Sunteți pe pagina 1din 3

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

 

CONTROLE VIA AÇÃO (Controle Concentrado)

 

CONTROLE VIA EXCEÇÃO OU DEFESA (Controle Difuso)

 

ADIN – Ação Direta de Inconstitucionalidade

 

ADIN OMISSÃO

 

ADECON – Ação Declaratória de Constitucionalidade

 

ADPF (Arguição por descumprimento de preceito fundamental)

MANDADO DE

Atos Normativos (declaração incidenter tantum)

 

INJUNÇÃO

INDIVIDUAL OU

     

COLETIVO

 

(omissão)

COMPETÊNCIA

STF (102, I, a da CF) – competência originária

STF (102, I, a da CF) – competência originária.

STF (102, I, a da CF) – competência originária.

STF (102, § 1º) – competência originária

Qualquer juízo ou Tribunal (observadas as regras de organização judiciária)

Qualquer juízo ou Tribunal.

Em segundo grau: Pleno ou Órgão Especial do Tribunal

 

Art. 103 CF e artigo 2º da Lei 9.868/99:

Art. 103 CF e artigo 2º da Lei 9.868/99:

Art. 103 CF:

Art. 103 CF e artigo da

Qualquer pessoa física ou jurídica, no caso concreto.

Qualquer pessoa física ou jurídica, no caso concreto.

- Presidente da República

Lei 9882/99:

LEGITIMIDADE

-

Presidente da

- Presidente da República

- Mesa do Senado Federal

- Presidente da República

   

República

- Mesa do Senado Federal

- Mesa da Câmara dos

- Mesa do Senado Federal

ATIVA

-

Mesa do Senado

Mesa da Câmara dos Deputados

-

Deputados

- Mesa da Câmara dos

Federal

-

Mesa da Assembléia

Deputados

-

Mesa da Câmara dos

-

Mesa da Assembléia

Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito

-

Mesa da Assembléia

Deputados

Legislativa ou da Câmara

Legislativa ou da Câmara

Mesa da Assembléia Legislativa ou da

-

Legislativa do Distrito Federal

Federal

Legislativa do Distrito

-

Governador do Estado

Federal

Câmara Legislativa do Distrito Federal

-

Governador do Estado

ou do Distrito Federal

-

Governador do Estado

ou do Distrito Federal

-

Procurador-Geral da

ou do Distrito Federal

-

Governador do Estado

-

Procurador-Geral da

República

-

Procurador-Geral da

ou do Distrito Federal

República

-

Conselho Federal da

República

-

Procurador-Geral da

-

Conselho Federal da

OAB

-

Conselho Federal da

República

OAB

-

Partido Político com

OAB

-

Conselho Federal da

-

Partido Político com

representação no CN

-

Partido Político com

OAB

representação no CN

-

Confederação Sindical

representação no CN

-

Partido Político com

-

Confederação Sindical

ou entidade de classe de âmbito nacional

-

Confederação Sindical

representação no CN

ou entidade de classe de

ou entidade de classe de

-

Confederação Sindical

âmbito nacional

 

âmbito nacional

ou entidade de classe de

âmbito nacional

OBJETO

Lei ou ato normativo federal, estadual ou distrital contestados em face da CF/88

Na ausência de norma regulamentadora sobre assunto tratado em artigo

Lei ou ato normativo federal

Evitar ou reparar lesão a preceito fundamental, resultante de ato do Poder

Na ausência de norma regulamentadora sobre assunto tratado na CF em de eficácia limitada, prescrevendo direitos, liberdades constitucionais e prerrogativas inerentes à nacionalidade, à soberania e à cidadania.

Qualquer lei ou ato de indiscutível caráter normativo, contrário à Constituição.

(CAMPO

Público e quando for relevante o fundamento da controvérsia constitucional sobre lei ou ato normativo federal, estadual, municipal, distrital incluídos os anteriores à Constituição.

MATERIAL)

 

da CF de eficácia limitada

 

-

ver ADPF n. 33

 
 

- Possível (102, I, p CF)

Impossibilidade.

-

Possibilidade

-

Possível

Impossibilidade.

Possível, seguindo-se as regras processuais.

-

CAUTELAR

(jurisprudência do STF –

 

- Erga omnes

No entanto, devido às

ADC 4)

No entanto, devido às

 

CABIMENTO

- ex nunc

tendências, o tema pode

-

Erga omnes

novas tendências, pode-se

- vinculante

ser revisto.

