Sunteți pe pagina 1din 2

Lista de Exercícios: Raízes de Funções Reais

1

– Sabendo-se que há uma raiz no intervalo especificado, para cada uma das funções abaixo:

i) Determine uma função de iteração;

ii) Verifique se com aquela função de iteração o método convergiria. (verificando a derivada da função de iteração no intervalo); e

iii) Tente determinar a raiz com tolerância de 0,01.

a)

f

x = 4 cos x − e 2 x ,

ξ entre 0 e 1;

f x =

x

b)

2

tan x ,

ξ entre 3 e 4,5;

c)

f

x = 1 x ln x ,

ξ entre 1 e 2;

d)

f

x  = 2 x 3 x ,

ξ entre 0 e 1; e

e)

f

x

=

x

3

x 1000 ,

ξ entre 9 e 10

2

– Ache uma raiz de cada uma das funções do exercício anterior usando o Método da Bissecção

com uma tolerância de 0,01. Antes de calcular a raiz, calcule o número de iterações que serão necessárias.

3 – Ao se aplicar o Método do Ponto Fixo à resolução de uma equação, obtivemos os seguintes resultados nas iterações indicadas:

x 10 = 1,5 x 11 = 2,24702 x 12 = 2,14120 x 13 = 2,14159

x 14 = 2,14128 x 15 = 2,14151 x 16 = 2,14133 x 17 = 2,14147

4 – Como se poderia achar o valor de

1

n

em uma calculadora que só soma, subtrai e multiplica?

5 – Alguém está tentando desenvolver um método de calcular a raiz quadrada de um número N

usando uma calculadora que não tem essa função já programada. Esse método consiste em usar o

Método do Ponto Fixo para achar a raiz positiva da função

iteração   x  = N / x .

2.

usando a função de

f x = xx N ,

Verifique se esse método convergiria, e tente usá-lo para calcular a raiz de

6 – Verifique se o método do exercício anterior funcionaria se a função de iteração fosse

  x  = xx 2 x N

. Teste o método calculando a raiz de 2, usando 1 (N/2) como tentativa inicial.

7 – No Método do Ponto Fixo o erro na iteração k é definido como e k =∣ − x k . Entretanto o valor de ξ é desconhecido (se fosse conhecido não seria necessário um método numérico). Então, para estimar o erro, usa-se x k 1 x k .

a) Mostre que e k 1 =∣ − x k 1 ∣

b) para que valores

M

1 M

x k 1 x k ;

de M teremos então que

x k 1 x k ∣ tol ⇒ ∣ − x k 1 ∣ tol

?

Dicas e Respostas:

1) Calcule uma função de iteração, derive-a e verifique se o módulo da derivada é menor que um em todo o intervalo especificado.

2)

a) raiz = 0.60 em 7 iterações;

b) raiz = 4.27 em 8 iterações;

c) raiz = 1.76 em 7 iterações;

d) raiz = 0.46 em 7 iterações; e

e) raiz = 9.96 em 7 iterações.

3) A sequência está convergindo para a raiz. A convergência é alternada. Pode-se tomar como

raiz o valor 2,14147 com erro estimado de 0,00014 (a diferença entre as duas últimas iterações). Ache a raiz da função f x  = 1 n x , usando a função de iteração   x = 2 x xx . Note que para o cálculo da função de iteração não se usa a operação de divisão, e que a derivada

dela é menor que um na região em torno da raiz. 5) Note que a derivada da função de iteração na raiz é -1. Isso indica que a função nem converge nem diverge para infinito. O sinal negativo indica que ela é alternante. 6) Note que a derivada da função de iteração na raiz é zero, sendo, portanto, menor que um. Isso significa que a função de iteração converge para a raiz.

7)

∣ − x k 1 ∣≤ M ∣ − x k , onde M é a derivada da

função de iteração em algum ponto entre x k e x k+1 . Some e subtraia x k+1 no lado direito da desigualdade. Depois use a desigualdade do triângulo.

b) M

logo basta que M < 1 para que haja convergência. Entretanto para que o critério de

parada forneça uma estimativa de erro correta é necessário que M < 0,5. (O Método de Newton- Raphson irá resolver esse problema.)

4)

a) Para demonstrar parta do fato de que

1

2 ,