Sunteți pe pagina 1din 14
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira

Dimensionamento de Peças Comprimidas

Item 7.5 da NBR 7190/97 pag 24.

Estados Limites Ultimos

Nas barras comprimidas axialmente , os Estados Limites Ultimos (ELU) caracterizam-se pelo esmagamento das fibaras , como nas barras curtas (λ ≤40) ou por instabilidades associadas a efeitos de segunda ordem provocadas por flambagem típica de Euler, denominadas de flambagem por flexão, no caso de peças esbeltas e semi-esbeltas.

Peças curtas ( λ ≤40 )

Esbeltez : λ = L 0 /r min

L 0 : comprimento de flambagem , é o comprimento efetivo da barra , não permitindo reduções em peças com extremidades indeslocaveis, no caso de peças engastadas em uma extremidade e livre na outra , L 0 = 2L; r min : raio de giração mínimo.

Condição de segurança da NBR 7190/97:

mínimo. • Condição de segurança da NBR 7190/97: Ơ c 0 , d : tensão de

Ơ c0,d : tensão de calculo devida a solicitação dos esforços de compressão; A w : área bruta da seção transversal; N sd : esforço normal de cálculo; f c0,d : resistência de cálculo aos esforços de compressão paralela às fibras.

Peças semi-esbeltas ( 40 < λ ≤ 80)

A ruptura das peças semi-esbeltas pode ocorrer por esmagamento da madeira ou por flexão

decorrente da perda de estabilidade.

A NBR 7190/97 exige a verificação de flexo-compressão no elemento mesmo para carga de

projeto centrada (item 7.3.6 pag 23).

O critério da NBR 7190/97 preserva a peça sobre possíveis excentricidades não prevista no

projeto. A condição de segurança relativa ao estado limite ultimo de instabilidade impõe a relação para o ponto mais comprimido da seção transversal, aplicada isoladamente nos planos de rigidez

mínima e de rigidez máxima do elemento estrutural.

rigidez mínima e de rigidez máxima do elemento estrutural. ơ N d : valor de cálculo

ơN d : valor de cálculo da tensão de compressão devido a força normal de compressão;

1

ơ N d : valor de cálculo da tensão de compressão devido a força normal de

ơN d = N sd /A w

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira

ơM d : valor de cálculo da tensão de compressão devido ao momento fletor Md, calculado pela excentricidade e d prescrita pela norma.

ơM d = M d /W

M d = N d . e d

Excentricidade de cálculo :

e 1 = e i + e a , onde :

de cálculo : e 1 = e i + e a , onde : e a

e a : excentricidade acidental em decorrência das imperfeições geométricas da barra , com o valor máximo dado por:

geométricas da barra , com o valor máximo dado por: e i : excentricidade decorrente dos

e i : excentricidade decorrente dos valores de calculo M 1d e N d;

decorrente dos valores de calculo M 1 d e N d ; h : altura da

h : altura da seção transversal na direção referente ao plano de verificação.

na direção referente ao plano de verificação. Peça comprimida N E é a força critica de

Peça comprimida

N E é a força critica de Euler expressa por :

na direção referente ao plano de verificação. Peça comprimida N E é a força critica de

2

na direção referente ao plano de verificação. Peça comprimida N E é a força critica de
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira

Peças esbeltas (λ >80 )

A forma de ruptura das peças esbeltas ocorre por flexão causada pela perda de estabilidade

lateral.

Condição de segurança:

perda de estabilidade lateral. Condição de segurança: Com e 1 , e f : excentricidade efetiva

Com

perda de estabilidade lateral. Condição de segurança: Com e 1 , e f : excentricidade efetiva

e 1,ef : excentricidade efetiva de 1 a ordem, expressa por:

e 1,ef = e 1 + e c = e i + e a + e c

e a : excentricidade acidental mínima com valor ≥ h/30 ou L 0 /300; e c : excentricidade suplementar de 1 a ordem que representa a fluência da madeira expressa por :

ordem que representa a fluência da madeira expressa por : , com ψ 1 e ψ
ordem que representa a fluência da madeira expressa por : , com ψ 1 e ψ

, com ψ 1 e

ψ 2 da tabela 2 pag. 9 da NBR 7190/97.

