Sunteți pe pagina 1din 4

COMO É O INTERIOR DA TERRA? • AULA 1

Nesta aula Os alunos pensam sobre como é o interior da Terra e conhecem como
Nesta
aula
Os alunos pensam sobre como é o
interior da Terra e conhecem como o
planeta está estruturado em camadas,
começando com a crosta sobre a qual
vivemos. Em seguida, são desafiados a
refletir sobre algumas características da
crosta, considerando os derrames de
lava que ocorrem nas erupções vulcâni-
cas. Informam-se das principais carac-
terísticas de um vulcão e, no Saiba mais,
aprofundam seus conhecimentos sobre
as placas tectônicas que compõem a
crosta terrestre.
16
16
as placas tectônicas que compõem a crosta terrestre. 16 Objetivo Esta aula cria condições para que
as placas tectônicas que compõem a crosta terrestre. 16 Objetivo Esta aula cria condições para que

Objetivo

Esta aula cria condições para que os alunos:

identifiquem as camadas da Terra;

conheçam o que são vulcões e a origem das lavas nas erupções;

percebam que a crosta terrestre é composta de várias placas tectônicas.

Abertura sabem sobre o interior do planeta, ou mesmo a tentar imaginar como ele é. Na primeira atividade da aula, eles po-

derão avançar nessas reflexões. Algu- mas perguntas que você pode fazer a seus alunos são: seria possível cavar um buraco que atingisse as profunde- zas do planeta para ver como ele é por dentro? O interior da Terra é feito de rochas, como a superfície, ou de outro material diferente?

A foto mostra um grande vale em forma

de cânion, que fica no Parque Nacional do Grand Canyon, nos Estados Unidos.

É possível visualizar uma área muito grande, tendo ao centro o vale do rio que formou os cânions.

A partir desta foto muitas discussões

sobre o que existe abaixo da superfí- cie de nosso planeta podem ser feitas. Incentive seus alunos a lembrar o que

Na folha Camadas da Terra, os alunos encontram informações que os auxi- liam a responder a essas questões.

Material • Areia • 1 tubo de PVC ,
Material
• Areia
• 1 tubo de PVC
,

1 pote plástico de 500 mL

1 pote de 20 g de bicarbonato de sódio

1 frasco de 60 mL de vinagre

2 copos graduados

1 tubo de ensaio de vidro

, A2
, A2
• 2 copos graduados • 1 tubo de ensaio de vidro , A2 , A3 •
, A3
, A3

1 frasco com corante vermelho

Material adicional

Água

Folhas de jornal ou papel-toalha

adicional • Água • Folhas de jornal ou papel-toalha Preparação Antes de iniciar a aula, você

Preparação

Antes de iniciar a aula, você precisa pre- parar o modelo de vulcão que os alunos vão observar na Atividade 4, na qual vo- cê realizará uma demonstração.

Coloque o tubo de PVC no centro do po- te de 500 mL. Adicione areia ao redor, formando o cone ou edifício vulcânico do vulcão, dando uma aparência próxi- ma ao formato dos vulcões cônicos. Se achar necessário, umedeça um pouco a areia para facilitar a moldagem.

umedeça um pouco a areia para facilitar a moldagem. Disponha 20 mL de vinagre em um

Disponha 20 mL de vinagre em um co- po graduado e adicione duas gotas de corante vermelho.

Coloque 15 mL de bicarbonato de sódio em outro copo graduado.

Forre com folhas de jornal a área onde será feita a demonstração do modelo de erupção vulcânica.

1717
1717

COMO É O INTERIOR DA TERRA? • AULA 1

COMO É O INTERIOR DA TERRA? • AULA 1 Atividades Oriente os alunos a formar equipes

Atividades

Oriente os alunos a formar equipes de quatro integrantes.

A intenção dessa pergunta é

incentivar os alunos a expressar como eles imaginam que é o

interior da Terra. Essa é uma boa opor- tunidade para perceber se eles já têm alguns conhecimentos sobre o assunto ou não. Utilize suas observações sobre os debates entre os alunos para avaliar

os conhecimentos prévios que eles pos-

suem. Incentive o registro dessas ideias

no Diário de Ciências, para que, nas pró-

ximas aulas, os alunos possam compa- rar o que sabiam com o que acabaram de aprender.

