Sunteți pe pagina 1din 7

A Culpa Criou a Patologia Humana.

A culpa foi uma das estratégias básicas dos clérigos


para explorar as pessoas

POR QUE ME ENTREGAR À FLUIDEZ NATURAL DA VIDA


FAZ-ME SENTIR CULPADO(A)? POR FAVOR FALE SOBRE
A CULPA. É A CULPA QUE FAZ COM QUE A FLUIDEZ NÃO
TENHA ATRATIVOS?

A CULPA É UM DOS MAIORES PROBLEMAS que todas as


pessoas devem ter que encarar. O passado inteiro da
humanidade foi construído sobre a culpa. E cada geração vai
passando suas doenças à nova geração. E elas vão se
tornando, naturalmente, cada vez maiores. Elas se acumulam
com cada geração. E cada nova geração é mais
sobrecarregada que a anterior.

Mas a culpa foi uma das estratégias básicas dos clérigos para
explorar as pessoas. O padre, a freira, os sacerdotes,
pastores, bispos não podem existir sem a culpa. Quando você
se sentir culpado, lembre-se, o clérigo está ao seu redor.
Quando você se sentir culpado, lembre-se, as mãos dos
clérigos, estão ao redor do seu pescoço -- elas estão batendo
em você. A culpa é uma estratégia para explorar as pessoas e
transformar as pessoas em escravas.

Tente entender o mecanismo disto. Só esta compreensão o


ajudará a sair disto. O que é a culpa, exatamente?

Primeiro: é uma condenação da vida; é uma atitude de


negação da vida. Foi dito a você que algo está basicamente
errado com a vida; foi dito a você que você nasce como um
pecador. Foi dito que nada de bom pode sair da vida ou de
você ou de qualquer outra pessoa. Nada de bom é possível
nesta terra! O bem é só de Deus. E você tem que encontrar
um salvador -- um Cristo, um Krishna, um Buda -- você tem
que encontrar um salvador que pode lhe salvar de você
mesmo que pode levá-lo a Deus.

A vida não vale viver -- evite viver! se você viver, você pecará
mais e mais -- a vida é pecado. Evite a vida. Retire seu ser da
vida. E sempre que você se sente atraído(a) para a vida, a
culpa surge. Você começa a ter o sentimento que você vai
fazer algo de errado.

A vida é imensamente bela. Ela tem grande atração, tem


gravitação. É natural ser atraído pela vida. É natural estar
apaixonado. É natural desfrutar, é natural rir, é natural dançar.
Mas tudo que é natural é condenado. Você tem que agir contra
a natureza--isto tem sido ensinado.

Os puritanos envenenaram suas fontes naturais de vida; eles o


puseram contra o seu ser. Eles criaram uma divisão em você.
Eles não puderam corromper o seu corpo, mas eles
corromperam a sua mente. Assim a mente existe de acordo
com os clérigos e o corpo existe de acordo com a natureza -- e
não há nenhuma união.

O corpo deseja as alegrias da vida -- todas as alegrias. O


corpo é afirmação da vida e a mente é a negação da vida. A
mente representa os padres. Seja ele -- cristão, hindu, jaina.
A mente fala o idioma dos padres, dos sacerdotes, dos
clérigos; ela diz "Isto está errado"! se você está comendo e
você gosta, O Mahatma Gandhi fala para a sua mente: "Isto
está errado -- não deguste, não saboreie. Degustar, saborear é
pecado.

No ashram de um Mahatma Gandhi uma das disciplinas


básicas era o ASWAD --nenhum gosto. Você tem que só comer
para matar as necessidades completamente, mas você não
deve ter nenhum gosto, você não deve desfrutar o sabor da
comida, o cheiro da comida. Você deve destruir a comida
assim não degusta e você deve destruir sua língua para perder
a sensibilidade. Quando você perde gosto, você se torna um
mahatma.

O mesmo é verdade para outras coisas: se você se apaixonar


por um homem ou mulher, você está pecando, alguma
injustiça está acontecendo. Se você vê a beleza de uma
mulher ou de um homem, e você vibra, fica fascinado(a),
grande culpa surge o que você está fazendo? Isto é irreligioso!
Isto não é moral!

E se você é uma mulher ou homem casado(a), então pior.


Você tem uma esposa ou marido, você se comprometeu a
ele(a). Agora, até mesmo apreciar a beleza de outro homem
ou mulher é impossível. Você irá para casa e se sente
culpado(a). Você não fez nada! Você tinha apenas visto um
homem ou mulher bonita. Agora, isto é feio. Você sentirá
culpa; você se sentirá na defensiva. Quando você cai na
tentação você tentará se esconder. Você não permitirá que sua
esposa ou marido saiba que na rua você viu uma mulher ou
homem bonito(a) e foi uma grande alegria -- porque se você
conta, haverá dificuldade.

