Sunteți pe pagina 1din 1

VIGÍLIA CÍVICA EM DEFESA DO PT

Em São Luís, a partir das 8h desta quinta-feira (10/6),


na sede do PT regional (Rua do Ribeirão - Centro)
** vigílias também em Bacabal, Caxias e Imperatriz **

A partir desta quinta-feira (10 de junho), petistas, militantes dos movimentos sociais, juventude e aliados da luta
em defesa da legalidade do PT e da construção de um Maranhão livre da mais velha oligarquia do país entram em
vigília!
Na vigília, serão hasteadas bandeiras do PT em cor preta, em sinal de luto pelos "companheiros e
companheiras" que se curvaram ao sarneísmo.
Serão acesas velas, muitas velas em toda a sede do partido! Velas amarelas em sinal de alerta à decisão
que o Diretório Nacional do partido poderá tomar no dia 11/6 (em Brasília) sobre respeitar ou não a decisão legal,
legítima e representativa da maioria dos delegados do Encontro Estadual do partido em unir o PT ao PCdoB e ao
PSB, num palanque forte e ético para Dilma - presidente e Flávio Dino - governador. Velas brancas, simbolizando
que queremos a paz, que somente o respeito à legalidade do estatuto e do regimento do PT pode garantir. Velas
verdes, representando a nossa esperança, que jamais será vencida pelo ódio e pelo medo do velho oligarca José
Sarney.
Por fim, um prato vazio será colocado sobre a mesa vermelha do PT. Com ele, a corrente em solidariedade
à greve de fome do deputado Domingos Dutra, em Brasília. Aqui, a cada horário das refeições (café, almoço e
jantar), militantes assumem a corrente de solidariedade à greve de fome em defesa do PT. Será o início
da corrente maranhense pela legalidade petista.

Vigília cívica em defesa do PT.


Traga sua vela, acenda mais essa chama de luta pelo Maranhão!!

VIGÍLIA CÍVICA EM DEFESA DO PT


São Luís, 8h, na sede do PT
Programação:
Quinta-feira (10/6)

Ato político de instalação da vigília cívica


Pronunciamento* de lideranças partidárias, militantes dos movimentos e juventude. Ao final de cada fala,
acende-se uma vela pela vigília.
* Estão previstos pronunciamentos dos ex-presidentes estaduais do PT Francisco Gonçalves e Salvador
Fernandes; dos ex-presidentes municipais do PT-São Luís Joãozinho Ribeiro e Joiseane Gamba; do deputado
estadual Valdinar Barros; dos membros da Direção Estadual do PT (Augusto Lobato, Bira do Pindaré, Genilson
Alves, Janete Amorim, Silvio Bembem, Marcio Jardim, Franklin Douglas, dentre outras lideranças do PT nos
municípios); membros da Executiva Municipal do PT-São Luís (Paulo Serra, Carlito Reis, Almir Bruno, Thayzya
Ramalho); do ex-vereador Ananias Neto; dos militantes sociais Wagner Baldez (aposentados federais), Zequinha e
Creusamar de Pinho (moradia), Francisco Sales (Fetaema), Nivaldo Silva (CUT), Raimundo Nonato (Fetraf), Jonas
Borges (MST), Maria Adelina "Dada" (quebradeiras de coco), Mary Ferreira (movimento de mulheres), Neuton
César (rádios comunitárias), Pedro Marinho (CPT), Emílio Azevedo (jornal Vias de Fato), Edwilson Araújo (diretor
do Sindsep), Eduardo Pinto (Sindicato dos Ferroviários), Arnaldo Colaço (Sinpol), Luís Pedrosa (direitos humanos),
Moacir e Luis (Sindicato dos Comerciários), Marcio Santos (Mov Todos contra Sarney), Robert Lobato e Eri Castro
(rede de blogueiros do MA), Bruno Rogens (movimento software livre), Elias e Vicente Mesquita (Central de Mov
Pop), Irilene (setorial de segurança alimentar do PT), Coqueiro (setorial de pesca do PT), Pedro Tavares e Balbina
Rodrigues (setorial de economia solidária), Nonato "Chocolate" (combate ao racismo), pré-candidatos a deputado
pelo PT, parlamentares e lideranças partidárias do PCdoB e do PSB, e representantes dos coletivos das
tendências internas do PT: CNB contrária à aliança com Sarney, Democracia Radical e Democracia Socialista
(Mensagem ao Partido), PT de Aço, Movimento PT, Articulação de Esquerda, Tendência Marxista, Militância
Socialista, Rebuliço, Vanguarda e dos delegados do Encontro Estadual que decidiram
pelo apoio a Flávio Dino-governador.
Início da corrente maranhense pela legalidade petista