Sunteți pe pagina 1din 123
PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA - SEMANA 01 DEGUSTAÇÃO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA - SEMANA 01 DEGUSTAÇÃO

Amigos e amigas, PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A

Amigos e amigas,

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Se vocês estão recebendo esta degustação é porque manifestaram interesse em obter maiores informações a respeito da nossa PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA, voltada exclusivamente para a primeira fase do concurso da PGM FORTALEZA. Primeiramente, gostaríamos de agradecer pela confiança. É uma honra poder ajudá-los! Daremos o nosso máximo! Destacamos que este modelo diário de preparação obteve êxito na PGE RN, PGE PR, PGM CURITIBA, PGE PA, PGE RS (na qual todos os nossos alunos obtiveram êxito), bem como AGU e PFN, PGM PALMAS, PGM GOIÂNIA, PGM SÃO LUÍS e PGM CAMPINAS. No momento, estamos acompanhando alunos da PGE MATO GROSSO DO SUL E PGE AMAZONAS, além da segunda fase da PGE MARANHÃO.

Dito isto, passamos a explicar o método da nossa preparação, de modo que vocês conheçam como será este período de estudos.

A duração do programa vai

www.aprovacaopge.com. Iniciem o estudo o quanto antes!

de 02/01/2016

até

09/04/2017,

conforme cronograma disponibilizado em

Selecionamos os principais tópicos do edital publicado. Nosso material semanal é composto por sete rodadas (uma para cada dia da semana), composta de nove subdivisões: 1) questões propostas (média de 40 a 50 questões comentadas por advogados públicos); 2) Resumo do dia; 3) Minuto no NCPC; 4) Julgado importante

do

STF ou STJ; 5) Lei Seca; 6) Informativo; 7) Súmula do STF Todo Dia; 8) Súmula do STJ Todo Dia e; 9) Súmula e

OJ

do TST Todo Dia. Além disso, em cada dia indicaremos quais os principais dispositivos de lei e súmulas a serem

revisados. Por fim, haverá um canal aberto para sanar dúvidas direta conosco.

Além disso, criaremos questões exclusivas relativas à Legislação Municipal (a exemplo do que fizemos na PGM São Luís, PGM Goiânia, PGM Campinas, PGE Mato Grosso, PGE Maranhão, PGM Porto Alegre) e do Novo Código

de Processo Civil, de modo que vocês consigam se preparar da melhor forma possível.

14 SEMANAS DE REVISÃO

98 DIAS DE PREPARAÇÃO

RAIO X DOS TEMAS MAIS IMPORTANTES

COMPLETA ABORDAGEM DO EDITAL 04 SIMULADOS

RODADAS ABORDANDO QUESTÕES OBJETIVAS COMENTADAS POR ADVOGADOS PÚBLICOS, JULGADOS IMPORTANTES, LEI SECA E INFORMATIVOS METAS VIÁVEIS DE SEREM CUMPRIDAS RESUMO DOS PRINCIPAIS TEMAS DO DIA

A seguir, como degustação, enviamos as três primeiras rodadas da primeira semana.

enviamos as três primeiras rodadas da primeira semana. Investimento: OPÇÃO PARCELA VALOR TOTAL PAGAMENTO

Investimento:

OPÇÃO

PARCELA

VALOR TOTAL

PAGAMENTO VIA PAGSEGURO

À VISTA

950

950

2x

512,50

1025

3x

350

1050

4x

268,75

1075

5x

220

1100

6x

187,50

1125

Envie a ficha de inscrição (clique aqui para baixar) para preparacaopgmfortaleza@aprovacaopge.com.br . Quaisquer dúvidas, estamos à disposição. Vamos juntos! AprovaçãoPGE Planejamento e Gestão do Estudo

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 2 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

2

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

1) Qual o principal material da preparação e quando ele é enviado? O principal material da nossa preparação são as rodadas com questões objetivas comentadas, resumo do dia, julgados importantes, lei seca, informativos. Este material será disponibilizado sempre aos finais de semana para que vocês possam utilizá-lo ao longo da semana.

2) Como eu devo me guiar com este material? Isto é bem intuitivo. A primeira, a segunda, a terceira e quarta coluna referem-se a semana, rodada, data e dia da semana. Assim vocês terão a noção de em qual fase da preparação você está. A quinta coluna refere-se aos temas que devem ser revisados durante o dia. Acreditamos que o melhor método de revisão é por meio da resolução de questões e da leitura de grifos e destaques que vocês fizeram ao longo da preparação para o concurso público. A dica é começar o dia resolvendo questões. Assim, você conseguirá verificar em quais pontos está mais fraco, sabendo onde melhor focar na hora da leitura dos grifos. Onde houver a maior incidência de erros deverá ser dado maior ênfase. Encerrada a resolução de questões e leitura dos grifos é o momento de verificar o porquê dos erros. Esta pesquisa é fundamental, pois força o aprendizado. Afinal, “errando que se aprende”. Caso não consigam encontrar a justificativa para o erro, fiquem à vontade para enviar suas dúvidas para nós por meio do duvidaspgmfortaleza@aprovacaopge.com.br. Cumpriu a meta do dia? Já iniciei a do dia seguinte! Não perca tempo!

3) Outros materiais serão disponibilizados? Sim. Nossa preparação contará com 04 simulados.

4) Estamos abertos a críticas e sugestões. Este é um processo coletivo no qual a participação de vocês é fundamental para que a preparação para a prova seja potencializada.

5) Evite a possibilidade de ter a sua posse impedida em razão compartilhamento ilegal e indevido do material da Preparação PGM FORTALEZA sem autorização.

Vamos juntos! Equipe AprovaçãoPGE

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 3 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

3

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

SEM.

ROD.

DATA

DIA

 

TEMA DO DIA

       

[CONSTITUCIONAL] 1 Constituição. 1.1 Conceito, objeto, elementos e classificações. 1.2 Supremacia da Constituição. 1.3 Aplicabilidade das normas constitucionais. 1.4 Interpretação das normas constitucionais. 1.5

1 02/01

1 SEG

Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores. 2 Poder constituinte. 2.1 Características. 2.2 Poder constituinte originário. 2.3 Poder constituinte derivado. 3 Princípios fundamentais. 3.1 Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores.

       

[ADMINISTRATIVO] 1 Introdução ao direito administrativo. 1.1 Origem, natureza jurídica e objeto do direito administrativo. 1.2 Os diferentes critérios adotados para a conceituação do direito administrativo. 1.3 Fontes do direito administrativo. 1.4 Sistemas administrativos: sistema inglês, sistema francês e sistema adotado no Brasil. 2 Administração pública. 2.1 Administração pública

1 03/01

2 TER

em sentido amplo e em sentido estrito. 2.2 Administração pública em sentido objetivo e em sentido subjetivo. 2.3 Princípios expressos e implícitos da administração pública. 3 Regime jurídico‐administrativo. 3.1 Conceito. 3.2 Supremacia do interesse público sobre o privado e indisponibilidade, pela Administração, dos interesses púbicos. 3.3 Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores.

 

1 04/01

3 QUA

 

[AMBIENTAL] 1 Direito ambiental constitucional. 1.1 Meio ambiente como direito fundamental. 1.2 Princípios estruturantes do estado de direito ambiental. 1.3 Competências ambientais legislativa e material. 1.4 Deveres ambientais. 1.5 Instrumentos jurisdicionais. 1.6 Função ambiental pública e privada. 1.7 Função social da propriedade. 1.8 Art. 225 da Constituição Federal de 1988.

       

[TRIBUTÁRIO] 1 Sistema Tributário Nacional. 1.1 Princípios do direito tributário.

1.2

Limitações do poder de tributar. 1.3 Repartição das receitas tributárias. 2

1 05/01

4 QUI

Tributo. 2.1 Conceito. 2.2 Natureza jurídica. 2.3 Espécies. 2.4 Imposto. 2.5

Taxa. 2.6 Contribuição de melhoria. 2.7 Empréstimo compulsório. 2.8 Contribuições.

 

1 06/01

5 SEX

 

[PROCESSO CIVIL] 1 Lei nº 13.105/2015 Novo Código de Processo Civil. 2 Normas processuais civis. 3 A jurisdição. 4 A Ação. 4.1 Conceito, natureza, elementos e características. 4.2 Condições da ação. 4.3 Classificação. 5 Pressupostos processuais. 6 Preclusão. 7 Sujeitos do processo. 7.1 Capacidade processual e postulatória. 7.2 Deveres das partes e procuradores. 7.3 Procuradores. 7.4 Sucessão das partes e dos procuradores. 8 Litisconsórcio.

 

1 07/01

6 SAB

 

[TRABALHO] 1 Princípios e fontes do direito do trabalho. 2 Direitos constitucionais dos trabalhadores (art. 7º da Constituição Federal de 1988). 3 Relação de trabalho e relação de emprego. 3.1 Requisitos e distinção. 3.2 Relações de trabalho lato sensu (trabalho autônomo, eventual, temporário e avulso). 4 Sujeitos do contrato de trabalho stricto sensu. 4.1 Empregado e empregador (conceito e caracterização). 4.2 Poderes do empregador no contrato de trabalho. 5 Grupo econômico. 5.1 Sucessão de empregadores. 5.2 Responsabilidade solidária.

 

1 08/01

7 DOM

 

[PROCESSO DO TRABALHO] 1 Procedimentos nos dissídios individuais. 1.1 Reclamação. 1.2 Jus postulandi. 1.3 Revelia. 1.4 Exceções. 1.5 Contestação.

1.6

Reconvenção. 1.7 Partes e procuradores. 1.8 Audiência. 1.9 Conciliação.

     

1.10 Instrução e julgamento. 1.11 Justiça gratuita.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 4 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

4

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Sumário

RODADA 01

6

QUESTÕES PROPOSTAS RESUMO DO DIA MINUTO DO NOVO CPC JULGADO IMPORTANTE LEI SECA INFORMATIVO SÚMULA DO STF TODO DIA SÚMULA DO STJ TODO DIA SÚMULAS E OJ´S DO TST TODO DIA

6

27

42

44

44

45

52

52

53

RODADA 02

57

QUESTÕES PROPOSTAS RESUMO DO DIA MINUTO DO NOVO CPC JULGADO IMPORTANTE LEI SECA INFORMATIVO SÚMULA DO STF TODO DIA SÚMULA DO STJ TODO DIA SÚMULAS E OJ´S DO TST TODO DIA

57

71

78

79

80

80

86

86

88

RODADA 03

91

QUESTÕES PROPOSTAS RESUMO DO DIA MINUTO DO NOVO CPC JULGADO IMPORTANTE LEI SECA INFORMATIVO SÚMULA DO STF TODO DIA SÚMULA DO STJ TODO DIA SÚMULAS E OJ´S DO TST TODO DIA

91

103

108

111

112

112

120

120

121

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 5 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

5

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

RODADA 01

SEM.

ROD.

DATA

DIA

TEMA DO DIA

       

[CONSTITUCIONAL] 1 Constituição. 1.1 Conceito, objeto, elementos e classificações. 1.2 Supremacia da Constituição. 1.3 Aplicabilidade das normas constitucionais. 1.4 Interpretação das normas constitucionais.

1

1

02/01

SEG

1.5 Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores. 2 Poder constituinte. 2.1 Características. 2.2 Poder constituinte originário. 2.3 Poder constituinte derivado. 3 Princípios fundamentais. 3.1 Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores.

PERCENTUAL DE INDICÊNCIA DO TEMA EM CONCURSOS PGM

25%

SUGESTÃO DE LEITURA PARA REVISÃO:

 

1) Resumo de Direito Constitucional Descomplicado MAVP Capítulo I 2) SINOPSES PARA CONCURSOS - V.16 - DIREITO CONSTITUCIONAL - TOMO I (2016) 6a ed.: Rev., amp. e atualizada - Autores: Juliano Taveira Bernardes e Olavo Augusto Vianna Alves Ferreira Parte I Capítulos 01 a 05.

PRINCIPAIS ARTIGOS Arts. 1º ao 4º da CF/88

 

QUESTÕES PROPOSTAS

01 - 2016 - CESPE - PGE-AM - Procurador do Estado

Julgue o item seguinte, relativos à aplicabilidade de normas constitucionais e à interação destas com outras fontes do direito. Por serem normas de observância obrigatória para os estados, os municípios e o DF, as chamadas cláusulas pétreas da CF devem ser reproduzidas nas respectivas leis fundamentais desses entes e constituem os únicos limites materiais a serem observados quando de suas reformas.