E por que se cria dificuldade, você mentirá. E quando você


mente você se sentirá culpado(a) novamente porque você está
mentindo, e a pessoa não deveria mentir para o próprio(a)
marido ou esposa. Isso é assim e assim sucessivamente....
Uma culpa cria outra e assim por diante, sem parar. Não há
nenhum fim nisto. Então você é montado(a) na culpa; você
tem uma montanha como o Himalaia de culpa no seu coração.

Você não se libertará da culpa a menos que você entenda todo


o mecanismo dela -- como é por culpa que os clérigos
dominaram a humanidade, como os clérigos criaram a
escravidão e uma escravidão sutil. Você não tem algemas nas
suas mãos, você não tem algemas em seus pés, mas você tem
algemas bem fundo na sua alma.

Estar livre da culpa é estar livre de todo o sacerdócio. Estar


livre da culpa é estar livre de todo o passado. E estar livre da
culpa é se tornar um(a), porque então a divisão desaparece.
Estar livre da culpa é derrotar a esquizofrenia. E então há
grande alegria, porque você já não está mais lutando com
você mesmo(a), você começa a viver!

Como você pode viver se você for continuamente um lutador?


Você não pode viver se você for lutar com você. Você só pode
viver quando a briga terminar. Então a vida tem seu próprio
ritmo, sua própria melodia. E vida é uma bênção. E só em
harmonia, quando você vive sem culpa, sem repressão, sem
tabus, sem inibições, sem padres e freiras que interferem em
sua vida--hindu, maometano, cristão--quando você está por
conta própria, sem interferências, com seu próprio mestre
interior, então, só aí, há o contato com Deus.

Os clérigos fazem o impossível! se você não pode contatar a


vida, como você pode contatar a vida abundante? se você não
pode contatar as flores, como você pode contatar quem as
criou? se você não pode contatar a beleza, a alegria, o amor,
como você pode contatar aquele donde toda a beleza, amor e
alegria vem fluindo? Impossível. Os padres e as freiras querem
o impossível.

O clérigo é a causa por que a terra ficou irreligiosa. Sem


destruir sacerdócios e as igrejas velhas e religiões velhas, o
mundo permanecerá irreligioso.

Eu lhe ensino uma religião nova! Não Cristianismo, não


Hinduísmo, não Jainismo, não Budismo. Eu lhe ensino um tipo
novo de religiosidade -- livre de culpa, menos proibitiva, não-
repressiva. Eu lhe ensino uma religião de alegria, aceitação,
naturalidade espontaneidade.

Pergunta: PORQUE É QUE SE ENTREGAR À FLUIDEZ FAZ-ME


SENTIR CULPADO?
PORQUE É QUE SE ENTREGAR À FLUIDEZ FAZ VOCÊ SER
FELIZ -- isso é o porquê. E você não pode permitir a
felicidade. A felicidade foi associada com a culpa. Volte para a
sua infância -- você encontrará a causa lá. Apenas lembre-se,
vá para trás; tente descobrir quando aconteceu.

Uma criança pequena não conhece a culpa; ela é selvagem e


primitiva. É por isso que ver uma criança pequena é uma
alegria. Ela ainda é não-incapacitada, ela ainda é incivilizada.
Ela não foi apresentada à doença chamado civilização--É por
isso que ela tem energia, tanta fluidez. A criança está fluindo,
vibrando; ela é um grande dínamo; ela é dança total. Ela não
pode se conter--ela tem tanta energia que está transbordando.
Você não pode fazer uma criança se sentar silenciosamente.
Por que? Porque a energia é tanta que é incontida. A criança
quer desfrutar tudo e os pais são condicionados na culpa. A
criança quer gritar e ela gosta de gritar esta é sua expressão,
esta é sua criatividade. Aquele grito, se ajudado e não
destruído, se tornará sua canção--isso é o começo da canção.
Mas nós o paramos. Nós dizemos, não grite! Isto é feio, isto é
ruim, isto é sem modos. Isto não é permitido na sociedade.
Você pertence a uma família famosa, você pertence a uma
grande, respeitável família--você não deveria fazer isto. Isto é
certo para os moleques, mas não para você. Você nos
representa: olhe como nós somos sérios. Nós nunca
gritamos--e você está gritando "?.

E a criança estava curtindo o grito. Na realidade, quando você


pára o grito, você condena a sua alegria --É assim que ela vai
entender no fundo, existencialmente. O que acontecerá com
ela? Ela não pode entender por que gritar é errado; ela ainda
não tem mente para entender aquele tipo de sujeira. Ela
estava desfrutando--isto ela entende; aquele grito traz tanta
alegria, tanto fluxo. Ela se sente tão alta, ela se sente tão
excitada. Apenas por gritar, a energia dela começa a se mover,
ela se torna como o fluxo de um rio, ela se torna um
fenômeno ruidoso, uma onda gigante.

