Sunteți pe pagina 1din 3

ESTUDO 2:

A Coisa Mais Enganosa do Mundo

“Tornei-me um quebra-cabeça para mim mesmo” (Santo Agostinho).

um quebra-cabeça para mim mesmo” (Santo Agostinho). “Pela primeira vez examinei a mim mesmo com um

“Pela primeira vez examinei a mim mesmo com um objetivo prático e sério. E ali encontrei o que me apavorou: um zoológico de concupiscências, uma confusão de ambições, um viveiro de temores, um harém de ódios bem-cuidados. Meu nome era Legião”. ( C.S. Lewis).

Por que às vezes alguém diz “Não acredito que eu fiz aquilo!”? Quem nunca se assustou com sentimentos horríveis passeando em sua alma? Num dia damos bons conselhos, no outro, maus exemplos. Falamos uma coisa pensando em outra, sorrimos e choramos sem que o coração esteja alegre ou triste e não enganamos somente aos outros. Às vezes, acreditamos nos enganos dessa coisa. Essa “coisa” é o nosso Coração. É lá que o pecado se esconde (Ec. 9.3; Mt. 15.19). Apesar de estar tão perto de nós, não podemos conhecê-lo. Apenas Deus pode conhecê-lo e ajudar-nos a tratar dele (Jr.17.9,10).

A palavra “Coração” na Bíblia

Esta palavra é usada em diversos sentidos. Às vezes, refere-se à mente, que crê e recebe iluminação (Rm.10.10; Ef. 1.18), ou à vontade, que decide e age (2 Co. 9.7; Ef. 6.6), ou às afeições, que sentem e imaginam (2 Co. 2.4). Em Hb. 4.12 o coração pensa e planeja. Lundgaard propõe que o coração é composto de:

Pensamentos, planos, julgamentos e discernimentos (a mente);

Escolhas e ações (a vontade);

Anelos, desejos, nojos, imaginação e sentimentos (as afeições);

Senso de certo e errado, que aprova ou condena os pensamentos, a vontade e as afeições (a consciência).

Tudo isso é enganoso, mais do que todas as outras coisas. O cristão tem um novo coração (Ez.36.26), uma nova mente (Rm. 7.25; I Co. 2.16), e um novo desejo pelas coisas de Deus (Rm. 7.18; 2 Co. 5.2; Hb. 13.18). Porém, a obra de Deus ainda não terminou (I Jo.3.2). Há muito que lutar ainda.

O pecado pode ser como as velas de aniversário que voltam a acender:

Você as assopra e ri, então o seu queixo cai quando elas brilham em chamas novamente 1 .

1 Kris Lundgaard, op. cit., p. 35.

A mente do cristão ainda não pode ver tão claramente quanto ela gostaria (I Co. 13.9,12), ainda há lutas entre os desejos (Gl. 2.11-13) e a carne não pode fazer a vontade de Deus sem luta (Gl. 5.17). Nos cristãos, o coração continua complicado e enganoso.

Nos cristãos, o coração continua complicado e enganoso. A Vantagem do Cristão Apesar de ser uma

A Vantagem do Cristão

Apesar de ser uma luta difícil, os cristãos podem confiar que irão vencê-la, por causa do Espírito de Deus. Nós não conhecemos os segredos do nosso próprio coração, mas Ele sabe como abri-lo e tratá-lo. Nenhum pecado dentro de nós escapa ao seu olhar e cuidado. Davi sabia disso quando escreveu:

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno 2 .

2 Sl. 139.23,24.

Muitos acreditam que a carne pode ser vencida de uma vez, numa grande e única
Muitos acreditam que a carne pode ser vencida de uma vez,
numa grande e única experiência com Deus, e não numa luta diária. O
que você acha?
Se você concorda que esta luta interior não termina nesta
vida, por que, em sua opinião, Deus estabeleceu as coisas desse modo?
De que modo você acha que deve lutar contra seu enganoso
coração sem se render? Faça uma lista, usando a Bíblia, das suas “armas
de guerra”.
O Espírito é nosso socorro quando o assunto é nosso
coração. A partir do Sl.139, tome um dia para cada um desses três
temas: sua mente, sua vontade, suas afeições. Medite na obra do
Espírito em você. Peça a ele para o sondar e tirar os piores pecados que
Ele achar. Confesse-os, chore sobre eles e os odeie. Peça a
misericórdia de Cristo e a ajuda do Espírito para esmagá-los.