COMENTÁRIOS

Os limites materiais ao poder de reforma são aqueles que restringem o conteúdo a ser abordado pelas emendas. Substancialmente a PEC não pode ser tendente a abolir forma federativa de Estado; voto direto, secreto, universal e periódico; separação dos Poderes e; direitos e garantias individuais espalhados na Constituição e decorrentes dos tratados internacionais em que a República Federativa do Brasil seja parte. As limitações materiais podem ser expressas ou tácitas. Além disso, a CF veda a supressão de cláusula pétrea. Deste modo, as cláusulas pétreas não precisam ser reproduzidas no texto da Constituição Estadual, bastando que não sejam violadas. ERRADO

02 - 2015 - CESPE - TCE-RN - Auditor

A respeito do poder constituinte e da aplicabilidade e interpretação das normas constitucionais, julgue o

item que se segue.

O poder constituinte derivado decorrente permite a modificação de uma constituição por procedimento

disciplinado pelo titular do poder constituinte originário.

COMENTÁRIOS

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 6 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

6

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

O poder constituinte derivado decorrente consiste na possibilidade que os estados-membros têm, em virtude de sua autonomia político-administrativa, de se autoorganizarem por meio das respectivas constituições estaduais, sempre respeitando as regras estabelecidas pela CF. ERRADO

03 - 2016 - CESPE - TCE-PA - Auditor de Controle Externo

No que se refere à aplicabilidade das normas constitucionais e a servidores públicos, julgue o item que se segue conforme as disposições constantes da Constituição Federal de 1988 (CF).

A norma constitucional que consagra a liberdade de reunião é norma de eficácia contida, na medida em que pode sofrer restrição ou suspensão em períodos de estado de defesa ou de sítio, conforme previsão do próprio texto constitucional.

COMENTÁRIOS

Contidas (ou prospectivas): são as que também possuem aplicabilidade imediata e integral, por não necessitarem de complementação, no entanto podem ter sua abrangência reduzida por norma infraconstitucional, o exemplo clássico apontado pela doutrina é a disposição contida no inciso XIII, do artigo 5º da CF/88 ( “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer”.) – são autoaplicáveis, mas se inserem na discricionariedade do legislador; CERTO

04 - 2016 - CESPE - TCE-PA - Auditor de Controle Externo - Direito

No dia 4 de janeiro de 2016, o Movimento Tarifa Zero convocou cidadãos a participarem de manifestação

contra o aumento das tarifas de trens, ônibus e metrô. A manifestação seria realizada no dia 3 de fevereiro de 2016 em frente à sede da prefeitura de determinado município. O organizador do movimento encaminhou, previamente à data prevista para a realização do evento, ofício à prefeitura e às demais autoridades competentes avisando sobre a manifestação. Em resposta ao ofício, a prefeitura informou que não autorizaria a realização do movimento em quaisquer áreas públicas daquele município, sob o fundamento de que no município ainda não havia legislação disciplinando o exercício do direito de reunião. Considerando essa situação hipotética, julgue o item subsequente.

O município agiu corretamente ao não autorizar a realização da reunião, pois o exercício do direito

fundamental de reunião depende de lei regulamentadora, por ser norma constitucional de eficácia limitada (ou reduzida).

COMENTÁRIOS

Contidas (ou prospectivas): são as que também possuem aplicabilidade imediata e integral, por não necessitarem de complementação, no entanto podem ter sua abrangência reduzida por norma infraconstitucional, o exemplo clássico apontado pela doutrina é a disposição contida no inciso XIII, do artigo 5º da CF/88 ( “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer”.) – são autoaplicáveis, mas se inserem na discricionariedade do legislador; ERRADO

05 - 2016 - CESPE - TCE-SC - Auditor

A partir do disposto na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item seguinte.

A CF classifica-se como Constituição semirrígida, uma vez que, para efeitos de reforma, as normas

materialmente constitucionais são consideradas rígidas e as normas apenas formalmente constitucionais são consideradas flexíveis.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 7 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

7

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

COMENTÁRIOS

Quanto à mutabilidade:

Rígidas: O processo de alteração da Constituição mais difícil e solene do que o processo de formação das leis;

Flexíveis ou Plásticas: A Constituição é alterada pelo mesmo processo utilizado para as leis ou até mais simples; Atenção: NÃO necessariamente as Constituições costumeiras serão plásticas;

Semirrígida: É a Constituição que exige que apenas uma parte do seu texto seja alterado por processo legislativo diferenciado e mais dificultoso. Quanto ao restante do texto, é possível a alteração pelo procedimento ordinário;

Super-rígidas (Maria Helena Diniz): O processo de alteração da Constituição é mais dificultoso e solene do que o processo de formação das leis, possuindo pontos imutáveis;

Imutáveis: A Constituição não admite alteração do seu texto;

Fixa: Somente o Poder Constituinte Originário pode alterar o texto constitucional.

ERRADO

06 - 2016 - CESPE - TCE-SC - Auditor de Controle Externo - Direito Acerca da normatividade da Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item que se segue. As lacunas normativas presentes na CF não se confundem com o chamado silêncio eloquente, que se apresenta naquelas situações em que a falta de uma regulamentação constitucional específica possa ser atribuída a uma escolha intencional do constituinte de não prever determinada hipótese normativa.

COMENTÁRIOS

“As lacunas resultam não só da ausência de disciplina de assunto relevante, como também da percepção de que a regulação prima facie incidente sobre uma determinada situação deixou de contemplar aspecto importante, cuja consideração levaria a resultado diferente.”

Ressalte-se, ainda, que há também a hipótese chamada pela jurisprudência do Supremo como silêncio eloquente do constituinte, que não se confunde com lacuna normativa. É que, no âmbito consittucional, é comum o legislador constituinte deixar de disciplinar a matéria, justamente para permitir que o legislador infraconstitucional o faça, sem a rigidez que marcam as decisões fixadas na Carta Magna. Teríamos, então, apenas uma matéria que a Constituição não regulou, por haver preferido situá-la no domínio da liberdade de conformação do legislador comum. Outros casos há, porém, em que não encontra subsunção em dispositivo específico, porém, não se verifica um propósito do constituinte de relegar o tema à regulação ordinária da legislação infraconstitucional.

Nessas hipóteses, é possível que a situação concreta examinada pelo aplicador não tenha sido inserida no âmbito de certa regulação porque não se quis atribuir ao caso a mesma consequência que ligou às hipóteses similares. A omissão da regulação, nesse âmbito, terá sido o resultado do objetivo consciente de excluir o tema da disciplina estatuída. Fala-se, em situações tais, que houve um “silêncio eloquente” do constituinte, que obsta a extensão da norma existente para a situação não regulada explicitamente. Todavia, o exame apurado das circunstâncias normativas, a partir de uma compreensão sistemática, pode revelar que houve, na omissão, “apenas um lapso do constituinte, que não pretendera excluir a categoria de fatos em apreciação da incidência da norma. Fala-se, nesse caso, em uma “lacuna de formulação”.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 8 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

8

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Por outro lado, a lacuna ocorre, por vezes, porque o legislador não chegou a atinar com a necessidade de dispor sobre o período de adaptação necessário, no plano da realidade, para que a norma que estatuiu pudesse produzir seus efeitos. O STF enxerga, aqui também, uma lacuna, que se refere à não regulação de situações excepcionais, sobretudo existentes em fases transitórias de implementação de novos códigos jurídicos. Trata-se da chamada “lacuna axiológica”, quando não há matéria regulada em disposição transitória, restando ao próprio intérprete fazê-lo em consonância com o restante do sistema jurídico. Na lacuna axiológica, há uma solução normativa formal para o problema, mas o intérprete a tem como insatisfatória.

Fonte: FERREIRA, Francisco Gilney Bezerra de Carvalho. Dos métodos de integração normativa e a superação parcial do art. 4° da LINDB . Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 19, n. 3837, 2 jan. 2014. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/26203>. Acesso em: 25 dez. 2016.

Resumindo:

• Lacunas de Formulação – O constituinte, por um lapso, não tratou da matéria.

• Lacunas Axiológicas – Não regulação de hipóteses excepcionais.

• Silêncio Eloquente – O legislador constituinte deixar de disciplinar a matéria, justamente para permitir que o legislador infraconstitucional o faça.

CERTO

07 - 2016 - CESPE - TCE-SC - Auditor de Controle Externo - Direito

Acerca da normatividade da Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item que se segue. A CF é classificada como dogmática, razão por que o significado normativo de suas cláusulas pétreas, tais como a forma federativa de Estado e a separação dos poderes, deve ser buscado nas formulações ideais dos autores clássicos que primeiramente abordaram esses temas, a exemplo de Madison, Hamilton e Jay, em Os

Artigos Federalistas, e Montesquieu, em O Espírito das Leis.

COMENTÁRIOS

“Quanto ao modo de elaboração as Constituições poderão ser dogmáticas (também denominadas “sistemáticas”, segundo J. H. Meirelles Teixeira) ou históricas.

Dogmáticas, sempre escritas, consubstanciam os dogmas estruturais e fundamentais do estado ou, como

bem observou Meirelles Teixeira, “

partem de teorias preconcebidas, de planos e sistemas prévios, de

ideologias bem declaradas, de dogmas políticos

São elaboradas de um só jato, reflexivamente,

racionalmente, por uma Assembleia Constituinte”. 51 Como exemplo, destacamos a brasileira de 1988. Históricas, constituem-se através de um lento e contínuo processo de formação, ao longo do tempo, reunindo a história e as tradições de um povo. Aproximam-se, assim, da costumeira e têm como exemplo a Constituição inglesa.

Fonte: Direito Constitucional Esquematizado Pedro Lenza

ERRADO

08 - 2015 - CESPE - TJ-DFT - Analista Judiciário

A respeito das classificações das constituições, julgue o item que se segue.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 9 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

9

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Quanto ao modo de elaboração, as constituições podem ser promulgadas aquelas que derivam do trabalho de assembleia nacional constituinte ou outorgadas aquelas que são estabelecidas sem a participação popular.

COMENTÁRIOS

Quanto à origem ou positivação:

Outorgada, não democrática ou imposta: Impostas pelo detentor do poder de forma unilateral;

Promulgada, democrática ou popular: nascem de debates políticos;

Cesarista ou plebiscitárias: É Constituição imposta, mas que se pretende legitimar por meio da aprovação popular via plesbicito;

Pactuada: É a Constituição elaborada em decorrência de pacto realizado entre os vários titulares do Poder Constituinte que, em conjunto, elaboram a Constituição.

“Quanto ao modo de elaboração as Constituições poderão ser dogmáticas (também denominadas “sistemáticas”, segundo J. H. Meirelles Teixeira) ou históricas.

Dogmáticas, sempre escritas, consubstanciam os dogmas estruturais e fundamentais do estado ou, como

bem observou Meirelles Teixeira, “

partem de teorias preconcebidas, de planos e sistemas prévios, de

ideologias bem declaradas, de dogmas políticos

São elaboradas de um só jato, reflexivamente,

racionalmente, por uma Assembleia Constituinte”. 51 Como exemplo, destacamos a brasileira de 1988. Históricas, constituem-se através de um lento e contínuo processo de formação, ao longo do tempo, reunindo a história e as tradições de um povo. Aproximam-se, assim, da costumeira e têm como exemplo a Constituição inglesa.

Fonte: Direito Constitucional Esquematizado Pedro Lenza

ERRADO

09 - 2015 - CESPE - TJ-DFT - Analista Judiciário

A respeito das classificações das constituições, julgue o item que se segue.

Quanto à extensão, as constituições são classificadas como sintéticas aquelas que preveem apenas princípios e normas gerais do Estado e analíticas aquelas que regulamentam todos os assuntos entendidos como relevantes à formação e ao funcionamento do Estado.

COMENTÁRIOS

Quanto à extensão, podem as Constituições ser sintéticas (concisas, breves, sumárias, sucintas, básicas) ou analíticas (amplas, extensas, largas, prolixas, longas, desenvolvidas, volumosas, inchadas).

Fonte: Direito Constitucional Esquematizado Pedro Lenza

CERTO

10 - 2015 - CESPE - TCE-RN - Assessor Jurídico

Acerca da aplicabilidade das normas constitucionais e dos direitos e garantias fundamentais, julgue o item

seguinte à luz do entendimento do STF.

O poder constituinte derivado decorrente autoriza os estados-membros a estabelecerem em suas Constituições estaduais disposições que, embora não estejam previstas pela CF, complementem-na.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

10

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 10 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

COMENTÁRIOS

O

poder constituinte derivado decorrente consiste na possibilidade que os estados-membros têm, em

virtude de sua autonomia político-administrativa, de se auto-organizarem por meio das respectivas constituições estaduais, sempre respeitando as regras estabelecidas pela CF. Deste modo, quando, no exercício de sua capacidade de auto-organização, o estado-membro edita sua constituição, ele age com fundamento no denominado poder constituinte derivado decorrente. CERTO

11 - 2015 - CESPE - TCE-RN - Administrador

Julgue o item seguinte, acerca da aplicabilidade das normas constitucionais e dos direitos e garantias

fundamentais.

