Sunteți pe pagina 1din 9

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Figura: www.biinternational.com.br “Gerenciar não é apenas pensamento passivo e adaptativo;

“Gerenciar não é apenas pensamento passivo e adaptativo; é tomar providências para que ocorram os resultados desejados.”(Peter Drucker)

2010

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO- GESTÃO ESTRATÉGICA

1- CONSIDERAÇÕES :

O planejamento estratégico nos dias atuais é muito enfatizado em todas as organizações,esta

ferramenta da administração, tornou-se a mola mestra para planejarmos. O Planejamento Estratégico, que se tornou o foco de atenção da alta administração das organizações. Etimologicamente a palavra estratégia vem do grego , significa , a arte do geral, e também a arte do general, a estratégia procura dar ordem e não ambiguidade. De acordo com Amaru, Estratégia é a seleção dos meios para se realizar um objetivo e teve sua como origem situações de concorrência tais como guerras, jogos, e outros. Relatos de até mesmo antes de cristo, o filósofo grego Aristóteles falava que o objetivo da estratégia é a vitória. Porém, é na incoerência que a

estratégia fertiliza, pois o planejamento estratégico direciona-se para as medidas positivas que uma empresa pode tomar ao enfrentar ameaças e se fazer valer das oportunidades encontradas em seu ambiente. Afinal , o que é Planejamento Estratégico na Administração: trata-se de um instrumento mais flexível que o conhecido Planejamento a Longo Prazo. Uma peça-chave da estratégia é a seleção de características e medidas a serem consideradas tomadas.

É uma ferramenta que vai estimular, os administradores a pensar o que seria importante ou

relativamente importante, e aprender a concentrar sobre assuntos relevantes da organização. Um fator importante no uso do Planejamento Estratégico é o seu vínculo com a administração estratégica nas organizações. O planejamento estratégico não é isolado, ele deve estar no processo estratégico, pois só assim sua contribuição será importante na gestão administrativa para a obtenção dos resultados. Outro fator importante é fazer a diferença entre “Planejamento Estratégico” e “Planejamento a Longo Prazo” muitos profissionais da administração o usam como se fossem sinônimos. De acordo com Igor ANSOFF (1990), somente um número reduzido de empresas usa o verdadeiro Planejamento Estratégico. A maior parte das organizações emprega técnicas antigas do Planejamento a Longo Prazo, estas técnicas fundamentam-se em extrapolação de acontecimentos passados. O Planejamento a Longo Prazo foi uma metodologia idealizada e desenvolvida nos Estados Unidos na década de 50, e sofreu influência da metodologia utilizada em Países com economia planejada a longo prazo. Devido a este fato os planos de longo prazo ( dez anos e mais ) tornara-se projeções de lucros, passando a ser limitado em pensamento estratégico e gasto enorme de papel.( BOWER,(1966). Esses planos não admitiam a visão da realidade futura. Em meados dos anos 60, surgiu a metodologia do Planejamento Estratégico idealizada por Ansoff, dos pesquisadores do Stanford Research Institute e dos consultores da McKinsey

Consulting Co.(TAYLOR, 1975). Segundo Philip Kotler, "o planejamento estratégico e uma metodologia gerencial que permite estabelecer a direção a ser seguida pela organização, visando maior grau de interação com o ambiente". O autor quando fala em direção, reforça sobre o âmbito de atuação, das macro políticas, macros objetivos, macro estratégia, das estratégias funcionais, políticas funcionais, objetivos funcionais e os filosofia de atuação da organização. Podemos observar que o grau de interação entre o ambiente e a organização, pode ser positivo ou negativo e o neutro. O positivo seria o que favorece a organização, e o negativo aquele que traria elementos nocivos a organização , além destes dois temos o neutro que não trás nem benefício e nem prejuízo, e uma variável que fica na dependência de qual comportamento estratégico que a organização assumiu. Sendo assim, o planejamento estratégico vai prever o futuro da empresa e vai direcionar os elementos de crescimento a uma evolução lucrativa para o negócio. Finalizando o planejamento estratégico é uma das ferramentas administrativas primordiais no sentido de mapear cenários futuros, e gerenciamento de informações vitais para a organização num contexto global tão competitivo. 2-DEFINIÇÕES DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

de pensar no futuro, integrada no processo decisório,

com base em um procedimento formalizado e articulador de resultados”.

