Sunteți pe pagina 1din 2

Porque muitas pessoas cometem suicidio?

Porque muitas pessoas cometem suicidio? Por: Warren Nunn É óbvio que as taxas de suicídio, particularmente

Por: Warren Nunn

É óbvio que as taxas de suicídio, particularmente em jovens do sexo masculino, têm aumentado nas últimas décadas. As causas são amplamente debatidos mas a conexão com o ensino evolucionista não seria necessariamente feita por muitos. Mas as duas situações são reais, assim como o dogma da evolução-como-fato atingiu o ponto de saturação na educação e na esfera pública, assim o suicídio tem aumentado exponencialmente em todo o mundo.

Os pesquisadores fizeram a conexão entre a religião e menores tentativas de suicídio[1] Eles descobriram que aqueles que detinham a uma filiação religiosa e estavam deprimidos -eram menos propensos a se matar: "As maiores objeções

As maiores objeções morais ao suicídio e o baixo nível da agressão em indivíduos de filiação religiosa pode funcionar como fatores de proteção contra tentativas de suicídio.Dervic. K.,et al., American Journal of Psychiatry

morais ao suicídio e o baixo nível da agressão em indivíduos de filiação religiosa pode funcionar como fatores de proteção contra tentativas de suicídio" Por outro lado, eles descobriram que aqueles que não tinham nenhuma ligação religiosa têm menos motivos para viver e menos objeções morais ao suicídio.Também, eles fazem a ligaçao da raiva e agressividade em meninos adolescentes, com comportamento suicida na vida deles mais tarde.

Nós temos um palpite de como humanistas seculares veêm os resultados dessa investigação: "De fato a toleranncia para com o suicídio e eutanásia são amplamente consideradas como características de muitas sociedades seculares." [2] Por que não seriam eles, se partem de um paradigma evoluvcionario de que: voce-é-apenas-resultado-de-reacções-quimicas? Em vez disso, ele ressalta que a relação entre o ensino da evolução, ateísmo e suicídio é real, como os criacionistas há muito tempo mostraram.

Em uma Comissão Australiana de Broadcasting (ABC) Program[3] que debatiam sobra a depressão, um homem chamado Gerard levantou a conexão entre evolução e suicídio. Ele falou de ter contemplado suicidos várias vezes.

Ele disse: "Eu estou apenas um pouco preocupado com a tendência da profissão médica e a sociedade em geral de querer colocar um rótulo em nós como pessoas depressivas e, portanto, de que há algo de errado conosco. Eu acho que algumas pessoas podem ter uma incapacidade de lidar com as dificuldades, e talvez isso pode soar um pouco radical, mas poderia ser a teoria darwiniana, a teoria de Darwin da sobrevivência do mais apto. Talvez alguns de nós não estão destinadas a sobreviver, talvez alguns de nós estão destinados a nos matar porque as únicas pessoas que

realmente sofrem são aqueles que são deixados para trás, mas a pessoa que mata a si mesmos pode ser de fato libertado deste corpo ".

Claramente, há fatores complexos envolvidos em muitos suicídios, incluindo o fenômeno muito real da depressão clínica. Mas não só há um aumento da taxa de depressão em nossa cultura ocidental cada vez mais pós-cristã, faz sentido que também há uma maior probabilidade de uma pessoa deprimida tomar a morte como a rota de saida, se a vida não tem um proposito final , que é a consequencia lógica da evolução (um mundo que fez a si mesmo). O que seria, em última análise importante, se todos nós somos apenas sedimentos de uma lagoa que apenas se reorganizou e destinado a ser, na melhor das hipóteses, reciclado como adubo, com nenhuma esperança além do túmulo, nem qualquer responsabilidade para com o nosso Criador?

Polícia investigam o recente masscre no Colorado por Kristin Hermeler de 29 anos, e a simultânea tentativa de suicídio de sua irmã gêmea Candice , relataram que os gêmeos tinham " “interesses incomums" no massacre de 1999 na Columbine High próxima School.[4] e entre os pertences dos gêmeos a polícia encontrou uma cópia de “Deus um delirio” do declarado ateu Richard Dawkins.

O ateísmo é uma viagem sem destino, um corpo sem alma, uma religião sem razão, a vida sem sentido, uma fé sem esperança, e um universo sem Deus.[5] Ateísmo é um vazio existencial. Sigmund Freud concluiu: "O momento em que um homem questiona o sentido e o valor da vida, ele está doente, já que objetivamente não há nenhuma existencia" [6].

É verdade que crentes e não-crentes ficam com raiva e deprimidos, mas não é preciso levar isso ao suicídio, como mostram as sondagens da pesquisa.

Em contraste com a inutilidade da evolução, aqueles que chamam o Senhor Jesus Cristo seu Salvador pessoal tem um propósito para viver, eles sabem que "de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado " [7]

1.Dervic, K., et al., ‘Religious Affiliation and Suicide Attempt’, accessed from ajp.psychiatryonline.org on 14 Nov 2012. Return to text.

2.“Religious Affiliation, Atheism and Suicide”, access from adherents.com/misc/religion_suicide.html on 14 Nov 2012. Return to text.

3.ABC (Australia) radio, Life Matters with Norman Swan, 4 May 2000: “Black Dog Days—The Experience and Treatment of Depression”; Wieland, C., Darwin, Spurgeon and the Black Dog , Creation 22(4):54–55, creation.com/suicide. Return to text.

4.Catchpoole, D., Creation 22(1): 17, creation.com/bomb. Return to text.

5.Kumar, S., Sarfati. J., Christianity for Skeptics, 2012, Creation Book Publishers, Atlanta, Georgia, USA. p89. Return to text.

6.Ibid. Return to text. 7.Psalm 139:14. Return to text.

Fonte: http://creation.com/evolution-and-suicide Traduzido por Romário Livramento