Sunteți pe pagina 1din 20

PUB

MANUTENÇÃO / REPARAÇÃO MULTIMARCAS


Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • •1

Desejamos a todos os clientes, fornecedores, colaboradores e amigos


votos de um Feliz Natal e Próspero ano de 2018
ABERTO TODOS OS DIAS • De Segunda ao Sábado das 09:00 às 20:00 • Domingos e Feriados das 09:30 às 13:00 e das 14:30 às 19:00
(Junto às Piscinas Municipais) Bairro Sr.ª dos Remédios | Estr. Barracão 6300-309 GUARDA • Tlm. 961 720 980 • Tel. 271 232 480 • Fax. 271 232 489 • roadyguarda@hotmail.com
PUB

940
28 dezembro 2017
Ano 15
quinta-feira
€ 0.70 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Câmara da Guarda quer pagar


dívida à Águas do Vale do Tejo
O município que mais deve ao sistema multimunicipal de abastecimento de água e saneamento da região está
disponível para começar a resolver o diferendo e anunciou que vai voltar a pagar as faturas Pág.5

COVILHÃ
Polémica com
sede dos Leões Lotaria
de Natal
da Floresta
Direção do clube acusa autarquia
de querer fazer obras na sede, por

saiu na
legalizar há quase dez anos, com
o dinheiro atribuído através do
Orçamento Participativo ___ 8 FILHOSES

assistenteweb.com
RABANADAS

Guarda
LAMPREIA DE OVOS
BALANÇO FABRICO PRÓPRIO

2017, um ano
para não esquecer Quiosque Esteves e
Está a chegar aoPARA
fim umOano CLIENTE
de QUE GOSTA DE PADARIA E PASTELARIA ARTESANAL E TRADICIONALPalmira, na central
tragédias, do fogo à seca, do fecho de camionagem da
da Caixa Geral de Depósitos em BOLO REI ESPECIAL AVENIDA
Almeida, mas também de algum Guarda,
BOLO vendeu
REI DE CASTANHAS
otimismo com os anunciados in- cinco
BOLO frações
REI DE CHOCOLATE
FILHOSES - RABANADAS
vestimentos da Coficab na Guarda,
do grupo Vila Galé em Manteigas
premiadas com 250 DE OVOS
LAMPREIA
e da adjudicação da conclusão da mil euros cada Pág.7
modernização da Linha da Beira
Baixa até à Guarda ______ 9 a 12

PUB

PASTELARIA - PADARIA - CAFETARIA - PIZZARIA - FABRICO PRÓPRIO

Pasteleria Avenida

PUB
2• • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017

CARA
ENTREVISTA
navalha

A P E R F I L
CARA

«Há que
Afonso Gomes
Ministério da Justiça Presidente recém-eleito da Associação
Académica da Universidade da Beira

continuar
O antigo Centro Educativo do Mondego Interior
da

é agora Zona Prisional do Mondego, passan-


do a integrar Estabelecimento Prisional da Idade: 23 anos
Guarda. O espaço que durante 91 anos teve
fio

a função de reformatório para jovens estava


praticamente desocupado nos últimos anos.
O governo tomou conta do assunto e em vez o trabalho Profissão: Estudante

Naturalidade: Covilhã
no

do mandato
de o encerrar definitivamente, reformou-o e
deu-lhe uma nova valência. A medida não Currículo: Licenciatura em Ciência Poli-
vem trazer uma “lufada” de ar fresco na tica e Relações Internacionais
economia da região, mas pelo menos deu

anterior, limando
um sinal que o interior não está esquecido e Filme preferido: “Interstellar\ Inception”
garantiu a manutenção de alguns postos de
trabalho e até a eventual criação de outros. Hobbies: Praticar desporto

Follow Inspiration algumas arestas campos da Ação Social e Desportivo,


para além da preparação dos eventos

e implementando
fixos anuais como a Receção ao Caloiro
A empresa do Fundão foi uma das
e a Semana Académica.
dez distinguidas pelo Horizonte 2020 da
Comissão Europeia e vai receber um apoio
P – Havia duas listas a concorrer

as nossas ideias»
de 50 mil euros que permitirá financiar uma
à presidência da AAUBI. O que pesou
prova de conceito e um estudo de viabilida-
na hora de votar e fez com que a lista
de. Com um sistema robótico autónomo e
que lidera saísse vencedora?
autodirígivel para melhorar a mobilidade e
R - Este é um ponto muito im-
a integração dos indivíduos, a Follow Ins-
portante. Há alguns anos que não se
piration afirma-se como uma empresa no
candidatavam duas listas à Associação
interior na vanguarda das novas tecnologias.
Académica da Universidade da Beira
O reconhecimento europeu é a confirmação
Interior e isso demonstra um novo sinal
que a interioridade não é um anátema sobre
de vitalidade da nossa AAUBI. Foi uma
a vanguarda do desenvolvimento.
das eleições mais participadas (se não
a mais participada) e isso foi também
uma vitória neste processo eleitoral: o
João Cardoso despertar do envolvimento dos alunos
naquilo que é a Associação Académica.
A Coficab já tinha marcado a agenda Em relação ao que pesou na hora de
com a escolha da Guarda para acolher a votar, com duas listas, o eleitorado pôde
sua nova fábrica dedicada a cabos para os escolher aqueles que achavam mais in-
veículos de condução autónoma. E volta a dicados para representar a comunidade
marcar a diferença ao lançar um concurso estudantil.
de ideias para a elaboração do projeto de ar-
quitetura da unidade. A iniciativa vai envolver P – Quais são as principais carên-
arquitetos da Guarda e do país e destina-se cias dos estudantes da UBI?
a premiar a criatividade e contribuirá para R - Neste preciso momento começa
que a nova fábrica seja mais do que uma a ser necessário pensar-se nalgumas
unidade industrial. intervenções em alguns espaços que já
dão sinal (normal) de desgaste, como
por exemplo, os pavilhões polidespor-
tivos e também as residências de Santo
António. O número de estudantes tem
Assembleia da aumentado e a procura de casa também,
pelo que atualmente se torna um pouco
República complicado encontrar casa na Covilhã e
as residências começam a ficar lotadas.
Discutidas à porta fechada, sem atas Felizmente tem-se conseguido sempre
ou qualquer comprovativo das propostas, dar resposta aos problemas, mas come-
as alterações da lei do financiamento dos ça já a fazer falta alguma infraestrutura,
partidos foram aprovadas pelo PS, PSD, como, por exemplo, uma residência que
PEV e BE, tendo apenas o voto contra do sirva a zona da Faculdade de Ciências
CDS e do PAN. Entre outras coisas, as da Saúde. Será também necessária
mudanças votadas colocam fim ao limite a criação de mais espaços de estudo
de angariação de fundos e garantem a 24 horas com condições para que os
devolução total do IVA. Aos deputados exi- alunos possam preparar a época de
gia-se outra transparência e dos partidos frequências e exames com uma maior
esperava-se outro sentido de responsabi- qualidade.
lidade, no mínimo um pedido de parecer
ao Tribunal de Contas e a divulgação das P – O que acha que falhou no
sugestões. O financiamento dos partidos P – O que o levou a candidatar-se? P – Quais são os principais proje- mandato anterior e que é preciso
faz parte dos pressupostos democráticos R - O sentimento de pertença à co- tos e iniciativas já planeadas? mudar?
e é importante, mas introduzir alterações munidade da UBI, o nosso envolvimento R - O nosso principal objetivo é fa- R - Foi um mandato bastante positi-
à lei, às escondidas, é inadmissível. naquilo que é e deverá ser a Associação zer com que os alunos se envolvam mais vo, com falhas e conquistas e, sobretu-
Académica, assim como a nossa vontade naquilo que são as iniciativas da Asso- do, foi um mandato de muito trabalho.
de potenciar a capacidade da mesma, ciação Académica. A nível de projetos e Há que continuar o trabalho que foi
foram os principais motivos pelos quais iniciativas, temos algumas já planeadas, feito, limando algumas arestas e pondo
nos candidatámos. embora ainda em fase embrionária, nos em prática as nossas ideias.
Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

Otimismo para 2018


1
O balanço de 2017 é marcado pela tragédia dos incêndios – em
Pedrógão Grande e, a 15 de outubro, por todo o país e em especial
na região centro. Mais de 100 mortes a lamentar, que não podem
ser esquecidas.
O Presidente da República deu alento e afeto às populações aban-
donadas, votadas à sua sorte, e, mais importante, deu um sinal de soli-
dariedade seguido pela população. O país solidário foi o melhor perante
a tragédia, depois de António Costa ter desiludido, desresponsabilizando
o Estado e dizendo que temos de nos habituar a conviver com as ca-
tástrofes e a resolver os problemas quando o apoio institucional falha.
No final do ano, o primeiro-ministro na sua mensagem de Natal
comprometeu-se a «fazer tudo» para evitar novas tragédias. António
Costa, depois de acossado no contexto das tragédias, reagindo mal e
fora do tempo, deu agora um sinal determinante para o futuro: apostar
na prevenção, melhorar a capacidade de combater às chamas e, o mais
decisivo, revitalizar o interior e reordenar a floresta. Finalmente um
primeiro-ministro assume como estrutural e decisivo a revitalização do
interior ostracizado e abandonado. Mas se essa premissa foi finalmente
assumida como uma prioridade, ainda falta muito para se perceber o que
vai ser feito, até porque 2017 foi também o ano da desilusão, precisa-
mente, sobre a Unidade de Missão para o Interior, com o abandono de
Helena Freitas e o descrédito pela completa falta de implementação de
medidas de coesão territorial – e sem investimento público e emprego
nada irá contrariar o despovoamento.
O ano marcado dramaticamente pela perda de vidas humanas em
incêndios e com grande parte do território devastado pelo fogo, tam-
bém tem de ser o ano do ponto de partida para a mudança de atitude e
agoradigoEU de políticas de correção de assimetrias e investimento no território de
baixa densidade, no regresso à terra e na aposta no povoamento do
país como um todo. Portugal não pode continuar a ser um pequeno
opinião
Albino Bárbara Tréguas no Natal país assimétrico. Ou, como nos respondeu o presidente da Câmara do
Sabugal, António Robalo, em entrevista que iremos publicar na próxima
semana, um país a três velocidades, a do litoral, a do interior e a da raia,
Se é verdade que Natal é sempre que um desportivas, recreativas e humanitárias vota-se
ainda mais distante e abandonada por Lisboa.
homem quiser, a época do verdadeiro Natal é esta como de grandes amigos se tratasse e até o Pi-

2
onde a boa vontade e o espírito natalício trazem nóquio, aconselhado por Gepeto, deixa de mentir.
O jornal O INTERIOR é distribuído com o maior semanário portu-
ao de cima inúmeros sentimentos e valores como Aliás, a Minnie do alto do pedestal abraça o
guês há quase dez anos. Foi, então, uma opção de grande alcance,
o respeito, a tolerância, o amor ao próximo, o Zé Grandão e o rato Mickey e até o próprio coronel
um investimento na dimensão e uma aposta em estar mais próximo
saber dar sem olhar a quem, e sem qualquer rigor Cintra, nesta altura, deixa de dar ordens ao Mancha
das populações da Beira Interior através de todos os suportes possí-
científico, o presépio, o Pai Natal, os presentes, os Negra, ao pato Donald e ao Pluto. E já agora o
veis, nem sempre devidamente valorizada (comercialmente ou pelas
enfeites, as luzes de néon, tudo isso nos motiva e Picachu faz as pazes com o gigante Pé de Feijão,
instituições – o Expresso chega a mais pessoas na região que todos os
(quase) nos obriga a sã convivência cristã, a dar o Bafo de Onça dialoga com o Grilo Falante, o El
jornais do distrito da Guarda juntos). Para 2018, e seguindo os gurus da
tréguas, a perdoar aos nossos inimigos, mesmo Caganer já gosta do Galo de Barcelos, o boneco
estratégia da imprensa, vamos apostar mais no digital, nomeadamente
que a mania de andar atrás da tristeza se baseie da Madeira apaixona-se pela Barbie e até o Ken
com um novo site (até porque ointerior.pt é o portal com mais visitas e
no princípio insensato de gostar por não gostar, atura a abelha Maia. O espírito natalício é este
mais pageviews da região, e com “notícias ao minuto”, e o futuro passa
esquecendo, por momentos, todas as agruras da mesmo e nem a epopeia de Dickens ou os espíritos
pelo online) e apostando menos no papel, por isso, a distribuição com o
vida, os adversários, os inimigos e os ódios. Até fantasmas de Scrooge o poderão por em causa.
Expresso passará a ser pontual e não regular. Mas se apostar no futuro
os de estimação. Nesta crónica anunciada do Natal deveríamos
é apostar no digital, num novo site e nas demais plataformas online
Este sentimento dá lugar à dispersão de todos todos, sem exceção, reclamar, talvez pedir, tal qual
(nomeadamente no Facebook, a rede mais popular em Portugal e na
os afetos e quando lhes mexemos vem ao de cima faz o Calimero, tudo aquilo que durante o ano não
região, e onde temos mais de 31 mil seguidores, mantendo a parceria
aquele misto de felicidade e alegria nessa sensação fomos capaz de dizer, de soltar cá para fora tudo
com o Expresso e desenvolvendo a nova parceria de conteúdos com
de amor/ódio, perguntando a nós mesmos se isso o que nos vai na alma, pois se o não fizermos
um dos sites com mais pageviews a nível nacional: o Sapo24) não
será saudável ou doentio? ficamos iguais àquele escritor que não ladra e pela
deixaremos de apostar na recuperação de assinantes (neste momento
Todas as sensações no Natal são tão ricas que mesma razão também não morde, ou o outro que
temos precisamente uma promoção para novos assinantes e teremos
não conseguimos passar cartão aos avisos do tal liricamente só sabe ladrar à lua e, enquanto isto,
outras) e de ser ainda mais fortes nas bancas da região.
código genético, dispensando o melhor conselho vamos dando conta daquele malandreco do filóso-
Como nos ensinou António Machado o caminho faz-se caminhando,
de Unamuno «o ódio requer realidades presentes». fo que, aplicando com toda a calma argumentação
o nosso é o da afirmação de um jornal regional moderno e que continua
E depois damos conta que até Marcelo já gosta e calculismo, taticamente sabe mamar a cabra e
a sua aposta no papel enquanto cresce no digital.
de Passos, que no futebol, afinal, somos todos assim abocanhar o melhor osso.
Votos de um Próspero Ano de 2018 a todos os colaboradores e
amigos. Que politicamente desejamos boas festas Para si, caro leitor, votos sinceros de conti-
clientes e a todos os leitores.
aos adversários. Que nas associações culturais, nuação de felizes festas.
PUB
4• • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 EmFoco