- Erga omnes

-

vinculante

pensar na modificação desse entendimento.

E

- Vinculante

 

EFEITOS DA

Obs.: O artigo 11 da Lei 9868/99 permite eficácia retroativa, ou seja, ex tunc.

(suspensão dos julgamentos – por 180 dias)

(podendo o Tribunal determinar a suspensão dos julgamentos)

 

CAUTELAR

 

Cautelar:

Mérito:

Cautelar:

Cautelar:

- Juízo Monocrático = o

-

Juízo Monocrático = o

QUORUM

-

regra geral = maioria

regra geral = maioria absoluta

-

-

regra geral = maioria

próprio juiz de modo incidental poderá decidir.

próprio juiz de modo incidental poderá decidir.

absoluta;

Maioria Absoluta (6),

absoluta

no período de Recesso = Presidente do

-

presentes 8 Ministros.

 

-

no período de Recesso,

   

extrema urgência, perigo

- Juízo Colegiado (Pleno ou Órgão Colegiado), segundo o art. 97 CF = maioria absoluta dos

-

Juízo Colegiado (Pleno ou

Tribunal.

lesão grave = relator

Órgão Colegiado), segundo o art. 97 CF = maioria absoluta dos membros do Tribunal ou Órgão Especial, de acordo com o regimento interno.

Mérito:

Mérito:

-

Regra geral = maioria

Mérito:

-

Regra geral =

absoluta (6), presentes 8

-

regra geral = maioria

membros do Tribunal ou Órgão Especial, de acordo com o regimento interno.

maioria absoluta (6), presentes 8 Ministros

Ministros.

absoluta (6), presentes 8 Ministros: artigo 11 da Lei 9882/99 para dar efeito “ex nunc” ou prospectivo (8), presentes 8 Ministros.

art. 27 da Lei 9868/99 para dar efeito “ex nunc” ou prospectivo (8), presentes 8 Ministros.

-

   
 

Efeito:

 

-

Quanto

ao

Órgão

Efeito:

Efeito:

Efeito:

Para as partes:

 

EFEITOS DA

 

legislativo competente –

 

-

erga omnes

será dada ciência,

- erga omnes

-erga omnes

- inter partes

 

- inter partes

 

DECISÃO DE

-

Ex tunc ou prospecto

constituindo-o em mora.

- ex tunc

- ex tunc

 

- ex tunc

-

Vinculante

(regra

- vinculante

- vinculante (regra geral)

ou

 

MÉRITO

geral)

Obs.: Na ADI

3.682, o

Obs.: O STF já admitiu efeito efeito ex nunc e pro futuro RE 197.917

 

STF “determinou” que o

- erga

omnes

até que

Legislativo elaborasse de

norma no prazo

a

18

Obs.: Pode

ser dado

sobrevenha

a

medida

Obs.: Pode ser dado efeito ex nunc ou prospectivo (artigo 27 da Lei 9868/99) – 2/3 dos Ministros. (ver aula de 10/11/09 do Professor André – sobre manipulação de efeitos)

efeito ex nunc (artigo 11

integrativa,

na

linha

do

 

meses (“apelo ao legislador”)

da Lei 9882/99) – 2/3 dos Ministros.

entendimento

fixado

pelo

Obs.: Reclamação 4335 – a tendência está mudando, para conferir efeito “erga omnes”. Mas ainda não mudou.

STF

no

MI

712,

que

   

consagrou

a

teoria

-

Quanto

ao Órgão

concretista geral.

 

Administrativo: deverá fazer a lei, no prazo de 30

 

dias,

sob

pena

de

Para terceiros (art. 52, X):

responsabilidade.

 

-

suspensão da execução da

lei pelo Senado Federal,

através de Resolução:

 

erga omnes;

-

ex nunc

Trancedência: matéria pendente de julgamento pelo STF – Rcl. 4335/AC

 

Não participa

 

Não Participa

Não participa

Não participa

Não Participa

 

Poderá suspender a

SENADO

   

aplicação da lei, mediante

FEDERAL

resolução

(após

requerimento do STF – só ele poderá requerer). Art. 52, X CF

Terá efeito:

 

- erga omnes; e,

- ex nunc.

Obs.: ADPF tem caráter subsidiário, ou seja, seu cabimento se dá unicamente quando não é o caso de nenhuma outra ação do controle concentrado.