado, mostra que um arremesso cujo alcance seja de 16,75 m em Boston constituía, na realidade, melhor resultado do que um alcance de 16,78 m na Cidade do México. Isto em virtude de ser o valor da aceleração da gravidade, na Cidade do México, menor do que em Boston. As correções que poderiam ser facilmente feitas para evitar discrepâncias desta natureza não são sequer mencionadas nos regulamentos das Olimpíadas. (Antônio Máximo e Beatriz Alvarenga. "Curso de Física". v. 1. S. Paulo: Scipione, 1997. p. 148)

7. Alguns atletas, disputaram uma prova de velocidade, na qual corriam por 150 minutos. Verificou-se que as

velocidades médias dos três primeiros colocados formavam uma progressão aritmética e que a soma das velocidades médias do 1Ž e do 3Ž colocado era 24 km/h. Quantos quilômetros percorreu o 2Ž colocado?

a) 22

b) 24

c) 26

d) 28

e) 30

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES. (Puc-rio 2005) Um bloco de borracha é lançado, por uma pessoa, com velocidade V = 5,0 m/s sobre um plano horizontal sem atrito. Ele percorre uma distância de L = 15 m até colidir com um poste, sendo rebatido de volta ao ponto de partida, onde a mesma pessoa o captura novamente.

8. Sabendo que, depois de colidir com o poste, a velocidade do bloco se torna igual a 3,0 m/s, a distância total

percorrida é de:

a) 45 m.

b) 40 m.

c) 35 m.

d) 30 m.

e) 25 m.

pag.4

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

9. O intervalo de tempo total gasto pelo bloco para ir ao poste e voltar ao ponto de partida é de:

a) 8 s.

b) 6 s.

c) 10 s.

d) 3 s.

e) 5 s.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Puccamp 2004) Cultura dos almanaques

1. Como explicar ao meu leitor mais jovem o que é (ou o que era) um ALMANAQUE? Vamos ao dicionário. Lá

está, entre outras acepções, a que vem ao caso: folheto ou livro que, além do calendário do ano, traz diversas

indicações úteis, poesias, trechos literários, anedotas, curiosidades etc. O leitor não faz idéia do que cabia nesse etc.: charadas, horóscopo, palavras cruzadas, enigmas policiais, astúcias da matemática, recordes mundiais,

caricaturas, provérbios, dicas de viagem, receitas caseiras

2. Já ouvi a expressão "cultura de almanaque", dita em tom pejorativo. Acho injusto. Talvez não seja inútil

conhecer as dimensões das três pirâmides, ou a história de expressões como "vitória de Pirro", "vim, vi e venci" e "até tu, Brutus?". E me arrepiava a descrição do ataque à base naval de Pearl Harbor, da guilhotina francesa, do

fracasso de Napoleão em Waterloo, da queda de Ícaro, das angústias de Colombo em alto mar. Sim, misturava povos e séculos com grande facilidade, mas ainda hoje me valho das informações de almanaque para explicar,

por exemplo, a relação que Pitágoras encontrou não apenas entre catetos e hipotenusa, mas - pasme, leitor - entre o sentimento da melancolia e o funcionamento do fígado. Um bom leitor de almanaque explica como uma bela expressão de Manuel Bandeira - "o fogo de constelações extintas há milênios" - é também uma constatação da astrofísica.

3. Algum risco sempre havia: não foi boa idéia tentar fazer algumas experiências químicas com produtos caseiros.

E alguns professores sempre implicavam quando eu os contestava ou argüía, com base no almanaque. Pegadinhas do tipo "quais são os números que têm relações de parentesco?" ou questões como "por que uma mosca não se esborracha no vidro dentro de um carro em alta velocidade?" não eram bem-vindas, porque despertavam a classe sonolenta. Meu professor de Ciências fechou a cara quando lhe perguntei se era hábito de Arquimedes tomar banho na banheira brincando com bichinhos que bóiam, e minha professora de História fingiu que não me ouviu quando lhe perguntei de quem era mesmo a frase "E no entanto, move-se!", que eu achei

familiar quando a li pintada no pára-choque de um fordinho com chapa 1932 (relíquia de um paulista orgulhoso?).

4. Almanaque não se emprestava a ninguém: ao contrário de um bumerangue, nunca voltaria para o dono.

Lembro-me de um exemplar que falava com tanta expressão da guerra fria e de espionagem que me proporcionou um prazer equivalente ao das boas páginas de ficção. Um outro ensinava a fazer balão e pipa, a manejar um pião, e se nunca os fiz subir ou rodar era porque meu controle motor já não dava inveja a ninguém. Em compensação, conhecia todas as propriedades de uma carnaubeira, o curso e o regime do rio São Francisco, fazia prodígios com ímãs e saberia perfeitamente reconhecer uma voçoroca, se viesse a cair dentro de uma.

5. Pouco depois dos almanaques vim a conhecer as SELEÇÕES - READER'S DIGEST - uma espécie de

almanaque de luxo, de circulação regular e internacional. Tirando Hollywood, as SELEÇÕES talvez tenham sido o principal meio de difusão do AMERICAN WAY OF LIFE, a concretização editorial do SLOGAN famoso: TIME IS MONEY. Não tinha o charme dos almanaques: levava-se muito a sério, o humor era bem-comportado, as matérias tinham um tom meio autoritário e moralista, pelo qual já se entrevia uma América (como os EUA gostam de se chamar) com ares de dona do mundo. Não tinha a galhofa, o descompromisso macunaímico dos nossos almanaques em papel ordinário. Eu não trocaria três exemplares do almanaque de um certo biotônico pela coleção completa das SELEÇÕES.

Pense em algo publicável, e lá estava.

pag.5

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

6. Adolescente, aprendi a me especializar nas disciplinas curriculares, a separar as chamadas áreas do conhecimento. Deixei de lado os almanaques e entrei no funil apertado das tendências vocacionais. Com o tempo, descobri este emprego de cronista que me abre, de novo, todas as portas do mundo: posso falar da minha rua ou de Bagdad, da reunião do meu condomínio ou da assembléia da ONU, do meu canteirinho de temperos ou da safra nacional de grãos. Agora sou autor do meu próprio almanaque. Se fico sem assunto, entro na Internet, esse almanaque multidisciplinaríssimo de última geração. O "buscador" da HOME PAGE é uma espécie de oráculo de Delfos de efeito quase instantâneo. E o inglês, enfim, se globalizou pra valer: meus filhos já aprenderam, na prática, o sentido de outro SLOGAN prestigiado, NO PAIN, NO GAIN (ou GAME, no caso deles). Se eu fosse um nostálgico, diria que, apesar de todo esse avanço, os velhos almanaques me deixaram saudades. Mas não sou, como podeis ver. (Argemiro Fonseca)

10. Quando se percebe hoje, por telescópio, a extinção de uma estrela, ocorrida há 10 milênios, a ordem de grandeza da distância percorrida pela luz, desde aquele evento até chegar a nós é, em km:

Dado: Velocidade da luz no vácuo = 3.10© m/s

a) 10£¡

b) 10¢¨

c) 10¢£

d) 10©

e) 10¦

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (G1) Um barco tenta atravessar um rio navegando perpendicularmente em relação às suas margens na direção AB, saindo da posição A como mostra a figura. Como temos correnteza no rio, ele atinge a outra margem na posição C distante de A 50 metros, após navegar durante 25 segundos. Sabe-se que a largura do rio é de 30 metros. Com base nos dados, responda:

11.

do rio é de 30 metros. Com base nos dados, responda: 11. Qual a velocidade média

Qual a velocidade média da correnteza em km/h?

a) 1,6

b) 3,2

c) 5,75

d) 9,25

e) 11,5

pag.6

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufsm 2006) A história da maioria dos municípios gaúchos coincide com a chegada dos primeiros portugueses, alemães, italianos e de outros povos. No entanto, através dos vestígios materiais encontrados nas pesquisas arqueológicas, sabemos que outros povos, anteriores aos citados, protagonizaram a nossa história. Diante da relevância do contexto e da vontade de valorizar o nosso povo nativo, "o índio", foi selecionada a área temática CULTURA e as questões foram construídas com base na obra "Os Primeiros Habitantes do Rio Grande do Sul" (Custódio, L. A. B., organizador. Santa Cruz do Sul: EDUNISC; IPHAN, 2004).

"Os habitantes dos campos cobertos por gramíneas construíam abrigos, utilizavam rochas e cavernas, trabalhavam a pedra e caçavam através de flechas."

12. No instante em que um índio dispara uma flecha contra a sua presa, que se encontra a 14m de distância, ela

corre, tentando fugir. Se a flecha e a presa se deslocam na mesma direção e no mesmo sentido, com velocidades

de módulos 24m/s e 10 m/s, respectivamente, o intervalo de tempo levado pela flecha para atingir a caça, em segundos, é

a) 0,5.

b) 1.

c) 1,5.

d) 2.

e) 2,5.

13. (G1) Chamamos de um ano-luz a distância percorrida por um raio de luz em um ano. A estrela mais próxima

da Terra é Alfa-Centauro que encontra-se a aproximadamente 4,5 anos-luz de nós. Admitindo-se que esta estrela

possui planetas com vida inteligente, qual o tempo que se terá que esperar para poder receber uma resposta de um sinal de rádio enviado da Terra e que viaja a mesma velocidade da luz?

a) menos que 2,25 anos;

b) 2,25 anos;

c) 4,5 anos;

d) 9,0 anos;

e) mais que 9,0 anos

14. (Fuvest 94) Dois carros, A e B, movem-se no mesmo sentido, em uma estrada reta, com velocidades

constantes VÛ = 100 km/h e V½ = 80 km/h, respectivamente.

a) Qual é, em módulo, a velocidade do carro B em relação a um observador no carro A?

b) Em um dado instante, o carro B está 600 m à frente do carro A. Quanto tempo, em horas, decorre até que A

alcance B?

pag.7

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

15. (Unicamp 94) Uma criança solta uma pedrinha de massa m = 50 g, com velocidade inicial nula, do alto de um

prédio de 100 m de altura. Devido ao atrito com o ar, o gráfico da posição da pedrinha em função do tempo não é

mais a parábola y = 100 - 5t£, mas sim o gráfico representado adiante.

y = 100 - 5t£, mas sim o gráfico representado adiante. a) Com que velocidade a

a) Com que velocidade a pedrinha bate no chão (altura = 0)?

b) Qual é o trabalho realizado pela força de atrito entre t = 0 e t = 11 segundos?

16. (Unesp 94) Um velocista consegue fazer os 100 metros finais de uma corrida em 10 segundos. Se, durante

esse tempo, ele deu passadas constantes de 2,0 metros, qual foi a frequência de suas passadas em hertz?

17. (Unicamp 95) De um helicóptero parado bem em cima de um campo de futebol, fotografou-se o movimento

rasteiro de uma bola com uma câmera que expõe a foto 25 vezes a cada segundo. A figura 1 mostra 5 exposições

consecutivas desta câmera.

a) Copie a tabela (figura 2) e complete as colunas utilizando as informações contidas na figura. Para efeito de

cálculo considere o diâmetro da bola como sendo de 0,5 cm e a distância entre os centros de duas bolas

consecutivas igual a 2,5 cm.

b) Faça um gráfico, com unidades e descrição dos eixos, da distância da bola (em relação à bola da 1• exposição)

versus tempo. Seja o mais preciso possível.

c) Qual a velocidade da bola em m/s?

à bola da 1• exposição) versus tempo. Seja o mais preciso possível. c) Qual a velocidade

pag.8

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

18. (Unitau 95) Uma motocicleta com velocidade constante de 20 m/s ultrapassa um trem de comprimento 100 m

e velocidade 15 m/s. A duração da ultrapassagem é:

a) 5 s.

b) 15 s.

c) 20 s.

d) 25 s.

e) 30 s.