Uma região à espera O que pensam os


autarcas

da deslocalização de
O autarca covilhanense de-
fende que seria «redutor» par-
ticularizar serviços, mas afirma
que muitos dos organismos
desconcentrados e centrais do

serviços do Estado
Estado podiam ser «distribuídos
pelos territórios» do interior.
«Não queremos ter tudo para
nós. Temos que gerar equilí-
brio para que o país não esteja
assimétrico no que respeita à
localização de organismos e ins-
É possível ou não deslocalizar serviços da administração pública para o interior? tituições», destaca Vítor Pereira,
Autarcas e deputados dizem que sim segundo o qual este assunto
«deve ser ponderado, conver-
Sara Guterres
DR
sado e objeto de uma análise
que nos permita persuadir as
entidades a localizarem aqui
O país foi surpreendido as suas sedes». O presidente da
com o inesperado anúncio da Câmara da Covilhã não concorda
mudança do Instituto Nacional que «tudo tenha que estar em
da Farmácia e do Medicamento Coimbra ou Lisboa» e recorda
(Infarmed) de Lisboa, onde que, «em tempos, a Direção-Geral
funciona desde a sua criação, há da Agricultura e o Instituto da
mais de 20 anos, para o Porto. Juventude já estiveram sediados
Há quem diga que se o poder em Castelo Branco».
central pretendia deslocalizar A opinião é geral e também
serviços públicos da capital não o presidente da Câmara de For-
o poderia ter feito da pior forma. nos de Algodres considera que
«Deslocalizar pontualmente «todos os serviços que têm a ver
um serviço de Lisboa para o com a agricultura e a floresta»
Porto não é propriamente um podiam estar no interior. Mas
bom serviço de desconcentração Manuel Fonseca vai mais longe
e coesão territorial», ironiza o e questiona porque é que os
líder da distrital do PSD Guarda, maiores municípios do interior
acrescentando que «não é com continuam a ter mais regalias
medidas desgarradas e avulsas que os restantes: «A dimensão
que se resolve o problema, mas de Fornos é diferente da da Co-
sim com um verdadeiro plano vilhã. Ainda assim porque é que
nacional de coesão territorial». determinados serviços, como a
E para Carlos Peixoto há três me- CIMBSE, têm que estar nos mu-
didas essenciais para alcançar nicípios maiores e não nos mais
esse fim: promover «um choque pequenos?», pergunta o socialista.
fiscal», redefinir o sistema de O autarca cita ainda o exemplo do
ensino e o regime do ensino Turismo do Centro, cujo ex-libris
superior, e potenciar uma Terreiro do Paço é a imagem do centralismo do Estado português é a Serra da Estrela, mas cuja sede
«efetiva» desconcentração de esse o entendimento», considera a agricultura, podem perfeita- combater: «Há sempre justifi- está em Coimbra e «não na Guarda
serviços do Estado. «Não é pre- o dirigente, que também inclui mente instalar-se aqui», admite cações para os serviços ficarem ou na Covilhã, por exemplo».
ciso falar das 164 medidas que nessa possibilidade os tribunais Ângela Guerra. E questiona: no aconchego do ministério», Também Rui Ventura consi-
este Governo lançou no papel ou os institutos públicos. «Para «Por que não criar, por exem- constata, acrescentando que dera que «é preciso que os ins-
e não concretizou nenhuma», descentralizar e promover o ree- plo, condições de excelência para mudar o rumo das coisas titutos públicos e os serviços da
criticou o também deputado. quilíbrio sério do país é urgente no Hospital da Guarda para é necessária uma «consciencia- administração central venham
Segundo o social-democrata, mudar», reivindica, afirmando deslocalizar serviços de aten- lização nacional de que é preciso para este território porque ga-
há serviços como o Tribunal que é preciso «apostar em criar dimento específico de algumas alterar a forma de fazer políti- nhamos todos com isso». Segun-
Constitucional, a Linha de emprego e oportunidades» fora patologias?». Para a deputada ca», bem como contornar a «ten- do o autarca pinhelense o Estado
Saúde 24 – «que tem 400 en- das duas áreas metropolitanas. eleita pelo distrito essa é uma dência de localizar os serviços não está preparado para dar esse
fermeiros em Lisboa e no Porto Mas para isso é preciso existir questão fácil de resolver e que nas duas áreas metropolitanas». passo, pois das 164 medidas da
e pode perfeitamente tê-los na «vontade política», sublinha passa por «legislar, governar e O deputado diz que caso isso não Unidade de Missão «o Governo
Guarda ou em Bragança» – e as Manuel Frexes. pensar», acusando o atual Go- aconteça «caminharemos para não aplicou uma»: «É mais do
direções regionais da agricul- Da mesma opinião partilha verno de não o fazer. uma morte anunciada a prazo». mesmo, é novamente moda por
tura e floresta que podiam estar Ângela Guerra, para quem seria As assimetrias são eviden- Sobre a deslocalização de causa da tragédia dos incêndios»,
no interior. possível «deslocalizar quase to- tes e Santinho Pacheco ironiza serviços, Hortense Martins diz lamentou.
Também Manuel Frexes dos os serviços» para o interior. dizendo que «o país é um todo, que tem sido «uma luta constan- Já o presidente da Câmara de
considera a decisão do Governo «As novas estruturas que estão não é só o Terreiro do Paço». te». Ainda assim, a deputada do Belmonte considera que mais do
no caso do Infarmed uma me- a ser pensadas e criadas pelo «Habituamo-nos a ver os servi- PS eleita pelo distrito de Castelo que deslocalizar serviços é im-
dida para o «português ver». Governo podiam ser desloca- ços em Lisboa e pensamos que Branco lembra que há exemplos portante que os que ainda exis-
«É apenas faz de conta, é tudo lizadas para as nossas regiões, não podem estar noutro lado», de serviços transferidos para tem não sejam extintos: «O que
conversa fiada porque isto não em concreto para o distrito da lamenta o deputado socialista, o interior, como o “call center” eu peço é que não nos tirem os
resolve nada, pelo contrário só Guarda», salienta a deputada, afirmando que «todas as áreas da Segurança Social que está serviços que mantemos», reforça
complica», afirma o presidente acrescentando que a falta de da administração central podem em Castelo Branco. «Há muitos António Dias Rocha, defendendo
da distrital do PSD de Castelo espaço não é problema, pelo ser deslocalizadas para o inte- serviços que faz sentido estarem que a saúde e a educação são
Branco. Na sua opinião, «não há contrário. «Temos muito espaço rior, mas não obrigatoriamen- no interior. Aliás, o país só se de- duas áreas fundamentais para
nenhum organismo público, da para receber as sedes de muitas te para as cidades médias ou senvolve se houver uma aposta o seu concelho, pelo que pede
Segurança Social a qualquer mi- entidades. Qualquer uma das se- capitais de distrito». Santinho na redistribuição de serviços», «mais médicos e professores». O
nistério, que não pudesse estar cretarias de Estado ou direções Pacheco reforça que há «hábi- considera a deputada, para presidente da Câmara da Guarda,
numa cidade do interior, incluin- regionais, que tenham serviços tos enraizados no centralismo quem o Governo está sensibili- Álvaro Amaro, disse apenas que
do a sede do Governo se fosse relacionados com o ambiente ou do país» que são difíceis de zado para essa questão. não está «para esses peditórios».
EmFoco Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • •5

GUARDA
Coficab lança concurso de ideias
para projeto da nova fábrica
Câmara da
Guarda mantém
DR

tarifas da água e
quer pagar dívida
Álvaro Amaro anunciou na sessão de Câmara que, em 2018, o
município vai voltar a pagar as faturas do sistema e prosseguir as
negociações com as Águas do Vale do Tejo
LM

A Coficab decidiu lançar to vencedor será escolhido por


um concurso de ideias para um júri interno a nomear, «mas
o projeto da nova fábrica da que inclui o Comité Executivo
empresa na Guarda. da Coficab e outros elementos
A unidade vai ser constru- ligados às áreas relacionadas
ída na Plataforma Logística de com o projeto», acrescenta
Iniciativa Empresarial (PLIE) João Cardoso.
e produzirá exclusivamente Os três primeiros classifi-
cabos para os veículos de cados terão direito a prémios
condução autónoma e para monetários, «quase simbó-
suportar as novas tecnologias licos, com único intuito de
associadas à conectividade quase cobrir os custos do
total dos veículos. Está pre- anteprojeto». Já o vencedor
vista a criação de 130 postos avançará para a fase do pro-
de trabalho. O projeto terá 12 jeto e da construção da nova
mil metros quadrados de área fábrica. João Cardoso subli-
coberta e a construção deverá nha que esta é uma «área es-
arrancar em março do próxi- tratégica» para o líder mun-
mo ano para estar concluída dial de fabrico de cablagens
durante o primeiro trimestre que já emprega mais de 400
de 2019, disse recentemente pessoas em Vale de Estrela, Álvaro Amaro e Eduardo Brito concordaram que um acordo com a AVT terá de «se refletir» na redução das tarifas
João Cardoso, diretor-geral onde também está sediado o de água e saneamento
da Coficab Portugal, a O INTE- centro de I&D do grupo. Em Luis Martins cumprir» e que garantia uma Álvaro Amaro concordou. Os
RIOR. Segundo o responsável, outubro, a Coficab foi nomea- «indemnização» de 19 milhões socialistas também quiseram
a participação no concurso da fornecedor a nível mundial de euros ao sistema pela saída saber como está o dossier da
de ideias é feita por convites, dos cabos “High Voltage” para A Câmara da Guarda, o mu- da Covilhã. «No caso da Guarda Pousada da Juventude, tendo
tendo já sido convidados cinco a maior plataforma de carros nicípio que mais deve às Águas são 4 milhões de euros a abater o edil social-democrata adian-
arquitetos da Guarda e três a elétricos do grupo VW (Vol- do Vale do Tejo (AVT), está dis- na dívida à AVT», lembrou o edil, tado que a negociação ainda
nível nacional. As condições do skwagen, Audi, Seat, Skoda, ponível para começar a pagar. A acrescentando que atualmente não avançou. «As condições
concurso estão definidas em Bentley, Bugatti, Lamborghi- decisão já tinha sido revelada na o município apenas reconhe- da proposta da Movijovem são
regulamento próprio e o proje- ni, Porsche e Ducati). Assembleia Municipal e voltou a ce uma dívida de cerca de 13 muito duras. A Câmara tem
ser repetida na última sessão de milhões de euros ao sistema. que fazer as obras necessárias,
INOVAÇÃO Câmara, realizada na sexta-feira. Já os créditos reclamados pela assumir a gestão e entregar 15
«É hora de acabar com isto. Câmara são «da ordem dos 5,4 por cento das receitas», explicou
Follow Inspiration distinguida Temos capacidade negocial para
pagar a dívida ao sistema, atra-
milhões de euros» e devem-se
a «obras feitas pelos SMAS que
Álvaro Amaro, adiantando que
a autarquia estará interessada
pela Comissão Europeia vés de uma linha de crédito in- deviam ter sido realizadas pela em subconcessionar a pousada
cluída no Orçamento de Estado, empresa multimunicipal e por a associações locais. «A nossa
A Follow Inspiration, situ- tam um desafio para outras
mas esta vontade deve acelerar outras que não foram feitas». vocação não é gerir pousadas,
ada no Fundão, é uma das dez PME portuguesas arriscarem e
as negociações com a Águas do «Ao valor da dívida tem pelo que queremos saber se
empresas distinguidas pelo concorrem a este instrumento
Vale do Tejo para sabermos o que ser deduzido o montante poderemos entregar a gestão a
“Horizonte 2020” da Comissão que oferece grandes oportuni-
que vamos pagar», disse Álvaro que a Câmara exige», sublinhou terceiros», disse o autarca.
Europeia. dades». A METAICG Innovation
Amaro. O presidente da Câma- presidente. O assunto foi abor- Para Eduardo Brito, a pou-
Com um sistema robótico Consulting Group, Lda, loca-
ra respondia a Eduardo Brito, dado antes do executivo aprovar, sada é um equipamento «im-
autónomo e autodirigível para lizada em Castelo Branco, foi
que quis saber como estava o por maioria, a manutenção das portantíssimo para a Guarda
melhorar a mobilidade e a outra das beneficiárias. Nesta
processo, tendo adiantado que tarifas de água e saneamento que queremos ver reaberto».
integração dos indivíduos, a fase, cada projeto recebe 50
o objetivo é começar por pagar para o próximo ano, com a abs- Nesta sessão, o vereador Pedro
empresa vai receber um apoio mil euros para financiar uma
a fatura de janeiro de 2018. tenção dos dois eleitos do PS. Fonseca (PS) alertou para o
de 50 mil euros. No espaço de prova de conceito e um estudo
«Há essa predisposição desde Eduardo Brito justificou essa facto da última ata da reunião
três anos, o programa “Hori- de viabilidade. As empresas
que não prejudique a discor- posição dizendo que «se houver de Câmara disponível no site da
zonte 2020” já financiou 75 beneficiam ainda de três dias
dância do município sobre a acordo com a AVT isso tem de autarquia datar de janeiro deste
Pequenas e Médias Empresas de formação empresarial (co-
dívida passada e que se che- se refletir no bolso dos contri- ano, o que deixou o presidente
(PME) portuguesas inovadoras aching) e serviços gratuitos de
gue a acordo sobre o valor em buintes». Contudo, o vereador visivelmente incomodado. «Isso
e, segundo o comissário euro- aceleração empresarial. A pró-
causa», acrescentou o autarca. socialista admitiu que tal só seja não pode ser, nem é justificá-
peu da Investigação, Ciência xima data limite para candida-
Álvaro Amaro recordou que há possível em 2019, mas insistiu vel», respondeu, exigindo aos
e Inovação, Carlos Moedas, turas à Fase 1 do Instrumento
um acordo com as autarquias, que é preciso tornar «a vida serviços a correção imediata da
«estes resultados represen- PME é 8 de fevereiro de 2018.
rubricado há dois anos, «por dos guardenses mais barata». situação.
6• • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017

