Sunteți pe pagina 1din 1

O QUE É AMAR A DEUS?

Nunca iremos amar nada ou ninguém sinceramente, se não amarmos a


Deus acima de todas as coisas. Deus deve ser o motivo maior do amor aos
outros. Centralizar a pessoa de Deus em nossas vidas significa exatamente isso:
amá-Lo acima de todos os demais “amores” nesta vida.
O grande objetivo do cristianismo é este: descentralizar o eu (que deseja
reinar e aparecer) e centralizar o Senhor (que é o único digno de ocupar o trono
do nosso ser). Tudo o que nós amamos acima do Senhor se torna um ídolo, pois
nada tem maior valor, nada mais pode ocupar o primeiro lugar no coração, senão
somente o Deus Eterno que nos criou e nos salvou.
Não somos donos de nós mesmos. Pertencemos a Deus porque fomos
criados e também resgatados das trevas por seu amor gracioso que nos alcançou.
A Ele, portanto, devemos amar sobre todas as coisas. Dinheiro, pessoas,
prazeres, conquistas, nada disso pode definir nossa prioridade número um neste
mundo.
A nossa vida se torna seca e raquítica se não estiver encharcada deste
amor genuíno direcionado a Deus. A frieza e a racionalidade insensível dominam
nossa vida, se estivermos amando outras coisas no lugar de amar a Deus sobre
todas elas. Agindo assim permitimos que a beleza da vida perca o seu brilho.
Quando colocamos outros deuses no trono do coração, quando somos motivados
por coisas deste mundo e quando toda a nossa energia é utilizada para alimentar
o próprio “eu”, problemas à vista! É uma estrada sofrível, angustiante e
improdutiva.
Ao longo da vida, precisamos amar a Deus prioritariamente! Mas devemos
amá-Lo acima de nossa vontade e acima de nossos interesses. Senão, não será
amor... Podemos até inventar nomes pra isso, mas não será amor.
Então, por que insistimos nesse caminho tosco? Por que insistimos em
viver amando outras coisas, acima do Senhor, e não o Senhor acima de todas
elas?
A razão é porque não entendemos ainda o plano de vida traçado por Deus.
A Sua Palavra nos diz que nada pode estar acima deste relacionamento com Ele.
Quer traga dor, quer traga sofrimento e pesar, mesmo no meio de terríveis
tempestades, o nosso coração deve ser direcionado a amar a Deus. As nuvens
podem estar escuras, o céu pode estar sem estrelas, mas Deus não mudou, e seu
amor por nós nunca irá mudar.
Sem um relacionamento com Deus, sem amá-Lo como Ele é digno, tudo
será vazio, nada terá sentido. Precisamos nos prostrar em adoração e nos
derramar perante o Senhor, que é Rei, e dizer o quanto O amamos, o quanto
necessitamos d’Ele no centro do nosso viver. Precisamos analisar sinceramente o
quanto temos amado a este Deus tão cheio de graça e misericórdia, que nos
concede pleno perdão e vida eterna.
Ele é quem deve ser amado acima de todas as coisas, para que a
excelência da nossa vida esteja baseada em quem Deus é, e não nos nossos
méritos, não na nossa própria sabedoria, força ou honra.
Deus é digno de ser amado, acima de tudo e de todos.
Amém!