Sunteți pe pagina 1din 338

Curso de Questões Comentadas da ESAF

Prof. Fernando Pestana fernandopest@yahoo.com.br

Apresentação do Curso

Curso de Questões Comentadas da ESAF Prof. Fernando Pestana fernandopest@yahoo.com.br Apresentação do Curso
I- Coesão Referencial e Sequencial II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e
I- Coesão Referencial e Sequencial II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e
I- Coesão Referencial e Sequencial II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e
I-
I-
I- Coesão Referencial e Sequencial II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e Modos
I- Coesão Referencial e Sequencial II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e Modos

Coesão Referencial e Sequencial

I- Coesão Referencial e Sequencial II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e Modos
I- Coesão Referencial e Sequencial II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e Modos

II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos

II- Voz Passiva, Partícula SE e Emprego de Tempos e Modos Verbais III- Concordância IV- Regência
e Modos Verbais
e
Modos Verbais

III- Concordância IV- Regência e Crase V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção

V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
V- Pontuação VI- Continuação e Ordenação Textual com Coesão, Coerência e Correção VII- Reescritura e Correção
Obs .: Os textos para elaboração das provas são normalmente retirados das seguintes revistas e

Obs.: Os textos para elaboração das provas são normalmente retirados das seguintes revistas e jornais a partir de três meses antes da aplicação da prova, portanto comece a se acostumar com a leitura de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O Globo

de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
de assuntos sociopolíticos e socioeconômicos: Carta Capital, O Estado de São Paulo, Correio Braziliense, Veja, O
I- COESÃO REFERENCIAL E SEQUENCIAL
I- COESÃO REFERENCIAL E SEQUENCIAL

ESAF – MDIC – ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR – 2012

ESAF – MDIC – ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR – 2012 1) Para preservar a coerência e
ESAF – MDIC – ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR – 2012 1) Para preservar a coerência e
ESAF – MDIC – ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR – 2012 1) Para preservar a coerência e

1) Para preservar a coerência e a correção gramatical do texto, assinale a opção que corresponde ao termo a que se refere o elemento coesivo constituído pelo pronome “-la

assinale a opção que corresponde ao termo a que se refere o elemento coesivo constituído pelo
assinale a opção que corresponde ao termo a que se refere o elemento coesivo constituído pelo
assinale a opção que corresponde ao termo a que se refere o elemento coesivo constituído pelo
assinale a opção que corresponde ao termo a que se refere o elemento coesivo constituído pelo
assinale a opção que corresponde ao termo a que se refere o elemento coesivo constituído pelo
assinale a opção que corresponde ao termo a que se refere o elemento coesivo constituído pelo
A princípio da liturgia diplomática. Esse pressuposto consagrado na relação entre as nações − econômicas

A

princípio da liturgia diplomática. Esse pressuposto consagrado na relação entre as nações econômicas e migratórias, entre outras é determinante para estimular o equilíbrio e afastar

a

colaborando para mantê-la em desejável harmonia. É hipocrisia, por exemplo, cobrar de uma parceria obediência a normas de bom trato (ou de acolhimento) se o outro lado da fronteira não é contemplado com o respeito ao protocolo da civilidade.

reciprocidade de tratamento é tradicional

ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,

tensão na convivência entre os países,

ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
ao protocolo da civilidade. reciprocidade de tratamento é tradicional tensão na convivência entre os países,
a)
a)

“convivência”

b) “liturgia”

c) “reciprocidade”

d) “tensão” e) “hipocrisia”
d) “tensão”
e) “hipocrisia”
2) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. da produção A
2) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. da produção A
2) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. da produção A

2) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta.

linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. da produção A fraqueza manufatureira , nos últimos meses
linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. da produção A fraqueza manufatureira , nos últimos meses

linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. da produção A fraqueza manufatureira , nos últimos meses

da produção
da
produção

A

fraqueza

manufatureira,

nos

últimos meses e anos, aqueceu o debate sobre o risco de desindustrialização no Brasil. No ano passado, seu crescimento foi de apenas 0,3%, uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo.

uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma
uma ninharia em comparação com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma

c) O pronome “seu” retoma o antecedente “p rodu ção manu fatu rei ra”.

com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma o antecedente “p rodu
com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma o antecedente “p rodu
com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma o antecedente “p rodu
com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma o antecedente “p rodu
com a alta de 6,7% no varejo. c) O pronome “seu” retoma o antecedente “p rodu

ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS –

2012 3) Na
2012
3)
Na
ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS – 2012 3) Na de coesão e das organização
de coesão e
de
coesão
e
– ANALISTA DE SISTEMAS – 2012 3) Na de coesão e das organização relações coerência do
– ANALISTA DE SISTEMAS – 2012 3) Na de coesão e das organização relações coerência do
das
das

organização

relações

coerência do texto, a) O pronome “todos” retoma e sintetiza os termos da enumeração “a igualdade, o respeito e a d i gn i d ad e”. O ponto que nos intriga é que a igualdade, o respeito e a dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores.

e a dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e
e a dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e
e a dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e
e a dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e
e a dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e
b) a expressão “tem limitada capacidade transformadora” retoma, com outras palavras, a ideia de “reproduz
b) a expressão “tem limitada capacidade transformadora” retoma, com outras palavras, a ideia de “reproduz

b) a expressão “tem limitada capacidade transformadora” retoma, com outras palavras, a ideia de “reproduz o mundo com extrema facili d ad e”.

a ideia de “reproduz o mundo com extrema facili d ad e”. No entanto, a Finlândia
a ideia de “reproduz o mundo com extrema facili d ad e”. No entanto, a Finlândia
a ideia de “reproduz o mundo com extrema facili d ad e”. No entanto, a Finlândia

No entanto, a Finlândia tornou-se uma sociedade tão igualitária quanto apática. Pouco criativa, reproduz o mundo com extrema facilidade, mas tem limitada capacidade transformadora.

facilidade, mas tem limitada capacidade transformadora. c) o substantivo “seres” e o pronome “que” retomam a
facilidade, mas tem limitada capacidade transformadora. c) o substantivo “seres” e o pronome “que” retomam a
facilidade, mas tem limitada capacidade transformadora. c) o substantivo “seres” e o pronome “que” retomam a
facilidade, mas tem limitada capacidade transformadora. c) o substantivo “seres” e o pronome “que” retomam a

c) o substantivo “seres” e o pronome “que” retomam a exp ressão “seu s edu cad os ci d ad ãos”.

c) o substantivo “seres” e o pronome “que” retomam a exp ressão “seu s edu cad
c) o substantivo “seres” e o pronome “que” retomam a exp ressão “seu s edu cad
A maioria de seus educados cidadãos são seres pouquíssimo críticos: questionam pouco a vida que
A maioria de seus educados cidadãos são seres
pouquíssimo críticos: questionam pouco a vida
que levam e são fisicamente contidos.

d) a expressão “Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já si nteti zada em “i sso”.

“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
“Esse resultado” retoma a ideia de “soci ed ade tão i gu ali tári a”, já
No entanto, a Finlândia tornou-se uma sociedade tão igualitária quanto apática. Pouco criativa, reproduz o

No entanto, a Finlândia tornou-se uma sociedade tão igualitária quanto apática. Pouco criativa, reproduz o mundo com extrema facilidade, mas tem limitada capacidade transformadora. A maioria de seus educados cidadãos são seres pouquíssimo críticos: questionam pouco a vida que levam e são fisicamente contidos. E isso não parece ter forte relação com o frio. É um acomodamento social, um respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.

respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.
respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.
respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.
respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.
respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.
respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.
respeito quase inexorável pelas regras. Esse resultado não foi causado, é evidente, pelo formato social igualitário.
e) os p ron omes “su a”, “su as”, “el e” e “se” referem-se a

e) os p ron omes “su a”, “su as”, “el e” e “se” referem-se a “o ci d ad ão”.

“el e” e “se” referem-se a “o ci d ad ão”. A igualdade e a dignidade

A igualdade e a dignidade humana que uma sociedade pode produzir referem-se à possibilidade de o cidadão ter condições materiais e subjetivas à sua disposição, para que, atendidas suas necessidades básicas e diárias de bem-estar, ele se ocupe com questões outras que a sobrevivência.

que, atendidas suas necessidades básicas e diárias de bem-estar, ele se ocupe com questões outras que
que, atendidas suas necessidades básicas e diárias de bem-estar, ele se ocupe com questões outras que
que, atendidas suas necessidades básicas e diárias de bem-estar, ele se ocupe com questões outras que
que, atendidas suas necessidades básicas e diárias de bem-estar, ele se ocupe com questões outras que

4) Considere o texto abaixo.

A teoria econômica evoluiu muito desde 1776, quando Adam Smith, em célebre obra investigou as causas das riquezas das nações. A teoria mostrou como funcionam os mercados, o papel da produtividade, as formas de aumentá-la e a função das instituições. Contribuiu, assim, para a formulação das políticas que trouxeram mais d es envo l vi m ento e b em -esta r. No B ras il, os economistas também contribuem para o desenvolvimento. ( )

( )
( )
( ) Acontece que, se defenderem reformas em favor das maiorias, que causam perdas a minorias,
( ) Acontece que, se defenderem reformas em favor das maiorias, que causam perdas a minorias,

Acontece que, se defenderem reformas em

( ) Acontece que, se defenderem reformas em favor das maiorias, que causam perdas a minorias,

favor das maiorias, que causam perdas a minorias, os economistas serão rotulados de socialmente insensíveis. Quando um médico prescreve um tratamento, o objetivo é o bem-estar do paciente. Ninguém dirá que ele planeja o sofrimento. Mas, se os economistas sugerem medidas de austeridade para resolver desequilíbrios e restabelecer o crescimento sustentável, diz-se que eles propugnam ações para promover a recessão, o desemprego e a destruição de conquistas sociais. ( )

diz-se que eles propugnam ações para promover a recessão, o desemprego e a destruição de conquistas
diz-se que eles propugnam ações para promover a recessão, o desemprego e a destruição de conquistas
( ) O receituário do médico incorpora esperança e simpatia, pois se sabe que o
( ) O receituário do médico incorpora esperança e simpatia, pois se sabe que o
( ) O receituário do médico incorpora esperança e simpatia, pois se sabe que o

( )

O receituário do médico incorpora esperança

e simpatia, pois se sabe que o objetivo dele é a cura da doença. Sua ação é mais percebida por todos. A expectativa maior é de êxito. O diagnóstico é mais preciso, especialmente com os avanços da tecnologia. O economista não tem essas vantagens. No tratamento de crises, lida com incertezas, complexidades e situações inéditas. Os economistas tendem a errar mais que os médicos, mas seu foco jamais será a recessão pela recessão ou a austeridade sem propósito.

tendem a errar mais que os médicos, mas seu foco jamais será a recessão pela recessão
tendem a errar mais que os médicos, mas seu foco jamais será a recessão pela recessão
tendem a errar mais que os médicos, mas seu foco jamais será a recessão pela recessão
tendem a errar mais que os médicos, mas seu foco jamais será a recessão pela recessão
Preserva-se a coerência entre os argumentos do texto, bem como sua correção gramatical, ao a)

Preserva-se a coerência entre os argumentos do texto, bem como sua correção gramatical, ao

argumentos do texto, bem como sua correção gramatical, ao a) empregar um conectivo de valor condicional,
argumentos do texto, bem como sua correção gramatical, ao a) empregar um conectivo de valor condicional,

a) empregar um conectivo de valor condicional, como Se, em l u gar d e “Qu and o”. b) substituir a conjunção condicional “se” pelo conectivo caso. c) explicitar o valor explicativo da oração, inserindo a conjunção pois para ligar a oração iniciada por “Sua ação” com a anterior, mudando p ara mi nú scu l a a l etra i n i ci al d e “Su a”.

a oração iniciada por “Sua ação” com a anterior, mudando p ara mi nú scu l
a oração iniciada por “Sua ação” com a anterior, mudando p ara mi nú scu l
a oração iniciada por “Sua ação” com a anterior, mudando p ara mi nú scu l
a oração iniciada por “Sua ação” com a anterior, mudando p ara mi nú scu l

d) ligar as orações iniciadas por “O economista

e “No tratamento”, em um mesmo p er í odo sintático, retirando o ponto final e mudando para mi nú scu l a a l etra i n i ci al mai ú scu l a d e “N o”.

e) inserir a conjunção Embora no início do último

e) inserir a conjunção Embora no início do último ” período sintático do texto, mudando para
e) inserir a conjunção Embora no início do último ” período sintático do texto, mudando para

período sintático do texto, mudando para mi nú scu l a a l etra i n i ci al d e “O s”.

no início do último ” período sintático do texto, mudando para mi nú scu l a
no início do último ” período sintático do texto, mudando para mi nú scu l a

ESAF

CGU

– CONTROLE – 2012

ANALISTA

DE

FINANÇAS

E

ESAF CGU – CONTROLE – 2012 – ANALISTA DE FINANÇAS E 5) No texto acima, provoca-se

5) No texto acima, provoca-se erro gramatical ou incoerência na argumentação ao

locução

gramatical ou incoerência na argumentação ao locução e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6)
e) Afim de.
e)
Afim de.
ou incoerência na argumentação ao locução e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6) Assinale
ou incoerência na argumentação ao locução e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6) Assinale
ou incoerência na argumentação ao locução e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6) Assinale
ou incoerência na argumentação ao locução e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6) Assinale
ou incoerência na argumentação ao locução e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6) Assinale
a preposição
a
preposição

substituir

“Para” pela

e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6) Assinale a opção correta a respeito do
e) Afim de. a preposição substituir “Para” pela 6) Assinale a opção correta a respeito do

6) Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

No fim do ano passado, o real chegou a acumular a maior valorização cambial desde
No fim do ano passado, o real chegou a acumular a maior valorização cambial desde
No fim do ano passado, o real chegou a acumular a maior valorização cambial desde
No fim do ano passado, o real chegou a acumular a maior valorização cambial desde
No fim do ano passado, o real chegou a acumular a maior valorização cambial desde

No fim do ano passado, o real chegou a acumular a maior valorização cambial desde o início da globalização financeira, ou seja, desde o fim dos anos 1960; e isso tem um efeito muito negativo sobre a indústria e a atividade de modo geral.