Lotação quase esgotada


na Serra da Estrela
Neve continua a ser principal atração da passagem de ano, cujos preços variam dos 150 aos 1.097 euros por pessoa
DR
Sara Guterres preço mais modesto de 45 euros
por noite e para duas pessoas
apresenta-se a Pousada da Juven-
A Serra da Estrela é um dos tude Serra da Estrela, que acolhe-
destinos de eleição dos portugue- rá 160 pessoas. «Já estamos com
ses para começar o ano e os hotéis lotação esgotada desde setembro,
da região já estão com lotação o que confirma que este é um des-
praticamente esgotada. O manto tino de excelência», refere Pedro
branco de neve, a paisagem natu- Farromba, presidente da Federa-
ral e a gastronomia regional são ção de Desportos de Inverno, enti-
alguns dos atrativos que tornam dade que detém a concessão deste
este destino tão apetecível. espaço. Igualmente sem vagas
«É uma época muito boa para está o H2otel, em Unhais da Serra
nós. Este ano tivemos o Natal (Covilhã), que tem 90 quartos
completo e para a passagem de e um programa especial de três
ano já restam poucos quartos, noites é de 700 euros por pessoa.
sendo que as vendas estão a bom O grupo Natura IMB também tem
ritmo e a tradição diz-nos que vão casa cheia no Puralã-Wool Valley,
esgotar», confirma Bruno Fernan- na Covilhã, onde já não há vagas
des, diretor-geral das unidades para o final do ano, cujo pacote
Luna na Serra da Estrela, para de duas noites foi vendido a 300
quem a neve é um dos principais euros por pessoa.
atrativos. Da oferta do grupo Dos dois hotéis que o grupo soas na noite de fim de ano com espetáculo de fogo-de-artifício. TZ no palco 1, enquanto no palco
constam o Hotel Serra da Estrela, possui na Guarda, o Lusitânia pacotes para duas noites (395 A festa continua pela noite fora 2 a música está a cargo do grupo
os chalés de montanha e o Hotel também já está esgotado. O pa- euros/2 pessoas), três (480/2 com o DJ João Vaz (Rádio Co- Avatar. O novo ano será recebido
dos Carqueijais, que, em conjun- cote de duas noites de alojamen- pessoas) e quatro (558 euros/2 mercial). com um espetáculo de fogo-de-
to, têm capacidade para cerca to, que inclui pequeno-almoço pessoas). «Este ano fechamos artifício e a festa prossegue com
de 500 pessoas e apresentam buffet, acesso ao Natura Clube ainda mais cedo do que noutros Dois palcos montados os DJ’s Ice Cream e Carlos Besser.
ofertas a vários preços, que vão & Spa (piscina interior, jacuzzi e anos, o que indica que as pesso- em São Romão (Seia) O evento é organizado pela União
dos 150 euros aos 1.097 euros, ginásio), cocktail de despedida as querem mesmo vir passar o A vida são dois dias e a co- de Freguesias de Seia, São Romão
dependendo do programa, das de 2017, especial jantar de gala Réveillon na Serra da Estrela», memoração do fim de ano em São e Lapa dos Dinheiros, com o apoio
noites e do espaço escolhido. Para com música ao vivo e brunch de admite o diretor daquela unida- Romão (Seia) também. O evento, da autarquia.
a passagem de ano, o Hotel Serra ano novo, foi vendido por 230 de, Miguel Camelo. que decorre no recinto do mer-
da Estrela apresenta um pacote euros por pessoa. De acordo com cado (palco 1) e no Largo Santo Mega discoteca na
de três noites que começa nos informação disponível no site do Alta passagem de ano António (palco 2), inclui ativida- Covilhã
478 euros e vai até aos 600 euros Natura IMB, o Vanguarda ainda com Richie Campbell na des ao ar livre até à madrugada do A Câmara da Covilhã, em
por pessoa. No caso do Hotel dos não está lotado e preparou para Guarda primeiro dia de 2018. O programa parceria com as discotecas Com-
Carqueijais, a proposta é para os clientes um jantar, animado Na última noite do ano to- começa sábado (20h45) com uma panhia Clube e Ex Libris, organiza,
duas noites e o preço varia entre pelo grupo Cool Project, que custa dos os caminhos vão dar à Praça “Zumba Réveillon Party”, seguida pela primeira vez, uma passagem
os 328 e os 500 euros. 55 euros por pessoa. O menu de Luís de Camões, na Guarda, que da atuação da banda “Lua Cheia” de ano no centro da cidade. A festa
Para quem prefere mais pri- passagem de ano inclui entrada, já está pronta para receber os (22 horas) e do DJ Nuno Araújo. vai decorrer numa tenda gigante
vacidade há ainda os chalés de prato de carne, prato de peixe e ritmos do reggae de Richie Cam- No mesmo dia, mas no palco do e será animada por vários DJ’s.
montanha, cujo preço para duas sobremesa. pbell (22 horas). As boas-vindas Largo Santo António, tem lugar Haverá ainda bolo-rei e espuman-
noites é de 950 euros, valor que Noutra das principais por- a 2018 acontecem com o tradi- o tributo “Mamonas Assassinas” te. O ponto alto da noite será um
sobe para 1.097 euros para três tas de entrada da Serra da Es- cional brinde coletivo, onde não (21h30), antes dos DJ’s Lopez e fogo-de-artifício lançado de forma
noites e num espaço com capa- trela está o Hotel Eurosol Seia faltará o espumante Raposeira Luís Pereira. No dia 31 há uma sincronizada no Fundão, Covilhã e
cidade para seis pessoas. Com o Camelo, que receberá 155 pes- (que apoia a iniciativa) e um “Réveillon Party Zone” e o grupo Belmonte, numa parceria inédita.

Os “nossos” espumantes para o fim de ano


Se ainda não comprou o espumante para celebrar a chegada de 2018, não se preocupe porque O INTERIOR
deixa-lhe algumas sugestões com vinhos da Beira Interior.
Quinta dos Termos Espumante Natu- Castelo Rodrigo Bruto D. Manuel I Doc Beira Interior 2015 Sou do Alto
ral Branco VEQPRD 2013
O espumante Castelo A Adega Cooperativa de A Cooperativa Bei-
Para comemorar o iní- Rodrigo Bruto foi o escolhi- Pinhel propõe que compre ra Serra, situada em
cio do ano novo, a Quinta do pela Adega Cooperativa o D. Manuel I Doc Beira Vila Franca das Naves,
dos Termos sugere que de Figueira de Castelo Ro- Interior 2015, um vinho sugere que festeje a
compre o Quinta dos Ter- drigo como sugestão para espumante branco bruto. À passagem de ano com o
mos Espumante Natural acompanhar as passas da venda por 4,45 euros, este espumante Sou do Alto,
Branco VEQPRD 2013. Com meia-noite. Pelo preço de néctar pode ser adquirido que custa 6,20 euros
um custo de 9 euros, este 5,84 euros, pode ser adquiri- nas instalações da adega (mais IVA). Este néctar
néctar pode ser adquirido do na Adega Cooperativa de pinhelense. pode ser adquirido,
na Adega da Quinta dos Ter- Figueira de Castelo Rodrigo entre outros locais, na
mos e também é comercia- ou em qualquer revendedor Cooperativa Beira Ser-
lizado em grandes cadeias, autorizado. ra, no Intermarché de
como o Continente. Trancoso e nas distri-
buidoras Contacto e
Vinisumos, na Guarda.
Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • •7

GUARDA ASSOCIATIVISMO
Cinco frações da Lotaria de Natal vendidas na Guarda Inatel apoia oito
A azáfama matinal no
SG
Centros de Cultura
quiosque Esteves e Palmira, e Desporto da
na central de camionagem da
Guarda, já é habitual, mas na
Guarda
A Fundação Inatel atri-
quarta-feira os motivos eram
buiu apoios a oito associa-
outros. Tudo porque a sorte da
ções do distrito da Guarda,
Lotaria de Natal bateu àquela
anunciou a instituição.
porta, tendo ali sido vendidas
As verbas, cujo mon-
cinco frações do primeiro
tante não foi divulgado, fo-
prémio.
ram atribuídas no âmbito
«Já apareceram cá dois dos
do “Programa de Apoio ao
cinco sortudos, os outros ainda
Associativismo” e beneficia-
não sei quem foram, mas são da
rão a Associação Cultural e
cidade», adianta a O INTERIOR,
Recreativa de Fernão Joanes
sorridente, Agostinho Vaz, que
(Guarda) e a Escola Velha
não pode nem quer revelar os
Produções Culturais - Teatro
nomes dos felizes contempla-
de Gouveia. Outros Centros
dos. O prémio garante 250 mil
de Cultura e Desporto (CCD)
euros por fração, ou seja, cada
contemplados foram o Centro
um dos sortudos ganhou 200
Sociocultural da Coriscada
mil euros, após descontado os
(Mêda), a Associação Amigos
20 por cento do imposto para
de Peva (Almeida), a Associa-
o Estado. O dono do quiosque
ção de Jogos Tradicionais da
lembra que o primeiro prémio
Guarda, a Sociedade Musical
da Lotaria de Natal «já não saia principiante nestas andanças. O primeiro prémio do sor- buído num total de dez séries
Estrela da Beira (Seia), o Sena
há muito tempo» na Guarda: Ali já saíram outros prémios: teio desta terça-feira da Lo- emitidas), foi vendido este ano
Clube (Seia) e a Associação
«Foi importante para a cidade «Já dei 261 mil euros do Euro- taria Clássica, com o prémio nos distritos da Guarda, Porto,
Cultural Social e Recreativa
e para nós, que vamos ter mais milhões, já dei 12.500 euros de extraordinário de Natal de 12,5 Faro e nos Açores – Ilha de São
da Sequeira (Guarda). Este
freguesia», augura. O movi- outra fração de três euros, já milhões de euros, saiu ao nú- Miguel», diz a Santa Casa. O
ano, o Inatel atribuiu apoios a
mento já se nota e quem entra demos sete mil contos em Toto- mero 27.223, informou o De- segundo prémio, de 2,5 milhões
mais de 300 CCD seus filiados
«vem perguntar se é agora que loto noutra altura», enumerou partamento de Jogos da Santa de euros, foi para o número
para a realização das suas
sai outra vez», refere o proprie- Agostinho Vaz, acrescentando Casa da Misericórdia de Lisboa. 71.321. Já o terceiro prémio, de
atividades junto das comu-
tário do quiosque. E parece que que é «uma forma de movimen- «O primeiro prémio, no valor um milhão e 250 mil euros, saiu
nidades locais.
este estabelecimento não é tar o negócio». de 12,5 milhões de euros (atri- ao número 20.671.

Crianças do Abrigo da Sagrada


Família deram asas à imaginação
Realizada pela primeira vez, a feirinha de Natal da instituição da Guarda foi «um sucesso»
DR
Sara Guterres segundo a qual foram angariados
cerca de 400 euros «com estas
pequenas coisas que os meni-
Das bolachas aos pinhei- nos foram fazendo e que estão
rinhos, as crianças do Abrigo cheias de sentimento». E esse foi
Infantil da Sagrada Família, o principal objetivo da iniciativa:
na Guarda, deram asas à ima- angariar dinheiro para promover
ginação e celebraram a época outras atividades de cariz pedagó-
natalícia com uma feirinha de gico. «É um valor significativo que
Natal. Ninguém quis ficar de fora nos vai permitir dar continuidade
e até os mais pequeninos – com a algumas ideias que vamos tendo
apenas 18 meses –, através da e a algumas atividades que gostá-
carimbagem da mão ou do de- vamos de trazer», adianta Susana
dinho, tiveram oportunidade de Pereira, revelando que o teatro
contribuir e deixar a sua marca e as atividades ligadas à ciência
nos trabalhos realizados. são o foco para 2018.
«Todos participaram. A «No ano passado houve
complexidade do trabalho foi uma empresa de teatro que se
sempre adaptada à faixa etária deslocou à nossa instituição,
das crianças», revela a diretora mas foi tudo financiado pelos
pedagógica Susana Pereira, pais», recordou a diretora pe-
considerando que se criou «uma dagógica, frisando que a feirinha
dinâmica muito engraçada e de Natal foi uma forma «dos pais
marcante para as crianças e beneficiarem de alguma coisa
para os pais». Expostos em me- e, simultaneamente, a escola
sas, situadas no hall de entrada conseguir angariar fundos para
do Abrigo, os produtos foram pagar essas atividades». Outro
vendidos num abrir e fechar de objetivo do Abrigo foi incutir o
olhos: «Foi um sucesso. Ainda valor da partilha e viver o espí-
estávamos na fase de construção e rito natalício. Tudo foi feito «por
já tínhamos solicitações de alguns e para as crianças» e a iniciativa
Com a feirinha de Natal, o Abrigo da Sagrada Família angariou cerca de 400 euros
pais», acrescenta Susana Pereira, será para repetir.
8• • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017

Câmara da Covilhã e Leões


da Floresta não se entendem
Direção do clube acusa autarquia de querer fazer obras na sede, por legalizar há quase dez anos,
com o dinheiro atribuído através do Orçamento Participativo
AR
Ana Eugénia Inácio
«Não vamos devolver
nem um cêntimo»
Os Leões da Floresta foram
recentemente avisados pelo Uma vez que não há en-
departamento do Urbanismo tendimento e perante a «im-
da Câmara da Covilhã sobre a possibilidade dos Leões da Flo-
necessidade de legalizar a sede, resta executarem o protocolo»,
caso contrário teriam que encer- a autarquia mostrou-se dispo-
rar. O curioso é que o edifício é nível para «assumir as obras»,
propriedade da própria câmara. informação já anunciada na
O assunto arrasta-se há quase última reunião de Câmara e
dez anos, desde a inauguração comunicada à direção da colec-
do espaço. tividade «apenas por telefone»,
Tudo se deve a uma «cons- o que gerou alguma indignação
trução errada», disse o presiden- na direção dos Leões da Flores-
te da instituição a O INTERIOR ta. António Jerónimo adianta
em junho de 2016 a propósito que «foi pedida uma reunião ao
do insólito da situação. Passado vereador para que este assunto
ano e meio, nada se alterou e a pudesse ser conversado, mas
polémica está instalada entre até agora não passámos de
a autarquia e a coletividade. conversas por telefone».
Em causa está a falta de uma A O INTERIOR José Miguel
escadaria de emergência e de Oliveira garantiu que «o en-
um acesso para deficientes, que cerramento da sede não está
chegaram a fazer parte do pro- previsto», adiantando que o
jeto inicial mas que acabaram «protocolo pode ser revogado»
excluídos após um acordo, do e assim que os Leões da Flo-
qual «os Leões da Floresta fica- resta «devolverem os oito mil
ram de fora», entre o executivo euros já transferidos, a Câmara
da altura e a SOMAGUE, empresa inicia as obras». Mas esta situa-
responsável pelas obras. Como ção também não agrada aos di-
consequência, nunca chegaram rigentes. «Se querem assumir
os pareceres favoráveis da Au- a obra porque não o fizerem
toridade Nacional de Proteção logo?», questiona António Je-
Civil, do Delegado de Saúde e rónimo, para quem, «na verda-
dos bombeiros «e sem estes não Sede inaugurada em 2008 ainda não foi legalizada por falta de uma saída de emergência e de acesso para deficientes de, as obras serão feitas com o
conseguimos a legalização», es- trabalha de forma autónoma a chegar e perante a necessidade as obras», pois o empreiteiro nosso dinheiro do Orçamento
clareceu António Jerónimo. Até e notifica particulares e colec- das obras com vista à legalização «exige que seja paga metade do Participativo que se destinava
aqui a coletividade tem mantido tividades, considerando que do espaço – que nenhuma das custo das obras para que pos- à requalificação da sede». E
as portas abertas devido a licen- «operaram com naturalidade» e partes queria assumir – o execu- sam ser iniciadas». Além disso, recorda que instalação da
ças provisórias que a autarquia que por isso nunca foi intenção tivo de Vítor Pereira e a direção o dirigente diz que não quer ini- escadaria de emergência e do
vai passando e, segundo o ve- «fechar a sede» do clube. No en- da associação acordaram que o ciar a intervenção e assumir um acesso para deficientes é «da
reador do Associativismo, José tanto, as partes não estão ainda valor a receber do Orçamento compromisso e depois «andar responsabilidade da Câmara,
Miguel Oliveira, a notificação esclarecidas, pois na sequência Participativo seria afinal canali- atrás da Câmara para que nos dê pois sede é deles». Afirmação
do Urbanismo era apenas para deste episódio veio à tona a zado para os referidos trabalhos, o restante». Por sua vez, José Mi- que José Miguel Oliveira rejei-
«informar» que a mesma licença questão das obras que não fo- cujo orçamento ronda os 18 mil guel Oliveira responde que «a lei ta, pois existe um contrato de
estava a caducar, pelo que seria ram feitas. Recuando a 2015, no euros. só permite dar 30 por cento do comodato de 50 anos entre
necessário revalidá-la. âmbito o Orçamento Participa- Foram então transferidos valor previsto, a restante verba as partes. No entanto, o pre-
O responsável esclareceu tivo, os Leões da Floresta iriam 30 por cento do valor total, vai sendo transferida conforme sidente do clube garante que
ainda que o executivo «não tinha receber da autarquia cerca de 30 cerca de 8 mil euros. Montante avançarem as obras. O protocolo «não vamos devolver nem um
conhecimento dessa notifica- mil euros para obras no rés-do- que, segundo António Jerónimo, é dado como garantia do ponto cêntimo destes oito mil euros,
ção», uma vez que o Urbanismo chão da sede. O dinheiro tardou é «insuficiente para começar de vista legal». que são nossos».