Agora você diz, não grite -- isto é ruim ". o que você está
dizendo de fato? Como a criança traduzirá isto? A criança
pensará, " Minha alegria não é aceita".

A criança não quer ir dormir; ele está se sentindo tão viva e


você a força e você a arrasta para a cama. Ela está tentando ir
para longe de você e ela está dizendo, " eu não estou sentindo
sono. Eu não quero dormir. Eu quero jogar um pouco mais "!
Mas você não escuta. Você diz, "está na hora e você tem que
ir dormir". Agora o que está fazendo você à criança? Você a
está rejeitando--você está rejeitando as compreensões
instintivas dela. Ele não tem vontade de dormir agora --como
ela pode ser obrigada a dormir?

Não há nenhum jeito! Você pode a forçar; ele mentirá lá


debaixo dos lençóis e lamentará e chorará e se sentirá
rejeitada, se sentirá não aceita pela família, se sentirá culpada
por que ela não pode ir dormir quando a mãe quer. Agora, o
que ela pode fazer? O sono não está próximo. E pela manhã
quando ela estiver se sentindo sonolenta, você a tira da cama
e você diz, Levante-se! Está na hora de se levantar. E ela quer
dormir um pouco mais.

Agora você interfere--onde quer que ela sinta alegria, você


interfere. Naturalmente, você a faz sentir novamente e
novamente que a alegria dela está errada.

Isso vai fundo em sua circulação sangüínea. É Isso que


aconteceu a você. Assim sempre que você vai com o fluxo
significa que algo está errado. Você está se sentindo feliz?
você ouve a voz de sua mãe imediatamente: ' o que você está
fazendo? Sentindo-se feliz? Traindo-me? Traindo seu papai,
traindo sua família? Olhe como nós somos sérios --e é bom
trair sua mãe? Olhe que caras tristes nós temos --e o que você
está fazendo? Fluindo com a vida? indo com o fluxo da vida?
Isso nunca aconteceu em nossa família! E não deveria
acontecer.

Você começa o sentimento de culpa. Apenas observe quando


você começar a se sentir culpada, escute silenciosamente...
você encontrará as vozes dos seus pais, sua mãe, seu pai, seu
professor, dizendo, "Isto não é certo".
E, enquanto você faz amor com um homem, você se sentirá
culpada, porque sua mãe lhe falou que isto está errado, este é
o maior pecado. Quando você começa a fazer amor com um
homem, algo em você sente que não está certo -- a mãe está
lá parada, o pai está lá parado e é tão embaraçoso fazer isso
com os seus pais que estão lá de pé... e você está fazendo
amor com um homem?! o que você está fazendo? Pare! Você
não pode parar, mas você não mergulhará totalmente no
sexo-- o que é muito pior do que parar. É melhor parar! Você
não pode parar isto, porque então toda a sua natureza se
sente descontente. E você não pode entrar totalmente nisto
porque sua mente diz que isto está errado.

Assim você vai fazendo pela metade, no meio do caminho, e


você existe em um limbo. Você nunca mergulha totalmente no
sexo -- DESSE JEITO VOCÊ NUNCA ESTARÁ SATISFEITO.
Como resultado disto você acumula só frustração; você acha
que você falhou mais uma vez, isso é tudo. Não aconteceu
neste momento novamente.

E você começa querer saber se este orgasmo é apenas uma


invenção, se algumas pessoas masoquistas inventaram isto,
ou algumas pessoas sádicas inventaram isto, só para torturar
as pessoas -- porque não está acontecendo comigo!

Você se surpreenderá: este é o primeiro século depois de pelo


menos cinco mil anos que algumas mulheres estão sentindo
orgasmo. Durante cinco mil anos, as mulheres NÃO sentiram
orgasmo. E também só está acontecendo no hemisfério
Ocidental. Eu não encontrei nenhuma única mulher na Índia
que sentisse orgasmo--ela nem mesmo tem ouvido sobre a
palavra. Em dialetos da Índia nós não temos nenhuma palavra
para orgasmo-- porque a coisa não existiu assim a palavra
nunca foi precisa. Até mesmo no Ocidente, só dez, doze por
cento das mulheres estão sentindo orgasmo. Isto é feio!

E o que dizer sobre homens? Você pensa que os homens


sentem orgasmo? Ejaculação não é nenhum orgasmo.
Orgasmo é um fenômeno muito muito diferente. Assim o
homem pode se enganar facilmente porque ele pode sentir a
ejaculação, assim ele pensa que ele tem orgasmo--não é
assim. Ejaculação é um fenômeno muito local, ativado por um
mecanismo físico--uma liberação, um alívio nada mais.
Orgasmo é êxtase. Sentir orgasmo é se perder no não-tempo.
Orgasmo é quando seu corpo inteiro vibra com alguma energia
desconhecida que você nunca sentiu antes. Orgasmo é quando
você está muito perto de Deus.