e)

“globalização financeira”

O pronome “isso retoma a ideia expressa por

financeira” O pronome “isso retoma a ideia expressa por 7) lacuna com o conectivo abaixo resulta

7)

lacuna com o conectivo abaixo resulta em erro

Assinale a opção em que o preenchimento da

resulta em erro Assinale a opção em que o preenchimento da gramatical ou incoerência textual no
resulta em erro Assinale a opção em que o preenchimento da gramatical ou incoerência textual no
gramatical ou incoerência textual no
gramatical
ou
incoerência
textual
no

fragmento.

seguinte

(A) 80, (B)
(A)
80,
(B)
(A) 80, (B) A dívida pública brasileira é uma velha herança. aumentou consideravelmente nos anos os
(A) 80, (B) A dívida pública brasileira é uma velha herança. aumentou consideravelmente nos anos os
(A) 80, (B) A dívida pública brasileira é uma velha herança. aumentou consideravelmente nos anos os
(A) 80, (B) A dívida pública brasileira é uma velha herança. aumentou consideravelmente nos anos os

A dívida pública brasileira é uma

(A) 80, (B) A dívida pública brasileira é uma velha herança. aumentou consideravelmente nos anos os

velha

herança.

aumentou consideravelmente nos anos os juros internacionais subiram

muito. Mais de 40 países foram arrastados pela crise

seus

governos foram capazes de reorganizar as contas

públicas e de reduzir o peso da

Brasil continuou prisioneiro do endividamento inflado naquele período e, além disso, permitiu o aumento de

o

da dívida, a partir de

(C)
(C)
(D)
(D)
(E)
(E)

, tributária brasileira é maior que a de todos ou quase todos os países emergentes e até mais pesada que a de algumas economias avançadas, como os EUA e o Japão.

a carga

seu peso nos anos

a) Portanto b) quando c) Porém d) Mas e) No entanto 8) Assinale a opção
a)
a)

Portanto b) quando c) Porém d) Mas e) No entanto

a) Portanto b) quando c) Porém d) Mas e) No entanto 8) Assinale a opção em
a) Portanto b) quando c) Porém d) Mas e) No entanto 8) Assinale a opção em
a) Portanto b) quando c) Porém d) Mas e) No entanto 8) Assinale a opção em

8) Assinale a opção em que ao menos uma das duas formas apresentadas para preencher as lacunas do texto provoca erro gramatical ou incoerência textual.

menos uma das duas formas apresentadas para preencher as lacunas do texto provoca erro gramatical ou
menos uma das duas formas apresentadas para preencher as lacunas do texto provoca erro gramatical ou

É

mais

do

que

evidente

que

a

persistente

supervalorização do real colocou setores importantes da indústria brasileira“fora do negócio”: primeiro

(A) (B)
(A)
(B)

as importações (chinesas substancialmente,

mas com fronteiras abertas aos demais concorrentes),

da produção nacional voltada para o

mercado interno; em segundo lugar,

exportações brasileiras porque bloqueou a capacidade de competição de nossa indústria no exterior, em

(C)
(C)

asde competição de nossa indústria no exterior, em (C) mercados (D) regimes democráticos (E) tínhamos forte

mercados (D) regimes democráticos (E)
mercados
(D)
regimes
democráticos
(E)
em (C) as mercados (D) regimes democráticos (E) tínhamos forte presença. Os têm uma característica: pode
em (C) as mercados (D) regimes democráticos (E) tínhamos forte presença. Os têm uma característica: pode
em (C) as mercados (D) regimes democráticos (E) tínhamos forte presença. Os têm uma característica: pode

tínhamos forte presença. Os

têm

uma

característica:

pode mobiliza legalmente suas forças na

defesa de seus interesses. Não devemos ter ilusões.

têm uma característica: pode mobiliza legalmente suas forças na defesa de seus interesses. Não devemos ter
têm uma característica: pode mobiliza legalmente suas forças na defesa de seus interesses. Não devemos ter
a) facilitando/facilitou b) em prejuízo/com prejuízo c) prejudicando/prejudicou d) onde/os quais e) quem/aquele que
a) facilitando/facilitou
b) em prejuízo/com prejuízo
c) prejudicando/prejudicou
d) onde/os quais
e) quem/aquele que
d) onde/os quais e) quem/aquele que 9) Assinale o conectivo que provoca erro gramatical e/ou
d) onde/os quais e) quem/aquele que 9) Assinale o conectivo que provoca erro gramatical e/ou

9) Assinale o conectivo que provoca erro gramatical e/ou incoerência textual ao preencher a lacuna do fragmento abaixo:

9) Assinale o conectivo que provoca erro gramatical e/ou incoerência textual ao preencher a lacuna do
9) Assinale o conectivo que provoca erro gramatical e/ou incoerência textual ao preencher a lacuna do

A dívida pública mobiliária tem algumas

características específicas. No que diz respeito à participação dos indexadores da dívida, continua crescendo a participação dos títulos atrelados à

crescendo a participação dos títulos atrelados à Selic (64,6% do total), rentabilidade, segurança e
crescendo a participação dos títulos atrelados à Selic (64,6% do total), rentabilidade, segurança e

Selic (64,6% do total),

rentabilidade, segurança e liquidez; enquanto os títulos prefixados mantêm uma posição em torno de 35,5%. Quanto ao prazo, os títulos emitidos pelo BCB e pelo Tesouro Nacional têm prazo médio de 40,19 meses.

35,5%. Quanto ao prazo, os títulos emitidos pelo BCB e pelo Tesouro Nacional têm prazo médio

sua alta

35,5%. Quanto ao prazo, os títulos emitidos pelo BCB e pelo Tesouro Nacional têm prazo médio
35,5%. Quanto ao prazo, os títulos emitidos pelo BCB e pelo Tesouro Nacional têm prazo médio
35,5%. Quanto ao prazo, os títulos emitidos pelo BCB e pelo Tesouro Nacional têm prazo médio
35,5%. Quanto ao prazo, os títulos emitidos pelo BCB e pelo Tesouro Nacional têm prazo médio
a)
a)

ademais de b) em face de c) devido à

d) em função de

e) haja vista

a) ademais de b) em face de c) devido à d) em função de e) haja
a) ademais de b) em face de c) devido à d) em função de e) haja
a) ademais de b) em face de c) devido à d) em função de e) haja
ESAF – CVM – AGENTE EXECUTIVO – 2010 10) Em relação aos elementos coesivos do
ESAF – CVM – AGENTE EXECUTIVO – 2010 10) Em relação aos elementos coesivos do

ESAF – CVM – AGENTE EXECUTIVO – 2010

ESAF – CVM – AGENTE EXECUTIVO – 2010 10) Em relação aos elementos coesivos do texto,

10) Em relação aos elementos coesivos do texto, assinale a opção correta.

aos elementos coesivos do texto, assinale a opção correta. a) anteced ente “con su mo”. Em

a)

anteced ente “con su mo”.

Em

“mantê-lo”,

o

pronome

do texto, assinale a opção correta. a) anteced ente “con su mo”. Em “mantê-lo”, o pronome

“-lo”coesivos do texto, assinale a opção correta. a) anteced ente “con su mo”. Em “mantê-lo”, o

retoma

o

Hoje

não

mais

dúvida

a

respeito

do

aquecimento global e de outros problemas

gerados pelo consumo de energia e pela industrialização. Não se pode deter o desenvolvimento e
gerados
pelo
consumo
de
energia
e
pela
industrialização.
Não
se
pode
deter
o
desenvolvimento e não se pode mantê-lo sem
aumento do consumo global de energia.

b)

anteced ente “con su mo gl ob al d e en ergi a”.

A

expressão

“dessa

história”

retoma

o

Não se pode deter o desenvolvimento e não se pode mantê-lo sem aumento do consumo

Não se pode deter o desenvolvimento e não se pode mantê-lo sem aumento do consumo global de energia. A principal fonte de energia hoje são os combustíveis fósseis e o maior vilão dessa história é a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único).

a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). c) Em “seu con su
a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). c) Em “seu con su
a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). c) Em “seu con su
a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). c) Em “seu con su
a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). c) Em “seu con su
a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). c) Em “seu con su
a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). c) Em “seu con su

c) Em “seu con su mo”, “seu” refere-se a “combu stí vei s fóssei s”.

Acabar drasticamente e de imediato com as emissões de CO2 e com a utilização de combustíveis fósseis não é possível. Por outro lado, adotar novas tecnologias que aumentem ou estimulem ainda mais o seu consumo, nem pensar.

aumentem ou estimulem ainda mais o seu consumo, nem pensar. d) “i ndu str i al

d)

“i ndu str i al ização”.

Em

“sua

re du ção”,

ainda mais o seu consumo, nem pensar. d) “i ndu str i al ização”. Em “sua
“su a”
“su a”
ainda mais o seu consumo, nem pensar. d) “i ndu str i al ização”. Em “sua

refere-se

a

ainda mais o seu consumo, nem pensar. d) “i ndu str i al ização”. Em “sua
ainda mais o seu consumo, nem pensar. d) “i ndu str i al ização”. Em “sua

Hoje não há mais dúvida a respeito do

aquecimento global e de outros problemas gerados pelo consumo de energia e pela

industrialização. (

) A principal fonte de energia
)
A principal fonte de energia
e pela industrialização. ( ) A principal fonte de energia hoje são os combustíveis fósseis e

hoje são os combustíveis fósseis e o maior vilão dessa história é a emissão de CO2 na atmosfera (embora não seja o único). Parece irreversível a tendência à sua redução pela adoção de novas e mais eficientes tecnologias e fontes de energia.

de novas e mais eficientes tecnologias e fontes de energia. e) A expressão “Esse ciclo” retoma
de novas e mais eficientes tecnologias e fontes de energia. e) A expressão “Esse ciclo” retoma
de novas e mais eficientes tecnologias e fontes de energia. e) A expressão “Esse ciclo” retoma
de novas e mais eficientes tecnologias e fontes de energia. e) A expressão “Esse ciclo” retoma

e) A expressão “Esse ciclo” retoma o antecedente “começo do século XXI”

O século XX viu a consolidação da Era do Petróleo, motor do desenvolvimento mundial desde
O século XX viu a consolidação da Era do Petróleo, motor do desenvolvimento mundial desde

O século XX viu a consolidação da Era do Petróleo, motor do desenvolvimento mundial desde o final do século XIX até hoje, no começo do século XXI. Esse ciclo de predominância do petróleo deve ser aos poucos substituído por

de predominância do petróleo deve ser aos poucos substituído por 11) Em relação ao texto, assinale

11) Em relação ao texto, assinale a opção correta.

de predominância do petróleo deve ser aos poucos substituído por 11) Em relação ao texto, assinale

Onde as sociedades são mais justas, equilibradas, honestas e onde as necessidades sociais são mais satisfeitas, há menor risco para a atividade jornalística. Com esse cenário, os governos são mais honestos e o Estado é mais transparente; as empresas privadas menos corruptas e corruptoras e os cidadãos mais íntegros. Com isso, a atividade jornalística é mais segura e não necessita ir a fundo e substituir as tarefas delegadas ao Judiciário, à política e à polícia. Nem cobrar do Estado, por meio de estratégias investigativas que, para chegar à denúncia, envolvem o risco físico dos repórteres e jornalistas em geral. ( )

( ) Assim, onde há mais corrupção em vários níveis do Estado e onde os
(
)
Assim, onde há mais corrupção em vários
níveis do Estado e onde os negócios públicos são
mais obscuros, envolvendo setores privados, todo
bom jornalista corre mais risco, porque eleéo
último recurso da voz pública, do cidadão, da
esperança.
recurso da voz pública, do cidadão, da esperança. c) O termo “Assim” confere ao período a
recurso da voz pública, do cidadão, da esperança. c) O termo “Assim” confere ao período a

c) O termo “Assim” confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção de condição.

confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção
confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção
confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção
confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção
confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção
confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção
confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção
confere ao período a noção de conclusão. e) O termo “porque” confere ao período a noção

ESAF – MPOG – ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO – 2010

– MPOG – ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO – 2010 12) Assinale a opção incorreta a

12) Assinale a opção incorreta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. a) A flexão de masculino no termo
a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. a) A flexão de masculino no termo

a) A flexão de masculino no termo “pensado” (A experiência da modernidade é algo que só pode ser pensado a partir de alguns conceitos fundamentais.) indica que o pronome relativo “que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti vo “exp er i ên ci a”.

“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
“que” retoma, nas relações de coesão, o pronome “al go” e n ão o su bstanti
13) Provoca-se erro gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao e) ligar os dois
13) Provoca-se erro gramatical ou incoerência na
argumentação do texto ao
e) ligar os dois últimos períodos sintáticos, nas
linhas 15 e 16 (A evolução da renda per capita
dependia das taxas de natalidade e mortalidade. A
renda per capita da Inglaterra começou a crescer
descolada da demografia
),
pela conjunção
porquanto, escrevendo o artigo em “A renda”
com letra minúscula.
14) Assinale a opção correta a respeito do uso das
estruturas linguísticas no texto.
Os economistas brasileiros se concentram, no
Os
economistas
brasileiros
se
concentram,
no

exame das causas da crise, na proposta de meios e modos de contorná-la. Com isso, não levam em conta dois pontos. O primeiro é que as medidas contra a crise, que vêm sendo adotadas tanto em países subdesenvolvidos como desenvolvidos, são fundamentalmente corretas. O segundo ponto é que a crise atual, como todas as anteriores, acabará, mais cedo ou mais tarde, por ser corrigida. E, quando isso ocorrer, se voltará às fórmulas neoliberais apenas com regulamentação mais estrita da atividade bancária.

isso ocorrer, se voltará às fórmulas neoliberais apenas com regulamentação mais estrita da atividade bancária.
isso ocorrer, se voltará às fórmulas neoliberais apenas com regulamentação mais estrita da atividade bancária.
d) O pronome em “quando isso” resume e retoma, em relações de coesão, o mesmo

d) O pronome em “quando isso” resume e retoma, em relações de coesão, o mesmo referente do pronome em “Com isso”, ou seja, o exame da crise feito pelos economistas.

isso”, ou seja, o exame da crise feito pelos economistas. 15) Assinale a opção incorreta a
isso”, ou seja, o exame da crise feito pelos economistas. 15) Assinale a opção incorreta a
isso”, ou seja, o exame da crise feito pelos economistas. 15) Assinale a opção incorreta a

15) Assinale a opção incorreta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

O efeito da supervalorização cambial sobre a indústria atinge muito mais fortemente os níveis da
O efeito da supervalorização cambial sobre a
indústria atinge muito mais fortemente os níveis
da produção e do emprego que os demais setores.