COVILHÃ
Carlos Pinto divulga dados sobre a investigação do processo dos terrenos do Canhoso
O processo que envolve Judiciária, revelando que o Pereira um rascunho de carta esta revelação, Carlos Pinto mas já no final assegurou que
o presidente da Câmara da advogado que aconselhou a que depois o presidente da questionou Vítor Pereira: «A «dentro de pouco tempo» este
Covilhã e o ex-presidente da autarquia foi o mesmo que Câmara transformou em ofício que título prestou o advogado assunto será esclarecido, «não
Assembleia Municipal por cau- aconselhou as familiares de dirigido à Dra. Raquel Correia Francisco Pimentel aquele levará muitos meses». Vítor
sa dos terrenos do Canhoso Santos Silva. O vereador elei- em 16 de outubro de 2014. aconselhamento jurídico que, Pereira alegou não comentar
continua a fazer correr tinta. to pelo Movimento de Novo Diz a Polícia Judiciária que tal já sabemos, levou à acusação em público questões judiciais
Na última reunião da au- Covilhã revelou que o advo- texto é em tudo semelhante de prática de crimes pelo «ainda para mais porque é um
tarquia, Carlos Pinto colocou gado de Santos Silva, Francis- ao enviado ao escritório de presidente da Câmara?». No assunto que ainda não está
na mesa um excerto da inves- co Pimentel, «enviou para o advogados e que consta da ata decorrer da reunião o edil terminado», disse o presiden-
tigação realizada pela Polícia email particular do Dr. Vítor da câmara 21/2014». Perante optou por não responder te da Câmara.
2017
Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • •9

um ano para
não esquecer
Janeiro 2017 está a caminho do fim, mas
A manchete da primeiro
tão depressa não vai ser esquecido.
edição do ano titulava que Foi um ano de tragédias, do fogo
a região tinha perdido 15
mil residentes entre 2011 e à seca, do fecho da Caixa Geral
2015, uma tragédia que não
há forma de estancar. O INTE-
de Depósitos em Almeida, mas
RIOR dedicou ao tema várias também de algum otimismo com os
edições com a análise dos
dados demográficos dos 17 anunciados investimentos da Coficab
municípios da Comunidade
Intermunicipal Beiras e Serra
na Guarda, do grupo Vila Galé em
da Estrela. Neste mês morreu Manteigas e da adjudicação da
Mário Soares, considerado o
“pai” da democracia portu- conclusão da modernização da Linha
guesa. Por cá, um mini torna-
do causou elevados prejuízos da Beira Baixa até à Guarda.
em S. Paio (Gouveia). No pri-
meiro mês do ano soube-se das suas e, na Guarda, ventos
também que o Centro Edu- Fevereiro fortes derrubaram uma grua,
cativo do Mondego, em Cava- montada há 15 anos no mesmo
doude (Guarda), iria passar Álvaro Amaro desfez as dú- local, sobre prédios e veículos
a estabelecimento prisional. vidas e formalizou recandida- na Avenida Rainha D. Amélia.
E que a Guarda continuava a tura à presidência da Câmara Neste mês tiveram início as
liderar as exportações na re- da Guarda. Já em Manteigas foi obras de requalificação do
gião, tendo mesmo sido a sede o grupo Vila Galé que anunciou parque municipal da cidade
de distrito que mais cresceu um investimento de 6 milhões após o Tribunal Administrativo
na região Centro em termos de euros em hotel de 4 estre- e Fiscal de Castelo Branco ter
percentuais. las. O temporal voltou a fazer indeferido uma providência
Segundo os promotores, os
cenários que decoram a aldeia
«são inspirados no imaginário de
10 • • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • Quinta-feira • 05 de novembro de 2015
PUB
12 • Natal na montanha, na natureza,
PUB cautelar
Seia apresentada por um biodiversidade e respeito pelo Vinh
GUARDAPEÇAS grupo de cidadãos. E soube-se que
Requalificação da antiga mina de Fontinha
Q
meio ambiente». Grinaldas de
Aguiar da Beira era a autarquia da folhas, corações concebidos com
quase concluída
região melhor classificada do Índice
de Transparência Municipal (ITM). A
musgo e lã da Serra da Estrela,

a
Acessórios Auto, Lda CâmaraEstão em fase
da Guarda de pelo
ficou-se conclusão
252º as obras
estrelas feitas de desperdícios
urânio encontra-se «relativamente afas-
de requalificação datambém
antigaa exploração
das florestas e a própria árvore
tada de povoações e é rodeada por pinhal
Avenida São Miguel, nº 46 lugar. Em destaque esteve
mineira
atleta de Fontinha,
Inês Monteiro, que, aos 36 na freguesia de
anos, de Natala revestida
e mato, não existindo a pinheiro
jusante qualquer
6300-864 Guarda

P
natural e pinhas, são alguns dos
PRÓSPERO 2018
Girabolhos (Seia).
juntou mais um título ao seu currículo tipo de agricultura», lê-se ainda. A Câmara
www.farmaciaestacao.com Segundo a autarquia, a intervenção
ao sagrar-se trabalhos
adianta que a mina que osentre
laborou visitantes podem
1989 e
geral@farmaciaestacao.com faz campeã
parte do Plano
nacional dosNacional
3.000 me-de Recupe- encontrar.sido
1991, tendo o minério Durante a quadra, a
transportado
ração
tros de Áreas
de pista coberta.Mineiras
FevereiroAbandonadas
des- e para a mina da visita
Quinta a Cabeça,
do Bispo. com«Acerca
reme-de A
BOAS T
Av. de S. Miguel, 120 • 6300-864 Guarda +351 271 224 373
Tlfs. 271238900 é da responsabilidade
pediu-se com o anúncio do da
fecho EDM
das - Empresa diação 200
ambiental habitantes,
desta antiga é ainda
exploraçãocom- med
FESTAS
Tlms. 964031270 • 962446403 • 966929739
guardapecas@gmail.com
271238945
Fax 271238854
de Desenvolvimento
agências
tando um
(Covilhã
da CGD em Almeida,
investimento
e Silvares
Mineiro,
(Fundão),
Teixoso represen-
demas,
2,4 milhões de
plementada
mineira de urânio
reivindicação antiga
com tasquinhas
vai de encontro
da autarquia»,
produtos
a uma
que vê
regionais, artesanato,
de resp
a 90
4 Especial NATAL Quarta-feira, 23 demaisdezembro
euros.tarde, de 2015
«Adessas
solução concebida
só encerraram ospara o local assim resolvidos «os problemas
animação de segu-
de rua e experiências de Vi
consistiu
balcões de no enchimento
Almeida, a única sede parcial
de da vala rança no local», acrescenta o documento. está

Cabeça
PUB PUB
PUB PUB inspiradas na história, saberes
de escavação
afetada,existente
e Silvares. Ocom materiais da O custo da empreitada (Sala
concelho Hospi- e saboresédacomparticipado
Serra da Estrela.
FELIZ PRÓSPERO escombreira
tal envolvente
da Guarda voltou e a manutenção
às manchetes e em 1,6 milhões de euros pelo Programa O
O evento “Cabeça: Aldeia Natal”
NATAL ANO NOVO do pelos
não espelho de água»,
melhores motivos,refere
quandoo município Operacional Temática de Valorização do
é promovido pela Comissão de
foram

volta a ser
em grávida
uma comunicado. A antiga
perdeu o bebé no finalexploração
de de Território (QREN/ POVT). Adeg
Baldios da localidade, em parceria Dois
BOAS FESTAS gestação enquanto esperava por ser
com a ADIRAM - Associação de
vista por umde
Figueira médico nas Urgências.
Castelo Rodrigo de B
Desenvolvimento Integrado da obte
Mulher detida por posse de arma branca BOAS FESTAS Redee de munições

“Aldeia
Aldeias de Montanha, o Cast
Março
A GNR deteve uma mulher de 38 anos, município de Seia e a União das
Freguesias de Vide e Cabeça.
DR
bran
em Figueira de Castelo Rodrigo, por posse mios
Nos arma
de uma idos de março,
branca António
e de várias munições. espa

BOAS FESTASNatal”
Saraiva, presidente
Segundo o da FederaçãoTerritorial
Comando da da
PUB
PUB sido
Guarda
Guarda,do PS, esteve debaixo
a mulher de fogo na última
foi detida naçõ
após escrever ao numa
quarta-feira, ministroruada Saúde a
daquela vila, por O júr
pedir que nomeasse
militares do posto um elemento
local nodedecorrer de Até 6 de janeiro, a localidade profi
confiança
uma ação dos socialistas para a novarodoviária.
de fiscalização serrana de Cabeça (Seia) está amb

Casa da
PUB
PUB
PUB
administração da ULS. Na Guarda,
A detida transportava na viatura que decorada com cenários inspirados Quei
aconduzia
Câmara desistiu de requalificar
um punhal com uma a lâmina da C
no imaginário de Natal para atrair
rotundaÁguas
de 15,5que liga a Avenida
centímetros dedecomprimento
São e visitantes, que são convidados a
Beira
Miguel à Avenida da
148 cartuchos deEstação,
caça de junto
calibre 12. A atrib
ao Cervejas
Parque foi
Urbano do Rio eDiz. A
«passear pela também primeira pond

Esquila
suspeita libertada notificada para
“Aldeia Led” do país e que possui a 90
obra incluía a em
comparecer instalação
tribunalde uma
no dia seguinte.
Refrigerantes uma beleza única pela predomi- vinh
BOAS nância do xisto, a que se conjuga
PUB O
Restaurante
Restaurante Espirituosas uma decoração ecológica alusiva princ
FESTAS ao Natal, onde apenas prevalece melh
Vinhos a tradição do presépio religioso, Rede
BOAS FESTAS sem alusão ao Pai Natal» anuncia dade
Alimentar
Alimentar a organização.
Segundo os promotores, os
pont
mio

Rua da
Rua da Estrada,
Estrada, n.
n. 74
74 •• 6320-121
6320-121 Casteleiro
Casteleiro Papel
Papel cenários que decoram a aldeia Inter
«são inspirados no imaginário de
Natal na montanha, na natureza, Sabu
PUB
biodiversidade e respeito pelo Gem
meio ambiente». Grinaldas de
folhas, corações concebidos com no
musgo e lã da Serra da Estrela, O
estrelas feitas de desperdícios coop
das florestas e a própria árvore da Ri
Avenida São Miguel, nº 46 de Natal revestida a pinheiro (Cab
6300-864 Guarda natural e pinhas, são alguns dos
mun
www.farmaciaestacao.com O
trabalhos que os visitantes podem
troca
geral@farmaciaestacao.com encontrar. Durante a quadra, a econ
visita a Cabeça, com cerca de
BOAS T +351 271 224 373 200 habitantes, é ainda com-
cidad
gram
FESTAS plementada com tasquinhas de
produtos regionais, artesanato,
da co
do Co
animação de rua e experiências
PUB
PUB inspiradas na história, saberes Forn
JJosé
FELIZ & Luís - Peças, Lda
FORD • MOTORCRAFT

e sabores da Serra da Estrela.


PEÇAS ORIGINAIS

PRÓSPERO O evento “Cabeça: Aldeia Natal” “Ao


NATAL ANO NOVO é promovido pela Comissão de E
COMÉRCIO DE PEÇAS AUTOMÓVEIS Baldios da localidade, em parceria expo
com a ADIRAM - Associação de Soeir
Desenvolvimento Integrado da hort
Deseja a todos os clientes, Rede de Aldeias de Montanha, o do ao
fornecedores e amigos município de Seia e a União das
de F
T
Freguesias de Vide e Cabeça.
um Próspero Ano Novo Vila
asso
PUB
Port
Tlfs. 271 230 269 | 271 238 949 | 271 237 541 • Fax 271 227 631
Rua da Corredoura - Urb. S. Miguel, lote 4 r/c
BOAS FESTAS cujo
aqui
Apartado 1047 • 6300-908 Guarda * Antigas instalações da Vidrofuso inser

PUB
PUB

a (PSD) e Santinho Pacheco (PS) António Saraiva &


Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • • 11

antiga locomotiva da CP,


mas o primeiro concurso
público, com um preço-
Paulouro Neves com o Prémio
Eduardo Lourenço, do Centro de
Estudos Ibéricos (CEI).
Conservatório de Música de S.
José da Guarda natural de Pinhel,
encanta o mundo da guitarra. O
Filhos, Lda PUB

base de 438 mil euros, mais INTERIOR fez eco, em primeira Pedreira do Piornal EN16
IVA, ficou deserto. Já em mão, de alegados sequestros e 6300-035 Guarda
Belmonte a autarquia avan- Maio castigos na Casa do Menino Jesus, Portugal
çou com a construção do na Covilhã. Neste mês caiu que
Centro Escolar de Caria, num O Governo anunciou que a nem uma bomba a notícia de que
investimento de mais de 560 requalificação do Hotel Turismo a Câmara da Guarda era a maior
mil euros. No desporto, a fu- da Guarda iria avançar através do devedora às Águas de Portugal
tebolista Ana Borges, natural Programa REVIVE e a autarquia (AdP), registando no final de
de Moimenta da Serra (Gou- apresentou o projeto de requa- 2016, uma dívida superior a 25,7
veia), que alinha no Sporting, lificação da Torre dos Ferreiros milhões de euros. A lista divulga-
foi eleita a melhor jogadora e um esboço do que poderá vir da por O INTERIOR incluiu outras
portuguesa. Já o padre Luís a se o “Quarteirão das Artes”. Já a autarquias da região.
Miguel Mendes, que tinha sido Câmara do Sabugal garantia ter o
condenado a 10 anos de cadeia «trabalho adiantado» para acolher
por abusos sexuais de menores Museu Nacional da Emigração. Julho
no Seminário do Fundão, viu Em Almeida, apesar dos protestos
e Patrícia Correia
o Supremo confirmar a pena. populares e políticos, a agência da O estio do verão começou
CGD fechou e foi substituída por com uma má notícia para a Guar-
um balcão de atendimento móvel. da, a do chumbo da requalificação
Abril do Pavilhão 5 do Hospital Sousa
Martins. A Comissão Diretiva do
Os socialistas da Guarda Junho Programa Operacional do Centro
escolheram Eduardo Brito para justificou que não foram cumpri-
concorrer à Câmara no mês em António Saraiva & Filhos felicita o jornal O INTERIOR
A maestria de Gonçalo Maia dos os critérios de elegibilidade
que Carlos Pinto também decidiu Caetano, jovem guitarrista do da operação e a decisão adiou a
avançar como independente à
PUB
Câmara da Covilhã. O INTERIOR
noticiou a criação do Centro Aca-
démico Clínico das Beiras (CACB),
um consórcio que reúne os hos-
pitais, a UBI e os Politécnicos dos
distritos da Guarda, Castelo Bran-
co e Viseu, cuja sede fica na UBI.
Mas também que Guarda já é o
distrito com mais idosos sozinhos
e/ou isolados: são 3.932, segundo
os “Censos Sénior” da GNR. O
Governo nomeou finalmente o
novo Conselho de Administração
da Unidade Local de Saúde (ULS)
da Guarda, constituído por Isabel
Coelho (presidente), Fátima Lima
(diretora clínica de cuidados pri-
mários), Fátima Cabral (diretora
clínica de cuidados hospitalares),
Nélia Faria (enfermeira diretora)
e Sandra Gil (vogal). Neste mês o
primeiro-ministro António Costa
esteve em Famalicão da Serra
(Guarda) para lançar a primeira
pedra do quartel/ sede dos bom-
beiros, uma obra orçada em cerca
de 775 mil euros. E o Centro de
Alto Rendimento do Pocinho (Vila
Nova de Foz Côa) foi o vencedor
do Prémio de Arquitetura do
Douro. Galardoado foi também
do o jornalista e escritor Fernando
PUB
12 • • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017

