Sunteți pe pagina 1din 6
Sintaxe: Análise sintática é uma técnica empregada no estudo da estrutura sintática de uma língua. Ela1) Termos essenciais da oração simples composto Sujeito indeterminado oração sem sujeito nominal Predicado verbal verbo-nominal do sujeito Predicativo do objeto de ligação transitivo direto Verbo transitivo indireto intransitivo 2) Termos integrantes da oração Complemento nominal objeto direto Complemento verbal objeto indireto Agente da passiva 3) Termos acessórios da oração Adjunto adnominal Adjunto adverbial Aposto 4) Vocativo 1. Sujeito e predicado  Sujeito: termo sobre o qual recai a afirmação do predicado e com o qual o verbo  concorda. Predicado: termo que projeta uma afirmação sobre o sujeito. " id="pdf-obj-0-2" src="pdf-obj-0-2.jpg">

Sintaxe:

Análise sintática é uma técnica empregada no estudo da estrutura sintática de uma língua. Ela é útil quando se pretende:

  • 1. descrever as estruturas sintáticas possíveis ou aceitáveis da língua; ou

  • 2. decompor o texto em unidades sintáticas a fim de compreender a maneira pela qual os elementos sintáticos são organizados na sentença.

 

simples

composto

indeterminado

oração sem sujeito

 

Predicado

 

do sujeito

do objeto

 

Verbo

2) Termos integrantes da oração

 

Complemento verbal

3) Termos acessórios da oração

 

1. Sujeito e predicado

Sujeito: termo sobre o qual recai a afirmação do predicado e com o qual o verbo

concorda. Predicado: termo que projeta uma afirmação sobre o sujeito.

Tipos de sujeito: Determinado: o predicado se refere a um termo explícito na frase. Mesmo que

Tipos de sujeito:

Tipos de sujeito: Determinado: o predicado se refere a um termo explícito na frase. Mesmo que

Determinado: o predicado se refere a um termo explícito na frase. Mesmo que venha implícito, pode ser explicitado. A noite chegou fria. O sujeito determinado pode ser:

Simples: tem só um núcleo: A caravana passa.

Composto: tem mais de um núcleo: A água e o fogo não coexistem.

Indeterminado: o predicado não se refere a qualquer elemento explícito na frase, nem é possível identificá-lo pelo contexto.

(?) Falaram de você.

(?) Falou-se de você.

Inexistente: o predicado não se refere a elemento algum.

Choverá amanhã.

Haverá reclamações.

Faz quinze dias que vem chovendo.

É tarde

Tipos de sujeito: Determinado: o predicado se refere a um termo explícito na frase. Mesmo que

EXERCÍCIOS

Identifique e Classifique o Sujeito:

  • 01. Haverá reunião todos os sábados.

  • 02. Além do frio ventava demais.

  • 03. São Paulo está ensolarado.

  • 04. Febre alta e dor de cabeça são sintomas da dengue.

  • 05. Prenderam o ladrão.

  • 06. Faz muito calor em minha cidade.

  • 07. Vive-se bem no campo.

  • 08. Perdi minha caneta.

  • 09. Não é habitada a Lua.

  • 10. De vez em quando Teresinha vira onça.

  • 11. Bateram à porta.

  • 12. A temperatura aumentou na região sul.

  • 13. O álbum e as figurinhas estão aqui.

  • 14. Come-se com fartura em sua casa.

  • 15. As chuvas transformaram o deserto.

  • 16. Eram doze horas.

  • 17. Existirão seres vivos em outros mundos?

  • 18. Anoiteceu.

  • 19. Chegaram os filhos da vizinha.

  • 20. Crê-se em Deus.

GABARITO:

Nota: O verbo entre colchetes [*] representa a indeterminação do sujeito, pois está na 3ª pessoa do plural ou está acompanhado da partícula [se].

OSS = Oração sem Suj. / SC = S. Composto / SS = S. Simples / SSD = determinado / SI = S. Indeterminado.

  • 01. Haverá reunião todos os sábados. (OSS – V. impessoal)

  • 02. Além do frio ventava demais. (OSS – F. da natureza)

  • 03. São Paulo está ensolarado. (SS – o que está

...