1
1

Distribua a folha Camadas da Terra e peça às equipes que a

analisem e comparem com as ideias que eles acabaram de registrar no Diário de Ciências na Atividade 1.

2
2

Pergunte aos alunos quais são as seme-

lhanças e as diferenças entre suas ideias

e o modelo mostrado na folha. Eles ima- ginavam que o interior da Terra fosse organizado em camadas? Acompanhe

o trabalho dos alunos enquanto eles

respondem às questões desta atividade.

No verso da folha encontra-se um es- quema que apresenta as profundidades de início e fim de cada camada da Terra. Esses dados não precisam ser decora- dos pelos alunos, mas devem perma- necer à disposição para que, sempre que necessário, o esquema possa ser consultado por eles.

Incentive o debate entre os alu- nos sobre as questões apre-

sentadas neste item, antes que eles leiam o texto Os vulcões. As interro- gações que surgem nos debates são

importantes para que os alunos compre- endam melhor as ideias do texto, inte- grando-as ao que já sabem.

3
3

Em seguida, peça aos alunos que leiam

o texto Os vulcões, ou faça uma leitura

18
18
que leiam o texto Os vulcões , ou faça uma leitura 18 1 o Mostre aos
que leiam o texto Os vulcões , ou faça uma leitura 18 1 o Mostre aos
1 o Mostre aos alunos a montagem que você preparou antes da aula (veja o
1 o Mostre aos alunos a montagem que
você preparou antes da aula (veja o
item Preparação).
2 o Coloque no tubo
de ensaio os 20 mL
de vinagre com co-
ERUPÇÃO
rante vermelho. Insira
o conjunto dentro do
VULCÂNICA
tubo de PVC, que de-
ve estar firme na areia.
3 o Despeje os 15 mL
de bicarbonato de só-
dio diretamente dentro
do tubo de ensaio com
vinagre e afaste-se pa-
ra que os alunos pos-
sam ver o que ocorre.
1919
1919

compartilhada. Após a leitura, os alunos devem responder às questões da ativi- dade no Diário de Ciências.

Observe as respostas dos alunos e veja se eles apontam o fato de que a cros- ta terrestre deve apresentar aberturas para que o material quente do manto, o magma, possa se mover em direção à superfície e se transformar em lava vul- cânica. Essa ideia de que a crosta deve ter aberturas para a passagem da lava é importante para que os alunos relacio-

nem esses eventos à existência das pla- cas tectônicas, que eles vão conhecer na leitura do Saiba mais.

Você pode iniciar a atividade ex- plicando aos alunos que eles

vão observar uma analogia, ou seja, uma relação de semelhança entre as erupções vulcânicas e a erupção do material colocado no modelo de vulcão. Nesse caso, a analogia tem o objetivo de ilustrar a situação que provoca a saí- da da lava do vulcão, procurando imitar

4
4

o que ocorre na realidade, para dar uma noção aproximada do fenômeno.

Nesse modelo a espuma é formada devido à liberação de gás carbônico produzido pela reação química entre o bicarbonato de sódio e o ácido acético

do vinagre. Informe à classe que a pres- são do magma no interior do planeta não

é provocada pelo aumento da quantidade

de gases, como na simulação. Os vulcões entram em erupção em razão da gran- de pressão provocada pelas altas tem-

peraturas a que o magma do manto está submetido, e aos movimentos das placas tectônicas. O magma sob pressão, e em permanente movimento, vem em direção à superfície, transforma-se em lava e es- capa por qualquer região mais frágil que se crie na crosta, originando as erupções.

Oriente os alunos a forrar o local de trabalho, tanto para evitar sujeira sobre as carteiras, como para facilitar a limpe- za no fim das simulações.

COMO É O INTERIOR DA TERRA? • AULA 1

Saiba mais Este texto organiza uma série de con- teúdos da aula. Principalmente a ideia

Saiba

mais

Este texto organiza uma série de con- teúdos da aula. Principalmente a ideia de que a Terra passou por um processo de aquecimento durante sua formação,

o que explica a existência de um interior muito quente até hoje. Você pode reali- zar uma leitura compartilhada do texto com seus alunos, dando pausas para que eles possam pensar nas informa- ções que estão recebendo. O conceito

de placas tectônicas deve ser novo para

a maioria dos alunos, e conversar so-

bre ele é importante, pois a construção

desse conceito é complexa e deve ser incentivada sempre que possível.

