Sunteți pe pagina 1din 341

Guia de treinamento

TopSolid’Design
TopSolid’Design 2007
2007
ii
Créditos
Apostila de TopSolid’Design 2006
Training Center

Software
TopSolid 2006 versão Português –

Autoria
Beethoven Inácio Gregório
Aline Sayuri Yashida Kayaki
Ricardo Dick

Projeto Didático
Beethoven Inácio Gregório
Aline Sayuri Yashida Kayaki

Projeto Gráfico
Aline Sayuri Yashida Kayaki

Editoração e Coordenação
Beethoven Inácio Gregório
Aline Sayuri Yashida Kayaki

Revisão Técnica
Glauber Longo

iii
Créditos
TopSolid

© 2006 Missler Software Brasil. Todos os direitos reservados.


Rua Dr. Diogo de Faria, 1087, Vila Mariana São Paulo.
Nenhuma parte deste documento poderá ser copiada, armazenada em um sistema capaz de produzir
uma cópia, transmitida ou revelada, de qualquer maneira, ou por qualquer processo manual, elétricos,
eletrônicos, eletromagnéticos, químicos, visuais ou por qualquer outro processo, sem a autorização
formal por escrito da Missler Software Brasil.

Missler Software, TopSolid’Design, TopSolid’Progress, TopSolid’Wood, TopSolid’CAM, TopSolid’Mold,


TopSolid’Castor, TopSolid’Eletrode, TopSolid’PunchCut, TopSolid’Wire, TopSolid’Control, TopSolid’PDM
são marcas registradas da Missler Software.

TopSolid é uma marca registrada da Missler Software.

TopSolid é o nome do produto da Missler Software.

O software discutido neste documento é fornecido sob uma licença e pode ser usado ou copiado
somente de acordo com os termos desta licença.

Rev. 01.1-0107

iv
v
vi
Introdução
Introdução

2
Introdução
Pré-requisitos
Os participantes devem estar familiarizados com o sistema operacional Microsoft Windows. Deve
estar também familiarizados com os princípios e práticas associadas com projeto mecânico.

Sobre o curso e manual


Este manual está planejado para ser usado como um ensino em sala de aula. O manual em si não é
deste modo um documento de auto-ensino e não cobre cada aspecto em detalhe. Os exercícios no
manual são feitos para serem explicados e sustentados por um instrutor experiente.

Sobre o software
O TopSolid é um produto CAD moderno que trabalha no ambiente Windows. O TopSolid é o produto
do centro de uma família de soluções de software integradas desenvolvidas pela Missler Software que
oferece uma solução mecânica geral global e integrada para ambos projetos e manufatura.

A família de soluções inclui:

• TopSolid'Castor: FEA análise de estruturas em termos de volumes de vigas e cascos


• TopSolid'Motion: cálculo dinâmico do movimento
• TopSolid'Mold: projeto de molde e ferramentas
• TopSolid'Progress: projetos de ferramentas de progressão e estampo
• TopSolid'Fold: projeto e desdobra de aplicações de chapa de metal

O resultado • TopSolid'PunchCut: puncionamento, nibbling e corte para aplicações em chapa de


metal
• TopSolid'Cam: Usinagem 2D/3D de 2 à 5 eixos, torneamento e erosão a fio EDM

Esses produtos dividem a mesma interface do usuário e banco de dados associativos. Para cada
módulo, a Missler Software oferece um produto com associatividade CAD/CAM real, deste modo
evitando a duplicação de informações transferidas entre os departamentos de engenharia e manufatura.

É um impressionante ganho na produtividade. Para que tudo isso seja possível, o TopSolid executa
um método de projeção usando funções e componentes que já contém a informação necessária para a
montagem e a manufatura.
3
Introdução

Geral

A Interface TopSolid

Barra de status
Fornece a regeneração e permite que o usuário ajuste rapidamente os níveis, cores etc. e ajuste
tolerâncias e peças invisíveis. Clique diretamente no valor para mudá-lo.

4
Introdução
Funções do mouse

As diferentes funções são associadas com os três


botões do mouse.

Botão Esquerdo (BE):


• Seleção de qualquer função dos menus
• Seleção de um elemento (seleção dinâmica) ou criação de
um ponto

Botão do Meio - Scroll (BM):


• Criação de pontos no plano atual quando clicado (avançado)
• Zoom dinâmico utilizando o Scroll
• Pan dinâmico enquanto pressionado

Botão Direito (BD):


• A primeira opção do comando atual é aceito quando o botão
direito é utilizado.
• Ou o menu contextual do comando atual é exibido enquanto
manter pressionado.

Mais três usos importantes

1. Intersecção de 2 itens: Para obter a intersecção de dois itens


mantenha BE pressionado na área gráfica longe da área da intersecção e
então mova sobre a intersecção e solte BE; - O tamanho do quadrado pode
ser mudado usando as teclas + e – do teclado.

2. Seleção rotativa de itens: Quando o mouse é movido sobre um item, o


item mais próximo é destacado automaticamente se este não for o item
desejado, mantenha BE pressionado e utilize BD permitindo a seleção rotativa
através dos itens na posição atual. Quando o item correto for destacado solte
o BE do mouse.

3. O BM tem uma propriedade mais distinta na qual enquanto desenhar linhas pela instância ele
criará sempre um NOVO ponto mesmo se você clicar sobre um existente

1 – Aqui nós Se nós movermos um


desenhamos 2 ponto comum, então nós
linhas separadas veremos ambas as
que se juntam em linhas alteradas
um ponto. Todas permanecerem juntas.
feitas com o BE

2 – Aqui nós
desenhamos 2 Se nós movermos o
linhas separadas ponto comum nós
que se juntam em veremos que duas
um ponto, porém a linhas são de fato
segunda linha foi separadas e podem ser
desenhada com movidas
BM. independentemente.

5
Introdução

Funções

Os ícones
Existem dois tipos de ícones no Topsolid, ícones simples e ícones com opções.

Os ícones simples executam a função com um clique simples com BE.

O ícone com opções usando BE no ícone seleciona o comando como mostra acima.

• Se você usar BE a opção selecionada se torna a opção padrão para a próxima vez que você usar
esta função

• Se você usar BD a opção padrão não muda

Usando a barra de ícones Contextual


A maioria das funções são agrupadas juntas no
contexto usando a barra de contexto (a barra vertical de
ícones localizados à esquerda da tela) Selecionando um
ícone irá modificar as funções exibidas na barra de
funções (barra horizontal de ícones localizada abaixo da
barra do menu de edição), e em alguns casos os menus
são mudados também quando você modifica o contexto
atual.

Os botões
• Caixa de entrada de valores, quando o TopSolid precisa entrar com os valores do usuário, será
exibida uma caixa vazia. Neste caso, a entrada de dados é feita diretamente via teclado

• Os botões sem menus

• Este permite trocar entre várias opções. Por exemplo, para desenhar vários
círculos padronizados Diâmetro é selecionado. Um clique no botão para trocar o
comando para Raio.

6
Introdução
• Alguns permitem a seleção das opções de um
menu. Por exemplo, a Transformação possui uma
caixa mostrando as outras opções disponíveis
como mostra aqui:

Ações do teclado

O BE pressionado junto ao Control permite a rotação dinâmica, ao Shift permite o pan dinâmico e
ambas as teclas permite o zoom dinâmico.
As teclas de função no TopSolid tem as seguintes utilidades: assim como as funções normais do
windows.
Atalho Função
F1 Ajuda on line
Informação do elemento indicado pelo
F2
cursor do mouse
F3 Zoom dinâmico
F4 Translação dinâmica
F5 Rotação dinâmica /X
F6 Rotação dinâmica /Y
F7 Rotação dinâmica /Z
F8 Perfil dinâmico
F9 Rotação esférica
F10
F11 Reorganização das janelas flutuantes
F12 Abre / fecha janelas flutuantes
Tab Comuta de um campo para outro
ENTER Atalho para o ponto de origem 0,0,0
Esc Aborta a função atual
Atalhos definidos pelo usuário podem ser criados utilizando o menu Ferramentas, Opções.

Digitando coordenadas

Coordenada cartesiana: define coordenadas de que os valores são absolutos do sistema de


coordenada de origem ativo (X, Y, Z). Vírgulas separam os valores, o valor de Z é opcional.
Ex: 12,45,21

Coordenada polar: define comprimento de coordenadas polares no plano XY, ângulo e uma altura em Z
(comprimento; ângulo, z). A altura Z é opcional.
Ex: 20;45,5

Coordenada esférica: define o comprimento de coordenadas esféricas no plano XY, ângulo em XY e


então o ângulo em YZ vista da direção atual (Comprimento; ângulo1; ângulo2).
Ex: 5;45;30

Coordenada relativa: define coordenadas relativas do ponto anterior especificando as coordenadas


antecipadas com o símbolo &.
Ex: &10,10,10

7
Introdução

O compasso

Um compasso que permite a mudança na vista de orientação está


disponível em cada vista. Em sua posição padrão, ele representa o sistema
de coordenada atual de orientação.
Cada parte do compasso permite que você faça ações dinâmicas das
vistas ao longo da direção, rotação centralizada, rotação em torno dos
eixos, translações.
Em sua posição padrão, o compasso mostra a orientação da grade
atual.
Ele é utilizado para manipular a vista. Ele possui partes sensíveis, cada
parte que permita ações a serem executadas: i.e. orientação ao longo de
uma direção, rotações centralizadas, rotações ao longo dos eixos, translações.

Transformação Área(s) para clicar

Deslocamento
da
vista
(Panorâmica)

Rotação
esférica

Rotação ao
longo
de um eixo

Rotação em torno de X Rotação em torno de Y Rotação em torno de Z

Modificação de
uma
orientação da
vista

Vista ao longo de X Vista ao longo de Y Vista ao longo de Z


(Lateral) (Frontal) (Topo)

8
Introdução

O compasso pode ser posicionado onde quiser na vista ou preso


a um elemento do documento movimentando seu ponto de centro.
Prendendo o compasso a um elemento permite que o usuário:
• manipule a vista de acordo com a nova orientação do
compasso: rotações ao longo dos eixos ligados…
• crie uma grade na ligação (acessado via menu do contexto
sensível, BD)
• crie uma grade atual na ligação (acessado via menu do contexto
sensível, BD)
Uma grade simbólica representando a grade atual é mantida na
posição padrão do compasso se ele for movido (se enganchando ou
ficar livre na vista).
Quando o compasso tiver sido movido, ele deve ser movido de volta para sua posição inferior
esquerda da tela e vice versa, por duplo clique.
O compasso pode ser temporariamente ocultado através do seu menu contextual sensível. Use o
menu contextual sensível da grade padrão para fazê-lo reaparecer.
Quando o compasso não aparece na vista (se ele tiver sido preso a um elemento que tiver passado
for a da vista), ele deve ser recuperado clicando na grade padrão.

9
Introdução

Apresentação das principais funções

Novo Documento:

Existe no TopSolid, duas grande famílias de documentos; os .TOP para a concepção 3D e os .DFT
para a 2D. Para cada uma dessas famílias, o TopSolid propôs um conjunto de modelos padrão.
(Sem modelo, 1 Sistema de coordenada, 3 Sistemas de coordenadas, A4, A3…). É possível criar
seus próprios modelos,
basta salvar o modelo
em .TOP ou .DFT
dentro do diretório
CONFIG\TEMPLATE\.

Abrir um documento existente:

O TopSolid abre arquivos .top e .dft que são os padrões mas também os arquivos de interface:
STEP, IGES, DXF, DWG, Parasolid, ACIS, VDA, Solid Works, Solid Edge… as interfaces nativas:
CATIA e ProEngeneer são igualmente disponíveis na opção abrir.

Nota: Novo cria um novo documento. O botão Configurar é ativado dependendo do tipo da interface do
diretório do arquivo utilizado.

Salvar ou Salvar como (se o arquivo ainda não possui nome).

Os arquivos modelados são registrados em .top e os arquivos 2D em .dft.


Dentro da barra de títulos, se o nome do arquivo estiver com um * é possível modificar o desenho
mas ele não será salvo até o momento
Possibilidade de salvar em VRML (para importações pela WEB), STEP, IGES, DWG, DXF…

Imprimir:

Esta função permite fazer a impressão do seu modelo tanto em 2D ou 3D renderizado ou não.

Impressão da área gráfica da tela.


Impressão da janela selecionada com BE.
Impressão com as dimensões do papel com uma escala escolhida.

10
Introdução

Desfazer global:

Desfaz todas as ações realizadas com a função atual mas não sai, para sair da função utilize a tecla
Esc.

Desfazer:

Desfaz a ação anterior com a função atual.

Excluir elemento:

Exclui os elementos selecionados. A opção TODOS OS ELEMENTOS permite, após a confirmação,


excluir o documento atual.

Extrair elemento:

Esta função permite extrair um elemento (ponto, linha…) ou uma operação (furação, união…). O
elemento ou a operação será excluído, mas os elementos concebidos para sua criação são
conservados.
Exemplo :

Ponto a extrair

Inserir elemento:

Esta função permite inserir um elemento (ponto, linha, círculo...).

Ponto a inserir

Modificar elemento:

Esta função permite modificar um elemento ou uma operação (contorno, raio, ponto,
transformação…).

Mover pais:

Movimenta um elemento e seus elementos de construção se os elementos não forem completamente


restringidos, o Topsolid mostrará dinamicamente as possíveis posições.

Contorno:

Cria contornos sobre linhas de esboço existentes, ou na grade do sistema de coordenada ativo,
contornos fechados são automaticamente criados quando o ponto inicial é selecionado novamente.

11
Introdução

Criar contorno por esboço:

As linhas de esboço são criadas com relação aos pontos ou elementos, as caixas de opções permitem a
mudança dos ângulos etc.

Criar formas por extrusão:

Esta função permite gerar s elementos em superfície ou sólido por extrusão de um perfil. Um perfil
aberto gera uma superfície e um perfil fechado gera um sólido.

Criação de peças revolucionadas:

Esta função permite gerar de elementos em superfície ou sólidos através de uma rotação em torno
de um eixo.

12
Introdução

Desenhando contornos

Existem dois modos de desenhar contornos, uma clicando ponto a ponto ou alternativamente traçando
sobre uma construção geométrica.

Contorno simples

Para definir o contorno usando pontos, linhas são esboçadas definindo os pontos relevantes da peça. As
dimensões / ângulos atuais da forma são definidos após pelo dimensionamento.
Uma vez que a forma tiver sido desenhada você pode usar Modificar para
mudar as condições de um vértice (chanfro, arredondamento ou nenhum) ou
entre dois pontos você pode mudar o tipo de ligação (linha, arco, tangente)
Dependendo se você selecionou próximo a uma extremidade ou no meio de um
lado.

Criação a partir das linhas de construção

Para definir o contorno, o usuário utiliza elementos básicos de


esboço (linhas, círculos, etc.). As dimensões do contorno
dependem das dimensões e posições das linhas de esboço.

13
Introdução

O que significa paramétrico?


O modelamento paramétrico permite ligar a parte automaticamente à geometria básica da qual ele foi
criado, então as mudanças podem ser atualizadas automaticamente através do processo de design.
Um exemplo simples é como segue.
Em um sistema tradicional de cad, quando o operador cria um ponto na intersecção de duas linhas, o
ponto é criado, mas se uma das linhas for movidas depois, o ponto não moverá automaticamente com
ele.
Em um sistema paramétrico, quando o operador cria um ponto na intersecção de duas linhas ele
armazena esta operação, então se uma das linhas moverem depois, o ponto é atualizado
automaticamente para assumir o novo ponto de intersecção.

14
Introdução

Os sistemas de coordenada ou grade

Um sistema de coordenada permite a criação de um plano de trabalho para a construção dos elementos.
Quando nós iniciamos um novo documento (associativo 3 SisCoord mm) existem três sistemas de
coordenada, o absoluto XY e os sistemas de coordenada XZ e YZ.
Para mudar ou criar um sistema de coordenada, selecione na barra de edição a função Sistema de
coordenada atual então selecione uma face ou um sistema de coordenada.
No exemplo, é necessário selecionar a face amarela.

Várias formas de sistema de coordenada são disponíveis e essas podem ser acessadas da barra de
ferramentas do sistema de coordenada.

OBSERVAÇÃO
• Este ícone permitirá que você ajuste qualquer sistema de coordenada como atual ou ativar um.
• Este ícone exibe a barra de ferramentas do sistema de coordenada e permite que o usuário crie
um novo sistema de coordenada.
• Se usado sozinho, o sistema de coordenada criado NÃO se tornará automaticamente atual, entretanto
se você utilizar primeiramente , o sistema de coordenada resultante IRÁ automaticamente se tornar
atual.
O sistema de coordenada atual (ou ativo) é desenhado em uma linha mais grossa.

Os sistemas de coordenada mais usados são:

Sistema de coordenada no ponto

Sistema de coordenada em 3 pontos

Sistema de coordenada na curva

Sistema de coordenada na curva e ponto

Sistema de coordenada na face e ponto

Sistema de coordenada na face restringido

Duplicar sistema de coordenada

15
Introdução

Exemplos de seu uso:

Sistema de coordenada no ponto: Constrói um sistema de coordenada posicionado em um


ponto, pegando a orientação do sistema de coordenada atual.

Sistema de coordenada na curva e ponto: Permite que você crie um sistema de coordenada
baseada em uma curva e ponto. A curva define a orientação do sistema de coordenada (XY normal em
relação à curva), o ponto define sua posição.

Sistema de coordenada na face restringido: Cria um


sistema de coordenada posicionado em uma face com relação às
arestas ou faces próximas. O botão DINÂMICO permite procurar
por estas ou laterais próximas usadas.
Nota: Muito simples como as duas dimensões permitem facilmente
que o sistema de coordenada seja movido depois.

16
Introdução

Sistema de coordenada duplicado: Cria uma cópia de um sistema de coordenada aplicando uma
transformação, translação, rotação, etc.

17
Introdução

Pontos

Pontos são elementos que incluem uma posição distinta. Eles são mantidos durante o modo de design
associativo. Os pontos são utilizados para juntar dimensões, impor restrições dimensionais e
posicionais. Diferente do “modo design livre” e “modo curvas não associativas”, os pontos são excluídos
imediatamente assim que a função for alterada, já que eles não podem restringir um elemento.
A criação de pontos no TopSolid é realizada de vários modos: Primeiro de todos, durante a construção
de curvas b-splines, o usuário realmente vai traçando os pontos sem criá-las. Esses pontos
compreendem, por exemplo, o centro de um círculo que está posicionado na grade, uma linha que é
ligada no final de uma curva existente, etc. O outro método é usar uma função específica para a criação
do ponto, escolhendo o menu Ferramentas, Pontos ou a barra de ferramentas de pontos.

Os sistemas de pontos mais usados são:

Ponto de intersecção: ponto na intersecção de 2 curvas.

Ponto médio: um ponto criado entre outros 2 pontos.

Ponto chave central: um ponto no meio de um elemento. (linhas ou círculos).

Ponto na curva: cria um ponto unido a uma curva.

Ponto de baricentro: um ponto no centro da gravidade.

Duplicar ponto: um ponto duplicado que é transladado do original.


Eixo-curva/plano-face ponto de intersecção: O ponto de intersecção entre um eixo/curva e um
plano/face permite que você crie um ponto de intersecção entre uma curva ou um eixo em uma
face ou plano.

Usando pontos

Ponto de intersecção: cria um ponto de intersecção


entre curvas.

Ponto médio e ponto chave central: cria um


ponto de centro dos arcos e então o ponto médio entre os
dois pontos centrais.

18
Introdução

Ponto na curva: cria um ponto na aresta superior do cilindro.

É possível combinar as estruturas com pontos nas


estruturas com ícones mostrando um ponto vermelho.
Por exemplo, no seguinte caso, uma estrutura na face e
um ponto serão criados, e o ponto irá corresponder a um
ponto médio entre outros 2 pontos (que são atualmente
os pontos de centro dos 2 círculos).

Transformação e associatividade
Uma peça ou elemento pode ser transformado ou
movido de um lugar para outro. Ou ele pode ser
duplicado (uma vez ou várias). A maioria das
propagações comuns são translação e rotação,
mas pode ser simétrico, simetria dupla, retangular,
etc... A questão importante com relação à
associatividade do mecanismo é: o que acontece com os pais quando uma propagação é aplicada?
Existem várias opções para o usuário escolher dela e a escolha correta dependerá do efeito desejado.

Funções mover e rotacionar


Essas 2 funções aplicam a translação e a rotação dos pais do elemento selecionado. O elemento inteiro
será afetado. Para elementos como linhas ou círculos e formas simples terão um pequeno impacto. Mas
se uma parte que você está aplicando uma função mover ou rotacionar tiver outras partes baseadas
dele, o resultado também será aplicado para essas partes, podendo não dar o efeito desejado.

Repetir ou duplicar?
Quando aplicamos uma propagação, pode ser útil se o número de elementos resultantes era para ser
um parâmetro, e então ser mudado depois. A função Editar, Repetir permite isso, entretanto, a função
Editar, Duplicar não o faz (mas ele é menos complexo em termos de associatividade). O principal efeito
da função Repetir é criar um elemento do nível superior a outras cópias, e as cópias em si são de fato
consideradas completamente novos elementos. Por exemplo, você pode ter detectado um elemento
dentro da repetição para acessá-lo.

Repetir (ou não) qualquer modificação do original?


Os elementos duplicados ou repetidos podem ser permitidos para seguir qualquer nova operação
(chanfro, furos, ...) aplicados no original. Ele deve ser ajustado pelo usuário. Pelo padrão, as operações
subseqüentes para a original serão aplicadas nos elementos duplicados ou repetidos também.

Ligado ou cópias independentes?


Se você quiser simplesmente copiar um elemento sem qualquer ligação, volte ao original, utilize Copiar
sem opção de referência. Este tem o efeito de quebrar a associatividade entre a original e suas cópias.

19
Introdução

Selecionando elementos

A maioria das funções requer que você selecione


elementos. Por exemplo, para criar um chanfro, você
precisa selecionar arestas ou faces para quebrar.

Selecionando um elemento
Simplesmente clique no elemento que você quer
selecionar. Observe que os itens mudam de cor para
vermelho quando o cursor passa sobre eles. Você pode
ajustar as opções de seleção clicando com BE sobre XYZ
na barra de status.

Selecionando por janela


Na área de trabalho, arraste um retângulo de seleção
pressionando BE e arrastando o cursor através da área
retangular. Os elementos que estão completamente dentro
do retângulo são selecionados.

Selecionando elementos ocultos


Às vezes o item que você queira está atrás ou oculto por
um outro elemento.
1- Mantenha BE quando você quiser fazer a seleção.
2- Clique com BD para destacar em vermelho os
elementos ocultos que você queira selecionar. Solte BE
para confirmar sua seleção.

Mudando a seleção
Clique novamente sobre um item para cancelá-lo antes da
validação.

20
Introdução

Selecionando múltiplos elementos


Para selecionar mais de 1 elemento, clique sobre o ícone
de seleção e selecione elemento por elemento com BE,
arraste uma janela de seleção com BM. Em outros casos,
use ícones de critério para selecionar pelo tipo do
elemento, todos, por tipo, por cor, por nível... Para
usuários avançados, use as operações Booleanas para
combinar seleções, ex: selecionar todas as linhas
vermelhas, todos os elementos exceto as do nível 1...

Selecionando pela árvore de construção


Você pode selecionar peças, operações, contornos,
sistemas de coordenada no modelo clicando sobre seus
nomes na árvore de construção.

Detectando um elemento
Pode ser muito útil selecionar um elemento que esteja
incluído em um grupo ou em um componente. Use o ícone
de detecção para selecionar um elemento dentro de um
grupo de elementos.

21
Introdução

22
Criando contornos
Técnicas

A maioria das operações no TopSolid começam com um contorno. Tornando fundamentais as


ferramentas de Curvas. Por essa razão são muito importantes.
Neste capítulo você verá os diferentes tópicos:
• Onde estão as funções de Curva?
• O que é um contorno?
• Trabalhando com contornos
• Dimensionando contornos
• Quando eu devo usar as diferentes técnicas de contorno?
Na seção de exemplos você criará diversos tipos de contornos as quais usam as informações
técnicas descritas aqui.
Criando Contornos

24
Criando contornos

Onde estão as funções de contorno?


Elas estão localizadas no menu Curvas e algumas delas estão acessíveis na barra de
ferramentas de serviço (comandos). A primeira parte do menu é dedicada à criação das curvas
(contorno, linha de esboço...), a segunda parte é para operações nas curvas (limitar, unir,
arredondamento...).

O que é um contorno?
É um elemento em arame geralmente necessário para criar peças. Eles são diferentes tipos de
contorno, como básico (círculo, linha...), ou pontos e / ou contorno de esboço. Outro modo para
criar um contorno é usar operações (unir, limitar,...) para obter um contorno construtivo.

Contorno básico
Algumas vezes para uma simples forma, um
contorno básico será necessário para definir
uma geometria como círculo, linha, elipse e
retângulo...
Você pode modificá-los com seus próprios
elementos de controle, como pontos e
parâmetros.

Contorno
Um contorno pode ser definido usando 3
métodos:

Por pontos
Cria diretamente o contorno selecionando
pontos definindo um polígono.

Por mistura de pontos e esboços (híbrido)


É um contorno combinando ambos os métodos
anteriores, chamado de contorno híbrido.
Usando pontos com curvas básicas é
usualmente vantajoso para evitar a criação de
outros elementos.

Por esboço
Primeiramente crie contornos básicos (círculos,
linhas de esboço). Então defina um trajeto
passando sobre os elementos básicos

25
Criando Contornos

Contorno construtivo
É um contorno resultante da curva base com operações.
É exatamente como criar uma peça: você começa da
base, e então você adiciona operações como limitar,
unir, arredondamento, chanfro... Operações como fundir
permitem que você defina um perfil combinando 2 peças
de 2 contornos diferentes.

Trabalhando com contornos

Criando contorno

Usando a função contorno você pode criar contornos por


pontos e / ou por esboço.
Para criar um ponto passando pelo contorno, você deve
fornecer suas coordenadas ou selecioná-las na grade
Para usar um elemento existente para criar seu
contorno, selecione sobre o elemento o lugar que você
quer que o contorno passe. A forma do contorno
depende do tipo do(s) elemento(s) usado(s) e onde no
elemento selecionado.O ponto selecionado no elemento
é importante para definir a restrição certa (tangente ou
perpendicular)

Modificando as propriedades do contorno

Ligações
Você pode modificar as seguintes ligações entre
elementos:

Intersecção (ligação pelo padrão)


Estendendo elementos vizinhos até suas intersecções.

Linha
Criando uma linha entre elementos consecutivos, a
linha é construída em relação tangencial ou
perpendicular para a seleção de pontos.

26
Criando contornos

Arco
Cria um arco circular entre elementos adjacentes.

A direção de uma ligação arco é escolhida como uma


função de seleção de pontos. Entretanto, você pode
mudar as direções a qualquer momento durante a criação
do contorno. Para inverter uma ligação arco, selecione-a.

Junções
1 2 Você pode também modificar o tipo de
junção que você queira em cada vértice:
1- nenhum: o vértice é a intersecção de 2 elementos,
2- arredondamento: cria um arredondamento no
vértice,
3- chanfro: cria um chanfro no vértice.

Inserindo sobre um contorno


Uma vez que você tenha criado seu contorno, você
pode inserir os elementos entre 2 pontos do contorno.
Este elemento pode ser um ou mais pontos, ou uma
entidade de esboço. Use Editar | Inserir para realizá-la.
Quando inserir um ponto, use BM para fazer a criação
de um ponto.

27
Criando Contornos

Dimensionando contornos
Existem 2 métodos complementares para dimensionar contornos. Uma vez que você
tiver definido um contorno, você pode dimensioná-lo automaticamente ou manualmente.

Dimensionamento automático
O dimensionamento automático dimensiona todas as
dimensões de controle. Entretanto, o modo
dimensionamento automático pode resultar em
muitas dimensões. Você pode excluir as dimensões
que você não precisar. Se seu contorno está
corretamente restringido, você pode modificar usando
as dimensões restantes. O resultado depende do
método usado pelo contorno: pontos (1), esboço (2),
híbrido (3) ou construtivo (4).

Dimensionamento manual
Quando você dimensionar manualmente um
contorno, usando Ferramentas | Dimensão cuidado
para não ter sobre-dimensão de modo que você
possa modificar seu contorno usando as dimensões.

Variamétrico
O termo variamétrico significa que você pode
modificar as dimensões do contorno por pontos. Uma
vez que você definiu seu contorno por dimensões por
pontos, você pode modificar essas dimensões. Para
dar um resultado mais exato, o programa interpreta a
forma da sua curva e adiciona as restrições implícitas
que são dependentes das dimensões já criadas e o
contorno em si.
Quando você modificar uma das dimensões de 6 no
contorno à direita, somente esta dimensão é
modificada. Se, entretanto, você criar à mesma
modificação no contorno à esquerda, ambas as
dimensões são modificadas. No segundo caso, o
programa adiciona uma restrição de alinhamento
implícito entre as 2 dimensões opostas. Cada vez
que este contorno é modificado, a restrição é
respeitada.

28
Criando contornos

Código de cores

1-Verde: dimensões de controle com restrição ativa


2-Amarelo: dimensão controlada exibindo o valor da
informação (o elemento controlado não pode ser
modificado)
3-Vermelho: dimensão inválida exibindo um valor
impossível (por exemplo, 0 para um raio)
4-Roxo: problema relacionado à cor do elemento

Tipo de extremidade

5-Círculo: lateral controlando um ponto


6-Seta: lateral controlando uma linha ou uma face (2 setas criam uma restrição perpendicular
implícita)

Dimensões especiais

7- =valor=: restrição de simetria axial.


8- Øvalor: usada para exibir um diâmetro, metade do diâmetro ou metade da vista

Tipo de dimensão
O TopSolid suporta diferentes tipos de dimensionamento, de modo que você possa distinguir
rapidamente entre elas. Cada tipo de dimensão tem uma cor associada a ela. Uma dimensão
pode ser uma dimensão de controle, apenas um controle ou uma dimensão inválida.

Dimensão de controle
As dimensões de controle são exibidas em verde. Elas permitem que você modifique o
elemento que ela dimensiona, assim a origem de seu nome “dimensão de controle”
Para modificar um elemento usando suas dimensões de controle, use Parâmetro | Modificar
sobre a dimensão, ou Editar | Modificar sobre a dimensão com a opção parâmetros.

Dimensões controladas
Um detalhe da dimensão é exibido em amarelo. Essas dimensões são somente para referência,
você não pode usá-la para modificar seus elementos de referência. Você pode obter
rapidamente uma dimensão detalhada dimensionando uma linha por 2 pontos.
Dimensões controladas têm somente valores de referência. Consequentemente, você não pode
modificá-las usando Parâmetro | Modificar. Entretanto, você pode exibir essas dimensões para
todo o valor que você desejar.

Dimensão inválida
As dimensões de controle que são “inválidas” são exibidas em vermelho. Quando isso ocorre,
a dimensão é exibida em um valor que é incompatível com suas outras dimensões. Uma
dimensão inválida exibe 2 valores, a dimensão inválida entre parênteses e o valor medido. Em
geral, quando isto ocorre, as dimensões aplicadas a seu elemento que impõe também várias
restrições. Você pode modificar seu valor usando Parâmetro | Modificar.

29
Criando Contornos

Modificando a dimensão

Use Editar | Modificar para mudar sua propriedade. O resultado depende da parte da
dimensão que é selecionada
Se você selecionar a dimensão, você pode:
Modificar o valor clicando sobre o parâmetro
Reposicionar diretamente a dimensão se você selecionar a linha da dimensão
Mudar um elemento de referência se você selecionar uma linha de chamada
Modificar as propriedades clicando sobre a aparência
Mover o texto da dimensão clicando em exportar
Deslocar o texto clicando em deslocar
Ativar, desativar dimensões restringidas simetricamente clicando em restrição.

Quando eu devo usar diferentes técnicas de contorno?

O método ponto é particularmente adaptado para desenhar formas baseadas em polígonos


como formas revolucionadas, peças em chapas de metal... Entretanto o método esboço parece
ser uma aproximação mais extensa para projetar vários contornos e visualizar como outros
esboços usuais. Criar um contorno híbrido pode ser de muita ajuda quando inserindo ou
modificando contornos complexos.
Finalmente o método construtivo é adaptado quando você pensa em termos de projetos 3D
design, usando a base da curva geométrica e operações.