?)

  • 04. Febre alta e dor de cabeça são sintomas da dengue. (SC – o que são

...

?)

  • 05. [Prenderam] o ladrão. (SI – quem prendeu?)

  • 06. Faz muito calor em minha cidade. (OSS – V. Impessoal)

  • 07. [Vive-se] bem no campo. (SI)

08.

(Eu) Perdi minha caneta. (SSD – quem perdeu

...

?)

09.

10.

Não é habitada a Lua. (SS – o que não é

...

?)

De vez em quando Teresinha vira onça. (SS – Quem vira

...

?)

11.

[Bateram] à porta. (SI)

12.

A temperatura aumentou na região sul. (SS)

13.

O álbum e as figurinhas estão aqui. (SC)

14.

[Come-se] com fartura em sua casa. (SI)

15.

As chuvas transformaram o deserto. (SS – o que transformou

...

?)

16.

Eram doze horas. (OSS – V. Impessoal)

17.

Existirão seres vivos em outros mundos? (SS – quem existirão

...

?)

  • 18. Anoiteceu. (OSS – F. da natureza)

  • 19. Chegaram os filhos da vizinha. (SS – Quem chegaram?)

  • 20. [Crê-se] em Deus. (SI)

Classificação do Predicado:

Nominal:

Verbo de Ligação (VL): Predicado nominal. Função do VL: Liga o sujeito ao predicado e não é significativo.

É aquele que tem um núcleo que geralmente indica "estado" ou "qualidade" do sujeito. É formado por um verbo de ligação mais o predicativo do sujeito.

Verbal:

Verbo transitivo direto (VTD), indireto (VTI), direto e indireto (VTDI) e verbo intransitivo:

Predicado Verbal (Verbo nominal também). Verbos significativos ou nocionais: Ação

É aquele que tem como núcleo um verbo que geralmente expressa ideia de ação. Apresenta sempre um verbo significativo.

Verbo-Nominal:

VTD, VTI, VTDI, VI: Ação + Estado.

É aquele que tem dois núcleos: um verbo que indica ação e um nome que indica qualidade ou um estado do sujeito ou do objeto. É formado por um verbo significativo mais um predicativo do sujeito ou do objeto.

Predicado verbo-nominal com predicativo do sujeito:

o

O maestro regia a orquestra satisfeito.

Predicado verbo-nominal com predicativo do objeto:

o

O juiz declarou o réu inocente.

 

o

Eu acho Denise bonita.

Obs.: O predicativo

do

objeto

ocorre

somente

com

os

verbos seguintes:

Achar, Acusar, Eleger, Imaginar, Julgar, Tornar, Considerar, Encontrar, Chamar (apelidar,

nomear) e sinônimos. Podemos antepor o predicativo a ser objeto.

EXERCÍCIOS:

Identifique e Classifique o Predicado:

  • 01. José chegou cansado.

  • 02. O espetáculo foi emocionante.

  • 03. Chove bastante na minha região.

  • 04. Eduardo gosta de pipoca.

  • 05. Prenderam o ladrão.

  • 06. Mônica é muito simpática.

  • 07. Vive-se bem no campo.

  • 08. Perdi minha caneta.

  • 09. Eles o julgaram responsável.

  • 10. Os excursionistas chegaram cansados.

  • 11. Bateram à porta.

  • 12. Estava irritado com as brincadeiras.

  • 13. Compareceram todos atrasados à reunião.

  • 14. Come-se com fartura em sua casa.

  • 15. Foi muito difícil a última questão.