Essa é uma situação que precisa ser repensada. É claro que não se trata de um problema simples, que se resolva com providências rápidas, pois exige medidas que às vezes podem ser classificadas como heterodoxas. a) Por se estabelecer, na estrutura sintática, uma relação de comparação, seriam preservadas a correção gramatical e a coerência do texto ao inserir do antes de “que os demais setores”

seriam preservadas a correção gramatical e a coerência do texto ao inserir do antes de “que
seriam preservadas a correção gramatical e a coerência do texto ao inserir do antes de “que
seriam preservadas a correção gramatical e a coerência do texto ao inserir do antes de “que
seriam preservadas a correção gramatical e a coerência do texto ao inserir do antes de “que

b) Nas relações de coesão, a ideia explicitada na primeira oração do texto é várias vezes retomada:

apontada pelo pronome “Essa”, resumida por “si tu ação”, refer ida p elo p ron ome “qu e” e su bsti tu í d a p el o ter mo “p rob l ema”.

resumida por “si tu ação”, refer ida p elo p ron ome “qu e” e su

ESAF – SUSEP – ANALISTA TÉCNICO – 2010

16) Leia o texto

A segunda metade dos anos 1990 foi caracterizada por crises nos países emergentes: México, Rússia,
A segunda metade dos anos 1990 foi caracterizada
por crises nos países emergentes: México, Rússia,
Brasil e Argentina. Em todos os casos, os países
recorreram ao Fundo Monetário Internacional
(FMI) para resolver seus problemas de
endividamento externo e tiveram que se submeter

a rigorosos programas de ajuste fiscal (redução de gastos públicos e aumento de impostos) e das contas externas exigidos pela organização. ( )

( )

Após o período de retração do nível de atividade e

( ) Após o período de retração do nível de atividade e aumento do desemprego ,

aumento do desemprego, durante o qual a relação dívida/PIB e os déficits fiscais se acomodaram em níveis compatíveis com a capacidade de financiamento, todos os países, à exceção da Argentina, entraram em trajetória de crescimento, com estabilidade de preços. Como os fundamentos fiscais e monetários destes países estavam fortes, com equilíbrio fiscal, relação dívida/PIB e inflação sob controle, seus governos e bancos centrais puderam adotar políticas fiscais, monetárias, de crédito mais frouxas, que reverteram a trajetória de queda já no segundo trimestre de 2009.

fiscais, monetárias, de crédito mais frouxas, que reverteram a trajetória de queda já no segundo trimestre
fiscais, monetárias, de crédito mais frouxas, que reverteram a trajetória de queda já no segundo trimestre
fiscais, monetárias, de crédito mais frouxas, que reverteram a trajetória de queda já no segundo trimestre

Assinale a opção em que os três termos remetem, por coesão textual, ao mesmo referente.

termos remetem, por coesão textual, ao mesmo referente. a) “países emergentes” ( ℓ .1) – “os
a)
a)

“países emergentes” (.1) – “os países” (.2) –

emergentes” ( ℓ .1) – “os países” ( ℓ .2) – “se” ( ℓ .4) b)
emergentes” ( ℓ .1) – “os países” ( ℓ .2) – “se” ( ℓ .4) b)

“se” (.4)

.1) – “os países” ( ℓ .2) – “se” ( ℓ .4) b) “todos os casos”

b) “todos os casos” (.2) – “problemas de endividamento externo” (.3-4) – “seus” (.11) c) “Fundo Monetário internacional” (.2-3) – “seus” (.3) – “organização” (.6)

d)

de

e) “equilíbrio fiscal” (.10) – “políticas crédito” (.12) – “que” (.12)

crédito” ( ℓ .12) – “que” ( ℓ .12) “desemprego” ( ℓ .7) – “o qual”
crédito” ( ℓ .12) – “que” ( ℓ .12) “desemprego” ( ℓ .7) – “o qual”

“desemprego” (.7) – “o qual” (.7) – “se” (.7)

( ℓ .12) – “que” ( ℓ .12) “desemprego” ( ℓ .7) – “o qual” (
( ℓ .12) – “que” ( ℓ .12) “desemprego” ( ℓ .7) – “o qual” (

17) Assinale a opção que ao substituir a oração sublinhada, no texto abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual.

abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual. Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré
abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual. Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré
abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual. Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré
abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual. Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré
abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual. Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré
abaixo, provoca erro gramatical e/ou incoerência textual. Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré

Sem vitória ou derrota, na comparação entre o pré e o pós-crise, a turbulência financeira que abalou o mundo trouxe perdas ao Brasil, mas no decorrer de 2009 os prejuízos foram recuperados e, se o país não cresceu, conseguiu ao menos fazer com que importantes indicadores econômicos e sociais empatassem com os que eram registrados em 2008 – ano do pico de desenvolvimento brasileiro.

econômicos e sociais empatassem com os que eram registrados em 2008 – ano do pico de
a) b) c) d) e) caso o país não cresceu apesar de o país não
a) b) c) d) e)
a)
b)
c)
d)
e)
a) b) c) d) e) caso o país não cresceu apesar de o país não crescer

caso o país não cresceu apesar de o país não crescer mesmo o país não crescendo embora o país não crescesse ainda que o país não tenha crescido

o país não crescesse ainda que o país não tenha crescido 18) Em relação às estruturas

18) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção correta.

ainda que o país não tenha crescido 18) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale
Dados do Sine — uma rede pública de agências de emprego, associada ao Ministério do

Dados do Sine — uma rede pública de agências de emprego, associada ao Ministério do Trabalho — mostram que apenas 39% das vagas ali oferecidas em 2009 foram preenchidas. Em 2008, na mesma rede, 42% haviam sido ocupadas; no ano anterior, 48%. Ou seja, mesmo com um índice de desemprego ainda relativamente alto, de 8,9% no

sido ocupadas; no ano anterior, 48%. Ou seja, mesmo com um índice de desemprego ainda relativamente
sido ocupadas; no ano anterior, 48%. Ou seja, mesmo com um índice de desemprego ainda relativamente

ano passado, o país vive o paradoxo de criar vagas

e não encontrar profissionais que as preencham.

A explicação, dizem as empresas, está, sobretudo,

na escolaridade precária dos trabalhadores. ( )

que as preencham. A explicação, dizem as empresas, está, sobretudo, na escolaridade precária dos trabalhadores. (
que as preencham. A explicação, dizem as empresas, está, sobretudo, na escolaridade precária dos trabalhadores. (
b) O termo “ali” retoma o antecedente “Ministério d o Trab al h o”. c)
b) O termo “ali” retoma o antecedente “Ministério d o Trab al h o”. c)
b) O termo “ali” retoma o antecedente “Ministério d o Trab al h o”. c)

b) O termo “ali” retoma o antecedente “Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma o anteced ente “vagas”.

“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma
“Ministério d o Trab al h o”. c) O termo “as” funciona como pronome e retoma

ESAF – MTE – AUDITOR-FISCAL DO TRABALHO –

2010

19) Em relação às estruturas do texto, assinale a opção incorreta. Para que a cobertura mínima oferecida pelos planos de saúde aos seus segurados inclua as tecnologias, os tratamentos e os equipamentos que entraram em uso recentemente, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) acrescentou 73 novos procedimentos à lista de exames, consultas, cirurgias e outros serviços que as operadoras são obrigadas a oferecer.

procedimentos à lista de exames, consultas, cirurgias e outros serviços que as operadoras são obrigadas a
a) O termo “Para que” confere ao período em que ocorre a ideia de finalidade.

a) O termo “Para que” confere ao período em que ocorre a ideia de finalidade.

confere ao período em que ocorre a ideia de finalidade. 20) Em relação aos elementos do
confere ao período em que ocorre a ideia de finalidade. 20) Em relação aos elementos do

20) Em relação aos elementos do texto, assinale a opção correta.

ao período em que ocorre a ideia de finalidade. 20) Em relação aos elementos do texto,

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean- Claude Trichet, ao anunciar que a taxa básica do BCE não seria mudada, alertou os governos da União Europeia sobre o déficit crescente das contas públicas, um perigo para a economia, pois enfraquece o crescimento na zona do euro. A advertência vale para o Brasil, embora as causas do nosso déficit sejam diferentes das da União Europeia. A crise que se iniciou em 2008 nos EUA para depois atingir todas as economias, no quadro da globalização, ao contrário da de 1929, levou os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um impulso à economia. ( )

os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
os governos a optarem pela intervenção pública para salvar o sistema bancário e para dar um
Isso se traduziu como forte pressão sobre as finanças públicas, que estão acusando déficits muito

Isso se traduziu como forte pressão sobre as

finanças públicas, que estão acusando déficits muito elevados.

( )

públicas, que estão acusando déficits muito elevados. ( ) b) Mantém-se a correção gramatical do período
públicas, que estão acusando déficits muito elevados. ( ) b) Mantém-se a correção gramatical do período
públicas, que estão acusando déficits muito elevados. ( ) b) Mantém-se a correção gramatical do período
públicas, que estão acusando déficits muito elevados. ( ) b) Mantém-se a correção gramatical do período
públicas, que estão acusando déficits muito elevados. ( ) b) Mantém-se a correção gramatical do período
públicas, que estão acusando déficits muito elevados. ( ) b) Mantém-se a correção gramatical do período

b) Mantém-se a correção gramatical do período e as informações originais ao se substituir “embora” por qualquer um dos seguintes termos:

“embora” por qualquer um dos seguintes termos: conquanto, se bem que, apesar de que, contanto que,

conquanto, se bem que, apesar de que, contanto que, consoante. c) A preposição para em “para depois atingir” tem a mesma função significativa que nas ocorrências “para salvar o sistema bancário” e “para dar um impu l so”.

a mesma função significativa que nas ocorrências “para salvar o sistema bancário” e “para dar um
a mesma função significativa que nas ocorrências “para salvar o sistema bancário” e “para dar um
a mesma função significativa que nas ocorrências “para salvar o sistema bancário” e “para dar um
a mesma função significativa que nas ocorrências “para salvar o sistema bancário” e “para dar um
a mesma função significativa que nas ocorrências “para salvar o sistema bancário” e “para dar um
a mesma função significativa que nas ocorrências “para salvar o sistema bancário” e “para dar um
21) Em relação ao texto, assinale a opção incorreta. Tão logo a catástrofe do terremoto

21) Em relação ao texto, assinale a opção incorreta. Tão logo a catástrofe do terremoto no Haiti requisitou uma ação coletiva mundial, com inúmeros atores envolvidos na ajuda humanitária – países, organizações não governamentais, empresas e os milhares de anônimos e famosos –, a situação caótica do país devastado impôs um desafio: a quem caberá a organização das próximas etapas de reconstrução do país mais pobre do Ocidente? Como coordenar a ajuda que vem de todos os cantos do planeta? Como estabelecer um plano viável de recuperação da infraestrutura e das instituições haitianas?

b) A expressão “país mais pobre do Ocidente” é elemento de uma cadeia de coesão

b) A expressão “país mais pobre do Ocidente” é elemento de uma cadeia de coesão textual, pois retoma os antecedentes “país devastado” e “Hai ti ”.

é elemento de uma cadeia de coesão textual, pois retoma os antecedentes “país devastado” e “Hai
é elemento de uma cadeia de coesão textual, pois retoma os antecedentes “país devastado” e “Hai
é elemento de uma cadeia de coesão textual, pois retoma os antecedentes “país devastado” e “Hai

ESAF – SMF/PREF. RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010

ESAF – SMF/PREF. RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010 22) Em relação às estruturas do
ESAF – SMF/PREF. RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010 22) Em relação às estruturas do
ESAF – SMF/PREF. RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010 22) Em relação às estruturas do
ESAF – SMF/PREF. RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010 22) Em relação às estruturas do
ESAF – SMF/PREF. RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010 22) Em relação às estruturas do

22) Em relação às estruturas do texto, assinale a opção correta. b) O termo “como” (Reduzir tudo a efeito natural da atual crise é simplismo. Flagelos assim são como os desastres de avião: sempre têm múltiplas causas.) indica que “desastres de avião” se dão p or cau sa d e “fl agel os”. 23) Assinale como verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmações a respeito da organização do texto abaixo.

os”. 23) Assinale como verdadeiras ( V ) ou falsas ( F ) as afirmações a
os”. 23) Assinale como verdadeiras ( V ) ou falsas ( F ) as afirmações a
O ocidente europeu no período medievo foi um mundo onde o poder estava dividido e
O ocidente europeu no período medievo foi um mundo onde o poder estava dividido e
O ocidente europeu no período medievo foi um mundo onde o poder estava dividido e
O ocidente europeu no período medievo foi um mundo onde o poder estava dividido e
O ocidente europeu no período medievo foi um mundo onde o poder estava dividido e

O ocidente europeu no período medievo foi um mundo onde o poder estava dividido e sempre instável, sendo exercido de forma independente pelos chamados senhores feudais, geralmente possuidores de grandes extensões de terras. As relações entre vassalo (aquele que prestava homenagem) e suserano (aquele que recebia a homenagem) envolviam a cessão de direito, por parte do suserano, de uma geração de ganho para o vassalo em troca de alianças que visavam a uma consolidação do poder, sempre ameaçado por outros senhores. O objeto de onde provinha essa geração de ganho era chamado “feudo. ( )

poder, sempre ameaçado por outros senhores. O objeto de onde provinha essa geração de ganho era
poder, sempre ameaçado por outros senhores. O objeto de onde provinha essa geração de ganho era
poder, sempre ameaçado por outros senhores. O objeto de onde provinha essa geração de ganho era
poder, sempre ameaçado por outros senhores. O objeto de onde provinha essa geração de ganho era
( ) Erroneamente identificado como sendo somente uma porção de terra, na verdade o feudo
( )
Erroneamente identificado como sendo
somente uma porção de terra, na verdade o feudo
podia assumir vários aspectos, como, por
exemplo, uma ponte ou uma estrada onde se
cobrava pedágio.
(
)
Desrespeitam-se
as
relações
entre
os

argumentos

substituir “onde” por em que. ( ) Explicita-se a relação entre as ideias do texto ao iniciar o segundo período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações.

