Sunteți pe pagina 1din 3

29/07/2016

ReclusosAngolanosvindosdaZâmbiaabandonadosnascadeiasemLuanda|CentralAngola7311

Pontodeencontro,deinformaçãoededebatesobreasituaçãopolíticaemAngola

ReclusosAngolanosvindosdaZâmbiaabandonadosnas

cadeiasemLuanda

Posted:June23,2016inLuanda

0

cadeiasemLuanda Posted:June23,2016in Luanda 0

Cercade36entãoreclusosangolanosnaZâmbia,foramtransferidosparaopaísa17/09/2015num

convêniodetrocadeprisioneirosentreogovernoangolanoeogovernodaZâmbia.Muitosdesses

reclusosforamrefugiadosangolanosnaZâmbiaqueabandonaramopaís(algunscomapenas6anos)

duranteaguerracivil.Entraramemconflitocomaleizambianaeacabaramcompenas

compreendidasentreos2eos30anosdeprisãomaior.

Dos36reclusosquebeneficiaremdesteconvénio,4foramtransferidosparaaunidademilitardo

Grafanilporjáteremcumpridopena;estandoactualmentealojadosemtendase32encontram‑sena

ComarcadeViana.Destes,27jácumprirammetadedapena,ouseja,estãoaptosparabeneficiarda

liberdadecondicional;3igualmentejácumpriramasuapenae2precisamdeumareconversãopenal

umavezqueanossaleiestabelececomomoldurapenalmáxima24anos,e,osdoisreferidosterem

sidocondenadosapenasde25e30anosrespectivamente.

29/07/2016

ReclusosAngolanosvindosdaZâmbiaabandonadosnascadeiasemLuanda|CentralAngola7311

Segundofontes,foram‑lhesfeitasváriaspromessasporpartedogovernoangolano,onosso,sendoa maisdestacadaaquenãoestariamemprisãoaocáchegar.“TivemosgarantiadeS.Excia.Sra. SecretáriadeEstadodasRelaçõesExterioresparaosAssuntosExternos,AlbinadaSilva,quenão estaríamosemprisão.Nósnãodominamosbemcomofuncionaosistemadejustiçaaqui.Nãotemos

advogadosaqui.Maisdametadedosnossoscompanheirosjácumpriumetadedasuapenae7,

incluindoosqueforamàUnidadeMilitar(Grafanil)jácumpriramasuapena.Continuamossem

entender.”

AoembaixadordeAngolanaZâmbia,tiveramapromessadeque“nosdariamcasasparanós

vivermoserecomeçarmosavida.”Asinformaçõesquetêmacercadoseuprocessonãoosdeixam

tranquilos:

“Sobreonossoprocessodiziam‑nosbasicamenteduascoisas:(1)OMinistériodaJustiçadizqueo

processoestánoTribunalSupremo.(2)OsprisioneirosatravésdaComarcadeVianadizem‑nosnão

saberemnadasobrenós,queelesapenastêmafunçãodeguardiões.Écomosetivessemlavadoas

mãos.Osúnicosemquempodíamosconfiar,éoSistemadeJustiça,quealémdenãodominarmos,

parece‑noster‑nosesquecido.Perdemosaesperança.”

“Onossocasocompara‑seaodeumpaiquedelegacuidadosdeseufilhoaumvizinho.Estevizinho

aoinvésdecuidados,usadeviolência,começaabaternofilhocomumavara.Opai,vendoo

sofrimentodofilho,resgata‑odasmãosdovizinho.Entretanto,oresgatequeseriaparaconfortá‑lo,

transforma‑senumautênticosuplício.Nolugardavaradovizinho,opaiserve‑sedeumaripae

começaabatê‑locommaisseveridade.”

Outroproblemaqueapontamcomosériapreocupaçãoéaassistênciamédica:

“EnquantonaZâmbia,tivemosagarantiadasenhoraSecretáriadeEstadoparaasRelações Exterioresdequeteríamosassistênciamédica.Algunsdenósenfrenta,sériosproblemasdesaúde, comdestaqueparaoPedroMoisésMuluyataqueécardíacoeasmático.Oseucasoéde conhecimentodogovernodaZâmbia(doqualsempreteveassistênciamédicaduranteaprisãolá), doSenhorEmbaixadordeAngolanaZâmbia,doSr.MinistrodasRelaçõesExterioresGeorgeChicote edeoutrasentidadespolíticasesociaisdeAngola.TemtambémoscasosdeNoéUssoluequetem

umaferidacrónicanazonapélvicadecercade2cmeo(censuramosonome)queéseropositivo.

”ASenhoraSecretáriadeEstadodisse‑nosnaZâmbiaquesemprequetivéssemoscomproblemade

saúde,seríamosassistidos.Senospassassemalgumareceitamédica,devíamosapresenta‑laao

DirectordaCadeiaouestabelecimentoondeestivéssemosparacomprarosmedicamentosprescritos.