19. (Unitau 95) Uma motocicleta com velocidade constante de 20 m/s ultrapassa um trem de comprimento 100 m

e velocidade 15 m/s. O deslocamento da motocicleta durante a ultrapassagem é:

a) 400 m.

b) 300 m.

c) 200 m.

d) 150 m.

e) 100 m.

20. (Unitau 95) Um automóvel percorre uma estrada com função horária s = - 40 + 80t, onde s é dado em km e t

em horas. O automóvel passa pelo km zero após:

a) 1,0 h.

b) 1,5 h.

c) 0,5 h.

d) 2,0 h.

e) 2,5 h.

21. (Fuvest 92) Tem-se uma fonte sonora no vértice A de uma pista triangular eqüilátera e horizontal, de 340 m de

lado. A fonte emite um sinal que após ser refletido sucessivamente em B e C retorna ao ponto A. No mesmo instante em que a fonte é acionada um corredor parte do ponto X, situado entre C e A, em direção a A, com

velocidade constante de 10 m/s. Se o corredor e o sinal refletido atingem A no mesmo instante, a distância AX é

de:

a) 10 m

b) 20 m

c) 30 m

d) 340 m

e) 1020 m

e o sinal refletido atingem A no mesmo instante, a distância AX é de: a) 10

pag.9

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

22. (Unesp 91) Num caminhão-tanque em movimento, uma torneira mal fechada goteja à razão de 2 gotas por

segundo. Determine a velocidade do caminhão, sabendo que a distância entre marcas sucessivas deixadas pelas

gotas no asfalto é de 2,5 metros.

23. (Fatec 95) A tabela fornece, em vários instantes, a posição s de um automóvel em relação ao km zero da

estrada em que se movimenta.

A função horária que nos fornece a posição do automóvel, com as unidades fornecidas, é:

a posição do automóvel, com as unidades fornecidas, é: a) s = 200 + 30t b)

a) s = 200 + 30t

b) s = 200 - 30t

c) s = 200 + 15t

d) s = 200 - 15t

e) s = 200 - 15t£

24. (Ufmg 94) Uma pessoa parte de um ponto P, vai até um ponto Q e volta ao ponto P, deslocando-se em linha

reta com movimento aproximadamente uniforme.

O gráfico posição x em função do tempo t que melhor representa esse movimento é

função do tempo t que melhor representa esse movimento é 25. (Unesp 90) A velocidade típica

25. (Unesp 90) A velocidade típica de propagação de um pulso elétrico através de uma célula nervosa é 25 m/s.

Estime o intervalo de tempo necessário para você sentir uma alfinetada na ponta do seu dedo indicador. (Dê o

resultado com dois algarismos significativos).

pag.10

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

26. (Unesp 89) O movimento de uma partícula efetua-se ao longo do eixo x. Num gráfico (x,t) desse movimento

podemos localizar os pontos: P³(25;0), P•(20;1), P‚(15;2), Pƒ(10;3) e P„(5;4), com x em metros e t em segundos.

Pƒ(10;3) e P„(5;4), com x em metros e t em segundos. a) Explique o significado físico

a) Explique o significado físico dos coeficientes linear e angular do gráfico obtido acima.

b) Qual é o tipo de movimento?

c) Deduza a equação horária do movimento com os coeficientes numéricos corretos.

27. (Ufpe 96) Um terremoto normalmente dá origem a dois tipos de ondas, s e p, que se propagam pelo solo com

velocidades distintas. No gráfico a seguir está representada a variação no tempo da distância percorrida por cada uma das ondas a partir do epicentro do terremoto. Com quantos minutos de diferença essas ondas atingirão uma

cidade situada a 1500 km de distância do ponto 0?

diferença essas ondas atingirão uma cidade situada a 1500 km de distância do ponto 0? a)

a) 5

b) 4

c) 3

d) 2

e) 1

pag.11

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

28. (Ufmg 95) Marcelo Negrão, numa partida de vôlei, deu uma cortada na qual a bola partiu com uma velocidade

de 126 km/h (35 m/s). Sua mão golpeou a bola a 3,0 m de altura, sobre a rede, e ela tocou o chão do adversário a

4,0 m da base da rede, como mostra a figura. Nessa situação pode-se considerar, com boa aproximação, que o movimento da bola é retilíneo e uniforme. Considerando essa aproximação, pode-se afirmar que o tempo decorrido entre o golpe do jogador e o toque da bola no chão é de

entre o golpe do jogador e o toque da bola no chão é de a) 1/7

a) 1/7 s

b) 2/63 s

c) 3/35 s

d) 4/35 s

e) 5/126 s

29. (Ufpe 96) Em um determinado instante t³ de uma competição de corrida, a distância relativa ao longo da

circunferência da pista, entre dois atletas A e B, é 13 metros. Os atletas correm com velocidades diferentes, porém constantes e no mesmo sentido (anti-horário), em uma pista circular. Os dois passam lado a lado pelo ponto C, diametralmente oposto à posição de B no instante t³, exatamente 20 segundos depois. Qual a diferença de velocidade entre eles, medida em cm/s?

de B no instante t³, exatamente 20 segundos depois. Qual a diferença de velocidade entre eles,

pag.12

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

30. (Unaerp 96) Um trem percorre uma via no sentido norte-sul, seu comprimento é 100 m e sua velocidade de 72

km/h. Um outro trem percorre uma via paralela no sentido sul-norte com velocidade de 72 km/h. Considere o instante t = 0 aquele que os trens estão com as frentes na mesma posição. O tempo que o segundo trem leva para

ultrapassar totalmente o primeiro é de 6 s. O comprimento do segundo trem é:

a) 42 m.

b) 58 m.

c) 240 m.

d) 140 m.

e) 100 m.

31. (Mackenzie 96) Na última volta de um grande prêmio automobilístico, os dois primeiros pilotos que finalizaram

a

prova descreveram o trecho da reta de chegada com a mesma velocidade constante de 288 km/h. Sabendo que

o

primeiro colocado recebeu a bandeirada final cerca de 2,0 s antes do segundo colocado, a distância que os

separava neste trecho derradeiro era de:

a) 80 m.

b) 144 m.

c) 160 m.

d) 288 m.

e) 576 m.

32. (Udesc 96) Durante um teste de treinamento da Marinha, um projétil é disparado de um canhão com

velocidade constante de 275,0 m/s em direção ao centro de um navio. O navio move-se com velocidade constante de 12,0 m/s em direção perpendicular à trajetória do projétil. Se o impacto do projétil no navio ocorre a 21,6 m do seu centro, a distância (em metros) entre o canhão e o navio é:

a) 516,6

b) 673,4

c) 495,0

d) 322,2

e) 245,0

33. (Cesgranrio 93) Supondo a Terra uma esfera perfeita de raio aproximadamente igual a 6,0 × 10§m, a ordem de

grandeza do número de voltas que uma espaçonave daria, se fosse possível viajar à velocidade da luz (3,0 × 10©

m/s), em 1,0 s, em vôo rasante à superfície (supor ™¸ 3,0), seria de:

a) 10-¢

b) 10¡

c) 10¢

d) 10£

e) 10¤

pag.13

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

34. (Pucsp 97) Duas bolas de dimensões desprezíveis se aproximam uma da outra, executando movimentos

retilíneos e uniformes (veja a figura). Sabendo-se que as bolas possuem velocidades de 2 m/s e 3 m/s e que, no

instante t = 0, a distância entre elas é de 15 m, podemos afirmar que o instante da colisão é

é de 15 m, podemos afirmar que o instante da colisão é a) 1 s b)

a) 1 s

b) 2 s

c) 3 s

d) 4 s

e) 5 s

35. (G1) Ao realizarem uma exploração subterrânea, dois exploradores A e B perdem-se um do outro, mas podem

ouvir suas respectivas vozes. Realizam o seguinte experimento a fim de determinar a distância entre eles: o observador A pronuncia o nome do observador B marcando em seu cronômetro o momento em que o disse. Ao ouvir seu nome, o observador B emite uma resposta. O observador A anota o instante em que recebe a resposta

de B. Entre a emissão e recepção sonoras de A passaram-se 50 s. Considerando a velocidade do som no ar igual

a 340 m/s, a distância entre os exploradores é:

a) 6,8 km

b) 8,5 km

c) 13,6 km

d) 17,0 km

e) não é possível a partir desta experiência estimar a distância entre os exploradores

36. (G1) Um atleta que se preparou para participar das Olimpíadas de Atlanta corre a prova dos 100 metros rasos

em apenas 9,6 segundos. Calcule sua velocidade média.

37. (G1) Um móvel animado de movimento uniforme percorre 30m com velocidade de 36 km/h. Em quanto tempo

o móvel faz tal percurso?

a) 1,2 s

b) 1080 s

c) 3,0 s

d) 0,30 s

e) 300 s

pag.14

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

38. (G1) Um patrulheiro viajando em um carro dotado de radar a uma velocidade de 60 km/h em relação a um

referencial fixo no solo, é ultrapassado por outro automóvel que viaja no mesmo sentido que ele. A velocidade

indicada pelo radar após a ultrapassagem é de 30 km/h. A velocidade do automóvel em relação ao solo é, em km/h, igual a:

a) 30

b) 45

c) 60

d) 75

e) 90

39. (G1) Um automóvel mantém velocidade escalar constante de 72,0 km/h. Em uma hora e dez minutos ele

percorre, em km, uma distância de:

a) 79,2

b) 80,0

c) 82,4

d) 84,0

e) 90,0

40. (G1) A velocidade média de um automóvel que durante os primeiros 150 km de viagem deslocou-se a 50 km/h

e nos 700 km seguintes a 100 km/h, é:

a) 55 km/h

b) 60 km/h

c) 65 km/h

d) 85 km/h

e) 70 km/h

41. (G1) A distância percorrida pelo som em 1 s é 340 m. Determine qual a velocidade do som em km/h.

a) 1224

b) 0,34

c) 3,6

d) 1200

e) 94,5

42. (G1) Um carro percorre a distância entre São Paulo e São José dos Campos (90 km) com velocidade média

de 60 km/h; a distância entre São José dos Campos e Cruzeiro (100 km) com velocidade média de 100 km/h e entre Cruzeiro e Rio de Janeiro (210 km) com velocidade média de 60 km/h. Qual o tempo que levou o carro de São Paulo ao Rio de Janeiro?

a) 5,5 h.

b) 6,5 h.

c) 6,0 h.

d) 3,5 h.

e) 1,5 h.

pag.15

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

43. (G1) Ao realizarem uma exploração subterrânea, dois exploradores A e B perdem-se um do outro, mas podem

ouvir suas respectivas vozes. Realizam o seguinte experimento a fim de determinar a distância entre eles: o

observador A anota o instante em que recebe a resposta de B. Entre a emissão e recepção sonoras de A

passaram-se 50 segundos. Considerando a velocidade do som no ar igual a 340 m/s, a distância entre os exploradores é:

a) 6,8 km

b) 8,5 km

c) 13,6 km

d) 17,0 km

e) não é possível a partir desta experiência estimar a distância entre os exploradores.

44. (G1) Um professor de física utiliza um cronômetro para medir em quanto tempo uma moeda cai de uma altura

de um metro e vinte centímetros no interior de um elevador. Com o elevador parado o tempo medido foi meio segundo cravado. Se a medida for realizada com o elevador subindo em movimento uniforme o tempo será maior, menor ou o mesmo?

45. (G1) Como se deve mover um corpo de maneira que sua velocidade vetorial permaneça CONSTANTE?