A relação entre os limites das placas

tectônicas e a presença de vulcões é um tema importante e que deve ser res- saltado para os alunos.

Sobre o Tema

Placas tectônicas

A superfície da Terra é rígida e composta

de 14 placas tectônicas, umas maiores, outras menores. Juntas, essas placas formam a litosfera. As placas se movem por toda a superfície da Terra por causa dos movimentos do magma.

Interação convergente ou destrutiva

As placas com limites convergentes apre-

sentam uma região onde a placa mais densa mergulha por baixo de outra, de menor densidade, conhecida como zona de subducção. Os limites convergentes podem ser entre duas placas oceânicas, entre uma placa oceânica e uma conti- nental e entre duas placas continentais.

e uma conti- nental e entre duas placas continentais. O arco de ilhas da Indonésia é

O arco de ilhas da Indonésia é exemplo

de interação convergente entre duas pla- cas oceânicas. Ela ocorre entre a placa das Filipinas e a do Pacífico.

A interação entre a placa de Nazca e a

Sul-Americana é do tipo placa oceânica- -placa continental. A placa de Nazca mergulha sob a Sul-Americana, forman-

do um cinturão de montanhas com au- mento da temperatura da placa.

A interação que ocorre entre duas placas

continentais provoca a compressão de

entre duas placas continentais provoca a compressão de O arco de ilhas da Indonésia uma placa

O arco de ilhas da Indonésia

uma placa contra a outra, criando tam- bém um cinturão de montanhas, como a cordilheira do Himalaia, formada pela convergência entre a placa Indiana e a Euroasiática.

Interação divergente

Uma interação desse tipo ocorre quando duas placas se afastam uma da outra e o espaço entre elas é preenchido por novo material proveniente do magma. É encon- trada nas dorsais oceânicas, entre as pla- cas Sul-Americana e Africana, por exemplo.

A partir do conhecimento da existência

das dorsais oceânicas, a hipótese de ex- pansão dos fundos oceânicos passou

a ser aceita. Por meio de medições da

orientação magnética dos minerais das rochas (que se portam como ímãs natu- rais) do fundo dos oceanos, percebeu-se um padrão de inversões magnéticas periódicas de ambos os lados das dor- sais, com correspondência direta com a inversão do campo magnético da Terra. Essa evidência serviu para apoiar a ideia de que o fundo dos oceanos está “se abrindo”, ou seja, essas placas estão se distanciando.

abrindo”, ou seja, essas placas estão se distanciando. Na região em que as placas se afastam,

Na região em que as placas se afastam, há a formação permanente de novas porções de crosta, numa velocidade aproximada de 2 centímetros por ano.

Interação conservativa

É um movimento lateral entre as placas.

Elas são impelidas a se mover, mas são contidas pelo atrito que exercem entre si. Isso causa um acúmulo de energia dos dois lados da falha. Quando final- mente as placas vencem o atrito que as mantém paradas, a energia liberada é muito grande. Esse movimento brusco causa terremotos, fenômeno comum a esse tipo de limite.

A Falha de San Andreas, localizada nos

EUA, é um exemplo bem conhecido de interação entre placas.

20 2121
20
2121

COMO É O INTERIOR DA TERRA? • AULA 1

COMO É O INTERIOR DA TERRA? • AULA 1 Pergunte aos alunos 1. Qual a camada

Pergunte aos alunos

1. Qual a camada do interior da Terra que é constituída de material líquido? Quais são os dois principais metais que formam essa camada?

Essas informações podem ser obti-

das pelos alunos nos textos da folha Camadas da Terra. O núcleo externo

é líquido, e as camadas do núcleo

terrestre são formadas principalmente por ferro e níquel.

2. O que são as placas tectônicas?

No texto do Saiba mais sobre placas

tectônicas podemos obter uma expli- cação do que são placas tectônicas.

A crosta terrestre é dividida em peda-

ços, as placas tectônicas, que flutu- am sobre o manto e se movem muito lentamente.

3. Onde é encontrada a grande maioria dos vulcões?

No texto do Saiba mais podemos veri- ficar que a maioria dos vulcões se en- contra na região de contato, ou limite entre as placas tectônicas. Nessas regiões o material do manto encontra maior facilidade de sair para a crosta.

22 2323
22
2323