30
Criando contornos

Exemplo: Contornos para uma biela


Nesta seção você verá vários exemplos ilustrando diferentes técnicas que você viu
anteriormente.
Primeiramente na haste de conexão, você verá a maneira mais simples com um contorno
básico. Então você criará um contorno híbrido, para desenhar o corpo de conexão.
Em seguida você irá trabalhar no anel elástico, criando um contorno esboçado. Finalmente você
irá definir o eixo do pistão, usando o método construtivo.

Criando contornos básicos da haste

1-Crie 2 círculos básicos, um na origem


e o outro alinhado no eixo +Y (selecione
um ponto na grade)
2-Dimensione os centros dos círculos e
Modifique os valores como mostrados à
direita

Definindo o contorno do pistão

3-Crie o eixo do círculo


4-Crie um contorno híbrido selecionando
uma parte do pequeno círculo e
selecionando 2 pontos na grade como
mostrado.
5-Dimensione os pontos do contorno do eixo do círculo,
aplicando uma restrição de simetria no eixo Y com Editar
| Modificar

Desenhando o contorno do corpo da haste

6-Crie um contorno por pontos selecionando os 2 pontos


anteriores na grade.
7-Dimensione os pontos abaixo do contorno do eixo
inferior usando as mesmas técnicas que antes.

31
Criando Contornos

Criando o contorno do anel

1-Crie 2 círculos centralizados na origem.(Ø30 eØ40mm)


2-Desenhe uma linha de esboço a 120° passando pela
origem.
3-Crie um offset na linha de esboço.(3mm)
4-Crie um círculo por 2 pontos como mostrado.
5-Crie uma duplicação usando eixo simétrico em Y para
duplicar o círculo pequeno e a linha.

6-Crie um contorno pelo esboço selecionando o trajeto sobre


os contornos básicos. Certifique-se de que seu contorno
está fechado.
7-Use Editar | Modificar sobre o contorno para modificar as
junções com arredondamentos de R2mm em cada lado.

Criando eixos

1-Desenhe 2 contornos retangulares.


2-Dimensione as distâncias entre os retângulos com restrição paralela.
3-Crie o contorno construtivo use fundir selecionando ambas as partes para manter os
contornos básicos. Os contornos básicos não devem ser tangentes

32
Criando contornos

Contorno por pontos

Neste exercício iremos abordar:


• A construção de um contorno por pontos
• As restrições de alinhamento
• As dimensões de controle
• A união de um perfil
• O chanfro no perfil
• Os elementos de controle

Abra um novo documento TopSolid’Design.

Escolher entre os modelos padrões o modelo « Associativo1 Sistema de coordenada ».

Grade

Estendidod
ue

Compasso
Sistema de coordenada absoluto

Utilizar a função Modificar Elemento


para modificar as características do Comprimento dos eixos do
sistema de coordenada. Sistema de Coordenada

Modificar o passo da grade para


10mm.
Atenção, o fator de snap é 2, o passo Dimensão do estendido

da grade magnética passa ser 5mm.


Ativar / Desativar o estendido,
a grade, a grade magnética Espaçamento dos pontos
da grade

Fator para a grade


magnética

O primeiro Sistema de coordenada do


documento do TopSolid’Design é o
Sistema de Coordenada Absoluto. Ele não
permite alterar a sua orientação, portanto
esta área permanece desabilitada.

33
Criando Contornos

Passe para Vista de Topo. O TopSolid’Design orienta o eixo X 1 2

e o eixo Y do Sistema de coordenada atual horizontalmente e


verticalmente respectivamente. Restrições

Criar um contorno por pontos. Utilizar os pontos da grade para


construir o contorno. Atenção evite passar sobre a origem do
3
sistema de coordenada, a fim de manter a liberdade de 4

posicionamento com relação a este.

No menu Ferramentas a opção Auto restrição está ativada por


padrão. Sucessivamente, a construção do contorno no TopSolid’Design 6 5
posiciona as restrições de alinhamento com os eixos horizontais e verticais
do sistema de coordenada atual.

Para fechar o contorno, clique sobre o segmento inicial, entre o


segmento [1;2].
3

Excluir a restrição de alinhamento seguindo o eixo X entre o


ponto 3 e o ponto 4.

Para selecionar a restrição de alinhamento é


aconselhável utilizar a designação rotativa.

Mover o ponto 3 com relação à altura. 4

1 2
Restringido o comprimento do segmento [1;2]. As extremidades
da Dimensão de controle são setas.

Restringindo a distância entre os pontos 3 e 4. As extremidades


3
da Dimensão de controle são círculos.

Dentro da barra de diálogo, a opção orientação é LIVRE por padrão, 4


mas é possível forçar a orientação para HORIZONTAL, VERTICAL ou
PARALELA.

- Restrição de ângulo entre o segmento [3;4] e o segmento [4;5].

Para alinhar uma dimensão utilize a função Modificar Elemento,


clique na dimensão e em seguida clique sobre a dimensão de
referência para o alinhamento.

Eixo de referência

34
Criando contornos

Como trata-se de um contorno para uma peça revolucionada, criar um Dimensionamento


da metade da peça.

Restringir a posição do contorno com relação à origem do


sistema de coordenada absoluto, aplique uma dimensão
cartesiana em relação ao sistema de coordenada atual
sobre o ponto 6.

Coloque uma dimensão resultante para o comprimento


do segmento [5;6]. Atenção antes de posicionar a
6 5
dimensão, troque dentro da barra de diálogo a opção
Restrição = NÃO.

Atenção, esta opção estará ativa para as outras dimensões, não esqueça de trocar para SIM.

Ajustar a dimensão para obter o resultado abaixo com a função Modificar parâmetro.

Para aumentar a grade do sistema de coordenada, utilizar a função Modificar elemento


sobre um canto da grade, em seguida posicionar o mouse onde desejar e clicar com B1.

Antes de construir um outro contorno, torne invisíveis os elementos de controle do contorno


utilizando a função Controlando elementos e clique sobre o contorno.

Desativar a grade magnética do sistema de coordenada atual: clique dentro da barra de


parâmetro na opção Na para Desabilitado.

Modificar a cor atual na barra de atributos; escolher a cor laranja na lista.

35
Criando Contornos

Criação de um novo Contorno por pontos utilizando o método anterior.

Restringir o contorno como indicado no desenho abaixo.

Fundir o contorno em preto com o contorno laranja. Clique respectivamente sobre as partes
do contorno a manter.
O contorno laranja que é considerado como ferramenta se torna invisível.

Faça dois Chanfros de 1mm x 45 ° nas extremidades do contorno.

Salvar o arquivo dentro do repertório de formação com o nome: « Perfil do eixo.TOP »

36
Projetando peças
Técnicas

O alvo deste workshop é aprender como projetar uma peça usando as principais funções.
Este workshop envolve os seguintes tópicos:
• Onde estão as funções de peças?
• O que é uma peça?
• Trabalhando com peças
• Procedimento padrão

Se você já souber criar peças faça o exemplo. Você pode consultar as técnicas apresentadas
aqui se necessário.
Projetando peças

38
Features

Onde estão as funções das peças?


Está no menu Forma algumas delas estão na barra de
Serviços.
O menu é organizado em 3 seções: criação de formas,
operações nas formas e gerenciamento.

O que é uma peça?


Formas base da biela feitas por
extrusão É um elemento em sólido ou superfície. Uma peça pode ser
uma forma base simplificada (extrusão, bloco, cilindro,
cone...),ou uma forma base finalizada com operações como
elevação, cavidade, arredondamento, unir, limitar...

Criando forma base


Algumas vezes para uma forma simples uma peça base será
o suficiente para definir uma geometria como extrusão,
revolução, cilindro, tubo...
Algumas peças básicas precisam de contornos para existirem,
como formas extrudadas ou tubulares. Outros não, como
cilindros, blocos, cones ou esferas.
Biela com operações (unir, furação,
arredondamento)

Adicionando operações em uma peça


A maioria das peças não são básicas, geralmente são
complexas. O segundo passo é completar as peças básicas a
fim de obter o modelo pela adição de operações.
Aqui estão muitas operações possíveis que você pode aplicar
nas peças.
Algumas são clássicas como Booleanas (subtrair, unir,
intersecção, limitar) ou operações nas arestas
Hélice com operações (costura, (arredondamento, chanfro).
imprimir, cavidade)
Outras são mais sofisticadas e irá reduzir seu tempo quando
você projetar peças mecânicas: furação, elevação, cavidade,
rosca, canal, slot...
Para aplicações em superfícies há também outras operações
específicas como costura, espessura, imprimir...
Para usuários avançados, há possibilidades de gerenciar a
árvore de construção com as funções de gerenciamento
como depurar, congelar...
Finalmente você pode copiar ou propagar operações para
criar relações entre operações (veja o workshop Duplicando
elementos).

Carburador final detalhado com


operações

39
Projetando peças

Árvore de construção
A árvore de construção permite visualizar as operações cronológicas de uma peça ou uma
montagem. Isto permite mudar qualquer parâmetro e então modificar a topologia das
peças.

Abrindo a árvore:
Você deve certamente observar uma pequena barra vertical entre a área gráfica e a
visualização da barra de ícones. Quando você mover o cursor sobre, o cursor é alterado
para duas setas horizontais, neste tempo, você deve clicar com o botão esquerdo do seu
mouse e uma janela braça aparecerá. Esta é a árvore de construção:

Você pode usar a função Ferramentas | Abrir/Fechar árvore ou seu atalho.

Após abrir a árvore de construção, você pode selecionar um elemento para exibir sua
árvore ou escolher uma montagem na lista:

Então, para editar um outro elemento, você deve clicar com o botão direito quando o
cursor estiver na janela da árvore de construção. Escolha a função Editar no menu
exibido e selecione o elemento que você desejar exibir a árvore de construção.

40
Features

• Você também
pode digitar o
número do
elemento
(@xxx) na barra
de diálogo para
editá-lo.
• Seguindo a
seta exibida em
seguida Editar
conjunto para
escolher um
conjunto
existente.

Algumas funções abrem a árvore automaticamente, este é o caso para as funções:

- Montagem | Definir peça

- Montagem | Definir Montagem

- Ferramentas | Procurar texto (TopSolid/Design)

- Detalhamento | Procurar texto (TopSolid/Draft)

- Cinemática | Conjunto de controle de colisão

Quando a árvore de construção é aberta, a árvore do elemento editado é substituído pela


árvore do elemento construído depois.

O elemento de edição é uma função transparente ele não para a execução da função
corrente.

Fechando a árvore:
Semelhante à abertura, quando o cursor muda para duas setas horizontais, você deve
clicar com o botão esquerdo do mouse para fechar a árvore de construção.
Você também pode usar a função Ferramentas | Abrir/Fechar árvore ou seu atalho.

41
Projetando peças

Usando a árvore
Editar um elemento (peça):
Por exemplo, vamos pegar a peça abaixo com sua árvore de construção correspondente:

A árvore de construção trabalha como seu Windows Explorer, operações detalhadas não
são exibidas quando a árvore é aberta, clique sobre o símbolo (exibição de cada
operação anterior) ou duplo clique sobre a operação para exibi-la.
Do mesmo modo, clique sobre o símbolo (exibição de cada operação anterior) ou
duplo clique sobre uma operação para fechar a árvore e ocultar os detalhes da operação.

Quando os detalhes das operações são exibidos, você pode modificar os valores dos
parâmetros com um duplo clique sobre o parâmetro ou escolhendo a função Modificar
exibida no menu contextual quando você clicar com o botão direito sobre o parâmetro com
o mouse.

42
Features

Quando você clicar com o botão direito do mouse sobre o nome da peça (PISTÃO), um
menu contextual aparece permitindo que você realize as seguintes operações ...

Função Descrição

Analisar Exibe as informações das peças (Tipo, atributos, volume).

Excluir Exclui a peça após validar a mensagem exibida na barra de diálogo. Você
pode usar a função para cancelar a exclusão da operação.
Você também pode diretamente eliminar um elemento selecionado usando a
tecla "Del" de seu teclado.

Controles Exibe todos os elementos de controle da peça (contorno, dimensões).

Visível = SIM Exibe ou oculta a peça.


• Peças visíveis são exibidas em negrito.
• Peças ocultas são exibidas em caracteres finos.

Características Exibe uma caixa de diálogo permitindo que você ajuste:


• A designação da peça
• A peça de referência
• O processo
• O fornecedor da peça
• O nome e a chave do índice da lista de material
Esta informação será usada na lista de material e na análise das funções.

Zoom Faz o zoom global da peça.

Desativar nível = 1 Desativa ou ativa o nível sobre a qual o elemento é localizado.


Esta opção não é exibida quando todos os elementos do documento são
localizados sobre o mesmo nível ou quando o elemento é localizado sobre o
nível atual.

43
Projetando peças

Ativar somente nível = 1 Ativa e cria um nível da peça atual e desativa todos os outros níveis.

Quando o é mudado para on: somente o nível do elemento é ativo.

Quando o é mudado para off: todos os níveis ativos são reexibidos.

Editar propriedades Exibe a caixa de diálogo das propriedades da peça permitindo que você
modifique a característica principal da peça e as propriedades do usuário.
Esta função é a mesma que Atributos | Propriedades.

Criar simplificação do cursor A ativação do modo simplificado permite o destaque da montagem.

Editar Exibe a árvore de criação de outro elemento.

Editar conjunto Siga a aresta exibida para escolher e exibir um ajuste existente.
O menu proposto contém todos os conjuntos existentes do seu documento.

Limpar Limpa a árvore de criação atual.

Procurar Para procurar um elemento em uma grande árvore de construção digitando o


seu nome ou clicando na área gráfica.
Um cursor cinza é localizado sobre o elemento encontrado.

Rota Exibe a árvore de criação do elemento selecionado.

Vídeo = CHEIO ou Exibe mais ou menos informações na árvore de criação.


SIMPLIFICADO
Ex: Sobre um componente padrão o modo simplificado oculta a informação de
posicionamento.

Direção = NORMAL ou Muda o sentido da exibição de informações da árvore de criação.


REVERSO ou REVERSO PEÇA
No modo REVERSO, os elementos as quais a referência do elemento editado
é exibida abaixo do elemento editado. Isto permite saber as dependências de
um elemento.
Neste modo o fundo da janela da árvore é alterado para cinza escuro.
O modo REVERSO PEÇA é similar ao modo REVERSO, ele exibe somente a
peça e os sistemas de coordenada as quais são referência do elemento
editado.
Neste modo o fundo da janela da árvore é alterado para cinza claro.

No menu contextual, as funções exibidas após o separador (Editar, Editar conjunto,


Limpar,...) são comuns para todos os elementos.

Por padrão, números de elementos (identificados inicialmente pelo caractere @) não


são exibidos, você pode exibi-los usando Ferramentas/Opções/Outro.

44
Features

Desativação automática das operações quando falham


Propósito:
O propósito é obter todas as operações inválidas quando uma operação falha (se esta
operação não for realmente importante).

Operações suportadas:
Raio e chanfro as quais são classificadas como operações de acabamento. Essas
operações criam faces as quais não são usadas frequentemente para enganchar outros
elementos.

Implementação:
Para documentos existentes: em Arquivo | Propriedades - Geral, selecione Desativação
automática quando falham opção em Atualização especial das operações de
acabamento.
Para obter este procedimento para novos documentos, esta opção também é disponível
em Formas título da função Ferramentas | Opções.

Mensagem:
Quando uma operação é automaticamente desativada:
• Uma mensagem é exibida na barra alfa (Ex : "arredondamento desativado
automaticamente test.top,@146").
• Seu nome é exibido com caracteres finos na árvore de criação e ele recebe uma
bandeira especial (vermelho e amarelo).

• A operação é adicionada no conjunto de operações desativadas.

Correção:
Para remover todos os erros, você pode:
• Excluir todas as operações desativadas automaticamente (você pode selecionar
todas de uma vez árvore de criação de peças ou no conjunto de operações
desativadas).
• Mudar os parâmetros ou o gancho: as operações desativadas são reativadas assim
que possível (a reativação automática pode ser desativada usando uma palavra-
chave).

Memorização da mensagem de erro:


Quando uma operação se torna inválida, uma mensagem de erro é exibida na barra alfa.
Esta mensagem pode ser exibida depois usando a função Exibir mensagem de erro no
menu contextual da operação.

45
Projetando peças

Reparar a operação
Na parte de processos de design, as operações podem ser modificadas, movidas ou
excluídas pelo usuário em condições para obter uma peça adequada. Todas essas
modificações podem envolver a invalidade de outras operações, na maioria dos casos
esta é uma operação a qual tem a perda de um elemento de referência. A árvore de
construção permite reparar essa invalidade pela recolocação de um novo elemento de
referência.

Modo a seguir:
1. Editar a peça na árvore de construção.
2. Abra a primeira informação da operação inválida (primeira operação com uma
bandeira vermelha corrigindo a árvore a partir do fundo para o topo).
3. Verificar a validade de cada elemento de referência e identifique a referência perdida.
4. Mover o cursor de inserção abaixo da operação inválida.
5. Duplo clique sobre o elemento de referência inválido.
6. Posicionar o novo elemento de referência.
7. Mover o cursor de inserção para o topo da árvore.

46
Features

O cursor de inserção
Representação:
O cursor de inserção é representado por uma seta vermelha seguida por dois valores:
• O primeiro valor indica o número de operações calculadas.
• O segundo valor indica o número total de operações.
O cursor de inserção exibe a peça em diferentes passos em seu design, você deve
selecionar o cursor e arrastá-lo para uma operação desejada. Você também pode
escolher a função "Modificar" no menu contextual que aparece quando clica com o botão
direito do mouse sobre o cursor.

Opção Descrição

TOPO Para ir diretamente ao topo da árvore.

ACIMA Para ir para a operação acima do cursor.

ABAIXO Para ir para a operação abaixo do cursor.

FUNDO Para ir ao fundo da árvore.

Operação de Para posicionar o cursor clicando sobre uma operação (o


inserção cursor estará localizado acima da operação selecionada).

Todas as operações situadas acima do cursor serão ocultadas (exibidas em caracteres


finos) e a peça será exibida em um passo anterior à peça final. Então você estará apto a
criar uma operação que será inserida na posição do cursor.
Quando um documento tiver um (ou vários) elemento(s) sobre a qual o cursor de inserção
estiver arrastado para baixo, um caractere ! será exibido em seu banner.

47
Projetando peças

Exemplo de aplicação:

Árvore de construção Resultado

Vamos pegar uma peça simples


(bloco com casca) com sua árvore
de construção.
Nós queremos adicionar um raio
nas arestas externas da peça e
automaticamente aplicá-las nas
arestas internas.

Primeiro, nós ocultamos a operação


da casca arrastando o cursor de
inserção para baixo da operação...

E nós criamos os raios sobre as


arestas dos blocos...

Então, quando nós movemos o


cursor para cima, a operação da
casca é usada no bloco com raios...

48
Features

A simplificação de cursor
Representação:
A simplificação de cursor é representada por uma seta vermelha em um tipo de linha
tracejada seguido por dois valores:
• O primeiro valor indica o número de operações simplificadas.
• O segundo valor indica o total de operações.
A simplificação de cursor permite escolher a parte do nível de simplificação na montagem.
Isto é muito interessante para tornar mais leve as grandes montagens.
Para exibir este cursor, você deve escolher "Criar simplificação de cursor" no menu
contextual que aparece quando você efetuar um clique direito com o mouse sobre o nome
da peça. Este cursor é exibido abaixo do cursor de inserção.
Você pode mover este cursor graças ao cursor de inserção, você deve clicar sobre o
cursor e arrastá-lo até a desejada operação. Você também pode escolher a função
"Modificar" no menu contextual que aparece quando você clica com o botão direito do
mouse sobre o cursor.

Opção Descrição

TOPO Para ir diretamente ao topo da árvore.

ACIMA Para ir para a operação acima do cursor.

ABAIXO Para ir para a operação abaixo do cursor.

FUNDO Para ir ao fundo da árvore.

Operação de Para posicionar o cursor clicando sobre uma operação (o


inserção cursor será posicionado acima da operação selecionada).

Uma vez que a simplificação do cursor é arrastada para baixo, o TopSolid conduz duas
representações da peça; o tipo de representação (Detalhada ou simplificada) é exibida
entre parênteses após nomear a peça. É possível mudar a partir de uma representação
para uma outra usando o menu contextual que aparece quando você clica com o botão
direito do mouse sobre o nome da peça.

49
Projetando peças

Exemplo de aplicação:

Árvore de construção Resultado

Na representação detalhada,
todas as operações são
exibidas.

Para tornar a montagem mais


leve, a peça seguinte terá a
representação simplificada
somente com os buracos
usados para posicionar
outras peças.

Escolha ELEMENTOS EM REPRESENTAÇÃO SIMPLIFICADA para obter a lista de


todas as peças em representações simplificadas de seu documento.
Escolha ELEMENTOS COM REPRESENTAÇÃO DUPLA (detalhada e simplificada) para
obter a lista de peças com representação dupla de seu documento.

A função de análise sempre trabalha com a representação detalhada, deste


modo se você analisar o volume de uma peça simplificada, o TopSolid irá dar o
volume da peça detalhada.

Drafting:

Quando você criar a vista principal com o ícone , você pode escolher a representação
utilizando a lista de Representação.
A função Vista | Modificar representação permite modificar a representação de uma
vista existente.

Excluir a representação simplificada:


Você pode excluir a representação simplificada de sua peça arrastando para cima o
cursor de simplificação ao topo de árvore ou escolhendo "Remover cursor de
simplificação" no menu contextual que aparece quando você clica com o botão direito do
mouse sobre o nome da peça.

50
Features
Uma mensagem será exibida e uma confirmação será pedida pela razão de, no
documento de montagem, o posicionamento do elemento sobre a peça na
representação simplificada virá inválida.

Limitações:

Você não pode adicionar operações sobre uma peça numa representação
simplificada, mas você pode modificar uma existente.

Somente operações posicionadas no topo da árvore podem ser simplificadas, deste


modo você tem um design de sua peça pelas operações de criação para simplificar no
final da concepção. Use a função Forma | Outras operações | Definir representação
para conduzir à mão as duas representações.

51
Projetando peças

Pasta de operações
Quando uma peça é criada por várias operações, você pode agrupar essas operações a
fim de reduzir a exibição do comprimento e/ou aplicar mudanças em várias operações.

Criar uma pasta:


Selecione uma ou mais operações as quais não estão em uma pasta existente, clique com
o botão direito do mouse para exibir o menu contextual e escolher a função Criar pasta,
digite o nome da pasta e confirme com o botão OK. Então, as operações são movidas
para esta pasta.

As operações devem ser consecutivas na árvore de criação para serem movidas para
dentro da pasta. Se você selecionar vários elementos as quais não são consecutivas, o
TopSolid irá criar somente uma pasta a qual irá conter operações consecutivas
posicionadas no topo da árvore de criação

Adicionar uma operação em uma pasta:


Você deve apenas arrastar uma operação localizada acima ou abaixo da pasta e soltá-la
dentro da pasta desejada.

Extrair uma operação de uma pasta:


Você deve arrastar uma operação da pasta e soltá-la sobre o nome da pasta. Você
também pode clicar com o botão direito do mouse sobre uma operação da pasta para
exibir o menu contextual e escolher a função Extrair da pasta.

Quando você extrair uma operação a qual não é a primeira ou a última operação da
pasta, todas as operações posicionadas abaixo da operação selecionada serão extraídas.
Você pode extrair todas as operações de uma pasta (esvaziar as pastas é permitido).

Excluir:
Selecione a pasta, clique com o botão direito do mouse para exibir o menu contextual e
escolha a função Excluir, três opções estarão disponíveis:
• EXCLUIR PASTA: Exclui a pasta e as operações são colocadas de volta dentro da
árvore de construção.
• EXCLUIR OPERAÇÕES: Exclui as operações, a pasta é esvaziada.
• EXCLUIR AMBAS: Exclui a pasta e suas operações.

Pontos específicos:
A função Desativar = Não | Sim a qual aparece quando você clica com o botão direito do
mouse sobre o nome da pasta permite ativar ou desativar todas as operações da pasta.
O gráfico repetido da pasta é a soma dos gráficos repetidos de todas as operações.
Você pode mover o cursor de inserção dentro de uma operação da pasta, neste caso se
você criar uma operação, ela será automaticamente adicionada na pasta.
Não é possível criar uma pasta de componentes.

52
Features

A árvore de montagem
Editando uma montagem:
Quando você inclui um elemento diferente em sua montagem uma MONTAGEM
PRINCIPAL é automaticamente criada, essa é a árvore de criação. Para exibi-la, você
deve abrir a árvore de criação e escolher MONTAGEM na lista:

Você pode
usar a árvore
da
montagem
graças à
árvore de
criação de
um
elemento,
quando você
clicar sobre
uma peça
(componente
) com o
botão
esquerdo do
seu mouse a
cor das
arestas das
peças
mudarão.

53
Projetando peças

Operações na montagem:
Quando você clicar com o botão direito do seu mouse sobre o nome da montagem, um
menu contextual aparece permitindo modificar essa montagem...

Este menu é quase o mesmo que aparece quando


você edita uma peça e você clica com o botão direito
do mouse sobre o nome da peça (veja Editar um
elemento). As novas funções disponíveis são: Inserir,
Conjunto vazio e Ordenar.
A função "Inserir" permite adicionar um elemento no
conjunto, por exemplo, ele permite adicionar peças
designadas em um documento de montagem na
montagem principal. Então essas peças podem ser
usadas na criação de outras montagens, na projeção
da montagem ou na criação de uma vista explodida...
A função "Conjunto vazio" permite extrair
rapidamente todas as peças do conjunto.
A função "Ordenar" permite ordenar os conjuntos de
elementos usando diferentes critérios:
• Padrão: Ordenando a seguinte ordem de
elementos de inserção no conjunto, o primeiro
elemento inserido é localizado no topo da lista,
é possível mover os elementos na árvore.
• Alfabética: Ordem alfabética para os
elementos de designação.
• Tipo: Ordenando os seguintes tipos de
elemento. Os componentes padrões são
localizados no topo da árvore, então a inclusão
de componentes contendo apenas uma peça,
então a inclusão de componentes contendo
várias peças (sub montagem), então as peças e
por fim os elementos repetidos. Por isso os
elementos são ordenados seguindo a ordem
alfabética de suas designações.
• Cronológica: Ordenando a seguinte ordem de
elementos de criação (baseado na identificação
dos elementos), o primeiro elemento criado é
localizado ao topo da árvore.
• Cronológico invertido: Ordenando a seguinte
ordem contrária dos elementos de criação
(baseado na identificação dos elementos), o
primeiro elemento criado é localizado no fundo
da árvore.

54
Features

Operações nos elementos de montagem (componentes):


Quando você clicar com o botão direito do mouse sobre o nome da peça da montagem,
um menu contextual aparece permitindo que você modifique esta peça...

Este menu é quase o mesmo que aparece


quando você edita uma peça e você clica com o
botão direito do mouse sobre o nome da peça
(veja Editar um elemento). As novas funções
disponíveis são: "Extrair", "Lista de materiais =
UNIDADE SIMPLES" e "Editar modelo".

Função Descrição

Extrair Permite remover uma peça


da montagem.

Lista de material = Permite definir a lista de


UNIDADE material.
SIMPLES ou SUB-
MONTAGEM

Editar modelo Permite abrir o documento


modelo da peça
(componente).

Exibição de informações complementares:


Você pode adicionar informações na árvore de construção de um elemento usando as
opções disponíveis Ferramentas | Opção - Outro:

55
Projetando peças

Símbolos usados na árvore de construção


A tabela abaixo explica o significado de cada símbolo ou sinal que aparece na árvore de
construção:

Símbolo/Sinal Descrição Exemplo

Caracteres em Elemento ou operação visível.


negrito

Caracteres Elemento ou operação invisível:


finos
• Usando as funções Visível = SIM ou
NÃO do menu contextual
• Após arrastar para baixo o cursor de
inserção (para uma operação).

Caracteres em Elemento automaticamente controlado pelo


itálico TopSolid (geralmente criado em um outro
documento).
Ex : Quando você importar as junções de uma
montagem com cinemática na montagem final,
as junções importadas serão exibidas em
itálico.

=0 Sem resultados intermediários são


armazenados no modelador Parasolid para
esta operação.

A função não terá efeito nesta operação.

=* Um resultado intermediário terá de ser


armazenado em um modelador Parasolid para
esta operação.

A função permitirá excluir seus


resultados intermediários de modo a reduzir o
tamanho do arquivo.

<> A operação geométrica é mantida (veja

também para obter mais detalhes).

() A operação terá de ser desativada.

O cursor de inserção permite exibir a parte em


diferentes passos de sua concepção e inserir
novas operações.

Simplificação de cursor permitindo que você


escolha o nível do detalhe da forma
simplificada.

Elemento ou operação inválida.

56
Features
Operação desativada automaticamente

Símbolos usados em montagens

Feito em elemento local (sólido ou superfície)

Sub montagem incluída usando a função


Montagem | Incluir sub montagem / peça.

Elemento incluído usando a opção


PARCIALMENTE INCLUÍDO da função
Montagem | Incluir sub montagem / peça (
ou "Montagem | Incluir elemento" nova função
a partir do TopSolid 2003 )

Usar componente padrão.

Manter operações geométricas


Menu: Forma | Gerenciamento | Manter operações geométricas.
Descrição:
Permite otimizar a peça atualizada forçando manter um resultado intermediário.

Princípios gerais:
1. Selecione a face da operação que você queira manter a geometria.
2. Escolha a melhor operação na lista se a face selecionada for parte de várias operações.

Pontos específicos:
Quando uma operação geométrica for mantida, ela será indicada na árvore de construção com
os símbolos "<..> " ao lado da operação

O resultado intermediário será automaticamente mantido. A preservação de uma operação é


interessante quando a operação é extensa para calcular. Mas, o tamanho do arquivo pode
aumentar um pouco.

57
Projetando peças

Depurar operações geométricas


Menu: Forma | Gerenciar | Depurar operações geométricas
Descrição:
Permite que você exclua os resultados intermediários, mesmo aqueles que você manteve
usando a função "Manter operações geométricas".

Princípios gerais:
Selecione a forma a depurar.

Pontos específicos:

Esta função permite que você diminua o tamanho do seu arquivo salvo (você deve
salvar o arquivo, após usar a função). Entretanto, o primeiro recalculo será longo porque
todos os resultados intermediários serão recalculados.

Na árvore de construção, você pode visualizar para cada operação se sua geometria é
mantida ou não:

= * : a operação geométrica é mantida (automaticamente pelo TopSolid)

= 0 : a operação geométrica não é mantida.

= <..> : a operação geométrica é mantida (manualmente pelo usuário com a função


Manter operação geométrica).

58
Features

Níveis
Com o uso dos níveis você pode desenhar na tela
Legenda de níveis como se você estivesse trabalhando com várias
_ nível vazio
O nível usado
camadas de papel transparente. A qualquer
X nível congelado momento um nível estará corrente sobre os 1000
Verde nível corrente níveis disponíveis. Todos os elementos que você
Preto nível inativo (blank) criar no nível corrente serão associados a este
Vermelho nível ativo (visível) nível. Você pode tornar níveis ativos, tornando
Azul nível selecionado quando
agrupado
visíveis os elementos associados a este nível, ou
inativo, tornando os elementos associados a este
nível invisíveis. Isto é similar a adicionar ou remover
um nível. Você pode modificar os níveis clicando no
nível corrente exibido na barra de status. A caixa de
editor de níveis é exibida:

1 1-Esta área exibe a lista de níveis em uso bem


5 como os grupos. Quando você clicar em um dos
níveis exibidos, você aplicará a ação corrente neste.

2- Ações são níveis ativar/desativar, níveis.


3 Congelar/descongelar, Nome para designar nomes
2 aos níveis, grupo de níveis (um grupo de níveis é
4 sempre nomeado), desagrupar um grupo de níveis.

3- Editar um campo permite a você inserir os níveis


nos quais você deseja aplicar as ações
selecionadas. As ações são validadas pressionando
OK ou TAB. Você pode inserir os níveis um de cada
vez, vários de uma vez, separandos-os por uma
vírgula, inserindo os limites de uma lista separada
pelo sinal -.

4- O campo de nível corrente permite inserir o nível


corrente, usando tanto seus números quanto seu
nome. Se você inserir um nome que não existir, o
6 primeiro nível sem nome adquiri este nome e se
torna corrente.

Quando clicar no botão >>, você acessa uma versão


do editor. Esta peça contém duas colunas.

5- O painel permite a você visualizar os níveis em


forma de tabela.