O palavra orgasmo vem de ORGIA -- era uma cerimônia


religiosa, uma cerimônia pagã, quando as pessoas ficavam
extáticas, tão extáticas, que o corpo inteiro deles/delas estava
cheia de energia divina, e eles estavam explodindo de energia,
e eles estavam perdidos naquela energia -- isso foi chamado
de ORGIA. Era uma cerimônia pagã religiosa; era algo como
Tantra. Era Dionisíaca. A palavra ' orgasmo' vem daquela
cerimônia.
Homens também raramente sentem isto. Quando seu corpo
inteiro pulsa, não só seu órgão sexual mas seu corpo inteiro
pulsa, do dedo do pé à cabeça se torna um orgasmo sexual,
você se torna um órgão sexual.... Isso é o símbolo de Shiva;
você deve ter visto na Índia o Shiva-linga. Você às vezes pode
estar desejando saber, " Onde os olhos estão e onde o nariz
está e onde a boca está e onde as pernas estão? e que tipo de
imagem é esta "?

Este é o símbolo de orgasmo: quando o corpo inteiro se


transforma em um órgão sexual. Dos olhos, boca, corpo, --
tudo desaparece na sexualidade, na sensualidade, em uma
imensa sensibilidade. Isso é o significado de Shiva-linga.

O orgasmo ficou impossível porque você não pode ir


totalmente com o fluxo. E com orgasmo sendo impossível mil
e umas doenças prevalecem no ser humano. Wilhelm Reich
tem razão que se nós pudermos trazer de volta o orgasmo
para a humanidade, quase noventa por cento das doenças
mentais IMEDIATAMENTE desaparecem--como gotas de
orvalho pela manhã quando o sol vem.

Noventa por cento de doenças mentais existem porque o ser


humano esqueceu como estar rejuvenescido em Deus, como
entrar na energia divina, e se ressuscitar. Essas energias
bloqueadas estão criando problemas. Mas agora... primeiro o
clérigo criou a culpa, agora o psicanalista está contra Wilhelm
Reich -- porque, onde irá o psicanalista ele se noventa por
cento das doenças mentais desaparecem? se Reich tem razão,
então o que dizer sobre os Freudianos e os Adlerianos e os
Jungianos e outros--o que acontecerá a eles? Reich foi
condenado como louco, foi forçado na prisão--e ele foi um dos
maiores gênios desta era que teve um insight real. Mas isto
que nós sempre fazemos: nós crucificamos! Ele morreu
condenado como um louco em uma prisão.

O ser humano não mudou muito dois mil anos se passaram,


mas nós vamos fazendo igual ao que se fez com Jesus. Agora,
este homem estava liberando uma verdade muito e muito
significativa--as doenças mentais do ser humano continuarão e
irão ficar maior e maior, e logo será impossível tratar do ser
humano. De quatro, três pessoas já são anormais, e o quarto
só está a caminho, a qualquer momento.... Esta não é uma
boa situação!

Reich tem razão que algo tem que ser feito. Primeiro o padre
está envolvido, agora o padre moderno é o psicólogo,
psiquiatra, psicanalista. Primeiro o padre fez investimento
fazendo as pessoas se sentirem culpadas; ele criou a culpa.
Porque da culpa, ele parou as pessoas de sentirem orgasmo. E
agora o psicanalista está desfrutando dos resultados -- a
profissão dele está florescendo como qualquer coisa. A sua é a
profissão mais necessária e a maioria das pessoas o respeita.

Os médicos não são tão mais necessários tanto quanto é


preciso do psicanalista, porque o corpo está melhorando
diariamente e a mente está cada vez pior.

A culpa criou a patologia humana.

No futuro, o padre não será necessário mas o psicanalista.


Ambas essas profissões são anti-humanas; elas deveriam
deixar de existir. Mas elas só podem deixar de existir se o ser
humano estiver livre da culpa, caso contrário eles não podem
desaparecer.

Assim, mesmo se você se sentir culpada, vá com o fluxo da


vida. Ignore a culpa. Deixe a culpa estar lá; apesar disto, vá
com o fluxo! O mais que você flua, o mais você será capaz de
dominar e evitar ser dominada pela armadilha da culpa você
poderá se dominar a tempo. Você poderá sair daquela prisão
da culpa.

A pessoa tem que sair disto, caso contrário a vida será uma
longa angústia, triste, sem sentido.

Osho, Walk Without Feet, Fly Without Wings, and Think


Without Mind
Chapter Title: Playfulness is Heaven.

Tradução: Sw. Anand Goloka

Copyright © 2009 Osho International Foundation