É um processo de selecionar oportunidades e obtém-se vantagens da empresa com os

desafios do ambiente, além de projetar e “construir” o futuro. (Pascale). “O planejamento estratégico não diz respeito a decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões presentes.” ( Drucker, 1992, p.65)

Segundo Mintzberg é uma “

forma

3-CONCEITOS DE GESTÃO ESTRATÉGICA-ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA

A Administração Estratégica é conceituada como um processo contínuo e interativo que

tem por finalidade manter uma empresa como um conjunto interligado ao seu ambiente. Em tempos remotos, o processo de administração estratégica era esquematizado na maioria

das vezes pelo departamento de planejamento das organizações. Os departamentos de planejamento nos dias de hoje, perderam um pouco de sua influência (CERTO, 1993).

O processo de administração estratégica tem a finalidade de manter uma organização como

um conjunto integrado ao seu ambiente, num processo evolutivo, contínuo e interativo. O resultado conduz , no seu escopo, a ideia de que a administração estratégica é, a administração da mudança (ANSOFF, 1981).

A gestão estratégica deve seguir a evolução de seus resultados. Tudo o que mudar no

ambiente, novas avaliações do diagnóstico devem ser feitas e, como consequência, decisões novas devem ser tomadas. É interessante lembrar que o plano deve ser refeito a cada nova mudança. Existem determinados gerentes que consideram que após a confecção do plano estratégico, os trabalhos com ele cessam, ao contrario ele deve ser refeito a cada mudança. O planejamento estratégico pode ser muito bem elaborado, porém se não houver entendimento da gerência para a cada mutação, o plano ficará condenado ao fracasso.

4-QUATRO NÍVEIS DA GESTÃO ESTRATÉGICA

Segundo Maximiano(2004), a abrangência da estratégia depende do tamanho da organização, e aplica-se em 04 níveis:

a) Estratégia Corporativa: é aquela que tem abrangência de seus objetivos e dos interesses de

todos os negócios das empresas que atuam em vários ramos de negócios, tais como a Organização

Bradesco (Banco,seguradora, autopeças). Neste tipo de estratégia de corporação as decisões que os Executivos podem ter são:

1. Em que tipo de negócios podemos atuar?

2. Quais os objetivos de cada ramo dos negócios?

3. Como devem os recursos se alocados para a realização destes objetivos?

b) Estratégia de Negócio:

Também chamada de unidade de negócios é a designação de empresas , ou a divisão de uma

grande empresa que vai atuar num ramo particular , diferentes ramos , ou divisões. Ex: Televisão a cabo,-negócio especifico da GLOBO, mas atua em acesso à internet , que é outro ramo de negócio. No ramo de negócios a estratégia foca em outras organizações, isoladas ou que pertencem a outra corporação , mas que atuam no ramo de negócios .A estratégia de negócios é também o nível de abrangência das empresas que atuam em apenas um tipo de negócio. As decisões mais importantes devem responder aos seguintes questionamentos:

1. Qual a estratégia para competir nesse mercado específico?

2. Que produtos e serviços deverão ser oferecidos?

3. Que clientes serão prioritários?

4. Como deverão os recursos ser distribuídos dentro do próprio negócio?

c) Estratégia Funcionais : São estratégias também denominadas de nível tático , são aplicadas as

funções da organização ou funções de determinadas unidades que atuam no mesmo ramo de negócio. As funções são as comuns de toda empresa , são elas: Marketing, produção,finaças,

recursos humanos e engenharia. As estratégias funcionais vão implementar os objetivos definidos

para o ramo ou para a unidade de negócios.

d)Estratégias Operativas ou Operacionais: Estabelecem diretrizes específicas como conduzir as

atividades diárias, permitem à organização a ser flexível e adaptar-se as mudanças do mundo

globalizado, de modo a definir meios e realizar ações para alcance de objetivos maiores.

5-FUNÇÕES ESTRATÉGICAS DAS ORGANIZAÇÕES

1. Dar o rumo;

2. Concentrar os esforços;

3. Definir a organização;

4. Ser uma fonte de coerência interna; Para cada vantagem, existe uma desvantagem.

6-ETAPAS DA ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA

A administração estratégica pode ser definida em etapas

interdependentes, de acordo com os itens a seguir:

inter-relacionadas

e

1. análise de ambiente externo - verificando as oportunidades e ameaças ou limitações;

2. análise de ambiente interno - pontos fortes e fracos;

3. estabelecimento de missão organizacional e dos objetivos gerais;

4. formulação de estratégias em todos os níveis, que permitam à organização

combinar os seus pontos fortes e fracos com as oportunidades do ambiente;

5. implementação de estratégias; e realização de atividades de controle estratégico.

7-QUADRO DE AUTORES E SUAS PALAVRAS CHAVES PARA GESTÃO

ESTRATÉGICA-Abrangência da estratégia

AUTOR

PALAVRAS-CHAVES

MITINZEBERG

Futuro,decisão,resultados,programação.

ANSOFF

Negócio atual,tendências,decisão,concorrência, produtos e serviços.