6- Tipos permite a você modificar o estado do nível


como uma função do seu tipo.
Finalmente você pode modificar um nível de
elementos existentes usando Atributo | Nível.

59
Projetando peças

Calço de madeira
Neste exercício será abordado:
• A construção de um contorno por ponto
• A dimensão de controle
• A função fundir
• O arredondamento no perfil
• A forma extrudada
• A dimensão projetada
• A renderização realística em um Detalhamento

Abra um novo documento do TopSolid’Design.


Escolha entre os Modelos Padrões o modelo « Associativo 1 SisCoord mm ».

Faça o contorno por pontos como mostra ao


lado, respeitando as restrições de
alinhamento.

Restringir as dimensões do contorno com a


função Dimensão.

Ajustar a dimensão do contorno com a


função Modificar parâmetro.

Restringir a dimensão de 80mm para que ele


seja simétrico com relação ao eixo Y, e a
dimensão de 50mm com relação ao eixo X.
Utilizar a função Modificar Elemento, selecionar
a opção RESTRIÇÃO, em seguida clicar no
eixo de simetria.

Para retirar uma restrição de simetria,


selecione a opção SEM EIXO DE SIMETRIA.
A opção DESATIVAR permite transformar uma
dimensão de controle em uma dimensão
resultante.

Faça dois Arredondamentos de 5mm no perfil.

O modo GLOBAL permite fazer um


arredondamento idêntico em cada canto do
contorno selecionado.

60
Features

Modificar a cor atual da barra de atributos, escolher a cor laranja na lista.

Faça um novo Contorno, validar a opção


RETANGULAR. Definir o retângulo por uma
diagonal.
Selecionar DIMENSIONAMENTO Restrição de simetria
AUTOMÁTICO, em seguida RESTRIÇÃO DE
SIMETRIA.
E selecione SEM EIXO DE SIMETRIA para a
dimensão de altura, mas a dimensão de
comprimento é simétrica seguindo o eixo Y.

Ajustar a dimensão de 5mm para restringir a profundidade da ranhura.

Fundir o perfil em preto com o perfil laranja.


Clique respectivamente sobre as partes do
contorno a manter.
O contorno laranja é considerado como
ferramenta, e se torna invisível junto com a sua
dimensão.

Modificar a dimensão do arredondamento do


calço, passar de 5mm para 15mm.
Atenção: os dois arredondamentos foram
realizados ao mesmo tempo, seus valores são
Arredondamento de
fundidos. 5mm
Utilizar Modificar elemento no arredondamento do Arredondamento
de 15mm
calço e em seguida selecione a modificação no
modo LOCAL.

O campo que contém o valor do


arredondamento está em amarelo que indica uma
fusão ou uma ligação entre os parâmetros.

Extrudar o contorno com relação a Z+ com uma altura de 20mm

61
Projetando peças

Definir a peça, sua designação é « Calço de madeira », e o material é « sequóia ».

Para visualizar a textura da peça, passe para


renderização realística.
Renderização em arame

Renderização solidificada

Renderização realística

Corte dinâmico (associado com F8 )

Salvar o arquivo na pasta formação com o nome: « Calço.TOP ».

62
Features

Procedimento Padrão
• Criar um contorno usando a técnica adaptada para a topologia da peça.
• Criar a base das formas.
• Configuração das operações da peça

Exemplo: Criando um suporte

Neste exemplo, você irá desenhar um suporte para o micro-motor.


Você iniciará esboçando um contorno e irá dimensioná-lo com restrições.
Então você irá criar a base da peça e irá usar operações clássicas (furação, chanfro,
arredondamento).
Finalmente você irá propagar operações e modificar seu tipo de material.

63
Projetando peças

Criando o contorno da peça


Criar um Novo documento TopSolid baseado no
modelo 1 Sistema de coordenada. Esboce a geometria
dando pontos consecutivos representando a seção do
suporte.

Use Mover pais para modificar pontos para ajustar um


ângulo perpendicular. As restrições perpendiculares
são implícitas quando as linhas são paralelas ao eixo,
portanto você não precisa neste caso criar dimensões
com um ângulo de 90°.

Restringindo um contorno
Dimensione esta geometria para restringi-la.
Certifique-se de que as dimensões estão todas em
verde. Selecione as linhas para criar a restrição
paralela (setas nas extremidades em vez de
círculos).

Aplique uma restrição de simetria controlando a


dimensão. Para fazer isto, use Modificar e
selecione a dimensão na sua linha de base, clique
sobre o botão RESTRIÇÃO e selecione o eixo Y.

Crie uma Dimensão da linha inferior interna ao


eixo X.

64
Features

Após analisar, é melhor dimensionar a espessura inferior.


Excluir a dimensão 60mm e crie outra na base.
Dimensione ambas as linhas horizontais (15mm).

Então Modifique os valores da dimensão como


mostrado. Use qualquer um desses 3 ícones.

Criando a base da forma


Extrude o esboço como um sólido com
alinhamento centralizado, como mostrado aqui.

Furando o suporte
Fure a face de topo usando Formas | Furação. Use
as arestas de referência como mostrado ao lado e
selecione um furo roscado M3, profundidade de
6mm, com um furo Ø2.5 e profundidade de
8.5mm.

65
Projetando peças

Propagando a operação de furo


Propagar a operação de furo com Forma | Propagação.
Defina multiplicação da propagação: 1-linear ao longo de
- Z com distância total de = 21mm, e 2- uma propagação
espelho no plano YZ.

Quebre as arestas com chanfro e arredondamento


usando chanfro 0.5mm x 0.5mm, e arredondamento
r=2mm.

Modificando as dimensões de controle


Para modificar o suporte, reduza a dimensão de base
para 4mm e U para 6mm.

Definindo o material da peça


Definir também seu material como alumínio usando Atributos |
Material. Este atributo é visível no modo renderização realística.

Analise a espessura de U usando a função corte dinâmico:


ajuste o plano de corte selecionando a face, então tecle F8 e
mova a seção de corte com BE.

66
Features

Exemplo: Desenhando um pistão

Neste exemplo, você irá aprender como projetar um pistão usando operações principais no
menu Forma. Siga o guia!

Espessurando um contorno
Esboce esta geometria e crie dimensões. Use Curvas |
Espessura para criar um contorno interno fechado com linhas
nas extremidades.

Criando a forma da base


Crie uma Forma revolucionada com um ângulo de 180° em torno
de Y+.

Modificando o nível atual


Mude seu nível atual para o nível 1 clicando com o BM sobre o
numero então na barra de status na parte inferior da tela e
desabilite o nível =0.
Você pode mudar o nível de um elemento existente com Atributo |
Nível.

67
Projetando peças

Desenhando o contorno de elevação


Defina a geometria básica (círculo, eixo e o contorno
offset).

Esboce o contorno selecionando todos os elementos. A


restrição perpendicular é intuitivamente aplicada no eixo
offset.

Unindo os parâmetros
Aqui estão 2 dimensões controladas com 6mm. Ative o
nível 0 e unir esses 2 parâmetros usando Parâmetros |
Fundir. Nomeie os parâmetros para analisar se eles
estão unidos ou não com Parâmetros | Nome.

Transformando o contorno
Transladar a curva em -Z com 4 mm com Curvas |
Transformar. Crie uma forma extrudada do contorno
através do sólido.

Unindo as 2 peças
Use Forma | Unir no modo OPERAÇÃO LOCAL para
excluir a face externa.

68
Features

Adicionando operações específicas


Fure com Ø4mm centralizado na elevação circular.
Adicionar ângulos nas faces internas de 1°. Forma | Desenho.

Quebre as arestas internas com Forma | Arredondamento R=0.4mm.

Duplique a metade superior do pistão usando Forma | Outras operações | Pattern com
propagação ESPELHAMENTO SIMPLES em XY+.

69
Projetando peças

Esboçando o contorno de corte


Crie um círculo e crie uma forma extrudada sobre o eixo +Z com os valores exibidos a seguir.
Dimensione seu ponto de referência no eixo X do Sistema de coordenada

Subtrair o cilindro da forma do pistão.

Modificando o pistão com a árvore de


construção
Abra a janela da árvore de construção e edite a
árvore do pistão. Dê duplo clique com BE no
parâmetro do desenho 1°. Mude-o para 1.5°.

70
Features

Exemplo: Modelando uma tampa para o bloco do motor

Nas próximas páginas, você irá criar a tampa do bloco do motor como mostrado acima. Esta
peça ilustra, muitas das técnicas usadas para a criação desta peça clássica.
Você seguirá o procedimento padrão para modelar uma peça esboçada anteriormente. Para
este workshop crie um novo documento usando um modelo em milímetros.

71
Projetando peças
Criando a base da forma

1- Crie um círculo controlado por seu centro e seu


diâmetro. Ø30mm
2- 2 linhas de esboço a 45° e 135°
3- Posicione 1 círculo (Ø5mm) na intersecção, e
repita este elemento com uma propagação circular.
4- Criar um contorno por elementos de esboço para
definir um trajeto. Usar a opção linha para adicionar
linhas tangentes se necessário.

5- Criar uma extrusão da forma da base ao longo da


direção +Z com uma altura de 2mm.
6- Aplicar um draft de 1° com a face inferior como a
face de origem e com o plano de referência -XY.
7- Adicionar arredondamentos sobre cada aresta de
R0.2mm

Adicionando uma elevação

1 Criar um círculo de Ø25 centralizado na origem.


2 Gerar uma elevação de 16mm de altura com um raio
de concordância de R0.5mm

Cavidade

1 Criar uma curva offset a 2.5mm do do círculo precedente.


2 Usar Forma | Cavidade na face de topo com 16mm de
profundidade, raio inferior R0.5mm, raio de topo R1mm e
ângulo de saída 1°

72
Features

Adicionando uma elevação circular interna

1 Criar um círculo (Ø5mm) centralizado na origem.


2 Adicionar uma elevação dentro da cavidade com Forma
| Elevação: 5mm de altura, raio de topo R0.2mm, raio de
concordância R0.2mm, ângulo de saída 1°.

Reforçando a peça com nervuras


transversais

1 Criar curvas offset (2mm) em ambos os lados


da linha de esboço
2 Criar um círculo Ø13mm centralizado e
posicione um outro círculo Ø4mm na intersecção
3 Criar um contorno nos elementos de esboço.

4 Adicionar uma elevação com altura de 3mm, raio de topo


R0.2mm, raio vertical R0.2mm, raio de concordância
R0.2mm.

73
Projetando peças

Propagando a elevação

1 Propagar a elevação com Forma | Propagação definindo circular em 360° em +Z com um


número total de 4.
Furação

1 Furar 1 orelha com um furo passante Ø3mm.


2 Propagar a operação de furo opção circular em +Z
com um número total de 4, ou use Forma-Gerenciar-
Copiar Operações para obter outros 3 furos
independentes tendo seus próprios parâmetros.

Chanfrando a tampa
Usar Forma | Chanfro 0.5mm x 0.5mm na aresta circular
externa.

74
Features

Construção de uma peça torneada

Desenhar o contorno do eixo respeitando a cotação e posicionando o contorno na origem de


referência.

Para a cotação dos diferentes diâmetros utilizar a função (Ferramentas /Dimensionamento da


metade da peça )

Faça revolucionar (Forma-Revolucionado) no contorno fechado a 360° para obter o


eixo. (Forma/Revolucionado).

Realizar o Canal (Forma-Outras Operações-Canal) a 110mm da face de referência respeitando


os valores dados no item abaixo.
Face de referência

110

Construir os chanfros (Forma-Chanfro) de 2mm x


Chanfros 45° e os raios (Forma-Arredo

Raios

75
Projetando peças

Duplicação e propagação

Construção do contorno por pontos colocando no plano as restrições de alinhamento.


Ajuste de cotas, posicionamento do contorno na referência.

 Adicionar restrições perpendicular e de alinhamento faltantes com a função (Ferramentas /


Restrição).

Criação de raios no contorno. Raios de 10mm

Construção de uma linha por dois


pontos, cotação e posicionamento desta.

Criação de um perfil oblongo através de


espessura da linha com a função (Curvas /

Curvas com espessura) .


Escolher função simétrica = SIM com uma
espessura de 4.5mm, a extremidade é do tipo
círculos externos. Raios de 20mm

 Escolher bem o tipo de extremidade:


Linha

Círculos Internos

Círculos Externos
 Uma outra possibilidade para fazer o
oblongo é utilizar a função (Forma / Outras
Operações / Ranhura (Slot)). A linha é
escolhida como trajetória da ranhura. Usando
a opção: Selecionando a face e depois os
dois pontos da extremidade da linha
escolhida. (Selecionar SlotU/ dar a
espessura/ dar a profundidade).

Duplicar (Editar/Duplicar) o oblongo


primeiramente por eixo simétrico como
referência o eixo Y, em seguida duplicar por
translação usando a opção
e digite em X=50mm,
em Y=(70 -24.5) e Z=0mm.

Extrusão de 10 mm com a
76
Features

seleção dos três contornos oblongos e do contorno externo.

Criação de dois Furos passantes de


Ø29 mm e Ø7mm.
É aconselhável construir no modo
para respeitar sua posição padrão nas faces
de alinhamento.

Propagação ( ) circular do furo de Ø7mm em


torno do eixo do furo de Ø29mm (ângulo total = 360°,
número total = 6).

Anexo de modificação
Aresta a

Copia da aresta (Curvas/ Outras curvas /


Copiar aresta).
depois criação de um offset a 2mm.
 Escolher a opção CAMINHO DA ARESTA depois
clique na aresta a copiar.

77
Projetando peças

Criação de um rebaixo no oblongo superior para

extrusão do perfil paralelo de


2mm.

Subtrair (Forma-Subtrair) esse volume para


realizar o rebaixo.

Retirada de um furo na propagação circular com

.
- Selecionar um dos furos;
- Propagação circular;
- Excluir instância;
- Selecionar o furo a ser excluído;
- OK.

78
Features
Criação de referência na face

A finalidade do exercício é realizar a peça utilizando varias referencias. A maior parte dos exercícios
foram realizados até agora com base em uma única referência: « a referência absoluta ».
Quando existem varias referencias no mesmo arquivo, é preciso absolutamente abordar a noção da
referência de sistema de coordenada. A referência sistema de coordenada é a referência na qual o
desenhista construirá a geometria.
70

40
30°
Construir um contorno
por pontos na referência absoluta.
Respeitar a cotação e as
restrições de alinhamento.
10

70

120

70

Posicionar a peça padrão na referência


absoluta a fim que sua origem seja no
ponto 1. basta ter as restrições de 40
30°
posição do contorno; é necessário,
portanto fazer uma cotação.

Para um deslocamento dinâmico


10

utilizar a função . A opção


70
permite fazer um
120
deslocamento entre dois pontos.

70

40
30°
6

8
Desenhar uma linha (Curvas-
Linha) por dois pontos e fazer a
6 10
cotação .
70

120

79
Projetando peças

Para fazer o perfil Oblongo, utilizar a 70

operação de curva com espessura

.
Escolher a opção simetria = SIM com
espessura de 2 mm, a extremidade é do 40
30°
tipo círculos internos. 6

Duplicar (Editar/Duplicar) o perfil oblongo


para a seguinte translação Y+ de 25 mm
6 10

Todo elemento duplicado é idêntico ao 70


original. 120

Extrudar com seleção o contorno e os dois perfis oblongos, dê OK e extrude


com 4 mm na direção de Z+.

A seta vermelha permite inverter o sentido da


extrusão.

Criação de uma referência na face inferior da


placa.
Para criar uma referência na face basta escolher
Sistema de Coordenada

Atual .

Após aumentar a extensão da referência com , desenhar um contorno .

Cotar o contorno como o indicado na imagem abaixo.

80
Features

Extrusão do contorno
de 4mm na direção de Z+.

Criar uma referência na face inclinada


à 30°.

Criação de um contorno
retangular.

Cotação do contorno para


referência nas arestas da placa.

Extrudar o contorno
em 8mm na direção do eixo Z-.

Faça dois raios de


5mm.

Subtrair o sólido da placa

depois faça dois furos de


Ø3mm concêntricos aos raios de
5mm.
Furo passante

Furar a base com furo+rosca M4

e o furo de modo
retangular com as dimensões
informadas na figura ao lado.

81
Projetando peças

Utilizar as arestas da
placa retangular para
indicar as direções de
propagação.

82
Features

Contorno através de esboço, ponto polar, duplicação.


Criação dos esboços.

Criar as linhas de base usando

comando escolher o tipo de

linha posicionar na horizontal e na


vertical usando as opções horizontal e vertical
no mesmo comando
Utilizar o comando criar contorno equivalente

com a distancia de 75mm entre o


centro, para -y

Criar dois círculos um com raio de


25mm em 0,0 e outro circulo com raio de
20mm conforme a figura ao lado.

Criação do ponto polar a 80 mm e com o ângulo de 120°.

Criar um ponto e posicionar com


(Ferramentas/Ponto/Ponto polar).
Selecionar o ponto de origem 0,0,0, , raio de
80mm e o ângulo de 120°.

83
Projetando peças

Criação de um círculo de raio 11 mm centralizados sobre o ponto polar.

Criar o círculo com raio de 11mm e


clicar sobre o ponto criado.

Duplicar o círculo por rotação com o ângulo de 40°.

Em Editar/Duplicar, selecione em
com ângulo de 40°. Em seguida clique
sobre a figura a ser duplicada (círculo com
raio de 11mm)

84
Features

Criação do conjunto de linhas de esboço.

Criar dos outros círculos com os


raios indicados no desenho ao lado.

Criação do contorno sobre a linha de construção com modificações das junções.

Criar uma linha ligando o ponto do circulo até o

0,0,0 e criar um contorno offset de


10mm

Criar o contorno , tangenciando os


círculos externos. Para fazer o arco com raio de
100mm, em ligação escolha a opção CÍRCULO
e em seguida dê o valor do raio 100mm
Fazer o mesmo para os outros raios.

85
Projetando peças

Unir os valores dos dois raios de 22.5 mm, modificar para 25mm. Denominar o comprimento de 80 mm « a »
e os raios « b ». Modificação dos raios do contorno: o maior: « a+b » e o menor « a-b ».

Alterar os valores e os nomes


utilizando o comando modificar
parâmetros

selecione as dimensões que


serão modificados, no campo nome
entre com os parâmetros a seguir!

a = 80;
b = 25;
a – b = 55;
a + b = 105

Extrusão da peça a 3 mm.

Selecione o comando utilize a forma de


seleção selecionando o perfil externo e depois os
internos.para fazer a subtração utilizando apenas o
comando de extrusão.

86
Features

Extrusão e Elevação (Curve in Place).


Criação e duplicação de um ponto qualquer por eixo de simetria (eixo y).

Em Ferramentas/Ponto, fazer o primeiro ponto no lado esquerdo do sistema de coordenada,


como mostra a figura acima, em seguida, em Editar/Duplicar, escolha EIXO DE SIMETRIA, e
o ponto a ser duplicado.
Criação de um arco passante sobre os 3 pontos.

No comando , selecione (clicar em ). Clique no 1º ponto, no eixo de


simetria e no 2º ponto.

87
Projetando peças

Curva com espessura, simétrico, raio de 2 mm com linhas em sua extremidade.

Clique no ícone , dê o valor da espessura (2mm) e defina o tipo de fim, no caso,


LINHAS. Escolha a curva a ser aplicada.

Extrusão centralizada do contorno com espessura.

Extrudar a figura com alinhamento centrado.

40

88
Features

Raios nas arestas lineares R = 18 mm.

40

Raios nas arestas circulares R = 1.5 mm.

40

89
Projetando peças

Modificação da referência e criação de uma linha horizontal por 2 pontos.

Utilizar o para mudar de plano e para criar a linha.

Cotação dos 2 pontos e contornos de simetria axial (eixo Y).

= 35 =

Utilizar ,após clique em Modificar elemento, selecione a dimensão, valide a opção


Restrição então selecione o Eixo Y.

90
Features
Curva com espessura, simétrico, raio de 10 mm com círculos externos.

Utilizar .

R 10

= 35 =

Duplicação do contorno em translação Z+ = 20 mm.


Em Editar/Duplicar, selecione , , com distância de 20mm.

= 35 =

91
Projetando peças
Criação de uma elevação do perfil estabelecido (raio no topo de 3 mm, raio de
concordância 5 mm, ângulo de saída de 4°).

Usar , , selecionar a face, em seguida selecionar a curva e preencher a tabela :

Visualização dos elementos de


pilotagem do perfil com espessura e
criação de um perfil paralelo interior.

Criar um offset
interno de 4mm.
4

= 35 =

92
Features
Criação de uma cavidade.

Clicar no ícone , selecionar a face, a curva e escolher a opção passante total.

Criação de um arredondamento com raio R = 3 mm sobre a aresta interior do

ângulo.

93
Projetando peças
Modificação do raio de topo da elevação (R = 2 mm), e criação de um raio sob a aresta interna
(R = 1 mm).

Modificação das principais cotas.

Usar o ícone para alterar os parâmetros.

-50
20
6

= 25 =

94
Features

Forma limitada(Trim) e união local.


Criação de uma esfera R = 50 mm, Limitado pelo plano (XY).

Utilizar o ícone posicionar no


0,0,0 e limitar por plano, utilizando

Limitação da esfera através de


dois perfis.

Criar um linha de contorno vertical no

centro da esfera , em
seguida faça um offset na linha

, modo ,
definir a distância de 50mm e

limitar por curva sweeping,


selecionando a forma a ser limitada, a
linha de limite e o lado a ser retirado.

Criação do perfil em T.

Renderizar , escolher o modo

arame. Criar contorno em T e

ajustar as medidas de acordo


com o desenho ao lado (modificar

usando ).

95
Projetando peças

Extrusão de 80 mm do perfil em T e criação dos graus de 10° e 37°.

Extrudar o contorno com 80mm


utilizando o

comando ,

Criação dos graus de 10° e 37°e união das formas.

Para criar os graus de 10° e 37°, utilizar , NA ARESTA,fornecer o ângulo de saída (10°
primeiro), a face a aplicar o ângulo de saída, a aresta em , para o grau de 37°, basta mudar
o ângulo de saída.

Com o comando selecionar selecionar a esfera, em seguida a forma em T e


uma aresta da forma que deseja retirar.

96
Features

Criação dos raios R = 5 mm e R = 2 mm.

Remoção das faces dos sólidos.

Clicar em , selecionar as faces a serem removidas e confirmar.

97
Projetando peças

Contorno por linhas de construção


Neste exercício será abordado:
• As linhas de esboço passando por um ponto
• As linhas de esboço tangentes a um elemento
• As linhas de esboço por dois pontos
• A dimensão de controle
• A busca do ponto de intersecção com o mouse
• A construção do contorno sobre as linhas de esboço
• A extrusão do perfil
• A furação concêntrica no modo DINÂMICO
• As vistas principais e auxiliares em um detalhamento

Abra um novo documento do TopSolid’Design.


Escolha entre os modelos padrões o modelo « Associativo 1 Sistema de coordenada ».

Antes de desenhar o contorno, é necessário traçar os elementos de construção (linhas,


círculos, pontos, …).

Coloque em vista de topo.

Posicionar uma linha de esboço vertical e uma


horizontal na origem do sistema de coordenada.
Utilizar a opção MODIFICAR PARA VERTICAL e
MODIFICAR PARA HORIZONTAL para orientar
rapidamente as linhas de esboço.

Criar um círculo de raio 34mm, no qual o centro


passa pelo ponto das coordenadas (-43,-50).

Restringir a posição com relação ao sistema de


coordenada absoluto pela Dimensão Cartesiana do
seu ponto de centro.

98
Features

O comprimento das linhas de esboço são automaticamente ajustadas sobre o


estendido da grade do sistema de coordenada atual. Para aumentar o estendido, utilize a
função Modificar elemento e clique na borda.

Para trocar a opção de contrução de um círculo de Raio para Diâmetro, utilize


Modificar Elemento e clique no circulo desenhado.

Construir a montagem das Paralelas com


relação aos esboços horizontais e verticais.

A paralela é construída com relação à


posição do cursor do mouse. Contudo, é
possível inverter a construção clicando sobre a
seta vermelha após ter posicionado a dimensão.

O botão Modo=UM LADO permite, logo


que é trocado para o Modo=AMBOS OS
LADOS, criar duas paralelas simétricas à curva
de referência.
A distância indicada dentro deste campo, é a
distância total entre as duas paralelas.

Construir as três linhas de esboço seguintes.


Ponto de intersecção

Construir a Linha de esboço inclinada à -30°.


Utilizar a opção DIREÇÃO DE REFERÊNCIA para
indicar que a origem do ângulo é a direção
vertical.
Direção de referência
Pelo padrão, a direção de referência de um para os -30°

ângulo segue X+ e o sentido positivo é o sentido


trigonometrico.

A linha de esboço passa no ponto de intersecção


indicado ao lado.

Para indicar uma intersecção entre dois


perfis, aproxime o cursor do mouse sobre a
intersecção mantendo B1 perssionado. Assim que
a intersecção é detectada, ela é envolvida por um
retângulo vermelho, solte B1 para validar.

99
Projetando peças

Construir a linha de esboço tangente, utilizar o


botão MODIFICAR PARA VERTICAL ou forneça
um ângulo de 90°, em seguida clique sobre o
círculo para indicar a tangência.

Restrição de tangência

Construir a linha de esboço passando por um Ponto de intersecção


ponto de intersecção e um ponto de tangência
do círculo, utilizar a opção 2 PONTOS.

Restrição de tangência

Faça o Contorno repassando como indicado ao


lado, clicando sucessivamente e amedida das
linhas sobre as quais o contorno irá passar.

Extrudar o contorno em Z+ com uma altura de


10mm.

Como para a função paralela a esta, a


posição do cusor do mouse define o sentido da
extrusão. A seta vermelha permite inverter o
sentido da extrusão.

Z
100
Features

Faça um furo liso passante de Ø32mm, concêntrico à face cilíndrica no modo = NÃO
DINÂMICO utilizando a função Furação.

1 2

Face a furar

1er Face de
alinhamento

3
4

Faça a designação da peça,


utilizando a função
Montagem/Definir peça, e em
seguida clique na peça a inserir a
montagem.
Não informar somente a
designação.

Atenção, o material é
escolhido por padrão.

A caixa de definição de uma


peça permite informar
automaticamente a nomenclatura e
o revestimento no detalhamento.

Salvar o arquivo no repertório de formação com o nome : « Chapa.TOP ». Mantenha o


arquivo aberto.

101
Projetando peças
Manípulo
Neste exercício será abordado:
• A construção do círculo
• O contorno por repassagem
• Formas torneadas
• Formas extrudadas
• Limitação da forma por uma superfície
• A elevação de uma face plana
• A Furação concêntrica no modo DINÂMICO
• O corte no detalhamento

Abra um novo documento do TopSolid’Design.


Escolha entre os modelos padrões o modelo « Associativo 2 Sistemas de coordenada ».

Compasso Sistema de coordenada


absoluto

Para orientar em vista de topo, clique sobre a letra Z do compasso com B1 do mouse.

Faça um círculo de Ø50mm com o centro na origem do


sistema de coordenada absoluto.

Construir os eixos do círculo.

Faça um círculo de Ø13mm passando na intersecção do


círculo de Ø50 e o eixo vertical.

Recomece esta operação para construir um círculo de


Ø13mm a cada intersecção.

102
Features

Restrição de Tangência
Faça um círculo Centralizado na origem do
sistema de coordenada absoluto e tangente a um
dos quatro círculos de Ø13mm.

Para indicar uma tangência, selecione a entidade


sobre a qual o TOPSOLID irá definir a tangência.

Na mesma função faça os quatro Arcos dos


círculos tangentes.

Na função Círculo, troque a opção CENTRO


para PASSANDO PELO PONTO. Em
seguida clique nas três entidades em que o
arco será tangente.

Restrição de
tagência

Faça o contorno por repassagem como mostra o


desenho ao lado.

Orientar a vista em perspectiva clicando com B3


no compasso. Escolha no menu contextual a
opção perspectiva.

103
Projetando peças

Torne atual o sistema de coordenada amarelo para poder desenhar dentro.

Faça um Círculo passante por dois pontos com um raio de 50mm

Atenção à ordem de seleção dos pontos, pois ele irá influenciar no sentido de
construção do arco do círculo. É possível inverter o sentido de construção clicando sobre
INVERTER no final da função círculo.

Faça um dimensionamento cartesiano dos dois pontos de construção do círculo.

Eixo de revolução

Construir os Eixos deste arco do círculo.

Cortar o arco do círculo em dois com o


eixo vertical.

Utilizar o arco do círculo como perfil para


construir uma forma de revolução em
360° em torno do eixo Y+.

O arco do círculo pode também ser utilizado diretamente pela função Forma Limitar
por um perfil extrudado com a opção de revolução.
O perfil do cabo deve ser previamente extrudado.
Forma a limitar

Utilizar o perfil do cabo


como perfil para uma
forma extrudada em
20mm.

Limitar a forma
extrudada pela forma
torneada.
Forma de limitação

104
Features

É possível limitar diretamente o sólido a partir da extrusão trocando para o Modo = PARA É
possível designar uma superfície de limitação antes de indicar a altura da extrusão.

Faça os arredondamentos de 3mm sobre as arestas superiores e um de 1mm nas arestas


inferiores.

Torne atual o sistema de


Arredondamentos de 3mm
coordenada absoluto.

Construir um Círculo de Ø15mm


centralizado sobre a origem do
sistema de coordenada absoluto.

Faça uma Elevação com uma altura de 15mm com relação à face inferior, com um ângulo de
saída de 8°, um raio de concordância de 2mm e um raio de topo de 0.5mm.
Arredondamento
de 1mm

Face de referencia

Faça um furo M8 concêntrico na elevação, com uma profundidade do rosqueamento de


10mm.
Para esta função de furação, faça no modo DINÂMICO.

105
Projetando peças

Face de
referência

Informe « Manípulo » como designação da peça; utilizar a função Montagem, Definir peça.
Dentro da caixa de diálogo « definir peça », informar o material, o manípulo está em
phenoplaste (thermo hardening).

Salvar o arquivo na pasta de formação com o nome: « Manípulo.TOP ».

106
Features

Furação na forma revolucionada


Neste exercício será abordado:
• A construção do contorno por pontos
• A dimensão de controle
• A forma torneada
• As operações de furação na face e ponto e no sistema de
coordenada
• La gorge

Abra um novo documento do TopSolid’Design.


Escolha entre os Modelos Padrões o modelo « Associativo 1 SisCoord ».

Construir um contorno por pontos utilizando a opção . Selecione como ponto de


partida a origem do sistema de coordenada
absoluto.

-Faça um cilindro de Ø 63mm com comprimento de 20mm


-Faça um cone com ângulo de -45° com Ø 44mm
-Faça um cilindro de Ø 44mm com comprimento de 45mm
-Faça um cilindro Ø 63mm com comprimento de 16mm

Clique em e validar o fechamento


clicando no perfil pontilhado.

O dimensionamento do contorno é feito


automaticamente.

Criar uma forma Revolucionada em torno do


eixo X+ com a função Forma, Torneada.

Faça dois Chanfros na face 1. 1


Faça um canal na face 2 com a função Forma,
2
Outras formas, Canal.

107
Projetando peças

2 Chanfros de 2mm x 45°

Canal

Faça um furo calibrado de Ø38mm H8 seguindo o eixo de rotação da peça.

Torne atual a face plana 3.


3
Para orientar o sistema de coordenada como o
desenho ao lado, utilize a função Modificar elemento
em seguida selecione a opção PLANO ATUAL

Com o sistema de coordenada assim criado, construir


um Ponto Polar centralizado na origem do sistema de
25
coordenada, o raio de 25mm e orientação de 0° com
relação ao eixo X+.
Utilizar a função Ferramentas, Ponto em seguida
selecione o ponto polar .

Possibilidade de construir diretamente um sistema de coordenada polar

Utilizar o ponto para posicionar um primeiro furo com


rosca M5 com profundidade de 12mm.

É errado trocar do modo DINÂMICO no modo


NÃO DINÂMICO, porque no modo dinâmico a
furação será concêntrica à peça cilíndrica. 90°

A propagação circular de modo a obter 4 furos


idênticos em 360°.

108
Features

Para fazer a ferramenta inclinada,


duplicar o sistema de
coordenada absoluto por rotação
em 45° em torno do eixo de
rotação da peça.

É neste sistema de coordenada 45


que a ferramenta de subtração °

será construída.

Torne atual o sistema de


coordenada duplicado.

Colocar em Vista de topo.

Construir um Círculo de Ø100mm


passando pelo ponto das coordenadas
(90,50).