Em regra, as normas que consubstanciam os direitos e as garantias fundamentais são de eficácia e aplicabilidade imediatas. Em razão disso, havendo conflito entre um direito fundamental e outro direito constitucionalmente previsto, o primeiro deverá prevalecer.

COMENTÁRIOS

Não há supremacia entre normas constitucionais. Portanto, a distinção hierárquica entre normas constitucionais é inadmissível perante a Constituição. Pelo princípio da concordância prática ou harmonização, na hipótese de eventual conflito ou concorrência entre bens jurídicos constitucionalizados, deve-se buscar a coexistência entre eles, evitando-se o sacrifício total de um princípio em relação ao outro. Assim, o princípio da concordância prática ou da harmonização, derivado do princípio da unidade da CF, orienta o aplicador ou intérprete das normas constitucionais no sentido de que, ao se deparar com um possível conflito ou concorrência entre os bens constitucionais, busque uma solução que evite o sacrifício ou a negação de um deles. ERRADO

12 - 2015 - CESPE - TCE-RN - Tecnologia da Informação

A respeito de conceito, classificações e princípios fundamentais da Constituição, julgue o item a seguir.

As constituições podem ser classificadas como normativas quando há uma adequação entre o conteúdo normativo do texto constitucional e a realidade social, na medida em que detentores e destinatários de poder seguem a Constituição.

COMENTÁRIOS

Loewenstein formulou classificação própria das Constituições em face da realidade à qual ele denominou de ontológica. Em Filosofia, ontologia é o estudo dor ser, ou seja, o estudo da essência de algo. É o que diferencia algo de tudo mais. Este autor busca o que é realmente é uma Constituição. Para ele, todas as

classificações anteriores são falaciosas, porque elas trabalham o texto da Constituição. Esta é aquilo que

os

detentores e destinatários do Poder fazem dela na prática. Segundo ele, as Constituições podem ser

normativas, nominais ou semânticas. Segundo Loewenstein, as Constituições normativas são aquelas, que possuem valor jurídico, cujas normas dominam o processo político, logrando submetê-lo à observação e adaptação de seus termos; é aquela,

qual, há uma adequação entre o texto e a realidade social, o seu texto traduz os anseios de justiça dos cidadãos, sendo condutor dos processos de poder. Suas normas são plenamente eficazes. Não significa dizer que não há corrupção, tentativas de burlar os mandamentos constitucionais, desrespeitos de uma forma geral, coisa que nós brasileiros conhecemos

na

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 11 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

11

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

muito bem, mas, há uma diferença, v.g., nos Estados Unidos da América do Norte não é preciso que um governador receba dinheiro, provavelmente oriundo de corrupção, para que a sociedade exija sua

renúncia, basta envolver-se com prostitutas, trair a esposa, lá eles levam a sério à moralidade, não restringindo esta à esfera pública, irradiando-se, mesmo, na esfera privada. Em outras palavras, Constituição constitui a atuação dos agentes públicos, porque é, dentre outras coisas, o “estatuto jurídico do político”, de forma de que, aqueles cuja conduta for acintosa à Constituição a devida sanção. Fonte: http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=7593

CERTO

13 - 2015 - CESPE - TCE-RN - Auditor A respeito do poder constituinte e da aplicabilidade e interpretação das normas constitucionais, julgue o item que se segue.

Pelo princípio da unidade do texto constitucional, as cláusulas constitucionais devem ser interpretadas de forma a evitar contradição entre seus conteúdos.

COMENTÁRIOS

O

princípio da unidade da Constituição considera essa Carta em sua totalidade, buscando harmonizá-la

para uma visão de normas não isoladas, mas como preceitos integrados em um sistema unitário de regras

princípios. Deste modo, por este princípio, a norma constitucional deve ser interpretada como um sistema unitário de regras e princípios, afastando-se aparentes antinomias.

e

 

CERTO

14 - 2015 - CESPE - Telebras - Advogado

Julgue o item seguinte, referente ao habeas data, aos mecanismos de freios e contrapesos, ao processo legislativo, bem como à ação direta de inconstitucionalidade.

Considere que uma proposta de emenda constitucional tenha sido rejeitada em junho de 2015. Nesse caso, nova proposta de emenda versando sobre a mesma matéria pode ser proposta, ainda no ano de 2015, se for de iniciativa da maioria do Senado e da Câmara dos Deputados.

COMENTÁRIOS

A

questão exigiu o conhecimento da literalidade da Constituição Federal. Com relação à repetição de

matéria rejeita na mesma sessão legislativa:

Emenda Constitucional: vedada nova proposta (Art. 60 §5): “Art. 60. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta: § 5º A matéria constante de proposta de emenda rejeitada ou havida por prejudicada não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa.” Medida provisória: vedada nova proposta (Art. 62 §10): “Art. 62. Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medidas provisórias, com força de lei, devendo submetê-las de imediato ao Congresso Nacional. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001): § 10. É vedada a reedição, na mesma sessão legislativa, de medida provisória que tenha sido rejeitada ou que tenha perdido sua eficácia por decurso de prazo.” Lei: permitida nova proposta desde que aprovada por maioria absoluta (Art. 67): “Art. 67. A matéria constante de projeto de lei rejeitado somente poderá constituir objeto de novo projeto, na mesma sessão legislativa, mediante proposta da maioria absoluta dos membros de qualquer das Casas do Congresso Nacional.”

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 12 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

12

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Errado

15 - 2015 - CESPE - Telebras - Advogado

Julgue o item subsequente, relativo ao Sistema Tributário Nacional, ao Conselho Nacional de Justiça, à interpretação e aplicabilidade das normas constitucionais, ao poder constituinte originário e aos direitos individuais.

No que concerne ao poder constituinte, o STF considera inadmissível a invocação do direito adquirido ou da coisa julgada contra determinação contida em eventual nova Constituição Federal elaborada por poder constituinte originário.

COMENTÁRIOS

Pedro Lenza ensina que o poder constituinte originário “é aquele que instaura uma nova ordem jurídica, rompendo por completo com a ordem jurídica precedente”. O autor explica ainda: “ Como o Brasil adotou a corrente positivista, o poder constituinte é totalmente ilimitado (do ponto de vista jurídico, reforce-se), apresentando natureza pré-jurídica, uma energia ou força social, já que a ordem jurídica começa com ele e não antes dele”. Vale lembrar ainda as características do Poder Constituinte Originário:

Inicial; Autônomo; ilimitado juridicamente; Incondicionado e soberano na tomada de suas decisões; Poder de fato e poder político e Permanente.

Certo

16 - 2015 - CESPE - Telebras - Advogado

Julgue o item subsequente, relativo ao Sistema Tributário Nacional, ao Conselho Nacional de Justiça, à interpretação e aplicabilidade das normas constitucionais, ao poder constituinte originário e aos direitos individuais.

As normas constitucionais de eficácia contida têm aplicabilidade indireta e reduzida porque dependem de norma ulterior para que possam incidir totalmente sobre os interesses relativos a determinada matéria.

COMENTÁRIOS

Importante conhecer a definição de Pedro Lenza para normas de eficácia contida: “As normas constitucionais de eficácia contida ou prospectiva têm aplicabilidade direta e imediata, mas possivelmente não integral. Embora tenham condições de, quando da promulgação da nova Constituição (ou diante da introdução de novos preceitos por emendas à Constituição, ou na hipótese do art. 5º, § 3º), produzir todos os seus efeitos, poderá a norma infraconstitucional reduzir sua abrangência. A restrição de referidas normas constitucionais pode-se concretizar não só através de lei infraconstitucional mas, também, em outras situações, pela incidência de normas da própria Constituição, desde que ocorram certos pressupostos de fato, por exemplo, a decretação do estado de defesa ou de sítio, litando diversos direitos (arts. 136, § 1º, e 139 da CF/88).” Assim, ao contrário do que foi afirmado na questão as normas de eficácia contida têm aplicabilidade direta e imediata, contudo, por expressa disposição constitucional, podem, eventualmente, sofres restrições por outras normas. Por outro lado, as normas constitucionais de eficácia limitada são aquelas que dependem de uma regulamentação e integração por meio de normas infraconstitucionais. Ensina o mesmo autor citado: “São

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 13 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

13

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

aquelas normas que, de imediato, no momento em que a Constituição é promulgada (ou diante da introdução de novos preceitos por emendas à Constituição, ou na hipótese do art. 5º, § 3º), não têm o condão de produzir todos os seus efeitos, precisando de uma lei integrativa infraconstitucional. São, portanto, de aplicabilidade mediata ou reduzida, ou, segundo alguns autores, aplicabilidade diferida.”

Errado

17 - 2015 - CESPE - AGU - Advogado

Com relação a constitucionalismo, classificação e histórico das Constituições brasileiras, julgue o item que se segue.

No neoconstitucionalismo, passou-se da supremacia da lei à supremacia da Constituição, com ênfase na força normativa do texto constitucional e na concretização das normas constitucionais.

COMENTÁRIOS

O

neoconstitucionalismo, também chamado de constitucionalismo pós-moderno ou pós-positivismo, é

considerado um passo adiante do constitucionalismo. Sobre o tema, vale lembrar os seguintes pontos:

a)

Quais são os avanços identificados pela doutrina do neoconstitucionalismo, face o constitucionalismo?

O

neoconstitucionalismo não se preocupa apenas em limitar o poder autoritário do estado e prever

formalmente os direitos fundamentais. Ele visa dar um passo adiante que é a busca da eficácia do texto constitucional para que ele deixe de ser apenas retórico e passando a ser mais efetivo, especialmente no que tange à concretização dos direitos fundamentais.

b)

Quais são as suas diferenças básicas? No constitucionalismo a diferença entre normas constitucionais e

infraconstitucionais era apenas de grau, hierárquica. Aqui é também, e, sobretudo, axiológica. Além disso,

o caráter ideológico do constitucionalismo era limitar o poder, no neoconstitucionalismo é dar eficácia à CF, concretizando os direitos fundamentais.

c)

Quais são os marcos fundamentais do neoconstitucionalismo? Os marcos fundamentais identificados

por Luis Roberto Barroso são o filosófico, o histórico e o teórico.

O

marco histórico foi o constitucionalismo do pós-guerra especialmente na Alemanha e Itália. No Brasil,

foi a CF/88 e o processo de redemocratização.

O

marco filosófico é o pós-positivismo. O pós-positivismo busca ir além da legalidade estrita, mas sem

desprezar o direito posto. Procura empreender uma leitura moral do Direito, mas sem recorrer a categorias metafísicas. Atribui-se normatividade aos princípios. Desenvolvimento de uma teoria dos direitos fundamentais edificada sobre o fundamento da dignidade humana. Promove-se uma reaproximação entre Direito e filosofia.

Marco teórico: força normativa da CF; desenvolvimento de uma nova dogmática da interpretação constitucional e expansão da jurisdição constitucional

 

Certo

18 - 2015 - CESPE - AGU - Advogado

Julgue o item a seguir, relativo a normas constitucionais, hermenêutica constitucional e poder constituinte.

De acordo com o princípio da unidade da CF, a interpretação das normas constitucionais deve ser feita de forma sistemática, afastando-se aparentes antinomias entre as regras e os princípios que a compõem, razão por que não devem ser consideradas contraditórias a norma constitucional que veda o estabelecimento de

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 14 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

14

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

distinção pela lei entre os brasileiros natos e os naturalizados e a norma constitucional que estabelece que determinados cargos públicos devam ser privativos de brasileiros natos.

COMENTÁRIOS

Pedro Lenza define o Princípio da unidade da Constituição: “(

)”

A Constituição deve ser sempre

interpretada em sua globalidade como um todo e, assim, as aparentes antinomias deverão ser afastadas. As normas deverão ser vistas como preceitos integrados em um sistema unitário de regras e princípios.

Conforme anota Canotilho, “como ‘ponto de orientação’, ‘guia de discussão’ e ‘factor hermenêutico de decisão’, o princípio da unidade obriga o intérprete a considerar a Constituição na sua globalidade e a

procurar harmonizar os espaços de tensão (

)

existentes entre as normas constitucionais a concretizar

(ex.: princípio do Estado de Direito e princípio democrático, princípio unitário e princípio da autonomia regional e local) “(

Certo

19 - 2015 - CESPE - AGU - Advogado

Julgue o item a seguir, relativo a normas constitucionais, hermenêutica constitucional e poder constituinte.