instalação do Departamento de
Saúde da Criança e da Mulher.
três crianças na Guarda. Um bebé
com cerca de 3 anos foi colhido Novembro
Este foi também o momento da mortalmente por um comboio
reeleição de António Fidalgo junto ao apeadeiro do Sobral da O INTERIOR noticiou que
como reitor da Universidade da Serra, um menino de 9 anos foi um investimento de 8 milhões da
Beira Interior (UBI). Em Barca estrangulado pela própria mãe, Coficab na Guarda não se concre-
d’Alva (Figueira de Castelo Rodri- que estaria a sofrer de depressão, tizou por causa da burocracia da
go) foi inaugurada a Plataforma na Catraia do Sortelhão (Guarda) CCDRC. Neste mês arrancou, no
de Ciência Aberta, um projeto e outro de 7 anos, deixado sozinho Tribunal da Guarda, o julgamento
idealizado pelo astrofísico Pedro em casa, não sobreviveu a uma de Pedro Dias, suspeito de ter co-
Russo, que é natural do concelho. queda do terceiro andar onde metido vários crimes em Aguiar
Com o calor chegaram também estava. As autoridades detive- da Beira, em outubro de 2016. E
os fogos e na última semana do ram as progenitoras. Soube-se na Covilhã a autarquia adjudicou
mês arderam mais de oito mil também que a Guarda, Covilhã a requalificação do Teatro Muni-
hectares no concelho da Guarda. e Fundão são três dos vinte con- cipal ao consórcio formado pela
MRG Construction e a Ramos Ca-
4incêndio começou no- Rochoso
O 16º Aniversário
e Quinta-feira, 17 de março de 2016 celhos abrangidos pelo Fundo de
tarino SA por cerca de 4 milhões
alastrou aos municípios vizinhos Emergência Municipal devido
de Almeida, Pinhel e Sabugal.
PUB
às «condições excecionais» dos
PUB de euros. O prazo de execução
incêndios florestais ocorridos ou da obra é de doze meses. Nas-
que venham a ocorrer este ano. ce também o “Movimento pelo
Agosto Interior - em nome da coesão”,
liderado por Álvaro Amaro e que
As chamas levaram o infer- Outubro envolve autarcas, empresários e
instituições de ensino superior
no às portas da Covilhã, onde
durante três dias ardeu uma Nas autárquicas o grande para sugerir ao Governo medidas
extensa área de mato e foram vencedor foi Álvaro Amaro, ree- concretas para o desenvolvimen-
evacuadas 95 pessoas. Neste mês leito para o segundo mandato na to do interior do país. Na Guarda,

A Câmara Municipal
O INTERIOR divulgou um estudo
alemão cuja principal conclusão
Câmara da Guarda com 61,2 por
cento dos votos, a maior votação
a requalificação da Torre dos
Ferreiros, que inclui a instalação

de Trancoso felicita
é que a introdução de portagens de sempre, em termos percentu- de um elevador panorâmico e
em autoestradas sem custos para ais, nas autárquicas. Já Eduardo de um miradouro no topo, foi
adiada e, no Fundão, a edilidade
o Jornal “O Interior”
o utilizador, como a A25 e A23,
destruiu, em média, 16 empresas
Brito (PS) não conseguiu melhor
que 23,35 por cento, o pior resul- pondera recorrer ao Fundo de
Apoio Municipal (FAM). Inédito e
por mais um aniversário.
e 218 empregos em cada um dos
59 concelhos que atravessam. A
tado de sempre dos socialistas.
Na Covilhã, Vítor Pereira também surpreendente é o calendário dos
pastores mais bonitos da Serra da
agosto despediu-se como tinha foi reconduzido e desta vez com
Estrela, umaCarlos
iniciativa
Peixotodo “Notí-
Muitos parabéns e
começado, com fogo. Nas últi- maioria absoluta num executivo Os deputados (PSD), Ângela Guerra
mas semanas registaram-se 13 onde, pela primeira vez, o PSD cias de Gouveia”, que já tem uma
grandes incêndios na região, com não tem nenhum vereador. A segunda edição. Em novembro, a
muitos sucessos.
destaque para a Gardunha, onde surpresa da noite eleitoral foi a Guarda celebrou 818 anos e teve
duas boas notícias com o anúncio
arderam 5.615 hectares, Fernão eleição de Carlos Ascensão (PSD)
Joanes (3.632) e Covilhã (2.918). em Celorico da Beira, mas com de uma nova fábrica da Coficab na
Continuem o excelente
A Câmara do Fundão estimou
que o incêndio da Gardunha
maioria relativa, enquanto Esme-
raldo Carvalhinho (PS) regressou
PLIE para produzir exclusivamente
cabos para os veículos de condução

trabalho de informação /
causou prejuízos da ordem dos
27 milhões de euros. Em Vilar
à presidência da autarquia de
Manteigas e António Machado
autónoma e para a conectividade
total. O projeto vai criar cerca de

divulgação do interior.
Formoso, o Presidente da Repú-
blica Marcelo Rebelo de Sousa
(PSD) sucedeu a Baptista Ribei-
ro. Este mês foi vendido por 280
130 postos de trabalho. A outra foi
a adjudicação da modernização do
inaugurou o museu dedicado mil euros, a um empresário da troço Covilhã-Guarda da Linha da
aos refugiados e a Aristides de Arruda dos Vinhos, todo o pa- Beira Baixa. A obra vai custar 52
Sousa Mendes. O “Vilar Formoso trimónio móvel da falida Adega milhões de euros, será concretiza-
PUB
Fronteira da Paz - Memorial aos Cooperativa da Covilhã. A seca
PUB
da pelo consórcio Ramalho Rosa
Refugiados e ao Cônsul Aristides começava a preocupar e os fogos Cobetar/Conduril e deverá estar
de Sousa Mendes” fica junto à não davam tréguas. Nos dias 15 e concluída em 2019.
estação de caminho-de-ferro da 16 registaram-se 22 fogos em dez
vila fronteiriça. concelhos do distrito da Guarda,
um dos quais causou duas mortes Dezembro
em Vide (Seia). Na Covilhã, o Mi- Carlos Peixoto, Ângela Guerra, António Edmundo e
Setembro nistério Público deduziu acusação
Caixilharia • Marquises • Vidros • Gradeamentos
No último mês do ano a
Câmara da Guarda aprovou
contra Vítor Pereira, presidente
No regresso às aulas, o reitor Vidros Temperados • Divisórias da
• Banheiros • Automatismos
Câmara, e Manuel Santos Sil- um orçamento de mais de 45
Portões de Fole Basculantes Seccionados milhões de euros para 2018
da UBI, António Fidalgo, denun- va, ex-presidente da Assembleia
Redes Mosquiteiras • PVC e deliberou integrar os SMAS
ciou o subfinanciamento «cróni- Municipal, por prevaricação no
co» da universidade nos últimos e-mail: aluminios_ramos1@sapo.pt
caso dos terrenos do Canhoso. Se na autarquia. Já na Covilhã
anos. O mês ficou marcado pela Zona Industrial • Estrada da Póvoa Telf.:Vítor
for condenado, 271Pereira
886 135pode o orçamento é de quase 48
tragédia com a morte violenta de 6420-734 Vila Franca das Naves Tlm.:
perder o mandato. 963 050 368 milhões euros e o próximo
ano vai ter aumentos no IMI e
PUB PUB na Derrama. Por cá, soube-se
que uma empresa do grupo
Manuel Rodrigues Gouveia
BOAS FESTAS iniciou negociações com o Go-
verno para requalificar e gerir
o Hotel Turismo da Guarda no
âmbito do programa REVIVE.
Já a Entidade Reguladora da
Saúde (ERS) divulgou o resul-
tado do inquérito aberto no
caso da grávida que perdeu o
de Moreira & Ribeiro, Lda. bebéVeiga
Luís naseUrgências do Hospital
Paulo Fernandes
Rua Alves Roçadas, nº 27 • 6300-663 Guarda • T. 271 214 687 • F. 271 211 768 da Guarda enquanto esperava
Largo João de Almeida, 26-C • 6300-695 Guarda • T. 271 211 069 pelo médico. A conclusão é que
Av. dos Bombeiros Voluntários Egitanienses • C. C. Vivaci Guarda • T. 271 237 431
E. geral@modernajoalheiros.com • www. modernajoalheiros.com a equipa da Urgência Obstétri-
ca «falhou no atendimento».
PUB PUB
Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • • 13

Guarda ganha SOLIDARIEDADE


Covipneus vai continuar a ajudar IPSS
da região em 2018

nova cadeia
DR

feminina
Com 61 mulheres e 21 homens em situação de regime aberto,
o antigo Centro Educativo do Mondego já é oficialmente Zona A empresa Covipneus, com da Infância e Juventude, a As-
Prisional do Mondego atividade na Guarda, Fundão sociação ERID, a APPACDM, a
e Castelo, decidiu prolongar Associação Apoio à Criança, a
para 2018 a sua campanha de Ass. Cristã Acolhimento Milé-
solidariedade com as Institui- nio, o Centro Social Padres Re-
ções Particulares de Solidarie- dentoristas e o Centro Dia de
dade Social (IPSS) implantadas São Silvestre (Escalos de Bai-
nos dois distritos onde está xo). Na Guarda, foram apoiadas
implantada. a Misericórdia, a ASTA – Assoc.
No ano que está prestes a Sócio Terapêutica de Almeida
terminar, a Covipneus entre- e a Casa da Sagrada Família.
gou mais de 11.500 euros de Segundo a administração
donativos, em dinheiro, a 22 da empresa, os clientes têm
entidades. Na zona do Fundão aderido «bastante bem à cam-
e Covilhã foram contempladas panha, de tal forma que vamos
o Abrigo de São José, as Mise- estender a iniciativa a 2018». De
ricórdias das duas cidades, o resto, a Covipneus agradece o
Centro de Solidariedade Social envolvimento dos clientes nesta
de São Jorge da Beira, as APPA- ação de solidariedade e sublinha
CDM locais, a Casa Nossa Sr.ª que «a preferência demonstrada
Fátima (Aldeia Nova do Cabo), pelos nossos serviços ajudou
o C.C.A.T.I. (Tortosendo), o Cen- e ajudará também no próximo
tro Comunitário das Lameiras ano os mais necessitados». A Co-
(Silvares), o Lar de São José e vipneus conta atualmente com
o Centro Social Nossa Senhora três postos de assistência, no
das Necessidades (Alcaria). Fundão, na Guarda e em Castelo
Inauguração foi presidida pela secretária de Estado Adjunta e da Justiça Em Castelo Branco receberam Branco, empregando mais de 50
Ana Eugénia Inácio social», sublinhou a governante. dor». A Zona Prisional do Mon- apoios a Misericórdia, a Casa colaboradores.
Além das 61 mulheres, a dego oferece ainda valências de
Zona Prisional do Mondego tem formação aos reclusos. Com uma GUARDA
Os tradicionais muros altos ainda capacidade para acolher sala equipada para formação em
que habitualmente caracterizam 21 reclusos que se encontrem em cabeleireiro, também os vastos Carlos Gonçalves é o novo presidente
as cadeias não fazem parte da situação de regime aberto. Seis terrenos que rodeiam o edifício dos bombeiros
recém-inaugurada Zona Prisio- deles foram, aliás, os primeiros poderão dar frutos na agricul- Carlos Gonçalves é o novo sufrágio uma única lista. A vo-
nal do Mondego, antigo Centro ocupantes do edifício agora re- tura – serão os próprios presos presidente da direção da Asso- tação não deixou dúvidas para
Educativo do Mondego, em Ca- cuperado e cujas obras foram da que cuidarão do campo. As áreas ciação Humanitária dos Bom- a Assembleia Municipal e Con-
vadoude (Guarda). O espaço que sua responsabilidade. O trabalho de eletricista e informática serão beiros Voluntários Egitanienses. selho Fiscal, mas gerou uma
durante 91 anos recebeu jovens foi realizado com um orçamento outras ofertas do centro prisional. O engenheiro e antigo vere- situação insólita no caso da
em cumprimento de medida de 65 mil euros e impressionou ador do PSD na Câmara foi eleito direção. É que o elenco de Carlos
tutelar educativa integra desde todos os que visitaram o edifício Garantidos todos os no passado dia 19 num dos atos Gonçalves obteve 44 votos “sim”
a passada quinta-feira o Estabe- na cerimónia de inauguração. As postos de trabalho mais concorridos dos últimos e 31 “não”, registando-se ainda
lecimento Prisional da Guarda e novas instalações comportam anos. Apenas se apresentou a um voto nulo.
tem capacidade para acolher 82 uma área administrativa, salas Está tudo pronto para ar-
reclusos. de convívio e pátios de recreio, rancar, mas por agora o novo es-
Destinado sobretudo a mu- refeitórios, espaços escolares e de tabelecimento prisional arranca TRADIÇÃO
ainda a “meio gás” para «criar
lheres (61), as novas instalações
acolhem sobretudo presidiárias
formação, ginásio, capela, cozinha
e estão também previstos quartos rotinas», explicou Celso Manata,
“Magusto da Velha” vai ser candidatado
do interior, originárias dos dis- de visitas íntimas. Condições adiantando que até abril deverão ao Inventário Nacional do Património
tritos da Guarda, Castelo Branco, que João Paulo Marques, um dos ser colocados mais guardas pri- Cultural Imaterial
Portalegre e Viseu, e vem «re- reclusos transferidos do Estabe- sionais, à medida que aumente
A Junta de Freguesia de «está registada, é um facto».
solver uma multiplicidade de lecimento Prisional da Guarda, o número de reclusas, uma vez
Aldeia Viçosa (Guarda) vai ini- «Em 1698 há o registo de que
problemas». Segundo o diretor- prefere. «Aqui temos melhores que serão transferidas de outros
ciar o processo de inscrição da já se faz este uso e costume.
geral da Reinserção e Serviços condições», refere o homem que estabelecimentos.
tradição do “Magusto da Velha” Portanto, já nessa altura exis-
Prisionais, Celso Manata, o espaço está a cumprir pena por consumo Quanto aos postos de traba-
no Inventário Nacional do Patri- tia. Nós deduzimos que possa
que anteriormente existia na e tráfico de droga. lho do antigo Centro Educativo
mónio Cultural Imaterial. ter acontecido na altura do
Guarda «era muito deficiente, A prisão deu-lhe a oportuni- do Mondego, o responsável pelos
O “Magusto da Velha”, que domínio Filipino. Acreditamos
reduzido e as condições não eram dade de tirar uma licenciatura, em Serviços Prisionais garantiu que
remonta ao século XVII, é revi- fortemente que há de ter sido
as melhores». Também presente Restauração e Catering, em Seia. «houve um trabalho apurado
vido anualmente no dia a seguir por aí, ou seja, há 500 anos»,
na inauguração, a secretária de «Vou às aulas no meu próprio para tentar resolver um problema
ao Natal naquela localidade justificou Luís Prata. O “Magusto
Estado Adjunta e da Justiça, Hele- carro e regresso todos os dias ao pessoa a pessoa». Alguns dos fun-
do Vale do Mondego. «Iremos da Velha” recorda anualmente
na Mesquita Ribeiro, acrescentou final do dia, venho aqui dormir e cionários do antigo reformatório
lançar o desafio ao município o gesto benemérito de uma
que até aqui a população jovem aos fins-de-semana ajudo como continuam a trabalhar ali, outros
da Guarda que terá, com certe- “velha” que doou castanhas e
do sexo feminino ia para Lisboa e eletricista», revela João Paulo permitiram «reforçar outras
za, gente que nos ajude nesse vinho para alimentar o povo,
que com este espaço as reclusas Marques. Também Nuno Tavares equipas», sendo que só terão sido
sentido», anunciou Luís Prata. sendo atualmente distribuídos
oriundas do interior poderão encontrou na “nova casa” «um transferidos para outras zonas
Segundo o autarca, a candidatu- 150 quilos de castanhas e 150
ficar perto das famílias. «É um ambiente melhor», descrevendo- quem mostrou disponibilidade,
ra justifica-se porque a tradição litros de vinho.
importante fator de reintegração o como «familiar amigo e acolhe- garantiu Celso Manata.
14 • • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 Publicidade