N gk : força normal característica devido as cargas permanentes; N qk : força normal característica devido as cargas variáveis. M 1g,d : Valor de calculo do momento fletor devido apenas ás ações permanentes; Φ : coeficiente de fluência , relacionado as classes de carregamento e de umidade , exposto na tabela 15, pag. 26 da NBR 7190/97.

3

de fluência , relacionado as classes de carregamento e de umidade , exposto na tabela 15,
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira

Exercicios Resolvidos:

Verificação de barra esbelta retangular

01. Verificar se a barra do banzo da treliça abaixo construída em local de classe de umidade 1, L 0 = 169cm, seção transversal 6cm x 16cm, é suficiente para resistir a uma solicitação de:

Carga permanente = -2400 daN Vento de pressão= -564 daN Considerar: Madeira Dicotiledônea – classe C60

de: Carga permanente = -2400 daN Vento de pressão= -564 daN Considerar: Madeira Dicotiledônea – classe
de: Carga permanente = -2400 daN Vento de pressão= -564 daN Considerar: Madeira Dicotiledônea – classe

4

de: Carga permanente = -2400 daN Vento de pressão= -564 daN Considerar: Madeira Dicotiledônea – classe
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 5
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 5

5

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 5
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira

Verificação de pilar curto de seção retangular

02. Qual a força máxima acidental que pode ser aplicada no pilar de peroba rosa da figura , sabendo que a força permanente vale N gk = 16000 daN ? Considere que o carregamento é de longa duração , a madeira é usual , a classe de umidade do local da construção é 2 e as cargas permanentes são de grande variabilidade. F c0,k = 295 daN/cm 2 (peroba rosa).

é 2 e as cargas permanentes são de grande variabilidade. F c 0 , k =
é 2 e as cargas permanentes são de grande variabilidade. F c 0 , k =

6

é 2 e as cargas permanentes são de grande variabilidade. F c 0 , k =
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 7

7

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 7
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira

Verificação de um pilar medianamente esbelto de seção quadrada

03. Verificar o pilar de peroba rosa da figura , sabendo que a ação permanente vale N gk = 2080 daN

e ação variável causada pelo efeito do vento vale N qk = 520 daN. Considere que o

carregamento é de longa duração, a madeira é usual , a classe de umidade do local da construção é 2 e as cargas permanentes são de grande variabilidade. A resistência e a rigidez

da madeira são : f c0,k = 295 daN/cm 2 e E c0,m = 146740 daN/cm 2 .

8

e a rigidez da madeira são : f c 0 , k = 295 daN/cm 2
e a rigidez da madeira são : f c 0 , k = 295 daN/cm 2
e a rigidez da madeira são : f c 0 , k = 295 daN/cm 2
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 9

9

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 9
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 10

10

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 10
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira

Verificação de um pilar esbelto de seção retangular

04. Verificar o pilar de peroba rosa sub,etida as cargas conforme ilustra a figura. Considerar o carregamento de longa duração, a madeira usual , a classe de umidade do local da construção é 2 e as cargas permanentes são de grande variabilidade. A resistência e a rigidez da madeira são : f c0,k = 295 daN/cm 2 ; E c0,m = 146740 daN/cm 2 ; N gk = 1300 daN (ação permanente); N qk = 340 daN (ação variável).

11

0 , m = 146740 daN/cm 2 ; N g k = 1300 daN (ação permanente);
0 , m = 146740 daN/cm 2 ; N g k = 1300 daN (ação permanente);
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 12

12

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 12
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 13

13

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 13
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana
Disciplina: Estruturas de Madeira
Prof.: Grécio Lima Vieira
Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 14

14

Campus Feira de Santana Disciplina: Estruturas de Madeira Prof.: Grécio Lima Vieira 14