gramatical

e

provoca-se

erro

período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações . gramatical e provoca-se erro

ao

período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações . gramatical e provoca-se erro
período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações . gramatical e provoca-se erro
período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações . gramatical e provoca-se erro
período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações . gramatical e provoca-se erro
período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações . gramatical e provoca-se erro
período sintático do texto por um conectivo, escrevendo: Conquanto as relações . gramatical e provoca-se erro
( ) Explicita-se a relação entre as ideias do texto ao inserir, entre vírgulas, o

( ) Explicita-se a relação entre as ideias do texto ao inserir, entre vírgulas, o conectivo no entanto depois de “identificado”

o conectivo no entanto depois de “identificado” ( ) Desrespeitam-se as relações entre os argumentos
o conectivo no entanto depois de “identificado” ( ) Desrespeitam-se as relações entre os argumentos
( ) Desrespeitam-se as relações entre os argumentos e provoca-se erro gramatical ao substituir “onde”
(
)
Desrespeitam-se
as
relações
entre
os
argumentos
e
provoca-se
erro
gramatical
ao
substituir “onde” por a qual.
A sequência obtida é
substituir “onde” por a qual. A sequência obtida é a) F, F, V, V b) V,
substituir “onde” por a qual. A sequência obtida é a) F, F, V, V b) V,
a)
a)

F, F, V, V

b) V, F, F, V

“onde” por a qual. A sequência obtida é a) F, F, V, V b) V, F,

c) F, V, V, F

“onde” por a qual. A sequência obtida é a) F, F, V, V b) V, F,

d) F, F, V, F

e) V, V, F, V

24) Leia o texto

24) Leia o texto Com o advento do Estado Social e Democrático de Direito , ganhou

Com o advento do Estado Social e Democrático de Direito, ganhou força a tese que defende a necessidade de interpretar a relação jurídica tributária de forma contextualizada com o valor constitucional da solidariedade social. Isso não significa, porém, que a busca da solidariedade social prevalecerá sempre sobre todas as demais normas constitucionais, pois sempre existirão situações em que restará configurada a supremacia de outros valores, também positivados no texto constitucional.

situações em que restará configurada a supremacia de outros valores , também positivados no texto constitucional.
situações em que restará configurada a supremacia de outros valores , também positivados no texto constitucional.

A solidariedade de que trata a Constituição, no entanto, é a solidariedade genérica, referente à sociedade como um todo, em oposição à solidariedade de grupos sociais homogêneos, a qual se refere a direitos e deveres de um grupo social específico. Por força da solidariedade genérica, é lógico concluir que cabe a cada

cidadão brasileiro dar a sua contribuição para o financiamento do “Estado Social e Tributário de

cada cidadão brasileiro dar a sua contribuição para o financiamento do “Estado Social e Tributário de
cada cidadão brasileiro dar a sua contribuição para o financiamento do “Estado Social e Tributário de
cada cidadão brasileiro dar a sua contribuição para o financiamento do “Estado Social e Tributário de

Di rei to”.

Infelizmente, é um fato cultural e histórico o contribuinte ver na arrecadação dos tributos uma “subtração”, em vez de uma contribuição a um Erário comum. Diante disso, o tema da solidariedade é fundamental, porque leva a uma reflexão sobre as razões pelas quais se pagam tributos, ou porque deva existir uma lealdade tributária.

Assinale a opção correta a respeito das relações de coesão no texto. a) Por meio do pronome “Isso” retoma-se a ideia de “advento do Estado Social e Democrático de

texto. a) Por meio do pronome “Isso” retoma-se a ideia de “advento do Estado Social e
texto. a) Por meio do pronome “Isso” retoma-se a ideia de “advento do Estado Social e
texto. a) Por meio do pronome “Isso” retoma-se a ideia de “advento do Estado Social e
texto. a) Por meio do pronome “Isso” retoma-se a ideia de “advento do Estado Social e

Di rei to”.

texto. a) Por meio do pronome “Isso” retoma-se a ideia de “advento do Estado Social e

b) O substantivo “situações” resume e retoma as

relações entre “o advento do Estado Social e Democrático de Direito” e “o valor constitucional d a soli d ar i ed ad e soci al ”.

c)

“soci ed ad e”.

“a qual”,
“a
qual”,

Por

meio

do

pronome

retoma-se

ed ad e”. “a qual”, Por meio do pronome retoma-se d) A expressão “outros valores” refere-se
ed ad e”. “a qual”, Por meio do pronome retoma-se d) A expressão “outros valores” refere-se

d) A expressão “outros valores” refere-se a valores que constam do texto constitucional.

e) É classificado como “cultural e histórico” o fato

de cada cidadão brasileiro dar sua contribuição para o financiamento do Estado.

como “cultural e histórico” o fato de cada cidadão brasileiro dar sua contribuição para o financiamento

ESAF – SRF – AUDITOR-FISCAL DA RECEITA FEDERAL – 2009

25)

Em

relação

texto,

assinale

ao

a

opção

– 2009 25) Em relação texto, assinale ao a opção incorreta. Estamos entrando no terço final

incorreta. Estamos entrando no terço final de 2009 com uma visão mais clara sobre os fatores que levaram à crise financeira que nos atingiu a partir do colapso do banco Lehman Brothers. Um dos pontos centrais na sua construção foi, certamente, a questão da regulação e controle das instituições financeiras. ( )

centrais na sua construção foi, certamente, a questão da regulação e controle das instituições financeiras. (
centrais na sua construção foi, certamente, a questão da regulação e controle das instituições financeiras. (

Depois de termos vivido um longo período em

que prevaleceu a ilusão da racionalidade intrínseca aos mercados financeiros, hoje há novamente o reconhecimento das fragilidades e dos riscos sistêmicos associados a seu funcionamento.

( )

dos riscos sistêmicos associados a seu funcionamento . ( ) d) A refere-se ao anteced ente
dos riscos sistêmicos associados a seu funcionamento . ( ) d) A refere-se ao anteced ente
dos riscos sistêmicos associados a seu funcionamento . ( ) d) A refere-se ao anteced ente
dos riscos sistêmicos associados a seu funcionamento . ( ) d) A refere-se ao anteced ente
d)
d)

A

refere-se

ao

anteced ente “b an co L eh man Broth ers”. e) A expressão “seu funcionamento” refere-se ao anteced ente “mercad os fi n an cei ros”.

expressão

“sua

construção”

“seu funcionamento” refere-se ao anteced ente “mercad os fi n an cei ros”. expressão “sua construção”
“seu funcionamento” refere-se ao anteced ente “mercad os fi n an cei ros”. expressão “sua construção”
26) Em relação ao texto, assinale a opção correta. c) O termo “enquanto” confere ao
26) Em relação ao texto, assinale a opção correta. c) O termo “enquanto” confere ao

26) Em relação ao texto, assinale a opção correta. c) O termo “enquanto” confere ao período uma relação de consequência.

confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.
confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.
confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.
confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.
confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.
confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.
confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.
confere ao período uma relação de consequência. 27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.

27) Em relação ao texto, assinale a opção correta.

27) Em relação ao texto, assinale a opção correta. A queda das exportações brasileiras se deveu

A queda das exportações brasileiras se deveu basicamente a dois fatores: queda na demanda externa de commodities e, mais ainda, na de produtos manufaturados, situação que foi agravada pela evolução da taxa cambial, pois a valorização do real ante o dólar encareceu os bens brasileiros para os estrangeiros.

da taxa cambial, pois a valorização do real ante o dólar encareceu os bens brasileiros para
da taxa cambial, pois a valorização do real ante o dólar encareceu os bens brasileiros para
da taxa cambial, pois a valorização do real ante o dólar encareceu os bens brasileiros para

Parece difícil que neste final do ano haja mudança de situação, pois os países industrializados mostram uma recuperação muito limitada — especialmente os europeus —, enquanto as perspectivas para os da América Latina continuam difíceis. Poderá haver, talvez, apenas uma ligeira melhora na exportação de commodities. Não se pode esperar nenhuma revolução na política cambial.

uma ligeira melhora na exportação de commodities. Não se pode esperar nenhuma revolução na política cambial.
uma ligeira melhora na exportação de commodities. Não se pode esperar nenhuma revolução na política cambial.
uma ligeira melhora na exportação de commodities. Não se pode esperar nenhuma revolução na política cambial.

No caso das importações, ao contrário, a situação pode mudar significativamente até o final do ano, quando a demanda doméstica aumenta e estimula a indústria a produzir mais.

a) Subentende-se no trecho “na de produtos

manufaturados” a elipse da palavra “queda” após “n a”.

b)

relação de consequência. c) O termo “quando” estabelece no período uma relação de condição.

O termo “pois” estabelece no período uma

c) O termo “quando” estabelece no período uma relação de condição. O termo “pois” estabelece no
c) O termo “quando” estabelece no período uma relação de condição. O termo “pois” estabelece no
c) O termo “quando” estabelece no período uma relação de condição. O termo “pois” estabelece no
c) O termo “quando” estabelece no período uma relação de condição. O termo “pois” estabelece no
d) a linha 13: Não se podem esperar . Estaria gramaticalmente correta a redação para

d)

a linha 13: Não se podem esperar.

Estaria gramaticalmente correta a redação para

esperar . Estaria gramaticalmente correta a redação para e) Mantém-se a correção gramatical do período e
e)
e)

Mantém-se a correção gramatical do período e

suas informações originais ao se substituir a expressão “ante o” por qualquer uma das seguintes: em relação ao, diante do, frente ao.

uma das seguintes: em relação ao , diante do , frente ao . 28) Assinale a
uma das seguintes: em relação ao , diante do , frente ao . 28) Assinale a
uma das seguintes: em relação ao , diante do , frente ao . 28) Assinale a
uma das seguintes: em relação ao , diante do , frente ao . 28) Assinale a

28) Assinale a opção correta em relação ao texto.

Chegou-se a dizer que esse é um meio elitizado, utilizado apenas pelas classes A e B. Mas uma pesquisa mostra que as classes C e D utilizam amplamente a internet. No ano passado, os brasileiros compraram mais computadores (10,5 milhões de unidades) do que televisores.

(10,5 milhões de unidades) do que televisores . a) A eliminação de “do” em “do que
(10,5 milhões de unidades) do que televisores . a) A eliminação de “do” em “do que
(10,5 milhões de unidades) do que televisores . a) A eliminação de “do” em “do que
(10,5 milhões de unidades) do que televisores . a) A eliminação de “do” em “do que
(10,5 milhões de unidades) do que televisores . a) A eliminação de “do” em “do que

a) A eliminação de “do” em “do que televisores” mantém a correção gramatical do período. c) O termo “Mas” insere no texto uma relação de comparação.

mantém a correção gramatical do período. c) O termo “Mas” insere no texto uma relação de
mantém a correção gramatical do período. c) O termo “Mas” insere no texto uma relação de
mantém a correção gramatical do período. c) O termo “Mas” insere no texto uma relação de
GABARITO: 1- A / 2- X / 3- E / 4- A / 5- E
GABARITO: 1- A / 2- X / 3- E / 4- A / 5- E / 6- X / 7-
A / 8- D / 9- A / 10- C / 11- C / 12- X / 13- E / 14- X
/ 15- X / 16- A / 17- A / 18- C / 19- X / 20- X / 21-
X / 22- X / 23- A / 24- D / 25- D / 26- X / 27- E
(polêmica!) / 28- A

II- VOZ PASSIVA, PARTÍCULA “SE” E EMPREGO DE TEMPOS E MODOS VERBAIS

ESAF – MDIC – ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR – 2012

ESAF – MDIC – ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR – 2012 1) Em relação às estruturas linguísticas

1) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta.

se considere um período mais longo )
se considere um período mais longo
)

a) A substituição de “se considere” (Mesmo que

) a) A substituição de “se considere” (Mesmo que por sejam considerados mantém a correção gramatical

por sejam

considerados mantém a correção gramatical do texto. d) O emprego da voz passiva em “Espera-se” (Espera-se alguma retomada para este ano.) é recurso de impessoalização do texto.

da voz passiva em “Espera-se” (Espera-se alguma retomada para este ano.) é recurso de impessoalização do
da voz passiva em “Espera-se” (Espera-se alguma retomada para este ano.) é recurso de impessoalização do
da voz passiva em “Espera-se” (Espera-se alguma retomada para este ano.) é recurso de impessoalização do
ANALISTA DE FINANÇAS E
ANALISTA
DE
FINANÇAS
E
ESAF CGU
ESAF
CGU

– CONTROLE – 2012

–

2) Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

ESAF CGU – CONTROLE – 2012 – 2) Assinale a opção correta a respeito do uso
c) Preservam-se a coerência e a correção gramatical do texto, conferindo-lhe mais formalidade, ao substituir
c) Preservam-se a coerência e a correção gramatical do texto, conferindo-lhe mais formalidade, ao substituir

c) Preservam-se a coerência e a correção gramatical do texto, conferindo-lhe mais formalidade, ao substituir a expressão “teve a ver” (A queda do crescimento da economia teve a ver com três acontecimentos.) por viu. d) O uso do tempo e modo verbais em “serão” (Na zona do euro, serão dois trimestres consecutivos em queda, o que, de acordo com a definição convencional, caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh a a a co ntec er.

caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
caracteriza recessão) sugere hipótese, possibilidade na declaração, incerteza d e qu e i ss o venh
3) Leia o texto. A oferta total de crédito na economia brasileira dobrou nos últimos
3) Leia o texto. A oferta total de crédito na economia brasileira dobrou nos últimos

3) Leia o texto.