PUB

Prof. Doutor
PUB
MÉDICO
Diogo Cabrita
Cirurgião geral L. Taborda Barata
tratamento de varizes
e suas complicações, Imunoalergologista
pequenas cirurgias,
hérnias, hidrocelos,
vesícula Litiásica.
Asma e Doenças Alérgicas
Marcações : (Clínica
Cembi) Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
Tel: 275334876
Telef.: 271213445
Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
Protocolo com a Médis Tel: 271211905

António Gil Advogado


Tel. / Fax 271 238 344
Contacte-nos! R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda
Tel: 271212153
Tlm: 964246413 antonio.gil-5388C@adv.oa.pt

Dr. José João Dr. Luís Teixeira


Garcia Pires Médico especialista em ortopedia
Especialista pelos Hospitais da Universidade de Coimbra e traumatologia pelos hospitais da
Universidade de Coimbra.
ORTOPEDIA Patologia da coluna vertebral.
Assistente da Faculdade de Medicina.
Consultas: CLIFIG – Clínica Fisiátrica da Guarda
Rua Pedro Álvares Cabral, Edíficio Gulbenkian Consultas na Egiclínica Guarda
Telef.: 271 231 397 Telefone: 271211416

PROF. CELSO PEREIRA Dra Assunção Vaz Patto J. Alexandre Marques


Imuno-Alergologia
(Doenças Alérgicas) NEUROLOGISTA ORTOPEDISTA
Ass Graduado HU Coimbra / Médico Especialista pelo H.U.Coimbra
Fac Medicina UC Consultas de Neurologia
Exames: Electromiografia 271 211 368
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela e Potenciais Evocados
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 968 731 860
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
GUARDA - Rua Batalha Reis, 2B, 1º
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 Edifício Gulbenkian, s/n
6300-745 Guarda ( Edifício da Farmácia da Sé )
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560

ADVOGADOS
PUB

António Ferreira, Paula Camilo


& Associados
Sociedade de Advogados, RL

Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765


e_mails:
antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com
Oiça os títulos do jornal Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
“O Interior” à 5ª feira (ao lado da loja MANGO)
6300-663 Guarda

CLASSIFICADOS
Imobiliário Vende-se/Arrenda-se/Diversos Emprego Diversos
LOJA COMERCIAL na Guarda, VENDE-SE casa com pátio e SENHORA desempregada, soz- EXPLICAÇÕES Bio/Geo, ensino CAVALHEIRO solteiro, reformado até Covilhã. Tenho casa mobilada,
arrenda-se com 105 m2, junto ao jardim nos Monteiros - Jarmelo inha, séria e competente, procura personalizado - 1 ou 2 alunos (max). da função pública, sem filhos, carro e ordenado acima da média,
mercado municipal. BOM PREÇO. S. Pedro. Preço negociável. Con- trabalho, nem que seja umas horas Prof. com 20 anos de experiência. deseja encontrar senhora dos 50 entre outras coisas. Ainda ligado
Tel: 967871449, 271238382 tacto: 271027148 de limpeza. Tlm. 968339121 Guarda-Gare. T. 914617113 aos 58 anos para relação séria. à vida profissional em Esculturas.
Escrever para Luís Duarte Rato, Contacto: 932263293
Férias. Praia da Oura - Albu- JOVEM procura trabalho para CAVALHEIRO de 55 anos procura Travessa das Moitinhas nº8, 6200-
feira. T2. A 200 metros da praia. umas horas de limpeza, passar senhora para uma relação séria. 684 Teixoso BANDA Mega Star - Grandes
Telef.289367024 a ferro, restauração, etc. Telem.: Contacto: 962790638 Músicas - João Marques Almeida.
964166861 CAVALHEIRO com 72 anos pro- Tlm. 914889442/919546447 (24h)
VENDE-SE Casa c/ terreno, água OFERECE-SE Senhora desem- cura senhora com idade inferior.
e árvores de fruto. Mizarela. Bons pregada cuida de senhora idosa Assunto sério. Preferência por CEIA DE NATAL / divorciados.
acessos. Tlm. 965199646 e trabalhos domésticos. Zona da senhora com boa apresentação e Aceitam-se inscrições. 968362728
Guarda ou Covilhã. Tlm. 911996779 honesta, como eu sou. De Guarda
Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • • 15

Opinião LIVRO

A eternidade do mundo,
OVO DE COLOMBO

“Cover Girl”: nunca houve


uma mulher como Rita! DR
segundo Pereira de Matos LM
«O mundo não tem fim», é a
tese de Manuel Pereira de Matos
no seu novo livro, lançado na
semana passada na Biblioteca
Municipal Eduardo Lourenço, na
Guarda.
“O fim do mundo: das pro-
fecias de desgraça ao júbilo da
Parusia”, editado pela Véritas,
foi apresentado por Fernando
Carvalho Rodrigues, para quem
o sacerdote da Diocese da Guarda
foi ao Antigo e Novo Testamento
para «descrever coisas de hoje».
O cientista considerou que a obra
«não é um livro de ciência», mas
que está «muito bem documenta- que «quando vier o fim será o cias a tal respeito», recordando
da» com textos bíblicos. «É sobre recomeço». Por sua vez, Pereira que a mensagem cristã anuncia
como o mundo acaba e como se de Matos acrescentou que «o «o júbilo da Parusia, isto é, da
torna num outro sistema que não mundo não é eterno, mas há uma manifestação gloriosa de Cristo,
Miguel Moreira nem suficientemente bem de- se explica pelo anterior. Mas todos eternidade». Neste livro, o autor no fim dos tempos. Quando será
senvolvidas (o que espelha o os fins são assim», sublinhou escreve «contra o medo do “fim isso? Que diz a Bíblia e que diz a
Depois de “Gilda” (1946) sofrível guião de Virginia Van Carvalho Rodrigues, concluindo do mundo” e as repetidas profe- Ciência? Como será o Juízo final?».
e “The Lady from Shanghai” Upp). A supostamente agradá-
(1948), a comédia musical vel rapariga de Brooklyn que TEATRO
“Cover Girl” (1944), bastante Rita encarna revela-se uma
apropriada para a época na- completa idiota sem que o Nova peça da ASTA preparada em Santander
talícia dada a sua essência de argumento o tencione. Já Gene A companhia covilhanense arménio Serguei Paradjanov to de uma residência artística
película familiar, é o filme que dá vida a uma personagem algo ASTA está em Santander (Espa- e assinala os 20 anos de ator que mobiliza atores e técnicos
mais se associa à adorável e chauvinista que, para os dias nha) a preparar o seu próximo de Sérgio Novo, celebrados oriundos de Portugal, Espanha
mítica Rita Hayworth. Este mu- de hoje, pode resultar bastante espetáculo, intitulado “Parad- em 2017, e os seus 24 anos e Arménia. O espetáculo vai
sical de Charles Vidor (o mesmo insuportável (o machismo era janov ou a Celebração da Vida”. como programador e produtor estrear a 15 de fevereiro em
realizador de “Gilda”), que é um tão comum na altura que, mais A peça tem como base cultural. A nova criação está a Santander e chegará a Portugal
tributo à beleza feminina, não é, uma vez, a história, em momen- a vida e obra do realizador nascer em Santander, no âmbi- (Sintra) a 2 de março.
decerto, uma obra-prima, mas to algum, pretende mostrá-lo
não deixa de ser um dos filmes como alguém desagradável). PUB
da minha vida dado o glamour Muito mais bem construídas
nele patente. Tal como vários estão as personagens da bela
musicais da época, “Cover Girl” Leslie Brooks e da formidável
é escapista, patriótico (afinal, Eve Arden, que, como de cos-
vivia-se a Segunda Guerra Mun- tume, rouba a cena sempre que
dial) e, claro, dotado de uma aparece com as suas deixas
fotografi a com um luxuriante viperinas e acutilantes.
Technicolor. Outra coisa que não apre-
Comecemos por abordar a cio especialmente é o guarda-
música. Da autoria de Jerome roupa tão pouco inspirado e
Kern e Ira Gershwin (respon- inspirador. Rita está no auge
sável pela letra), é bastante da beleza, mas algumas das
apreciável, atingindo o seu suas vestimentas são pavoro-
máximo com a canção “Long sas, envergonhando qualquer
Ago (and Far Away)”, nomeada espectador com o mínimo de
para o Óscar de Melhor Canção bom gosto. Independentemente
Original. A par disso, temos disso, “Cover Girl” resulta, no
igualmente simpáticos números seu conjunto, num musical
de dança, alguns deles integra- agradável. Aquilo que mais
dos na narrativa, merecendo me perturba é o machismo
destaque o grandioso e kitsch inerente ao desfecho da histó-
“Cover Girl (That Girl on the ria. Todavia, se nos focarmos
Cover)” e o fantástico “Alter- essencialmente nos maravi-
Ego Dance”, onde o sempre lhosos números de dança,
inovador Gene Kelly baila com o no magnetismo de Rita e na
seu “alter-ego” numa sequência interpretação arguta de Eve
inegavelmente criativa do ponto Arden, “Cover Girl” surge-
de vista técnico. nos como uma notável pérola
Como se sabe, adoro “mo- do musical clássico e faz-nos
vie stars” e Rita e Gene foram convencer imperecivelmente
das mais cintilantes que houve, de que Rita é das figuras mais
compartilhando em “Cover fascinantes que já povoaram
Girl” uma química inexcedível a tela de cinema. E isto é tão
(principalmente nos momentos óbvio que a Columbia, um
de dança). Infelizmente (e aqui pequeno estúdio na altura,
reside o calcanhar de Aquiles fez um musical para a Rita
do filme) as suas personagens como se da MGM se tratasse.
não resultam muito credíveis Classificação: 3,5/5
16 • • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017

Rua do Campo, 5 – 1º Dto - 6300-672 Guarda Lic. Nº 2890 – AMI


Telefone: 271211730 - 967543140 www.predialdaguarda.pt

VENDE
ID:1140 Casa em Pedra P/reconstruir, c/logradouro e anexos………..27.500€
ID:1003 T1 Guarda Óptima localização, grande terraço,1 wc, sala…… 45.000€
ID:0171 T2 Centro Sala c/lareira, 2 quartos, roupeiro, despensa…….55.000€
ID:0596 T4 Guarda Cozinha mobilada, lareira na sala, arrecadação…..60.000€
ID:1197 T3 Guarda C/ lugar de garagem, sótão, lareira na cozinha…..69.000€
ID:1181 V3 Guarda Fracção de moradia, garagem p/2carros, quintal.69.900€
ID:0577 V3Guarda C/3,em fase de acabamentos,quintal.Oportunidade75.000€
ID:1096 T3 Centro Com 4 roupeiros embutidos e garagem individual...76.000€
ID:0061 T3 Novo Grandes áreas, boa exposição solar, aquecimento.105.000€
ID:1206 T3 Centro Cozinha equipada, sótão e lugar de garagem…..109.500€
ID:0647 V4 Guarda C/4 quartos, 2 wc´s, sótão, garagem,cave,quintal.125.000€
ID:1186 T3 Guarda Oportunidade. Condomínio fechado ,garagem… 125.000€
ID:0956 B V4 Guarda C/4 quartos, sótão habitável, garagem, quintal..179.900€
ID:0837 V4 Guarda C/2 pisos independentes, garagem, quintal…….210.000€
ARRENDA
ID:0972C Escritório Guarda Centro Com 30m² e óptimas vistas…….150€
ID:1081B T3 Guarda Cozinha c/lareira,3 quartos,1wc´s,sótão…..250€
ID:1039 Escritório Com grande área e boa exposição solar……………....200€
ID:0221 V2 Guarda Cozinha c/salamandra, frigorifico 2 quartos, sala 1wc.225€
ID:1094 T2 Centro Próximo do La Vie, cozinha,2 quartos,1wc´s,sótão…..250€
ID:0766 Fracção de Moradia Cozinha c/lareira,2 quartos, wc´s, terraço...260€
ID:0151 T3 Centro Próximo do La Vie, grande terraço,3 quartos,2wc´s...300€
ID:0837 Fracção de moradia C/ dois quartos, lareira, despensa, sala…..290€
ID:1042 T3 Guarda Próximo do Forninho,3 quartos, roupeiros,2wc´s…...330€
ID:0386B T3 Centro Coz. c/ terraço,aquec.central,3 quartos, garagem…..380€
NOTÁRIO
José Carlos Travassos Relva
ID:0200 V3 Guarda C/aquec. central, totalmente remodelada…………....400€
CERTIFICO que, por escritura de 21de Dezembro de 2017, exarada a fls. 68 e seguintes
do livro de notas para escrituras diversas número 365 - P, do Notário José Carlos
Predial da Guarda, VENDE, ARRENDA E ADMINISTRA IMÓVEIS Travassos Relva, com instalações na Rua Mouzinho de Albuquerque, nº8, na Guarda,
desde 1998 – IMOBILIÁRIA DE CONFIANÇA - ALFREDO JOSÉ SARAIVA e mulher EMILIA DE JESUS ANTUNES GONÇALVES
SARAIVA, casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais, ele da
freguesia de Ervas Tenras, concelho de Pinhel e ela da freguesia de Casal de Cinza,

VENDE-SE
deste concelho e residentes na Rua da Escola, número um, lugar de João Bragal de
Baixo, na mesma freguesia de Casal de Cinza, com exclusão de outrem declararam-se
donos e legítimos possuidores do seguinte imóvel:
PRÉDIO RUSTICO, constituído por pinhal e pastagem, com a área de treze mil e duzentos
metros quadrados, sito em Cabeço do Macho, na indicada freguesia de Arrifana, a
T3 duplex, usado, confrontar do norte e nascente com caminho e do sul e poente com João Morgado, inscrito
na matriz respectiva em nome de Encarnação de Jesus sob o artigo 1458, com o valor

sito nos Castelos Velhos, patrimonial actual de 32,05 euros, o atribuído de quatrocentos e noventa e nove euros
e treze cêntimos e omisso na competente Conservatória do Registo Predial.

