Sunteți pe pagina 1din 5
Audigncia Pablica ~ Revitalizagio Urbana ¢ Reurbanizagio da Sub-bacia do Arroio Pampa 09/11/2010 Local: Plenario da Camara Municipal de Vereadores ~ Novo Hamburgo Particpantes em anexo ‘Mesa: Prefeito Municipal Tareisio Zimmermann; Coordenadora PMDI Jélia Ambros; Oscar Escher ~ Oscar Escher Arquitetura ¢ Urbanismo LTDA. Daniel Magagnin ~ ENGEPLUS Engenharia LTDA. Aos nove dias do més de novembro de dois mil e dez, reuniram-se na cémara de vereadores de Novo Hamburgo, sito 4 Rua Almirante Barroso, niimero 261, o prefeito Tarcisio Zimermman, representantes da empresa Oscar Escher , Engeplus, liderangas e membros da comunidade para a realizago da Audigneia Piblica. O Prefeito abriu 0 evento. Ressalta que a audiéncia tem como objetivo a discussio dos temas relevantes para a aprovagao das propostas de concepyio para os projetos de requalificago ¢ revitalizagio urbana e que nfo serio debatidos conceitos teéricos contraditérios sobre formas de restauro e intervengées em edificagdes de interesse cultural, qualificando estas como ruinas ou em estado de arruinamento, porque esta matéria € de competéncia técnica do IPHAN e das insttuigdes afins a este tema. Prefeito Tarcisio lembra que esti é a tltima audiéncia dos temas em questi, e que ja houve quatro reunides anteriores para que se aprofundasse as discussdes sobre os temas, dando, assim, um caréter de fechamento para aprovagao dos estudos de concepgaio propostos. Jiilia sugere a criagio de uma comissio formada nesta audiéncia, com pessoas que estiveram presentes nas reuniges, para andlise aprovago do conjunto de atas desta audiéncia, com em tomo de cinco pessoas voluntariamente inscritas. Markus Wilimzig, do Movimento Roessler, solicita que as atas sejam lidas no presente momento, e reclama que elas no esto dispontveis, Claudio Shaab apresenta a lei que regulamenta a ocorréncia de audiéncias piblicas que contempla o debate de ideias contraditérias. O Prefeito reitera que a leitura do conjunto das cinco atas tomaria demasiado tempo da reuniao que pode ser utilizado para esclarecimentos © para que as pessoas presentes ainda possam apresentar suas manifestagbes e sugestdes para os projetos. De forma que fica aprovada pelos presentes a formagiio da comisséo para andlise e firma das atas. E solicitado por Maristela Schinidt que as atas sejam disponibilizadas no site da_prefeitura, Jiilia diz que as atas serio disponibilizadas no site da Prefeitura, em guias e servigos, juntamente com os projetos, a partir de sexta-feira, dia 12/11/2010. Fica definida a formagio de uma comissio publica para analise e assinatura do conjunto de atas no final da audigncia 0 Prefeito descreve a audiéncia e o projeto da Sub-bacia do Arroio Pampa, onde houve mais questionamentos sobre impactos e desapropriagdo do que sugestdes. Julia desereve o projeto do centro e diz que as propostas ouvidas em reuniao esto sendo analisadas pela empresa Oscar Escher Arquitetura ¢ Urbanismo, com relagao as pragas, mobilidrio urbano, dentre outros. Ainda, comenta sobre a possibilidade de abertura da rua Gomes Portinho onde hoje existe a escadaria, ¢ que hé trés ‘opges que ji foram apontadas pela empresa e que esté previsto para o ano que vem um plano de mobilidade urbana para a Cidade, para que se possa analisar esta proposigtio de forma mais consistente . Comenta, ainda, que sero melhoradas as propostas para a praga da bandeira e para as ‘bancas da Praga do Imigrante. Amo Kayser, do Movimento Roessler, comenta a necessidade de manter ou ampliar a vegetagdo do centro. Questiona a abertura da rua Gomes Portinho onde hoje existe a escadaria, devido a inclinagio, Maristela afirma que deveria ser requisitado ao IPHAN , IPHAE e ICONOS tum laudo sobre a importancia da escadaria. Prefeito comenta que a escadaria ¢-uma area pouco utilizada da Cidade que s6 tem a ganhar com a abertura de uma rua no local. Q foot O® Alguns presentes, alunos da FEEVALE, do curso de arquitetura, iniciam um debate ‘conceitual a respeito do restauro da Casa Lar das Meninas. Prefeito reforea que a discussdo que compete a audiéncia nao € académica € que no compete a prefeitura discutir os conceitos de restauro de edificagdes de interesse cultural, estipulados pelo IPHAN, autoridade no assunto financiador do Projeto. Estudante de arquitetura da Feevale diz crer que a reforma da Casa Lar das Meninas seja contra legislacao. Jilia pede esclarecimento referente a que legislagdo seria essa. Estudante diz nao lembrar, mas que poderia disponibilizar a referida legislaga0 para consulta, Prefeito lembra