Sunteți pe pagina 1din 16

Filosofia e Ética Cristã

Ranieri Sales
Ética
Ethos(gr) = costume, disposição, hábito. Com o tempo, passou a designar
qualquer conjunto de princípios ideais da conduta humana, as normas a que
devem ajustar-se às relações entre os diversos membros de uma sociedade.
•Ética é o conjunto de valores ou padrão pelo qual uma pessoa entende o que
seja certo ou errado e toma decisões.

•“A ética é uma parte da filosofia que trata da valorização moral dos atos
humanos. Filosofia moral.É um conjunto de princípios e normas morais que
regulam as atividades humanas.”
–(Vicente Galan, Ética Del ComportamientoCristiano, p. 12 –Editorial Clie:
Barcelona –Espanha, 1975).

Alternativas éticas
Cada um de nós tem uma ética. Cada um de nós, por mais influenciado que seja
pelo relativismo e pelo pluralismo de nossos dias, tem um sistema de valores
interno que consulta no processo de fazer escolhas. (nem sempre!)
Nem sempre estamos conscientes dos valores que compõem esse sistema, mas
eles estão lá, influenciando decisivamente nossas opções.
Os estudiosos do assunto geralmente agrupam as alternativas éticas de acordo
com o seu princípio orientador fundamental. As principais são: humanística,
naturale religiosa.
Augustus Nicodemus
ÉticasHumanísticas
•Tomam o ser humano como a medida de todas as coisas
•Favorecem escolhas e decisões voltadas para o homem como seu valor maior

Hedonismo
•O certo é aquilo que é agradável.

•“Hedonismo” (“prazer” do grego).


–Como movimento filosófico, teve sua origem nos ensinos de Epicuroe de seus
discípulos, cuja máxima famosa era: "Comamos e bebamos porque amanhã
morreremos".

–O epicurismo era um sistema de ética que ensinava, em linhas gerais, que para
ter uma vida cheia de sentido e significado, cada indivíduo deveria buscar acima
de tudo aquilo que lhe desse prazer ou felicidade.

–Os hedonistas mais radicais chegavam a ponto de dizer que era inútil tentar
adivinhar o que dá prazer ao próximo.

Hedonismo
•Como conseqüência de sua ética, os hedonistas se abstinham da vida política e
pública, preferiam ficar solteiros, censurando o casamento e a família como
obstáculos ao bem maior, que é o prazer individual. Alguns chegavam a defender
o suicídio, visto que a morte natural era dolorosa.

Hedonismo
•Como movimento filosófico, o hedonismo passou, mas certamente a sua doutrina
central permanece em nossos dias. Somos todos hedonistas por natureza.
Freqüentemente somos motivados em nossas decisões pela busca secreta do
prazer. A ética natural do homem é o hedonismo.

•Instintivamente, ele toma decisões e faz escolhas tendo como princípio


controlador buscar aquilo que lhe dará maior prazer e felicidade. O individualismo
exacerbado e o materialismo moderno são formas atuais de hedonismo.

Hedonismo
•Muito embora o cristianismo reconheça a legitimidade da busca do prazer e da
felicidade individuais, considera a ética hedonista essencialmente egoísta, pois
coloca tais coisas como o princípio maior e fundamental da existência humana.
Utilitarismo
•Sistema ético que tem como valor máximo o que considera o bem maior para o
maior número de pessoas. Em outras palavras...

...“o certo é o que for útil”.


•As decisões são julgadas, não em termos das motivações ou princípios morais
envolvidos, mas dos resultados que produzem.

•Se uma escolha produz felicidade para as pessoas, então é correta. Os


principais proponentes da ética utilitarista foram os filósofos ingleses Jeremy
Benthame John Stuart Mill.

Utilitarismo
As aparências enganam...
•A ética utilitarista parece boa porque busca o bem das pessoas. Chega até a
ensinar que cada indivíduo deve sacrificar seu prazer pelo da coletividade (ao
contrário do hedonismo).

•Entretanto, é perigosamente relativista: quem vai determinar o que é o bem da


maioria?
–Nazismo: matou milhões de judeus em nome do bem da humanidade.

–Antes deles, já era popular o adágio "o fim justifica os meios".

–Perigo: transforma a ética simplesmente num pragmatismo frio e impessoal:


decisões certas são aquelas que produzem soluções, resultados e números.

Utilitarismo
•Pessoas influenciadas pelo utilitarismo escolherão soluções simplesmente
porque elas funcionam, sem indagar se são corretas ou não.