GABARITO

  • 01. José / chegou (ação) cansado (estado). (verbo-nominal)

  • 02. O espetáculo / foi emocionante. (qualidade = nominal)

  • 03. Chove bastante na minha região. (ação = verbal)

  • 04. Eduardo / gosta de pipocas. (ação = verbal)

  • 05. Prenderam o ladrão. (ação = verbal)

  • 06. Mônica é muito simpática. (qualidade = nominal)

  • 07. Vive-se bem no campo. (ação = verbal)

  • 08. Perdi minha caneta. (ação = verbal)

  • 09. Eles / o julgaram (ação) responsável (estado). (verbo-nominal)

  • 10. Os excursionistas / chegaram (ação) cansados (estado). (verbo-nominal)

  • 11. Bateram à porta. (ação = verbal)

  • 12. Estava irritado com as brincadeiras. (estado = nominal)

  • 13. Compareceram [todos= Sj] atrasados à reunião. (verbo-nominal)

  • 14. Come-se com fartura em sua casa. (ação = verbal)

  • 15. Foi muito difícil (estado=nominal) / a última questão (sujeito).

2. Termos ligados ao verbo:

Objeto direto: completa o sentido do verbo sem preposição obrigatória .Ex:: Os pássaros fazem seus ninhos.

Objeto indireto: completa o sentido do verbo por meio de preposição obrigatória. Ex: A decisão cabe ao diretor.

Adjunto

adverbial:

liga-se

ao

verbo,

não

para

completá-lo,

mas

para

indicar

circunstância em que ocorre a ação. Ex: O cortejo seguia pelas ruas.

 

Agente da voz passiva: liga-se a um verbo passivo

por meio de preposição para

indicar quem executou a ação. Ex: O fogo foi apagado pela água.

O adjunto adverbial é o termo da oração que indica uma circunstância do processo verbal, ou intensifica o sentido de um adjetivo, verbo ou advérbio. É uma função adverbial, pois cabe ao advérbio e às locuções adverbiais exercer o papel de adjunto adverbial.

Amanhã voltarei de bicicleta àquela velha praça.

As circunstâncias comumente expressas pelo adjunto adverbial são:

acréscimo: Além de tristeza, sentia profundo cansaço.

afirmação: Sim, realmente irei partir.

assunto: Falavam sobre futebol.

causa: Morrer ou matar de fome, de raiva e de sede… são tantas vezes gestos

naturais. companhia: Sempre contigo bailando sob as estrelas.

concessão: Apesar de você, amanhã há de ser outro dia.

conformidade: Fez tudo conforme o combinado.

dúvida: Talvez nos deixem entrar.

fim: Estudou para o exame.

freqüência: Sempre aparecia por lá.

instrumento: Fez o corte com a faca.

intensidade: Corria bastante.

limite: Andava atabalhoado do quarto à sala.

lugar: Vou à cidade.

matéria: Compunha-se de substâncias estranhas.

meio: Viajarei de trem.

modo: Foram recrutados a dedo.

negação: Não há ninguém que mereça.

preço: As casas estão sendo vendidas a preços exorbitantes.

substituição ou troca: Abandonou suas convicções por privilégios econômicos.

tempo: Ontem à tarde encontrou o velho amigo.

APOSTO - É o termo que tem por objetivo explicar, esclarecer, resumir ou comentar algo sobre outro termo da oração.

Recife, a Veneza brasileira, sofre durante o período chuvoso.

Aposto AMD, fabricante de processadores, vem ganhando mercado. Aposto

OBSERVAÇÕES: O aposto pode aparecer anteposto ao termo a que se refere.

Exemplo:

Veneza brasileira, Recife está sofrendo com o começo do inverno.

Aposto

O aposto pode aparecer precedido de expressões explicativas.

Exemplo: Algumas matérias, a saber, MATEMÁTICA, FÍSICA E QUÍMICA são as que apresentam maiores dificuldades de aprovação no vestibular.

VOCATIVO – TERMO INDEPENDENTE - É considerado um termo independente da oração porque não faz parte de sua estrutura. É usado para expressar o sentimento do falante; sentimento esse usado para invocar, chamar, interpelar ou apelar a quem o falante se dirige.

Exemplo:

Menino, venha cá! Vocativo Meus filhos, tenham calma. Vocativo

DIFERENÇA ENTRE VOCATIVO E APOSTO

O vocativo não mantém relação sintática com nenhum termo da oração, enquanto o aposto mantém relação sintática com um ou vários termos da oração.

Meninos , voltem aqui.

Vocativo São Paulo, centro financeiro, sofre com as altas taxas de desemprego. Aposto