46. (G1) Leia o texto a seguir:

A QUEDA DAS NUVENS

Se não fosse pela resistência do ar todas as coisas cairiam exatamente da mesma maneira. Com a resistência do ar a situação fica diferente: cada objeto cai com uma certa velocidade, dependendo de sua forma - esfera, cubo, etc; da substância - água, ferro, etc; de que são feitos e do seu tamanho. Como um exemplo, considere gotas de água de tamanhos diferentes. A experiência mostra que as gotas menores caem mais devagar que as maiores. No caso das gotículas que formam as nuvens, elas são tão pequenas que caem apenas 40 metros por hora. Aliás, as gotículas caem dessa forma se o ar estiver parado, sem vento. Dependendo de como sopra o vento, as gotinhas podem até subir.

Responda a pergunta a seguir:

Se uma nuvem estivesse à 1 quilômetro de altura e não houvesse vento, quantas horas se passariam até que a nuvem chegasse ao chão?

pag.16

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

47. (Mackenzie 96) Um móvel se desloca sobre uma reta conforme o diagrama a seguir. O instante em que a

posição do móvel é de + 20 m é:

O instante em que a posição do móvel é de + 20 m é: a) 6

a) 6 s

b) 8 s

c) 10 s

d) 12 s

e) 14 s

48. (G1) Um veículo percorre uma determinada distância com velocidade v, em um dado tempo t. Se a velocidade

for aumentada em 50%, qual será, em porcentagem, a redução de tempo, para a mesma distância?

49. (G1) Em uma estrada o limite de velocidade é de 100 km/h. Poderá ser multado um carro que esteja viajando

a 30 m/s?

50. (G1) Qual a velocidade média de um atleta que faz 50 m em 4,0 s?

51. (G1) Um corpo obedece a equação S = 20 - 5 . t, em unidades do sistema internacional. Este movimento é

progressivo ou retrógrado?

52. (G1) A equação horária S = 3 + 4 . t, em unidades do sistema internacional, traduz, em um dado referencial, o

movimento de uma partícula. No instante t = 3 s, qual a velocidade da partícula?

53. (G1) A equação horária S = 3 + 4 . t, em unidades do sistema internacional, traduz, em um dado referencial, o

movimento de uma partícula. No instante t = 3 s, qual a posição da partícula?

54. (G1) Um trem de 200 m de comprimento viaja a 10 m/s. Qual o intervalo de tempo necessário para que este

trem ultrapasse um poste que está ao lado da linha férrea?

55. (G1) Um trem de 200 m de comprimento viaja a 20 m/s. Qual o intervalo de tempo necessário para que este

trem ultrapasse um túnel de 300 m de comprimento?

56. (G1) Um corpo é abandonado da altura de 45 m. Determine o intervalo de tempo necessário entre o momento

em que o corpo é abandonado e o instante em que ele chega ao solo.

pag.17

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

57. (G1) Em um dado percurso a velocidade média de um veículo é de 40 km/h. Qual a velocidade deste veículo

quando este estava no meio do percurso?

58. (G1) Um veículo obedece a equação S = 20 - 4.t, em unidades do sistema internacional. Qual a posição do

corpo, no instante t = 3,0s?

59. (G1) Se um veículo obedece a equação horária S = 3 + 4 . t, em unidades do sistema internacional, qual o tipo

de movimento que ele apresenta, uniforme ou variado?

60. (G1) Considere um corpo viajando a 40 km/h. Nesta velocidade, suposta constante, qual a distância

percorrida pelo móvel em 15 minutos?

61. (G1) Admitindo que um circuito tenha 5 km de extensão, e que uma corrida disputada neste tenha 78 voltas e

que a média de velocidade das voltas é de 195 km/h, em quanto tempo o piloto termina a corrida?

62. (G1) Dois carros partem de um mesmo lugar e viajam numa mesma direção e no mesmo sentido. Um deles

faz o percurso com uma velocidade média de 70 km/h e o outro, com 80 km/h. No fim de 2,5h, qual a distância entre eles?

63. (G1) Supondo que dois carros tenham a mesma velocidade média (85 km/h) e viajem na mesma direção,

porém sentidos opostos. Considere que os móveis partiram do mesmo ponto. No fim de 3h, qual é a distância

entre eles?

64. (G1) Um circuito tem x km de extensão. Uma corrida disputada neste circuito tem 78 voltas, e a velocidade

média das voltas é de 195 km/h, em 2 horas de corrida. Qual o valor de x?

65. (Cesgranrio 90) Um trem sai da estação de uma cidade, em percurso retilíneo, com velocidade constante de

50 km/h. Quanto tempo depois de sua partida deverá sair, da mesma estação, um segundo trem com velocidade constante de 75 km/h para alcançá-lo a 120 km da cidade?

a) 24 min;

b) 48 min;

c) 96 min;

d) 144 min;

e) 288 min.

66. (Fei 96) No vácuo, qual é a distância aproximada percorrida pela luz, em 1 minuto?

a) 3 . 10¦ km

b) 18 . 10¦ km

c) 3 . 10¦ m

d) 1,8 . 10¢¡ m

e) 6 . 10§ km

pag.18

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

67. (Fei 96) No sistema a seguir, o recipiente está inicialmente vazio. A torneira é aberta e, após algum tempo, o

cronômetro é acionado. Sabendo-se que, a vazão da água é constante, qual dos gráficos a seguir representa a

altura da água em função do tempo?

a seguir representa a altura da água em função do tempo? 68. (Fei 96) Uma automóvel

68. (Fei 96) Uma automóvel realiza uma curva de raio 20 m com velocidade constante de 72 km/h. Qual é a sua

aceleração durante a curva?

a) 0 m/s£

b) 5 m/s£

c) 10 m/s£

d) 20 m/s£

e) 3,6 m/s£

69. (Uece 97) Na disputa de uma corrida, dois ciclistas, X e Y, partem juntos, mantendo constante o sentido do

movimento. O ciclista X percorre 12 km nos primeiros 10 minutos, 20 km nos 15 minutos seguintes e 4 m nos 5 minutos finais. O ciclista Y mantém durante todo o percurso uma velocidade uniforme. Ao final da corrida, eles chegam juntos, isto é, empatam. A velocidade constante do ciclista Y, em km/h, é:

a) 18

b) 24

c) 36

d) 72

70. (Fei 97) Em uma bicicleta com roda de 1 m de diâmetro, um ciclista necessita dar uma pedalada para que a

roda gire duas voltas. Quantas pedaladas por minuto deve dar o ciclista para manter a bicicleta com uma

velocidade constante de 6™ km/h?

a) 300

b) 200

c) 150

d) 100

e) 50

pag.19

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

71. (Fei 97) Dois móveis A e B, ambos com movimento uniforme percorrem uma trajetória retilínea conforme

mostra a figura. Em t = 0, estes se encontram, respectivamente, nos pontos A e B na trajetória. As velocidades

dos móveis são vÛ = 50 m/s e v½ = 30 m/s no mesmo sentido.

móveis são vÛ = 50 m/s e v½ = 30 m/s no mesmo sentido. Em qual

Em qual ponto da trajetória ocorrerá o encontro dos móveis?

a) 200 m

b) 225 m

c) 250 m

d) 300 m

e) 350 m

72. (Fei 97) Dois móveis A e B, ambos com movimento uniforme percorrem uma trajetória retilínea conforme

mostra a figura. Em t = 0, estes se encontram, respectivamente, nos pontos A e B na trajetória. As velocidades dos móveis são vÛ = 50 m/s e v½ = 30 m/s no mesmo sentido.

móveis são vÛ = 50 m/s e v½ = 30 m/s no mesmo sentido. Em que

Em que instante a distância entre os dois móveis será 50 m?

a) 2,0 s

b) 2,5 s

c) 3,0 s

d) 3,5 s

e) 4,0 s

pag.20

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

73. (Mackenzie 97) Uma partícula descreve um movimento retilíneo uniforme, segundo um referencial inercial. A

equação horária da posição, com dados no S . I., é x = - 2 + 5 t. Neste caso podemos afirmar que a velocidade

escalar da partícula é:

a) - 2 m/s e o movimento é retrógrado.

b) - 2 m/s e o movimento é progressivo.

c) 5 m/s e o movimento é progressivo

d) 5 m/s e o movimento é retrógrado.

e) - 2,5 m/s e o movimento é retrógrado.

74. (Mackenzie 97) Um automóvel percorre, com velocidade constante, 18 km de uma estrada retilínea, em 1/3 de

hora. A velocidade desse móvel é:

a) 5 m/s

b) 10 m/s

c) 15 m/s

d) 20 m/s

e) 25 m/s

75. (Fgv 97) Uma nave espacial transmite dados da superfície de Marte a uma freqüência de 6 × 10¦ seg-¢.

Quanto demorará para que as ondas de rádio alcancem uma estação terrestre localizada a 9 × 10¨ km de

distância?

a) 10 segundos

b) 60 segundos

c) 2,5 minutos

d) 5 minutos

e) 10 minutos

76. (Ufrs 97) A Lua dista da Terra 3,8 x 10© m. Admitindo-se que a luz se propaga com uma velocidade constante

de 300.000 km/s, quanto tempo, aproximadamente, leva a luz para percorrer a distância Terra-Lua?

a) 0,78 s

b) 1,27 s

c) 12,7 s

d) 127 s

e) 1270 s

pag.21

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

77. (Unesp 98) Uma bola desloca-se em trajetória retilínea, com velocidade constante, sobre um plano horizontal

transparente. Com o sol a pino, a sombra da bola é projetada verticalmente sobre um plano inclinado, como

mostra a figura a seguir.

sobre um plano inclinado, como mostra a figura a seguir. Nessas condições, a sombra desloca-se sobre

Nessas condições, a sombra desloca-se sobre o plano inclinado em

a) movimento retilíneo uniforme, com velocidade de módulo igual ao da velocidade da bola.

b) movimento retilíneo uniforme, com velocidade de módulo menor que o da velocidade da bola.

c) movimento retilíneo uniforme, com velocidade de módulo maior que o da velocidade da bola.

d) movimento retilíneo uniformemente variado, com velocidade de módulo crescente.

e) movimento retilíneo uniformemente variado, com velocidade de módulo decrescente.

78. (Pucsp 98) Para determinar a profundidade de um poço de petróleo, um cientista emitiu com uma fonte, na

abertura do poço, ondas sonoras de freqüência 220 Hz. Sabendo-se que o comprimento de onda, durante o percurso, é de 1,5 m e que o cientista recebe como resposta um eco após 8 s, a profundidade do poço é

a) 2640 m

b) 1440 m

c) 2880 m

d) 1320 m

e) 330 m

pag.22

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

79. (Puccamp 96) Um caminhão C de 25 m de comprimento e um automóvel A de 5,0 m de comprimento estão em

movimento em uma estrada. As posições dos móveis, marcadas pelo pára-choque dianteiro dos veículos, estão indicadas no gráfico para um trecho do movimento. Em determinado intervalo de tempo o automóvel ultrapassa o

caminhão.

intervalo de tempo o automóvel ultrapassa o caminhão. Durante a ultrapassagem completa do caminhão, o automóvel

Durante a ultrapassagem completa do caminhão, o automóvel percorre uma distância, em metros, igual a

a) 5

b) 15

c) 18

d) 20

e) 60

80. (Ufrs 98) A tabela registra dados do deslocamento x em função do tempo t, referentes ao movimento retilíneo

uniforme de um móvel. Qual é a velocidade desse móvel?

uniforme de um móvel. Qual é a velocidade desse móvel? a) 1/9 m/s b) 1/3 m/s

a) 1/9 m/s

b) 1/3 m/s

c) 3 m/s

d) 9 m/s

e) 27 m/s

pag.23

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

81. (Uerj 97) A velocidade normal com que uma fita de vídeo passa pela cabeça de um gravador é de,

aproximadamente, 33 mm/s. Assim, o comprimento de uma fita de 120 minutos de duração corresponde a cerca de:

a) 40 m

b) 80 m

c) 120 m

d) 240 m

82. (Uerj 98) Uma estrada recém-asfaltada entre duas cidades é percorrida de carro, durante uma hora e meia,

sem parada.