•Utilitaristas enfatizam o método em detrimento do conteúdo. Eles querem saber


“como” e não “por quê?”.
–Talvez um bom exemplo moderno seja o escândalo sexual Clinton/Lewinski.
Numa sociedade bastante marcada pelo utilitarismo, como é a americana, é
compreensível que as pessoas se tenham dividido quanto a um impeachment do
presidente Clinton, visto que sua administração produziu excelentes resultados
financeiros para o país.
Existencialismo
•Defendido em diferentes formas por pensadores como Kierkegaard, Jaspers,
Heiddeger, Sartre e Simone de Beauvoir, o existencialismo é basicamente
pessimista.

•Existencialistas são céticosquanto a um futuro róseo ou bom para a humanidade;


são também relativistas, acreditando que o certo e o errado são relativos à
perspectiva do indivíduo e que não existem valores morais ou espirituais
absolutos.

•Para eles, o certo é ter uma experiência, é agir -o errado é vegetar, ficar inerte.

Existencialismo

•Sartre, um dos mais famosos existencialistas, disse:


–"O mundo é absurdo e ridículo. Tentamos nos autenticar por um ato da vontade
em qualquer direção".
•Pessoas influenciadas pelo existencialismo tentarão viver a vida com toda
intensidade, e tomarão decisões que levem a esse desiderato.

•Aldous Huxley, por exemplo, defendeu o uso de drogas, já que as mesmas


produziam experiências acima da percepção normal. Da mesma forma, pode-se
defender o adultério, por exemplo.

Existencialismo

•O existencialismo é o sistema ético dominante em nossa sociedade moderna.


Sua influencia percebe-se em todo lugar.

•A sociedade atual tende a validar eticamente atitudes tomadas com base na


experiência individual.

EXEMPLO:
–Um homem que não é feliz em seu casamento e tem um romance com outra
mulher com quem se sente bem, geralmente recebe a compreensão e a
tolerância da sociedade.
–Existencialismo religioso (experiência X doutrina)

ÉticaNaturalística

•Sistema ético que toma como base o processo e as leis da natureza.


–O certo é o natural —a natureza nos dá o padrão a ser seguido.
•A natureza, numa primeira observação, ensina que somente os mais aptos
sobrevivem e que os fracos, doentes, velhos e debilitados tendem a cair e a
desaparecer à medida que a natureza evolui.

•Logo, tudo que contribuir para a seleção do mais forte e a sobrevivência do mais
apto, é certo e bom; e tudo o que dificultar é errado e mau.
ÉticaNaturalística

•Alguns defensores:
–Trasímaco(sofista, contemporâneo de Sócrates)
–Maquiavel
–Marquês de Sade.
–Modernamente, Nietzsche e alguns deterministas biológicos, como Herbert
Spencer e Julian Huxley

ÉticaNaturalística

•A ética naturalística tem alguns pressupostos acerca do homem e da natureza


baseados na teoria da evolução:

–A natureza e o homem são produtos da evolução


–A seleção natural é boa e certa.

Nietzsche considerava como virtudes reais a severidade, o egoísmo e a


agressividade; vícios seriam o amor, a humildade e a piedade.

ÉticaNaturalística

•Ética naturalística na sociedade moderna:

–A tendência de legitimar a eliminação dos menos aptos se observa nas


tentativas de legalizar o aborto e a eutanásia em quaisquer circunstâncias.
–Os nazistas eliminaram doentes mentais e esterilizaram os "inaptos"
biologicamente.
–Sade defendia a exploração dos mais fracos (mulheres, em especial).
–Nazistas defenderam o conceito da raça branca germânica como uma raça
dominadora, justificando assim a eliminação dos judeus e de outros grupos.
–Ainda hoje encontramos pichações feitas por neo-nazistas nos muros de São
Paulo contra negros, nordestinos e pobres. Conscientemente ou não, pessoas
assim seguem a ética naturalística da sobrevivência dos mais aptos e da
destruição dos mais fracos.
ÉticaNaturalística
•Os cristãos entendem que uma ética baseada na natureza jamais poderá ser
legítima, visto que a natureza e o homem se encontram hoje radicalmente
desvirtuados como resultado do afastamento da humanidade do seu Criador.

•A natureza como a temos hoje se afasta do estado original em que foi criada.
Não pode servir como um sistema de valores para a conduta dos homens.

ÉticasReligiosas

•Sistemas de valores que procuram na divindade (Deus ou deuses) o motivo


maior de suas ações e decisões.

•Nesses sistemas existe uma relação inseparável entre ética e religião. O juiz
maior das questões éticas é o que a divindade diz sobre o assunto.