3) Leia o texto. A oferta total de crédito na economia brasileira dobrou nos últimos oito

A oferta total de crédito na economia brasileira dobrou nos últimos oito anos. A queda da inflação, a diminuição da taxa básica de juros e também a criação de novas modalidades de financiamento, como o consignado, contribuíram para o aumento da disponibilidade de crédito. Isso foi decisivo para o crescimento do consumo e tem sido um dos principais dínamos do PIB. Mas começam a ficar evidentes os sinais de fadiga nessa expansão econômica baseada no endividamento. ( )

do PIB. Mas começam a ficar evidentes os sinais de fadiga nessa expansão econômica baseada no
do PIB. Mas começam a ficar evidentes os sinais de fadiga nessa expansão econômica baseada no

( )

Mesmo com o barateamento do dinheiro

provido pelo Banco Central, o crédito ficou mais caro para os consumidores. Preocupado com a falta de vigor da economia, o governo determinou que o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal reduzissem as suas taxas. No cheque especial e no financiamento de veículos, por exemplo, os juros que agora serão cobrados pelos bancos públicos são praticamente a metade das taxas médias de mercado.

os juros que agora serão cobrados pelos bancos públicos são praticamente a metade das taxas médias
os juros que agora serão cobrados pelos bancos públicos são praticamente a metade das taxas médias
os juros que agora serão cobrados pelos bancos públicos são praticamente a metade das taxas médias
Provoca-se erro gramatical e/ou incoerência textual ao fazer a seguinte alteração nos verbos do fragmento
Provoca-se erro gramatical e/ou incoerência textual ao fazer a seguinte alteração nos verbos do fragmento
Provoca-se erro gramatical e/ou incoerência textual ao fazer a seguinte alteração nos verbos do fragmento

Provoca-se erro gramatical e/ou incoerência textual ao fazer a seguinte alteração nos verbos do fragmento acima.

a) reduzam em lugar de “reduzissem”

fragmento acima. a) reduzam em lugar de “reduzissem” b) têm contribuído em lugar de “contribuíram” c)
fragmento acima. a) reduzam em lugar de “reduzissem” b) têm contribuído em lugar de “contribuíram” c)

b) têm contribuído em lugar de “contribuíram”

b) têm contribuído em lugar de “contribuíram” c) vem sendo em lugar de “tem sido” d)

c) vem sendo em lugar de “tem sido”

c) vem sendo em lugar de “tem sido” d) e) dobrara em lugar de “dobrou” virão
c) vem sendo em lugar de “tem sido” d) e) dobrara em lugar de “dobrou” virão
d) e)
d)
e)

dobrara em lugar de “dobrou” virão a ser em lugar de “serão”

c) vem sendo em lugar de “tem sido” d) e) dobrara em lugar de “dobrou” virão
c) vem sendo em lugar de “tem sido” d) e) dobrara em lugar de “dobrou” virão

4) Assinale a opção em que o preenchimento das lacunas do fragmento abaixo preserva a correção gramatical e a coerência entre os argumentos do texto.

O principal componente dos juros é a taxa Selic. É referência de custo de captação:
O principal componente dos juros é a taxa Selic. É
referência de custo de captação:
é a taxa Selic. É referência de custo de captação: (1) em títulos públicos, o depositante
(1)
(1)

em títulos públicos, o

depositante não aceitará do banco remuneração

(2) ao
(2)
ao

muito inferior à Selic. Para o banco, a Selic sinaliza

o custo de oportunidade:

Tesouro à taxa Selic, só emprestará a terceiros a juros maior, pois maior é o risco.

sinaliza o custo de oportunidade: Tesouro à taxa Selic, só emprestará a terceiros a juros maior,
a) enquanto possa aplicar / se pudesse emprestar b) se pudesse aplicar / quando pudesse
a)
enquanto possa aplicar / se pudesse emprestar
b)
se pudesse aplicar / quando pudesse emprestar
c)
se pode aplicar / se pode emprestar
d)
quando
pudesse
aplicar
/
enquanto
possa
emprestar

e)

quando pudesse aplicar / enquanto possa emprestar e) caso aplicasse / caso emprestasse 5) Assinale a

caso aplicasse / caso emprestasse

possa emprestar e) caso aplicasse / caso emprestasse 5) Assinale a opção em que ao menos

5) Assinale a opção em que ao menos uma das duas formas apresentadas para preencher as lacunas do texto provoca erro gramatical ou incoerência textual.

menos uma das duas formas apresentadas para preencher as lacunas do texto provoca erro gramatical ou
menos uma das duas formas apresentadas para preencher as lacunas do texto provoca erro gramatical ou

É mais do que evidente que a persistente supervalorização do real colocou setores

que a persistente supervalorização do real colocou setores importantes da indústria brasileira “fora do (A) as

importantes da indústria brasileira “fora do

(A)
(A)

as importações

(chinesas substancialmente, mas com fronteiras

negócio”: primeiro

substancialmente, mas com fronteiras negócio”: primeiro abertas aos demais concorrentes), (B) (C) as da produção
substancialmente, mas com fronteiras negócio”: primeiro abertas aos demais concorrentes), (B) (C) as da produção
substancialmente, mas com fronteiras negócio”: primeiro abertas aos demais concorrentes), (B) (C) as da produção
substancialmente, mas com fronteiras negócio”: primeiro abertas aos demais concorrentes), (B) (C) as da produção

abertas aos demais concorrentes),

(B)

negócio”: primeiro abertas aos demais concorrentes), (B) (C) as da produção nacional voltada para o mercado
(C)
(C)

as

da produção nacional voltada para o mercado

interno; em segundo lugar,

exportações brasileiras porque bloqueou a capacidade de competição de nossa indústria no exterior ( )

segundo lugar, exportações brasileiras porque bloqueou a capacidade de competição de nossa indústria no exterior (

a) facilitando/facilitou

a) facilitando/facilitou b) em prejuízo/com prejuízo c) prejudicando/prejudicou ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE
a) facilitando/facilitou b) em prejuízo/com prejuízo c) prejudicando/prejudicou ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE

b) em prejuízo/com prejuízo

a) facilitando/facilitou b) em prejuízo/com prejuízo c) prejudicando/prejudicou ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE

c) prejudicando/prejudicou

b) em prejuízo/com prejuízo c) prejudicando/prejudicou ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS – 2012 6)
b) em prejuízo/com prejuízo c) prejudicando/prejudicou ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS – 2012 6)

ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS –

2012

6) Assinale a opção que, na sequência, preenche corretamente as lacunas do texto, de modo a manter o correto uso dos modos e tempos verbais e a coerência entre as ideias.

as lacunas do texto, de modo a manter o correto uso dos modos e tempos verbais
as lacunas do texto, de modo a manter o correto uso dos modos e tempos verbais
as lacunas do texto, de modo a manter o correto uso dos modos e tempos verbais
Assim que o governo divulgou o crescimento zero do produto interno bruto brasileiro no terceiro
Assim que o governo divulgou o crescimento zero do produto interno bruto brasileiro no terceiro

Assim que o governo divulgou o crescimento zero do produto interno bruto brasileiro no terceiro semestre, não faltaram prognósticos negativos a respeito da economia do país e houve até quem

(1)

a respeito da economia do país e houve até quem (1) em risco de recessão no
a respeito da economia do país e houve até quem (1) em risco de recessão no
a respeito da economia do país e houve até quem (1) em risco de recessão no
a respeito da economia do país e houve até quem (1) em risco de recessão no
a respeito da economia do país e houve até quem (1) em risco de recessão no
a respeito da economia do país e houve até quem (1) em risco de recessão no

em risco de recessão no futuro

próximo. Basta um olhar mais atento aos números

de 2011 para

pessimismo não se justifica. Entre os empresários

para pessimismo não se justifica. Entre os empresários (2) que o (3) não são poucas as
para pessimismo não se justifica. Entre os empresários (2) que o (3) não são poucas as

(2)

que o

para pessimismo não se justifica. Entre os empresários (2) que o (3) não são poucas as
(3)
(3)
para pessimismo não se justifica. Entre os empresários (2) que o (3) não são poucas as
para pessimismo não se justifica. Entre os empresários (2) que o (3) não são poucas as

não são poucas as vozes que alarmistas. ( )

dos

para pessimismo não se justifica. Entre os empresários (2) que o (3) não são poucas as
para pessimismo não se justifica. Entre os empresários (2) que o (3) não são poucas as
Não faltam motivos para supor que, em 2011, os números da economia brasileira (4) vir

Não faltam motivos para supor que, em 2011, os números da economia brasileira

para supor que, em 2011, os números da economia brasileira (4) vir menores, ainda mais fortes.

(4)

vir

menores,

ainda mais fortes. Além dos

brasileira (4) vir menores, ainda mais fortes. Além dos juros conforme (5) a maioria dos economistas,
brasileira (4) vir menores, ainda mais fortes. Além dos juros conforme (5) a maioria dos economistas,

juros

conforme

(5)

a

maioria dos economistas, do crédito em

juros conforme (5) a maioria dos economistas, do crédito em ( ) expansão, e dos incentivos

(

)

conforme (5) a maioria dos economistas, do crédito em ( ) expansão, e dos incentivos fiscais,

expansão, e dos incentivos fiscais, está previsto para janeiro um reajuste no salário mínimo, o que

(6)
(6)

impactos significativos à renda dos

trabalhadores e aposentados. Nesse ciclo, o mercado interno seguirá aquecido.

(6) impactos significativos à renda dos trabalhadores e aposentados. Nesse ciclo, o mercado interno seguirá aquecido.
a) fale / percebermos / discordassem / possam / prevera / trará b) falasse /
a)
fale / percebermos / discordassem / possam /
prevera / trará
b) falasse / perceberem / discordassem /
pudessem / prevê / trouxera
c) falasse / perceber / discordam / possam / prevê
/ trará
d)
falou / percebermos / discordaram / podem /
prevera / traria
e) falou / perceberem / discordaram / podem /
previssem / trouxera

7) Assinale a opção que interpreta de maneira incorreta o uso das estruturas linguísticas no texto.

incorreta o uso das estruturas linguísticas no texto. a) Considerando que o uso do presente do
incorreta o uso das estruturas linguísticas no texto. a) Considerando que o uso do presente do
incorreta o uso das estruturas linguísticas no texto. a) Considerando que o uso do presente do

a) Considerando que o uso do presente do indicativo também preservaria a correção gramatical do texto, a opção pelo futuro do presente em “será” (Garantir a plena mobilidade de pessoas, bens e serviços será crucial para o desenvolvimento econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.

econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.
econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.
econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.
econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.
econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.
econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.
econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.
econômico e social de qualquer cidade no mundo.) indica que a argumentação focaliza situações futuras.

ESAF – CVM – AGENTE EXECUTIVO – 2010

8) Em relação ao uso das estruturas linguísticas do texto, assinale a opção correta.

linguísticas do texto, assinale a opção correta. e) Prejudica-se a correção gramatical do período ao se
linguísticas do texto, assinale a opção correta. e) Prejudica-se a correção gramatical do período ao se

e) Prejudica-se a correção gramatical do período ao se substituir “vier a ser” (Tudo depende de como o pré-sal vier a ser administrado.) por estiver sendo.

período ao se substituir “vier a ser” (Tudo depende de como o pré-sal vier a ser
período ao se substituir “vier a ser” (Tudo depende de como o pré-sal vier a ser
período ao se substituir “vier a ser” (Tudo depende de como o pré-sal vier a ser
período ao se substituir “vier a ser” (Tudo depende de como o pré-sal vier a ser
período ao se substituir “vier a ser” (Tudo depende de como o pré-sal vier a ser

ESAF – MPOG – ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO – 2010

– MPOG – ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO – 2010 9) Assinale a opção incorreta a

9) Assinale a opção incorreta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. b) O uso da voz passiva em
a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. b) O uso da voz passiva em

b) O uso da voz passiva em “ser pensada” (a experiência da modernidade (que não deve ser pensada como algo que já aconteceu) indica que o verbo pensar está empregado como pensar em, e a oração na voz ativa correspondente deve ser escrita como pensar na experiência da modernidade.

como pensar em , e a oração na voz ativa correspondente deve ser escrita como pensar
como pensar em , e a oração na voz ativa correspondente deve ser escrita como pensar
como pensar em , e a oração na voz ativa correspondente deve ser escrita como pensar
como pensar em , e a oração na voz ativa correspondente deve ser escrita como pensar
como pensar em , e a oração na voz ativa correspondente deve ser escrita como pensar
como pensar em , e a oração na voz ativa correspondente deve ser escrita como pensar
e) Embora a substituição de “está sendo” (O processo civilizatório se constitui a partir da
e) Embora a substituição de “está sendo” (O processo civilizatório se constitui a partir da

e) Embora a substituição de “está sendo” (O processo civilizatório se constitui a partir da conquista de territórios e posições ocupados pela barbárie. Tal processo se dá de forma contínua, num movimento insistente que está sendo sempre recomeçado.) por é respeite a correção gramatical e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de continuidade do processo civilizatório.

e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
e a coerência do texto, a opção pelo uso da forma durativa enfatiza a ideia de
10) Provoca-se erro gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao d) substituir “havia sido”

10) Provoca-se erro gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao

gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11)
gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11)
gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11)
gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11)

d) substituir “havia sido” por fora.

do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11) Assinale a opção incorreta a
do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11) Assinale a opção incorreta a
do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11) Assinale a opção incorreta a
do texto ao d) substituir “havia sido” por fora . 11) Assinale a opção incorreta a

11) Assinale a opção incorreta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. c) A opção pelo uso do modo
a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. c) A opção pelo uso do modo

c) A opção pelo uso do modo subjuntivo em “resolva” (É claro que não se trata de um problema simples, que se resolva com providências rápidas) indica que se trata de uma hipótese ou possibilidade, pois a estrutura sintática estaria igualmente correta com o uso do modo indicativo, resolve.