Diferentemente do poder constituinte derivado, que tem natureza jurídica, o poder constituinte originário constitui-se como um poder, de fato, inicial, que instaura uma nova ordem jurídica, mas que, apesar de ser ilimitado juridicamente, encontra limites nos valores que informam a sociedade.

COMENTÁRIOS

De início, é importante registrarmos que ainda não existe consenso na doutrina quanto a possibilidade de limites ao Poder Constituinte Originário, podendo ser relacionadas as mais diversas opiniões neste sentido. Na assertiva em referência a CESPE aderiu a corrente jusnaturalista para qual o poder constituinte originário não seria totalmente autônomo, uma vez que haveria uma limitação imposta: ao menos o respeito às normas de direito natural. Jorge Miranda, a título exemplificativo, admite expressamente a existência de limites ao poder constituinte. E, assinala que, embora seja mais corrente na doutrina considerar a existência de limites materiais do poder de revisão constitucional (ou poder constituinte derivado), não se pode deixar de considerar a existência de limites materiais (ainda que em graus diversos) do poder constituinte originário, por ele denominado de verdadeiro e próprio

Certo

20 - 2015 - CESPE - AGU - Advogado

Acerca do controle de constitucionalidade das normas, julgue o item subsecutivo.

Considerando-se que a emenda constitucional, como manifestação do poder constituinte derivado, introduz no ordenamento jurídico normas de hierarquia constitucional, não é possível a declaração de inconstitucionalidade dessas normas. Assim, eventuais incompatibilidades entre o texto da emenda e a CF devem ser resolvidas com base no princípio da máxima efetividade constitucional.

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Pedro Lenza: "Como dissemos, as emendas constitucionais podem ser objeto

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 15 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

15

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

de controle, embora introduzam no ordenamento normas de caráter constitucional. O que temos com o processo de emendas é a manifestação do poder constituinte derivado reformador, e, como vimos ao estudar a teoria do poder constituinte, a derivação dá-se em relação ao poder constituinte originário. Este último é ilimitado e autônomo. O derivado reformador, por seu turno, deve observar os limites impostos e estabelecidos pelo originário, como decorre da observância às regras do art. 60 da CF/88. Assim, desobedecendo aos referidos limites, inevitável declarar inconstitucional a emenda que introduziu uma alteração no texto constitucional."

Errado

21 - 2014 - CESPE - PGE-BA - Procurador do Estado

Julgue os itens que se seguem, com base nas disposições da Constituição do Estado da Bahia.

O procedimento de emenda constitucional previsto no texto da Constituição baiana obedece ao princípio da

simetria.

COMENTÁRIOS

Conforme Pedro Lenza: “O caráter de derivação e vinculação do poder decorrente em relação ao originário; vale dizer, os Estados têm a capacidade de auto-organizar-se, desde que, é claro, observem as regras que foram estabelecidas pelo poder constituinte originário. Havendo afronta, estaremos diante de um vício formal ou material, caracterizador da inconstitucionalidade”. Agravo regimental no recurso extraordinário. Constitucional. Representação de inconstitucionalidade de lei municipal em face de Constituição Estadual. Processo legislativo. Normas de reprodução obrigatória. Criação de órgãos públicos. Competência do Chefe do Poder Executivo. Iniciativa parlamentar. Inconstitucionalidade formal. Precedentes. 1. A orientação deste Tribunal é de que as normas que regem

o

processo legislativo previstas na Constituição Federal são de reprodução obrigatória pelas Constituições

dos Estados-membros, que a elas devem obediência, sob pena de vício insanável de inconstitucionalidade. 2. É pacífica a jurisprudência desta Corte no sentido de que padece de inconstitucionalidade formal a lei resultante de iniciativa parlamentar que disponha sobre atribuições de órgãos públicos, haja vista que essa matéria é afeta ao Chefe do Poder Executivo. 3. Agravo regimental não provido. (STF, RE-AgR 505476, Dias Toffoli, 1ª Turma, 21.8.2012)

 

Certo

22 - 2013 - CESPE - PG-DF - Procurador

Considerando a evolução constitucional do Brasil, julgue os itens a seguir.

A Assembleia Nacional Constituinte de 1946 contou com a participação de representantes comunistas.

COMENTÁRIOS

A

Constituição de 1946 foi a primeira constituição a possuir uma bancada comunista no seu processo

constituinte.

Certo

23 - 2013 - CESPE - PG-DF - Procurador

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 16 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

16

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Considerando a evolução constitucional do Brasil, julgue os itens a seguir.

Coerente com os processos decorrentes da Revolução de 1930, a Constituição de 1934 contemplou a eleição, pelo voto direto e secreto, de todos os integrantes das casas legislativas.

COMENTÁRIOS

Na verdade, conforme doutrina majoritária há grande influência do fascismo na Constituição de 1934. O texto estabeleceu, além do voto direto para escolha dos Deputados, a modalidade indireta, por intermédio da chamada “representação classista” do Parlamento.

Errado

24 - 2013 - CESPE - PG-DF - Procurador

Considerando a evolução constitucional do Brasil, julgue os itens a seguir.

A primeira Constituição brasileira, datada de 1824, foi regularmente aprovada e democraticamente promulgada por assembleia nacional constituinte.

COMENTÁRIOS

Conforme Pedro Lenza: “A Constituição Política do Império do Brasil foi outorgada em 25 de março de 1824 e foi, dentre todas, a que durou mais tempo, tendo sofrido considerável influência da francesa de 1814. Foi marcada por forte centralismo administrativo e político, tendo a figura do Poder Moderador, constitucionalizado, e também por unitarismo e absolutismo.

Errado

25 - 2013 - CESPE - PG-DF - Procurador Considerando a evolução constitucional do Brasil, julgue os itens a seguir.

A Constituição de 1937 dissolveu a Câmara dos Deputados, o Senado Federal, as assembleias legislativas e as câmaras municipais.

COMENTÁRIOS

Art 178 - São dissolvidos nesta data a Câmara dos Deputados, o Senado Federal, as Assembléias Legislativas dos Estados e as Câmaras Municipais. As eleições ao Parlamento nacional serão marcadas pelo Presidente da República, depois de realizado o plebiscito a que se refere o art. 187. (Vide Lei Constitucional nº 9, de 1945). Enquanto não se reunisse o Parlamento nacional, o Presidente da República tinha o poder de expedir decretos-leis sobre todas as matérias da competência legislativa da União (Pedro Lenza)”. Foi apelidada de “Polaca” plea forte influência sofrida pela Constituição polonesa fascista de 1935.

Certo

26 - 2013 - CESPE - Telebras - Advogado

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 17 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

17

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Acerca do conceito de Constituição, da interpretação constitucional, do poder constituinte e da Constituição Federal de 1988 (CF), julgue os itens a seguir.

A CF é do tipo semirrígida, pois prevê determinados tipos de normas que não podem ser alteradas, as

chamadas cláusulas pétreas.

COMENTÁRIOS

Ao tratar da CF/88 Pedro Lenza registra que a aludida constituição é considerada rígida: existe um processo de alteração árduo, mais solene e mais dificultoso que o processo de alteração das demais espécies normativas, daí a rigidez constitucional”.

Errado

27 -2013 - CESPE - Telebras - Advogado

Uma proposta de emenda constitucional que for rejeitada pela Câmara dos Deputados só poderá ser submetida novamente à apreciação dessa Casa na próxima sessão legislativa.

COMENTÁRIOS

A questão exigiu o conhecimento da literalidade da Constituição Federal. Com relação à repetição de matéria rejeita na mesma sessão legislativa:

Emenda Constitucional: vedada nova proposta (Art. 60 §5): “Art. 60. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta: § 5º A matéria constante de proposta de emenda rejeitada ou havida por prejudicada não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa.” Medida provisória: vedada nova proposta (Art. 62 §10): “Art. 62. Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medidas provisórias, com força de lei, devendo submetê-las de imediato ao Congresso Nacional. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001): § 10. É vedada a reedição, na mesma sessão legislativa, de medida provisória que tenha sido rejeitada ou que tenha perdido sua eficácia por decurso de prazo.” Lei: permitida nova proposta desde que aprovada por maioria absoluta (Art. 67): “Art. 67. A matéria constante de projeto de lei rejeitado somente poderá constituir objeto de novo projeto, na mesma sessão legislativa, mediante proposta da maioria absoluta dos membros de qualquer das Casas do Congresso Nacional.”

Certo

28 - 2013 - CESPE - Telebras - Advogado

A noção de Constituição material, na atualidade, abrange as normas que organizam aspectos básicos da

estrutura e do exercício do poder, como as que se referem aos direitos fundamentais, que estabelecem fórmulas de compromisso para a orientação social do Estado e para a coordenação de interesses heterogêneos, característicos da sociedade plural.

COMENTÁRIOS

A questão descreveu de forma exaustiva o conceito de constituição material. Vale acrescentar ainda que segundo Pedro Lenza: “Do ponto de vista material, o que vai importar para definirmos se uma norma tem caráter constitucional ou não será seu conteúdo, pouco importando a forma pela qual foi esse norma introduzida no ordenamento jurídico”.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 18 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

18

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Certo

16 - 2013 - CESPE - Telebras - Advogado

Julgue os itens seguintes, a respeito dos direitos e garantias fundamentais.

De acordo com a jurisprudência atual do Supremo Tribunal Federal (STF), todos os tratados internacionais de direitos humanos possuem status supraconstitucional.

COMENTÁRIOS

É importante registrar que os tratados internacionais que versem sobre direitos humanos tem status supralegal, uma vez que estão acima das leis porém abaixo da constituição. Contudo, se um tratado internacional de direitos humanos é aprovado nos mesmos moldes de uma Emenda Constitucional, terá status constitucional.

Errado

29 - 2011 - CESPE - Correios - Advogado

No que se refere ao conceito de constituição e a sua classificação, julgue os itens seguintes.

Segundo

permanência dentro de seu tempo, evitando-se o risco de perda ou desmoronamento de sua força normativa.

sua

os

doutrinadores,

a

ideia

de

uma

constituição

aberta

está

ligada

à

possibilidade

de

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Pedro Lenza: "Grande parte dos doutrinadores vem destacando a idéia de uma constituição aberta, no sentido de que ela possa permanecer dentro do seu tempo e, assim, evitar risco de desmoronamento de sua força normativa".

Certo

30 - 2011 - CESPE - Correios - Advogado

No que se refere ao conceito de constituição e a sua classificação, julgue os itens seguintes.

Quanto a sua extensão e finalidade, a constituição sintética examina e regulamenta todos os assuntos que reputa relevantes à formação, à destinação e ao funcionamento do Estado.

COMENTÁRIOS

Quanto à extensão as constituições podem ser sintéticas e analíticas. Conforme ensinamentos de Pedro Lenza: “Sintéticas seriam aquelas enxutas, veiculadoras apenas de princípios fundamentais e estruturais do Estado”.

Errado

31 - 2011 - CESPE - Correios - Advogado

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 19 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

19

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Julgue os itens que se seguem, referentes a poder constituinte originário e derivado.

Quando, no exercício de sua capacidade de auto-organização, o estado-membro edita sua constituição, ele age com fundamento no denominado poder constituinte derivado decorrente.

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Pedro Lenza ao tratar do poder constituinte derivado decorrente: “ Sua missão é estruturar a Constituição dos Estados-Membros ou, em momento seguinte, havendo necessidade de adequação e reformulação, modifica-la.

Certo

32 - 2011 - CESPE - Correios - Advogado

Julgue os itens que se seguem, referentes a poder constituinte originário e derivado.

O poder constituinte originário, por ser aquele que instaura uma nova ordem jurídica, exige deliberação da representação popular, razão pela qual não se admite a outorga como forma de sua expressão.

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Alexandre de Moraes :"Inexiste forma prefixada pela qual se manifesta o poder constituinte originário uma vez que apresenta as características de incondicionado e ilimitado. Pela análise histórica da constituição dos diversos países, porém, há possibilidade de apontar duas básicas formas de expressão do poder constituinte originário: Assembleia Nacional Constituinte e Movimento Revolucionário (outorga)”.

Errado

33 - 2011 - CESPE - Correios - Advogado

Com referência ao preâmbulo da Constituição Federal de 1988 (CF) e às normas constitucionais programáticas, julgue os seguintes itens.

Constitui exemplo de norma programática o dispositivo segundo o qual o Estado deve garantir a todos pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, além de apoio e incentivo a iniciativas de valorização e difusão das manifestações culturais.