A extensão do percurso entre as cidades é de, aproximadamente:

a) 10¤ m

b) 10¥ m

c) 10¦ m

d) 10§ m

83. (Uerj 98) A distância média entre o Sol e a Terra é de cerca de 150 milhões de quilômetros.

Assim, a velocidade média de translação da Terra em relação ao Sol é, aproximadamente, de:

a) 3 km/s

b) 30 km/s

c) 300 km/s

d) 3000 km/s

84. (Fatec 99) Considere a escada de abrir. Os pés P e Q se movem com velocidade constante, v.

abrir. Os pés P e Q se movem com velocidade constante, v. O intervalo de tempo

O

intervalo de tempo decorrido, desde o início da abertura, para que o triângulo POQ se torne eqüilátero será:

a)

L/v

b)

L/2 v

c)

2 L/Ë3.v

d)

L/4 v

e)

2 L/v

pag.24

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

85. (Pucsp 99) Alberto saiu de casa para o trabalho exatamente às 7h, desenvolvendo, com seu carro, uma

velocidade constante de 54km/h. Pedro, seu filho, percebe imediatamente que o pai esqueceu sua pasta com documentos e, após 1min de hesitação, sai para encontrá-lo, movendo-se também com velocidade constante. Excelente aluno em Física, calcula que como saiu 1min após o pai, demorará exatamente 3min para alcançá-lo.

Para que isso seja possível, qual a velocidade escalar do carro de Pedro?

a) 60 km/h

b) 66 km/h

c) 72 km/h

d) 80 km/h

e) 90 km/h

86. (Pucmg 99) Num passeio promovido pelo Jeep Clube de Minas Gerais, o navegador recebe uma planilha

onde se diz que um trecho de 10km deve ser percorrido à velocidade média de 30km/h. Se o veículo iniciar o trajeto às 11h00min, ele deverá chegar ao final do referido trecho às:

a) 11h30 min

b) 11h10 min

c) 12h40 min

d) 11h20 min

e) 14h00 min

87. (Ufv 99) O tempo necessário para um motorista, em um carro a 40m/s, ultrapassar um trem de carga (no

mesmo sentido do carro), de 0,18km de comprimento, a 10m/s, será, em segundos:

a) 5,4

b) 6,0 × 10-¤

c) 3,6

d) 3,6 × 10-¤

e) 6,0

88. (Mackenzie 99) Um dos movimentos mais estudados no curso de Física do ensino médio é o M.R.U.

(movimento retilíneo uniforme). No nosso dia-a-dia não é tão comum nos depararmos com movimentos deste

tipo, porém não é de todo impossível. Nesse movimento a partícula descreve uma trajetória retilínea e:

a) sua velocidade aumenta uniformemente durante o tempo.

b) sua velocidade diminui uniformemente durante o tempo.

c) sua velocidade aumenta ou diminui uniformemente durante o tempo.

d) sua aceleração é constante, mas não nula.

e) sua aceleração é nula.

pag.25

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

89. (Uerj 2000) Um juiz, que está no posição J da figura abaixo, apita uma falta num instante t

Um goleiro, na posição G, leva um intervalo de tempo Ðt‚=t• - t³ para ouvir o som do apito, propagado ao longo do

segmento JG.

ouvir o som do apito, propagado ao longo do segmento JG. Decorrido um intervalo de tempo

Decorrido um intervalo de tempo Ðt =t‚ -t•, o goleiro ouve o eco dessa onda sonora, através de sua reflexão num ponto P da parede. Considerando que a velocidade do som no ar é 340 m/s e que a distância entre o goleiro e o juiz é de 60 m, determine o valor, em minutos, de:

a) Ðt•;

b) Ðt‚.

90. (Ufsc 2001) Um trem A, de 150 metros de comprimento, deslocando-se do sul para o norte, começa a

atravessar uma ponte férrea de pista dupla, no mesmo instante em que um outro trem B, de 500 metros de comprimento, que se desloca do norte para o sul, inicia a travessia da ponte. O maquinista do trem A observa que o mesmo se desloca com velocidade constante de 36km/h, enquanto o maquinista do trem B verifica que o seu trem está a uma velocidade constante de 72km/h, ambas as velocidades medidas em relação ao solo. Um observador, situado em uma das extremidades da ponte, observa que os trens completam a travessia da ponte ao mesmo tempo.

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

01. Como o trem B tem o dobro da velocidade do trem A, ele leva a metade do tempo para atravessar a ponte

independentemente do comprimento dela.

02.

A velocidade do trem A, em relação ao trem B, é de 108km/h.

04.

Não podemos calcular o comprimento da ponte, pois não foi fornecido o tempo gasto pelos trens para

atravessá-la.

08.

O comprimento da ponte é 200 metros.

16.

Os trens atravessam a ponte em 35 segundos.

32.

A velocidade do trem B, em relação ao trem A, é de 108km/h.

64.

O comprimento da ponte é 125 metros e os trens a atravessam em 15 segundos.

pag.26

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

91. (Fuvest 2001) O sistema GPS (Global Positioning System) permite localizar um receptor especial, em

qualquer lugar da Terra, por meio de sinais emitidos por satélites. Numa situação particular, dois satélites, A e B,

estão alinhados sobre uma reta que tangencia a superfície da Terra no ponto O e encontram-se à mesma distância de O. O protótipo de um novo avião, com um receptor R, encontra-se em algum lugar dessa reta e seu piloto deseja localizar sua própria posição.

reta e seu piloto deseja localizar sua própria posição. Os intervalos de tempo entre a emissão

Os intervalos de tempo entre a emissão dos sinais pelos satélites A e B e sua recepção por R são, respectivamente, ÐtÛ=68,5×10-¤s e Ðt½=64,8×10-¤s. Desprezando possíveis efeitos atmosféricos e considerando a velocidade de propagação dos sinais como igual à velocidade c da luz no vácuo, determine:

a) A distância D, em km, entre cada satélite e o ponto O.

b) A distância X, em km, entre o receptor R, no avião, e o ponto O.

c) A posição do avião, identificada pela letra R, localizando-a no esquema anterior.

92. (Ufscar 2002) Três amigos, Antônio, Bernardo e Carlos, saíram de suas casas para se encontrarem numa

lanchonete. Antônio realizou metade do percurso com velocidade média de 4 km/h e a outra metade com velocidade média de 6 km/h. Bernardo percorreu o trajeto com velocidade média de 4 km/h durante metade do

tempo que levou para chegar à lanchonete e a outra metade do tempo fez com velocidade média de 6 km/h. Carlos fez todo o percurso com velocidade média de 5 km/h. Sabendo que os três saíram no mesmo instante de suas casas e percorreram exatamente as mesmas distâncias, pode-se concluir que

a) Bernardo chegou primeiro, Carlos em segundo e Antônio em terceiro.

b) Carlos chegou primeiro, Antônio em segundo e Bernardo em terceiro.

c) Antônio chegou primeiro, Bernardo em segundo e Carlos em terceiro.

d) Bernardo e Carlos chegaram juntos e Antônio chegou em terceiro.

e) os três chegaram juntos à lanchonete.

pag.27

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

93. (Ufrrj 2001) Considere uma aeronave viajando a 900km/h em movimento retilíneo e uniforme na rota

Rio-Salvador. Num dado trecho, o tempo médio gasto é de aproximadamente 75 minutos. Entre as alternativas

abaixo, a que melhor representa a distância percorrida pela aeronave no determinado trecho é

a) 1025 km.

b) 675 km.

c) 1875 km.

d) 975 km.

e) 1125 km.

94. (Pucpr 2001) Dois motociclistas, A e B, percorrem uma pista retilínea com velocidades constantes Va=15 m/s

e Vb=10 m/s. No início da contagem dos tempos suas posições são Xa=20m e Xb=300m.

O tempo decorrido em que o motociclista A ultrapassa e fica a 100m do motociclista B é:

a) 56 s

b) 86 s

c) 76 s

d) 36 s

e) 66 s

motociclista B é: a) 56 s b) 86 s c) 76 s d) 36 s e)

95. (Ufpe 2000) Um projetor de filmes gira com uma velocidade de 20 quadros por segundo. Cada quadro mede

1,0cm de comprimento. Despreze a separação entre os quadros. Qual o tempo de projeção, em minutos, de um

filme cuja fita tem um comprimento total de 18m?

a) 1,5

b) 3,0

c) 4,5

d) 6,0

e) 7,5

96. (Ufpe 2000) Decorrem 5,0s entre o instante em que um observador vê um relâmpago e o instante em que

ouve o trovão. Aproximadamente, a quantos metros do observador caiu o raio?

a) 5,0 × 10£

b) 9,0 × 10£

c) 1,3 × 10¤

d) 1,7 × 10¤

e) 2,1 × 10¤

pag.28

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

97. (Ufes 2000) O sonar de um barco de pesca localiza um cardume diretamente abaixo de embarcação. O tempo

decorrido desde a emissão do sinal até a chegada do eco ao sonar é de 0,5s e a freqüência do sinal recebido é

maior que a freqüência do sinal emitido. Se a velocidade de propagação do som na água do mar é de 1.600m/s, a profundidade do cardume e seu deslocamento relativo ao sonar, respectivamente, são

a) 200 m, parado.

b) 400 m, aproximando-se.

c) 400 m, afastando-se.

d) 800 m, parado.

e) 800 m, aproximando-se.

98. (Ufrn 99) A Lei de Hubble fornece uma relação entre a velocidade com que certa galáxia se afasta da Terra e

a distância dela à Terra. Em primeira aproximação, essa relação é linear e está mostrada na figura a seguir, que

apresenta dados de seis galáxias: a nossa , Via Láctea, na origem, e outras ali nomeadas. (No gráfico, um ano-luz é a distância percorrida pela luz, no vácuo, em um ano.)

é a distância percorrida pela luz, no vácuo, em um ano.) Da análise do gráfico, conclui-se

Da análise do gráfico, conclui-se que:

a) Quanto mais distante a galáxia estiver na Terra, maior a velocidade com que ela se afasta da Terra.

b) Quanto mais próxima a galáxia estiver da Terra, maior a velocidade com que ela se afasta da Terra.

c) Quanto mais distante a galáxia estiver da Terra, menor a velocidade com que ela se afasta da Terra.

d) Não existe relação de proporcionalidade entre as distâncias das galáxias à Terra e as velocidades com que

elas se afastam da Terra.

99. (Pucpr 99) Um automóvel parte de Curitiba com destino a Cascavel com velocidade de 60km/h. 20 minutos

depois parte outro automóvel de Curitiba com o mesmo destino à velocidade 80km/h. Depois de quanto tempo o 2Ž automóvel alcançará o 1Ž?

a) 90 min

b) 56 min

c) 60 min

d) 70 min

e) 80 min

pag.29

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

100. (Fei 99) Em 1946 a distância entre a Terra e a Lua foi determinada pelo radar. Se o intervalo de tempo entre

a emissão do sinal de radar e a recepção do eco foi de 2,56s, qual a distância entre a Terra e a Lua? (velocidade

do sinal de radar é 3x10©m/s).

a) 7,68 . 10©m

b) 1,17 . 10©m

c) 2,56 . 10©m

d) 3,84 . 10©m

e) 7,68 . 10©km

101. (Fei 99) Um carro faz uma viagem de 200km a uma velocidade média de 40km/h. Um segundo carro,

partindo 1 hora mais tarde, chega ao ponto de destino no mesmo instante que o primeiro. Qual é a velocidade

média do segundo carro?

a) 45 km/h

b) 50 km/h

c) 55 km/h

d) 60 km/h

e) 80 km/h

102. (Ufrj 2002) Em um trecho em declive, de 20 km de extensão, de uma estrada federal, a velocidade máxima

permitida para veículos pesados é de 70 km/h e para veículos leves é de 80 km/h. Suponha que um caminhão pesado e um automóvel iniciem o trecho em declive simultaneamente e que mantenham velocidades iguais às máximas estabelecidas.