ou possibilidade, pois a estrutura sintática estaria igualmente correta com o uso do modo indicativo, resolve
ou possibilidade, pois a estrutura sintática estaria igualmente correta com o uso do modo indicativo, resolve
12) Assinale a opção em que as duas possibilidades propostas para o preenchimento das lacunas
12)
Assinale
a
opção
em
que
as
duas
possibilidades propostas para o preenchimento
das lacunas do texto resultam em um texto
coerente e gramaticalmente correto.
resultam em um texto coerente e gramaticalmente correto. O desempenho econômico de uma nação não está

O desempenho econômico de uma nação não está

necessariamente atrelado a seu desenvolvimento sustentável. Um país pode crescer

vertiginosamente, econômica invejável

performance

atrelado a seu desenvolvimento sustentável. Um país pode crescer vertiginosamente, econômica invejável performance (a)

(a)

atrelado a seu desenvolvimento sustentável. Um país pode crescer vertiginosamente, econômica invejável performance (a)
atrelado a seu desenvolvimento sustentável. Um país pode crescer vertiginosamente, econômica invejável performance (a)

a) e apresentar / apresentando

a) e apresentar / apresentando ESAF – SUSEP – ANALISTA TÉCNICO – 2010 13) No texto
a) e apresentar / apresentando ESAF – SUSEP – ANALISTA TÉCNICO – 2010 13) No texto

ESAF – SUSEP – ANALISTA TÉCNICO – 2010

/ apresentando ESAF – SUSEP – ANALISTA TÉCNICO – 2010 13) No texto acima, provoca-se erro

13) No texto acima, provoca-se erro gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao

gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao b) retirar “é” (Nos países em geral, economistas,
gramatical ou incoerência na argumentação do texto ao b) retirar “é” (Nos países em geral, economistas,

b) retirar “é” (Nos países em geral, economistas, políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia).

d)

políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito
políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito

substituir “fizera” por havia feito.

políticos e o noticiário gostam é de índices sobre macroeconomia). d) substituir “fizera” por havia feito

14) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção correta.

linguísticas do texto, assinale a opção correta. d) Em “se espraia” (Agora se vê que a
linguísticas do texto, assinale a opção correta. d) Em “se espraia” (Agora se vê que a

d) Em “se espraia” (Agora se vê que a carência de profissionais se espraia para vários níveis de formação) o termo “se” funciona como indicador de sujeito indeterminado.

“se” funciona como indicador de sujeito indeterminado. 15) Assinale a opção que completa corretamente a
“se” funciona como indicador de sujeito indeterminado. 15) Assinale a opção que completa corretamente a
“se” funciona como indicador de sujeito indeterminado. 15) Assinale a opção que completa corretamente a
“se” funciona como indicador de sujeito indeterminado. 15) Assinale a opção que completa corretamente a
“se” funciona como indicador de sujeito indeterminado. 15) Assinale a opção que completa corretamente a

15) Assinale a opção que completa corretamente a sequência de lacunas no texto abaixo.

(1) , determinado período, nada, nem pessoas, nem num O que aconteceria no mundo patrimônios,
(1)
(1)

, determinado período, nada, nem pessoas, nem

num

O que aconteceria no mundo

patrimônios, nem atividades econômicas tivessem a cobertura de uma apólice de seguro? Se isso

(2)

,
,
a cobertura de uma apólice de seguro? Se isso (2) , ) os aviões não levantariam
a cobertura de uma apólice de seguro? Se isso (2) , ) os aviões não levantariam
a cobertura de uma apólice de seguro? Se isso (2) , ) os aviões não levantariam

)

os aviões não levantariam vôo (

seguro? Se isso (2) , ) os aviões não levantariam vôo ( a) se / acontecer
seguro? Se isso (2) , ) os aviões não levantariam vôo ( a) se / acontecer

a) se / acontecer
b) caso / acontecer
c) onde / acontecesse se / acontecesse caso / aconteceria

e)

levantariam vôo ( a) se / acontecer b) caso / acontecer c) onde / acontecesse se
levantariam vôo ( a) se / acontecer b) caso / acontecer c) onde / acontecesse se
d)
d)
levantariam vôo ( a) se / acontecer b) caso / acontecer c) onde / acontecesse se
levantariam vôo ( a) se / acontecer b) caso / acontecer c) onde / acontecesse se
levantariam vôo ( a) se / acontecer b) caso / acontecer c) onde / acontecesse se
ESAF – MTE – AUDITOR-FISCAL DO TRABALHO – 2010 16) Assinale a opção que, ao

ESAF – MTE – AUDITOR-FISCAL DO TRABALHO –

2010

ESAF – MTE – AUDITOR-FISCAL DO TRABALHO – 2010 16) Assinale a opção que, ao substituir

16) Assinale a opção que, ao substituir elemento destacado no texto, acarreta erro gramatical.

Entre as diversas providências que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vem tomando com o objetivo de tornar mais transparente e eficiente a administração do Poder Judiciário, uma das mais simples começará a ser adotada brevemente. ( )

Trata-se da divulgação, pela internet, de todas

as despesas de custeio e de investimento da Justiça Federal, da Justiça do Trabalho, das Justiças esta du ai s , d a J u st iça E l ei to ra l e d a J u st i ça M ili ta r. Até hoje, só alguns tribunais vinham divulgando suas contas.

( )

“vem tomando” > tem tomado “vinham divulgando” > tem divulgado
“vem tomando” > tem tomado
“vinham divulgando” > tem divulgado
tem tomado “vinham divulgando” > tem divulgado a) b) 17) Em relação às estruturas do texto,

a)

b)
b)
tomado “vinham divulgando” > tem divulgado a) b) 17) Em relação às estruturas do texto, assinale

17) Em relação às estruturas do texto, assinale a opção incorreta.

“vinham divulgando” > tem divulgado a) b) 17) Em relação às estruturas do texto, assinale a
b) O emprego do modo subjuntivo em “inclua” (Para que a cobertura mínima oferecida pelos
b) O emprego do modo subjuntivo em “inclua”
(Para que a cobertura mínima oferecida pelos
planos de saúde aos seus segurados inclua as
tecnologias, os tratamentos e os equipamentos
)

justifica-se por se tratar de uma oração subordinada que apresenta um fato hipotético ou provável.

subordinada que apresenta um fato hipotético ou provável. 18) Em relação aos elementos do texto, assinale

18) Em relação aos elementos do texto, assinale a opção correta.

que apresenta um fato hipotético ou provável. 18) Em relação aos elementos do texto, assinale a
d) A substituição de “se traduziu” (Isso se traduziu como forte pressão sobre as finanças
d) A substituição de “se traduziu” (Isso se traduziu como forte pressão sobre as finanças

d) A substituição de “se traduziu” (Isso se traduziu como forte pressão sobre as finanças públicas) por foi traduzido prejudica a correção gramatical do período.

traduzido prejudica a correção gramatical do período. ESAF – SMF/PREF./RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010
traduzido prejudica a correção gramatical do período. ESAF – SMF/PREF./RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010
traduzido prejudica a correção gramatical do período. ESAF – SMF/PREF./RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010

ESAF – SMF/PREF./RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010

19) ( ) Apesar desta missão ser, por si só, relevante, na medida em que
19)
(
)
Apesar
desta
missão
ser,
por
si
só,
relevante, na medida em que garante os recursos
financeiros para que o Poder Público bem exerça
seu mister, a verdade é que
(
)
a) “exerça” por exercesse . Preservam-se a coerência textual e a correção gramatical ao substituir
a) “exerça” por exercesse . Preservam-se a coerência textual e a correção gramatical ao substituir

a) “exerça” por exercesse.

a) “exerça” por exercesse . Preservam-se a coerência textual e a correção gramatical ao substituir 20)
a) “exerça” por exercesse . Preservam-se a coerência textual e a correção gramatical ao substituir 20)

Preservam-se a coerência textual e a correção gramatical ao substituir

a coerência textual e a correção gramatical ao substituir 20) Assinale a opção que interpreta corretamente
a coerência textual e a correção gramatical ao substituir 20) Assinale a opção que interpreta corretamente
a coerência textual e a correção gramatical ao substituir 20) Assinale a opção que interpreta corretamente
a coerência textual e a correção gramatical ao substituir 20) Assinale a opção que interpreta corretamente

20) Assinale a opção que interpreta corretamente o uso das estruturas linguísticas no texto abaixo.

o uso das estruturas linguísticas no texto abaixo. Consiste a justiça social no justo equilíbrio entre
o uso das estruturas linguísticas no texto abaixo. Consiste a justiça social no justo equilíbrio entre
o uso das estruturas linguísticas no texto abaixo. Consiste a justiça social no justo equilíbrio entre

Consiste a justiça social no justo equilíbrio entre dois princípios: a liberdade política, no mais alto grau possível, e a igualdade nas oportunidades abertas a todos, para que cada um realize seu

potencial (
potencial
(

)

c) Na linha 4, o uso do modo subjuntivo em “realize” indica que se trata

c) Na linha 4, o uso do modo subjuntivo em “realize” indica que se trata apenas de possibilidade de realização; para se enfatizar a ideia de certeza, o texto estaria gramaticalmente correto se o verbo fosse empregado no modo indicativo: realiza.

se o verbo fosse empregado no modo indicativo: realiza . GABARITO: 1- A / 2- X
se o verbo fosse empregado no modo indicativo: realiza . GABARITO: 1- A / 2- X
se o verbo fosse empregado no modo indicativo: realiza . GABARITO: 1- A / 2- X
se o verbo fosse empregado no modo indicativo: realiza . GABARITO: 1- A / 2- X
se o verbo fosse empregado no modo indicativo: realiza . GABARITO: 1- A / 2- X

GABARITO: 1- A / 2- X / 3- D / 4- C / 5- X / 6- C /

/ 11- X / 12- A / 13- X /

7- X / 8- X / 9- B / 10- X

14- X / 15- D / 16- B / 17- X / 18- X / 19- X / 20- X

III- CONCORDÂNCIA

ESAF – MDIC – ANALISTA DE COMÉRCIO EXTERIOR –

2012 1) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. e) A
2012
1) Em relação às estruturas linguísticas do texto,
assinale a opção incorreta.
e) A forma verbal “pressionados” (Uma parte da
desaceleração de 2011 decorreu da diminuição de
estoques em alguns setores, como o automobilístico,
pressionados por importações crescentes e vendas
internas estagnadas.) está no masculino plural
p orqu e con cord a com “al gun s setores”.
2) O texto abaixo foi transcrito com adaptações. Assinale a opção que apresenta erro gramatical

2) O texto abaixo foi transcrito com adaptações. Assinale a opção que apresenta erro gramatical ou de grafia de palavra que prejudica a coerência textual.

ou de grafia de palavra que prejudica a coerência textual. Constata-se (1) uma discrepância nas carteiras
ou de grafia de palavra que prejudica a coerência textual. Constata-se (1) uma discrepância nas carteiras
ou de grafia de palavra que prejudica a coerência textual. Constata-se (1) uma discrepância nas carteiras
ou de grafia de palavra que prejudica a coerência textual. Constata-se (1) uma discrepância nas carteiras
ou de grafia de palavra que prejudica a coerência textual. Constata-se (1) uma discrepância nas carteiras
Constata-se (1) uma discrepância nas carteiras dos maiores detentores de dinheiro no mundo rico: uma
Constata-se (1) uma discrepância nas carteiras
dos maiores detentores de dinheiro no mundo
rico: uma pequena fração, menos de 10%, está
investida (2) nos países emergentes, que, no
entanto, já representa (3) mais de 50% do PIB
global. ( )

( )

Nesse cenário o Brasil continuará a conviver

( ) Nesse cenário o Brasil continuará a conviver com maciças (4) entradas de recursos, que

com maciças (4) entradas de recursos, que devem manter o real ainda valorizado. O governo precisa favorecer investimentos diretos e conter fluxos mais especulativos. É tolerável desestimular a entrada de capital aventureiro, mas cumpre evitar exageros que afugentem (5) o dinheiro bom.

a entrada de capital aventureiro, mas cumpre evitar exageros que afugentem (5) o dinheiro bom. a)
a entrada de capital aventureiro, mas cumpre evitar exageros que afugentem (5) o dinheiro bom. a)
a entrada de capital aventureiro, mas cumpre evitar exageros que afugentem (5) o dinheiro bom. a)

a) 1

b) 2

a entrada de capital aventureiro, mas cumpre evitar exageros que afugentem (5) o dinheiro bom. a)

c) 3

d) 4

e) 5

ESAF

CGU

ANALISTA

– CONTROLE – 2012

ESAF CGU ANALISTA – CONTROLE – 2012 – DE FINANÇAS E 3) Assinale a opção que

DE

FINANÇAS

E

ESAF CGU ANALISTA – CONTROLE – 2012 – DE FINANÇAS E 3) Assinale a opção que

3) Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto abaixo.

3) Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto
3) Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto
3) Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto
3) Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto
3) Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto
3) Assinale a opção que fornece a correta justificativa para as relações de concordância no texto
para as relações de concordância no texto abaixo. O bom desempenho do lado real da economia

O bom desempenho do lado real da economia proporcionou um período de vigoroso crescimento da arrecadação. A maior lucratividade das empresas foi decisiva para os resultados fiscais favoráveis. ( )

da arrecadação. A maior lucratividade das empresas foi decisiva para os resultados fiscais favoráveis. ( )
da arrecadação. A maior lucratividade das empresas foi decisiva para os resultados fiscais favoráveis. ( )
da arrecadação. A maior lucratividade das empresas foi decisiva para os resultados fiscais favoráveis. ( )
da arrecadação. A maior lucratividade das empresas foi decisiva para os resultados fiscais favoráveis. ( )
( ) Elevaram-se, de forma significativa e em valores reais, deflacionados pelo Índice de Preços
(
)
Elevaram-se, de forma significativa e em
valores reais, deflacionados pelo Índice de Preços
ao Consumidor Amplo (IPCA), as receitas do
Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ), a
Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), e
a Contribuição para o Financiamento da
Seguridade Social (Cofins). O crescimento da
massa de salários fez aumentar a arrecadação do
Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) e a receita
de tributação sobre a folha da previdência social.
Não menos relevantes foram os elevados ganhos
de capital, responsáveis pelo aumento da
a r reca d a çã o d o I R P F.
O uso do plural em “valores” é responsável pela a) flexão de plural em “deflacionados”
O uso do plural em “valores” é responsável pela a) flexão de plural em “deflacionados”

O uso do plural em “valores” é responsável pela

a)
a)
O uso do plural em “valores” é responsável pela a) flexão de plural em “deflacionados” b)

flexão de plural em “deflacionados”

pela a) flexão de plural em “deflacionados” b) O plural em “resultados” é responsável pela flexão

b)

O plural em “resultados” é responsável pela

b) O plural em “resultados” é responsável pela flexão de plural em “Elevaram-se” c) respeitar as

flexão de plural em “Elevaram-se”

c)

respeitar as regras de concordância com “economia”

c) respeitar as regras de concordância com “economia” Emprega-se o singular em “proporcionou” para d) O

Emprega-se o singular em “proporcionou” para

d)
d)
Emprega-se o singular em “proporcionou” para d) O singular em “a arrecadação” é responsável pela

O singular em “a arrecadação” é responsável

para d) O singular em “a arrecadação” é responsável pela flexão de singular em “fez aumentar”

pela flexão de singular em “fez aumentar” e) A flexão de plural em “foram” justifica-se pela con cord ân ci a com “rel evantes”.

4) Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. b)

4) Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

b) A flexão de singular em “há” (A situação nos EUA está mais positiva, há otimismo no mercado norte-americano) deve-se à concordância com “oti mi smo”.

nos EUA está mais positiva, há otimismo no mercado norte-americano) deve-se à concordância com “oti mi
nos EUA está mais positiva, há otimismo no mercado norte-americano) deve-se à concordância com “oti mi

ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS –

2012

ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS – 2012 5) Assinale a opção correta a respeito
ESAF – MI-CENAD – ANALISTA DE SISTEMAS – 2012 5) Assinale a opção correta a respeito

5) Assinale a opção correta a respeito das relações de concordância no texto.

A vida em um país nórdico, como a Finlândia, nos faz refletir mais profundamente sobre a relação entre liberdade, igualdade, autonomia e formatos sociais que podem propiciar vidas mais plenas e felizes aos seus cidadãos. ( )

igualdade, autonomia e formatos sociais que podem propiciar vidas mais plenas e felizes aos seus cidadãos.
igualdade, autonomia e formatos sociais que podem propiciar vidas mais plenas e felizes aos seus cidadãos.
igualdade, autonomia e formatos sociais que podem propiciar vidas mais plenas e felizes aos seus cidadãos.
( ) Para alguém habituado a desigualdades, uma sociedade igualitária , com amplo respeito pela
( )
( )

Para alguém habituado a desigualdades, uma

sociedade igualitária, com amplo respeito pela vida humana, excelentes índices de educação,

pela vida humana, excelentes índices de educação, burocracia inteligente e serviços públicos voltados (de
pela vida humana, excelentes índices de educação, burocracia inteligente e serviços públicos voltados (de
pela vida humana, excelentes índices de educação, burocracia inteligente e serviços públicos voltados (de

burocracia inteligente e serviços públicos voltados

(de
(de
burocracia inteligente e serviços públicos voltados (de fato) para melhorar a vida do cidadão, soa como
burocracia inteligente e serviços públicos voltados (de fato) para melhorar a vida do cidadão, soa como

fato) para melhorar a vida do cidadão, soa

como um caminho para a produção de seres humanos mais plenos e sociedades mais inspiradoras. Talvez não seja assim. Quando nos referimos à igualdade, não tratamos de mera distribuição equitativa da renda. ( )

Talvez não seja assim. Quando nos referimos à igualdade, não tratamos de mera distribuição equitativa da
Talvez não seja assim. Quando nos referimos à igualdade, não tratamos de mera distribuição equitativa da
Talvez não seja assim. Quando nos referimos à igualdade, não tratamos de mera distribuição equitativa da
( ) A igualdade e a dignidade humana que uma sociedade pode produzir referem-se à
(
)
A igualdade e a dignidade humana que uma
sociedade pode produzir referem-se à
possibilidade de o cidadão ter condições materiais
à possibilidade de o cidadão ter condições materiais e subjetivas à sua disposição, para que, atendidas

e subjetivas à sua disposição, para que, atendidas suas necessidades básicas e diárias de bem-estar, ele se ocupe com questões outras que a

sobrevivência. (

igualdade que deixou o país apático. Ademais, sociedades desiguais podem ser tão ou mais acríticas e reprodutoras. O ponto que nos intriga é que a igualdade, o respeito e a dignidade dados a todos não levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores.

)

Em outros termos, não foi a

levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores. ) Em outros termos,
levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores. ) Em outros termos,
levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores. ) Em outros termos,
levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores. ) Em outros termos,
levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores. ) Em outros termos,
levaram à autonomia, ao pensamento criativo e crítico, e a processos transformadores. ) Em outros termos,
A flexão de singular em “soa” justifica-se pela a) con cord ân ci a com

A flexão de singular em “soa” justifica-se pela

A flexão de singular em “soa” justifica-se pela a) con cord ân ci a com “u
A flexão de singular em “soa” justifica-se pela a) con cord ân ci a com “u
a)
a)
A flexão de singular em “soa” justifica-se pela a) con cord ân ci a com “u

con cord ân ci a com “u ma soci ed ad e i gu alitár i a”.

cord ân ci a com “u ma soci ed ad e i gu alitár i a”.

b) A enumeração de vários elementos, “liberdade,

igualdade, autonomia e formatos sociais” justifica a fl exão d e p l u ral em “p od em”.

c) Devido ao uso do pronome “se”, o plural em

“referem-se” é opcional: estaria igualmente correto empregar o singular: refere-se.

d) Por se referir a “sociedades desiguais”, o infinito

. d) Por se referir a “sociedades desiguais”, o infinito em “podem ser” admitiria também a
. d) Por se referir a “sociedades desiguais”, o infinito em “podem ser” admitiria também a
. d) Por se referir a “sociedades desiguais”, o infinito em “podem ser” admitiria também a

em “podem ser” admitiria também a flexão de plural, serem. e) O plural no pronome “todos” justifica a flexão de p l u ral em “l evaram”.

a flexão de plural, serem . e) O plural no pronome “todos” justifica a flexão de
a flexão de plural, serem . e) O plural no pronome “todos” justifica a flexão de
a flexão de plural, serem . e) O plural no pronome “todos” justifica a flexão de
a flexão de plural, serem . e) O plural no pronome “todos” justifica a flexão de

ESAF – MPOG – ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO – 2010

– MPOG – ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO – 2010 6) Assinale a opção correta a
– MPOG – ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO – 2010 6) Assinale a opção correta a

6) Assinale a opção correta a respeito das estruturas linguísticas do texto.

correta a respeito das estruturas linguísticas do texto. d) Em “O cientificismo não leva em conta
correta a respeito das estruturas linguísticas do texto. d) Em “O cientificismo não leva em conta
correta a respeito das estruturas linguísticas do texto. d) Em “O cientificismo não leva em conta
correta a respeito das estruturas linguísticas do texto. d) Em “O cientificismo não leva em conta

d) Em “O cientificismo não leva em conta que tanto o processo de percepção como o do pensamento têm seus próprios mecanismos de p rod ução.”, a flexão de plu ral no verbo ter, i nd icad a p el o u so do acento ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr i os mecan i smos”.

ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
ci rcunfl exo em “têm”, estabelece a concordância com o termo posposto, “seu s p rópr
7) Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. c)

7) Assinale a opção correta a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto.

a respeito do uso das estruturas linguísticas no texto. c) Em “O primeiro é que as

c) Em “O primeiro é que as medidas contra a crise, que vêm sendo adotadas tanto em países subdesenvolvidos como desenvolvidos, são fundamentalmente corretas.”, o acento circunflexo em “vêm” indica que a concordância se faz com “med i d as”, mas estar ia igu almente cor reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com “cr i se”.

reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com
reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com
reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com
reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com
reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com
reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com
reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com
reto e coerente com a argumentação escrever o verbo sem acento, optando, então, pela concordância com

ESAF – SUSEP – ANALISTA TÉCNICO – 2010

8) Em relação às ideias e estruturas linguísticas do texto, assinale a opção incorreta.

linguísticas do texto, assinale a opção incorreta. b) A forma verbal “têm” (As exportações brasileiras

b) A forma verbal “têm” (As exportações brasileiras de serviços têm sido) está flexionada no plural para concordar com “As exportações brasileiras de serviços”

com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de
com “As exportações brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de

9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de concordância no texto abaixo.

brasileiras de serviços” 9) Assinale a opção incorreta a respeito das relações de concordância no texto
Quando se pensa em classe A, vem logo à cabeça a lembrança de gente milionária
Quando se pensa em classe A, vem logo à cabeça a lembrança de gente milionária

Quando se pensa em classe A, vem logo à cabeça a lembrança de gente milionária, que passa todos

os fins de semana em Paris e compra as melhores marcas do mundo. No entanto, nossa classe A representa apenas 5% da população e possui rendimentos bem menores do que muita gente imagina. O que acontece frequentemente é uma confusão entre o brasileiro classe A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado de R$ 6 bilhões anuais.

A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
A e o consumidor de luxo, este sim cliente de marcas sofisticadas que movimenta um mercado
a) Preserva-se a coerência entre os argumentos e a correção gramatical do texto ao substituir

a) Preserva-se a coerência entre os argumentos e a correção gramatical do texto ao substituir “gente milionária” por milionários, desde que se flexionasse também “passa” e “compra” no plural, passam e compram. b) A forma verbal “possui” estabelece concordância com “da população”; no entanto, tamb ém estar i a correta a con cord ânci a com “5%”, com o uso da flexão de plural, sem prejudicar a coerência do texto.

estar i a correta a con cord ânci a com “5%”, com o uso da flexão
estar i a correta a con cord ânci a com “5%”, com o uso da flexão
estar i a correta a con cord ânci a com “5%”, com o uso da flexão
estar i a correta a con cord ânci a com “5%”, com o uso da flexão
estar i a correta a con cord ânci a com “5%”, com o uso da flexão
c) Preserva-se a coerência na argumentação, bem como a correção nas relações gramaticais do texto,
c) Preserva-se a coerência na argumentação, bem como a correção nas relações gramaticais do texto,

c) Preserva-se a coerência na argumentação, bem como a correção nas relações gramaticais do texto, ao retirar o termo “nossa classe A” do texto, deixando-o apenas subentendido na flexão de “rep resenta”. d) Seria preservada a coerência na argumentação com a substituição de “uma confusão” por confusões, desde que o verbo ser fosse usado também no plural: são confusões. e) A opção pelo uso da flexão de plural em “movi menta”, m ovi m entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações significativas entre os argumentos.

entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações
entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações
entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações
entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações
entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações
entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações
entam , p reser var ia a cor reção gramatical do texto, mas alteraria as relações

10) Em relação às estruturas linguísticas do texto, assinale a opção correta.

linguísticas do texto, assinale a opção correta. e) A forma verbal “mostra-se” (A rede educacional do

e) A forma verbal “mostra-se” (A rede educacional do país, com suas falhas e distorções distribuídas do ensino fundamental à universidade, mostra-se incapaz de oferecer ao mercado de trabalho mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi d ad e”.

mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi
mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi
mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi
mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi
mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi
mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi
mão de obra competente.) tem como sujeito “distorções distribuídas do ensino fundamental à un i versi

ESAF – MTE – AUDITOR-FISCAL DO TRABALHO –

2010

11) Assinale a opção que corresponde a palavra ou expressão destacada no texto abaixo que foi empregada de acordo com as regras de concordância.

corresponde a palavra ou expressão destacada no texto abaixo que foi empregada de acordo com as
corresponde a palavra ou expressão destacada no texto abaixo que foi empregada de acordo com as
Como nunca antes, a ordem e a cultura do capital mostram inequivocamente o seu rosto
Como nunca antes, a ordem e a cultura do capital mostram inequivocamente o seu rosto

Como nunca antes, a ordem e a cultura do capital mostram inequivocamente o seu rosto inumano, revelam a lógica perversa que as(1) dominam(2) internamente e que, antes, podiam ser escamoteadas(3) a pretexto do confronto com o socialismo: criam, por um lado, grande riqueza e concentração de poder à custa da devastação da natureza, da exaustão da força de trabalho e de uma estarrecedora pobreza. A utilização crescente da informatização e da robotização criam(4), ao dispensar o trabalho humano, os desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.

desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
desempregados estruturais, hoje, totalmente descartáveis. E soma- se(5) aos milhões só nos países do Primeiro Mundo.
a) (1) b) (2)
a)
(1)
b)
(2)

c) (3)

d) (4)

e) (5)

ESAF – SMF/PREF./RJ – FISCAL DE RENDAS – 2010

12) Assinale a opção que interpreta corretamente o uso das estruturas linguísticas no texto abaixo.

o uso das estruturas linguísticas no texto abaixo. Consiste a justiça social no justo equilíbrio entre
o uso das estruturas linguísticas no texto abaixo. Consiste a justiça social no justo equilíbrio entre

Consiste a justiça social no justo equilíbrio entre dois princípios:

a liberdade política, no mais alto grau possível,ea igualdade nas oportunidades abertas a todos, para que cada um realize seu potencial, nos campos do trabalho, da economia, da educação, da saúde e da segurança social. A razão de tal equilíbrio deve ser buscada tanto no direito natural quanto em considerações éticas. Completa-se o sentido da justiça social na verificação empírica das possibilidades reais, oferecidas pela sociedade, de cada pessoa atingir os parâmetros desejados de bem estar, segurança e prosperidade – preservados, em toda a extensão, seus direitos e liberdade.

desejados de bem estar, segurança e prosperidade – preservados , em toda a extensão, seus direitos
desejados de bem estar, segurança e prosperidade – preservados , em toda a extensão, seus direitos
desejados de bem estar, segurança e prosperidade – preservados , em toda a extensão, seus direitos
desejados de bem estar, segurança e prosperidade – preservados , em toda a extensão, seus direitos
desejados de bem estar, segurança e prosperidade – preservados , em toda a extensão, seus direitos

b) A flexão de feminino plural em “abertas” tanto

possibilita a concordância com “oportunidades”, quanto com o sujeito composto por “liberdade” e “igualdade”; mas o desenvolvimento do texto mostra que a coerência depende da concordância com o sujeito composto.

coerência depende da concordância com o sujeito composto. d) concordância com “parâmetros”, enfatizados com o
coerência depende da concordância com o sujeito composto. d) concordância com “parâmetros”, enfatizados com o

d)

concordância com “parâmetros”, enfatizados com o uso do travessão.