COMENTÁRIOS

Segundo José Afonso da Silva: “tais normas estabelecem apenas uma finalidade, um princípio, mas não impõe propriamente ao legislador a tarefa de atuá-la, mas requer uma política pertinente à satisfação dos fins positivos nela indicados”

Certo

34 - 2010 - CESPE - BRB - Advogado

Com relação ao processo legislativo e aos Poderes Executivo e Judiciário, julgue os itens que se seguem.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 20 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

20

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

É admissível emenda à Constituição Federal de 1988 (CF) mediante proposta de mais da metade das

assembleias legislativas das unidades da Federação, desde que haja manifestação, em cada uma delas, da maioria relativa de seus membros.

COMENTÁRIOS

Art. 60, CF: A Constituição poderá ser emendada mediante proposta:

III

- de mais da metade das Assembléias Legislativas das unidades da Federação, manifestando-se, cada

uma delas, pela maioria relativa de seus membros.

 

Certo

35 - 2010 - CESPE - EMBASA - Advogado

Acerca da classificação das constituições, julgue o item seguinte.

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (CF) não pode ser classificada como uma

constituição popular, uma vez que se originou de um órgão constituinte composto de representantes do povo, e não da aprovação dos cidadãos mediante referendo.

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Paulo Bonavides: “As constituições democráticas, também denominadas populares, dogmáticas, votadas ou promulgadas, surgiram como fruto da afirmação vitoriosa do princípio democrático, resultante do enfraquecimento da monarquia e ascendência da democracia. São constituições elaboradas por um órgão constituinte composto de representantes do povo, eleitos para o fim específico de elaborar a Constituição (Assembleias Constituintes), expressando a ideia de que todo governo deve se apoiar no consentimento dos governados e traduzir a vontade popular."

Errado

36 - 2010 - CESPE - EMBASA - Advogado

A respeito do controle de constitucionalidade das leis, das limitações ao poder constituinte derivado e dos direitos e garantias fundamentais, julgue os itens a seguir:

O poder constituinte derivado reformador brasileiro sujeita-se a limitações expressas e implícitas. Entre as

limitações expressas está a de não poder excluir da mulher trabalhadora o direito à licença gestante, sem

prejuízo do emprego e do salário, com a duração de 120 dias, e entre as limitações implícitas está a de não

se poder reduzir as limitações expressas na CF.

COMENTÁRIOS

Não há, na Constituição da República Federativa do Brasil, limitação expressa à supressão da licença gestante.

O

Poder Derivado Reformador, cuja existência se restringe aos ordenamentos jurídicos encabeçados por

uma Constituição rígida, tem a função de modificar as normas constitucionais por meio de emendas. As limitações impostas a este poder pela Constituição de 1988 estão consagradas no art. 60. As limitações materiais consagradas pela Constituição têm por finalidade básica preservar sua identidade material, proteger institutos e valores essenciais e permitir a continuidade do processo democrático. Para fins didáticos, as limitações materiais podem ser divididas em três grupos:

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 21 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

21

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

I) cláusulas pétreas expressas, consagradas textualmente na Constituição (CF, art. 60, § 4.°); II) cláusulas pétreas decorrentes das cláusulas pétreas expressas; e III) cláusulas pétreas implícitas, quando imprescindíveis à caracterização da identidade material da Constituição. FONTE: NOVELINO, MARCELO.

Errado

37 - 2009 - CESPE - SEAD-SE (FPH) - Procurador

Em cada item a seguir é apresentada uma situação hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada, com relação à Constituição Federal.

Quatro deputados estaduais de Sergipe submeteram à apreciação do presidente da Assembléia Legislativa proposta de emenda à CF para ser encaminhada ao presidente da Câmara dos Deputados, em regime de urgência. Nessa situação, recebida a proposta na Câmara dos Deputados, poderá seu presidente encaminhar

o texto para tramitação, uma vez que presidente de assembléia legislativa estadual tem competência para formular proposta de emenda à CF.

COMENTÁRIOS

Art. 60. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta:

I - de um terço, no mínimo, dos membros da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal;

II - do Presidente da República;

III - de mais da metade das Assembléias Legislativas das unidades da Federação, manifestando-se, cada uma delas, pela maioria relativa de seus membros.

Errado

38 - 2008 - CESPE - HEMOBRÁS - Advogado

A respeito do direito constitucional, julgue os itens que se seguem.

Dos direitos fundamentais, apenas os direitos e garantias individuais podem ser considerados como cláusulas pétreas.

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Luis Roberto Barroso: “Em suma: não apenas os direitos individuais, mas também os direitos fundamentais materiais como um todo estão protegidos em face do constituinte reformador de segundo grau. Alguns exemplos são: o direito social à educação fundamental gratuita ( CF, art 208, I), o direito político à não alteração das regras do processo eleitoral a menos de um ano do pleito ( CF, art. 16) ou o direito difuso de acesso à água potável ou ao ar respirável ( CF, art. 225).”

Errado

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 22 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

22

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

39 - 2008 - CESPE - HEMOBRÁS - Advogado

É possível reconhecer a existência de direito adquirido contra norma originária da Constituição federal de 1988 (CF).

COMENTÁRIOS

Vale colacionar, a lição do professor Paulo Gustavo Gonet Branco, para quem: “O STF passou a entender que somente quando a nova norma constitucional claramente ressalva uma situação, que seria agora inválida, mas criada licitamente antes dela, somente nesses casos a situação merece continuar a ser protegida. De toda sorte, os efeitos do ato praticado anteriormente que se exauriram antes da nova norma constitucional não sofrem a influência da nova norma constitucional, a não ser que esta seja expressa nesse sentido.

Errado

40 - 2008 - CESPE - PGE-ES - Procurador do Estado

Em relação à ordem econômica e financeira disciplinada na Constituição Federal de 1988, julgue os itens a seguir.

A Constituição Federal optou por um sistema capitalista, no qual desempenha papel primordial a livre iniciativa.

COMENTÁRIOS

Art. 1º CF: A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

( ) IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

Art. 170 CF. A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios:

Certo

41 - 2008 - CESPE - PGE-ES - Procurador do Estado

Em relação ao processo legislativo estadual, julgue os itens a seguir:

A forma de emenda à constituição estadual apresentada por parlamentares, com observância do quorum de

iniciativa e de votação, é apta à veiculação de norma que crie cargos na secretaria de fazenda do estado.

COMENTÁRIOS

“Inequívoco o vício de iniciativa da Lei estadual 1.117, de 30-3-1990, na medida em que estabelece normas para aplicação do salário mínimo profissional aos servidores estaduais. Incidência da regra de iniciativa legislativa exclusiva do chefe do Poder Executivo para dispor sobre remuneração dos cargos e funções do serviço público, em razão da cláusula de reserva prevista no art. 61, § 1º, II, a, da Carta Magna.” (ADI 290, rel. min. Dias Toffoli, julgamento em 19-2-2014, Plenário, DJE de 12-6-2014.)

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 23 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

23

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

"É inconstitucional a norma de Constituição do Estado-membro que disponha sobre valor da remuneração de servidores policiais militares." (ADI 3.555, Rel. Min. Cezar Peluso, julgamento em 4-3-2009, Plenário, DJE de 8-5-2009.)

Errado

42 - 2007 - CESPE - Petrobras - Advogado

Julgue os itens subsequentes:

O conceito de constituição moderna corresponde à idéia de uma ordenação sistemática e racional da

comunidade política por meio de um documento escrito no qual se declaram as liberdades e os direitos e se fixam os limites do poder político. Esse conceito de constituição é também conhecido como conceito oriental de constituição.

COMENTÁRIOS

Na verdade, foi conceituado o conceito ocidental de constituição.

Errado

43 - 2007 - CESPE - Petrobras - Advogado

Entre as correntes de interpretação constitucional, pode-se apontar uma bipolaridade que se concentra entre as correntes interpretativistas e não interpretativistas das constituições. As correntes interpretativistas

se confundem com o literalismo e permitem ao juiz que este invoque e aplique valores e princípios

substantivos, como a liberdade e a justiça contra atos da responsabilidade do Poder Legislativo em

desconformidade com a constituição.

COMENTÁRIOS

De acordo com Canotilho, “as correntes interpretativistas consideram que os juízes, ao interpretarem a constituição, devem limitar-se a captar o sentido dos preceitos expressos na Constituição, ou pelo menos, nela claramente implícitos”. Por sua vez, “as correntes não-interpretativistas defendem a possibilidade e a necessidade de os juízes invocarem e aplicarem ‘valores e princípios substantivos’ – princípios da liberdade e da justiça – contra atos de responsabilidade do legislativo em conformidade com o ‘projecto’ da constituição”.

Errado

44 - 2007 - CESPE - Petrobras - Advogado

O princípio de interpretação constitucional conhecido como princípio do efeito integrador impõe a

coordenação e a combinação dos bens jurídicos em conflito, de forma a evitar o sacrifício total de uns em relação aos outros.

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Pedro Lenza: “Muitas vezes associado ao princípio da unidade, conforme

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 24 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

24

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Canotilho, “

pontos de vista que favoreçam a integração política e social e o reforço da unidade política

na

resolução dos problemas jurídicos-constitucionais deve dar-se primazia aos critérios ou

”.

Errado

45 - 2007 - CESPE - Petrobras - Advogado

Segundo o método jurídico de Forsthoff, a interpretação da constituição não se distingue da interpretação de uma lei e, por isso, para se interpretar o sentido da lei constitucional, devem-se utilizar as regras tradicionais da interpretação.

COMENTÁRIOS

O

método Hermenêutico-Clássico (Ernest Forsthoff) de interpretação entende que a Constituição não

difere substancialmente das leis, razão por que deve ser interpretada conforme a métodos tradicionais (literal, lógico, sistemático, histórico)

Certo

46 - 2007 - CESPE - Banco da Amazônia - Advogado

Julgue os itens subseqüentes, acerca do processo legislativo.

Tramitação de propostas de emenda constitucional pode ser iniciada em quaisquer das duas casas legislativas, ou seja, tanto no Senado Federal quanto na Câmara dos Deputados.

COMENTÁRIOS

Artigo 60/CF: "A Constituição poderá ser emendada mediante proposta:

I - de um terço, no mínimo, dos membros da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal; II - do Presidente da República;

III

- de mais da metade das Assembléias Legislativas das unidades da Federação, manifestando-se, cada

uma delas, pela maioria relativa de seus membros".

 

Certo

47 - 2007 - CESPE - Banco da Amazônia - Advogado

A matéria constante de proposta de emenda rejeitada ou havida por prejudicada não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa.

COMENTÁRIOS

A

questão exigiu o conhecimento da literalidade da Constituição Federal. Com relação à repetição de

matéria rejeita na mesma sessão legislativa:

Emenda Constitucional: vedada nova proposta (Art. 60 §5): “Art. 60. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta: § 5º A matéria constante de proposta de emenda rejeitada ou havida por prejudicada não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa.” Medida provisória: vedada nova proposta (Art. 62 §10): “Art. 62. Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medidas provisórias, com força de lei, devendo submetê-las de imediato ao Congresso Nacional. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 32, de 2001): § 10. É

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 25 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

25

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

vedada a reedição, na mesma sessão legislativa, de medida provisória que tenha sido rejeitada ou que tenha perdido sua eficácia por decurso de prazo.” Lei: permitida nova proposta desde que aprovada por maioria absoluta (Art. 67): “Art. 67. A matéria constante de projeto de lei rejeitado somente poderá constituir objeto de novo projeto, na mesma sessão legislativa, mediante proposta da maioria absoluta dos membros de qualquer das Casas do Congresso Nacional.”

Certo

48 - 2006 - CESPE - DPE-DF - Procurador

A respeito da interpretação constitucional, julgue os itens seguintes.

Quando a aplicação de um dispositivo constitucional puder conduzir a resultado oposto àquele buscado pelo próprio ordenamento jurídico constitucional, a exemplo da impunidade de parlamentares,pode-se recorrer a formas excepcionais de interpretar e aplicar os princípios e regras constitucionais.

COMENTÁRIOS

A questão exigiu o conhecimento do fenômeno denominado derrotabilidade das Normas, que pode ser conceituado pela possibilidade de um princípio possuir um maior valor frente à uma norma no momento da aplicação em casos que haja lacuna.

Certo

49 - 2006 - CESPE - DPE-DF - Procurador

A respeito da interpretação constitucional, julgue os itens seguintes.

A comunicação entre norma e fato constitui condição da própria interpretação constitucional quando o processo envolve a investigação integrada de elementos fáticos e jurídicos.

