Sunteți pe pagina 1din 1

Cortando a Cana

10 Conferncia de Sade conferncia sinnimo de discusso, debate, reflexo,


planejamento, reviso das aes deliberadas pelos agentes, isto , os usurios do Sistema
nico de Sade questionando o rgo pblico que administra a Sade. Porm o que ocorreu
nesta 10 Conferncia foi espetculo musical, coffe break, palestras desarticuladas, ausncia de
usurios do SUS, excesso de CONVIDADOS.... e principalmente controle sobre os delegados
para coibir cobranas e questionamentos sobre a realidade municipal.

10 conferncia de sade 2: Sade no curar uma doena, mas organizar um sistema de


preveno para proteger o trabalhador e a populao. Quando no se cuida e no se previne, o
resultado um gasto muito maior. O exemplo a questo da dengue: gasto final de 3 milhes,
que poderiam ser utilizados em preveno. No entanto, de acordo com as autoridades
iluminadas da sade, o gasto s no foi maior porque o deputado amigo do desmatamento
trouxe 500mil. Pergunta-se: de onde veio esse dinheiro? Quem pagou a conta? A prpria
populao, no importando de onde veio o dinheiro, caras autoridades.

UNIDADE NACIONAL: O Jornal O Estado de SP defende em editorial uma sada peemedebista


para o Brasil, com o afastamento de Dilma. Mas o que mais assusta o diagnstico do jornal
sobre os problemas brasileiros: Os peemedebistas assistiram complacentemente, j a partir
do segundo mandato de Lula, irresponsvel guinada em direo pesada interveno do
Estado na vida econmica que est na raiz de todos os males que hoje assombram o Pas.

UNIDADE NACIONAL 2: Interveno do Estado na economia a favor de quem cara-plida?


Nunca os bancos ganharam tanto dinheiro; vrios grupos econmicos ligados a setores da
construo e alimentao ganharam enorme fora econmica; o setor automobilstico foi
premiado com variadas isenes fiscais para animar seus negcios e incrementar os lucros. Na
verdade nem houve uma interveno estatal necessria como no caso de um Estado do Bem
Estado e quando houve foi privilegiando o grande capital.

UNIDADE NACIONAL 3: Neste sentido, o jornal expressa uma indicao da burguesia no sentido
de que o PT no estaria mais sendo um instrumento to eficaz de conciliao de classes, pois
incapaz de garantia contra possveis desarranjos sociais.