A flexão de plural em “preservados” deve-se à

13) Leia o texto
13) Leia o texto

Os economistas G. Ranis, F. Stewart e A. Ramirez analisaram 76 países durante um período de 32 anos. Dividiram-nos de acordo com dois critérios: desenvolvimento econômico e desenvolvimento humano (nesse caso, medido através de uma combinação de indicadores de educação e saúde). Usando-se essas duas dimensões, pode-se ter duas situações de equilíbrio (quando o lado humano e o econômico são igualmente altos ou baixos) e duas de desequilíbrio (quando o humano é alto e o econômico é baixo, vice-versa). Surgem algumas conclusões interessantes desse estudo. A primeira é que as situações de desequilíbrio duram pouco. Se um país tem muito crescimento econômico e pouco capital humano (CH), ele tende a parar de crescer ou a aumentar seu lado humano.

tem muito crescimento econômico e pouco capital humano (CH), ele tende a parar de crescer ou
tem muito crescimento econômico e pouco capital humano (CH), ele tende a parar de crescer ou
tem muito crescimento econômico e pouco capital humano (CH), ele tende a parar de crescer ou
tem muito crescimento econômico e pouco capital humano (CH), ele tende a parar de crescer ou
tem muito crescimento econômico e pouco capital humano (CH), ele tende a parar de crescer ou

A segunda: é muito difícil sair de uma situação de equilíbrio negativo. Mais da metade dos países que tinham baixo crescimento e baixo CH em 1960 permanecia na mesma posição na década de 90. A terceira é que o crescimento econômico, quando desacompanhado de evolução do lado humano, dura pouco: de todos os países que tinham algum crescimento econômico e baixo CH no início do período, nenhum conseguiu chegar ao equilíbrio em alto nível. Todos, sem exceção, terminaram o período com baixo crescimento e baixo CH. A quarta, e mais importante, é que a estratégia de privilegiar o lado humano dá frutos muito melhores do que aquela que enfatiza só o lado econômico.

a estratégia de privilegiar o lado humano dá frutos muito melhores do que aquela que enfatiza
a estratégia de privilegiar o lado humano dá frutos muito melhores do que aquela que enfatiza
a estratégia de privilegiar o lado humano dá frutos muito melhores do que aquela que enfatiza
a estratégia de privilegiar o lado humano dá frutos muito melhores do que aquela que enfatiza
Assinale a opção correta a respeito das relações de concordância no texto. a) O concordância

Assinale a opção correta a respeito das relações de concordância no texto.

correta a respeito das relações de concordância no texto. a) O concordância com o sujeito subentendido

a) O

concordância com o sujeito subentendido da oração: “Os economistas G. Ranis, F. Stewart e A. Ramirez”

b)

concordância com o sujeito indeterminado; mas é igualmente correto flexionar o verbo no plural, fazendo a concordância com “duas situações”: podem-se ter.

c)

interpretação como indicação de sujeito indeterminado como admite a inferência de “duas dimensões” como sujeito subentendido da oração.

A flexão de plural em “Surgem” tanto permite a

A flexão de singular no verbo em “pode-se” faz a

plural

“Dividiram-nos”

deve-se

no

pronome

em

à

tanto permite a A flexão de singular no verbo em “pode-se” faz a plural “Dividiram-nos” deve-se
tanto permite a A flexão de singular no verbo em “pode-se” faz a plural “Dividiram-nos” deve-se
tanto permite a A flexão de singular no verbo em “pode-se” faz a plural “Dividiram-nos” deve-se
tanto permite a A flexão de singular no verbo em “pode-se” faz a plural “Dividiram-nos” deve-se
tanto permite a A flexão de singular no verbo em “pode-se” faz a plural “Dividiram-nos” deve-se

d)

humano”; mas, se fosse usada a expressão aspectos humanos, a coerência do texto não seria prejudicada, desde que o verbo fosse flexionado no plural.

O termo “mais da metade dos países” estabelece duas

relações diferentes de concordância: “países” determina a flexão de plural em “tinham”, enquanto “permanecia” faz a concordância com “metade”.

“permanecia” faz a concordância com “metade”. A flexão de singular em “dá” é determinada por

A flexão de singular em “dá” é determinada por “lado

“permanecia” faz a concordância com “metade”. A flexão de singular em “dá” é determinada por “lado
“permanecia” faz a concordância com “metade”. A flexão de singular em “dá” é determinada por “lado
e)
e)
“permanecia” faz a concordância com “metade”. A flexão de singular em “dá” é determinada por “lado
“permanecia” faz a concordância com “metade”. A flexão de singular em “dá” é determinada por “lado

ESAF – ANA – ANALISTA ADMINISTRATIVO – 2009

14) Em relação incorreta
14)
Em
relação
incorreta

ao

texto

abaixo,

assinale

a

opção

c) A forma verbal “tem” (Por esses motivos que mesmo os países desenvolvidos têm incentivado) está no plural porque concorda com “os países desenvolvidos”.

que mesmo os países desenvolvidos têm incentivado) está no plural porque concorda com “os países desenvolvidos”.
que mesmo os países desenvolvidos têm incentivado) está no plural porque concorda com “os países desenvolvidos”.

ESAF

PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS PÚBLICAS –

2009

SEFAZ/AFOFP/SP

ANALISTA

EM

PÚBLICAS – 2009 SEFAZ/AFOFP/SP ANALISTA EM – – 15) Com base no texto, assinale a opção

15) Com base no texto, assinale a opção incorreta.

d) A forma verbal “Facilitaram” (Facilitaram a ascensão do extremismo em Gaza a incompetência corrupta do

governo do Fatah, o cruel bloqueio à circulação de bens

governo do Fatah, o cruel bloqueio à circulação de bens pessoas imposto por Israel e a

pessoas imposto por Israel e a opção, tomada por EUA União Europeia, de ignorar diplomaticamente o Hamas fortalecer a ANP.) está no plural porque concorda com sujeito composto que está em posição subsequente.

e

Hamas fortalecer a ANP.) está no plural porque concorda com sujeito composto que está em posição

e

e o
e
o
Hamas fortalecer a ANP.) está no plural porque concorda com sujeito composto que está em posição
Hamas fortalecer a ANP.) está no plural porque concorda com sujeito composto que está em posição

16) Um funcionário escreveu, em um documento oficial, o trecho:

“É inquestionável o estrito cumprimento da legalidade nos procedimentos licitatórios e a execução de contratos
“É inquestionável o estrito cumprimento da legalidade
nos procedimentos licitatórios e a execução de contratos
– ceara em que existem normas que regram as
aquisições financiadas com recursos públicos, sobre os
quais recai necessariamente a fiscalização da destinação
que lhes tenham sido dadas.”

Ao revisar o documento, percebeu que o trecho continha erros gramaticais. Das cinco alterações que fez para eliminar os erros, uma transformou uma expressão gramaticalmente correta em errada. Em que opção isso aconteceu?

para eliminar os erros, uma transformou uma expressão gramaticalmente correta em errada. Em que opção isso
para eliminar os erros, uma transformou uma expressão gramaticalmente correta em errada. Em que opção isso
c) Eliminou o plural de “dadas”: dada . d) Passou o verbo “tenham” para o
c) Eliminou o plural de “dadas”: dada . d) Passou o verbo “tenham” para o
c) Eliminou o plural de “dadas”: dada . d) Passou o verbo “tenham” para o

c) Eliminou o plural de “dadas”: dada. d) Passou o verbo “tenham” para o singular: tenha. e) Retirou o plural do pronome “lhes”: lhe

dada . d) Passou o verbo “tenham” para o singular: tenha . e) Retirou o plural
dada . d) Passou o verbo “tenham” para o singular: tenha . e) Retirou o plural
dada . d) Passou o verbo “tenham” para o singular: tenha . e) Retirou o plural
dada . d) Passou o verbo “tenham” para o singular: tenha . e) Retirou o plural
dada . d) Passou o verbo “tenham” para o singular: tenha . e) Retirou o plural
dada . d) Passou o verbo “tenham” para o singular: tenha . e) Retirou o plural

ESAF – CGU – ANALISTA DE FINANÇAS E CONTROLE – 2008

ESAF – CGU – ANALISTA DE FINANÇAS E CONTROLE – 2008 17) Em relação ao texto,

17) Em relação ao texto, assinale a opção correta.

2008 17) Em relação ao texto, assinale a opção correta. das exportações do Brasil para os

das

exportações do Brasil para os Estados Unidos, exportadores e especialistas em comércio exterior prevêem um período de maiores dificuldades para os próximos meses. O desaquecimento da economia americana é a causa mais óbvia que apontam de um menor crescimento das compras no Brasil.

a) A forma verbal “prevêem” está no plural para concordar com “Estados Unidos”. b) A forma verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”.

Preocupados

desempenho

com

o

mau

recente

verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente
verbal “apontam” está no plural para concordar com “próximos meses”. Preocupados desempenho com o mau recente

18) As opções trazem propostas de continuidade ao trecho abaixo, diferentemente redigidas. Assinale a que contém erro de regência e/ou de concordância.

a que contém erro de regência e/ou de concordância. Como ninguém quer falar em aumento de
a que contém erro de regência e/ou de concordância. Como ninguém quer falar em aumento de

Como ninguém quer falar em aumento de impostos, todos se aferram à expressão mágica: reforma tributária. O tema evoca um país moderno, com distribuição mais justa dos valores arrecadados.

com distribuição mais justa dos valores arrecadados. d) Todos concordam até se sentarem na mesa de
com distribuição mais justa dos valores arrecadados. d) Todos concordam até se sentarem na mesa de
com distribuição mais justa dos valores arrecadados. d) Todos concordam até se sentarem na mesa de
com distribuição mais justa dos valores arrecadados. d) Todos concordam até se sentarem na mesa de

d) Todos concordam até se sentarem na mesa de discussões, quando se inicia os mais acalorados debates. Ninguém quer perder. Estados e Municípios buscam aumentar seu quinhão na nova divisão do dinheiro arrecadado.

ESAF – TCU – ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO – 2006

ESAF – TCU – ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO – 2006 19) Assinale a asserção falsa acerca
ESAF – TCU – ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO – 2006 19) Assinale a asserção falsa acerca
ESAF – TCU – ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO – 2006 19) Assinale a asserção falsa acerca
ESAF – TCU – ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO – 2006 19) Assinale a asserção falsa acerca
ESAF – TCU – ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO – 2006 19) Assinale a asserção falsa acerca

19) Assinale a asserção falsa acerca da estruturação lingüística e gramatical do texto abaixo.

estruturação lingüística e gramatical do texto abaixo. Nem o “sim” nem o “não” venceram o referendo,

Nem o “sim” nem o “não” venceram o referendo, e quem

confi ar no resultado aritmético das urnas logo perceberá a

força do seu engano. ( fazê-lo.

E nem um lado nem outro poderia

do seu engano. ( fazê-lo. E nem um lado nem outro poderia ) a) Para o
do seu engano. ( fazê-lo. E nem um lado nem outro poderia ) a) Para o

)

seu engano. ( fazê-lo. E nem um lado nem outro poderia ) a) Para o texto
seu engano. ( fazê-lo. E nem um lado nem outro poderia ) a) Para o texto

a) Para o texto não apresentar nenhuma incorreção de ordem sintática, a concordância do sujeito composto ligado por

sintática, a concordância do sujeito composto ligado por “nem nem” deve ser feita com o verbo

“nem

nem” deve ser feita com o verbo no plural, tal como

“nem nem” deve ser feita com o verbo no plural, tal como se fez na ocorrência

se fez na ocorrência do mesmo sujeito composto, na primeira linha do texto.

ser feita com o verbo no plural, tal como se fez na ocorrência do mesmo sujeito

ESAF – MTE – AUDITOR-FISCAL DO TRABALHO – 2006

ESAF – MTE – AUDITOR-FISCAL DO TRABALHO – 2006 20- Os trechos a seguir constituem um

20- Os trechos a seguir constituem um texto. Assinale a opção que apresenta erro de concordância.

Assinale a opção que apresenta erro de concordância. a) As riquezas geradas eram, de fato, imensas
Assinale a opção que apresenta erro de concordância. a) As riquezas geradas eram, de fato, imensas
Assinale a opção que apresenta erro de concordância. a) As riquezas geradas eram, de fato, imensas
Assinale a opção que apresenta erro de concordância. a) As riquezas geradas eram, de fato, imensas
Assinale a opção que apresenta erro de concordância. a) As riquezas geradas eram, de fato, imensas

a) As riquezas geradas eram, de fato, imensas e as condições de vida nas cidades costumavam ser horríveis. Para se ter idéia, alguns recenseamentos ingleses, da década de 1840, relatam que o homem do campo vivia, em média, 50 anos e o da cidade, 30 anos. b) Talvez esses números sejam indicadores da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.

da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.
da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.
da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.
da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.
da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.
da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.
da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.
da dramaticidade das modificações ocasionadas, na vida de milhões de seres humanos, pela Revolução Industrial.

c) Essa dramaticidade que, muitas vezes, nos escapa, mas que podemos entrever, como nos informa Hobsbawm, se levarmos em conta que era comum, nas primeiras décadas dos oitocentos, encontrar trabalhadores citadinos vivendo de forma que seria absolutamente irreconhecível para seus avós ou mesmo para seus pais. d) A fragmentação das sociedades campesinas tradicionais, que originou as grandes massas nas cidades, fazem com que, nas palavras de Hobsbawm, “nada se tornasse mais inevitável” do que o aparecimento dos movimentos operários. e) Aqueles trabalhadores, que viviam em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.

em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.
em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.
em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.
em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.
em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.
em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.
em condições insuportáveis, não tinham quaisquer recursos legais, somente alguns rudimentos de proteção pública.