novamente que o IPHAN aprovou 0 restauro como esté sendo proposto, Suzana Boner, moradora do centro, critica os monumentos na rétula do PIO XII. Prefeito concorda com a critica, Surge um questionamento vindo de um estudante da FEEVALE, Jorge, referente a necessidade de maior contemplagio da General Osério, que deveria ser contemplada de maneira mais abrangente, Fala da necessidade de oficializar 0 inventétio, pois a cidade tem muitos invetérios fantasmas. O Prefeito Municipal se manifestou, entio, favoravelmente a oficializagio do inventério que esté sendo realizado pela empresa contratada Oscar Escher. Ainda, Oscar Escher respondeu que a concepeo do projeto é de limpar a paisagem da cidade, E que dentro deste conceito de limpeza as redes de energia fiquem em aéreas ou subterrdneas, aderindo um novo conceito de iluminagdo. Outra questo que contempla este conceito € a questo das calgadas, no sentido de valorizar a caminhada. Pensamos também em uma ciclovia. Com relagao da valorizagao dos prédios fizemos cadastros de todas as edificagdes que fazem parte do patrimdnio histérico de HY. Este projeto ¢ a reversio de um jogo aonde a cidade vinha perdendo. O projeto se propde a ser algo vidvel, mas também nao é uma varinha magica que solucionard todos os problemas que se formaram ao longo do tempo. F que nos projetos bésicos e executivos muitas informagdes ainda sero solucionadas. Gerson Rolim Guidobono, morador do centro, colocou sua consideragao sobre 0 fato dos projetos estarem coerentes com as melhorias da questo do esgoto, disse que por ser ex-funcionério da prefeitura visualiza de perto este problema, onde sao feitas pequenas melhorias, nfo solucionando o problema como um todo e se tornando uma colcha de retathos. Arquiteto Oscar diz, sobre 0 assunto, qué a histéria deixou bastante pobre de documentagao, realmente, e que estamos encontrando dificuldades em localizar matérias em diversos momentos. Ainda, diz. que estamos fazendo 0 que podemos, mas que nos projetos bisicos serdo informadas novas solugdes € que as mesmas deverdo ser contempladas no projeto executivo. O Sr. Prefeito fala que 0 custo ¢ alto dos reparos e pede a Sra, Jia que seja previsto nos projetos das éreas em estudo que as infraestruturas {4 sejam consideradas como projeto piloto para futuros trabalhos. Jilia informa que jé que estamos fazendo obras para enterrar as redes areas ¢ dados que também sejam aproveitados © momento alterados essas redes solicitadas. Que as infraestruturas também sejam revitalizadas. prefeito ressaltou que € necessirio demandar imediatamente ao DEP, pelo menos nas russ principais a revitalizacdo da infraestrutura, Deixa a rua em condigdes em que possa suportar 0 proceso, Disse também que sero anotadas todas as demandas que surgirem nesta Audiéncia Piiblica. Oscar colocou que é um prazer interagir com uma comunidade que sabe o que quer. Suzana Boner levanta a questio do transite do centro ter cada vez. mais carros esta fieando intransitavel ¢ com 0 tempo seré necessério realmente proibir 0 transito, o Arg. Oscar responde que realmente o projeto prevé a valorizagdo da jornada a pé andar de carro é hom, mas o carro se torna ‘uma praga na cidade moderna, mas que retirar ou proibiro transito nos centros das cidades mataria, © centro urbano como ji aconteceu em outros cidades. Disse que temos uma cultura que estacionamos 0 carro na frente onde queremos ir. O que esta se buscando no projet é ¢ ° jf fos fh ® estacionamento ¢ que 0 cidadio esteja motivado a ire vir a pé. Colocou também a questdo do trem ‘chegar até 0 centro, 0 que seria bastante positivo para a cidade. Sem excluir énibus e carros temos © objetivo de valorizar 0 ir ¢ vir a pé. Procura restringir 0 automével, mas de maneira nenhuma exelui-lo, O que temos que fazer & buscar disciplinar o trénsito, o transporte, tratar as esquinas, deixar o pedestre usuftuit a cidade ma s livremente a cidade deve fluir dar condigdes ou melhoras nos sistemas de transporte publico coletivo. Solugdes saudéveis com cautela, favorecendo a jomada pé (peatonal) contemplar a cidade nao motorizada com desenho que garante a acessibilidade universal Arg. Oscar coloca que jé foi incorporado ao projeto os estudos para o projeto da troneal que seré na Victor Hugo Kunz e Nicolau Becker em cima de estudos que foram apresentados por outra consultoria sobre a licitagio de novo transporte coletivo para a cidade. Foi feita a leitura do documento pela Sra. Maristela (documento em anexo 1). St. Prefeito pondera que recentemente em uma viagem para a Alemanha encontrou solugées