Sunteți pe pagina 1din 2

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia Disciplina: Metodologia Científica.

Semestre 2013.1

Resumo do texto “Aprender a ser pesquisador” do professor Antonio Carlos Ribeiro da Silva

O texto “aprendendo a ser pesquisador” tem como tema principal o aprendizado, abordando a sua importância e elemento no sentido de tornar o indivíduo capaz e responsável pelos seus estudos potencializá-lo. O autor, profissional da área de Contabilidade, com atuação em Gestão e ênfase em Gestão escolar, traz em sua abordagem conceitos pedagógicos que buscam estimular a aprendizagem autônoma através de esquemas objetivos de estudo.

Segundo o autor, a atual prática pedagógica está pautada em modelos mecanicistas, passivos, autoritários e competitivos, que não estimulam a construção do conhecimento por cada indivíduo. Assim, o autor busca alertar para a necessidade de atitude ativa por parte dos indivíduos a fim de não pensar que aprender é o simples método de repetição e dependência aquilo que o professor “explicou”. Esse deve, sim, ser ativo e formular suas próprias ideias, desenvolver conceitos e resolver problemas de sua vida através de uma atividade mental a partir de um próprio conhecimento, tal como cita o autor HAIDT (1994, p.61).

Nesse são explorados alguns componentes que compõem uma aprendizagem autônoma, bem como associação as características de um bom pesquisador. São estas: o Saber, que se refere ao conhecimento próprio constituído a partir de clareza de raciocínio em situações diversas; o Saber Fazer se referindo a disposição na aplicação prática sobre o processo do saber; e finalmente o Querer, onde o desejo/vontade de aplicação de algo é resultado para o sucesso.

Finalmente o autor busca trazer à tona a necessidade do hábito da leitura para potencializar o aprendizado. A partir de um comentário do educador Paulo Freire (1984, p.22) fica claro que o tipo de leitura adequada é aquela onde o aluno compreende o que leu, decodifica, interpreta e seguida aplica em sua vida.

Assim para uma melhor otimização de tempo e qualidade na leitura o autor oferece dicas de como realizar uma leitura eficaz. São os casos onde o individuo cria um objetivo definido do que necessita/quer ler; onde busca o significado de palavras desconhecidas de seu vocabulário; após a leitura fragmentada dos textos consegue fazer uma compreensão total da obra; onde reaplica os conhecimentos adquiridos pela leitura em sua vida e assim reforça o processo de aprendizagem; dentre outros.

O texto ainda traz importantes considerações acerca da relação aluno x professor, sobre a aplicação do conhecimento, sobre o hábito da leitura e os novos recursos eletrônicos gerados pela tecnologia informacional, cada dia mais crescente e com novos adeptos.

Tais ideias se colocam como uma alternativa de aprendizado com foco no processo de estudo e no conteúdo a ser apreendido. Esta abordagem também se traduz como um desafio ao estudante a buscar além do que lhe é transmitido e ao professor de suscitar o estímulo correto para despertar esta curiosidade.

O artigo possui uma estrutura bastante objetiva e linear, com uma linguagem clara e de fácil compreensão, porém carece de aprofundamento acerca de algumas questões, tal como, a importância do hábito de ler. Muitas prerrogativas podem ser destacadas neste tópico, sobretudo se aplicado à realidade brasileira, onde, como é sabido, há uma grande deficiência na leitura interpretativa por parte da população e o acesso aos recursos de leitura ainda é restrito e segmentado em muitas partes do território.

O texto possui uma abordagem acadêmico-científica, porém poderia também facilmente ter contribuições de ordem político-social, de modo a contextualizá-lo perante uma realidade e enriquecer a sua aplicação prática.

Atualmente, a busca pelo conhecimento, sobretudo no ambiente acadêmico, está orientada primordialmente para uma colocação profissional, desprezando uma possibilidade mais abrangente de crescimento pessoal e profissional. Nestes termos uma nova abordagem do processo de estudos se faz necessária de modo a tornar o individuo capaz de construir o seu próprio processo de aprendizado através de uma leitura tanto técnica com crítica dos textos para o entendimento dos conteúdos necessários para a sua aprendizagem. Para tanto, este processo precisa ser prazeroso e orientado de modo que o individuo consiga administrá-lo dentre as suas demais atividades cotidianas.