Calcule a distância entre os dois veículos no instante em que o automóvel completa o trecho em declive.

103. (Ufrs 2001) Um automóvel, A, faz o percurso de ida e de volta sobre o mesmo trecho, de 20 km, de uma

rodovia. Na ida sua velocidade média é de 60 km/h e na volta sua velocidade média é de 40 km/h, sendo tÛ o intervalo de tempo para completar a viagem. Outro automóvel, B, faz o mesmo percurso, mas vai e volta com a mesma velocidade média, de 50 km/h, completando a viagem em um intervalo de tempo t½. Qual é a razão tÛ / t½ entre os citados intervalos de tempo?

a) 5/4

b) 25/24

c) 1

d) 25/28

e) 5/6

104. (Ufrs 2002) Um automóvel que trafega em uma auto-estrada reta e horizontal, com velocidade constante,

está sendo observado de um helicóptero. Relativamente ao solo, o helicóptero voa com velocidade constante de

100 km/h, na mesma direção e no mesmo sentido do movimento do automóvel. Para o observador situado no

helicóptero, o automóvel avança a 20 km/h. Qual é, então, a velocidade do automóvel relativamente ao solo?

a) 120 km/h.

b) 100 km/h.

c) 80 km/h.

d) 60 km/h.

e) 20 km/h.

pag.30

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

105. (Puccamp 2002) Grandezas físicas importantes na descrição dos movimentos são o "espaço" (ou posição) e

o "tempo". Numa estrada, as posições são definidas pelos marcos quilométricos. Às 9h50min, um carro passa

pelo marco 50 km e, às 10h05min, passa pelo marco quilométrico 72. A velocidade média do carro nesse percurso vale, em km/h,

a) 44

b) 64

c) 72

d) 80

e) 88

106. (Ufmg 2003) Um pequeno bote, que navega a uma velocidade de 2,0 m/s em relação à margem de um rio, é

alcançado por um navio, de 50 m de comprimento, que se move paralelamente a ele, no mesmo sentido, como mostrado nesta figura:

a ele, no mesmo sentido, como mostrado nesta figura: Esse navio demora 20 segundos para ultrapassar

Esse navio demora 20 segundos para ultrapassar o bote. Ambos movem-se com velocidades constantes. Nessas condições, a velocidade do navio em relação à margem do rio é de, aproximadamente,

a) 0,50 m/s.

b) 2,0 m/s.

c) 2,5 m/s.

d) 4,5 m/s.

107. (Unicamp 2003) A velocidade linear de leitura de um CD é 1,2 m/s.

a) Um CD de música toca durante 70 minutos, qual é o comprimento da trilha gravada?

b) Um CD também pode ser usado para gravar dados. Nesse caso, as marcações que representam um caracter

(letra, número ou espaço em branco) têm 8 ˜m de comprimento. Se essa prova de Física fosse gravada em CD,

quanto tempo seria necessário para ler o item a) desta questão? 1 ˜m = 10­§ m.

108. (Ufrj 2003) Um maratonista percorre a distância de 42 km em duas horas e quinze minutos. Determine a

velocidade escalar média, em km/h, do atleta ao longo do percurso.

pag.31

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

109. (Ufpe 2003) Astrônomos de um observatório anglo-australiano anunciaram, recentemente, a descoberta do

centésimo planeta extra-solar. A estrela-mãe do planeta está situada a 293 anos-luz da Terra. Qual é a ordem de

grandeza dessa distância? Dado: velocidade da luz = 3,0x10¦ km/s.

a) 10ª km

b) 10¢¢ km

c) 10¢¤ km

d) 10¢¦ km

e) 10¢¨ km

110. (Ufpe 2003) A imprensa pernambucana, em reportagem sobre os riscos que correm os adeptos da "direção

perigosa", observou que uma pessoa leva cerca de 4,0 s para completar uma ligação de um telefone celular ou

colocar um CD no aparelho de som de seu carro. Qual a distância percorrida por um carro que se desloca a 72 km/h, durante este intervalo de tempo no qual o motorista não deu a devida atenção ao trânsito?

a) 40 m

b) 60 m

c) 80 m

d) 85 m

e) 97 m

111. (Ufpe 2003) No jogo do Brasil contra a China, na copa de 2002, Roberto Carlos fez um gol que foi fotografado

por uma câmara que tira 60 imagens/segundo. No instante do chute, a bola estava localizada a 14 metros da linha do gol, e a câmara registrou 24 imagens, desde o instante do chute até a bola atingir o gol. Calcule a velocidade

média da bola.

a) 10 m/s

b) 13 m/s

c) 18 m/s

d) 29 m/s

e) 35 m/s

pag.32

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

112. (Mackenzie 2003)

Uniforme 1 – Prof. Flávio 112. (Mackenzie 2003) A figura mostra, em determinado instante, dois carros

A figura mostra, em determinado instante, dois carros A e B em movimento retilíneo uniforme. O carro A, com velocidade escalar 20 m/s, colide com o B no cruzamento C. Desprezando as dimensões dos automóveis, a velocidade escalar de B é:

a) 12 m/s

b) 10 m/s

c) 8 m/s

d) 6 m/s

e) 4 m/s

113. (Ufsm 2003) A água que sai de uma mangueira de 5 cm£ de área de secção transversal enche um recipiente

de 1 litro em 20 segundos. A velocidade da água, ao sair da mangueira, é, em cm/s,

a) 0,01

b) 0,1

c) 1,0

d) 10

e) 100

114. (Unesp 2003) Um elétron entra em um tubo de raios catódicos de um aparelho de TV com velocidade inicial

de 5 × 10¦ m/s. Acelerado uniformemente, ele chega a atingir uma velocidade de 5 × 10§ m/s depois de percorrer uma distância de 2,2 cm. O tempo gasto para percorrer essa distância é de

a) 8 × 10-ª s.

b) 11 ×

c) 22 × 10-ª s.

d) 55 × 10-ª s.

e) 8 × 10-© s.

10-ª s.

115. (Uem 2004) Um meteorologista encontrava-se em campo aberto e observava a formação de uma

tempestade. Ele sabia que, conforme as nuvens mais baixas (de menores altitudes) fossem ficando mais eletrizadas, as intensidades dos campos elétricos estabelecidos entre elas e a superfície da Terra tornar-se-iam maiores. Sabia também que, quando tais campos elétricos valessem cerca de 3x10§ N/C (rigidez dielétrica do ar), o ar passaria a comportar-se como um condutor elétrico e enormes centelhas elétricas (relâmpagos) saltariam

entre as nuvens e a Terra. As descargas elétricas aqueceriam o ar, provocando expansões que se propagariam na forma de ondas sonoras, originando os trovões. Quando o meteorologista viu o primeiro relâmpago, a 1,8 km de distância, a temperatura ambiente era de 20°C e ventos de 72 km/h o açoitavam de frente. Considerando que,

pag.33

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

a 20°C, a velocidade do som no ar vale 340 m/s, calcule, em segundos, quanto tempo após ver o primeiro relâmpago o meteorologista ouviu o primeiro trovão.

116. (Fuvest 2004) João está parado em um posto de gasolina quando vê o carro de seu amigo, passando por um ponto P, na estrada, a 60 km/h. Pretendendo alcançá-lo, João parte com seu carro e passa pelo mesmo ponto P, depois de 4 minutos, já a 80 km/h. Considere que ambos dirigem com velocidades constantes. Medindo o tempo,

a partir de sua passagem pelo ponto P, João deverá alcançar seu amigo, aproximadamente, em

a) 4 minutos

b) 10 minutos

c) 12 minutos

d) 15 minutos

e) 20 minutos

117. (Ufsc 2004) Dois trens partem, em horários diferentes, de duas cidades situadas nas extremidades de uma ferrovia, deslocando-se em sentidos contrários. O trem Azul parte da cidade A com destino à cidade B, e o trem Prata da cidade B com destino à cidade A. O gráfico representa as posições dos dois trens em função do horário, tendo como origem a cidade A (d = 0).

função do horário, tendo como origem a cidade A (d = 0). Considerando a situação descrita

Considerando a situação descrita e as informa-ções do gráfico, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S):

(01) O tempo de percurso do trem Prata é de 18 horas. (02) Os dois trens gastam o mesmo tempo no percurso: 12 horas. (04) A velocidade média dos trens é de 60 km/h. (08) O trem Azul partiu às 4 horas da cidade A. (16) A distância entre as duas cidades é de 720 km. (32) Os dois trens se encontram às 11 horas.

pag.34

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

118. (Pucmg 2004) Numa avenida longa, os sinais de tráfego são sincronizados de tal forma que os carros, trafegando a uma determinada velocidade, encontram sempre os sinais abertos (onda verde). Considerando-se que a distância entre sinais sucessivos é de 175m e que o intervalo de tempo entre a abertura de um sinal e a abertura do sinal seguinte é de 9,0s, a velocidade média com que os veículos devem trafegar nessa avenida para encontrar os sinais sempre abertos é:

a) 60Km/h

b) 50Km/h

c) 70Km/h

d) 40Km/h

119. (Unicamp 2004) Os carros em uma cidade grande desenvolvem uma velocidade média de 18 km/h, em horários de pico, enquanto a velocidade média do metrô é de 36 km/h. O mapa adiante representa os quarteirões de uma cidade e a linha subterrânea do metrô.

quarteirões de uma cidade e a linha subterrânea do metrô. a) Qual a menor distância que

a) Qual a menor distância que um carro pode percorrer entre as duas estações?

b) Qual o tempo gasto pelo metrô (Tm) para ir de uma estação à outra, de acordo com o mapa?

c) Qual a razão entre os tempos gastos pelo carro (Tc) e pelo metrô para ir de uma estação à outra, Tc/Tm?

Considere o menor trajeto para o carro.

pag.35

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

120. (Uerj 2004) A velocidade com que os nervos do braço transmitem impulsos elétricos pode ser medida, empregando-se eletrodos adequados, através da estimulação de diferentes pontos do braço e do registro das respostas a estes estímulos.

O

esquema I, adiante, ilustra uma forma de medir a velocidade de um impulso elétrico em um nervo motor, na qual

o

intervalo de tempo entre as respostas aos estímulos 1 e 2, aplicados simultaneamente, é igual a 4 ms.

O

esquema II, ilustra uma forma de medir a velocidade de um impulso elétrico em um nervo sensorial.

a velocidade de um impulso elétrico em um nervo sensorial. (Adaptado de CAMERON, J. R. et

(Adaptado de CAMERON, J. R. et alii. Physics of the Body. Madison: Medical Physics Publishing, 1999.)