PASCALE

Seleção de oportunidades,produtos e serviços,investimento de recursos,objetivos

CHANDLER

Metas e objetivos de longo prazo, cursos de ação, alocação de recursos

HAMPTON

Vantagens de empresa em relação aos desafios do ambiente, adaptação da empresa ao ambiente

8-TIPOS DE PLANEJAMENTO Quanto à natureza:

Planejamento Estratégico É o carro-chefe do planejamento da organização. Determina os aspectos internos e externos, determina a direção a ser seguido pela empresa, gerenciamento e alocação de recursos. A responsabilidade pela elaboração desse planejamento fica a cargo da alta administração da empresa.

Planejamento Tático

O

planejamento

tático

é

desenvolvido

em

níveis

organizacionais

intermediários,

sua

principal finalidade é o uso eficiente dos recursos fixados anteriormente no plano estratégico. trabalha com os objetivos, estratégias e políticas estabelecidas pelo planejamento estratégico.

Planejamento Operacional É a fase final do processo de planejamento tem por finalidade formalizar o plano pretendido, por meio de criação de metodologias de desenvolvimento. Obedece o cronograma, elabora o plano de ação que será aplicado no dia-a-dia da empresa. Esse planejamento contabiliza os recursos necessários para a viabilidade e implantação, faz os procedimentos básicos a serem tomados, são autores da implantação e execução dos produtos finais .

Quanto aos objetivos e metas organizacionais:

Planejamento Permanente (Políticas) Planejamento de Uso Único (Programas/Projetos)

Quanto ao tempo:

Planejamento de longo prazo Planejamento de médio prazo Planejamento de curto prazo

9-QUATRO PASSOS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - SEGUNDO STORNER E FREEMAN( 1999, P.91):

Passo 1: Estabelecer um objetivo ou um conjunto de objetivos. O planejamento tem início com a definição sobre o que a organização ou uma subunidade deseja alcançar. A identificação de prioridades e a determinação de seus fins possibilitam uma utilização eficaz dos recursos.

Passo 2: Definir a situação atual, ou seja, analisar até que ponto a organização está afastada de seus objetivos e com que recursos ela pode contar para atingir seus objetivos. Essas informações são fornecidas por intermédio dos canais de comunicação dentro da organização e entre suas subunidades.

Passo 3: Identificar que fatores internos e externos podem ajudar ou criar problemas para a organização no alcance dos seus objetivos.

Passo 4: Elaborar um plano ou um conjunto de ações para atingir o(s) objetivo(s). Envolve a determinação de diversas alternativas e a escolha da mais apropriada para se atingir os objetivos propostos.

Passo 5: Este último passo não é necessário se o planejador, após o exame da situação atual, previr que o plano que já está sendo executado conduzirá a organização ou a subunidade à consecução de seu objetivo. Todavia, faz-se o planejamento se as condições atuais não estejam atingindo os objetivos e satisfazendo as expectativas, sendo necessário elaborar outro plano.

10-ETAPAS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO-Fonte: Vasconcellos Filho (1984, p. 36)

DEFINIÇÃO DO NEGÓCIO

DEFINIÇÃO DA MISSÃO

ANÁLISE DO AMBIENTE

ELABORAÇÃO DO PLANO CONTINGENCIAL

DEFINIÇÃO DA FILOSOFIA DE ATUAÇÃO

DEFINIÇÃO DAS POLÍTICAS

DEFINIÇÃO DOS OBJETIVOS E METAS

FORMULAÇÃO DE ESTRATÉGIAS

CHECAGEM DA CONSISTÊNCIA DO PLANO

IMPLEMENTAÇÃO

11- METODOLOGIA ADAPATADA A REALIDADE INTERNA E AMBIENTAL

EMPRESARIAL - apresentada por Oliveira (2004)

O autor apresenta quatro fases básicas para a confecção e implementação do planejamento

estratégico: diagnóstico estratégico, missão da organização, instrumentos prescritivos e

quantitativos, e controle e avaliação.

REFERÊNCIA BIBLIOGRAFICA

ANSOFF, H. Igor. Implantando a administração estratégica. São Paulo : Atlas, 1993.

DRUCKER, Peter Ferdinand. Administrando para o futuro : os anos 90 e a virada do século.

São Paulo : Livraria Pioneira Editora, 1992.

KOTLER, Philip. Administração de marketing. São Paulo : Atlas, 1975.

OLIVEIRA , D. de P. R. Planejamento estratégico : conceitos, metodologia e prática. São Paulo:

Atlas, 2004.

STONER, J. A. F; FREEMAN, R. E. Administração. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil,

1999.

VASCONCELLOS FILHO , P. Planejamento estratégico para a retomada do desenvolvimento .

Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1985.