Guarda. Que possuem este bem em nome próprio, convictos de que lhes pertence há mais
de vinte anos, por o terem adquirido pelo ano de mil novecentos e noventa e seis, no
estado de casados, por compra verbal a Purificação de Jesus Costa Pereira, viúva,
residente em Lisboa e desde então e ininterruptamente o cultivam, colhendo os frutos
Contacto: 935601979 e fazendo as obras de conservação necessárias, posse que sempre exerceram, com
conhecimento e à vista de toda a gente, sem oposição de quem quer que seja, sendo,
por isso uma posse pacífica, contínua, pública e de boa fé, pelo que o adquiriram
por usucapião, não tendo todavia, dado o modo de aquisição, documentos que lhes

VENDE-SE
permitam fazer prova do seu direito de propriedade.
Guarda, 21 de Dezembro de 2017.
Quinta com Casa e Pinhal, cerca de 12 ha O Notário
à beira do rio Mondego, perto das rotundas
da A25 e IP2 • Lageosa do Mondego (José Carlos Travassos Relva)
Contactos: 966473371 • 271926638
BOAS FESTAS O Interior, nº 409 de 25/10/2007

PUB PUB

Filipe Pinto
Fotojornalista

Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ


Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Apartado 98, 6301-909 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do TELEFONE 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • • 17

Sp. Covilhã termina 2017 ATLETISMO


Corridas de S.
Silvestre em Loriga,
no meio da tabela Ficha de Jogo
Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)
Árbitros assistentes: Rui Licínio e
Covilhã e Pinhel
Também a região não
escapa às tradicionais cor-
Serranos venceram Gil Vicente por 3-0 no último jogo do ano André Dias ridas de S. Silvestre e nos
e subiram ao 11º lugar da IIª Liga E. Santos Pinto, últimos dias do ano há provas
Covilhã em Loriga (Seia), Covilhã e
Pinhel.
Sp. Covilhã ................. 3 Uma das mais antigas
Igor Rodrigues, João Dias, Zarabi, competições do género acon-
Joel, Paulo Henrique, Djikine (Diarra,
tece sábado na vila de Loriga.
47’), Gilberto (Índio, 57’), Renato Reis,
Reinildo, Fatai e Adul Seidi A 31ª S. Silvestre da Serra
Treinador: José Augusto da Estrela realiza-se num
percurso urbano e tem início
Gil Vicente ................. 0 pelas 15 horas, com os atletas
Rui Sacramento, Gabriel, Tormenta, absolutos a enfrentarem um
Luiz Eduardo, Luís Tinoco, Miguel percurso de 5.600 metros
Abreu (Sandro, 46’), Ricardinho pelas 16 horas. A prova é
(Gastón Camara, 68’), Alioune Fall,
Jonathan, James Igbekeme e Rui
organizada pelo Grupo De-
Miguel sportivo Loriguense, com a
Treinador: Jorge Casquilha colaboração da Associação
de Atletismo da Guarda e do
Golos: (Fatai, 61’), Diarra (80’) e Índio seu Conselho de Arbitragem.
(84’) No domingo é o CCD “Leões da
Covilhanenses dominaram encontro, mas só marcaram no segundo tempo Floresta” que promovem a sua
Ação disciplinar: Cartão amarelo
O Sp. Covilhã despediu-se de covilhanenses assumiram o jogo No segundo tempo, o guar- para Gilberto (17’), Zarabi (20’), Rui
tradicional corrida de S. Silves-
2017 com uma vitória incontesta- na primeira parte e mostraram dião serrano negou o golo com Miguel (37’), Renato Reis (46’) e Luiz tre, que já conta 39 edições, a
da sobre o Gil Vicente e a subida grande dinâmica ofensiva. Con- os punhos a Jonathan, aos 60’, Eduardo (46’) partir das 10 horas. O percurso
ao 11º lugar da IIª Liga. tudo, faltou eficácia aos “leões da num remate forte em zona foi traçado pelas ruas da Co-
Os serranos, que jogaram na Serra” no momento final, como frontal. Na jogada seguinte, um de Barcelos estava em cres- vilhã. No mesmo dia realiza-se
semana passada, derrotaram a aconteceu com Fatai, Renato e minuto depois, o Covilhã mar- cendo, os locais aumentaram a a S. Silvestre “Cidade Falcão”,
equipa de Barcelos por 3-0 em Seidi, entre os 24’ e os 30’. Aos 41’, cou por Fatai, que, solicitado vantagem. Aos 80’, Diarra surgiu em Pinhel, numa organização
encontro da 18ª jornada. Os golos Renato Reis pressionou, serviu por Reinildo, segurou a bola, ao segundo poste a cabecear do município com o apoio da
surgiram no segundo tempo mas Seidi e o guineense acertou no tirou um defesa do caminho e certeiro na sequência de um Associação de Atletismo da
os locais podiam ter inaugurado poste. Antes do descanso, o Gil inaugurou o marcador. Os visi- cruzamento de Paulo Henrique. Guarda. Trata-se de uma prova
o marcador aos 2’, quando Fatai Vicente criou a primeira ocasião, tantes não desistiram e foram O resultado final ficou definido de estrada e começa às 16
acertou na barra. Frente a uns num remate de Miguel Abreu pressionando. Aos 70’, Igor Ro- volvidos quatro minutos, quan- horas. A corrida principal, de
gilistas passivos e incapazes de defendido por instinto por Igor drigues voltou a negou o golo a do Índio apareceu na área a dar 9.200 metros, tem início uma
explorar o contra-ataque, os Rodrigues, após ressalto. Jonathan e, quando a formação seguimento a passe de João Dias. hora depois.

OFEREÇA UMA ASSINATURA DO JORNAL O INTERIOR PARA 2018

PROMOÇÃO DESCONTO 5€
Cupão de Assinatura
IDENTIFICAÇÃO:
NACIONAL - Assinatura anual: 25
25€ 20€

Nome: _________________________________________________________________________________________ NIF: __________________


Morada: _______________________________________________________________________________________ Contacto: ______________
Código Postal: __________ - _______ Localidade: _________________________________________________________________

Enviar para: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto, 6300-825 Guarda


MODO DE PAGAMENTO:
Transferência Bancária Cheque / Vale Postal nº _________________________
IBAN: PT50 001000002256785000177 Banco _________________
Data ___/___/______
Assinatura ________________________________________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência. Numerário

Assinatura __________________________________________________________________ Data ____/____/______


18 • • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017

opinião
Santinho Pacheco *
opinião
Carlos Cortes * Mais do mesmo na Saúde
2017 foi um ano de extremos, de muitas alegrias e sucessos, mas nos os que já tinham pesadas dificuldades: foi imposta uma redução

Um ano agridoce
também foi, para muitos, um ano de dificuldades e de sofrimentos. da contratação de médicos, e outros profissionais, externamente
Na área da Saúde foi mais do mesmo: falta de uma aposta orça- mesmo para os hospitais com comprovadas carências, como é o
mental clara no sector, desorganização e falta de planeamento estratégico caso da ULS da Guarda.
1- Era o último debate quinzenal do ano. E para os recursos humanos, uma equipa governamental totalmente sem Quem mais sofre são os doentes que recorrem ao Serviço Nacional
que ano! Grande em tudo, no melhor e no pior. capacidade de resposta para os desafios mais prementes dos doentes de Saúde. A carência de recursos humanos é fator penalizador para
O normal seria que este fosse um tempo e das pessoas. quem mais precisa. Note-se que as famílias portuguesas, segundo o
de balanço, da crítica severa ao que correra Na região Centro, os problemas mantém-se sem qualquer pers- último relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento
mal, da acusação acutilante aos erros come- petiva de alguma melhoria. Nem a mudança de secretário de Estado, Económico (OCDE), são as que mais gastam do seu orçamento familiar
tidos, do elogio merecido aos bons resultados nem a mudança de presidente da Administração Regional de Saúde do em relação aos restantes países europeus. Inacreditável!
alcançados, uma antevisão do que nos espera Centro são prenúncio para qualquer tipo de otimismo. O ano começou A Ordem dos Médicos alerta, há vários anos, para estas realidades
num novo ano que vai começar dentro de dias, mal e não acaba melhor. e a necessidade de corrigir estas tremendas desigualdades. O Serviço
quando ainda estava fresco, na memória de A região Centro está gradualmente a perder influência na área da Nacional de Saúde continua a resistir com a ajuda de profissionais
todos, a aprovação do Orçamento para 2018. Saúde. Entre avanços e recuos, o balanço tem sido ostensivamente empenhados e dedicados.
Nada disso! São as manchetes do dia que negativo. Um dos exemplos mais ilustrativos é a degradação das infra- Aproveito esta oportunidade para desejar a todos umas boas festas
marcam a tónica dos discursos. estruturas a que estão sujeitos muitos Centros de Saúde e Hospitais. de final de ano e especialmente àqueles que estiverem a trabalhar em
O órgão de soberania Assembleia da Na área dos recursos humanos o balanço é devastador. Não só unidades de saúde ao serviço dos doentes. Um bem-haja pelo esforço
República, reunida solenemente em sessão falta planeamento como uma aposta consistente para as unidades e pelo trabalho.
plenária, estando presente o senhor Primeiro de saúde do interior. Este ano foi adotada uma medida que ainda
Ministro e todo o Governo, desaproveita este estrangula mais os hospitais periféricos e esvazia de recursos huma- * Presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos
momento de confronto político puro para
o transformar numa espécie de revista de
imprensa.
Aos partidos da oposição o que importa
são os “casos” que a comunicação social
opinião

Nivoso
divulga e amplia, a espuma dos dias que
espicaça a curiosidade natural dos cidadãos António Godinho Gil
www.bocadeincendio.blogspot.com
consumidores do “facto” feito notícia pré-
preparada, como se de uma telenovela da vida 1. Imaginemos uma apresentação de uma obra literária. No à luz das necessidades do momento. Sejam elas a beatitude de um
real se tratasse. painel, para lá do autor, figuram duas eméritas personalidades. anoitecer sem falhas e sem espaços em branco. É possível que sim.
Raríssimas, CTT, Montepio, Santa Casa Porém, os seus registos de resultam completamente opostos. Não Mas o caminho não é esse. Não éramos imperfeitos quando errá-
da Misericórdia, Vieira da Silva... Tudo dito por diferença de opinião, mas de estilo. O primeiro orador, impecá- mos. Nem heróis quando fizemos a escolha certa. Nem perdulários
em vozearia, num alarido de tom ameaçador, vel nas suas referências literárias. Faz as citações certas, o exórdio quando começámos a fazer perguntas. Nem demasiado ambiciosos
como se a razão fosse diretamente proporcio- regulamentar, o uso parcimonioso das regras da eloquência. As quando quisemos triunfar. A vida é um reservatório sem fundo. O
nal aos decibéis da mensagem. mesmas que poderíamos encontrar em “Corte na Aldeia” (1619), que fizemos, ou omitimos ontem, foi a medida exacta que preparou
Não é que os temas não sejam importan- de Francisco Rodrigues Lobo. O qual prescreve, na lição 9, como a nossa realidade actual. Não fomos “outro”. E é pouco provável que
tes e sérios; grave é eles serem tratados só «regras de falar bem»: a humildade, a propriedade e o equilíbrio. venhamos a ser ‘outro’. Mas não custa tentar...
por estarem na agenda dos “fait-divers” dos Para o auditório, parecia que tudo estava no lugar certo. Com as 3. Vi há pouco um filme alemão chamado “Stalingrad”. Cujo
jornais, das televisões e dos comentadores citações “à propos”. Uma erudição imaculada. A mostragem discreta cenário, como já adivinharam, decorre na terrível batalha que virou
do costume... da medalha do «antifaçizmo». Gravidade e superioridade moral do o sentido da II Guerra Mundial. A narrativa decorre na perspectiva
Como chocante é também a falta de pu- «intelectual», qb. Um mundo circular, apertadinho, cristalizado. Tra- do exército germânico. O resultado é singular. Obriga a uma total
dor no tratamento das tragédias dos incêndios çado numa escala paroquial. Limitado a figuras devotas, como numa mudança de perspectiva na forma de encarar o conflito. Sabendo-se
e a forma como as vítimas são usadas como hagiografia à la carte, para animar uma erudição impactante. Neste que a História é a narrativa dos vencedores e a hegemonia cinema-
arma de arremesso político, sem um pingo universo, não existem a vertigem, a incerteza, o pequeno pormenor tográfica ainda tem sede em Hollywwod, já não estranhamos ver no
de vergonha, como se tivessem o exclusivo que tudo pode desafiar e pôr em causa. Não! O seu cenário predi- cinema mais ou menos o mesmo cliché: valorosos soldados anglo-
da compaixão e do sentido de justiça perante lecto é o de um presépio hierático. Uma galeria de figuras de cera americanos destroçam alemães e japoneses. Os primeiros são quase
a dor e o sofrimento… colocadas ao serviço do hermetismo e, quiçá, do aborrecimento. Em sempre “bons”, “humanos”, “justos”. Reconhecíveis como fazendo
Para se ser respeitado é preciso dar-se ao contrapartida, o segundo orador faz valer qualidades raramente vistas parte do “nosso” universo, que defendem contra a “barbárie”. Por sua
respeito. Na política como na vida! neste país: a especulação intelectual firmada nas regras do mundo vez, os alemães são retratados como robôs fanatizados. Alguns com
físico; a irreverência sem provocação; o constante apelo ao “back a inevitável cicatriz no rosto. Quase todos são mostrados como serial
2- Quando se completam dois anos de to basics”; uma leveza que faz passar, sem dar por ela, a verdadeira killers, que emitem onomatopeias proto-germânicas, onde aparecem
Governo de António Costa, os resultados profundidade. E não se coibindo do uso do paradoxo e do oximoro. sempre as palavras “feuer” e “schnell”!... Trata-se, no fundo, de uma
obtidos pela mudança nas políticas demons- Do humor subtil e desconcertante. E tudo isto sem descurar a obra, punição fora de tempo, previsível e bocejante. Voltando ao início, nada
tram bem que o modelo de desenvolvimento afinal o objecto da intervenção. Discorrendo com ela, e não sobre melhor para nos curar de uma impostura do que observar a mesma
que estamos a seguir é aquele que permitirá ela. Irrigando o discurso com a indução, mais do que a dedução, à realidade de ambos os lados. Como fez Clint Eastwood na saga de Iwo
colocar o país no caminho do progresso e da maneira dos gregos antigos. Formalmente, a intervenção do segundo Jima. No entanto, encarar os “boches” como combatentes singulares
prosperidade. orador está ao nível de uma Ted Talk. A do primeiro parece saída e humanos, não deixa de ter um sabor exótico e surpreendente!
As marcas da governação, mais cres- da oratória maneirista, em versão politicamente correcta. Eficácia 4. O retorno à vida civil. Às palavras que aconchegam como uma
cimento, melhor emprego, maior igualdade, versus retórica. Em suma, o primeiro orador fala de si por causa do braseira. Às palavras sussurradas pelo amor e só pelo amor. À doçura
consolidam-se em resultados objetivos que livro. O segundo fala do livro através de si. que se pode encontrar na aspereza das pedras. Às gargalhadas sãs
credibilizam o país, interna e externamente. 2. É usual olharmos para trás e acreditar que, no futuro, pode- numa roda de amigos. Ao percorrer de uma corda esticada sobre
O relançamento do investimento, o fim mos sempre fazer melhor. Não deixar escapar uma oportunidade. os espelhos desfeitos. Aos nomes antigos das ruas que me levam a
do ciclo de empobrecimento, a valorização Evitar o erro. Como se, nessa retrospectiva, não tivéssemos sido nós parte nenhuma. Aos pássaros rasantes que nos tocam e nos deixam.
do território, a estabilização do sistema fi- o actor, mas um esboço, um aprendiz que se olha com uma seve-
nanceiro, uma nova atitude perante a Europa, ridade e, a espaços, condescendência. Recriamos assim o passado * O autor escreve de acordo com a antiga ortografia
dignificação do trabalho, maior justiça social,
reforço das políticas de coesão social, aposta
na escola pública e no Serviço Nacional de
Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins
Saúde, uma nova geração de políticas de Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda
habitação, desafiam-nos a fazer mais e a Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Ana Eugénia Inácio.
Conselho Editorial: António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre, Diogo Cabrita e Maurício Vieira.
alcançar ainda melhores resultados em 2018. Colunistas e Colaboradores: Albino Bárbara, Américo Brito, António Ferreira, António Costa, António Godinho, Cláudia Quelhas, Cláudia Teixeira, David Santiago, Diogo Cabrita, Fernando Pereira, Frederico Lucas, Hélder
Bom ano para todos! Sequeira, Honorato Robalo, Joaquim Igreja, João Canavilhas, Joaquim Nércio, Jorge Noutel, José Carlos Lopes, José Pires Manso, Júlio Salvador, Marcos Farias Ferreira, Miguel Sousa Tavares e Norberto Gonçalves. Desporto:
António Pacheco, António Silva, Arlindo Marques, Daniel Soares, José Ambrósio, José Luís Costa e Miguel Machado. Cartoon: Maurício Vieira. Paginação: Jorge Coragem Projeto Gráfico: Maurício Vieira. Departamento
Comercial: Joana Santos Impressão: FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-265 Coimbra • Telefone 239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt Sede, Redação
e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. Nº de registo no ICS: 123436 Depósito Legal:146398/00 Tiragem desta edição:
* Deputado do PS na Assembleia da 7.200 exemplares Periodicidade: Semanário Edição Internet: O Interior Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores de mais de 10% do capital da empresa:
República eleito pelo círculo da Guarda José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins. Estatuto Editorial: http://www.ointerior.pt/jornal/fichatecnica.asp
Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt
dos Deloitte foi realizado em 14 pa- Eslovénia, África do Sul), tendo
para íses (Reino Unido, França, Por- sido inquiridas 14.065 pessoas. Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017 • • 19
012, tugal, Espanha, Itália, Grécia, Em Portugal, foram inquiridas 761 de Moreira & Ribeiro, Lda.