COMENTÁRIOS

Em conformidade com os ensinamentos de Gilmar Mendes, "hoje, não há como negar a "comunicação entre norma e fato" (Kommunikation zwischen Norm und Sachverhalt), que, como ressaltado, constitui condição da própria interpretação constitucional. É que o processo de conhecimento aqui envolve a investigação integrada de elementos fáticos e jurídicos".

Certo

50 - 2006 - CESPE - DPE-DF - Procurador

A respeito da interpretação constitucional, julgue os itens seguintes.

A generalidade, a abstração e a capacidade de expansão dos princípios constitucionais permitem ao intérprete larga discricionariedade, que favorece o subjetivismo voluntarista dos sentimentos pessoais e das conveniências políticas na aplicação das normas constitucionais.

COMENTÁRIOS

Conforme ensinamentos de Luís Roberto Barroso: "Ao intérprete constitucional caberá visualizá-los em

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 26 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

26

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

cada caso e seguir-lhes as prescrições. A generalidade, abstratação e capacidade de expansão dos princípios permite ao intérprete, muitas vezes, superar o legalismo estrito e buscar no próprio sistema a solução mais justa, superadora do summum jus, summa injuria. Mas são esses mesmos princípios que funcionam como limites interpretativos máximos, neutralizando o subjetivismo voluntarista dos sentimentos pessoais e das conveniências políticas, reduzindo a discricionariedade do aplicador da norma e impondo-lhe o dever de motivar seu convencimento"

Errado

Sugerimos a releitura das assertivas corretas como forma de fixação do tema.

Permaneceu com dúvida em alguma questão? Entre em contato:
Permaneceu com dúvida em alguma questão? Entre em contato:

Permaneceu com dúvida em alguma questão? Entre em contato:

Permaneceu com dúvida em alguma questão? Entre em contato: duvidaspgmfortaleza@aprovacaopge.com.br

duvidaspgmfortaleza@aprovacaopge.com.br

Permaneceu com dúvida em alguma questão? Entre em contato: duvidaspgmfortaleza@aprovacaopge.com.br

RESUMO DO DIA

1 Constituição. 1.1 Conceito, objeto, elementos e classificações. 1.2 Supremacia da Constituição. 1.3 Aplicabilidade das normas constitucionais. 1.4 Interpretação das normas constitucionais. 1.5 Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores. 2 Poder constituinte. 2.1 Características. 2.2 Poder constituinte originário. 2.3 Poder constituinte derivado. 3 Princípios fundamentais. 3.1 Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores.

1. Constituição - Conceito: Embora existam várias acepções, basicamente, os doutrinadores conceituam constituição como “a lei fundamental e suprema de um Estado, que contém normas referentes: à estruturação do Estado; à formação dos poderes públicos; forma de governo e aquisição do poder de governar; distribuição de competências e; direitos, garantias e deveres do cidadão”. (MORAES. Alexandre de. Direito Constitucional. 8ª Ed. Editora Atlas, 2000, p. 34) e (HOLTHER. Leo Van. Direito Constitucional. 4ª Ed. Jus Podivm. 2008, p. 34). DICA: para não esquecer o conceito, lembrem-se dos objetivos das constituições, começando pela limitação de poderes e estruturação do Estado).

conceito ideal identifica-

se fundamentalmente com os postulados político liberais, considerando-se como elementos materiais

caracterizadores e distintivos os seguintes:

(a) a constituição deve consagrar um sistema de garantias da liberdade (esta essencialmente concebida no

sentido do reconhecimento de direitos individuais e da participação dos cidadãos nos actos do poder

legislativo através dos parlamentos);

(b) a constituição contém o princípio da divisão de poderes, no sentido de garantia orgânica contra os

abusos dos poderes estaduais; (c) a constituição deve ser escrita (documento escrito). (CANOTILHO. José Joaquim Gomes. Direito Constitucional. 6ª Edição Revista. Livraria Almedina. Coimbra, 1993, páginas 62 e 63).

J. J. Canotilho formulou o chamado conceito ideal de constituição, verbis: ―

Este

1.1. Concepções do Conceito de Constituição: Não há conceito único que defina o que é a Constituição. Por isso, cada doutrinador toma por base um sentido com o fim de definir o termo “Constituição”.

a) Concepção SocioLógica (Ferdinand Lassale): uma Constituição só seria legítima se representasse o efetivo poder social, refletindo as forças sociais que constituem o poder, do contrário seria uma simples “folha de

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 27 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

27

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

papel”. Portanto, a Constituição, segundo Lassale, seria a somatória dos fatores reais do poder dentro de uma sociedade.

b) Concepção PolíTica (Carl SchimiTt): A Constituição seria a decisão política fundamental, emanada do

titular do poder constituinte, enquanto a lei constitucional representaria os demais dispositivos que estão inseridos no texto constitucional e que não contém matéria de decisão política fundamental. Faz a distinção entre Constituição (decisão política fundamental) e lei constitucional (lei formalmente Constitucional).

c) Concepção Jurídica (Hans Kelsen): A Constituição é norma pura, dever-ser, dissociada de qualquer

fundamento sociológico, político ou filosófico. Kelsen dá dois sentidos à palavra Constituição:

SENTIDO LÓGICO-JURÍDICO a Constituição é a NORMA HIPOTÉTICA FUNDAMENTAL, responsável por dar sustentação ao sistema posto, e é o fundamento de validade de todas as outras leis.

SENTIDO JURÍDICO-POSITIVO - é a Constituição positiva, conjunto de normas que regulam a criação de outras normas, da qual todas as outras normas infraconstitucionais extraem seu fundamento de validade. Logo, a Constituição é a lei máxima do direito positivo e encontra-se no topo da pirâmide normativa.

d) Concepção Culturalista (Meirelles Teixeira e José Afonso da Silva): A Constituição é produto de um

FATO CULTURAL, produzido pela sociedade e que sobre ela pode influir.

CONSTITUIÇÃO SIMBÓLICA (Marcelo Neves) O doutrinador Marcelo Neves entende que a ideia de legislação ou de constituição simbólicas advém da hipertrofia da função simbólica da atividade legiferante e do seu produto, a lei, em detrimento da função jurídico-instrumental, ou seja, é valorizar mais uma construção legislativa sem efetividade do que dar possibilidade de a legislação se tornar efetiva. O simbolismo se verifica por três mecanismos:

legislador

assume uma posição em relação a determinado conflito social. Se posiciona de um lado, dando uma vitória legislativa para um determinado grupo social, em detrimento da eficácia normativa da lei;

A Constituição apenas demonstra a capacidade de ação do Estado (legislação

que

mascare a realidade. Só cria a imagem de um Estado que responde rapidamente aos anseios sociais. Introduz um sentimento de bem-estar na sociedade.

Adiamento da solução de conflitos sociais através de compromissos dilatórios:

A Constituição serve tão-somente para confirmar valores sociais:

álibi):

busca-se

aparente

solução

para

problemas

da

sociedade,

ainda

transfere a solução de conflitos para um futuro indeterminado.

2. Classificação das Constituições

a) Quanto à origem ou positivação:

Outorgada, não democrática ou imposta: Impostas pelo detentor do poder de forma unilateral;

Promulgada, democrática ou popular: nascem de debates políticos;

Cesarista ou plebiscitárias: É Constituição imposta, mas que se pretende legitimar por meio da aprovação popular via plesbicito;

Pactuada: É a Constituição elaborada em decorrência de pacto realizado entre os vários titulares do Poder Constituinte que, em conjunto, elaboram a Constituição.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 28 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

28

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

b) Quanto à forma: PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA

b) Quanto à forma:

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Escritas ou instrumental: É a Constituição sistematizada por procedimento formal;

Não escritas ou consuetudinária: Resultante das práticas costumeiras.

c) Quanto à mutabilidade:

Rígidas: O processo de alteração da Constituição mais difícil e solene do que o processo de formação das leis;

Flexíveis ou Plásticas: A Constituição é alterada pelo mesmo processo utilizado para as leis ou até mais simples; Atenção: NÃO necessariamente as Constituições costumeiras serão plásticas;

Semirrígida: É a Constituição que exige que apenas uma parte do seu texto seja alterado por processo legislativo diferenciado e mais dificultoso. Quanto ao restante do texto, é possível a alteração pelo procedimento ordinário;

Super-rígidas (Maria Helena Diniz): O processo de alteração da Constituição é mais dificultoso e solene do que o processo de formação das leis, possuindo pontos imutáveis;

Imutáveis: A Constituição não admite alteração do seu texto;

Fixa: Somente o Poder Constituinte Originário pode alterar o texto constitucional.

d) Quanto ao conteúdo:

Formais: Constituição é tudo aquilo que está inserido no texto elaborado pelo Poder Constituinte, por meio de um processo legislativo mais dificultoso, diferenciado e mais solene do que o processo de formação das demais leis que compõem o ordenamento jurídico. Dessa forma, como não importa o conteúdo da norma, será constitucional tudo que constar do texto da Constituição, mesmo que não se trate de assunto relevante para o Estado e a sociedade;

Materiais: leva em consideração o conteúdo da norma para defini-la como constitucional, que será toda aquela que defina e trate das regras estruturais da sociedade e de seus alicerces fundamentais. Assim, podem existir normas constitucionais em textos esparsos, fora da Constituição.

e) Quanto à sistemática (Pinto Ferreira):

Reduzidas: Materializam-se em um único documento sistemático;

Variadas: É a Constituição que está espalhada por vários documentos legislativos).

f) Quanto à ideologia:

Ortodoxas: Elaboradas em uma única linha ideológica;

Ecléticas: Elaboradas com várias linhas ideológicas, a exemplo da CF/88.

g) Quanto à eficácia (Karl Lowenstein) Classificação ontológica, pois analisa o MODO DE SER das

Constituições, conforme adequação à realidade social e política:

Normativas (máxima eficácia, regulando todos os aspectos da vida social): São aquelas em que o poder estatal está de tal forma disciplinado que as relações políticas e os agentes do poder subordinam-se as determinações do seu conteúdo e do seu controle procedimental. Se adequa à realidade, eis que pretende e consegue guiar o processo político. O texto se alinha com a realidade política;

Nominalistas: Visa limitar a atuação dos detentores do poder econômico, político e social, mas essa limitação NÃO se efetiva. Não corresponde à realidade, já que, apesar de pretender regular o

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 29 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

29

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

processo

descompasso com a realidade política;

político,

NÃO

consegue

fazê-lo.

Não

conseguem

ser

implementadas

pois

em

Semânticas (existe só no papel, não sendo adequada à realidade social): A Constituição serve de manutenção do poder pela classe dominante, mas NÃO objetiva alterar coisa alguma. Não tem por fim regular a vida política do Estado, busca somente formalizar e manter o poder político vigente.

h)

Quanto à extensão:

 

Constituição Sintética: É Constituição reduzida, sucinta, a exemplo da norteamericana;

Constituição Analítica: É Constituição extensa e prolixa, a exemplo da CF/88.

   

CLASSIFICAÇÃO DA CF/88:

Origem

Promulgada (Popular)

Forma

Escrita

Extensão

Analítica (Prolixa)

Conteúdo

Formal

Modo de elaboração

Dogmática (Codificada)

Alterabilidade

Rígida

3.

Elementos da Constituição

 

Conforme classificação elaborada por José Afonso da Silva, as normas constitucionais podem ser diferenciadas em elementos, considerando-se estrutura normativa e conteúdo:

Elementos orgânicos: regulamentam a estrutura do Estado e do Poder;

Elementos limitativos: limitam a atuação do poder estatal, a exemplo dos direitos e garantias fundamentais;

Elementos sócio- ideológicos: Identificam a ideologia adotada pelo constituinte;

Elementos de estabilização constitucional: asseguram a vigência das normas constitucionais em situação de conflito, garantem a defesa da Constituição, do Estado e das instituições democráticas;

Elementos formais de aplicabilidade: Estabelecem regras de aplicação da Constituição. Ex:

Preâmbulo, ADCT.

4. Supremacia da Constituição: Constitucionalismo e neoconstitucionalismo

4.1.

Constituições. Parte da noção de que todo Estado deve possuir uma Constituição. A ideia é GARANTIR

DIREITOS para LIMITAR O PODER ESTATAL. Contrapõe-se ao absolutismo. FASES:

a) ANTIGO: É o da Antiguidade Clássica, com a ideia de garantir direitos para limitar o poder, evitar o

arbítrio.

- Hebreus: estabelecimento no estado teocrático de limitações ao poder político através da legitimidade dos profetas para fiscalizar os atos governamentais que extrapolassem os limites bíblicos.

- Idade Média: Carta Magna de 1215 estabelece a proteção a direito individuais.

as

CONSTITUCIONALISMO:

O

constitucionalismo

é

o

movimento

a

partir

do

qual

emergem

b) CLÁSSICO (LIBERAL): século XVIII

Surge a 1ª geração de direito fundamentais (liberdade): direitos civis e políticos. Exigem abstenção do Estado.