Determine a velocidade de propagação do impulso elétrico:

a) no nervo motor, em km/h;

b) no nervo sensorial, em m/s, entre os eletrodos 2 e 3.

pag.36

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

121. (Ufrj 2004) Dois trens, um de carga e outro de passageiros, movem-se nos mesmos trilhos retilíneos, em sentidos opostos, um aproximando-se do outro, ambos com movimentos uniformes. O trem de carga, de 50 m de comprimento, tem uma velocidade de módulo igual a 10 m/s e o de passageiros, uma velocidade de módulo igual

a v. O trem de carga deve entrar num desvio para que o de passageiros possa prosseguir viagem nos mesmos

trilhos, como ilustra a figura. No instante focalizado, as distâncias das dianteiras dos trens ao desvio valem 200 m

e 400 m, respectivamente.

dos trens ao desvio valem 200 m e 400 m, respectivamente. Calcule o valor máximo de

Calcule o valor máximo de v para que não haja colisão.

pag.37

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

122. (Uerj 2005) Em nosso planeta, ocorrem diariamente eventos sísmicos, provocados por diversos fatores. Observe o esquema mostrado na figura a seguir, em que um desses eventos, representado pelo raio sísmico e produzido pela fonte sísmica, atravessa três regiões geológicas distintas - o oceano, o platô e o continente - e chega à estação sismológica, onde é registrado por equipamentos adequados.

sismológica, onde é registrado por equipamentos adequados. Considere dÛ, d½ e dÝ as distâncias percorridas pelo

Considere dÛ, d½ e dÝ as distâncias percorridas pelo evento sísmico, respectivamente, no oceano, no platô e no continente, e vÛ, v½ e vÝ as velocidades médias correspondentes a cada um desses trechos. Assim, a razão entre a distância total percorrida pelo evento sísmico e a velocidade média ao longo de toda sua trajetória equivale a:

a) dÛ / vÛ + d½ / v½ + dÝ / vÝ

b) dÛ£ + d½£ + dÝ£ / dÛ + d½ + dÝ

c) dÛ d½

d) dÛ + d½ + dÝ / vÛv½vÝ

dÝ / vÛ v½ vÝ

123. (Uff 2005) Inaugurada em 1974, a Ponte Presidente Costa e Silva, mais conhecida como Ponte Rio-Niterói, foi projetada para receber pouco mais de 50 mil veículos por dia. Hoje, recebe cerca de 120 mil, de modo que na hora de maior movimento, sempre ocorre grande congestionamento.

Considere que um estudante do Rio, vindo para a UFF, percorra os primeiros 7 km da ponte com uma velocidade constante de 70 km/h e gaste 20 minutos para atravessar os 6 km restantes. Supondo que na volta ele gaste 10 minutos para atravessar toda a ponte, é correto afirmar que a velocidade média na vinda e a velocidade média na volta são, em km/h, respectivamente, iguais a:

a) 30 e 78

b) 44 e 78

c) 30 e 130

d) 44 e 130

e) 88 e 78

pag.38

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

124. (Ufpe 2005) Um submarino em combate lança um torpedo na direção de um navio ancorado. No instante do

lançamento o submarino se movia com velocidade v = 14 m/s. O torpedo é lançado com velocidade v(ts), em relação ao submarino. O intervalo de tempo do lançamento até a colisão do torpedo com o navio foi de 2,0 min.

Supondo que o torpedo se moveu com velocidade constante, calcule v(ts) em m/s.

se moveu com velocidade constante, calcule v(ts) em m/s. 125. (Ufrj 2005) Nas Olimpíadas de 2004,

125. (Ufrj 2005) Nas Olimpíadas de 2004, em Atenas, o maratonista brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima liderava

a prova quando foi interceptado por um fanático. A gravação cronometrada do episódio indica que ele perdeu 20

segundos desde o instante em que foi interceptado até o instante em que retomou o curso normal da prova.

Suponha que, no momento do incidente, Vanderlei corresse a 5,0 m/s e que, sem ser interrompido, mantivesse constante sua velocidade.

Calcule a distância que nosso atleta teria percorrido durante o tempo perdido.

pag.39

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

126. (Unifesp 2005)

Movimento Uniforme 1 – Prof. Flávio 126. (Unifesp 2005) A foto, tirada da Terra, mostra uma

A foto, tirada da Terra, mostra uma seqüência de 12 instantâneos do trânsito de Vênus em frente ao Sol, ocorrido no dia 8 de junho de 2004. O intervalo entre esses instantâneos foi, aproximadamente, de 34 min.

a) Qual a distância percorrida por Vênus, em sua órbita, durante todo o transcorrer desse fenômeno?

Dados: velocidade orbital média de Vênus: 35 km/s; distância de Vênus à Terra durante o fenômeno: 4,2 × 10¢¡ m; distância média do Sol à Terra: 1,5 × 10¢¢ m.

b) Sabe-se que o diâmetro do Sol é cerca de 110 vezes maior do que o diâmetro de Vênus. No entanto, em fotos

como essa, que mostram a silhueta de Vênus diante do Sol, o diâmetro do Sol parece ser aproximadamente 30 vezes maior. Justifique, baseado em princípios e conceitos da óptica geométrica, o porquê dessa discrepância.

127. (Uel 2005) Um cão persegue uma lebre de forma que enquanto ele dá 3 saltos ela dá 7 saltos. Dois saltos do

cão equivalem a cinco saltos da lebre. A perseguição inicia-se em um instante em que a lebre está a 25 saltos à frente do cão. Considerando-se que ambos deslocam-se em linha reta, é correto afirmar que o cão alcança a lebre após ele ter:

a) Percorrido 30m e a lebre 70m.

b) Percorrido 60m e a lebre 140m.

c) Dado 70 saltos.

d) Percorrido 50m.

e) Dado 150 saltos.

pag.40

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

128. (Uel 2005) Sentado em um banco, de frente para a praia, um estudante observa um pequeno barco de pesca

que se move lentamente no mar. Entre o seu banco e a praia, existe uma fileira de palmeiras que, aparentemente,

foram plantadas na mesma época e, portanto, possuem aproximadamente o mesmo diâmetro. O estudante

percebe que, quando a vista do barco é encoberta pelo tronco de uma palmeira, seu comprimento aparente corresponde exatamente ao diâmetro da árvore. Ele resolve então medir, para cada árvore, o tempo transcorrido entre o instante em que o barco começa a ser encoberto até o instante em que ele fica completamente encoberto,

e verifica que para todas as palmeiras ele é praticamente o mesmo, 4 s. A seguir, olhando ao seu redor, o

estudante verifica que, ancorados num porto próximo à praia, estão outros barcos iguais ao que ele observa no mar e resolve medir seu comprimento, obtendo 10 m. Finalmente, medindo a distância entre o ponto de observação e as palmeiras, bem como o diâmetro das árvores, ele obtém, respectivamente, 16 m e 25 cm. A partir destes dados, ele pôde calcular a distância entre o barco e a sua posição de observação, bem como a velocidade

com que o barco se deslocava no mar. Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, os resultados encontrados pelo estudante.

a) 450 m e 2,1 m/s.

b) 640 m e 2,5 m/s.

c) 640 m e 8,0 m/s.

d) 1100 m e 2,5 m/s.

e) 1100 m e 7,0 m/s.

129. (Puc-rio 2005) Um cilindro completamente coberto de tinta fresca tem um raio R = 4,0 cm e um comprimento

C = 20 cm. Ele rola sem deslizar sobre uma superfície plana horizontal com uma velocidade de 50 cm/s. Calcule

a área pintada pelo cilindro em um intervalo de tempo de 1,0 s.

a) 2,00 m£

b) 0,10 m£

c) 0,20 m£

d) 1,00 m£

e) 0,50 m£

130. (Pucpr 2005) Numa noite, da janela de um apartamento situado no 9Ž andar de um edifício, Mário observa o

clarão de um relâmpago e após alguns segundos ouve o ruído do trovão correspondente a essa descarga.

A explicação mais aceitável para o fato é:

a) a emissão do sinal sonoro é mais demorada que a emissão do sinal luminoso.

b) o sentido da audição de Mário é mais precário que o da visão.

c) o sinal sonoro propaga-se no espaço com menor velocidade que o sinal luminoso.

d) o sinal sonoro, por ser onda mecânica, é bloqueado pelas moléculas de ar.

e) a trajetória seguida pelo sinal sonoro é mais longa que a do sinal luminoso.

pag.41

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

131. (Pucsp 2005) Em dezembro de 2004 um terremoto no fundo do oceano, próximo à costa oeste da ilha de

Sumatra, foi a perturbação necessária para a geração de uma onda gigante, uma "tsunami". A onda arrasou várias ilhas e localidades costeiras na Índia, no Sri Lanka, na Indonésia, na Malásia, na Tailândia, dentre outras.

Uma "tsunami" de comprimento de onda 150 quilômetros pode se deslocar com velocidade de 750 km/h. Quando a profundidade das águas é grande, a amplitude da onda não atinge mais do que 1 metro, de maneira que um barco nessa região praticamente não percebe a passagem da onda. Quanto tempo demora para um comprimento de onda dessa "tsunami" passar pelo barco?

a) 0,5 min

b) 2 min

c) 12 min

d) 30 min

e) 60 min

132. (Ufrj 2006) Um atleta dá 150 passos por minuto, cada passo com um metro de extensão.

Calcule quanto tempo ele gasta, nessa marcha, para percorrer 6,0 km.

133. (Fuvest 2006) Um automóvel e um ônibus trafegam em uma estrada plana, mantendo velocidades

constantes em torno de 100km/h e 75km/h, respectivamente. Os dois veículos passam lado a lado em um posto de pedágio. Quarenta minutos (2/3 de hora) depois, nessa mesma estrada, o motorista do ônibus vê o automóvel

ultrapassá-lo. Ele supõe, então, que o automóvel deve ter realizado, nesse período, uma parada com duração aproximada de

a) 4 minutos

b) 7 minutos

c) 10 minutos

d) 15 minutos

e) 25 minutos

134. (Ufrj 2006) Um estudante a caminho da UFRJ trafega 8,0 km na Linha Vermelha a 80 km/h (10 km/h a menos

que o limite permitido nessa via). Se ele fosse insensato e trafegasse a 100 km/h, calcule quantos minutos economizaria nesse mesmo percurso.

135. (Fatec 2006) O motorista de um automóvel deseja percorrer 40km com velocidade média de 80km/h. Nos

primeiros 15 minutos, ele manteve a velocidade média de 40km/h. Para cumprir seu objetivo, ele deve fazer o restante do percurso com velocidade média, em km/h, de:

a) 160.

b) 150.

c) 120.

d) 100.

e) 90.

pag.42

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

136. (Unesp 2006) Duas carretas, A e B, cada uma com 25 m de comprimento, transitam em uma rodovia, no mesmo sentido e com velocidades constantes. Estando a carreta A atrás de B, porém movendo-se com velocidade maior que a de B, A inicia uma ultrapassagem sobre B. O gráfico mostra o deslocamento de ambas as carretas em função do tempo.

o deslocamento de ambas as carretas em função do tempo. Considere que a ultrapassagem começa em

Considere que a ultrapassagem começa em t = 0, quando a frente da carreta A esteja alinhada com a traseira de

B, e termina quando a traseira da carreta A esteja alinhada com a frente de B. O instante em que A completa a ultrapassagem sobre B é

a) 2,0 s.

b) 4,0 s.

c) 6,0 s.

d) 8,0 s.

e) 10,0 s.

pag.43

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

137. (Unesp 2006) Uma bexiga, confeccionada com látex altamente flexível, é utilizada para vedar o bocal de um

recipiente contendo nitrogênio líquido. Este conjunto é colocado sobre o prato de uma balança de precisão, conforme ilustrado na figura. A indicação da balança é registrada durante o período de tempo em que a bexiga se

expande como conseqüência da evaporação controlada do nitrogênio líquido.

da evaporação controlada do nitrogênio líquido. O pesquisador responsável pela experiência concluiu que a

O pesquisador responsável pela experiência concluiu que a indicação L da balança (com escala em gramas), em função do tempo, em segundos, poderia ser representada pela função L = 318 - 3t/7. Considerando que no instante t = 0 a bexiga está completamente murcha, pode-se dizer que a massa de ar deslocada em um intervalo de tempo de 28 s foi de

a) 10 g.

b) 12 g.

c) 16 g.

d) 20 g.

e) 24 g.