Extrudar o círculo de 1.6mm com


alinhamento CENTRALIZADO.

Subtrair o círculo extrudado da peça revolucionada. Utilizar a função Forma Subtrair.

A extrusão e a subtração efetuada anteriormente podem ser substituídas pela função


Limitar, por curvas sweeping com uma distância de 0.8mm de cada dimensão do círculo.

A inclinação da usinagem está ligada ao parâmetro de inclinação do sistema de


coordenada duplicado.
Utilizar a função Modificar Parâmetro em seguida clique no sistema de coordenada
duplicado para orientar diferentemente a rotação.

109
Projetando peças

Faça um ponto duplicado a 40mm seguindo o eixo X+ .


4
Faça um ponto projetado
seguindo o eixo Y+4
sobre a
superfície
Sistema de coordenada na face e
ponto projetado
Validar a opção DIREÇÃO para
forçar a direção de projeção.

Criar um sistema de coordenada


na face e o ponto projetado .
40

Possibilidade de fazer um
sistema de coordenada radial
.
Ponto duplicado

Faça um furo liso com Ø3mm


passante uma vez no sistema de
coordenada. Validar a opção
SISTEMA DE COORDENADA.

2 a face
Criar uma Ranhura helicoidal sobre com as características abaixo.

Plano de referência

110
Features

Propagar a ranhura helicoidal de modo CIRCULAR em torno do eixo da peça em 360°.


No total de 3 ranhuras helicoidais.

Defina « Bride » como designação da peça, utilizar a função Montagem/Definir peça.

Salvar o arquivo na pasta de formação com o nome: « Bride.TOP ».

111
Projetando peças
Operações na forma revolucionada
Neste exercício será abordado:
• A forma torneada
• As operações de canal e rosca
• A limitação por um perfil extrudado
• A propagação circular

Abrir o arquivo « Profil Arbre.TOP ».


1

Faça uma Forma revolucionada em


torno do eixo X+ em 360°.

2 15

Faça um Canal sobre a face cilíndrica 1, à


uma distância de 13mm da face . 2

Faça um Rosqueamento completo na face


cilíndrica 1.
O comprimento a rosquear é calculado com relação à face 2.

Criar uma Linha horizontal por dois pontos, a restrição em 12.5mm acima do eixo de
rotação.

Faça uma limitação utilizando a função Forma, Limitar. Escolha na lista a opção PERFIL
EXTRUDADO.

112
Features

Por padrão, a limitação está em EXTRUSÃO, normal ao plano atual.

A seta indica o ponto a excluir

Criar o Contorno ao lado


para fazer a ranhura

Faça um Arredondamento
de 10mm no ângulo inferior
esquerdo.

Faça uma limitação por perfil


extrudado para fazer a ranhura

Atenção, pelo padrão, a montagem da


peça será limitada. Validar o botão
« opções avançadas » >> e faça uma
limitação parcial de 2mm em de cada
lado do perfil de limitação.

Propagar a operação da limitação


circular em torno do eixo X+ em
360° ; num total de 8 limitações.

Defina « Eixo » como designação da peça, utilizar a função Montagem/Definir peça.

Salvar o arquivo na pasta de formação com o nome: « Eixo.TOP »

113
Projetando peças

Chave
Neste exercício será abordado:
• A construção de pontos e sistemas de coordenada
• O polígono regular
• A duplicação
• A união do perfil
• Os níveis
• O Draft
• La forme profilée
• A extrusão da face com deslocamento
• As operações de união e subtração

Abra um novo documento do TopSolid’Design.


Escolha entre os Modelos padrões o modelo « Sem modelo ».

Afim de entender a Criação do sistema de coordenada, criar o conjunto necessário do


sistema de coordenada para a construção da chave. Trata-se inicialmente de criar os
sistemas de coordenada sobre o ponto e ortogonais.

Criar um Ponto.
Escolha na lista o tipo « ponto cartesiano ».

O ponto pela origem, as


coordenadas de acordo com
a origem do sistema de
coordenada são X=75, Y=0,
Z=21.75.
SisCoord Absoluto
Para modificar as
coordenadas de um ponto cartesiano utilizam a função Modificar Parâmetro, em seguida
clique no ponto, ou na dimensão se estiver visível.

Criar um sistema de
coordenada.
Escolher na lista o tipo
« Sistema de coordenada no
ponto ».

114
Features

A orientação dos eixos do sistema de coordenada é idêntica às do sistema de coordenada


atual. Para orientar diferentemente, utilize Modificar elemento ou clique na seta vermelha
para rotacionar em torno de 90° com relação a Z.

Utilizando o menu « Ferramentas, Sistema de coordenada », é possível criar


diretamente um sistema de coordenada clicando sobre um ponto.

Criar um sistema de
coordenada perpendicular
com relação ao sistema
de coordenada absoluto.
Utilizar o menu
« Ferramentas, Sistema
de Coordenada » em
seguida escolher a opção
XZ.

Criar um círculo com raio de 19mm centralizado sobre a origem do sistema de coordenada
absoluto.

Criar um polígono regular


com 6 lados com
diâmetro interno de
25.5mm.

Duplicar o polígono
regular por ROTAÇÃO de
30° com relação ao eixo
Z+.

Criar um Contorno RETANGULAR, selecione DIMENSIONAMENTO AUTOMÁTICO, e em


seguida a opção RESTRIÇÃO DE SIMETRIA com relação ao eixo X.

Ajustar uma dimensão para posicionar o contorno a 5mm do eixo Y.

Fundir o contorno retangular com os dois polígonos. Em


seguida, Fundir o resultado junto ao segundo polígono
regular, afim de obter o resultado ao lado.

Torne atual o sistema de coordenada no ponto cartesiano.

Faça um círculo com raio de 12.5mm centralizado sobre a origem do sistema de coordenada
no ponto cartesiano.

115
Projetando peças

Faça um retângulo de 12.7mm, igualmente centralizados sobre a origem do sistema de


coordenada.

SisCoord no ponto cartesiano

Mover os perfis (exceto os círculos), assim como os elementos de construção, no nível n°1.

Utilizar a função Atributo, Nível. Para mover os elementos de construção, validar


« modificar as peças globalmente = SIM », e validar igualmente « modificar os esboços
=SIM ».

Extrudar o círculo com raio de


19mm com alinhamento
centralizado a 12.5mm, em
seguida Extrudar o círculo com
raio de 12.5 com alinhamento
centralizado de 15mm.

Utilizar a face plana no cilindro com


raio de 19mm para fazer uma
operação de extrusão com altura de
4mm com deslocamento de 2mm.
Utilizar a função Forma, Outras
operações, Extrudar.

O deslocamento é calculado com relação à aresta


externa da face selecionada para a extrusão.

Face a aplicar o draft Plano de referência


Faça um Draft de 5° na face cilíndrica da extrusão.
O plano de referência é a face plana do cilindro.

116
Features

Armazenar os volumes extrudados assim como seus elementos de construção no nível n°2.

Torne atual o sistema de coordenada ortogonal ou sistema de coordenada absoluto.

Orientar a vista como vista de topo.

Faça o contorno por ponto seguinte.

Para o ponto de partida e final,


selecione respectivamente sobre a
origem do sistema de coordenada
absoluto e o sistema de coordenada no ponto.

Ajustar as restrições necessárias para obter a geometria exata.

Fazer os arredondamentos de 10mm.

Criar o sistema de coordenada na extremidade do contorno.

Arredondamentos de 10mm

Sistema de coordenada na curva e ponto

117
Projetando peças

Para rotacionar o sistema de coordenada com relação ao eixo Z, clique sobre a seta
vermelha.

Torne atual o Sistema de coordenada na


curva e ponto.

Criar um retângulo com um comprimento em


X de 16mm e em Y de 8mm. Centralizar o
retângulo na origem do sistema de
coordenada na curva e ponto.

Faça os arredondamentos de 1mm sobre


todos os cantos do retângulo. Validar a
opção Modo = GLOBAL na função
Arredondamento.

Faça uma Forma de tubo utilizando como


curva guia a curva aberta e como seção
curva o retângulo.

Para fazer a forma de tubo neste caso


de um perfil direto, o sistema de coordenada
no perfil deve ser criado sobre a origem da
curva aberta e de preferência normal a ele.

Armazenar o cabo assim como seus elementos de controle no nível n°3.

Ativar o nível n°2.

Clique com o botão B1 do mouse sobre o botão 2 na barra de níveis rápidos. A cor do botão
2 passa de preto para vermelho. O nível 2 deve ativar e os elementos no nível devem se
tornar visíveis.

118
Features

Código de cores na barra de níveis:

O nível 1 está inativo


B1
O nível está ativo

O nível 1 está corrente B2

Modificar a cor dos dois volumes que estavam no nível n°2. Modificar a cor
atual na barra de atributos, escolher a cor laranja na lista.

Ativar a função Atributo Cor, validar COR ATUAL e em seguida selecionar os dois cilindros.

Ativar os níveis n°1 e n°3.


Forma a modificar

Unir o cabo com os dois cilindros.

Utilizar a função Seleção afim de


escolher várias ferramentas ao mesmo
tempo.

Perfis a utilizar para


fazer a cavidade
Criar uma Cavidade (no modo
Passante total) para fazer as duas aberturas.

Faça os arredondamentos de 1mm


na intersecção do cabo com os dois
cilindros.

Defina « Chave» como designação


Arredondamentos de 1mm
da peça, utilizar a função
Montagem/Definir peça.

Salvar o arquivo na pasta de


formação com o nome:
« Chave.TOP »

119
Projetando peças

Bride
Noções abordadas:
• O contorno, como escolher seu contorno?
• Furação sobre a face plana no modo DINÂMICO e NÃO DINÂMICO
• Extrusão do perfil
• Subtração da forma
• Arredondamentos e chanfros na forma.

120
Features

121
Projetando peças
Came
Noções abordadas:
• O contorno por repassagem
• Furação na face e ponto no modo NÃO DINÂMICO
• Extrusão do perfil
• Cavidade e elevação
• Arredondamentos e chanfros na forma.

122
Features
Tringle
Noções abordadas:
• Manipulação dos sistemas de coordenada (Duplicar, orientação…)
• Elevação das superfícies não planas (opção « Curva no local »)
• Função Pattern.

123
Projetando peças
Acoplamento rígido
Noções abordadas:
• Multiplicação de propagações
• Parametrização
• Ranhura
• Separação das formas.

124
Features
Features

126
Features

Peça 1

Abrir um novo documento Design Sem Modelo.

Ative o contexto Formas e selecione a função Cilindro .


Diâmetro = 20mm; e Altura = 74mm, no centro do Sistema de Coordenada.

Criar um Canal .
Selecione a face a modificar:

Em seguida forneça o plano de referência e preencha a seguinte


tabela:

127
Features

Fazer Chanfro .
Selecione a opção Chanfro= ;
Comprimento = 2mm;
Ângulo = 30°.
Selecione primeiro a face onde você irá aplicar o comprimento de 2mm e em seguida a face onde você
irá aplicar o ângulo.

Resultado:

Criar um Canal .
Selecione a face de referência Selecione o plano de referência

Defina os parâmetros da tabela abaixo:

Resultado:

Ainda na função Canal, selecione novamente a face de referência, e o plano de referência.

128
Features
Preencha a tabela:

Resultado:

Fazer Chanfro .
De 1 x 45° como mostra a figura abaixo:

E de 1 x 30°:
Selecione a primeira face Selecione a segunda face

Resultado:

129
Features

Criar um Canal .

Selecione a face a modificar Selecione um plano de referência

Defina os parâmetros da seguinte tabela:

Resultado:

Criar Rosca .
Selecionar a mesma face e o mesmo plano usados para fazer a última operação de canal.
Preencha a tabela:

130
Features

Fazer um Furo Dinâmico.


Selecione a face a furar

Selecione Furo+Rosca.
Preencha a tabela:

Criar um novo sistema de coordenada (Ferramentas / Sistema de Coordenada / ).


Rotacione em 90° no eixo Z o sistema de coordenada criado, utilizando Modificar elemento .
Selecione como atual e coloque em vista de topo.

Ativar o contexto Curvas e selecionar a função Linha .

Dimensione-a usando a função Dimensão .

131
Features

Ative novamente o contexto Formas e selecione a função Slot .


Selecione a face de referência

Selecione a linha criada.

Escolha a opção Ranhura em U.


Largura = 30mm;
Profundidade = 2mm.
Selecione e clique no primeiro ponto da linha.
Em seguida selecione e clique no segundo ponto da linha.
Então, .

Propagar operação .
Selecione uma face da operação a ser propagada.
Escolha a opção ESPELHAMENTO SIMPLES.
Selecione o plano .

Peça final:

132
Features

Peça 2

Abra um novo documento Design Sem Modelo.

Ative o contexto Formas em seguida selecione a função Cilindro .


Diâmetro = 71mm; ; Altura = 32.5mm no centro do Sistema de coordenada atual.

Ative o contexto Curvas em seguida selecione a função Ponto e crie um Ponto polar .
Ponto de origem = Centro do Sistema de coordenada; ; raio = 31mm e ângulo de 90°.

Criar uma referência no ponto.


Selecione Ferramentas / Sistema de Coordenada e em seguida selecione o ponto.

Ative o contexto Formas e selecione a função Furação .

Com a opção , clique sobre o sistema de coordenada criado e em seguida


selecione a face inferior do cilindro.

Utilize a opção FURO+ALOJAMENTO.

133
Features

Após confirmar OK, utilize a opção e escolha ESPELHAMENTO SIMPLES e o plano .

Ainda no comando Furação , no modo , selecione a face superior do cilindro.

Escolha a opção FURO.

134
Features
E preencha a seguinte tabela:

Resultado:

Ative o contexto Curvas e selecione a função Criar contorno .


Utilize a função para criar o contorno da cavidade.

Dimensione o retângulo com a função Dimensão .


Modifique as dimensões com Modificar e aplique uma restrição de simetria na dimensão de 13mm
com Modificar elemento .

135
Features

Ative o contexto Formas e selecione a função Cavidade .


Selecione uma das faces do cilindro:

Selecione o contorno retangular criado anteriormente.

Resultado:

Propagar a operação com a função Propagar .


Selecione uma face da operação a propagar (cavidade), escolha a opção , eixo , em e
número total de 3.
Resultado:

136
Features

Criar Chanfros com a opção COMPRIMENTO/COMPRIMENTO de 2 x 2 nas arestas das


cavidades criadas.

Criar outro Ponto Polar .


Ponto de origem = Centro do Sistema de coordenada; ; raio = 31mm e ângulo de 180°.
Criar um novo sistema de coordenada sobre o ponto criado (Ferramentas/Sistema de Coordenada e
selecione o ponto criado).
Dê Esc para sair da função Sistema de Coordenada.

Criar furos .
Selecione a opção SISTEMA DE COORDENADA e clique no Sistema de coordenada criado
anteriormente. Escolha a opção FURO e OK. Defina os parâmetros do furo.

Ainda na função, utilize a opção , , , e número total de 3.


Resultado:

137
Features

Crie mais um Ponto Polar .


Ponto de origem = Centro do Sistema de coordenada; ; raio = 25mm e ângulo de 0°.
Criar um novo sistema de coordenada sobre o ponto criado (Ferramentas/Sistema de Coordenada e
selecione o ponto criado).
Dê Esc para sair da função Sistema de Coordenada.

Criar furo .

Resultado:

138
Features

Peça 3

Abrir um novo documento Design Sem Modelo.

Ative o contexto Formas e selecione a função Cilindro .


Diâmetro = 57mm; e Altura = 145mm, no centro do Sistema de Coordenada.

Criar um Canal .
Selecione a face a modificar Selecione a face de referência

Defina os parâmetros da tabela abaixo.

Resultado:

139
Features

Criar um Furo dinâmico.

Selecione a face a furar:

Selecione a opção FURO+ROSCA e defina os parâmetros da tabela abaixo.

Resultado:

Ainda no comando Furação selecione novamente a mesma face e selecione a opção FACEAMENTO e
preencha a seguinte tabela:

Resultado:

140
Features

Criar um sistema de coordenada duplicado .


Selecione o Sistema de coordenada a ser duplicado (Sistema de Coordenada Absoluto), ,
, em 15mm.
Rotacione esse Sistema de coordenada criado em 90° no eixo X, e 180° em Y utilizando Modificar
Elemento .

Faça um Furo , utilizando a opção .


Selecione o Sistema de Coordenada criado em vermelho como mostrado na figura abaixo:

Selecione a face a furar:

Escolha FURO CALIBRADO.


Preencha a tabela:

Resultado:

141
Features
Crie um outro Sistema de coordenada (Ferramentas / Sistema de Coordenada / XZ). (em azul)

Criar uma linha .

Dimensione e posicione com .

Criar um Slot .
Selecione a face de referência:

142
Features
Selecione a curva criada e escolha Ranhura em U.
Largura = 60mm.
Profundidade = 15mm.
clique no primeiro ponto da linha e clique no segundo ponto da
linha e então . Resultado:

Propagar esta operação com .


Selecione uma face da operação a ser propagada, em seguida escolha a opção ESPELHAMENTO
SIMPLES, no plano .
Resultado:

Crie uma outra linha de


77.5mm no sistema
de coordenada absoluto.

143
Features
Criar um outro Slot com a linha criada.
Selecione a face de referência (base da peça), a linha criada anteriormente, Largura = 32mm,
Profundidade = 35mm e então . Resultado:

Criar Chanfros .
Escolha a opção COMPRIMENTO / COMPRIMENTO de 2 mm nas arestas:

E de 5mm nas arestas:

144
Features
Resultado:

Fazer Arredondamentos .
De 5mm:

De 3mm:

145
Features
Chanfro de 2mm com a opção COMPRIMENTO / COMPRIMENTO.

Resultado:

Fazer Canal .
Face a modificar Plano de referência

Preencha a tabela:

Resultado:

146
Features
Ainda no comando Canal...
Selecione a face a modificar Selecione o plano de referência

Tabela:

Resultado:

Criar Rosca .
Selecione a face a rosquear: Selecione o plano de referência:

147
Features
Definir os parâmetros da tabela abaixo:

Resultado:

Criar um canal .
Selecione a face a modificar: Selecione o plano de referência:

148
Features
Confirme a direção. Preencha a tabela:

Resultado:

Faça o mesmo no outro furo.

Crie um outro furo na face:

Preencha a seguinte tabela:

Resultado:

149
Features

Crie outro canal .


Selecione a face a modificar:

Selecione o plano e preencha a tabela:

Resultado:

150
Features
Crie um plano em ferramentas / Sistema de coordenada / XZ, para criar o caminho do slot.

Crie uma linha .

No comando Slot , selecione a face de referência:

Selecione o caminho (a linha criada). Escolha ranhura em U.


Largura = 8mm;
Profundidade = 2.5mm.
Resultado final:

151
Features

Peça 4

Abra um novo arquivo Design Modo Associativo 3 SisCoord mm.

Ative o contexto Forma e selecione a função Cilindro .


Diâmetro = 76mm[g6]; ; Altura = 30mm, no ponto 0,0.

Modifique o tipo de linha e a cor.

Ative o contexto Curvas e crie uma linha de esboço em 90° no ponto 0,0.

Dê um offset nesta linha no modo , com uma distância total de 34mm.

Crie um Círculo com ∅66mm.

Modifique novamente o tipo de linha e a cor. Utilize a função Criar contorno para criar a curva da
cavidade. Na opção ligação, escolha CÍRCULO com raio de 6mm.

152
Features

Volte para o contexto Forma , em seguida selecione a função Cavidade .


Selecione a face de referência: Selecione a curva:

Preencha a tabela:

Resultado:

Criar um Ponto Polar .


Ponto de origem: 0,0; ; Raio = 31.5mm; Ângulo = 45°.

153
Features

Criar um Furo no ponto criado.


Selecione o modo .
Clique na face a furar: Selecione o ponto criado:

Selecione FURO. Defina os parâmetros do furo:

Resultado:

Ainda na função, utilize a opção e escolha ESPELHAMENTO DUPLO.


Escolha os planos e . Resultado:

154
Features

Selecione a função Sistema de coordenada e escolha a opção Duplicar Sistema de coordenada

.
Clique no sistema de coordenada a duplicar (em laranja).

Selecione , em seguida .
X = 40mm; Y = 0mm e Z = 15mm.

Após criar o Sistema de coordenada, crie um furo com a opção , clique


sobre o sistema de coordenada duplicado e clique sobre a face a furar. Escolha Furo calibrado e defina
os parâmetros da tabela abaixo:

Resultado:

Criar Chanfros com a opção COMPRIMENTO / COMPRIMENTO de 2 x 2 nas arestas:

155
Features

Criar um Canal .
Selecione a face a modificar:

Selecione o plano de referência .


Defina os parâmetros da tabela:

Resultado:

Selecione novamente a função Canal e selecione uma das faces do furo calibrado.
Selecione o plano e defina os parâmetros da tabela abaixo:

156
Features

Faça o mesmo para o outro furo para o plano .

Após criar os sistemas de coordenada, crie uma linha para fazer o caminho do Slot .

Criar o Slot .
Selecione a face a modificar (a face superior da peça), a linha criada anteriormente e Ranhura em U.
Largura = 5mm;
Profundidade = 6mm.

Propagar esta operação.


Selecione uma face ou aresta da operação que deseja propagar.
Selecione , , e total de 2.

Resultado:

157
Features

Duplicar o sistema de coordenada em amarelo com a opção em , com distância


de 15mm.
Duplique novamente o sistema de coordenada duplicado com a opção em , com
distância de 40mm.

Crie um Furo com a opção , selecione o último sistema de coordenada


duplicado, em seguida a face de referência. Selecione FURO e defina os parâmetros da tabela abaixo:

Resultado:

158
Montagem de Componentes
Técnicas
Montagem é uma das ferramentas mais importantes quando você projeta
um mecanismo complexo. Este workshop trata dos seguintes tópicos:
• O que é uma montagem?
• Técnicas de montagem
• Onde encontrar as funções de montagem?
• Procedimentos de posicionamento
Então alguns exemplos irão demonstrar as diferentes técnicas usando através de um cárter, um
layout ou uma sub-montagem de um parafuso de carburador.
Montagem de Componentes

160
Montagem de Componentes

Oque é uma montagen ?

Montagem é um mecanismo que permite a você obter um


conjunto incluindo peças ou sub montagens. Esta inclusão de
componentes respeita um posicionamento.
Você também pode usar componentes para definir uma família
de peças e organizá-las dentro de um padrão (veja o workshop
criando componente padrão).
Quando uma peça é incluída em uma montagem, esta se torna
um componente. Uma montagem pode ser uma sub-montagem
de outras montagens.

Um componente é usado para definir como uma peça é incluída em uma montagem. Existe um
documento padrão que define uma peça ou várias peças fazendo uma sub-montagem.
Consequentemente os componentes são referenciados pelo arquivo de montagem que possui a
mesma extensão da peças (.top).

Técnicas de montagem
5 métodos são possíveis para definir uma montagem.

In Place Armazenando
In place (top down)
É o método mais simples para definir uma montagem.
1- Iniciando seu trabalho na montagem,
Projete todos os componentes in place no mesmo
documento, e este representará a montagem.
2- Opcionalmente explode a montagem armazenando
componentes em arquivos
únicos (1 componente por arquivo).
Este método é adaptado para um pequeno número
de peças (menor que 50) quando você trabalha
sozinho. Dividir elementos de parâmetros e
geometrias em seu projeto é muito mais fácil (um
parâmetro pode dirigir vários componentes). Usar os
níveis é recomendado para organizar a visibilidade de
cada componente, os elementos da montagem
podem ser criados em níveis separados.

Por Montagem

161
Montagem de Componentes

Montagem (Bottom up)


É o método tradicional.
1- Projete as peças em documentos diferentes.
2- Inclua as peças em uma montagem, e junte as
peças como definido em seu projeto.
Projeto Bottom up é a técnica preferida quando você
Incluindo trabalha em engenharia concorrente em um projeto
grande, ou quando estiver usando peças previamente
construídas.
É adaptada para montagens com mais de 50
componentes, porque são projetados
independentemente. Seu relacionamento e
regeneração são mais simples do quem em uma
montagem in place design.

Montagem Híbrido, mistura entre in place design e montagem


Montagens criadas in place podem ser usadas como
sub-montagens em um projeto bottom up.
1- Projete suas peças in place em um documento, por
Incluindo exemplo, uma peça com parafuso.
2- Inclua estes elementos como um sub-montagem
em outra montagem.
É recomendado para definir pequenas sub-montagens
com este método.

In Place

Layout
Este método oferece um forte relacionamento entre peças
e montagens em um processo de engenharia concorrente.
1- Construa um layout feito por elementos simples
mostrando onde pertence cada componente na montagem.
2- Crie peças ou sub-arquivos de documentos onde você
armazena o que você precisa para projetar a partir de um
layout:
Geometria funcional, parâmetros,
Sistemas de coordenada...
3- Incluir em uma montagem todos os documentos. As
peças e sub-montagens.
Consequentemente o layout controla as peças e a
montagem

162
Montagem de Componentes

By assembling
Semi-acabamento

Este método é particularmente adaptado por


projetistas que desejam trabalhar em modo de
montagens semi-acabadas.
1- Projete sua montagem in place, usando
representações simbólicas(sem detalhes).
2- Fazer o armazenamento da peça para detalhar
em um documento diferente.
3- Definições completas da peça detalhando esta
com operações

Montagem

Onde encontrar as funções de montagem?


As funções estão disponíveis nos documentos do TopSolid no menu Montagem.
Você pode incluir qualquer elemento com Incluir elementos.
Montagem ou sub-montagem podem ser definidos com o comando Definir montagem.
Finalmente, você pode incluir peças padrões com Incluir Padrão. Você pode criar uma explosão
da montagem em outro documento com Criar explosão da montagem. Você pode ainda
modificar o posicionando de um componente na montagem.

163
Montagem de Componentes

Procedimentos de posicionamento
Posicionamento restringido
A restrição de posicionamento permite montar uma peça ou um conjunto de peças (sub-
montagens) em referência a uma outra peça. Esses 2 elementos são usualmente separados em
2 documentos diferentes, mas eles podem ser de um mesmo arquivo.
A restrição de posicionamento é disponível no menu: Montagem |Criar Sistemas de restrições.
Exemplo: projetar com diferentes subconjuntos (motor, peças comuns a outros componentes
mecânicos...). Graças à restrição de posicionamento, as posições para todas essas sub-
montagens serão recalculadas corretamente após projetar as modificações.

Restrições principais

Mate

Acoplar 1 face de um elemento a inserir (geometria de


origem), sobre 1 face de um elemento receptor
(geometria de destino).

É possível dar uma distância entre essas 2 faces com a


árvore de construção.
Nota: a direção do material é oposta.

Alinhamento

Alinhe 1 face de um elemento a inserir (geometria de


origem) com 1 face de um elemento receptor
(geometria de destino).

É possível dar uma distância entre as 2 faces com a


árvore de construção.
Nota: o resultado do offset é igual para ambos.

164
Montagem de Componentes

Orientação

Restrição de direção de uma aresta ou eixo com um


ângulo controlado. Este ângulo pode ser
modificado.

Eixo sobre eixo


Cria um eixo restringido pela seleção de um eixo
em uma aresta circular.

Posicionamento no Sistema de coordenada

Permite montar uma peça ou um conjunto de peças


(subconjunto) a partir de um Sistema de
coordenada de origem de um documento modelo
para um Sistema de coordenada de destino de um
documento receptor.
O posicionamento no Sistema de coordenada
oferece as mesmas características como a
restrição de posicionamento, mas também dá a
possibilidade de trocar ou copiar todos
componentes. Você deve definir primeiro o Sistema
de coordenada antes de usar esta função.

Conectando a biela posicionada com o Sistema de coordenada

Posicionamento por Ponto-chave / Sistema de


coordenada chave
Permite que você crie uma união exata de um
ponto-chave ou Sistema de coordenada chave em
um documento modelo com o Sistema de
coordenada de um documento de recepção.

Posicionamento geométrico de controles


Isto permite que você crie uma união exata de um
ponto de controle ou Sistema de coordenada em
um documento modelo com os mesmos elementos
nativos de um documento recebido. Veja o
workshop criando um componente padrão para
mais informações.

Perfil com controle de pontos

165
Montagem de Componentes

Procedimento Padrão (para montagem)

1- Incluir padrão, conjunto ou elementos usando


Montagem | Incluir.
Nota: o documento Atual deve ser o documento de
recepção (montagem).
2- Escolha na janela do documento do componente.
3- Selecione o método de posicionamento
RESTRIÇÃO DE POSICIONAMENTO.

montagem (receptor) componente (sub-conjunto)

4- Definir a primeira restrição MATE.

Geometria de destino geometria de origem

5- Definir a segunda restrição ALINHAMENTO.

Geometria de destino geometria de origem

6- Definir a terceira restrição ALINHAMENTO.

Geometria de destino geometria de origem

166
Montagem de Componentes

8- Uma vez que as restrições são definidas, a


montagem está completa.

9- Visualizar a restrição com a árvore de construção.

10- Repetir este componente com uma propagação


em espelho.

11- Modifique o parâmetro de distância na árvore de


construção para mover os componentes.

167
Montagem de Componentes

Exemplo: Montando um cárter

Neste exemplo será demonstrado o projeto acima, usando o Sistema de coordenada e a


restrição de posicionamento.
Então você irá criar uma vista explodida da montagem, e gerar um detalhamento com a lista de
material.

168
Montagem de Componentes

Abrindo os arquivos
Abra todas as peças que formam a
montagem localizada na pasta
Workshop | Montagem | Crankcase.
Você pode dividir as janelas do
documento para conservar espaço em
seu desktop.

Incluindo elementos da peça


1- Crie um novo documento
representando o documento de
montagem. Salve-o como
Montagem. top

2- Incluir elemento o crankcase


usando o Sistema de coordenada de
posicionamento

3- Incluir elemento o bracket usando a restrição


de posicionamento: 1 mate(a), e 2 eixo sobre
eixo (b)

169
Montagem de Componentes

4- Modifique o crankcase na montagem


para exibir o Sistema de coordenada de
conexão superior como um elemento
auxiliar.

5- Incluir elemento de conexão usando o


Sistema de coordenada auxiliar do
Crankcase.

Criando um sub-conjunto
1- Criar um novo documento
2- Incluir elemento cover com o Sistema de
coordenada de posicionamento, e o retentor
com restrição de posicionamento: 2 eixo
sobre eixo e 2 mate sobre a ranhura
3- Criar um conjunto com Montagem | Definir
montagem. Nomeie o conjunto com
Descrição/Montagem do motor. Controle a
estrutura do conjunto cover com a árvore de
criação.
4- Salve o documento como montagem
Cover.

Incluindo um conjunto

1- Crie um documento de Montagem atual

2- Incluir o conjunto cover com as restrições de


posicionamento: 1 mate (a) e 2 eixo sobre eixo (b), ou 1
mate (a), 1 eixo sobre eixo (b) e 1 orientação (c) para
criar 2 direções paralelas. Certifique-se que a ranhura do
cover está para cima.

170
Montagem de Componentes

Incluir um parafuso padrão


1- Incluir padrão, componente da norma
AFNOR, família Elementos de fixação, tipo
Parafuso, variante Parafuso de cabeça cilíndrica
plana, código M2.5x6, com propriedade do
material aço revestimento polimento
2- Posição do parafuso com restrições usando 1
mate e 1 eixo sobre eixo

3- Propagar o parafuso usando a propagação


circular ao longo de X+ em 360° com o número total de
instâncias

4- Use a árvore de construção para controlar os


modelos, posicionamentos, sub-montagens,
restrições...

Criando a explosão da montagem

1- Criar um novo documento

2- Criar explosão da montagem. Use o Sistema de


coordenada de posicionamento e uma explosão
radial ao longo de +X com um centro de explosão
na origem.

3- Ajustar o eixo de explosão e os coeficientes


radiais na árvore de construção.
4- Idealmente aplicar a transformação sobre
componentes para obter uma vista explodida
compreensível com Forma | Outras operações |
Transformar

171
Montagem de Componentes

Criação de uma vista explodida

1- Criar um novo documento TopSolid’Draft baseado


no modelo A4V
2- Responda os campos de informações gerais com
Arquivo | Propriedades : Título1 Crankcase e o nome
da empresa Workshop

3- Criar uma vista principal da explosão em


perspectiva.

4- Crie a lista de material usando um modelo padrão,


da vista explodida, posicionada ao topo da legenda.

