Sunteți pe pagina 1din 4

Desenho do Pé

OBJETIVOS: Socializar, integrar, perceber a necessidade de assumir


compromissos, crescer, valorizar-se.

MÚSICA: da preferência do grupo.

MENSAGEM: não há.

DESCRIÇÃO:

1. O animador deve providenciar uma grande folha de papel e lápis


colorido para cada participante.Depois deve motiva os participantes a
desenharem num grande papel o próprio pé.
2. Em seguida, encaminha a discussão, de forma que todos os
participantes tenham oportunidade de dizer o que pensam e o que
sentem:
• Todos os pés são iguais?
• Estes pés caminham muito ou pouco?
• Por que precisam caminhar?
• Caminham sempre com um determinado objetivo?
• Quanto já caminhamos, lembrar de pessoas que lutaram por
objetivos concretos e conseguiram alcançá-los.
3. Terminada a discussão, o animador convida a todos que escrevam no
pé que desenharam algum compromisso concreto que irão assumir.

AVALIAÇÃO:

1. O que nos observamos?


2. O que sentiu ao assumir esse compromisso? Vamos cumprir esse
compromisso?
3. O que aprendemos? O que essa dinâmica acrescenta para nós e o
grupo?
Aqui Estou
OBJETIVOS: Fazer com que pessoas que estão tendo um primeiro contato se
conheçam e se integrem mais facilmente. Essa forma de apresentação ajuda
também a definir os grupos naturais.

MÚSICA: da preferência do grupo.

MENSAGEM: não há.

DESCRIÇÃO:

1. O coordenador orienta os participantes a escreverem seu nome na folha


em branco que receberam. É importante colocar o nome em letra grande
e visível a uma distância média.
2. Em seguida, cada um escreve cinco respostas para a pergunta: quem
sou? O coordenador não deve dar mais detalhes para que as pessoas
possam usar sua imaginação com total liberdade.
3. Quando todos tiverem escrito as respostas, prendem o papel no peito,
com o alfinete e circulando pela sala, vão lendo o que está escrito no
papel dos outros, o nome e as respostas dadas à pergunta. Deve-se
evitar os comentários, observando os outros em silêncio. Quando todos
tiverem observado os demais,

AVALIAÇÃO:

1. O que se conseguiu alcançar?


2. Como cada um se sentiu?
3. Qual a utilidade dessa dinâmica para outras ocasiões?
4. Do que mais gostamos?
Dinâmica das Cores
OBJETIVOS: Que os participantes consigam, apoiados nas cores, manifestar
sentimentos e emoções. Além de se expressar.

MÚSICA: da preferência do grupo.

MENSAGEM: não há.

DESCRIÇÃO:

1. O animador deve providenciar várias folhas de papel de diferentes


cores, em tamanhos visível a certa distância e colocadas em lugar
visível a todos.
2. O animador faz a movimentação do exercício, lembrando que os seres
humanos, desde épocas muito remotas, sempre atribuíram às cores
significados especiais, chegando até alguns a atribuir-lhes uma
influência que vai muito além dos efeitos meramente estéticos. Sua
função, neste momento, é a de ajudar a nos conhecer melhor.
3. Convida cada um dos presentes a escolher a cor com que melhor se
identifica e a anotar em seu caderno as razões dessa escolha.
4. Cada participante escolhe sua cor preferida e anota as razões de sua
preferência. A seguir, no plenário, as pessoas revelam a cor escolhida e
comentam as razões da preferência. Os demais podem interferir, não só
fazendo pergunta, mas também solicitando explicações.

AVALIAÇÃO:

1. De que serviu o exercício? Depois dele, como nos sentimos?


AS FERRAMENTAS
OBJETIVO: Oração, revisão de vida, apresentação e integração

MÚSICA: pode-se cantar a música “Vem Espírito, sozinho eu não posso


mais...”.

MENSAGEM: não há.

DESCRIÇÃO:

1. O animador deve providenciar um papel com o nome de uma ferramenta


escrita nele (martelo, prego, parafuso, serrote, chave de fenda, pincel,
porca, metro,... ). Será distribuído um papel para cada participante.
2. Eles refletirão por alguns minutos. Após esse primeiro momento, o
coordenador explicará que cada um terá que se apresentar e dizer qual
ferramenta tirou e explicar um pouco como se pode qualificar uma
pessoa sendo tal ferramenta, no caso, ele próprio. Se ele se vê daquela
forma (dentro e fora da Igreja). O coordenador pode auxiliar cada um
sobre a ferramenta que retirou. Por exemplo, uma pessoa retirou o
“Parafuso” e ele diz: “– Meu nome é Juberto, tenho 24 anos ..., e a
ferramenta que eu retirei foi o parafuso. Ás vezes, vejo que eu dou
muitas voltas para chegar aos meus objetivos, que preciso de ajuda
assim como o parafuso precisa da chave de fenda...
3. O animador finaliza dizendo que às vezes todos nós, mesmo sendo
diferentes, somos fundamentais para a Evangelização, para Deus. Cada
ferramenta possui seus defeitos e qualidades, mas apenas, juntas,
conseguem criar cadeiras, mesas, portas. Para Deus também, pois nós
temos defeitos e qualidade, mas apenas estando juntos conseguiremos
alcançar a Glória de Deus.

PALAVRA: Jo 17, 21 (“Para que todos sejam um”)

AVALIAÇÃO:

1. Foi fácil ou difícil fazer esta passagem? Por que?


2. Esta dinâmica é uma ajuda para você? Em que sentido?
3. De acordo com o texto e a dinâmica, que conclusões podemos tirar!