bastante parecidas com as apresentadas em Hamburgo Velho no que tange ao nivelamento da pista a calgadas e os pilares urbanos como solugdo de diseiplinar o transito. E Sra. Jilia vé na recuperagdo da Casa Lar da Menina como ferramenta para as diretrizes futuras de intervengdes citou sua visita a Buenos Aires recentemente em uma reunigo do BID que também apresentam solugdes de nivelamento de piso e adequayo definigées de piso, drenagens © pavimentagdes. O Prefeito informa que o projeto de sistema de transporte urbano coletivo vai entrar em audiéncias publica em seguida, mas nio sera para agora, ficara para o segundo semestre de 2011, algumas intervengées ficaram pendentes serio definidas as hierarquizagdes das propostas, 0 recurso levantado com 0 BID na ordem de aproximadamente 40 rmilhées de reais nao ¢ suficiente para tudo, mas o PAC poder ser utilizado como forma de recurso ‘ou ate mesmo recursos préprios. Quanto a limpeza da paisagem urbana levantada por um membro da comunidade 0 St Prefeito informa que existe uma comissio que esta avangando nesse dialogo que jé foi foram tomadas algumas atitudes de forma pacifica e que j4 foram retiradas das calgadas os totens irregulares se fazendo valer do cédigo de posturas que ainda esta em voga apesar de ser antigo, Quanto as fachadas ji esto debatendo um projeto de lei na cémara porem de fato ainda niio esta regulamentado. Sr, Markus 1 um manifesto sobre plano de manejo do Parco (documento em anexo II) , Jilia informa que Via do Parque seré uma ciclovia mas que seré eliminado do projeto esse nome para ndo haver confusoes relativas com uma avenida. Porem mais uma vez ressalta que diz respeito a uma ciclovia, Mas que nada impede que num futuro seja feito um debate sobre 0 tema. Uma moradora, Maria Ignés Schemes Heckler, fala sobre sua experiéncia que vinha participando das audiéncias publicas, mas que somente hoje tem uma opiniao formada sobre a Cidade, pois organizou uma feira em um local em HV que fez. parte de uma pequena revitalizagio e que esto fazendo o mesmo em outros espagos ¢ que receberam a praca e deixaram ao sair como estava e tem passado por ali e a praga continua assim limpa e organizada pensa que se cada um fizer seu papel tomar atitudes podemos realmente melhorar a qualidade de nossa cidade. Quanto a Casa Lar da Menina nao querem ruinas no bairro que devem ser utilizados esses espagos. Outro membro da comunidade questiona sobre a meméria do trajeto do trem o que estava sendo pensado, além do aproveitamento dos espagos ociosos, a exemplo da Rua Joo Edmundo Stret com a Victor Hugo Kunz. 0 Sr. Oscar informa que estamos junto a Rua Maud criando um espago de resgate a esse elemento, com a instalago de uma das locomotivas que existe guardada. Sr. Markus manifestou novamente sua posig20 e a posigio do Movimento Roessler, contririo a abertura da Rua Florenga através do Paredo, alegando que sero cortados o equivalente a uum hectare de drvores para a abertura do referido trecho da rua. Ainda, Sr. Markus relembra que Novo Hamburgo ganhou titulo de cidade histérica por manter ainda intacto a primeira gleba completa de um lote da imigragio alem& concedido a Joao Peter Schmidt que atualmente complementa o muscu Schimidt-Presser e que ¢, atualmente, a rea A Parco, Assim, afirma(}ue a AE adLé iy] 4 cidade correo risco de perder tal titulo e os beneficios decorrentes ao abrir a rua através do Parco. Maristela cita seu trabalho de conclusio de curso de arquitetura que contempla uma proposta de resgate da memiéria do trajeto histérico do trem no centro da cidade, Jilia solicita a Maristela que envie cépia do seu trabalho para que o municipio tome conhecimento. O prefeito encerra a audiéneia com a composicdo da comissio para a leitura das atas, no qual ficou composta pelos seguintes integrantes: Markus, Cléudio Schaab, Maria Ignés Heckler, André Ferreira e Maristela Schmidt, a Econ Julia informa que estariio disponibilizadas no site da prefeitura na sexta feira proxima as alas para que as mesas sejam baixadas da intemet € que na proxima quarta feira se reGnam as 14hs na sala de reunido da UGP no 6° andar a comissio para a validagao da assembleia, agradece mais uma vez a participagao da comunidade, Nada mais havendo a declarar, eu, Roberta Oliveira, subscrevo a presente ata. Maria Ignés Schemes Heckler CPF 622388170-34 RG 8010767674/SSP André Alcebiades Ferreira CPF 914855500-25 RG 1064006008/SJTC Maristela Aparecida Schmidt CPF 524032030-68 RG 7025949939/SSP Claudio Roberto Schaab CPF 236455470-53, RG 236455470-53/SSP iia Aml UPRGabinete PMH