5- Indexar os balões na vista explodida. Índices na


lista de material

6- Usar modificar na lista de material ou nos índices para desativar o cálculo, mudar os
estilos,...

172
Montagem de Componentes

Modificar o tipo de Lista de Material

Pelo padrão a lista de material está ao nível superior, o


qual significa que ela representa o primeiro nível do
subconjunto. Troque para o planificar bom para relatar
todas as peças, com modificar na lista de material.

Obviamente no Segundo caso do conjunto do índice o


conjunto Cover não é mais válido e as peças
constituintes do conjunto devem ser re-indexadas.

Exportando a Lista de Material no Excel

Use Lista de material | Exportar tabela para criar um arquivo Excel (extensão. xls) ou arquivo de texto, e
usar o Excel. Esses dados não são ligados ao desenho e são independentes.

173
Montagem de Componentes

Exemplo: Layout do micro-motor

Neste exemplo você irá aprender como compartilhar e duplicar os parâmetros e a geometria
entre documentos.
Este exemplo ilustra o layout do método de montagem, particularmente adaptado para o
processo mecânico simultâneo.

174
Montagem de Componentes

Compartilhando os parâmetros usando um layout de montagem

O objetivo é ligar o parâmetro a definidos no layout com o parâmetro de


conexão da biela igual a 30. Para conseguir isto:

1- Abra o documento layout.top a qual contém todas as informações


funcionais da montagem: parâmetros, pontos, Sistemas de coordenada,
linhas de esboço...

2- Abra a peça conrod.top. Dividir verticalmente suas 2


janelas. Certifique-se de que o conrod.top é o
documento atual.

3- Criar um parâmetro duplicado de a.


Selecione duplicar parâmetro na barra de ícones
parâmetro.

4- Modificar o parâmetro de distância do centro


substituindo-o por a. Permite que você o substitua
por outro valor.

175
Montagem de Componentes

Compartilhando os elementos geométricos

O objetivo é duplicar um elemento de posicionamento


(Sistema de coordenada) definido em Layout.top.
1- Criar um novo documento TopSolid nomeado
Montagem.top
2- Criar uma réplica do Sistema de coordenada com o ícone
duplicar Sistema de coordenada sem transformação.
Selecionar o Sistema de coordenada do conrod no layout

Nota: você pode criar uma duplicação de qualquer


elemento com os ícones de parâmetro, Sistema de
coordenada ou ponto. Para curva ou forma, use as
funções Duplicar em Curvas e Formas.
Para outro elemento usar Editar | Repetir.

Então use este Sistema de coordenada para Incluir o elemento


conrod.
Repetir o mesmo procedimento para incluir todas as peças:
combinando o sistema de coordenada de posicionamento e a
restrição de posicionamento é permitida.

Modificando os parâmetros do layout


Modificando esses parâmetros você irá então afetar as dimensões de
conexão e posicionamento da biela. O projeto é baseado
consequentemente nos parâmetros 'mestres' no layout, as quais
controlam toda a montagem.

176
Montagem de Componentes

Exemplo: Subconjunto do parafuso do carburador in place

Este rápido exemplo ilustra como criar uma pequena montagem usando a técnica in place.

177
Montagem de Componentes

Criando contornos

1- Usando contorno, escolha os pontos para definir o


parafuso.
2- Dimensione-os com alguns diâmetros da metade
da peça restrições a obter facilmente pelo controle de
dimensões.
3- Modificar parâmetros como os valores exibidos a
seguir.
4- Para definir o sinal de ligação, desenhe um
contorno retangular designando 2 pontos de
diagonais existentes na ranhura do parafuso.
5- Quebre os cantos com arredondamento global
R0.5mm

Criando peças revolucionadas

Use esses 2 contornos para criar 2 formas


revolucionadas
1- Corte a cabeça do parafuso pela subtração de
um bloco alinhado na origem, com dimensões
comprimento em x = 2mm, comprimento em y =1-
mm, comprimento em z = 10mm
2- Quebre as 4 arestas com arredondamentos
R0.1mm
3- Quebre a aresta final com chanfro 0.2mm x 45°

4- Rosquear a face do parafuso no modo automático


usando o padrão ISO e com rosca completa

Identificando a montagem

Para denominar essas 2 em uma sub-montagem, use


Montagem | Definir montagem.
Então selecione o parafuso e o retentor. Com a opção Características dê uma descrição para o
conjunto: Parafuso do carburador. Você pode controlar os conjuntos de componentes com a
árvore de construção.
Preencha os materiais para ambas as partes com Atributos | Material: parafuso material = aço,
retentor material = chloroprene (neoprene) e revestimento = pintura preta lustrosa.
Salve esta montagem a fim de usá-lo com Montagem | Incluir sub-montagem/peça.

178
Montagem de Componentes

Criação das peças e diferentes sub-montagens.

Sub-montagem Eixo+Chapa

Eixo

Chapa

Definição da peça.

Abrir o arquivo Eixo

Ativar o contexto Montagem depois selecionar Definir peça.


Definir as informações.
Designação = Eixo, referência=AX-01, Material=Aço

Selecione OK para validar.


Para modificar a definição após a validação, é necessário dar um clique com BD dentro da
árvore e selecionar Características.

179
Montagem de Componentes

O campo de nomenclatura do índice permite definir manualmente o índice da nomenclatura.

Salvar seu documento.

Faça o mesmo para a chapa:


Designação = Chapa, referência=CH-01, Material=Aço
Salvar seu documento.

Montagem restringida.

Criar um novo documento Design.

Ativar o contexto Montagem depois selecionar Incluir sub-montagem/Peça.

Selecionar Eixo.

Posicionar a peça.

NOTA : a primeira peça é posicionada livremente dentro do novo documento.


180
Montagem de Componentes

Selecionar PARAR.

Selecionar SEM PROPAGAÇÃO.

Selecionar OUTRO COMPONENTE.

Selecionar a Chapa.

Selecionar a face de contato da chapa com o eixo.

Selecionar a face de contato do eixo com a chapa.

Selecionar OK.

181
Montagem de Componentes

NOTA : O TopSolid propõe uma restrição de Mate. O botão MATE permite modificar entre:
Alinhamento ou Orientação.

Clique na face cilíndrica do furo da chapa.

Selecione na face cilíndrica do furo do eixo.

NOTA : O TopSolid propõe as escolhas possíveis: uma restrição do Eixo no Eixo.

Cliquena face cilíndrica do 2º furo da chapa.

Selecione a face cilíndrica do 2º furo do eixo.

182
Montagem de Componentes

Selecione PARAR.

Abrir a árvore de construção.


Éditar a montagem.
Abrir a restrição do posicionamento.

NOTA : No modo AUTO, o TopSolid propõe as melhores restrições regulando mais de 80% dos
casos de montagem.
Vamos acrescentar as características da sub-montagem.
Dentro da árvore selecione MONTAGEM, em seguida clique com BD do mouse e selecione
Características.

Definição de uma sub-montagem.

Ativar o contexto Montagem em seguida selecione Definir montagem.

Defina a designação e a referência como abaixo.

Salve o documento.
Fechar o documento do eixo.
Fechar o documento da chapa.

183
Montagem de Componentes
Inserção do componente padrão.

Ativar o contexto Montagem em seguida selecione Incluir padrão.

Selecione um parafuso allen sextavado interno ISO 4762 - M4-10 depois OK.

Selecione a face de apoio do parafuso próximo à aresta circular.

Selecione PARAR.

Selecione PARAR.

Selecione PARAR.

Selecionar a face de apoio do parafuso próximo à aresta circular.

Repetir o mesmo procedimento.

A estrutura da montagem já está completa com os dois parafusos.

184
Montagem de Componentes

Salvar o documento.

Montagem completa da válvula.


Abrir o documento da BASE.

Definir peça
 Designação = BASE
 Referência = BASE-01
 Material = Ferro fundido branco

Abrir o arquivo da BIELA.

Definir peça
Designação = BIELA, referência=BI-01, Material=Aço
Salvar o documento.

185
Montagem de Componentes

Abrir o documento da VÁLVULA.

Definir paça
Designação = VÁLVULA, referência=VALV-01, Material=Aço
Salvar seu documento.
Criar um novo documento Design.

Ativar o contexto Montagem em seguida selecione Incluir sub-montagem/Peça.


Selecione a BASE.

Selecione OUTRO POSICIONAMENTO.

Clique no sistema de coordenada da BASE 9sistema de coordenada absoluto).

Clique no sistema de coordenada absoluto, em seguida SEM PROPAGAÇÃO.

NOTA : A base está restringida pela posição do sistema de coordenada de criação.

Incluir a sub-montagem eixo+chapa.


Restrição de Eixo no Eixo da face cilíndrica do eixo dentro do furo da base.
Selecione a face cilíndrica do eixo, em seguida selecione a face cilíndrica do furo da base.

Restrição MATE na face de apoio do eixo Contrainte na face do fundo da base.


Selecione a face de apoio do eixo, em seguida selecione a face do fundo da base.

186
Montagem de Componentes

Resultado.

Definir as características da montagem: Designação = Válvula, referência = VALV-01


Salvar o documento.

Montagem da TAMPA.
Ativar o contexto Montagem em seguida selecione Incluir sub-montagem/Peça.

Selecione EXPLORAR.
Escolher o arquivo da Tampa.

Posicione a tampa.

Selecione a face de apoio da tampa, em seguida, selecione a face de apoio na base.

187
Montagem de Componentes

Selecione OK.
Selecionar a face cilíndrica do furo da tampa, depois selecione a face cilíndrica do furo roscado
na base.

Repetir a operação para o segundo furo.

Resultado.

Posicionar os 3 parafusos allen sextavado interno ISO 4762 - M4-10 nos furos: incluir um
parafuso e propagar 3 em 360°.

Salvar o documento.

188
Montagem de Componentes

Montagem do braço.
Ativar o contexto Montagem em seguida selecionar incluir Sub-montagem/Peça.
Selecione EXPLORAR.
Escolher o arquivo do Braço.

Tipo de restrição Geometria de origem Geometria de destino

Restrição Eixo no Eixo.

Restrição de alinhamento.

Restrição de alinhamento.

Salvar o documento.

Montagem da biela.
Armazenar a base no nível 1.
Na barra de nível rápido, clique com BD no nível 1.

Ative o campo nome

189
Montagem de Componentes

Clique na base depois OK.


NOTA : A peça desaparece porque o nível não é visível.

Ativar o contexto Montagem em seguida selecione Incluir Sub-montagem/Peça.


Selecione EXPLORAR.
Escolha o arquivo da Biela.

Tipo de restrição Geometria de Origem Geometria de destino

Restrição Eixo no Eixo.

Salvar o documento.

Montagem da válvula.
Ativar o contexto Montagem em seguida selecione Incluir sub-montagem/Peça.
Selecione EXPLORAR.
Escolha o arquivo da Válvula.

Tipo de restrição Geometria de origem Geometria de destino

Restrição Eixo no Eixo.

Restrição de Alinhamento.

Salvar o documento.

190
Montagem de Componentes
Explosão.
Mudar para o documento da válvula.

Ativar o contexto Montagem e selecionar Criar explosão da montagem

Clique num ponto qualquer do documento da válvula.

Selecione o documento Design.

Selecione OK.

Clique na Base.
A peça muda de cor, passa para verde.

Clique na válvula.

Clique na biela em seguida OK.

Forneça uma distância ou dê uma posição com o mouse.

.
Clique sobre a bolinha vermelha para mudar o sentido de direção.

Repetir a operação de seleção com a porca, o braço, os parafusos, a válvula e a sub-montagem


eixo + chapa.

191
Montagem de Componentes

Repetir a operação para a porca.


Repetir a operação para o braço.
Repetir a operação para os parafusos.
Repetir a operação para a válvula.
Repetir a operação para a biela.

Selecionar VALIDAR DEPENDÊNCIAS.

Eixo das explosões.

Selecionar Criar eixos de explosões.

Selecionar AUTOMÁTICO.

Salvar o documento. Explosão_montagem

192
Montagem de Componentes

NOTA : oTopSolid propõe um nome ao documento : explosão principal seguido do nome do


documento.

Trocar para o documento de posicionamento in place da válvula.


Acrescentar a vista explodida.

Selecionar MONTAGEM PRINCIPAL.

Pôr a vista em sombra.


Salvar o posicionamento in place e fechar o documento da explosão.

193
Montagem de Componentes

Perfurador

Nós iremos abordar a partir deste exercício os


diferentes métodos de montagem do TopSolid.

Em primeiro lugar, a montagem in place permite


desenhar rapidamente as diferentes peças que
compõem o mecanismo. Em seguida, a montagem
« por remontagem » para juntar as peças do
comércio no mecanismo.

Os pontos complementares que serão abordados


neste exercício são, os sistemas de coordenada, a
gestão de níveis, o detalhamento e a legenda.

I – Montagem in place

A montagem in place é utilizada para a realização dos pequenos sistemas compostas de várias
peças que não terá a necessidade de utilizar separadamente em seguida.

A – Construção das peças

Nós iremos começar o exercício abrindo um novo documento de DESIGN (sem modelo).

Torne atual o nível 1. Para isso, clique sobre 1 na barra de níveis


rápidos com o botão do meio do mouse.
Clique com o botão direito do mouse sobre 1 permitindo assim esta
manipulação, assim como nomear o nível « CORPO ».
O nível 1 se torna verde na barra de
níveis rápidos.

Criar um sistema de coordenada no


plano XZ do sistema de coordenada
atual e torne-o atual.

Colocar o sistema de coordenada em


vista de topo.

Nomear REP_CORPO com a função


Editar, Nomear.

Desenhar o contorno ao lado.


Respeitar a dimensão e, sobretudo as restrições de alinhamento.

194
Montagem de Componentes

Faça uma forma extrudada a partir do contorno com uma altura de 38mm. Não esquecendo de
centralizar a forma com relação a altura do contorno.

Criação da cavidade

Criar um sistema de coordenada na face inclinada passando diretamente pela função Sistema
de coordenada atual e
selecionando a face desejada.

Desenhar um contorno
retangular e dimensionar
conforme a imagem.

Fundir os valores das margens


com a função Parâmetro, Fundir.
Ajustar o valor das margens em
5mm.

Faça uma cavidade com


profundidade de 4mm com os raios verticais de 8mm.

Faça um arredondamento de 1mm no fundo da cavidade.

Abrir a árvore de construção, posicionar o cursor de inserção sobre a linha « forma extrudada
na curva ».
Faça dois arredondamentos de R=4mm nas arestas superior e inferior da face inclinada.

Posicionar o cursor de inserção no topo da árvore de construção.

195
Montagem de Componentes

Criar um furo calibrado de Ø12 H7 na face


superior posicionada por dimensões
centralizadas com relação às arestas. Para
isso, não esqueça de trocar o modo para
NÃO DINÂMICO.

Faça os 4 arredondamentos de R=10mm


na parte da frente da peça e um raio de
1mm sobre toda a parte superior da peça.

B – Construção da base

Torne atual o sistema de coordenada nomeado SISTEMA DE COORDENADA ABSOLUTO.

Torne atual o nível 2.

É possível realizar esta ação


clicando sobre o botão « Niv=1 » na
barra de status e fornecer o número do
nível desejado para a dimensão da linha
« Nível atual: »

Nomear « BASE ».

Desenhar o contorno retangular e


dimensionar conforme o desenho ao
lado.

Extrudar o contorno em 10mm.

Criar um furo calibrado de Ø6 H7 na face


inferior da base, centralizada na furação do
corpo.
Por padrão, a operação está no modo NÃO
DINÂMICO, selecione a face a furar e forneça
em seguida o centro do sistema de coordenada
de furação Ø12mm.

Faça em seguida um furo liso de Ø15mm,


profundidade de = 5mm o mesmo centro.
Passar para a opção SISTEMA DE
COORDENADA e utilizar o sistema de
coordenada da furação de Ø6mm.

196
Montagem de Componentes

Salvar o arquivo.
O nome « Perfurador.top ».

C – Construção do punção

Torne atual o Sistema de coordenada


gerado pelo furo de Ø12 na face superior do
corps.

Nomear REP_PUNCAO e armazenar no


nível 3.

Torne atual o nível 3 e nomeie « PUNÇÃO ».


Ocultar os níveis 0, 1 e 2 para trabalhar mais
facilmente.

Construir um cilindro seguindo a direção Z+, com um alinhamento


centralizado e posicionado na origem do sistema de coordenada atual
para valores com Ø12 e uma altura de 74mm.

Faça um canal no topo do cilindro com os seguintes parâmetros: Ø8


por um comprimento de 10mm e na base com os parâmetros: Ø6 por um
comprimento de 7mm.

Criar uma furação com Ø4 utilizando um posicionamento por sistema

197
Montagem de Componentes
de coordenada radial no modo não dinâmico e seguindo as indicações do desenho
(distância=22mm, ângulo=90°).

Não esquecer de fazer o rosqueamento na parte superior.

Utilizar a função Definir, Peça para inserir as características do


punção.

Salvar o arquivo.

II – Montagem por remontagem

Para importar e posicionar in place várias peças dentro de um documento, nós podemos utilizar
dois métodos presentes nas seguintes manipulações; o posicionamento por sistemas de
coordenada ou por restrições.

A – Posicionamento por restrições

O posicionamento por restrições consiste em utilizar as faces das peças para posicionar em
referência uma com relação a outra.

O manípulo

Nós temos que recuperar o manípulo feito no exercício anterior e posicioná-lo na montagem.

Comece tornando o nível 4 atual e


nomeie « MANÍPULO ».

Em seguida ative a função


Montagem, Incluir sub
montagem/peça, clique no botão
EXPLORAR e selecione o arquivo
MANÍPULO.TOP.

198
Montagem de Componentes

Posicione no documento clicando em um ponto.

Posicione fornecendo como geometria de


origem a face de apoio do manípulo,

e a face superior do punção como


geometria de destino.

Validar a distância em 0mm.

Em seguida selecione a face cilíndrica do furo


Depois selecionar a face cilíndrica da furação
do manípulo para posicionar sobre a face
rosqueada do punção.

Clicar em PARAR, PSEM PROPAGAÇÃO para


finalizar a função.

B – Posicionamento por sistemas de coordenadas

O posicionamento por sistemas de coordenadas consiste em utilizar um sistema de coordenada


construído dentro do arquivo de origem para fazer a correspondência com um outro sistema de
coordenada situado dentro do documento de montagem.

Este tipo de posicionamento está particularmente adaptado aos componentes padrões sobre as
quais é fácil prever e declarar as referenciais.

O pino

Afim de inserir o pino, nós temos que começar a preparar sua implantação.

Primeiro, torne atual o nível 5, nomear « PINO » e desativar os níveis 1, 2 e 4.

Colocar um eixo no furo com a função curva/eixo.

199
Montagem de Componentes
Criar um sistema de coordenada « na curva », escolher a opção « meio » e fornecer o eixo.

Pegar o pino com a função Montagem, Incluir padrão.

Recuperar o modelo « Pino paralelo unhardened (pino de encaixe – tipo B » é encontrado


dentro da Norma « AFNOR », família « Fixação », em seguida « Pino ».
Escolher o código « 4x24 » que corresponde às dimensões do pino.

Pegue como sistema de coordenada de posicionamento o ponto chave nomeado


« SISTEMA DE COORDENADA DO MEIO » e mostre o sistema de coordenada
construído anteriormente no meio do furo.

Validar o ângulo de rotação clicando em PARAR ou REPETIR.

Do mesmo modo, faça os procedimentos de usinagem (furação) clicando em


PARAR ou REPETIR.

200
Montagem de Componentes

A mola

Para posicionar a mola, nós temos que utilizar novamente um posicionamento por sistema de
coordenada.

Ativar o nível 1, torne atual o nível 6 e nomeie « MOLA ».

Ativar a função Montagem, Incluir padrão para inserir


uma mola.

Localizar dentro da norma « MOLAS VANEL ».


Selecione « Mola de compressão cilíndrica » e
« Extremidades próximas e facetadas ». Escolher o código
« 15.0x1.60x32.0A ».

Na pergunta seguinte, responda:


« comprimento da mola (comprimida
entre o comprimento livre e o comprimento
no bloco) = 27mm »

Para recuperar o valor a alterar o


comprimento da mola, utilize a função
analisar distância entre o topo do corpo e a
base do cabo ou a face inferior do punção.

Selecione o ponto-chave « SISTEMA DE COORDENADA DA BASE » e clique no sistema de


coordenada atual (localizado na face superior do Corps) para posicionar a mola.
Responda PARAR ou REPETIR à pergunta referente a orientação do sistema de coordenada.

Ativar todos os níveis e salvar o arquivo.

201
Montagem de Componentes

Para modificar o aspecto da mola e ver


todas as espirais, é necessário modificar e
passar para a função Intercâmbio. Escolha em
seguida a representação Detalhada.
ATENÇÃO: Esta representação afeta
gravemente os tempos de regeneração do
arquivo.

III – Procedimentos da montagem

Nós veremos agora como parafusar diretamente o bloco sobre a base. Ou seja, nós temos que
utilizar um procedimento de montagem que irá permitir determinar o parafuso a utilizar para fixar
as duas peças e realizar ao mesmo tempo os processos correspondentes.

Para começar, reative o sistema de coordenada absoluto (torne-o atual).

Torne atual o nível 7 e nomeie « PARAFUSO ».

Aplique uma transparência (3 ou 5) sobre o calço e o corps.

Ativar a função Parafuso no menu Montagem.

Forneça os diferentes valores permitindo a escolha


do parafuso desejado, ou seja, o mínimo, o diâmetro
do parafuso (neste caso 4mm), o comprimento
mínimo (aqui 12mm) e eventualmente um valor para
a profundidade da cabeça (5mm).

Para o posicionamento do parafuso, passe para o


modo NÃO DINÂMICO, em seguida indique como
face de referência a face inferior do calço.

202
Montagem de Componentes

Para a primeira face ou aresta de alinhamento,


forneça a face lateral do corps e dê uma distância de
10mm.
Para a segunda aresta ou face, forneça a base do
plano inclinado e dê uma distância de 12,5mm.

Selecionar como « peças a fixar » o calço e


o corps, em seguida, valide.

Um parafuso aparece; aplique uma


propagação RETANGULAR utilizando as
arestas do corps para indicar as direções
das propagações.
Na direção X-, forneça uma distância total
de 30mm e 2 exemplares, na direção Y+,
forneça uma distância de 20mm e 2
exemplares também.

Salvar o documento.

203
Montagem de Componentes
Conjunto Dispositivo Pneumático
Primeira fase : Criação das peças e seus diferentes sub conjuntos.

Para melhor estruturar este exercício, criar diretórios como os indicados abaixo sobre seu disco rígido. A primeira
parte do exercício consiste em desenhar as peças do eixo do motor, bucha do motor, pivô, mola, cilindro e pistão
em seu respectivo diretório.
Cada peça será modelada em um arquivo distinto.
Para maiores informações sobre a cotação de cada peça, consultar os desenhos de definição que se encontram ao
final do exercício. Motor pneumático

Sub conjunto do eixo do motor

Eixo

bucha

Sub conjunto eixo e pivô

Pivô

Mola

Cilindro

Pistão

I. Em um novo arquivo eixo criar a seguinte peça:

Faça um Cilindro de diâmetro: 6mm seguindo os eixos de uma altura de 44mm.


o posicionamento sobre a origem do sistema de coordenada absoluto.

Ø6 mm
Atenção o sistema de coordenada
absoluto não pode ser alterado nem
renomeado. 44 mm

Sistema de
coordenada absoluto
Faça os Chanfros de 0.5mm a 45° nas extremidades. Fazer um Canal a 15mm
da face do plano de referência com Ø5mm e largura de 0.8mm.

2 Chanfros de 0.5 à 45°

15 mm

Face a ser
modificada

Plano de
204 referência
Montagem de Componentes
8
Posicionar um Contorno opção RETANGULAR como
o indicado ao lado. 1

Limitar o eixo do motor. Utilizar a função Forma / Limitar,


Opção Por Curva Sweeping, Modo Extrusão, selecione o A seta vermelha no interior do retângulo
cilindro, depois o contorno e valide a operação com OK hachurado indica a cota a retirar.

Colocar uma descrição, uma referência e um material


para o eixo do motor com a função Montagem /
Definir a peça.

O eixo do motor é automaticamente inserido no conjunto principal.


Quando uma só peça é definida, a descrição do conjunto principal é
identificado a esta peça.

I. Em um novo arquivo Bucha do Motor criar a seguinte peça.

Ø16
Construir o Contorno conforme desenho ao lado. 3
17
Ø12

Ø6
A cotação ao diâmetro é obtida
com a função Ferramenta /
Dimensionamento da metade da
peça.
3 Chanfros de 1mm à 45°

Criar a Forma Revolucionada pelo critério dos eixos .


Faça os três Chanfros de 1 mm à 45°.

Definir a peça, sua descrição será Bucha do Motor, sua referência é P002, de material Cobre.

205
Montagem de Componentes

III. Em um novo arquivo Pivô criar a seguinte peça.

Fazer um Cilindro de Ø 6mm seguindo o eixo , com uma altura de 30mm.


Posicionar sobre a referência absoluta.
Nas extremidades, faça os Chanfros de 0.5mm a 45°.

Definir a peça, sua descrição é Pivô, sua referência é P003 de material Aço.

IV. Em um novo arquivo Mola do Motor criar a seguinte peça.


Sistema de
coordenada

Faça uma hélice central sobre a referência absoluta. Utilize a função Curva / Outras Curvas / Espiral/Hélice.

Sistema de coordenada
Absoluto

Escolher um dos dois métodos apresentados abaixo para fazer a mola.


a solução mais rápida consiste em utilizar a função Forma / Tubo.

Curva Guia

1. Construção de um perfil de construção cilíndrica Ø 1mm.


A curva guia da mola esta em hélice, e não tem nenhuma
importância com relação a direção.
A opção FORMA DE LINHA cria automaticamente a mola em
espiras cilíndricas.

2. Construção de um tubo com seção cilíndrica Ø 1mm.


É necessário neste caso construir a seção curva da mola. Criar Sistema de coordenada
na curva e ponto
um sistema de coordenada sobre o perfil e um ponto na
extremidade da hélice a fim de desenhar sobre sua origem um
circulo de Ø 1mm
Ø 1mm

Utilizar a função Forma / Swept. UMA GUIA E UMA SEÇÃO


CURVA
Direção vertical

As seções dos tubos deverão estar normais, a curva guia utilizada é a


hélice, a direção é vertical e o eixo de referência é a que contém a seção.
Utilizar o circulo como seção curva.

206
Montagem de Componentes
Atenção o tubo deve ser do tipo SÓLIDO.

Duplicar por TRANSLAÇÃO a 14mm seguindo Z+ ,o sistema de coordenada absoluto para a superfície superior
da mola. Sistema de
coordenada
duplicado

Limitar as duas superfícies da mola com a função Forma / Limitar. Valide a


opção POR PLANO Depois clique sucessivamente nos dois sistemas de
coordenadas das extremidades.

Definir a peça, sua descrição é Mola do Motor, sua referência é P004, o Sistema de
Coordenada
material é Aço. Absoluto

V. Em um novo arquivo Cilindro criar a seguinte peça.


=50=
Construir o Contorno abaixo.

Para colocar as restrições simétricas sobre a


coordenada do sistema utilize a função
Modificar Elemento. Validar a
opção :RESTRIÇÂO =20=

Extrudar esse perfil de 25mm segundo o eixo .

10
Furar a forma extrudada.

• Realizar um furo cego de Ø10mm com profundidade igual a


46mm.
15
• Realizar um furo de Ø6mm com a opção Passante parcial.
10

Ø10 mm 25
Ø6 mm

Definir peça, sua descrição é Cilindro, sua referência é P005, o material é de Cobre.

207
Montagem de Componentes

VI. Em um novo arquivo Pistão do Motor , criar a seguinte peça.

Construir o Contorno conforme figura abaixo.

80

Ø10 18 10
Ø6

Criar a forma Revolução em relação ao eixo .


Fazer os raios de 2mm.
Raios de 2mm

=6=

Criar o Contorno do limite, depois fazer o


Limite do Perfil
faceamento com a função Forma / Limitar, validar
a opção POR CURVA SWEEPING no modo .

5 4

Furar o Pistão com diâmetro de Ø4mm sobre a face


Limitada.

Definir peça, sua descrição é Pistão do Motor, sua referência é P006, o material é Aço.

208
Montagem de Componentes

Segunda fase : Montagem de diferentes peças para os sub conjuntos

Durante esta primeira fase do conjunto você criou dois novos arquivos. O sub-conjunto eixo do motor
deverá ser montado por apoio, por isso o eixo pivô deverá ser um conjunto de referência.

Motor pneumático

Sub-conjunto eixo motor

Eixo

Conjunto de apoio Bucha

Sub-conjunto eixo motor

Sub conjunto eixo pivô

Pivô

Mola
Conjunto de Referência

Subconjunto eixo pivô

Cilindro

Pistão

Nas peças anteriormente criadas, é necessário adicionar o componente « anel elástico para eixo» da biblioteca
AFNOR em seu sub conjunto Motor Eixo e Eixo Pivô.

209
Montagem de Componentes

I. Conjunto de apoio do sub conjunto do Eixo do Motor.

Abrir um novo documento 3D. E salvá-lo em « Sub Conjunto do Eixo do Motor ».Inserir a peça eixo
motor com a função Montagem / Incluir Submontagem / Peça. Validar,em seguida selecione o arquivo
« Eixo do Motor.Top ». Escolher a opção OUTRO POSICIONAMENTO, no TopSolid passe para um
arquivo em janela vertical e reduza todos os documentos não relacionados pelo conjunto.
Começar pela posição de referência. Depois seguir sobre o eixo do motor que outros componentes irão
ser posicionados como apoio.
Clicar no sistema de coordenada absoluto do arquivo « Eixo do Motor.Top » depois posicionar a peça
sobre o sistema de coordenada absoluto do arquivo « Sub Conjunto Eixo do Motor.Top ». Não propagar.

Sistema de coordenada
de origem

Sistema de coordenada de destino


Com a opção Montagem / Incluir Padrão inserir « anel elástico para eixo » selecionar a dimensão
correspondente ao código 6x0,7.
Selecionar a opção
Definir seu posicionamento pelo apoio. Lançar a opção
, no TopSolid que escolhe
automaticamente as formas de posicionamento em
relação as superfícies escolhidas.
Definir a coaxialidade clicando primeiro sobre a
superfície cilíndrica do anel elástico depois deslizar
sobre a superfície cilíndrica do eixo. Não inverter, Superfície cilíndrica de destino
clique sobre .
De novo com a opção definir . Para Superfície cilindrica de origem
definir o contato basta clicar na superfície plana do
anel elástico e deslizá-lo na superfície lateral do canal.
Clique para validar a distancia do deslocamento a 0mm. Termine o posicionamento validando sem
fazer o processo. O procedimento de usinagem associado ao anel elástico não é necessário, pois o
canal já existe .

observação: utilizando a função Mover Superfície


plana de
sobre o anel elástico somente a rotação origem
do autor do eixo está autorizado.

Superfície plana de destino

210
Montagem de Componentes

Inserir a Bucha do Motor com a função Incluir SubMontagem / Peça. Em seguida EXPLORAR
selecione o arquivo « Bucha do Motor.Top ». Clique no documento do conjunto para colocar a bucha.
Definir seu posicionamento como apoio. Lance a opção .

Definir a coaxialidade clicando sobre a superfície cilíndrica da bucha depois deslize sobre a superfície do
eixo do motor.
Sobre o desenho ao lado a bucha deve ser retornada, validar a opção inverter = NÂO.

Superfície cilíndrica de
destino

Superfície cilíndrica de origem


Para definir o contato basta clicar na superfície plana da Superfície plana de destino
bucha e fazer deslizar na superfície lateral do anel.

Clique para validar a distancia do deslocamento a 0mm.


Terminar o posicionamento validar 0mm sem fazer a
propagação .

Superfície plana de origem

Uma vez o conjunto terminado, adicione uma descrição ao conjunto : « Sub Conjunto Eixo Motor » com
a função Montagem / Definir Montagem. Validar a opção .

Salvar o arquivo « Sub-Conjunto Eixo do Motor.Top ».

211
Montagem de Componentes

II. Conjunto para referência do sub-conjunto Eixo do Pivô.

Abrir um novo documento 3D. Salvar como « Sub-Conjunto Eixo Pivo.Top ».


Inserir a peça pivô do motor com a função Montagem / Incluir Submontagem/Peça.
Validar EXPLORAR selecione o arquivo « Pivo.Top ». Escolha a opção TopSolid
escolha janela vertical e reduzir todos os documentos não relacionados pelo conjunto.