Unidos pelo futuro ambiental


Rua Alves Roçadas, nº 27 • 6300-663 Guarda • T. 271 214 687 • F. 271 211 768
pas/ Alemanha, Bélgica, Holanda, pessoas durante o período de 28
FIO
Largo João de Almeida, 26-C • 6300-695 Guarda • T. 271 211 069
estu- Dinamarca, Polónia, Rússia, de setembro a 5 de outubro. Av. dos Bombeiros Voluntários Egitanienses • C. C. Vivaci Guarda • T. 271 237 431

pela
opinião
do nosso planeta E. geral@modernajoalheiros.com • www. modernajoalheiros.com
de
PRUMO
opinião
PUB Sofia Colares Alves * Acácio Pereira
ele-
Um dos temas mais pertinentes na atu- trofes naturais maiores e mais frequentes, a
mpu-
pam
alidade é a nossa capacidade, em conjunto,
de garantir que o planeta Terra permaneça
redução drástica da biodiversidade – está em
curso uma extinção de determinadas espé-
Resignação e falta de respeito
p 10 sustentável e capaz de hospedar a vida humana cies – e o aumento das nossas necessidades Apesar de não haver qualquer con- tualidade dessa relação. Um exemplo: a
stam durante longos e bons anos. Depois de déca- energéticas numa era ainda dominada pelos sequência positiva digna desse nome, criação recente da empresa pública para
mes, BOAS FESTAS - Venha passar a PASSAGEM DE ANO connosco.
das onde o desenvolvimento económico se
alicerçou em sacrifícios ambientais, a ciência
combustíveis fósseis.
A tarefa é árdua e a Europa não quer
muito se tem falado do interior nos últimos
tempos. Os incêndios geraram promes-
a gestão da floresta, a “Lazer e Floresta”,
ou da Rede Nacional de Investigação de
gios. tem reivindicado uma postura diferente, mais recuar perante o desafio. É por isso que o sas, compromissos políticos, piedosas Montanhas – ambas vão ter a sua sede
ente responsável e solidária. Para assegurar que as investimento em energias renováveis se tornou intenções. em Lisboa... Ou seja, duas entidades bem
ens, gerações futuras têm ao seu dispor os mesmos uma prioridade dos Estados-Membros. É por Certo é que no interior estamos des- necessárias para o interior vão, pela força
inda recursos e oportunidades, a União Europeia isso que decorreram várias campanhas de povoados, cada vez mais sós, entregues a objetiva das coisas, ter necessariamente
decidiu impor-se como um ator político global sensibilização para a redução, reutilização e nós próprios. As empresas não encontram uma relação distante com o objeto do seu
enta- na defesa do ambiente e da sustentabilidade. reciclagem de materiais. É por isso que vários racional para cá investirem, a solidariedade trabalho e, em consequência, vão falhar,
6 por Os problemas que resultam dos nossos países estão a desenvolver uma taxa sobre os estatal é o que é. Faz o que faz, ajuda mas no todo ou em parte, os objetivos para que
Nas comportamentos são conhecidos e sentidos gases nocivos para a nossa atmosfera. É por não resolve. foram criadas.
s 18 pela população portuguesa. A desertificação isso que os Estados-Membros desenvolveram O nosso afastamento das questões Vale a pena também referir os CTT e
na região Centro e Norte não só prejudica um plano de ação até 2030 para descarbonizar que determinam o futuro do país começa as consequências que a sua privatização
tém- diariamente todos os agricultores e pequenos a nossa economia, aumentar a eficiência ener- em coisas tão subtis como a campanha provocou na Guarda, por exemplo. Depois
ente proprietários destas regiões, como também gética e favorecer o investimento e a criação para as últimas eleições legislativas. Nos de uma pequena subida inicial da qualidade
ncia dificultou o combate aos incêndios recentes, de emprego no setor de energias renováveis. distritos do interior foi igual aos círculos do serviço, uma parte da cidade passou a
por com os seus trágicos e desastrosos resultados. E é por isso que União Europeia continua de- da imigração – chegou apenas pelos ser servida por uma agência situada num
Por outro lado, existem mais desafios que, terminada a defender e impulsionar o Acordo órgãos de comunicação social. Expoente terceiro andar sem elevador (no Bonfim).
ento
felizmente, ainda não são uma realidade em de Paris, que representa um compromisso máximo das democracias liberais, o pro- Apesar dos protestos, a desqualificação
015. Portugal mas que permanecem na agenda entre 195 países para facilitar a transição da cesso eletivo tem de corresponder a uma do serviço permanece.
o na europeia. A noção abrangente de alterações economia e estilo de vida modernos para uma efetiva transmissão de legitimidade através Perante isto, assiste todo o direito e
nos, climáticas inclui uma série de fenómenos alternativa sustentável. do voto para os eleitos. Esta legitimidade toda a legitimidade para que as pessoas do
nça indesejados, que empobrecem o nosso pla- É importante não esquecer que, apesar só existe se houver uma relação material interior se questionem: será que devere-
neta e diminuem a qualidade deste enquanto do papel decisivo das instituições europeias mínima, de contacto, entre eleitores e mos considerar quem nos desconsidera?
rupo hospedeiro da vida. e de outros atores políticos, grande parte desta eleitos. Ora isso foi precisamente o que Quando um povo se resigna e conforma
que A nível mundial, mais de 800 milhões de mudança depende também do nosso comporta- não houve: os votos em Passos Coelho, com o que existe, não reclama e não
cias, pessoas não têm acesso a água potável, uma mento enquanto cidadãos. Temos de estar cons- António Costa, nos outros partidos, pro- produz alternativas, está condenado a não
pois situação com perspetivas muito negativas. cientes e tomar decisões sensatas para assegurar duzidos no interior do país traduziram, ser respeitado.
Além do desperdício, uma porção significativa o futuro do planeta Terra para as gerações futuras. apenas, um vínculo virtual, quase unica- Urge, pois, mudar. Desde logo, na
nas
mais Restaurante O VIDEIRA • 271 080 040 • 962 502 053 • Avª Cidade Béjar, lote 5 • Guarda
da água potável é contaminada por químicos e
resíduos tóxicos que a tornam imprópria para
Todos nós somos agentes de mudança. mente televisivo, entre quem votou e quem
recolheu esses votos.
atitude. E na exigência de respeito. Só é
respeitado quem se faz respeitar.
u ao Baptizados • *Casamentos
consumo humano. Além disso, as mudanças
• Aniversários • Festas Infantis • Eventos * Dirigente sindical
Chefe da Representação da Comissão
nas condições climatéricas implicam catás-Europeia em Portugal
Depois, a produção legislativa e a
ação governativa ressentem-se da vir-
são
mais PUB
heiro
upos
que BOAS FESTAS
ntre
.
brin-
tudo
são
que
ere-
(70
nto).
m-se
uso
por
mais
por
essa
ostra
am a
atal,
eu-
tade
tudo
ição
pois Sodimoso - Supermercados, Lda
otivo Largo Represas, Vilar Formoso
ortu-
irem 6355 VILAR FORMOSO
al. Tel.: 271 511 445 • Fax: 271 511 439
5 da
PUB
20 • • Quinta-feira • 28 de dezembro de 2017

opinião
rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda bilhete postal
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

DESENVOLVIMENTO Importância do dcabrita@iol.pt

amigo Adão
Diogo Cabrita

António Costa compromete-se Um fenómeno contemporâneo é o do incómodo. Outro fenómeno

com a «revitalização» do interior DR


interessante é o da importância que se dão. Juntos estes dois malefícios
do tempo presente e futuro convocam à mesa da litigância muito mal-
estar e muita labilidade emocional. “Não admito que”. “Não lhe permito
pelo Interior. «A necessidade de isso”. Assim se catapultam inúmeras conversas ao terreno pantanoso do
se revitalizar o interior é uma diálogo quente, truculento, insano. Tenho visto que o sorriso não está na
declaração para “levar a sério», maior parte dos atendimentos públicos ou privados e hoje inúmeras regras
considerou Álvaro Amaro, autarca de educação se perderam. Os meninos nos autocarros não se levantam
da Guarda e um dos mentores do para sentar pessoas de bengala. Ajudar um idoso no passeio é raridade. A
petulância de alguns recentes formados e novos doutores só pode raiar a
movimento.
má educação. Todos se acham muito importantes, donos de incansáveis
«É preciso dizer no Orçamen-
direitos. A culpa é sempre dos outros e os seus exageros quando estacionam
to de Estado para 2019 aquelas
onde não devem, conduzem aos “s” com o telemóvel na mão, impedem
políticas públicas que nós vamos a passagem de outros, bufam porque esperam, insultam porque o atendi-
apresentar – corajosas e radicais mento é demorado, empurram para entrar primeiro, nunca está mal. Uma
– impõem uma coragem politica elegância, uma simpatia, uma delicadeza é de uma raridade tão extrema que
muito grande para se aceitarem. E me surpreende sobre o futuro. A intolerância deriva da enorme importância
isto implica consenso da esquerda que cada um se atribui. Todos são filhos de uma ausência de regras, do
O primeiro-ministro António António Costa lembrou que «o à direita. Quero acreditar, since- desconhecimento de hierarquias, da destruição da pirâmide do poder. Claro
Costa anunciou que o Governo ano que agora termina foi drama- ramente, que aquilo que temos que parte disto vem do absentismo de quem devia governar e não está. De
terá como prioridade para o ticamente marcado pela perda de ouvido da parte do primeiro- quem devia exercer a vigilância e é cego surdo e mudo. Os maus exemplos
próximo ano a criação de melhor vidas humanas em incêndios que ministro é mesmo para levar a do topo acarretam estes dois pilares negativos do futuro onde modéstia,
emprego e a «revitalização» do enlutaram famílias e devastaram sério. Desta vez, é mesmo para le- tempero, senso andam de férias prolongadas.
interior. uma grande parte do nosso ter- var a sério», sublinhou o também
«A prioridade que definimos ritório». E acrescentou que «não presidente dos Autarcas Sociais- PUB
para 2018» é «não apenas mais, esqueceremos a vontade de não Democratas. O Movimento pelo Empresa de Transportes de mercadorias,
mas melhor emprego», ou seja, desistir, de não abandonar, de Interior promete apresentar
«emprego digno, salário justo reconstruir o que foi destruído, até junho uma série de medidas
procura Motorista CE+CAM
e oportunidades de realização de fazer renascer o que foi de- para revitalizar as regiões mais para serviço IBÉRICO / INTERNACIONAL
profissional», afirmou o chefe do vastado». O teor da mensagem deprimidas, visando o orçamento
Governo na Mensagem de Natal. já foi elogiado pelo Movimento de 2019. telemóvel 918508060

E AGORA...
VÁ passear Um Natal diferente/ Um casamento diferente DR
Joana Dente sentou-se ao lado dela, e por debaixo do véu também. Agora
era oficial! Todavia, ainda não foi desta que vimos o recém
Com a mesma intensidade com que casal sair junto... A festa continuou no dia seguinte e sinto que
esperava pelo Pai Natal quando era peque- me faltam as palavras para descrever o que vi! A família do
na, espero agora pela chegada do bolo-rei. noivo entra primeiro e sobre ela pairam incontáveis pétalas
Não me falem em consoada sem bolo-rei, de rosas perfumadas lançadas pelos convidados da noiva;
que eu não acredito nisso... Ou talvez sim, alguns minutos depois, os amigos dela irrompem no salão,
já que a vida é feita de coisas novas e expe- carregando-a numa padiola devidamente ornamentada, onde
riências diferentes, e em Islamabad não há bolo-rei! ela e muitas flores desfilam em perfeita harmonia por entre os
Foi o casamento de uma amiga que me trouxe ao Pa- presentes e em direção a ele. Já lado a lado, o casal assiste ao
quistão nesta quadra natalícia, e jamais me arrependerei... faustoso espetáculo de música e dança preparado pela família
Nunca os meus olhos viram tanta magnificência: flores, joias, e pelos amigos da noiva. A expectativa era elevada, pois ao que
lantejoulas, brilhos (muitos!) e uma alegria absolutamente parece os ensaios perduraram por longas semanas; diga-se,
contagiante; literalmente uma mão cheia de festas, de música, valeu a pena e foi nesse momento que a cultura e a tradição
de glamour, de folia e de incontáveis sorrisos rasgados. Vi os paquistanesas definitivamente me arrebataram.
vestidos mais deslumbrantes que alguma vez pude imaginar, Hoje, a festa continua e, pela primeira vez, vou optar por
mulheres de traços carregados e de uma beleza indescritível, um look mais clássico, totalmente ocidental – um vestido
capazes de suportar joias enormes e esplendorosas a combi- preto comprido, uns pumps pretos e uns brincos simples mas
nar na perfeição com as suas maquilhagens extraordinaria- muito elegantes; sei que por parte da noiva este será o último
mente bem feitas e os longos cabelos muito bem aprumados. evento, mas desconheço como se vai desenrolar. Contudo,
Se os casamentos aqui são todos assim? Parece que não, posso avançar que esta noite ainda vai cada um para sua casa.
mas este conta com cinco dias de festa a começarem em casa Ao que se vê, a família do noivo tem um papel menos ativo,
da noiva, naquilo que é para nós a despedida de solteira. mas, em contrapartida, tem-se dedicado à preparação da casa
Seguiu-se a festa de apresentação do noivo e da sua família que os receberá (por tradição, a casa dos pais dele, com quem
e viu-se, pela primeira vez, o futuro casal a trocar olhares habitarão futuramente) e à derradeira festa de arromba que
envergonhados. Desde que as famílias decidiram casá-los, servirá para receber aquela que, depois de muitas cerimónias,
de acordo com a tradição, iniciaram o noivado e falaram ao é finalmente esposa e viverá com o marido, espero que felizes
telefone algumas vezes. No dia seguinte, em casa da avó da para sempre!
noiva, numa ampla zona de oração dividida de forma a manter E quanto a mim, ao Natal e ao bolo-rei, por favor, guardem-
homens e mulheres separados, assinaram-se os papéis; cada me uma fatia!
um de seu lado e ela debaixo de um longo véu vermelho. Só
depois da permissão da família dela para se casar e de estarem @pitangaboss
oficialmente casados, ele entrou na zona de oração feminina e * Jurista, fashion stylist e makeup artist