Separação de Poderes.

CF rígida e supremacia da CF

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 30 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

30

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

O Poder Judiciário é o principal encarregado de garantir a supremacia da CF Surgem as primeiras Constituições escritas. - Quadro europeu: o reconhecimento do valor jurídico das Constituições tardou na Europa. Os movimentos liberais (século XVIII) enfatizam o princípio da supremacia da lei e do parlamento. A

Constituição NÃO era norma vinculante, embora esse entendimento já começasse a ser desenvolvido nos EUA.

- Nessa fase, há uma diferença entre o quadro europeu e o americano:

 

QUADRO EUROPEU

 

QUADRO AMERICANO

- Supremacia da lei e do parlamento

- Supremacia da Constituição

-

O Judiciário NÃO pode controlar a legitimidade

-

Para acentuar a supremacia do Poder Constituinte,

constitucional das leis, limitando-se a ser a “boca

adotou-se procedimento mais dificultoso e solene de

da lei” (Supremacia do parlamento)

mudança da Constituição.

-

A primazia da Constituição só ocorreu a partir

-

Para garantir a efetiva supremacia da Constituição,

do fim da 2ª guerra mundial (redemocratização). Supremacia do Poder Constituinte.

cresceu o papel do controle judicial: ao Judiciário cabe fazer a interpretação final e aplicar a Constituição (judicial review).

c) MODERNO (SOCIAL): após fim da 1ª Guerra Mundial até o início da segunda.

Exigem atuação positiva do Estado (Estado Social, intervencionista, prestador de serviço público).

Crise do liberalismo diante das demandas sociais que abalaram o século XIX. O abstencionismo estatal não garantia a igualdade essencial para a existência de igualdade de competições.

Consagração dos direitos fundamentais de 2ª dimensão: gravitam em torno do valor IGUALDADE, mas não meramente formal e sim a IGUALDADE MATERIAL (direitos sociais, econômicos e culturais). Possuem um caráter positivo: exigem uma prestação do Estado. Surgem garantias institucionais.

Adoção do Estado Social: o Estado transforma-se em prestador de serviços, intervindo no âmbito social, econômico e laboral.

d) CONTEMPORÂNEO: após fim da 2ª Guerra Mundial.

Surgem os direitos fundamentais de 3ª geração (fraternidade): direitos transindividuais, como meio ambiente, comunicação, consumidor.

Alguns o chamam de neoconstitucionalismo. Outros diferenciam:

o

No constitucionalismo contemporâneo, a hierarquia entre Constituição e lei é apenas formal: o foco é a limitação do poder estatal.

o

No neoconstitucionalismo, a hierarquia é de grau e também axiológica (tem que observar

espírito e valores da CF): o foco é a concretização dos direitos fundamentais.

- Caracteriza-se pelas Constituições garantistas, que tem como pilar a defesa dos direitos fundamentais.

- implementados pelos Estados, normalmente por meio de normas programáticas.

Período

marcado

pelas

CONSTITUIÇÕES

DIRIGENTES,

que

prescrevem

programas

a

serem

4.2. NEOCONSTITUCIONALISMO: A doutrina passa a desenvolver, a partir do pós-2ª Guerra Mundial, uma nova perspectiva em relação ao constitucionalismo, denominada neoconstitucionalismo, ou, segundo alguns, constitucionalismo pós-moderno, ou, ainda, pós-positivismo. Busca-se, dentro dessa

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 31 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

31

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

nova realidade, não mais apenas atrelar o constitucionalismo à ideia de limitação do poder político, mas, buscar a eficácia da Constituição.

CARACTERÍSTICAS DO NEOCONSTITUCIONALISMO:

BUSCA EFICÁCIA DA CF E CONCRETIZAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS;

PÓS-POSITIVISMO: O positivismo tinha permitido barbáries com base na lei. Veio, então, o pós- positivismo (o direito deve ter um conteúdo moral, vai além da legalidade estrita. Não basta apenas respeitar a lei, tem que observar os princípios da moralidade e da finalidade pública).

NORMATIVIDADE DA CONSTITUIÇÃO: A Constituição Federal era documento político. Com o neoconstitucionalismo, passa a ser documento JURÍDICO, com força vinculante

FORÇA

direta

NORMATIVA

DA

CONSTITUIÇÃO:

as

normas

constitucionais

têm

aplicabilidade

(conforme sua densidade jurídica), os direitos irradiam da CF.

CENTRALIDADE DA CONSTITUIÇÃO: A CF é o epicentro do ordenamento jurídico. Tem supremacia formal e material. Consequências:

o

Constitucionalização do direito: normas de outros ramos do direito estão na Constituição Federal e há releitura dos institutos previstos na legislação infraconstitucional à luz da Constituição.

o

Filtragem constitucional: há interpretação da lei à luz da Constituição Federal. Segundo a interpretação conforme a CF, passa a lei no filtro da CF para extrair seu sentido constitucional. Para Luiz Roberto Barroso, toda interpretação jurídica é uma interpretação constitucional.

REMATERIALIZAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES: Surgem Constituições prolixas, com extenso rol de direitos fundamentais.

MAIOR ABERTURA NA INTERPRETAÇÃO: Os princípios deixam de ser meras diretrizes e passam a ser espécies de norma;

FORTALECIMENTO DO JUDICIÁRIO: O Judiciário irá garantir a supremacia da Constituição Federal. É o ativismo judicial, postura mais ativa do Judiciário na implementação dos direitos. O Judiciário passa a atuar como legislador positivo.

Marcos do Neoconstitucionalismo (Luís Roberto Barroso):

(i) Marco histórico: A formação do Estado constitucional de direito, cuja consolidação se deu ao longo das décadas finais do século XX; (ii) Marco filosófico: O pós-positivismo, com a centralidade dos direitos fundamentais e a reaproximação entre Direito e ética; e (iii) Marco teórico: o conjunto de mudanças que incluem a força normativa da Constituição, a expansão da jurisdição constitucional e o desenvolvimento de uma nova dogmática da interpretação constitucional.

5. Aplicabilidade das normas Constitucionais: Segundo o Doutrinador José Afonso da Silva, as normas Constitucionais podem possuir eficácia plena, contida ou limitada:

Plenas: são as que não necessitam de complementação para que possam produzir efeitos, tais normas possuem aplicabilidade imediata e integral;

Contidas (ou prospectivas): são as que também possuem aplicabilidade imediata e integral, por não necessitarem de complementação, no entanto podem ter sua abrangência reduzida por norma infraconstitucional, o exemplo clássico apontado pela doutrina é a disposição contida no inciso XIII, do artigo 5º da CF/88 ( “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 32 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

32

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

qualificações profissionais que a lei estabelecer”.) – são autoaplicáveis, mas se inserem na discricionariedade do legislador;

Limitadas: são as que necessitam de integração por norma infraconstitucional para que possam produzir efeitos. No entanto, mesmo sem sua regulamentação, tais normas produzem, mesmo que

de forma mínima, efeitos jurídicos, como o de vincular o legislador. José Afonso da Silva entende que há dois tipos de normas limitadas:

o

Normas de princípio institutivo ou organizativo: contém o início ou esquema de determinado órgão, entidade ou instituição, deixando a efetiva criação e estruturação a cargo de lei ordinária ou complementar;

o

Normas de princípio programático: normas através das quais o constituinte, ao invés de regular direta e imediatamente determinados interesses, limitou-se a traçar-lhes os princípios a serem cumpridos pelos seus órgãos. Tais normas NÃO dispõem de aplicabilidade imediata, mas possuem carga eficacional, ante o princípio da força normativa da Constituição.

ATENÇÃO - CLASSIFICAÇÃO DE MARIA HELENA DINIZ: a Autora incluiu mais uma espécie na classificação acima apontada, afirmando a existência de normas constitucionais de eficácia absoluta ou supereficazes, que são as cláusulas pétreas, ou seja, aquelas normas que não podem ser retiradas nem mesmo por emenda constitucional.

6. Interpretação das normas Constitucionais

6.1. Hermenêutica x Interpretação Jurídica:

Hermenêutica: É o domínio da ciência jurídica que se ocupa em formular e sistematizar os princípios que subsidiarão a interpretação;

Interpretação: Atividade prática que se dispõe a determinar o sentido e alcance dos enunciados normativos. Cumpre à interpretação construir a norma. Envolve duas atividades:

o

Desvendar/ construir o sentido do enunciado normativo;

o

Concretizar o enunciado.

6.2. Interpretação Jurídica x Interpretação Constitucional

A interpretação jurídica é gênero do qual a interpretação constitucional é espécie.

A interpretação constitucional tem por objeto a compreensão e aplicação das normas constitucionais, razão pela qual se serve de princípios próprios que lhe conferem especificidade e autonomia, sendo informada por métodos e princípios específicos e adequados ao seu objeto.

Enquanto as normas legais possuem um conteúdo material fechado, as normas constitucionais apresentam um conteúdo material aberto e fragmentado, circunstância que justifica e reivindica a existência de uma interpretação especificamente constitucional.

Além de superiores, as normas constitucionais normalmente veiculam conceitos abertos, vagos e indeterminados, que conferem ao intérprete um amplo espaço de conformação, não verificável entre as normas legais.

As normas constitucionais são ainda:

o

Normas de organização e estrutura;

o

Dotadas de forte carga política.

6.3. Correntes Norteamericanas:

a) Corrente interpretativista: Nega qualquer possibilidade de o juiz, na interpretação constitucional, criar Direito, indo além do que o texto lhe permitir. O juiz deve apenas captar e declarar o sentido dos preceitos

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 33 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

33

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

expressos no texto constitucional, sem se valer de valores substantivos, sob pena de se substituir as decisões políticas pelas judiciais.

b)

proclamando a possibilidade, e até a necessidade, de os juízes invocarem e aplicarem valores substantivos, como justiça, igualdade e liberdade. Assim, o juiz torna-se co-participante do processo de criação do Direito, completando o trabalho do legislador, ao fazer valorações para conceitos jurídicos indeterminados e realizar escolhas entre as soluções possíveis e adequadas.

Constituição,

Corrente

não-interpretativista:

Defende

um

ativismo

judicial

na

interpretação

da

6.4. Métodos de interpretação

- Canotilho: Leciona que a questão do “método justo” em direito constitucional é um dos problemas mais

controvertidos. Por isso, para ele, NÃO há apenas um método de interpretação constitucional, podendo-se afirmar que, atualmente, a interpretação das normas constitucionais obtém-se a partir de um conjunto de métodos distintos, porém complementares.

a) Método jurídico ou hermenêutico cláSsico [SAVIGNY] Parte da consideração de que a Constituição é uma lei, de modo que a interpretação da Constituição não deixa de ser uma interpretação da lei. => TESE DA IDENTIDADE DA INTERPRETAÇÃO CONSTITUCIONAL E INTERPRETAÇÃO LEGAL. Com isso, para a interpretação da Constituição, deve o intérprete utilizar os elementos tradicionais ou clássicos da hermenêutica, que remontam à Escola Histórica do Direito de Savigny:

Elemento gramatical:

e literal;
e literal;

também chamado de literal ou semântico, a análise se realiza de modo textual

Elemento histórico:

analise o projeto de lei, a sua justificativa, exposição de motivos, pareceres,

discussões, as condições culturais e psicológicas que resultaram na elaboração da norma

;

Elemento sistemático ou lógico:

Elemento teleológico ou racional:

Elementos genético:

busca a análise do todo

;

busca a finalidade da norma;

busca investigar as origens dos conceitos utilizados pelo legislador

.

A doutrina, de modo geral, NÃO repele a interpretação de tal método jurídico. No entanto, por outro lado, a CF traz situações mais complexas cuja interpretação não se realiza com o emprego do método tradicional. O método jurídico, portanto, é insuficiente e não satisfaz, por si só, a interpretação constitucional.

b)

Método Tópico-problemático [THEODOR VIEHWEG] Theodor Viehweg – “Tópica e Jurisprudência” => Para o autor, a tópica seria uma técnica de pensar

o

problema, ou seja, uma técnica mental que se orienta para a solução do problema. O método segue as

seguintes premissas:

Caráter Prático da interpretação: Toda a interpretação se destina a solucionar problemas práticos e concretos;

Caráter Aberto, Fragmentário ou indeterminado das normas constitucionais, em razão de sua estrutura normativo-material;

Preferência pela discussão do problema em razão da abertura das normas constitucionais que não permitem qualquer subsunção a partir delas próprias.