Clicar na referência absoluta do arquivo « Pivô.Top » depois deslize a peça sobre o referencial absoluto
do arquivo « Sub-Conjunto Eixo Pivo.Top ». Não propagar.

Sistema de coordenada
de origem

Sistema de coordenada
de destino

É necessário criar várias referencias para poder posicionar as diferentes peças. É aconselhado fazer em
uma cor especifica.
No conjunto, criar um sistema de coordenada para posicionar o anel elástico. Duplicar o sistema de
coordenada absoluto por para o eixo a uma distancia 3mm.

Incluir por Padrão « Anel elástico para eixo » selecione a dimensão corresponde ao código 6x0,7.
Conservar o posicionamento por padrão, isto é para fixar .
A referência de destino é a referência duplicada. Para terminar o posicionamento valide com .

Sistema de
coordenada de
destino

Ponto chave

Faça o processo no eixo com a opção folga positiva, procedimento de usinagem ligado ao anel elástico.
A escolha do modo operação permite indicar aonde a operação deve estar ligada.

212
Montagem de Componentes

Escolha a opção « modificar modelo » para fazer o canal no arquivo « Pivo.Top ».


Face de referencia Criar no conjunto um sistema de coordenada para posicionar
a mola. Fazer um sistema de coordenada na face e no ponto.
A face de referência e a face superior do anel elástico.
Indicar a origem do sistema de coordenada absoluto como
ponto de origem.

Ponto de origem A seta vermelha permite clicar abaixo


e fazer girar a referencia de 90° em
relação ao seu eixo Z. Faça girar a
referencia para orientar como as
outras.

Inserir a peça a mola do motor com a função Incluir Submontagem/Peça. Validar EXPLORAR

e selecionar o arquivo « Mola do Motor.Top ». escolha a opção .

Faça o posicionamento sobre a referencia de origem selecionando a referência absoluta do arquivo


« Mola do Motor.Top », a referencia da descrição sendo a referência sobre a face e ponto criado
anteriormente.

Descrição da referencia
Referência de
origem

Uma vez o conjunto terminado adicionar uma descrição do conjunto: « Sub-Conjunto Eixo Pivo » com a
função Montagem / Definir Montagem. Validar a opção .

Salvar o arquivo « Sub-Conjunto Eixo Pivo.Top ». TopSolid propõe então salvar no arquivo « Pivô
Motor.Top », em efeito esse arquivo tem ser modificado com a usinagem do canal.

213
Montagem de Componentes
Terceira Fase : Criação de um Conjunto Completo

Motor pneumático
Sub conjunto Eixo motor

Eixo

Bucha

Subconjunto eixo motor

Sub conjunto eixo pivô

Pivô

Mola

Sub conjunto eixo pivô

Cilindro

Pistão

Volante

Base

Conjunto geral

I. Em um novo arquivo Base do Motor, criar a seguinte peça.

Faça um contorno conforme figura abaixo.

O contorno é posicionado por lados simétricos em relação ao eixo


dos Y e uma cota de 30mm em relação ao eixo X.

Extrudar o contorno com 15mm em

R 10

Faça uma Ranhura em U de 90mm de largura com 3mm de profundidade.

214
Montagem de Componentes

Atenção a largura a usinar


corresponde a largura da
trajetória. É necessário
portanto modificar a ranhura
para lhe dar condições de Face de referencia
separação e de entrada. Trajetória
Ø fresa = 90mm

Faça um furo com rosca M4 com uma profundidade


20 de rosca de 10mm. Uma vez a perfuração realizada
7.5
validar .
20 Faça uma propagação por espelhamento duplo em
relação aos planos ZX e YZ de referência absoluta.
Realizar um furo com alojamento. As características
10 30
do furo são as seguintes : furo passante de Ø6mm,
10
alojamento Ø12mm e profundidade de 12mm.
Fazer um outro furo com Ø12mm

Definir a peça, sua descrição é Base do Motor, sua referência é P007, o material é Aço.

II. Em um novo arquivo Volante do Motor, criar a seguinte peça.

Construir os três Círculos no mesmo plano, após Extrudar com 9mm clicar no ícone Seleção para realizar a extrusão com os furos.

Definir a peça, com o nome de Volante do Motor, sua referência é P008, com o material Aluminio.

215
Montagem de Componentes

III. Em um novo arquivo Conjunto Geral. TOP

Abrir um novo documento em 3D. salvar como « Conjunto Geral.Top ».


Inserir a peça Base do motor com a função Incluir Submontagem / Peça.
Selecionar EXPLORAR e selecionar arquivo « Base Motor.Top ».Clique em
Clicar na referência absoluta do arquivo « Base do Motor.Top » depois mover a peça para o sistema de
coordenada absoluto do arquivo « Conjunto Geral .Top ». Não propagar.

Sistema de coordenada de
Origem

Sistema de coordenada de
Destino

Posicionar em seguida os dois sub conjuntos anteriormente criados, o sub-conjunto eixo motor ao
contrario e o sub conjunto eixo pivô como referencia.

Inserir subconjunto eixo motor com a função Incluir Subconjunto / Peça.


Validar EXPLORAR e selecionar arquivo « Sub Conjunto Eixo Motor .Top». Clicar no documento do
conjunto para colocar o Sub Conjunto. Geometria original Eixo
sobre Eixo
Definir seu posicionamento.
Lançar a opção .

Definir a Coaxialidade clicando na borda da


superfície cilíndrica da Bucha depois clicar na
perfuração de Ø12 da Base do motor. No desenho
se o conjunto estiver invertido, validar a opção
inverter = . Geometria de destino
Geometria original
para o contato

Para definir o contato, basta clicar na superfície


plana da Base e fazê-lo mover na superfície da
armação do motor.
Clique em para validar a distancia do
deslocamento a 0mm.
para finalizar o posicionamento. Não fazer
a propagação.

216
Montagem de Componentes

Para o posicionamento do sub-conjunto eixo pivô, criar um sistema de coordenada de destino ao centro

do fundo do alojamento.

Para isso indicar um


sistema de coordenada na
face contraria ao conjunto

Referência de destino

Para o sistema de coordenada de origem, abrir o arquivo « Sub Conjunto eixo pivô .Top » e construir um
sistema de coordenada na face plana superior da mola para referenciar o ponto de origem do sistema de
coordenada absoluto.
Ref de origem

Para isso, faça um


sistema de coordenada na
face e ponto na
Face suporte
montagem

Salvar a modificação. Depois inserir o subconjunto eixo pivô com a


função Incluir Subconjunto / Peça com os sistemas de
coordenadas criados anteriormente. Ponto de origem

No desenho abaixo o subconjunto eixo pivô deve ser invertido. O posicionamento deste depende
inteiramente da referência de destino. Utilizar a função Modificar Elemento clicar na referência no fundo
do alojamento, selecionar o sistema de coordenada, na caixa de dialogo inverter a referência em 180°
em torno de X.

217
Montagem de Componentes

IV. Criação de um sistema de restrições no conjunto geral.

A definição de um sistema de restrições permitindo resolver uma montagem do tipo « biela-manivela»,


aqui compõe o volante do motor, cilindro do motor e do pistão do motor.

Incluir essas três peças no arquivo « Conjunto Geral .Top ». Não definir nenhuma forma de
posicionamento; para isto basta não validar a opção e clicar em um documento
do conjunto para colocar as peças.

Utilizar a função Montagem / Criar Sistema de restrições depois selecionar o volante, o pistão e o
cilindro, validar .

O sistema cria automaticamente, posicionar três peças por restrições. Utilizar a função Modificar
elemento clicar no componente volante do motor no conjunto validar a opção .

Lançar a opção . Superfície de origem


para o coaxial
Definir o coaxial clicando na borda da
superfície cilíndrica do furo central depois
introduzir o volante na superfície cilíndrica do
eixo o motor.

Para definir o contato basta clicar na


superfície plana no volante e de fazer inserir
quanto a superfície plana na bucha. Clique em Superfície de
destino para o
para validar a distancia do deslocamento coaxial
Superfície de origem
0mm. (Face abaixo) para o Superfície de
contato destino para o
para finalizar o posicionamento. Não
contato
fazer a propagação.

218
Montagem de Componentes

Observação : Utilizando a

função Mover Pais


selecione volante, somente a
rotação deste em torno do eixo
é autorizado.

Da mesma maneira posicionar por restrições o cilindro.


Lançar a opção .
Superfície de
Definir o coaxial clicando em na borda da origem para o
superfície cilíndrica do furo central depois coaxial

inserir o cilindro na superfície cilíndrica do eixo


pivô. Superfície de origem
(Face Abaixo) para o
contato
Para definir o contato basta clicar na superfície
plana sob o cilindro e inseri-lo quando a Superfície de
superfície plana sob a base do motor. destino para o
coaxial
Clique em para validar a distancia do Superfície de
deslocamento a 0mm. destino para o
contato

para finalizar o posicionamento. Não


fazer a propagação.

Em fim, definir o posicionamento com a restrição do Superfície de destino


para o 2º coaxial
pistão.
Selecionar a opção .

Definir o coaxial clicando na borda da superfície Superfície de destino


cilíndrica do Pistão depois inserir no furo do cilindro. para o 1º coaxial

Definir o segundo coaxial clicando no furo da Superfície de origem


para o 1º coaxial
extremidade do pistão depois clicar com a referência
do furo excêntrico no volante. Superfície de origem
para o 2º coaxial

219
Montagem de Componentes

Quarta fase : Modificação do posicionamento no Sub Conjunto Eixo Pivô

I. Adicionar um anel de retenção no sub conjunto do eixo pivô.

Utilizar a função Modificar Elemento e clicar


sobre uma das peças que compõem o sub
conjunto eixo pivô para abrir o arquivo « Sub
conjunto eixo pivô.Top ».
Escolha a opção o arquivo se abre.

Observe que a superfície de contato entre a


mola e o anel elástico é muito fraco.
Será, portanto necessário posicionar a
referencia no subconjunto eixo pivô uma
arruela de código L6 entre o anel elástico e a
mola do motor. Sistema de coordenada
de destino
Incluir o Padrão « Arruela L », portanto a dimensão
corresponde ao código 6. posicioná-lo sobre a
referência. Conservar o posicionamento por padrão, isto
é como referencia ,
deslizar o sobre a referência de destino. Não fazer a
propagação.

II. Re-posicionamento da mola sobre o anel retenção L3

A função Analise / Colisões permite verificar se existe uma colisão entre a mola e o

anel. O resultado da analise é visível na arvore de construção editando o conjunto das colisões.
clique em para excluir o volume de colisões assim verificados.

Reposicionar a Mola no Motor

Utilizar a função Modificar Elemento clique na arruela depois selecione os elementos auxiliares
validando a opção ELEMENTOS AUXILIARES. A arruela se abre, clicar no elemento auxiliar a importar
no conjunto, aqui selecione o sistema de coordenada superior. Ela servirá de sistema de coordenada de
destino para o reposicionamento da mola.

Utilizar a função Modificar Elemento, Clicar na mola. A opção lhe permite reposicionar
corretamente a mola no motor.
Validar NÂO para não fixar o modelo do componente, pois no caso presente não há modificação para o
sistema de coordenada de origem. Validar MODIFICAR POSICIONAMENTO depois selecionar como
sistema de coordenada de destino o elemento auxiliar anteriormente importado. A mola se reposiciona,
portanto na face superior do anel de retenção, não existe mais colisão.
220
Montagem de Componentes

III. Modificação do posicionamento do Volante do Motor.

Abrir arquivo « Volante do Motor.Top », criar eixos como o desenho


abaixo. Utilizar a função Curvas / Eixo. Eles irão ser utilizados
como elementos auxiliares para terminar de posicionar o volante.
Salvar e fechar o arquivo « Volante do Motor.Top ».

No arquivo « Conjunto Geral.Top » utilizar a função Modificar


Elemento no volante depois selecionar o Eixo horizontal
arquivo modelo se abre. Clicar no eixo horizontal, ele será
importado automaticamente no conjunto geral.
Utilizar a nova função Modificar Elemento no volante. Escolha
Direção de
modificar elemento . Basta bloquear o ultimo grau destino
de liberdade no volante. Nos vimos anteriormente que podem
ainda girar em torno do eixo motor.
Clique em AUTO, adicionar uma restrição de
Clicar no eixo importado como direção de origem e uma aresta
na base como direção de destino. Validar as setas para que o
pistão seja ponto de referência acima, posicionando a saída
máxima como indica a seta. Selecione a opção para
que a orientação entre as duas direções sejam de 0°. Direção de origem

IV. Verificação das Posições do Pistão em Situação extrema.

Na arvore de construção, editar o SISTEMA DE RESTRIÇÕES, passar o ângulo de orientação para 180°. O
pistão passa assim no ponto de referência em baixo, posicionando a saída mínima.

Componente do sistema
de restrições

Restrições de posicionamento

Paramentro definido
posição do pistão 0° 180°
Curso= 20mm

221
Montagem de Componentes

Furo do cilindro do motor em seu contexto conjunto.

Agora que o pistão esta recolhido ao máximo, colocar o furo


de admissão de ar no cilindro. Utilizar a função Modificar
Elemento no cilindro, escolher a opção
. O contexto do elemento a ser importado
é o cilindro abaixo. Coloque-o no nivel 10. 10
O arquivo « Cilindro Motor.Top » se abre, representação
visível no nível 10. Este nível é congelado, portanto 6
nenhuma modificação não será autorizada no pistão.
Posicionar um furo liso de diâmetro 2.6mm saída uma vez,
como indica ao lado, para que o furo não seja obstáculo
para o pistão.

Ranhura do cilindro motor.

Desativar o nível 10. Faça uma ranhura no meio da face inferior do


cilindro. Utilizar a função ranhura pegar como face de referência da face
inferior, depois validar a opção para desenhar a trajetória ao
meio da face inferior do cilindro. A largura da ranhura é de 25mm e sua
profundidade é de 2mm.
Salvar arquivo « Cilindro motor.Top ».

IV. Terminar o conjunto geral com a inserção da cavilha.

Com o Conjunto / Incluir Padrão, inserir uma « Pino paralelo – tipo B », portanto a dimensão
corresponde ao código 4x20.
Superfície de destino
Então a inserção não é utilizada com o para o coaxial
propósito de referencia chave, mas validar a
opção OUTRO POSICIONAMENTO. Clicar no
documento de montagem para colocar o Pino
e definir seu posicionamento por restrições.
Selecione a opção .
Definir coaxial clicando no encontro na
superfície clicando primeiro na superfície Superfície de
destino para o
cilíndrica do pino depois a face do furo do Superfície de
alinhamento
origem para o
coaxial
volante. Não inverter, clicar em Superfície de origem
para o alinhamento

Para definir o alinhamento clique na superfície


do pino e fazer o alinhamento quanto a
superfície plana do volante.
antes de clicar OK indicar a distancia do deslocamento a 1mm.

O conjunto terminado, definir suas características. Utilizar a função Conjunto /


Definir Conjunto, validar a opção CARACTERÍSTICAS preencher a caixa de
dialogo como ao lado.

222
Montagem de Componentes

Editar a montagem na árvore de construção para verificar seu conteúdo.

223
Montagem de Componentes

Quinta fase : concepção in place do Carter do motor pneumático

No arquivo « Conjunto geral .Top » criar uma chapa do Carter no nível N°1 para isolá-lo das outras
peças do conjunto. Para informar o nível n°1, clicar com o botão do meio do mouse no botão 1 da barra
de níveis rápidos.

Vermelho Preto desativado


ativo
Verde apto

Utilizar a função Forma/ Bloco, validar a opção BLOCO ENVOLVENTE, clicar nas três peças de
montagem do motor: a base do motor, o volante motor e o cilindro
do motor.

Preencher a caixa de dialogo relativa às margens como ao lado.

Colocar uma transparência = 5 envolvendo o bloco, com


a função Atributo / Transparência.
30
( 0 = sólido, 10 = Invisível)

Faça um Chanfro de 30mm por 40mm no canto do 40


bloco, depois desative o nível 0. Clicar com o botão
esquerdo do mouse no botão 0 da barra de níveis
rápidos.

Remover as três faces do bloco utilizando a função


Forma / Outras Operações / Remover, o sólido ficara
como uma « superfície ».

Ativar o nível 0 com o botão esquerdo do mouse, faça um segundo bloco envolvendo a base do motor.

Subtrair esse bloco com o Carter para criar uma


abertura no futuro Carter steel.
Criar uma chapa com a espessura de 0.8mm sem
dobra na superfície, a seta indica o sentido do
material.

224
Montagem de Componentes

Criar duas flanges no conjunto.


Utilizar a função Chapa de metal / Unir / Flange,
selecionar aresta do campo sobre o qual esta aresta da
flange. Clicar no botão para definir
características da flange, depois fechar a caixa de
dialogo.

Posicionar a flange para referência da chapa.

Modificar a opção .

Flange

Chapa
Chapa

Definição do comprimento de flange.


Validar a opção , depois clicar no ponto chave sobre a
montagem e definir o comprimento da flange.

45

Ponto limite da flange

45
Ponto de limite da
Flange

Raio 0.8
Aresta de suporte para a Flange

Faça uma Flange de 8mm com um raio de


curvatura de 0mm para bloquear a montagem na
translação, depois outra Flange de 20mm no
fundo.
Atenção esta não esta orientada por um ângulo, Direção da
Flange a
mas por uma direção fixa. 20mm

Validar depois escolher


20
direção vertical.
Perfurar o Carter 8

225
Montagem de Componentes

Com a concepção in place, é agora agradável de furar o conjunto para referenciar uma peça e seu
envolvimento. Nós falaremos de um contexto montagem.

A fim de facilitar a inserção de um parafuso M3, para fixar a peça na


montagem do motor a uma transparência = 5. Atenções às normas as
características visuais são controladas por peças modelos.
Com a função Modificar / Elemento mudar os da

montagem do motor clique .

Os parafusos estão no conjunto sobre o nível n° 2, escolher o nível 2.


Inserir Padrão « ParafusoM3-10 » na montagem. Faça um
posicionamento no lado coaxial no furo M3 da montagem, e em
contato com a flange do Carter.
Uma vez posicionada, propagar o parafuso M3 por ESPELHAMENTO
DUPLO com referência nos planos ZX e YZ da referência absoluta.
Depois utilizar ROSCADO para associar o processo de furo nas
flanges do Carter.

Escolha o nível n° 1, depois desative o nível n° 2. o parafusos M3


não são visíveis.
Adicionar um furo de Ø8mm passante uma vez na face superior do
Carter concêntrico aos furos gerais para o parafuso M3. Depois
PROPAGAR da mesma maneira. Não é necessário definir
Espelhamento Duplo, basta clicar em um dos furos já propagados.

Definir a peça, sua descrição é Proteção de chapa, sua


referência é P009, a chapa é de Aço com um revestimento
galvanizado.

226
Montagem de Componentes

Sexta fase : verificação das colisões no conjunto geral.

Atualmente o Pino cilíndrico não faz parte do sistema de restrições. Ela não será, portanto estipulada
dinamicamente por isso da simulação do mecanismo. É necessário inserir no sistema de restrições para
fazer uma verificação das colisões.

Editar na árvore histórico o conjunto dos sistemas de restrições.

Clicar com o botão direito do mouse (BD) em


« Componentes », validar e inserir depois clicar em Pino
paralelo no conjunto geral.

Automaticamente, o sistema de restrições é implementado das


restrições relativas ao pino.

Atualmente o sistema é totalmente restrito, liberar um grau de liberdade desativando a restrição de


orientação.

Clicar com o botão direito do mouse(BD) em


« orientação » e selecionar Ativar NÃO. A restrição de
orientação esta agora provisoriamente desativada.

Ativo = NÃO

Restrições adicionadas
pela cavilha

É possível com Mover parentes movimentar a rotação do volante para simular a cinemática do
mecanismo. Ativar a procura de colisões em NÂO, para ver as faces em colisões, se colorir em vermelho
dinamicamente.

Observar uma colisão entre a proteção de chapa e o cilindro do motor no nível do flange de 8mm, e ao
nível o chanfro 30mm por 40mm.

227
Montagem de Componentes

I. Modificação do conjunto para o Carter

Modificação do comprimento da flange de 8mm com a função Modificar/Elementos.


Passar o comprimento da flange para 6mm.

II. Modificação do modelo para o cilindro

Quebra arestas superiores do cilindro do motor adicionando dois chanfros de 6mm a 45°.

Atenção toda modificação no conjunto se faz no « componente » e não no arquivo modelo. Escolha
modificar modelo do componente, assim o chanfro é realizado 2 Chanfros 6 x 45°
automaticamente no modelo. Todos os conjuntos contendo o modelo
« Cilindro do Motor » são modificados.

Salvar arquivo « Montagem Geral.Top ». O TopSolid propõe salvar


modificações feitas no modelo « Cilindro do Motor.Top ».

III. Procura de posições nos extremos do cilindro.

Encontrar posições dos furos de dimensões e de aberturas na montagem do motor.

Editar na árvore de histórico o conjunto dos sistemas de restrições.

Position perçage
Reativar a restrição de orientação clique em = SIM échappement

Utilizar a função Cinemática / Duplicar Estado. Duplicar a


posição do cilindro do motor no instante 1 no nível 3 depois
duplicar instante 2. com a função Modificar Elemento clicar na
montagem do motor depois validar a opção xxxxxxxxxxxxxxx
o contexto a selecionar estando as duas posições duplicadas do
cilindro, colocá-las no nível 10. O arquivo « Base Motor.Top » se
abre, tornar visível o nível 10 , esse nível esta congelado
Position perçage
portanto nenhuma modificação poder ser feita no cilindro. admission

Fazer dois furos cegos de Ø2.6mm com uma profundidade de


12mm, respectivamente concêntricos aos furos Ø 2.6mm dos 7.5
cilindros duplicados.
Faça dois outros furos de Ø5mm com uma profundidade de
11
16mm.

228
Desenhando e detalhando
Técnicas
Sem detalhamento, um desenho não é completo. O detalhamento ainda é um procedimento
padrão durante o processo de desenho.

Siga a pequena introdução técnica e inicie o exemplo se você se sentir preparado.


. O que é um desenho do TopSolid’Draft?
. Quando eu devo usá-lo?
. Onde estão as funções do TopSolid’Draft?
. Procedimento padrão
Detalhamento

230
Detalhamento

O que é um desenho do TopSolid’Draft?


Geralmente um desenho consiste em várias vistas
criadas do modelo. As vistas podem ser criadas a partir
de vistas existentes, como uma seção da vista.
Entretanto, um desenho pode ser criado sem o modelo
de referência, usando apenas as funções de Curvas
apenas em 2D.
O dimensionamento pode ser adicionado naturalmente
nas vistas do modelo ou criadas pelo usuário. As
dimensões são sempre ligadas ao modelo e são
modificadas quando mudar o modelo. Podemos inserir
itens como: texto, tolerâncias geométricas, notas,
símbolos, revestimento, lista de material.

Quando eu devo usar o TopSolid’Draft?


Criando um documento draft é útil para gerar documentos
definindo a geometria do modelo a fim de manufaturá-lo,
para analisar a geometria importada (para criar as seções
das vistas do sólido costurado do IGES por exemplo),
para criar uma observação na montagem, etc...

Onde estão as funções do TopSolid’Draft?


Elas irão aparecer quando você criar ou abrir um
documento do TopSolid’Draft. Vistas, Dimensão, Criar
Lista de Materiais. Detalhamento representando todas as
funções da aplicação a qual produz o documento com a
extensão dft.
Outros menus são exatamente os mesmos do documento
de design com a extensão.top.

231
Detalhamento

Procedimento padrão
. Crie um novo documento TopSolid’Draft
. Crie todas as vistas necessárias para definir o modelo (vista auxiliar, seções, detalhe...)
. Dimensione a geometria em vistas apropriadas usando as dimensões do design ou criando
suas outras dimensões
. Complete o detalhamento com símbolos, tolerâncias, notas, tabelas...
. Imprimir o desenho ou salvar com extensão diferente (DXF,DWG, IGES...) para exportá-lo em
outras aplicações (Word, Excel, ...)

232
Detalhamento

Exemplo: Detalhando um virabrequim


Neste exemplo, você irá usar as principais funções do TopSolid’Draft.

Criando o título da legenda

Crie um novo documento do TopSolid’Draft sem


modelo.
Para construí-lo, modifique o formato (a qual é um
Sistema de coordenada de fato) e selecione o
tamanho do papel A4H.

Use Título da legenda para criar uma caixa de 150mm


x 40mm hook na borda. Então divida os campos
usando o tipo de divisão na lista (horizontal, vertical,
regular). Ative o magnetismo da grade nas
propriedades do formato para dar dimensões exatas.

Nota: você pode dividir o bloco mais tarde usando Célula do


bloco do título. Você pode mudar o tamanho do bloco do título
(1) ou as dimensões do campo (2) com Modificar.

Inserir a informação nos campos. Use inserir no bloco


do título, selecionando o campo a inserir e selecione:
1 um parâmetro padrão global (formato, nome da
empresa, autor, material...)
2- um texto etiquetando um campo (data, escala...).
3- um parâmetro
4- um símbolo (veja mais adiante)

233
Detalhamento

Então defina a posição do elemento no campo. A


escolha rápida é prática para encontrar rapidamente a
melhor posição para seu elemento. Selecione o
posicionamento apropriado: 1 elemento comum centro
centro, 2 elementos que compartilham um mesmo
campo pode ser centro centro e topo do centro...
Você pode acessar o posicionamento do elemento e as
propriedades do texto usando Modificar sobre o
elemento no campo.

Para inserir um desenho em um campo:


1- desenhe primeiro fora da borda do papel com as
ferramentas úteis (linha, círculo...)
2- Agrupar os elementos que constitui o desenho
(Editar | Grupo)
3- Inserir como explicado previamente para um texto
4- Faça o logo original invisível com Atributo |
Visibilidade

A informação padrão tal como o nome da empresa, endereço


podem ser inseridos nos campos de informação geral. Abra as
propriedades do documento com Arquivo | Propriedade,
Informações gerais.

Nota: somente Autor, Nome da empresa, Endereço1 e Endereço2


são armazenados quando você usar este documento como um
modelo.
A data de criação é indexada através do sistema Windows.

Para usar este documento como um modelo disponível para


futuros documentos de desenho, salve como um documento dft na
pasta Missle\Config\Template. Nomeie-o como Meu
Modelo A4H.dft.

Você pode gerar outros modelos com diferentes


tamanhos de papel: Modifique o tamanho do papel e
salve como Meu Modelo A0H.dft...

234
Detalhamento

Criando um documento de desenho


Crie um novo documento baseado no modelo usuário
Meu Modelo A4H.dft definido previamente. Complete as
informações gerais nas propriedades do documento
(Título1, Documento número...) e ajuste o fator de escala
para 1.5.

Abrindo a peça a projetar


Abra a peça eixo da manivela.top para usá-lo como uma
referência, dividir vertical suas 2 janelas e torne a janela do
TopSolid’Draft atual.

Criando vistas
1- Crie uma vista principal do eixo da manivela, com a
orientação topo, suavizar arestas linha sólida, ocultar
linhas ocultar e escala1. 5:1
2- Crie uma vista auxiliar ao lado direito da vista
principal
3- Crie uma seção total A ao longo do eixo da vista
principal
4- Crie uma seção BB da vista AA
5- Crie uma outra vista auxiliar em perspectiva da
vista A
6- Crie uma vista detalhada C, escala 3:1 da vista 2

Nota: Assim que você adicionar detalhes em todas as vistas


como eixo, dimensões, notas,... recomenda-se criar uma vista
ativa usando o ícone vista atual para obter associatividade
máxima entre arestas e detalhes projetados.

Nota: Você pode mover todas as vistas com o ícone mover


pais ou modificar o alinhamento da vista com Vista | Modificar
alinhamento.

Nota: Uma vista também possui seu Sistema de coordenada e


propriedades de renderização usando o ícone Modificar em
uma aresta projetada.

235
Detalhamento

Dimensionando vistas
Criar e modificar todas essas dimensões com o ícone
dimensão no nível 1.
A opção Parâmetros acessa as modificações de dimensão
com texto, estilo, tolerância,...

Adicionando símbolos
Use as funções no Detalhamento para criar, no nível 2,
nota, texto, tolerância geométrica e referência símbolos de
acabamento...

236
Detalhamento

Completando outras vistas


Use as mesmas técnicas para dimensionar e detalhar as
vistas restantes.

Movendo a linha de seção


Para obter mais detalhes sobre a seção BB:
1- Mover a linha da seção para a direita em seção total AA
2- Dimensione a nova aresta na seção BB

237
Detalhamento

Adicionando tolerâncias
Especifique as tolerâncias com:
1- uma tabela (Lista de Materiais | Tabela) com 2
colunas e 2 linhas
2- Use Modificar para mudar os dados na tabela
3- Crie um texto para especificar as tolerâncias gerais
com Detalhamento | Texto

Criando um índice
Finalmente crie um desenho com um índice ao topo do
bloco do título com Atributo | Índice.

Salvando o desenho
Salve o documento como documento
TopSolid’Draft.
O TopSolid propõe Virabrequim #I=0.dft para o
nome: Virabrequim é o nome do arquivo, #I=0 é
para indexar o número da revisão 0.

Imprimindo
Uma vez que a impressora ou a plotter é customizada com Arquivo | Configurar página
(Retrato/Paisagem, resolução...,) visualize a impressão com Arquivo | Visualizar impressão
selecione as opções a escala, caixa, papel ou ajustar para o papel.

238
Detalhamento

Detalhamento 3D
Este workshop abrange os seguintes assuntos:
• Abrindo documentos 3D e 2D
• Criando vistas principais de peças e montagens
• Criação de vistas auxiliares
• Modificando a escala, informação que pertence a
uma vista
• Criando cortes das vistas variadas
• Criando vistas detalhadas
• Inserindo captura por janela
• Movendo e regenerando vistas
• Editando a vista do modelo

239
Detalhamento

Pré-requisitos

• Conhecimentos em documentos do TopSolid


• Definição de uma montagem
• Definição de uma legenda personalizada

Onde encontrar os arquivos para iniciar?


No CD1 do TopSolid 2005 na pasta Workshops/TopSolidDraft/3DDrafting.

Stages in the workshop


Abrir um documento TopSolid

Abrir um novo documento do TopDraft

Criar uma vista principal na peça

Criar uma vista principal em uma coleção de peças

Criar uma vista auxiliar

Modificar a escala do desenho do documento

Modificar as informações pertencentes à vista

Criar uma seção parcial da vista

Criar uma vista de acordo com a direção

Criar uma seção local da vista

Criar um corte

Criar uma seção

Criar uma seção revolucionada

Criar uma vista interrompida

Criar uma vista perspectiva

Criar uma vista detalhada

Inserir uma janela de captura

Mover vistas

Regenerar vistas e editar a vista modelo

240
Detalhamento

Procedimento

Documentos Design e Draft

1 Abrir documentos
Abrir um documento TopSolid’Design contendo a(s) peça(s) a ser(em) detalhada(s), aqui Part.
Abra um novo documento do TopSolid’Draft. Escolha um modelo no formato A3.

Criar uma vista principal de uma peça de uma coleção de peças

Usando a função Vista principal, nós iremos criar agora uma vista independente que será usada como
uma vista de referência para as outras vistas.

2 Criar vista principal


Selecionar Vista, Vista principal.
Uma Vista principal em uma peça simples é feita designando a forma a ser a peça no documento de
design (nós iremos escolher este caso da figura).
Uma vista principal em uma montagem de peças
pode ser realizada usando a opção montagem.
É então simplesmente necessário clicar em um
documento 3D contendo a definição de uma
MONTAGEM.
Uma caixa de diálogo Vista de criação é exibida,
contendo os parâmetros da vista de projeção.
A vista de orientação obtida é definida
selecionando uma orientação pré-ajustada na lista
Vista 2D, FRONTAL, ou usando a orientação da
vista do documento de design ou designando uma
referência do documento de design (clicando na
Vista 3D ou no sistema de coordenada 3d ou face,
e um documento de design).
Uma vista da imagem gerada pelo computador
pode ser obtida ativando Vista sombreada.
Você pode também realçar as cores de várias
linhas na vista.
Esta informação é fornecida depois, modificando a
vista. Clique no botão OK para aceitar os
parâmetros de projeção.
A vista aparece sob o cursor e o usuário deve
simplesmente posicioná-lo em um lugar do
draft. Posicione a vista na parte superior
esquerdo do documento, lembrando que esta
é a vista frontal.