Mas,dasduasvezesqueoNoéfoiaoHospitalPrisãoSãoPaulo,sóparadestacaresse,entreosvários

quepodíamosrelatar,entregámosasreferidasreceitasaoDirectordaComarcadeViana,masatéa

estemomentoNoécontinuasemsermedicado,nadasecomprouenadanosfoidito.OMulyatapor

exemplo,játeveváriascrisesdesdequeaquiestamos,éoúnicoqueficamaistempoforaparaarejar

porrazõesdesaúde.Outrodia,quandoteveumacrise,foisocorridopornósmesmos.Eleé

muçulmanoecontoutambémcomaajudadeseusirmãosdecrençaquelhecompraramalguns

remédiosqueeletoma.O(nomecensurado),queéseropositivo,équaseummortoempé,porfalta

deassistência,jánemsaidacela.Osproblemasdesaúdequetemostidoaquipassamquaseporsisó.

Assistênciamédicaparanósaindaéumapalavradistante.Estamosvivosunicamentepelagraçade

Deus.”

NestemomentoaCadeiadeVianaenfrentaumsurtodeconjuntiviteeaCasernaB2,acasernaonde

seencontramos31reclusosvindosdaZâmbiatemsidoamaisafectada.Enquantoredigíamoseste

texto,umdelesveioabordarmoscomumareceitarecém‑passadacomosolhosadizer‑nos“nãoseio

quefazercomisso,nãotenhocomopagá‑la,masgostariadeficarmelhor.”

29/07/2016

ReclusosAngolanosvindosdaZâmbiaabandonadosnascadeiasemLuanda|CentralAngola7311

Duranteaconversaquemantivemoscomeles,disseram‑nosqueamaioriadeleséformadaemcursos

técnicos,quepodemtrabalharporcontaprópria.GostariamdesefixaremLuandadepoisdesoltos,

masalgunstêmparentesnasprovínciasdoMoxico,LundaseMenongue.Algunsdelesdeixaram

famíliaconstituida(mulherefilhos)naZâmbia:

“Somosformadosetemoscertificados.OsnossoscertificadosestãocomosServiçosPrisionaisna

promessadetrabalho.Algunsdenósestãointegradosnostrabalhosdacadeia,comoguiché,cozinha,

limpeza,capinagemeoutros.Masninguéméassalariado.”

Deixa‑ostambémindignados,ofactode,segundonosinformaram,opresidentedaZâmbia,“S.

Excia.EdgarChagwaLunguperdoou‑nosnumdiscursopúblicopronunciadoa16/09/2015.Eledisse:

<<Perdoo,deacordoaopoderquemeconfereosartigos57ºe59ºdanossaConstituição,os36

angolanosqueagoravãotransferidosparaoseupaísdosactoslesivosquecometeramenquanto

cidadãosnestepaís.>>Nãoconseguimosentenderporqueaindanosmantêmpresos,poissegundo

informaçãoquenoschegouatravésdafamílianaZâmbia,osZambianosqueestavampresosem

Angolaquetambémbeneficiaramdatrocadepresos,apenasfizeramdoisdiasnacadeia,foramtodos

soltos.”

Queremosigualmenterealçarqueasuatransferênciaocorreunaalturaemqueseestavaaprocedero

indultopresidencial,masnenhumdelesfoibeneficiado.

Osnossoscompatriotasclamamporajudaeatenção,paracomasuasituaçãoeapelamaonosso

governoque“Ajacomopai”.Oquemaisqueremé“sairdocontínuosofrimento,dacontínua

escravatura.”QueremepedemqueoGovernocumpraoqueprometeraquantoaacomodaçãoe

outrasnecessidadesvitais.“Temsidomuitodifícilparanós,sentido‑noscomoinquilinosnonosso

própriopaís.Seeusoubessequeéparaissoquevinha,preferiaantesficarnaZâmbia.”Desabafou

umdeles.

Estatísticas

VieramdaZâmbia36reclusos.Destes:

4foramsoltosporcumprimentodapena,masencontram‑seavivernumaUnidadeMilitar.

31encontram‑senaCasernaB2doBlocoDdaComarcadeViana,Luanda.

1encontra‑senastendasdaComarcadeViana.

Os31queseencontramnacasernaB2:

3(FranciscoPedroAntónio,PovedoePedroMulyata)jácumpriramasuapena.

26ou27jápodemestaremLiberdadeCondicional.

3(Pedro,MoisésMulyata,NoéUssoluee(nomecensurado)enfrentamproblemassériosdesaúde

incluindoHIVeAVC.

Quasetodosos31estiveramafectadoscomconjuntivite.

TodosforamperdoadospeloPresidenteEdgarLungu,omaisjustoerasolta‑los,dar‑lhes

acomodaçãotalcomoprometidoeteremaoportunidadede“recomeçaravida.”