138. (Unifesp 2006) Para testar o seu equipamento de som, um artista dá um toque no microfone ligado a uma

caixa de som localizada a 330 m de distância, em um local em que a velocidade do som é 330 m/s. Pode-se afirmar que o intervalo de tempo entre o toque do artista no microfone e o instante em que o artista ouve o barulho do toque reproduzido pela caixa é, aproximadamente, de

a) 1,0 s, independentemente de o microfone ter ou não fio.

b) 1,5 s, independentemente de o microfone ter ou não fio.

c) 2,0 s, independentemente de o microfone ter ou não fio.

d) 2,0 s com microfone sem fio e 1,0 s com microfone com fio.

e) 2,0 s com microfone sem fio e um valor entre 1,0 s e 2,0 s com microfone com fio.

139. (Ufpe 2006) Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h. O retorno,

pela mesma estrada, é realizado a uma velocidade média de 80 km/h. Quanto, em percentual, o tempo gasto na

ida é superior ao tempo gasto no retorno?

pag.44

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

140. (Pucmg 2006) Durante uma tempestade, uma pessoa viu um relâmpago e, após 3 segundos, escutou o

barulho do trovão. Sendo a velocidade do som igual a 340,0 m/s, a que distância a pessoa estava do local onde

caiu o relâmpago?

a) 113,0 m

b) 1130 m

c) 1020 m

d) 102 m

141. (G1 - cps 2004) Quando a água da chuva corre pelo rio Tiête, na cidade de São Paulo, ela inicia um percurso

de 700 km até desembocar no rio Paraná. Supondo que a velocidade da água, em média, é de 4 km/h, o tempo que deverá ser gasto no percurso para a

água chegar ao rio Paraná, aproximadamente, é:

a) 5 dias

b) 6 dias

c) 7 dias

d) 8 dias

e) 9 dias

142. (G1 - cps 2006) Ao final dos quatro dias de desfile, a empresa de limpeza recolheu toneladas de lixo

composto de confetes, serpentinas, latas de bebidas, garrafas plásticas e restos de fantasias abandonadas pelos componentes das escolas ao longo dos 750 m de pista da Passarela do Samba. Mais de 1000 garis, com auxílio de máquinas, vassouras e ferramentas manuais se encarregaram da limpeza. A figura apresenta um desses garis que limpa, em 25 min, em trajetória retilínea e com o auxílio de uma máquina de limpeza, toda a extensão da Passarela do Samba. Pode-se afirmar que a velocidade média do gari, em m/s, equivale a

Samba. Pode-se afirmar que a velocidade média do gari, em m/s, equivale a a) 0,5. b)

a) 0,5.

b) 1,0.

c) 2,0.

d) 2,5.

e) 3,0.

pag.45

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

143. (Ufrj 2007) Em uma recente partida de futebol entre Brasil e Argentina, o jogador Kaká marcou o terceiro gol

ao final de uma arrancada de 60 metros. Supondo que ele tenha gastado 8,0 segundos para percorrer essa distância, determine a velocidade escalar

média do jogador nessa arrancada.

144. (Ufsm 2005) Da lavoura a um restaurante de estrada, um caminhão percorre 84 km com velocidade média de

70 km/h. Após uma pausa de 48 minutos para o lanche do motorista, a viagem é retomada, sendo percorridos 120 km com velocidade média de 60 km/h, até a chegada ao porto.

A velocidade média de toda a viagem é, em km/h,

a) 75

b) 65

c) 60

d) 51

e) 48

145. (Fuvest 2007) Um passageiro, viajando de metrô, fez o registro de tempo entre duas estações e obteve os

valores indicados na tabela. Supondo que a velocidade média entre duas estações consecutivas seja sempre a mesma e que o trem pare o

mesmo tempo em qualquer estação da linha, de 15 km de extensão, é possível estimar que um trem, desde a partida da Estação Bosque até a chegada à Estação Terminal, leva aproximadamente

até a chegada à Estação Terminal, leva aproximadamente a) 20 min. b) 25 min. c) 30

a) 20 min.

b) 25 min.

c) 30 min.

d) 35 min.

e) 40 min.

pag.46

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

146. (Ufrj 2007) Numa competição, Fernanda nadou 6,0 km e, em seguida, correu outros 6,0 km. Na etapa de natação, conseguiu uma velocidade escalar média de 4,0 km/h; na corrida, sua velocidade escalar média foi de 12 km/h.

a) Calcule o tempo gasto por Fernanda para nadar os 6,0 km.

b) Calcule a velocidade escalar média de Fernanda no percurso total da prova.

147. (G1 - cftmg 2006) As figuras a seguir representam as posições sucessivas, em intervalos de tempo iguais, e fixos, dos objetos I, II, III e IV em movimento.

iguais, e fixos, dos objetos I, II, III e IV em movimento. O objeto que descreveu

O objeto que descreveu um movimento retilíneo uniforme foi

a) I

b) II

c) III

d) IV

pag.47

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

148. (G1 - cftmg 2006) Um carro move-se ao longo de um trecho retilíneo da avenida Amazonas, variando sua posição com o tempo, de acordo com a tabela a seguir.

sua posição com o tempo, de acordo com a tabela a seguir. Nessa situação, é correto

Nessa situação, é correto afirmar que o carro

a) está parando.

b) tem velocidade constante.

c) apresenta aceleração negativa.

d) possui movimento uniformemente retardado.

149. (Ufrs 2005) Um caminhão percorre três vezes o mesmo trajeto. Na primeira, sua velocidade média é de 15 m/s e o tempo de viagem é t•. Na segunda, sua velocidade média é de 20 m/s e o tempo de viagem é t‚. Se, na terceira, o tempo de viagem for igual a (t• + t‚)/2, qual será a velocidade média do caminhão nessa vez?

a) 20,00 m/s.

b) 17,50 m/s.

c) 17,14 m/s.

d) 15,00 m/s.

e) 8,57 m/s.

pag.48

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

150. (G1 - cftce 2005) A tabela a seguir nos mostra a evolução dos tempos na corrida dos 100m rasos ao longo da história das olimpíadas:

dos 100m rasos ao longo da história das olimpíadas: Fonte:

Fonte: http://esporte.uol.com.br/olimpiadas/modalidades/atletismo/evoluçao.jhtm

Observando a tabela, pode-se constatar que, ao recorde mundial, associa-se uma velocidade escalar média, em m/s, de:

a) 10,16

b) 10,12

c) 10,08

d) 10,04

e) 10,02

pag.49

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

151. (Fgv 2007) Em uma passagem de nível, a cancela é fechada automaticamente quando o trem está a 100 m

do início do cruzamento. O trem, de comprimento 200 m, move-se com velocidade constante de 36 km/h. Assim

que o último vagão passa pelo final do cruzamento, a cancela se abre liberando o tráfego de veículos.

a cancela se abre liberando o tráfego de veículos. Considerando que a rua tem largura de

Considerando que a rua tem largura de 20 m, o tempo que o trânsito fica contido desde o início do fechamento da cancela até o início de sua abertura, é, em s,

a) 32.

b) 36.

c) 44.

d) 54.

e) 60.

152. (G1 - cftce 2006) Um professor de Física do CEFET, ao aplicar uma prova a seus 40 alunos, passou uma

lista de freqüência. A distancia média entre cada dois alunos é de 1,2 m e a lista gastou cerca de 13 minutos para

que todos assinassem. A velocidade escalar média desta lista de freqüência, em cm/s, foi aproximadamente igual a:

a) Zero

b) 3,0

c) 6,0

d) 13,0

e) 92,0

153. (Puc-rio 2007) Um atleta de nível médio corre 10 km em 1h. Sabendo-se que sua velocidade média nos

primeiros 5 km foi de 15 km/h, determine, em minutos, o tempo que o atleta levou para percorrer os 5 km finais de

sua corrida.

a) 10

b) 20

c) 30

d) 40

e) 50

pag.50

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

154. (Uerj 2007) Não é possível observar a estrutura da matéria e as propriedades fundamentais de seus constituintes de maneira simples, como sugere a tirinha da figura 1. Para estudar essas características, são utilizados potentes equipamentos que aceleram partículas subatômicas e provocam sua colisão (veja a figura 2). Considere o experimento representado na figura 3.

figura 2). Considere o experimento representado na figura 3. Na etapa de testes do experimento, a

Na etapa de testes do experimento, a partícula x desloca-se, com velocidade constante V³=3,0 × 10¨ m/s, frontalmente ao encontro da partícula y, que está em repouso, de modo que ambas só interajam durante a colisão. Admita que, em um instante t³, a distância entre as partículas x e y seja de 0,3m. Determine após quanto tempo, a partir desse instante, ocorrerá a colisão entre elas.

pag.51

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

155. (Ita 2007) Considere que num tiro de revólver, a bala percorre trajetória retilínea com velocidade V constante,

desde o ponto inicial P até o alvo Q. Mostrados na figura, o aparelho M• registra simultaneamente o sinal sonoro

do disparo e o do impacto da bala no alvo, o mesmo ocorrendo com o aparelho M‚. Sendo Vs a velocidade do som no ar, então a razão entre as respectivas distâncias dos aparelhos M• e M‚ em relação ao alvo Q é

dos aparelhos M• e M‚ em relação ao alvo Q é a) Vs (V - Vs)

a) Vs (V - Vs) / (V£ - Vs£).

b) Vs (Vs - V) / (V£ - Vs£).

c) V (V - Vs) / (Vs£ - V£).

d) Vs (V + Vs) / (V£ - Vs£).

e) Vs (V - Vs) / (V£ + Vs£).

156. (Unesp 2007) Mapas topográficos da Terra são de grande importância para as mais diferentes atividades,

tais como navegação, desenvolvimento de pesquisas ou uso adequado do solo. Recentemente, a preocupação com o aquecimento global fez dos mapas topográficos das geleiras o foco de atenção de ambientalistas e pesquisadores. O levantamento topográfico pode ser feito com grande precisão utilizando os dados coletados por altímetros em satélites. O princípio é simples e consiste em registrar o tempo decorrido entre o instante em que um pulso de laser é emitido em direção à superfície da Terra e o instante em que ele retorna ao satélite, depois de refletido pela superfície na Terra. Considere que o tempo decorrido entre a emissão e a recepção do pulso de laser, quando emitido sobre uma região ao nível do mar, seja de 18 × 10-¥ s. Se a velocidade do laser for igual a 3 × 10© m/s, calcule a altura, em relação ao nível do mar, de uma montanha de gelo sobre a qual um pulso de laser incide e retorna ao satélite após 17,8 × 10-¥ segundos.

157. (Fatec 2007) Um carro se desloca entre duas cidades em duas etapas. Na primeira etapa desloca-se com

velocidade média de 80 km/h durante 3,5 h. Após permanecer parado por 2,0 horas, o carro percorre os 180 km

restantes com velocidade média de 40 km/h. A velocidade média do carro no percurso entre as duas cidades foi, em km/h,

a) 40

b) 46

c) 64

d) 70

e) 86

pag.52

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

158. (Ufms 2007) Um determinado veículo é conduzido em uma cidade com uma velocidade escalar constante e

igual a 54 km/h. O condutor desse veículo faz todos os dias um mesmo trajeto de 5 km; ao longo desse trajeto, há

2 semáforos em pontos diferentes. Cada semáforo, quando indica o sinal vermelho, permanece aceso durante um período de 1,0 minuto, em seguida troca direto para o verde. Se, durante o trajeto, der o azar de o condutor ter que parar o veículo nos dois semáforos, durante o tempo máximo dos dois sinais vermelhos, e desejar chegar ao destino ainda no mesmo tempo, como se todos os semáforos estivessem abertos, qual será o valor da velocidade média em que deverá conduzir o veículo ?

a) Igual a 65 km/h.

b) Igual a 72 km/h.

c) Igual a 70 km/h.

d) Maior que 80 km/h.

e) Menor que 65 km/h.