3 Criar a vista de topo


O sistema então sugere a criação de uma
vista auxiliar com referência a Vista
principal criada anteriormente.

241
Detalhamento

Criar uma vista auxiliar


A função vista auxiliar também permite que
você defina uma vista de referência para uma
outra vista. Se o documento TopDraft estiver
usando um modelo dinâmico, a projeção será
feita de acordo com as normas ISO/AFNOR, ou
JIS/ANSI.

4 Vistas Auxiliares
No nosso exemplo, construir a VISTA DE TOPO
e uma perspectiva da peça.

Modificar a escala
A escala do seu documento TopDraft pode ser modificada usando a função Modificar elemento na
caixa do documento. Uma lista de valores que aparece no
topo dá acesso ao formato do documento, ao fundo, a
escala do documento. Esta escala á a que está
especificada na legenda do draft.

5 Escala do documento do draft


Modificar a caixa e selecionar uma adaptada para permitir
que você adicione um corte e uma seção.

Modificação de uma vista


As modificações podem ser feitas em cada vista. A função
Modificar aplicada a uma vista fornece o acesso a caixa
de diálogo nomeada Modificar vista e corresponde à caixa
Criar vista.
Um fator de escala permite modificar a proporção das
vistas, notavelmente das vistas perspectivas que
frequentemente tem um fator de proporção que é menor
que o usado para vistas ortogonais.
Um fator de escala permite a proporção das vistas a
serem mudadas, notavelmente para as vistas que
frequentemente tem um fator de proporção que é menor
que o usado para vistas perpendiculares.
É possível também modificar a aparência das linhas
escondidas e das arestas suavizadas (borda de
arredondamento das arestas).

6 Parâmetros das vistas


Observe que a vista Perspectiva está ajustada para
uma escala de proporção de 0.8.
Ajuste ocultar arestas para OCULTO.
Ajuste suavizar arestas para MEIA INTENSIDADE.

242
Detalhamento

Criar uma vista em corte


O Corte é similar à função Vista auxiliar, com a adição de uma definição de um plano de corte.
Para iniciar, é recomendado que você defina os eixos para peças circulares afetadas pelo corte.
A função Curvas, Eixo permite que você defina as linhas do eixo para peças revolucionadas para as
vistas.
A opção EIXO ENTRE DOIS ELEMENTOS aplica em cilindros vistos da curva.

7 Criar um corte
Desenhe um eixo na vista principal.
Usando a função Corte, designar a vista principal como uma vista de referência, e designe as linhas dos
eixos para definir o plano de corte.
As opções VALIDAR, INVERTER, EXTREMIDADES
permitem que você inverta a direção do corte, para
modificar o alinhamento das extremidades do plano
de corte e validar o resultado quando você estiver
satisfeito.

Criar seção
A função Seção é o mesmo que a função Corte,
mas somente o corte da superfície pelo plano de
corte é representado.

8 Seção
Desenhe as linhas do Eixo na vista de topo.
Inicie uma seção parcial na vista acima
selecionando a opção CONTORNO para construir
um novo contorno passando por dois pontos.
Clique em OK, responda NÃO para alinhamento, e
posicione a vista.
Usando a função Modificar elemento, exibe a
informação da seção da vista e especifica um
ângulo de 90°.

Criar uma seção parcial


A função seção parcial no menu vista permite que você faça um corte da vista que é limitada pelo
offset entre as extremidades da coordenada de corte.

9 Seção parcial
Siga as linhas dos Eixo de furação na vista de topo e
ativar a função seção parcial.
Forneça a vista de referência e designe as linhas de
um eixo dos furos e clique em OK.

243
Detalhamento

Criar uma vista seção local

A função Seção local no menu Vista permite definir uma área de corte em uma vista existente.

Criar uma vista interrompida

A função Vista interrompida permite que você mascare uma parte de uma peça longa.
A função Fold / Unfold permite que você visualize uma vista interrompida no estado dobrado ou em seu
estado original.

Criar uma vista perspectiva

As vistas perspectives são especialmente usadas para ajudar e acelerar a leitura das vistas. Elas podem
ser criadas de diferentes modos:
• A função Vista auxiliar sugere perspectivas quando o cursor do mouse está posicionado a 45° da vista
de referência. As vistas gerais são vistas que são independentes da vista de referência e são similares
às vistas principais.
• A Vista principal permite que você use a orientação de uma vista especial no draft clicando em uma
vista de um documento 3D. É possível também usar uma coordenada do documento 3D como plano de
projeção.

10 Vista perspectiva
Exclua uma vista perspective existente e crie uma
Vista principal designando a forma inicial para a
primeira fase. Clique no documento para a segunda
fase, para a orientação da vista.

Modificar a informação da vista.

Criar uma vista detalhada

Uma Vista detalhada é uma ampliação de um detalhe na vista.


O software permite que você corte uma seção do detalhe usando um CÍRCULO, RETÂNGULO ou uma
CURVA pré-definida.

11 Vista detalhada
Use Vista detalhada do menu Vista.
Clique na vista de referência, no corte por
exemplo, e selecione a opção CÍRCULO.
Desenhe um círculo delimitando a área a ser
ampliada.
Antes de posicionar a vista detalhada, você pode
ajustar a escala, que está ajustada para 2 pelo
padrão.

244
Detalhamento

11 Inserir uma imagem em um desenho


Salve seu documento 3D em um formato de
imagem de sua escolha.
Defina um tamanho da imagem de 800x600
(mínimo), no modo cor verdadeira com um
fundo branco.
Use a função Bitmap no menu Ferramentas
para inserir uma imagem capturada.
Ela pode ser posicionada entre os dois pontos
da diagonal de um retângulo, ou centralizada
em um único ponto.
Defina um nome para o arquivo a ser inserido.

Mover vistas

A função Mover pais é usada para mover a posição de uma vista durante o processo de
detalhamento.
As vistas principais são independentes, e quando movemos, ela leva junto as vistas auxiliares que estão
unidas.
As outras vistas são dependentes em sua vista de referência e mantém seu alinhamento com relação à
vista de referência. É possível cancelar ou restabelecer o alinhamento usando as funções Modificar
alinhamento e Ajustar alinhamento do menu Vista.

Regenerar vistas

AS vistas criadas pelas funções discutidas acima são ligadas a uma ou mais partes de um documento
3D.
É possível que algumas automatizações sejam “desconectadas” quando atualizamos a vista. Se isto
acontecer, é simplesmente necessário atualizar a vista manualmente, usando a função Regenerar vista.
Quando o documento de design é modificado, as vistas ligadas são indicadas com um X vermelho
mostrando que elas estão desatualizadas. A função permite atualizá-las manualmente. É possível
ajustar para atualizar as vistas automaticamente em Ferramentas, Opções, Parâmetros de projeção.

Editar a vista modelo

O software fornece a opção de abrir um documento modelo 3D de uma vista de um documento do


TopDraft usando a função Vista, Editar modelo.

245
Detalhamento

Detalhamento
Neste workshop abrange os seguintes
assuntos:
• Abrindo um documento TopSolid’Draft que
contém uma base de detalhamento
• Traçando eixos
• Usar as diferentes dimensões
• Criação de notas e símbolos de rugosidade
• Implementação das tolerâncias
• Posicionamento dos indicadores da Lista de
material
• Imprimindo documentos com pré-visualização

246
Detalhamento

Caso de estudo: Housing

Pré-requisitos
• Conhecimento das funções de detalhamento.
• Conhecimentos nas funçõesde criação de vista.

Onde encontrar os arquivos iniciais?


No CD1 do TopSolid 2005 na pasta Workshops/TopSolidDraft/Detailing.

Etapas do workshop

Abrindo um documento do TopDraft que contém a base do detalhamento

Traçar eixos para peças revolucionadas e medida dos eixos

Usar o sistema de dimensionamento rápido

Projeção das dimensões de um documento do TopSolid design

Criação de dimensões compostas

Criação das dimensões dos chanfros

Criação das notas de referência, dimensões geométricas e de posicionamento

Criação dos símbolos de rugosidade

Implementação das tolerâncias

Posicionamento do sistema de coordenada da Lista de material

Imprimir o documento com pré-visualização

Procedimento
1 Abrir um documento
TopSolid’Draft
Abrir o documento modelo
Housing.dft, que já contém um
detalhamento.

2 Traçando eixos para peças


revolucionadas e medida de eixos
Use a função Curvas, Eixo para criar os
eixos dos círculos, arcos e elipses no
documento.
Use a opção EIXOS ENTRE DOIS
ELEMENTOS para dimensionar as partes
cilíndricas vista da curva.

247
Detalhamento

Dimensionamento rápido
A função Dimensionamento rápido permite que você ajuste as dimensões nas linhas ou entre linhas.
Esta função irá sugerir uma dimensão da primeira linha designada. Se outras linhas são designadas, a
dimensão irá aparecer em etapas, respeitando as
restrições dadas.

3 Use o sistema de dimensionamento rápido


Designar um ponto: uma dimensão da coordenada
aparece e pode ser posicionada clicando.
Designar um segmento right-hand: o software
dimensiona o comprimento do segmento, clique para
posicionar a dimensão.
Designar um arco: A dimensão de um arco ou um
círculo é executada diretamente.

Projeção das dimensões em um


documento 3D
Se o documento selecionado contar com o documento de (*.top), a função Dimensão, Dimensões
projetadas permite que você exiba as dimensões de controle do documento 3D no documento do
TopDraft. Somente as dimensões que estão no
mesmo plano como a vista do draft são projetados.
Esse dimensionamento usualmente não é tão
importante para o dimensionamento funcional, mas
são usadas para modificar a geometria.

4 Dimensões projetadas
Escolha Dimensão, Dimensões projetadas e clique
nas vistas a serem projetadas.

Criação das diferentes dimensões


Dimensões compostas são dimensões formadas de
várias dimensões de linhas, assim como as
dimensões offset (uma acima da outra com relação
à face) ou as dimensões ligadas (uma do lado da
outra).

5 Criar dimensões compostas


A função Dimensão, Dimensão composta
permite esse tipo de dimensão a ser usada e
permite que você escolha entre DIMENSÕES
CONTÍNUAS, DIMENSÕES LINHA BASE,
DIMENSÕES ACUMULADAS e DIMENSÕES
ORDENADAS.

248
Detalhamento

6 Criação das dimensões do chanfro


A função Dimensão, Dimensão do chanfro permite
que você dimensione chanfros. Se o chanfro é
ajustado a 45°, a função é aplicada diretamente. Em
outros casos, você deve usar a opção SEGMENTOS
DE INÍCIO E FIM.

7 Criação das notas de referência e dimensionamento geométrico e posicionamento


A função Nota no menu Detalhamento permite que você crie
um comentário para um elemento.

A função Lista de tolerância no menu Detalhamento permite


que você aliste as faces dos elementos geométricos como
uma referência para uma tolerância de forma ou de posição.

A função Tolerância geométrica permite que você ajuste as


tolerâncias da forma ou da posição.

8 Executando as tolerâncias
Escolha Modificar tolerância do menu Dimensão.
Dependendo do tipo de tolerância selecionado, o software
pode modificar o valor nominal a fim de corresponder com
os valores disponíveis. Neste caso, a geometria não é
modificada.
É possível definir o valor dos intervalos da tolerância
(valores disponíveis) que modificam a geometria mudando a
configuração.

Posicionando a Lista de material


Se o documento está ligado a um documento “*.top” que
contém uma montagem, a lista de material é construída
automaticamente de acordo com a definição dessa
montagem.

9 Criando uma Lista de material


Use a função Lista de material no menu Lista de Material e designe a
borda da legenda a ser usada para posicionar a tabela.

249
Detalhamento

Imprimindo o documento com pré-visualização


A função Visualizar impressão no menu Arquivo permite que você simule diferentes ajustes para o
controle de sua impressora ou plotter.

11 Imprimir
Escolha Arquivo, Visualizar impressão. Escolha IMPRIMIR se a pré-visualização estiver boa, ou em
FECHAR para voltar ao documento.

250
Detalhamento

Detalhamento da montagem
Este workshop abrange os seguintes assuntos:
• Fazer um detalhamento da montagem
• Fazer uma Lista de material
• Configurar um detalhamento
• Criar um formato de Lista de material
• Exportar uma Lista de material

251
Detalhamento

Onde encontrar os arquivos para iniciar?


No CD1 do TopSolid 2005 na pasta Workshops/TopSolidDraft/AssemblyDraft.

Criando uma vista explodida


Esta função permite que você crie diferentes vistas explodidas de uma montagem em um documento de
design.

Onde encontrá-lo
• Ícone .
• No menu Montagem, Criar uma vista explodida.

Procedimento

1 Abrir um documento de Design

2 Montagem, criar uma vista explodida


Você pode criar uma vista explodida de uma montagem ou uma montagem alternativa (ver o workshop
Trabalhando em uma montagem)

3 Designar o documento contendo a montagem ou o botão EXPLORAR

4 Selecionar o tipo de explosão

5 Indicar a peça de referência: todas as transformações serão relativas a essa peça.

6 Use o indicador para indicar o tipo de transformação: Translação ou Rotação

252
Detalhamento

Construindo o detalhamento da montagem

Procedimento
1 Abrir a montagem
Abrir o arquivo Grasp.

2 Criar um documento Draft


Abrir um Novo Layout do documento
AssociativoA2horizontal

3 Criar vistas
Criar uma Vista principal da MONTAGEM.

Onde encontrá-lo
• No menu: Vista, Vista principal.

Na barra de diálogo, selecione: MONTAGEM.

Orientar a vista como desejar na seguinte janela.

Ajustar a escala do documento a 0.5.

Observação: Você pode recuperar a


informação fornecida em Arquivo,
Propriedades durante o layout.

4 Posicione a vista da frente

253
Detalhamento

Construir uma lista de material

Onde encontrá-lo
• No menu Lista de material, Lista de material

5 Criar a lista de material


IdxNbDesMatObs: esta lista de material padrão é composta de 5
colunas, que são o índice, número de peças, designação, material
e observações. As peças serão consideradas como idênticas se
elas tiverem a mesma designação, material e observações.

Escolha a Profundidade tipo Ao nível superior

PLANIFICAR BOM (Bill of material – Lista de


material)

O PLANIFICAR BOM nivela as listas de materiais das


sub-montagens e peças in place do documento da
montagem.

AO NÍVEL SUPERIOR

As listas de materiais Ao nível superior às peças das montagens, sem levar


em consideração a organização das sub-montagens.
Componentes padrões são considerados como peças.

MULTI-NÍVEIS

A lista de material em MULTI-NÍVEL permite escolher o nível do


detalhe para cada sub-montagem.

254
Detalhamento

6 Posicionando a lista de
material
Você pode clicar na legenda, a lista de
material é exibida acima dela
automaticamente.
Você pode indicar dois pontos, a tabela
da lista de material é exibida entre
esses dois pontos (a altura da linha é
reduzida ou aumentada
automaticamente).
Você pode indicar um ponto, então
selecione a opção TAMANHO LIVRE, a
tabela da lista de material irá mudar o
tamanho do texto contido na tabela.

Indexando os elementos
O TopSolid propõe indexar os elementos compostos na lista de material.

Onde encontrá-lo
• No menu Lista de material.
As opções para essa função são:
Posicionamento: LIVRE, AUTOMÁTICO, MAGNÉTICO.
Nome: 1, 2, 3, A , B, C…
Estilo: BALÃO, CAIXA, SUBLINHADO, ELLIPSE, DIAMOND.

7 Indexar a peça
Use Índices com informação, com opções padrão. Selecione a peça a indexar.

Outros métodos de indexação

Índices com informação


Permite indexar peças em uma nomenclatura em desenhos, ou
fazendo qualquer outro elemento usando um tipo específico de
índice.

Índice automático
Permite fazer uma lista de material da peça na desenho
automaticamente.

255
Detalhamento

Criando um formato da lista de material

O TopSolid permite construir os itens da lista de material.

Onde encontrá-lo
• No menu Lista de material, Editar arquivo da lista de material.

Criando seu modelo da lista de material

8 Criar seu modelo da lista de material


Dê o nome do novo modelo.
Valide com OK sua criação do modelo.

Clique sobre a coluna Título para nomear sua coluna da


lista de material.

256
Detalhamento

Clique sobre as colunas Definição, Tipo ou Alinhamento para definir o


tipo de informação a inserir na coluna.

Modificando a lista de material manualmente

Permite a modificação local do aspecto da lista de material.

Onde encontrá-lo
• Ícone .
• Menu Editar, Modificar.

9 Editar a lista de material


Modificar a lista de material.
Selecione a tabela Modificação manual.
As modificações feitas na lista de material podem
ser canceladas completamente ou parcialmente
clicando com BD em uma célula ou uma linha.

Exportando a lista de material


Esta função permite exportar uma lista de material para um arquivo de texto ou do Excel.

Onde encontrá-lo
• No menu Parâmetro, Exportar tabela.

10 Designar a tabela a exportar


Forneça o trajeto do destino e o nome do
arquivo.
A extensão do arquivo (a ser fornecido
manualmente) permite qualquer um criar um
arquivo de texto (extensão txt), ou um arquivo
do Excel (extensão xls). O padrão do formato é
texto.

257
Detalhamento

Editor de hachura
Tabela "Modificação global":

Modelo que aparecerá


quando o modo de
exibição exata não Ângulo de rotação de
estiver selecionado. todo o modelo. Este
ângulo será adicionado
para o ângulo de cada
modelo definido na
tabela "Nível".
Pré-visualização dinâmica da
área do modelo que
aparecerá quando o modo de Origem X e Y offset do
exibição exata não estiver modelo.
selecionado.

Tabela "Nível":

Modelo que aparecerá


quando o modo de
exibição exata não Lista de modelos
estiver selecionado. usados.

Ângulo de rotação
do modelo atual
(posição na lista
de modelos
usados).

Pré-visualização Ajuste do ajuste do


dinâmica da área do modelo entre a origem
modelo que aparecerá e o espaçamento entre
quando o modo de as linhas modelo.
exibição exata não
estiver selecionado

Permite adicionar ou remover


modelos. O modelo usado será
automaticamente sobreposto na
existência de um. Este modelo
será sua orientação, deslocando e
parametrizando o espaçamento.

258
Detalhamento

Tabela "Salvar modelo":

Modelo que aparecerá quando


o modo de exibição exata não Digite o nome do modelo e
estiver selecionado. clique em "Salve" para ter
o nome da tabela
disponível.

Pré-visualização
dinâmica da área do
modelo que aparecerá
quando o modo de
exibição exata não
Lista de modelos
estiver selecionado.
disponíveis.

Selecione um modelo e clique em "Carregar"


para modificar suas características.
Selecione um modelo e clique em “Excluir, ele
será excluído na lista de modelos definidos”.

Pontos específicos:

Todas as modificações serão salvas quando você fechar a janela com o botão OK, o botão Cancelar irá
descartar todas as modificações.

Os modelos do usuário serão armazenados no arquivo "userpat.cfg" localizado em seu diretório de


configuração (\MISSLER\CONFIG).

Cortar ligação
Menu: Detalhamento | Cortar ligação

Descrição:

Quebra a ligação entre a legenda e sua referência externa.

Princípios gerais:
• Se seu documento do TopSolid’Draft tiver mais de uma legenda, escolha a legenda a excluir.
• Se seu documento do TopSolid’Draft tiver somente uma legenda, escolha a opção SIM para excluir a
legenda existente.

Pontos específicos:

Uma referência externa pode ser adicionada também pela inserção na legenda, um texto de um outro
documento, também inserindo um parâmetro global que é definido em outro documento. Então esta função
irá quebrar sua ligação e a modificação do documento referenciado não atualizará sua legenda.

259
Detalhamento

Nota de diferença
Menu: Detalhamento | Nota de diferença
Descrição:
Permite criar uma nota referenciando uma linha de uma tabela de índice.

Princípios gerais:
1. Selecione uma linha de uma tabela do índice para obter seu valor ou digite o valor da diferença.
2. Selecione a posição da nota.
3. Selecione um ponto (ou selecione um elemento) para a primeira guia ou escolha a opção SEM GUIA
opção para parar a função sem criar nenhum guia.
4. Selecione um ponto para o segundo guia ou escolha a opção PARAR e volte para o início da função.

Exemplo(s) :

Se você selecionar uma linha do índice, você irá obter esta nota de diferença.

Ponto específico:

A ligação entre a tabela do índice e a nota de diferença não é mantida.

260
Detalhamento
Tolerância geométrica
Menu: Detalhamento | Tolerância Geométrica

Descrição:
Permite criar um símbolo de tolerância geométrica em um elemento.

Princípios gerais:
1. Escolha o símbolo de tolerência, seu valor, seu comprimento e então selecione o elemento para aplicar a
tolerância.
2. Selecione a posição do símbolo.
3. Então você deve escolher entre 3 ações:
• Selecione uma (ou mais) símbolos da referência da tolerância para criar o símbolo como este:

Selecione um outro elemento para aplicar a tolerância para criar a segunda seta:

Escolha a opção PARAR para retornar ao início da função.

Possíveis modificações:

A função permite que você modifique o tipo e os textos diferentes de seu símbolo da tolerância
geométrica, especifique o símbolo como "máximo material" ou "área de tolerância projetada" pode ser criada
digitando o sinal & antes de M ou P (ou outro) letras.

261
Detalhamento

Caixa de diálogo de modificação Resultado

Você pode adicionar uma referência com a função , e você pode remover uma outra com a função

Pontos específicos:

O movimento do símbolo deve ser feito com a função ,o não tem efeito sobre este tipo de
elemento.

Esta função não permite criar um símbolo como este:

262
Detalhamento
Área hachurada
Menu: Detalhamento | Área hachurada (no TopSolid’Draft) ou Ferramentas | Área hachurada (no TopSolid)
Descrição:
Permite que você crie uma area hachurada limitada por curvas abertas ou fechadas.

Princípios gerais:
Selecione as curvas definindo a área hachurada. Se você quiser uma área hachurada sem um furo inserido,
selecione uma única curva aberta ou fechada.

Opções disponíveis:

Você pode selecionar vários elementos com o ícone , ele permite criar áreas com “furos”.

Possíveis modificações:

Você pode adicionar curvas nas áreas hachuradas com a função e você pode removê-las com a função

Quando o modo de exibição exato está habilitado, você pode limitar a área hachurada no editor com a função

. Este editor permite que você modifique os parâmetros (ângulo, espaçamento, ...) das diferentes
hachuras.

Inserir cabeçalho da legenda


Menu: Detalhamento | Inserir cabeçalho da legenda
Descrição:
Permite que você insira um novo cabeçalho da legenda para substituir um cabeçalho da legenda existente.

Princípios gerais:
1. Escolha o modelo do título da legenda selecionando ele em um outro documento aberto ou escolha a
opção EXPLORAR para abrir um documento que contém o modelo do cabeçalho da legenda que você
quer.
2. Se você quiser, você pode copiar as informações gerais ou as informações gerais do usuário do
documento modelo.
3. Validar suas escolhas com OK.

Pontos específicos:

Se você já tiver um cabeçalho do catálogo em seu documento, utilize a opção SUBSTITUIR para inserir um
outro cabeçalho do catálogo no lugar de um existente. Esta opção não é proposta quando você inicia um
documento com sem modelo.

Antes de inserir um logo em um cabeçalho da legenda, é necessário agrupar os elementos construtivos do


logo.

263
Detalhamento
Modificar altura
Menu: Detalhamento | Modificar altura
Descrição:
Permite que você modifique a altura de um texto ou uma nota. (Um ou vários textos ao mesmo tempo).

Princípios gerais:
Você pode escolher entre:
• Fornecer um valor a aplicar para um ou mais textos, use a tecla "Tab" para confirmar e selecionar o
texto para modificar ou utilizar o ícone para selecionar vários textos.
ou
• Selecione um texto de referência (ou nota), confirme, e então aplique a altura de referência para um
ou mais textos (ou nota).

Pontos específicos:

Você pode aplicar rapidamente as modificações para todos os textos usando a seleção por tipo ( e ).

Procurar
Menu: Detalhamento | Procurar (no TopSolid’Draft) ou ferramentas (em TopSolid’Design)
Descrição:
Procura por um caractere string em todos os textos ou notas do documento atual.

Princípios gerais:
Digite a string para procurar, você pode utilizar joker.

Resultado:

O resultado é colocado em um conjunto, você pode exibi-lo com a árvore de construção.

Opções disponíveis:

Você pode adicionar o resultado com uma anterior com a opção Manter o resultado anterior=SIM.

A opção Caso igual = SIM permite que você faça uma procura levando em conta os caracteres maiores e
menores.

Pontos específicos:

Esta função trabalha somente no elemento texto, ele não trabalha na nota ou várias linhas do texto.

Uma mensagem com o número de texto encontrado é exibido na barra alfa.

264
Detalhamento
Nota
Menu: Detalhamento | Nota (no TopSolid’Draft) ou Ferramentas | Nota (no TopSolid’Design)
Descrição:
Permite que você crie uma nota.

Princípios gerais:
1. Ativando a função a janela abaixo sera automaticamente exibida:

Digite seu texto, use a tecla


"Enter" (em seu teclado) para
is para próxima linha, escolha o
estilo da nota e clique em OK
(ou um clique com o botão
direito do mouse) para validar
seu texto e posicioná-lo em seu
documento.

2. Selecione um ponto para a primeira guia ou escolha a opção SEM GUIA para parar a função sem criar
nenhum guia.
3. Selecione um ponto para o segundo guia ou escolha a opção PARAR para retornar ao início da função.

265
Detalhamento
Exemplos:

Estilo da nota = ESTILO CAIXA


Estilo da nota = SUBLINHADO
Estilo da nota = SUBLINHADO Alinhamento horizontal =
Com 2 guias
Centralizado

Pontos específicos:

No fundo da caixa de diálogo de criação, os formatos padrões permitem que você crie dimensões passivas
específicas pelos pontos.

É possível adicionar tolerâncias superior e inferior em uma nota, você deve digitar o texto utilizando a seguinte
sintaxe:

<+0.1|HT><-0.2|LT> onde HT significa tolerância superior e LT significa tolerância inferior.

Exemplo:

Nota do Texto Resultado

Comprimento 50 <+0.1|HT><-0.2|LT>

O fato de estar apto para digitar, este tipo de sintaxe traz problemas quando você quer digitar somente o
símbolo "<".

Então você deve usar a seguinte regra para certos símbolos:

Para obter < , você deve digitar \<. Exemplo: Para obter A<B, você deve digitar A\<B.

Para obter \ , você deve digitar \\ . Exemplo: Para obter A\B , você deve digitar A\\B. E antão para obter \\ , você
deve digitar \\\\.

Utilize a função para declarar sua própria nota pré-definida. Comprimento

Possíveis modificações:

Você pode adicionar com a função , e você pode remover uma outra com a função .
266
Detalhamento

Símbolo de acabamento
Menu: Detalhamento | Símbolo de acabamento
Descrição:
Permite criar um símbolo de acabamento em um elemento.

Princípios gerais:
1. Selecione um ponto ou uma curva (o símbolo não pode ser posicionado em uma dimensão).
2. A caixa de diálogo permite que você ajuste os valores do símbolo de acabamento:

• Após fornecer um valor, utilize a tecla


tabulação, o símbolo de acabamento será
atualizado automaticamente na caixa de
diálogo.

267
Detalhamento

• Após fornecer um valor, utilize a tecla


tabulação, o símbolo de acabamento será
automaticamente atualizado na caixa de
diálogo.

• Após fornecer um valor, utilize a tecla


tabulação, o símbolo de acabamento será
automaticamente atualizado na caixa de
diálogo.

Possíveis modificações:

Com a função você pode modificar todos os parâmetros de criação exceto a posição do símbolo.

Com a função você pode mover o símbolo ao longo de sua curva de referência.

268
Detalhamento
Título da legenda
Menu: Detalhamento | Título da legenda
Descrição:
Permite criar seu próprio modelo da legenda.

Princípios gerais:
1. Ajuste o tamanho de sua legenda com os campos Largura 170mm Altura 50mm .
2. Indique a posição do canto do fundo da legenda ou escolha a opção HOOK NA BORDA para posicionar
automaticamente sua legenda no ponto inferior direito do detalhamento.
3. Defina as células da legenda.

Pontos específicos:

Quando sua legenda é feita, você deve salvá-la em seu diretório de configuração (ex :
\MISSLER\CONFIG\TEMPLATE) ou no diretório de grupo. Então ele estará disponível quando você iniciar um
novo documento do TopSolid’Draft.

O tipo de corte permite que você corte as células horizontalmente, verticalmente ou pelo modo regular.

Uma vez que tiver criado todas as células da legenda, você deve usar a função na célula da legenda
para colocar o texto desejado.

A espessura e a cor da célula da legenda devem ser definidas depois com a função .

Possíveis modificações:

Todos os parâmetros de criação podem ser modificados com a função que exibe dois botões:

• HOOK NA BORDA: permite que você selecione um outro modo de ligação.

• APARÊNCIA: Permite modificar a aparência da legenda (largura, altura, cor das linhas).

269
Detalhamento

Célula do bloco do título


Menu: Detalhamento | Célula do bloco do título
Descrição:
Permite que você divida a legenda em células ou divida uma célula.

Princípios gerais:
1. Selecione a legenda a cortar.

2. Escolha o tipo de corte na lista


3. Selecione a célula a cortar.

Pontos específicos:

A espessura e a cor da legenda devem ser definidas depois com a função .

Uma vez que você criou todas as células da legenda, você deve utilizar a função na legenda para
colocar o texto desejado na célula.

Referência da tolerância
Menu: Detalhamento | Referência da tolerância
Descrição:
Permite que você crie um símbolo da referência da tolerância.

Princípios gerais:
1. Selecione o elemento como referência.
2. Selecione a posição do símbolo.

Pontos específicos:

É possível selecionar uma dimensão como elemento de referência, o símbolo será posicionado no mesmo
nível que a linha da dimensão.

A incrementação das referências é automática (de A,... até ,Z e então de A1,... para ,Z1, ...).

Possíveis modificações:

Você pode modificar o símbolo com o ícone .

Você pode mover e modificar o parâmetro do símbolo com a função .

270
Detalhamento
Símbolo de solda
Menu: Detalhamento | Símbolo de solda
Descrição:
Permite criar um símbolo de solda em um elemento.

Princípios gerais:
1. Selecione um ponto ou uma curva.
2. A caixa de diálogo abaixo permite que você ajuste os valores do símbolo de solda:

• Após fornecer um valor, utilize a tecla tabulação, o


símbolo de solda será automaticamente atualizado na
área de pré-visualização.

3. Posicione seu símbolo.


4. Selecione um outro ponto para criar uma segunda seta ou clique no botão PARAR para sair da função.

Possíveis modificações:

Com a função você pode modificar todos os parâmetros de criação e a posição de seu símbolo.

Com a função você pode mover o símbolo ao longo de sua curva de referência.

271
Detalhamento
Vista 2D
Menu: Vista | Vista 2D
Descrição:
Permite que você crie uma vista 2D para iniciar um documento do draft.

Princípios gerais:
1. Modifique a escala da vista se necessário.
2. Posicione a vista

Opções disponíveis:

O botão VISTA AUXILIAR permite que você faça vistas auxiliares que irão seguir o alinhamento e a escala da
vista 2D.

Pontos específicos:

Para o design livre 2D, é essencial criar a vista 2D.

Se o usuário iniciar diretamente um documento de detalhamento no desenho da borda, alguns problemas


irão aparecer:

• Perda da escala do desenho.

• Sem dependência de posicionamento entre as vistas

• Impossível usar as funções armazenar como e copiar/colar.

Modificações disponíveis:

Usando o ícone , você pode:


Modificar os parâmetros do sistema de coordenada,
Modificar o tamanho da grade.

Ajustar alinhamento
Menu: Vista | Ajustar alinhamento
Descrição:
Permite que você alinhe automaticamente uma vista com outra.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista a alinhar.
2. Selecione a vista de referência.

Pontos específicos:

É necessário posicionar proximamente a vista a alinhar na horizontal ou na vertical da vista de referência para
obter o alinhamento desejado.

272
Detalhamento
Alinhar seção
Menu: Vista | Alinhar seção
Descrição:
Cria uma seção alinhada de uma vista existente.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Selecione a linha da seção a usar ou clique em CONTORNO para criá-la.
3. Então escolha entre.
• OK Confirma a linha da seção.
• INVERT Inverte a direção das setas da linha da seção.
• EXTREMIDADES Permite que você estenda ou encurte as extremidades da linha da seção.
4. Selecione o segmento da linha da seção que define a direção de projeção.
5. Confirmar com OK .
6. Posicione a vista.