- Conclusão: A interpretação constitucional leva a um processo aberto de argumentação entre os vários

partícipes ou intérpretes, para se adaptar a norma constitucional ao problema concreto para, só ao final, se identificar a norma adequada.

- Parte-se do problema para a norma. Para este método, deve a interpretação partir da discussão do

problema concreto que se pretende resolver para, só ao final, se identificar a norma adequada. Parte-se

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 34 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

34

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

do problema (caso concreto) para a norma, fazendo caminho inverso dos métodos tradicionais, que buscam a solução do caso a partir da norma.

- Canotilho critica esse método, ao fundamento de que a interpretação NÃO deve partir do problema para a norma, mas desta para os problemas.

DICA: Para não esquecer o nome do criador do método na hora da prova, relacionar as iniciais: Theodor Tópico.

c) Método Hermenêutico-concretizador (Concretista) [HESSE]

- Parte da ideia de que a leitura de todo o texto e da Constituição deve se iniciar pela pré-compreensão do seu sentido através de uma atividade criativa do intérprete.

- Admite o primado da norma constitucional sobre o problema.

- O método considera a interpretação constitucional como uma atividade de concretização da Constituição,

circunstância que permite ao intérprete determinar o próprio conteúdo material da norma.

- Afasta-se do método tópico-problemático porque a interpretação, para ele, está limitada e se inicia pelo texto, superando o problema da abertura e indeterminação dos enunciados normativos através da pré- compreensão do intérprete. - Parte da ideia de que a leitura do texto, em geral, e da Constituição, deve se iniciar pela pré- compreensão do seu sentido através de uma atividade criativa do intérprete. Ao contrário do método tópico-problemático, que pressupõe o primado do problema sobre a norma, o método concretista admite o primado da norma constitucional sobre o problema.

DICA: É possível, igualmente, relacionar as iniciais para não esquecer: Hesse Hermenêutico.

d) Método científico-eSpiritual [Rudolf Smend]

A interpretação constitucional deve levar em consideração a compreensão da Constituição como uma ordem de valores e como elemento do processo de integração. Deve o intérprete levar em consideração o sistema de valores que é subjacente ao texto constitucional e à realidade da vida. Idealizado por Rudolf Smend, este método dispõe que a interpretação constitucional deve levar em consideração a compreensão da Constituição como uma ordem de valores e como elemento do processo de integração. Assim, a interpretação deve aprofundar-se na pesquisa do conteúdo axiológico subjacente ao texto, pois só o recurso à ordem de valores obriga a uma captação espiritual desse conteúdo axiológico último da Constituição.

e) Método normativo-estruturante [ FRIEDERICH MULLER]

Parte da premissa de que existe uma relação necessária entre o texto e a realidade. Foi idealizado por Friederich Müller, que afirma que o texto é apenas a ponta do iceberg, não compreendendo a norma apenas o texto, mas também um pedaço da realidade social. É um método também concretista, diferenciando-se dele, porém, na medida em que a norma a ser concretizada não está inteiramente no texto, sendo o resultado entre este e a realidade. - DPE-MG: Diz-se método normativo estruturante ou concretista aquele em que o intérprete parte do direito positivo para chegar à estruturação da norma, muito mais complexa que o texto legal. Há influência da jurisprudência, doutrina, história, cultura e das decisões políticas.

6.5. Regras, princípios e postulados normativos As normas podem revelar-se sob a forma de princípios, regras ou postulados normativos. Normas e princípios NÃO guardam hierarquia entre si, especialmente diante do princípio da unidade da Constituição.

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 35 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

35

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

Segundo Canotilho, os princípios são fundamento das regras, ou seja, são normas que estão na base ou constituem a ratio de regras jurídicas, desempenhando, por isso, uma função normogenética fundamentante.

 

REGRAS

 

PRINCÍPIOS

 

Grau de abstração reduzido

 

Grau de abstração elevado

 

Suscetíveis de aplicação direta

 

Carecem de mediações concretizadoras

 

Podem ser normas vinculativas com conteúdo meramente funcional

São standards juridicamente vinculantes

radicados nas exigências de justiça ou na ideia

 

de

direito

Relatos descritivos de condutas a partir dos quais, mediante subsunção, chega- se à conclusão.

A previsão dos relatos dá-se de maneira mais abstrata, sem se determinar a conduta correta, já que cada caso concreto deverá ser analisado para que o intérprete dê o exato peso entre os princípios em choque

São mandamentos ou mandados de definição: são sempre ou satisfeitas ou não satisfeitas (tudo ou nada)

São mandados de otimização (Alexy): devem ser realizados na maior medida do possível. Podem ser satisfeitos em graus variados, a depender das possibilidades jurídicas.

Uma das regras em conflito OU será

A

colisão

resolve-se

pela

ponderação

ou

afastada

pelo

princípio

da

balanceamento de princípios.

 

especialidade,

OU

será

declarada

 

inválida.

- Postulados normativos ou metanormas: são normas sobre a aplicação de normas. Com o reconhecimento da força normativa da Constituição, a expansão da jurisdição constitucional e o pós positivismo, houve o deslocamento da Constituição para todos os demais ramos do direito, dando origem a uma FILTRAGEM CONSTITUCIONAL. Os postulados são denominados pela maioria da doutrina, como princípios, mas não têm a mesma função dos princípios. São normas de segundo grau utilizadas para se interpretar os princípios e regras constitucionais (normas de primeiro grau).

6.6. Princípios de interpretação Constitucional a) UNIDADE DA CONSTITUIÇÃO: A Constituição é una e indivisível. Por isso, deve ser interpretada como um todo, de modo a evitar conflitos, contradições e antagonismos entre suas normas. Em decorrência, não há hierarquia entre normas constitucionais e não há normas constitucionais originárias inconstitucionais. É usado no conflito ABSTRATO de normas constitucionais.

b) CONCORDÂNCIA PRÁTICA OU HARMONIZAÇÃO: No caso de aparente conflito entre normas constitucionais, devem ser harmonizadas ao caso concreto, respeitando ambas. Não pode haver sacrifício total de um em relação ao outro, faz uma redução proporcional (sem supressão), para harmonizá-los. Há uma ponderação de interesses, já que não há diferença de hierarquia ou de valor entre os bens

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 36 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

36

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

constitucionais. E só NO CASO CONCRETO é que podemos dizer qual prevalece, já que não há hierarquia entre normas constitucionais (unidade da Constituição).

c) EFEITO INTEGRADOR: O intérprete deve preferir a interpretação que gera mais paz social, reforço da

unidade política, integração da sociedade.

d) MÁXIMA EFETIVIDADE: Deve preferir a interpretação que dê mais eficácia e aplicabilidade aos direitos

fundamentais.

e) FORÇA NORMATIVA: Na aplicação da Constituição, deve ser dada preferência às soluções concretizadoras

de suas normas que as torne mais eficazes e permanentes. A principal função desse princípio tem sido para

afastar interpretações divergentes. Segundo o STF, quando se tem interpretações divergentes sobre a Constituição, estas enfraquecem a sua força normativa.

OBS: o da Força Normativa serve para todas as normas constitucionais; já o da Máxima Efetividade, serve especificamente para os direitos fundamentais.

f) JUSTEZA OU CONFORMIDADE FUNCIONAL: Tem por finalidade impedir que os órgãos encarregados da

interpretação constitucional cheguem a um resultado que subverta ou pertube o esquema organizatório- funcional estabelecido pela Constituição. É um princípio de competência constitucional.

g) PRINCÍPIO DA RELATIVIDADE OU CONVENIÊNCIA DAS LIBERDADES PÚBLICAS: Não existem direitos

absolutos, pois todos encontram limites em outros direitos ou em interesses coletivos também consagrados na Constituição. De acordo com Bobbio, teriam caráter absoluto o direito a não ser torturado

e o direito a não ser escravizado.

h) INTERPRETAÇÃO CONFORME A CF: No caso de normas plurissignificativas (vários significados), deve-se

preferir aquela que mais se aproxime da Constituição.

i) PROPORCIONALIDADE OU RAZOABILIDADE: Significa justiça, bom senso, moderação. É para evitar

interpretações absurdas, podendo ser dividida em três subprincípios:

Adequação: os meios usados têm que ser aptos a atingir os fins. Aptidão entre meio e fim.

Necessidade: o meio deve ser o menos gravoso possível. Jellinek: não se pode abater pardais com canhões.

Proporcionalidade em sentido estrito: ponderação entre o custo e o benefício da medida. Para ser proporcional, a medida tem que trazer mais benefícios do que custos.

6.7. Técnicas de interpretação Constitucional O movimento doutrinário chamado de moderna hermenêutica constitucional diz que toda a tarefa de interpretação da CF deve estar voltada para um único objetivo: concretizar os direitos fundamentais. Dentre essas modernas técnicas, estão previstas:

a) Declaração de inconstitucionalidade sem pronúncia de nulidade: O Tribunal reconhece a inconstitucionalidade da norma, porém NÃO a tira do ordenamento jurídico, com a justificativa de que a sua ausência geraria mais danos do que a presença da lei inconstitucional. É possível, também, que se opere a suspensão de aplicação da lei e dos processos em curso até que o legislador, dentro de prazo razoável, venha a se manifestar sobre a situação inconstitucional;

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 37 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS

37

DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS E QUALQUER TÍTULO, A SUA REPRODUÇÃO, CÓPIA, DIVULGAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO.

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL – INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

PREPARAÇÃO PGM FORTALEZA SEMANA 01 MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

b) Declaração de inconstitucionalidade com apelo ao legislador: Nessa técnica de interpretação, "busca-se

não declarar a inconstitucionalidade da norma sem antes fazer um apelo vinculado a "diretivas" para obter do legislador uma atividade subsequente que torne a regra inconstitucional harmônica com a Carta Maior. Incumbe-se ao legislador a difícil tarefa de regular determinada matéria, de acordo com o que preceitua a própria Constituição." A técnica possui relevância no caso da ação de inconstitucionalidade por omissão, em que o Tribunal limita-se a constatar a inconstitucionalidade da omissão, exortando o legislador a abandonar o seu estado de inércia, possuindo a decisão um cunho mandamental.

c) Interpretação conforme a Constituição: O Orgão jurisidicional declara qual das possíveis interpretações se

mostra compatível com a Lei Maior. É princípio que se situa no âmbito do controle de constitucionalidade, e

não simples regra de interpretação.

INTERPRETAÇÃO CONFORME A CONSTITUIÇÃO

DECLARAÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE PARCIAL SEM REDUÇÃO DE TEXTO

ADI é julgada parcialmente procedente

ADI é julgada parcialmente procedente

 

Técnica de interpretação

Técnica de aplicação (Lei “i” NÃO se aplica à hipótese “H”)

É imprescindível que haja mais de uma interpretação possível ( André Ramos Tavares: “O Tribunal NÃO declara que todas as demais interpretações são inconstitucionais”)

Expressa

exclusão,

 

por

inconstitucionalidade,

de

determinada

hipótese

de

aplicação

sem

alteração

do

texto

legal.

É

mais

incisiva

do

que

a

interpretação conforme.

 

7. Poder Constituinte:

Segundo Canotilho, o Poder Constituinte se revela como uma questão de “poder”, “força” ou “autoridade” política que, em uma situação concreta, pode criar, garantir ou eliminar uma Constituição entendida como lei fundamental da comunidade política. A doutrina aponta a existência de três poderes constituintes: originário, derivado e difuso.

7.1. Poder Constituinte Originário: Instaura uma nova ordem jurídica, rompendo por completo com a ordem jurídica precedente e possui como características:

Inicial: Inaugura toda a normatividade jurídica;

Autônomo: NÃO convive com nenhum outro poder que tenha a mesma hierarquia;

Incondicionado: Não se sujeita a nenhuma outra norma jurídica;

Ilimitado;

Latente: É atemporal, contínuo, pois está pronto para ser acionado a qualquer momento.

A natureza do poder constituinte é jurídica ou extrajurídica? Existem duas correntes doutrinárias:

a) Juspositivistas (Kelsen): O poder constituinte é um poder histórico, e inaugura toda

normatização jurídica. Adotado no Brasil.

b) Jusnaturalistas (Tomás de Aquino): o fundamento de validade está no direito natural, e

não seria completamente ilimitado, autônomo, soberano e incondicionado.

7.2. Poder Constituinte Derivado: Decorre do poder constituinte originário e da constituição e possui como características:

MATERIAL INDIVIDUAL INTRANSFERÍVEL PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO

– INTRANSFERÍVEL – PROIBIDA A VENDA E/OU RATEIO 38 DIREITOS RESERVADOS. É VEDADA, POR QUAISQUER MEIOS