159. (Enem 2007) Explosões solares emitem radiações eletromagnéticas muito intensas e ejetam, para o espaço,

partículas carregadas de alta energia, o que provoca efeitos danosos na Terra. O gráfico a seguir mostra o tempo

transcorrido desde a primeira detecção de uma explosão solar até a chegada dos diferentes tipos de perturbação e seus respectivos efeitos na Terra.

tipos de perturbação e seus respectivos efeitos na Terra. Considerando-se o gráfico, é correto afirmar que

Considerando-se o gráfico, é correto afirmar que a perturbação por ondas de rádio geradas em uma explosão solar

a) dura mais que uma tempestade magnética.

b) chega à Terra dez dias antes do plasma solar.

c) chega à Terra depois da perturbação por raios X.

d) tem duração maior que a da perturbação por raios X.

e) tem duração semelhante à da chegada à Terra de partículas de alta energia.

pag.53

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

160. (Uece 2007) Dois trechos sucessivos de uma estrada retilínea são percorridos por um automóvel da seguinte

maneira: no 1¡. trecho ele percorre 150 km a 100 km/h e no 2¡. trecho, percorre 60 km a 60 km/h. No percurso total

a velocidade média do automóvel, em km/h, é igual a

a) 96

b) 90

c) 84

d) 80

161. (G1 - cps 2007) O Sol, responsável por todo e qualquer tipo de vida no nosso planeta, encontra-se, em

média, a 150 milhões de quilômetros de distância da Terra. Sendo a velocidade da luz 3 × 10¦ km/s pode-se concluir que, a essa distância, o tempo gasto pela irradiação da

luz solar, após ser emitida pelo Sol até chegar ao nosso planeta é, em minutos, aproximadamente,

a) 2.

b) 3.

c) 5.

d) 6.

e) 8.

162. (G1 - cftmg 2007) Um motorista planeja fazer uma viagem de 200 km em 3,0 horas. Se viajar a primeira

metade do trajeto com velocidade média de 60 km/h e fizer uma parada de 20 minutos, na segunda metade, deverá desenvolver uma velocidade média, em km/h, de

a) 60.

b) 80.

c) 100.

d) 120.

163. (Puc-rio 2008) Uma pessoa caminha uma distância de 20,0 m em um tempo de 10,0 s. Qual sua velocidade?

a) 1,6 km/h

b) 2,5 km/h

c) 5,5 km/h

d) 7,2 km/h

e) 9,2 km/h

164. (Fuvest 2008) Dirigindo-se a uma cidade próxima, por uma auto-estrada plana, um motorista estima seu

tempo de viagem, considerando que consiga manter uma velocidade média de 90 km/h. Ao ser surpreendido pela chuva, decide reduzir sua velocidade média para 60 km/h, permanecendo assim até a chuva parar, quinze minutos mais tarde, quando retoma sua velocidade média inicial. Essa redução temporária aumenta seu tempo de viagem, com relação à estimativa inicial, em

a) 5 minutos.

b) 7,5 minutos.

c) 10 minutos.

d) 15 minutos.

e) 30 minutos.

pag.54

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

165. (Mackenzie 2008) Na ilustração a seguir, A e B são pontos de uma mesma reta tangente à circunferência no ponto B, assim como C e D são pontos de uma outra reta tangente a mesma circunferência no ponto C. Os segmentos BC e AD são paralelos entre si e a medida do ângulo š e 1,30 rad.

são paralelos entre si e a medida do ângulo š e 1,30 rad. Dados: Raio da

Dados: Raio da circunferência = R med åæ = med èî = 2R sen 0,65 rad = 0,6 cos 0,65 rad = 0,8 sen 1,30 rad = 0,964 cos 1,30 rad = 0,267

Dois pequenos corpos passam, simultaneamente, pelo ponto Ae dirigem-se ambos para o ponto D. Sabe-se que

um deles descreve a trajetória ABCD, com velocidade escalar constante v•, e que o outro segue a trajetória AD, com velocidade escalar constante v‚. Se ambos chegam juntos ao ponto D, podemos afirmar que a relação entre essas velocidades é

a) (v•/v‚) = 1

b) (v•/v‚) = (53/44)

c) (v•/v‚) = (3/2)

d) (v•/v‚) = (5/3)

e) (v•/v‚) = (22/9)

pag.55

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

GABARITO

1.

21 s

2.

[B]

3.

[C]

4.

a) 1,3x10-¥s

b)

6,15 cm

5.

[D]

6.

[D]

7.

[E]

8.

[D]

9.

[A]

10. [B]

11. [C]

12. [B]

13. [E]

14. a) 20 km/h

b) 3,0.10-£ h

15. a) - 10 m/s.

b) - 47,5 J.

16. 5,0 Hz

17. Observe a tabela peenchida (item a) e o gráfico pedido no item b) na figura adiante:

pag.56

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

Movimento Uniforme 1 – Prof. Flávio c) Vm = ÐS/Ðt = 0,100/0,16 = 0,625 m/s 18.

c) Vm = ÐS/Ðt = 0,100/0,16 = 0,625 m/s

18. [C]

19. [A]

20. [C]

21. [C]

22. 5 m/s

23. [D]

24. [A]

25. v = d/t ë t = d/v = 1,00 m / 25 m/s

t ¸ 0,04 s

26. a) c. linear : posição inicial

c. angular : velocidade escalar.

b) M.U.

c) S = 25 - 5,0 t

27. [D]

28. [A]

29. 65 cm/s.

30. [D]

pag.57

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

31. [C]

32. [C]

33. [C]

34. [C]

35. [B]

36. 10,4 m/s = 37,4 km/h

37. [C]

38. [E]

39. [D]

40. [D]

41. [A]

42. [C]

43. [B]

44. O mesmo.

45. Em M.R.U.

46. 25 h

47. [C]

48. 33 %

49. Sim.

50. 12,5 m/s

51. Retrógrado

52. 4 m/s

53. 15 m

pag.58

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

54. 20 s

55. 25 s

56. 3 s

57. Apenas conhecendo-se a velocidade média do veículo não é possível responder a esta pergunta.

58. 8 m

59. Uniforme.

60. 10 km

61. 2 h.

62. 25 km.

63. 510 km.

64. 5.

65. [B]

66. [D]

67. [C]

68. [D]

69. [D]

70. [E]

71. [D]

72. [B]

73. [C]

74. [C]

75. [D]

76. [B]

77. [C]

pag.59

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

78. [D]

79. [E]

80. [C]

81. [D]

82. [C]

83. [B]

84. [B]

85. [C]

86. [D]

87. [E]

88. [E]

89. a) Ðt• ¸ 0,18s

b) Ðt‚ ¸ 0,16 × 10­¥s

90. 02 + 08 + 16 + 32 = 58

91. a) D = 19.995 km

b) X = 555 km

c) Observe o esquema a seguir:

¸ 0,16 × 10­¥s 90. 02 + 08 + 16 + 32 = 58 91. a)

pag.60

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

92. [D]

93. [E]

94. [C]

95. [A]

96. [D]

97. [B]

98. [A]

99. [E]

100. [D]

101. [B]

102. 2,5 km

103. [B]

104. [A]

105. [E]

106. [D]

107. a) ÐS = 5040m

b) Ðt = 5,6 . 10-¥s

108. v = (42.4)/9 = 18,7 km/h

109. [D]

110. [C]

111. [E]

112. [A]

113. [D]

114. [A]

pag.61

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

115. 05

116. [C]

117. 02+04+08+16+32=62

118. [C]

119. a) 700 m

b) 50 s

c) 2,8

120. a) 225 km/h

b) 50 m/s

121. 16 m/s

122. [A]

123. [A]

124. 21 m/s.

125. d = 100m.

126. a) ÐS = 7,9 × 10¦ km.

b) Isto ocorre em virtude das diferentes distâncias entre o Sol e a Terra e entre Vênus e a Terra. A proporção entre

os diâmetros aparentes é a razão entre os ângulos visuais, do ponto de vista da Terra. Assim chamando de alfa e beta estes ângulos, vide figura, temos:

os ângulos visuais, do ponto de vista da Terra. Assim chamando de alfa e beta estes

pag.62

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

Aproximando-se sen‘ e sen’ pela medida dos ângulos em radianos, temos:

‘/’ = R(S)/R(V) . d(V)/d(T) ‘/’ = 110 . (4,2 × 10¢¡)/1,5 × 10¢¢ ‘/’ ¸ 30,8

127. [E]

128. [B]

129. [B]

130. [C]

131. [C]

132. Se cada passo possui 1 m de extensão e o atleta realiza 150 passos por minuto, então a velocidade do atleta

é de 150 m/min. Dado que a distância percorrida é de 6,0 km = 6000 m, tem-se:

v = d/t ==> 150 = 6000/t ==> t = 6000/150 t = 40 min

133. [C]

Após uma parada de x horas o automóvel obedece a função horária S = 100.t e o ônibus obedece a função S = 75.x + 75.t. No encontro 100.t = 75.x + 75.t, de onde vem 25.t = 75.x ==> t = 3.x. Assim x = t/3, onde t é o instante de encontro, que é 2/3 hora. Finalmente, x = (2/3)/3 = 2/9 hora = (2/9).60min = 120/9 min ¸ 12min

134. Para o movimento uniforme pode-se empregar S = v.t, onde S é a distância percorrida; v a velocidade

constante do móvel e t é o tempo usado para percorrer a distância S, com a velocidade v. Na primeira situação 8

= 80.t ==> t = 1/10h = 6 min. De forma análaga para a segunda situação t' = 8/100 h = 4,8 min. O que implica numa economia de tempo de 6 - 4,8 = 1,2 minuto, ou 1 min 12 s.

135. [C]

136. [D]

137. [B]

138. [A]

139. 60%

140. [C]

141. [C]

142. [A]

143. v = 7, 5 m/s

pag.63

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

144. [C]

145. [D]

146. a) O tempo gasto foi Ðt• = Ðs•/<v>• = 6,0 km/(4,0 km/h). Portanto, Ðt• = 1,5 h.

b) Na segunda etapa, o tempo gasto foi Ðt‚ = Ðs‚/<v>‚ = 6,0 km/(12 km/h), ou seja, Ðt‚ = 0,5 h. A velocidade escalar média no percurso total da prova foi <v> = (Ðs• + Ðs‚)/(Ðt+ Ђ) = (6,0 km + 6,0 km)/(1,5 h + 0,5 h). Portanto, <v> = 6,0 km/h.

147. [C]

148. [B]

149. [C]

150. [A]

151. [A]

152. [C]

153. [D]

154. t = 10-© s = 10 ns

155. [A]

156. v = ÐS/Ðt

3.10© = ÐS/18.10-¥ 3.10©.18.10-¥ = ÐS ë ÐS = 54.10¥ m

v = ÐS/Ðt

3.10© = ÐS/17,8.10-¥ 3.10©.17,8.10-¥ = ÐS ë ÐS = 53,4.10¥ m

A diferença é de 54.10¥ - 53,4.10¥ = 0,6.10¥ m = 6.10¤ m = 6000 m

Como esta diferença compreende duas vezes a altura da montanha em relação ao nível do mar, esta é de 6000/2

= 3000 m

157. [B]

158. [D]

159. [D]

160. [C]

pag.64

Movimento Uniforme 1 Prof. Flávio

161. [E]

162. [C]

163. [D]

164. [A]

165. [B]

pag.65