Opções disponíveis:

O botão CURVA DE CORTE DEFINIDA NO MODELO 3D permite que você selecione primeiro uma curva de
corte criada no modelo 3D com a função Opção | Polígono de corte. Isto permite que você obtenha uma
seção sem qualquer vista de referência.

Você pode modificar a letra usada na linha da seção de corte e sua altura do texto utilizando as seguintes
opções:

Nome da linha de corte= e Altura do texto= .

Você pode escolher alinhar a seção da vista com relação à sua vista de referência usando a opção:
Alinhamento= SIM ou NÃO

Quando a seção da vista não está alinhada, você pode ajustá-la perpendicularmente com:
Ajustar a seção da vista perpendicular= SIM ou NÃO

Exemplo(s):

273
Detalhamento
Pontos específicos:

Para utilizar o eixo de um círculo (ou um arco) como linha da seção, clique simplesmente no círculo para seu
eixo aparecer. Você pode agora selecioná-lo.

O segmento de referência deve ser paralelo com uma das extremidades dos segmentos da linha de corte
(Então, é melhor selecionar diretamente uma das extremidades).

Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode:

• Modificar o título em torno da seção da vista selecionando o título,

• Modificar os outros parâmetros selecionando a vista.

• Modificar a direção e a extremidade da linha da seção.

• Modificar o segmento da linha da seção que define a direção de projeção pela seleção da linha e
usando o botão MODIFICAR O HOOKING DO SEGMENTO.

Use função Vista | Modificar alinhamento para posicionar a vista onde você quiser em seu detalhamento.

Modificar representação
Menu: Vista | Modificar representação.
Descrição:
Permite que você modifique o estado de representação das peças em uma vista projetada.

Princípio:
3 modos de representação estão disponíveis:
• MISTA: se a vista projetada estiver usando este modo, você pode selecionar peças na vista 2D
afim de trocar entre suas representações (simplificada ou detalhada).
• SIMPLIFICADA: Todas as peças com dupla representação estão projetadas na representação
simplificada. Não é possível deste modo, modificar a representação das peças.
• DETALHADA: Todas as peças são projetadas na representação detalhada. Não é possível deste
modo, mudar a representação das peças.
Quando a vista está no modo MIXO, simplesmente selecione uma linha da peça que você deseja modificar a
sua representação.

Opções disponíveis:

O botão MODIFICAR REPRESENTAÇÃO permite que você modifique o modo de representação da vista:
MISTA, SIMPLIFICADA ou DETALHADA.

O botão REFLETIR ESTADO 3D está disponível na opção MODIFCAR REPRESENTAÇÃO quando a vista usar
o modo MISTO. Ele permite aplicar, em uma vista projetada, a mesma representação das peças usadas no
documento 3D.

274
Detalhamento
Polígono de corte
Menu: Vista | Polígono de corte
Descrição:
Permite que você crie rapidamente uma linha de corte em uma vista sem criar uma seção correspondente ao
mesmo tempo.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Selecione a linha da seção a usar ou clique em CONTORNO para criá-lo.
3. Então escolha entre.
• OK Confirmar com a linha da seção.
• INVERTER Inverte a direção das setas da linha da seção.
• EXTREMIDADES Permite que você estenda ou encurte as extremidades da linha da seções.

Modificação disponível:

Você pode depois modificar o polígono de corte usando

Vista detalhada
Menu: Vista | Vista detalhada.
Descrição:
Faz uma vista detalhada de cada vista existente (frontal, perspectiva...)

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Selecione a linha de limite.
3. Posicione a vista.

Opções disponíveis:

Você pode escolher a escala da vista detalhada.(o valor padrão é 2)

Você pode escolher entre dois modos para controlar a escala da vista detalhada:

• Modo= ABSOLUTO : A escala aplicada não leva em consideração a vista de referência e utilize como
escala de referência a escala absoluta do detalhamento (que pode ser alterada usando a função
"modificar" e selecionando a borda do detalhamento).

• Modo= RELATIVO À VISTA : A escala aplicada leva em consideração a escala da vista de referência.
Como exemplo, se a vista de referência utilize uma escala 1/2, e a escala da vista detalhada é
ajustada para 2, a vista detalhada terá uma escala de 1 de acordo com o detalhamento e a escala de
2 de acordo com a vista de referência.

O botão CÍRCULO permite que você crie diretamente uma vista detalhada limitada por um círculo a criar.

O botão RETÂNGULO permite que você crie diretament e uma vista detalhada limitada por um retângulo a
criar.

275
Detalhamento
Exemplo(s):

Pontos específicos:

As vistas interrompidas e detalhadas não podem obter o modo "vista sombreada".

No caso de uma vista detalhada criada de uma vista interrompida, se a curva de limitação transpor estas duas
peças da vista interrompida, o TopSolid’Draft cria uma vista detalhada sem considerar a interrupção: a vista
detalhada não é interrompida.

As dimensões coordenadas nas vistas detalhadas são calculadas comparadas ao sistema de coordenada da
vista principal (se ele não for uma dimensão restringida). A dimensão fornece as coordenadas de um ponto
na origem da vista.

Modificações disponíveis:

Você pode modificar todos os parâmetros da vista detalhada usando o ícone .

Você pode mover a vista detalhada usando o ícone .

Editar modelo
Menu: Vista | Editar modelo
Descrição:
Permite que você abra o documento do TopSolid contendo o modelo da vista selecionada.

Princípio geral:
Selecione a vista que você queira editar no modelo 3D.

276
Detalhamento
Fold / Unfold
Menu: Vista | Fold / Unfold.
Descrição:
Permite que você estenda e encurte uma vista interrompida para acessar a vista original.

Princípio geral:
Selecione a vista interrompida a estender ou encurtar.

Exemplo:

Ponto específico:

Quando a opção atualização automática das vistas está desabilitada (na tabela parâmetros de projeção
da função Arquivo | Propriedades) e quando você modifica a curva de limite, a opção Reconstruir vista=
SIM permite recalcular a vista pegando a nova curva em consideração.

277
Detalhamento
Seção total
Menu: Vista | Seção total
Descrição:
Cria uma seção total de uma vista existente.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Selecione a linha da seção a usar ou clique em CONTORNO para criá-la.
3. Então escolha entre.
• OK Confirma a linha da seção.
• INVERTER Inverte a direção das setas da linha da seção.
• EXTREMIDADES Permite que você estenda ou encurte a extremidade da linha da seção.
4. Confirme com OK .
5. Posicione a vista

Opções disponíveis:

O botão CURVA DE CORTEX DEFINIDA NO MODELO 3D permite que você selecione primeiro uma curva de
corte criada no modelo 3D com a função Opção | Polígono de corte. Isto permite que você obtenha uma
seção sem nenhuma vista de referência.

Você pode mudar a letra usada na seção de corte e sua altura do texto usando as seguintes opções:

Nome da linha de corte= e Altura do texto= .

Você pode escolher alinhar a seção da vista com relação a sua vista de referência usando a opção:
Alinhamento= SIM ou NÃO

Quando a seção da vista não é alinhada, você pode ajustá-la perpendicular com:
Ajustar a seção da vista perpendicular= SIM ou NÃO

Você pode escolher exibir o tipo de linhas ocultas.

278
Detalhamento
Exemplo(s):

Ponto específico:

Para usar o eixo de um círculo (ou um arco) como linha da seção, simplesmente clique no círculo para seu
eixo aparecer. Você pode agora selecioná-los.

Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode:

• Modificar o título e sua posição em torno da seção da vista selecionando o título,

• Modificar os outros parâmetros selecionando a vista.

Usar a função Vista | Modificar alinhamento para posicionar a vista onde você quiser em seu detalhamento.

279
Detalhamento
Vista interrompida
Menu: Vista | Vista interrompida
Descrição:
Permite que você crie uma interrupção em uma vista.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista que você queira interromper
2. Escolha a direção de referência para as duas partes:
• Direção de referência= X
• Direção de referência = Y
3. Escolha a geometria da curva de limite:

• : curva já construída na vista.


• LINHA entre dois pontos.
• B-SPLINE por interpolação entre vários pontos.
4. Escolha a opção da segunda curva (que move de acordo com a direção de referência escolhida).
5. Então, você pode:
• PARAR : confirma.
• Ou interromper a vista em um segundo (ou mais) lugar.

Opção disponível:

O botão COMO UMA VISTA INTERROMPIDA permite que você interrompa uma vista do mesmo modo que
uma outra.

Isto é possível somente entre uma vista principal e uma de sua vista auxiliar. (impossível entre 2 vistas
principais ou entre 2 vistas auxiliares).

Exemplo(s):

Vista interrompida de acordo com X Vista interrompida de acordo com Y

Pontos específicos:

Você pode utilizar esta função somente uma vez na mesma vista. Se você quiser interromper a vista em
vários lugares, você deve fazê-la uma vez sem sair da função.

280
Detalhamento
As curvas limites não devem ser tangentes com uma linha da vista (usando a B-SPLINE pode ajudar você a
contornar este problema).

Não é recomendável criar seção de corte de uma vista interrompida: alguns problemas podem aparecer
na seção de corte mais tarde.

As dimensões devem ser criadas após a vista tiver sido encurtada.

As vistas interrompidas e detalhes das vistas não podem ter o modo "vista sombreada"

Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode modificar os parâmetros de projeção da vista.

Use a função Vista | Fold/Unfold para trocar entre a vista interrompida e a vista original.

281
Detalhamento
Seção local
Menu: Vista | Seção local
Descrição:
Permite criar localmente uma seção de corte usando uma curva como limite.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Selecione a curva de limite da seção de corte ou use CONTORNO para criá-la. O contorno deve ser uma
curva fechada.
3. Selecione o elemento de referência definindo a profundidade da seção de corte.

Exemplo(s) :

Opções disponíveis:

O botão PONTO permite que você selecione um ponto no documento 3D ou um ponto projetado em uma
vista 2D (baseado da projeção de um ponto do documento 3D).

Pontos específicos:

A curva de limite deve ser fechada, você pode utilizar contornos ou curvas.

Para o elemento que deve ser cortado, use a opção DIVISÍVEL opção da função Atributos | Propriedades
para declará-la como não divisível.

Possíveis modificações:

Você pode mudar a curva de limite movendo seus pontos de controle com a função .

A função permite modificar os parâmetros de projeção da vista de referência ou da curva de corte.

282
Detalhamento
Vista principal
Menu: Vista | Vista principal.
Descrição:
Faz uma projeção das formas 3D (de uma dada direção) no documento de detalhamento atual.

Princípios gerais:
1. Selecione as peças a projetar (no documento TopSolid).
2. Ajuste as opções da caixa de diálogo e confirme.
3. Posicione a vista projetada no seu documento TopSolid’Draft.

Opções disponíveis:

Você pode escolher projetar as curvas usando a opção Projetar curvas= NÃO ou SIM .

O botão EXPLORAR permite que você abra um documento contendo a peça que você deseja projetar.

O botão MONTAGEM permite que você projete de uma vez todos os elementos de uma montagem. Ele
fortemente recomendado para definir uma montagem somente com formas, componentes e repetições.

O botão COMO UMA VISTA permite que você crie uma nova vista dos elementos já projetados em uma vista
existente. Que evita você selecionar uma segunda vez os elementos no documento do TopSolid.

O botão SEM ELEMENTO permite que você obtenha uma vista vazia afim de definir um documento modelo.
Isto pré-ajusta o modelo que deve ser salvo no diretório...\config\template.

A opção Seguir= OPERAÇÕES EXISTENTES ou OPERAÇÕES SUBSEQUENTES permite que você ajuste o
nível de associatividade da vista 2D com o documento 3D.

Uma vez que você selecionou os elementos a projetar, a seguinte caixa de diálogo aparece, permitindo que
você ajuste os parâmetros de projeção.

Pontos específicos:

Uma vista perspectiva é uma vista principal.

A projeção mantém as curvas B-spline das formas 3D. Se você quiser essas curvas para serem convertidas
em curvas feitas de linhas e arcos após a projeção, você deve selecionar a opção "Reconstruir B-splines
projetadas" nas propriedades do arquivo (parâmetros de projeção) ou no menu "Ferramentas | Opções".

Se você ativar esta opção, ele pode ser uma pequena diferença entre as curvas projetadas e as definidas pelo
modelo 3D. Este modo pode também aumentar levemente o tempo do cálculo de projeção.

283
Detalhamento
Modificar alinhamento
Menu: Vista | Modificar alinhamento
Descrição:
Modifica o alinhamento de uma vista.
Permite que você ajuste a vista livre ou alinhada e o oposto.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista a modificar.
2. Posicione a vista onde você quiser.

Opções disponíveis:

A opção Ajustar a seção da vista= NÃO SIM permite que você mantenha ou não a orientação da vista
quando você desalinhá-la.

Exemplo(s):

A vista a está alinhada, a vista b está desalinhada e ajustada, a vista c está desalinhada.

284
Detalhamento
Seção total parcial
Menu: Vista | Seção total parcial
Descrição:
Permite que você crie uma seção total parcial de somente uma parte de uma vista.

Princípios gerais:
1. Selecione a linha da seção a usar ou clique em CONTORNO para criá-la.
2. Então escolha entre.
• OK Confirma linha da seção.
• INVERTER Inverte a direção das setas da linha da seção.
• EXTREMIDADES Permite que você estenda ou encurte as extremidades da linha da seção.
1. Confirmar com OK .
2. Posicione a vista

Opções disponíveis:

O botão CURVA DE CORTE DEFINIDA NO MODELO 3D permite que você selecione primeiro uma curva de
corte criada no modelo 3D com a função Opção | Polígono de corte. Isto permite obter uma seção sem
nenhuma vista e referência.

Você pode modificar a letra usada na seção de corte e sua altura do texto usando as seguintes opções:

Nome da seção e corte= e Altura do texto= .

Você pode escolher alinhar a seção da vista relativamente pela sua vista de referência usando a opção:
Alinhamento= SIM ou NÃO

Quando a seção da vista não é alinhada você pode ajustá-la com:


Ajustar a seção da vista= SIM ou NÃO

você pode escolher exibir o tipo de linhas ocultas.

285
Detalhamento
Exemplo(s):

Ponto específico:

Para usar o eixo de um círculo (ou um arco) como linha da seção, simplesmente clique no círculo para seu
eixo aparecer. Você pode agora selecioná-lo.

Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode:

• Modificar o título e sua posição em torno da seção da vista selecionando o título,

• Modificar os outros parâmetros selecionando a vista.

Use a função Vista | Modificar alinhamento para posicionar a vista onde você queira em seu detalhamento.

286
Detalhamento
Seção parcial
Menu: Vista | Seção parcial
Descrição:
Permite que você crie uma seção parcial de somente uma peça de uma vista.

Princípios gerais:
1. Selecione a linha d seção a usar ou clique em CONTORNO para criá-la.
2. Então escolha entre.
• OK Confirmar a linha da seção.
• INVERTER Inverte a direção das setas da linha da seção.
• EXTREMIDADES Permite que você estenda ou encurte as extremidades da linha da seção.
3. Confirmar com OK .
4. Posicione a vista

Opções disponíveis:

O botão CURVA DE CORTE DEFINIDA NO MODELO 3D permite que você selecione primeiro uma curva de
corte criada no modelo 3D com a função Opção | Polígono de corte. Isto permite que você obtenha uma
seção sem nenhuma vista de referência.

Você pode modificar a letra usada na seção de corte e sua altura do texto usando as seguintes opções:

Nome da seção de corte= e Altura do texto= .

Você pode escolher alinhar a seção da vista relativamente pela sua referência usando a opção:
Alinhamento= SIM ou NÃO

Quando a seção da vista não está alinhada você pode ajustá-la com:
Ajustar a seção da vista= SIM ou NÃO

287
Detalhamento
Exemplo(s):

Ponto específico:

Para usar o eixo de um círculo (ou um arco) como linha da seção, simplesmente clique no círculo para seu
eixo aparecer. Você pode agora selecioná-lo.

Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode:

• Modificar o título e sua posição em torno da seção da vista selecionando o título,

• Modificar os outros parâmetros selecionando a vista.

Use a função Vista | Modificar alinhamento para posicionar a vista onde você quiser em seu detalhamento.

Ponto de referência 3D
Menu: Vista | Ponto de referência 3d
Descrição:
Permite modificar o ponto de referência da vista principal selecionando um ponto no documento modelo 3D.
Esta função permite que você modifique o ponto de origem da dimensão e trave a posição da peça projetada
com referência à vista do sistema de coordenada 2D. (Então, a posição da vista 2D é melhor controlada se você
modificar as dimensões da peça projetada).

Princípios gerais:
1. Selecione uma vista principal
2. Selecione o novo ponto de referência no documento modelo 3D.

Opções disponíveis:

Use a opção SEM PONTO DE REFERÊNCIA para recuperar o ponto de referência original da vista.

Ponto específico:

Se o ponto que você quiser usar não existir "fisicamente" no documento (como o canto de um elemento), você

deve usar o ícone para estar apto a selecioná-lo.


288
Detalhamento
Regenerar
Menu: Vista | Regenerar
Descrição:
Inicia o recalculo da vista.

Princípio geral:
Selecione a vista a regenerar.

Opções disponíveis:

Você pode escolher recalcular todas as vistas com o botão TODAS AS VISTAS .

Ponto específico:

As condições da atualização automática das vistas são modificadas em "Parâmetros de projeção" da função
Arquivo | Propriedades.

289
Detalhamento
Seção revolucionada
Menu: Vista | Seção revolucionada
Descrição:
Cria uma seção revolucionada da vista de uma vista existente.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Selecione a linha da seção a usar ou clique em CONTORNO para criá-la.
3. Então escolha entre:
• OK Confirma a linha da seção.
• INVERTER Inverte a direção das setas da linha da seção.
• EXTREMIDADES Permite que você estenda ou encurte as extremidades das linhas da seção.
4. Selecione o elemento de referência a usar para girar para baixo a seção (ver "opções disponíveis" para mais detalhes)
5. Confirmar com OK .
6. Posicione a vista.

Opções disponíveis:

O botão POR DOIS PONTOS permite que você desenhe uma linha por dois pontos afim de utiliza-las como
linha de corte.

Você pode modificar a letra usada na seção de corte e sua altura do texto usando as seguintes opções:

Nome da seção de corte= e Altura do texto= .

O elemento de referência é usado para definir qual eixo a seção deve ser rotacionada. Você pode usar o
botão PONTO para selecionar um ponto no documento 3D e usa-lo como eixo de rotação para a seção.

Você pode escolher alinhar a seção da vista relativamente pela sua vista de referência usando a opção:

Alinhamento= SIM ou NÃO

Quando a seção da vista não é alinhada, você pode ajustá-la com:


Ajustar a seçãod a vista= SIM ou NÃO

Use a opção NO PLANO para sobrepor a seção revolucionada na vista de referência.

290
Detalhamento
Exemplo(s) :

Seção revolucionada alinhada

Seção revolucionada no plano

Ponto específico:

Para usar o eixo de um círculo (ou um arco) como linha da seção, simplesmente clique no círculo para seu
eixo aparecer. Você pode seleciona-lo agora.

Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode:

• Modificar o título e sua posição em torno da seção revolucionada selecionando o título,

• Modificar os outros parâmetros selecionando a seção da vista,

• Modificar a direção e as extremidades da linha de corte selecionando-as.

291
Detalhamento
Seção
Menu: Vista | Seção
Descrição:
Cria uma seção da vista de uma vista existente.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Selecione a linha da seção a usar ou clique em CONTORNO para criá-la.
3. Então escolha entre.
• OK Confirma a linha da seção.
• INVERTER Inverte a direção das setas da linha da seção.
• EXTREMIDADES Permite que você estenda ou encurte as extremidades da linha da seção.
4. Confirme com OK .
5. Posicione a vista

Opções disponíveis:

O botão CURVA DE CORTE DEFINIDA NO MODELO 3D permite que você selecione primeiro uma curva de
corte criada no modelo 3D com a função Opção | Polígono de corte. Isto permite que você obtenha uma
seção sem qualquer vista de referência.

Você pode mudar o tipo de letra usada na seção de corte e sua altura do texto usando as seguintes opções:

Nome da seção de corte= e Altura do texto= .

Você pode escolher alinhar a seção da vista relativamente para sua vista de referência usando a opção:
Alinhamento= SIM ou NÃO

Quando a seção da vista não é alinhada, você pode ajustá-la com:


Ajustar a seção da vista= SIM ou NÃO

Exemplo(s):

Ponto específico:

Para usar o eixo de um círculo (ou um arco) como linha da seção, simplesmente clique no círculo para seu
eixo aparecer. Você pode agora selecioná-lo.

292
Detalhamento
Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode:

• Modificar o título e sua posição em torno da seção da vista selecionando o título,

• Modificar os outros parâmetros selecionando a vista.

Use a função Vista | Modificar alinhamento para posicionar a vista onde você quiser em seu detalhamento.

293
Detalhamento
Limitando o volume
Menu: Vista | Limitando o volume
Descrição:
Permite que você modifique uma vista principal existente (de uma montagem) em um modo que o resultado
seja uma projeção parcial desta montagem.
Isto é feito através de um volume que representa a área a considerar para a projeção.

Princípios gerais:
Quando fazemos uma concepção de uma grande montagem, ele pode ser útil para projetar somente um detalhe
desta montagem.
Para fazer isso, você deve criar primeiro, no documento 3d, o volume envolvendo a área que você queira
projetar.
Então, você pode:
• Tanto modificar uma vista existente (usando esta função),
• ou, durante a projeção da montagem (usando a função Vista | Vista principal).

Exemplo:
No exemplo acima, o volume verde deve ser ajustado como volume de limite.

E aqui o resultado após a projeção desta montagem durante o uso deste volume de limite.

294
Detalhamento

Ponto específico:

Esta função não é feita para a criação do corte fora da vista isométrica pelo fato de não ser possível modificar
o tipo de linha da limitação.

295
Detalhamento
Vista ao longo de uma direção
Menu: Vista | Vista ao longo de uma direção.
Descrição:
Permite criar uma vista ao longo de uma direção específica.

Princípios gerais:
1. Selecione a vista de referência.
2. Escolha a linha de referência para a direção.
3. Validar e então posicionar a vista.

Opções disponíveis:

Você pode modificar o modo em que a vista será criada de acordo com a direção escolhida com a opção
Modo= PERPENDICULAR A DIREÇÃO ou AO LONGO DE UMA DIREÇÃO .

O botão INVERTER permite que você modifique a direção de projeção (indicada pela seta vermelha).

Você pode escolher a representação das arestas suavizadas e a representação das arestas ocultas com a
lista:

Exemplo(s):

Modificações disponíveis:

Com o ícone , você pode:

• Mover a seta selecionando-a,

• Modificar o título e sua posição em torno da vista selecionando o título,

• Modificar outros parâmetros selecionando a vista.

Usar a função Vista | Modificar alinhamento para posicionar a vista onde você quiser em seu detalhamento.

296
Criando uma forma livre

Técnicas
Neste workshop você irá encontrar:
• Onde estão as funções de superfície?
• Quando eu devo usá-las?
• Terminologias de superfície
Esses 2 exemplos irão instruir você sobre como criar uma hélice e também importar um grupo
de superfícies IGES e também solidificar essas superfícies.
Criando uma forma livre

298
Criando uma forma livre

Onde estão as funções de superfície?


As funções de superfície estão em Forma | Outras
formas.

Quando eu devo usá-las?


Ao formar uma peça complexa muitas vezes requer
ferramentas sofisticadas: usando 3D primitivos como
bloco, cilindro ou contorno uniforme baseado em
forma como extrudar ou revolucionar não são
adaptados. Neste caso você utiliza funções
específicas de superfície.
Estas funções permitem que você crie sólidos
paramétricos ou superfícies curvas com visualização
de arame. Formas resultantes complexas podem ser
naturalmente usadas em montagem como
componentes por instância, e podem ser melhorados
com operações (arredondamentos, chanfros, furação,
limitação,...).

Terminologia de superfícies
No TopSolid todas as formas complexas são
definidas como essas: as curva limites de uma
superfície são chamadas de arestas limites (uma
forma sólida não tem arestas limites).
Essas formas podem ser limitadas por outras, nesse
caso elas são nomeadas superfícies limitadas.
Todas essas definições serão úteis em algumas
definições do TopSolid (arco, tangente, ...)
Para algumas funções você será alertado para curvas
guias (diretrizes) e seções curvas (geratrizes).

299
Criando uma forma livre

Nós iremos apresentar as principais funções para trabalhar em superfície.

I – As formas:
- Plano

- Ruled

300
Criando uma forma livre

- Ruled circular

- Loft

301
Criando uma forma livre

- Swept

- Uma guia e uma seção curva

- Uma guia e diversas seções curvas

302
Criando uma forma livre
- Swept com 2 guias

- Cúpula

303
Criando uma forma livre

- 3-4 curvas

- Restringido

304
Criando uma forma livre

- Garrafa

- Patchwork

305
Criando uma forma livre

- Combinação

- Tangente

306
Criando uma forma livre

- Perpendicular

- Forma equivalente

307
Criando uma forma livre

- Copiar Face

II – As operações:

- Limitar

308
Criando uma forma livre

- Espessura

- Estender

309
Criando uma forma livre

- Imprimir e remover

- Suavizar

310
Criando uma forma livre

- Ajustar continuidade

- Costurar

311
Criando uma forma livre

Exemplo: Formando uma hélice

Siga este exemplo para projetar uma hélice básica.


Você usará funções de formas complexas usuais para criar sólidos em forma livre.

312
Criando uma forma livre

Trabalhando as curvas das lâminas


1- Criar uma elipse por 3 pontos
2- Dimensione 2 pontos sobre o eixo x e o eixo y e
modifique os valores

3- Repita a elipse com uma propagação linear ao


longo de +Z com uma distância total de 50, número
total de instâncias 3, no modo copiar operação
existente, para obter parâmetros independentes.

4- Modifique os parâmetros de ambas as elipses


repetidas (valores 1ª= 0.8mm e 2ª=1mm)

Modifique o Sistema de coordenada de


orientação para obter uma rotação no eixo Z
de:
5- 30°
6- 60°

Criando um sólido usando loft


Use loft e selecione as 3 elipses. Certifique-se de que as direções são iguais.

313
Criando uma forma livre

Adicionando um sólido na extremidade da


lâmina

1- Mudar o Sistema de coordenada atual para a menor


elipse do Sistema de coordenada.
2- Criar o eixo da elipse.
3- Criar um esboço definindo a seção do meio da
elipse.

4- Use o esboço para criar um sólido


revolucionado no eixo -Y com um ângulo de 180°.
5- Criar uma peça usando união entre a lâmina e a
forma revolucionada.

Criando curvas no centro do corpo

1- Mude o Sistema de coordenada atual para o sistema de


coordenada original da elipse
2- Crie um outro Sistema de coordenada usando Ferramentas |
Sistema de coordenada, XZ e selecione como atual.

Sinta-se livre para usar níveis para organizar as curvas no


nível 1, sólido no nível 0, ... Um outro modo é usar os filtros
nas opções de renderização.
Então crie este esboço usando o método clássico.

Criar um Sistema de coordenada duplicado do último


sistema de coordenada com Sistema de coordenada |
ícone Duplicar Sistema de coordenada. Use Translação,
+Z, 5mm. Selecione como atual o Sistema de coordenada

314
Criando uma forma livre

Esboçando os contornos centrais

Criar este esboço usando círculo e contorno.

Então:
1- Espelhar o esboço no Sistema de coordenada
original usando Editar | Duplicar
2- Criar o eixo para pegar facilmente os pontos de
intersecção.
3- Mude o Sistema de coordenada atual usando o
primeiro Sistema de coordenada ortogonal
4- Criar 2 arcos controlados por 3 pontos (usar
Circulo a opção Passando pelo ponto no lugar de
centro do círculo) , as quais são intersecções entre o
esboço e o eixo.
Agora, todas as curvas necessárias para gerar o
sólido estão em posição.

Criando um sólido patchwork

Criar um sólido com patchwork selecionando todos os esboços. O


resultado é um sólido.

315
Criando uma forma livre

Adicionando operações

1- Espelhar a lamina com pattern


2- Unir os 2 sólidos com um arredondamento R2mm
3- Quebrar as 2 arestas circulares com arredondamento R0.5mm
4- Furar a face superior usando Sistema de coordenada com Ø6.5mm

316
Criando uma forma livre

Forma Tubular.

Construção de linhas de esboço.

Criação de um contorno e de um contorno paralelo.

317
Criando uma forma livre

Criação em um plano normal ao contorno direto por dois pontos.

Criação da forma tubular duplicação por simetria plana, após a costura das
duas superfícies.

318
Criando uma forma livre

Copiar arestas limitadas sobre um outro nível. Construção dos contornos


superiores e inferiores pela função Contorno/ continuar auto.

Depois criação das formas chatas sobre os contornos.

A costura das três superfícies no dado sólido.

Forma tubular com duas geratrizes.

Criação das linhas de esboço e dos contornos.

319
Criando uma forma livre

Criação do tubo sobre uma diretriz e com as geratrizes no lugar.

Dupla duplicação após a costura das quatro superfícies.

320
Criando uma forma livre

Exercício 11 : O Patchwork.

Criação das linhas de esboço e do contorno inferior.

Duplicação da referência e criação do contorno superior.

321
Criando uma forma livre

Criação de duas sessões longitudinais seguindo as linhas de esboço.

Criação de outras duas sessões sobre a referência local no meio dos dois
centros dos círculos do primeiro contorno.

322
Criando uma forma livre

Modificação dos contornos adicionando um raio de 2 mm.

Criação do patchwork selecionando os 6 contornos.


Passar os raios a 5 mm sobre a aresta superior.
Criação de uma concha de 20 mm de profundidade, apoiando-se sobre um
paralelo 20 mm do contorno da base, com um raio de fundo de 2 mm, um
raio de ajuste 3 mm e um raio vertical de 10 mm.

Exercício 12 : Locomotiva.

323
Criando uma forma livre
Construção de um bloco (sobre a referencia), a 10 mm do eixo Y.

Construção local dos perfis no suporte. A distancia entre as duas sessões é


de 120 mm.

324
Criando uma forma livre
Criação do rulled, após unir os dois sólidos.

Criação de duas elevações com base no bloco: para o retângulo a altura de


= 40mm, para o circulo altura de = 45mm.

325
Criando uma forma livre

Criação de um raio de 3 mm sobre a concordância na união, e de um raio


variável de 3 mm à 6 mm na concordância da elevação retangular.

Criação dos chanfros de 2 mm nas elevações.

Criação de um plano perpendicular no circulo, passando pelo seu centro.


Procura de linhas de intersecção entre e elevação circular e o plano.

Criação do raio variável sobre a elevação circular com os raios de 3 à 5 mm


sobre os pontos de extremidades das linhas de intersecção.

326
Criando uma forma livre

Exercício 13 : Tubo com forma Preenchida.

Construção dos esboços necessários na superfície interior.

Criação das quatro curvas sobre as quais se apóia a superfície.

327
Criando uma forma livre

Criação da superfície preenchida. Com esta superfície faça uma duplicação


e costure as duas superfícies.

Recuperação das arestas limitadas sobre outro nível e a partir de contornos


sobre as arestas, criadas de sólidos da extrusão.

328
Criando uma forma livre

Elevar as faces internas dos dois sólidos de extrusão e costuras essas duas
formas da superfície preenchidas.

O resultado é um sólido.

Criar um tubo com uma diretriz e uma geratriz.

329
Criando uma forma livre

No modo sombra, mudar a transparência.

330
Criando uma forma livre

Exercício 14 : Tubo sobre 2 geratriz e 2 diretriz.

Construção de linhas de esboço.

Construção de um arco de circulo tangente as duas linhas paralelas.

Criação de contornos sobre os esboços para as diretrizes. Após a criação,


em um mesmo plano, das duas geratrizes, uma retangular e outra circular.

331
Criando uma forma livre

Criação de um tubo sobre duas diretrizes finas com duas geratrizes.

Duplicação da forma em relação ao plano XY.

332
Criando uma forma livre

Criação de um sólido pela geração de superfícies lisas e de costura.

Construção de paralelos 2 mm sobre a diretriz e as geratriz. Criação de um


novo tubo a partir dessas novas geratrizes e diretrizes.

333
Criando uma forma livre

duplicação do novo tubo, costura de duas superfícies.

Limitação do sólido pela superfície.

334
Criando uma forma livre

Fusão das espessuras de 2 mm e da criação de um parâmetro « e ».


Cotação cartesiana dos pontos de origem.

335