•Evidentemente, o conceito de Deus que cada um desses sistemas mantém


acabará por influenciar decisivamente o código ético e o comportamento a ser
seguido.

ÉticasReligiosasNãoCristãs

•No mundo grego antigo os deuses foram concebidos (especialmente nas obras
de Homero) como similares aos homens, com paixões e desejos bem humanos e
sem muitos padrões morais (muito embora essa concepção tenha recebido
muitas críticas de filósofos importantes da época).

•Além de dominarem forças da natureza, o que tornava os deuses distintos dos


homens é que esses últimos eram mortais. Não é de admirar que a religião grega
clássica não impunha demandas e restrições ao comportamento de seus
adeptos, a não ser por grupos ascéticos que seguiam severas dietas religiosas
buscando a purificação.
ÉticasReligiosasNãoCristãs
•O conceito hindu de não matar as vacas vem de uma crença do período védico
que associa as mesmas a algumas divindades do hinduísmo, especialmente
Krishna. O culto a esse deus tem elementos pastoris e rurais.

•O que pensamos acerca de Deus irá certamente influenciar nosso sistema


interno de valores bem como o processo decisório que enfrentamos todos os
dias.

•Isso vale também para ateus e agnósticos. O seu sistema de valores já parte do
pressuposto de que Deus não existe. E esse pressuposto inevitavelmente irá
influenciar suas decisões e seu sistema de valores.

ÉticasReligiosasNãoCristãs

•É muito comum na sociedade moderna o conceito de que Deus (ou deuses) seja
uma espécie de divindade benevolente que contempla com paciência e tolerância
os afazeres humanos sem muita interferência, a não ser para ajudar os
necessitados, especialmente seus protegidos e devotos.

•Essa concepção de Deus não exige mais do que simplesmente um vago código
de ética, geralmente baseado no que cada um acha que é certo ou errado diante
desse Deus.

“OQueVocêFaria?”
Situaçõeséticasgerais

1.Você vê alguém furtando numa loja.

2.Um colega de trabalho, não muito íntimo lhe confidencia que é um HIV
positivo.

3.Sua casa está em chamas... Você tem tempo para salvar apenas duas
coisas.

4.Seu irmão ou irmã lhe revela que é homossexual.


5.Você vê dois policiais dando uma surra num jovem.

O que você faria?

Ética e Filosofia
(Fonte: Anderson, K. (2005). Christian Ethicsin PlainLanguage. Nashville, TN:
Thomas Nelson Publishers)

Ética e Filosofia

Ética descreve comportamento normativo: o que devemos fazer numa situação


particular.
Na sociedade moderna, as palavras éticae moralidadesão usadas
indistintamente. No entanto, há distinções entre as duas:

Ética e Filosofia

A ética é o que é normativo ou absoluto; é um conjunto de padrões que usamos


para organizar nossa vida. Ética está mais preocupada com o que as pessoas
devem fazer, enquanto que a moral está mais preocupada com o que as pessoas
já estão fazendo.
a) Categorias de ética

1. Metaética
Investiga o significado da linguagem moral. Essa disciplina é chamada a
epistemologia da ética. Ela questiona de onde nossos princípios éticos vêm e o
que significam. A metaética busca compreender a natureza das avaliações éticas.
Exemplos de questionamentos metaéticos:
Qual o significada de palavras como certo, bom e justo? Essas palavras possuem
um significado intrínseco ou são apenas invenções sociais?
Como sabemos o que é certo ou errado?
a) Categorias de ética
2. Ética normativa
Visão mais prática da ética.
–Alvo: alcançar os princípios morais que governam a conduta humana. Chegar a
esta meta envolve descrever bons hábitos que devemos adquirir e deveres que
devemos seguir.

–Ética normativa prescreve o comportamento moral,

–Ética descritiva descreve o comportamento moral.


•Ética normativa procura responder a esses tipos de perguntas: Que ações são
boas e más? O que devemos fazer?
a) Categorias de ética

3. Ética aplicada
•Aplica a ética normativa a questões controversas específicas: aborto, eutanásia,
pornografia, homossexualidade, pena de morte.

•As conclusões éticas resultam da aplicação dos princípios derivados da


metaéticae da ética normativa. A maioria desses problemas éticos lida com a
ética social e, portanto, lida direta ou indiretamente com a ordem pública.

Cosmovisão cristã

Cosmovisão cristã
1.TEÍSMO CRISTÃO

A Pessoa de Deus:
•Deus é Infinito e Pessoal (triúno)

•Transcendente e Imanente

•Onisciente, Onipotente e Onipresente

•Soberano e Bom
Cosmovisãocristão
TEÍSMO CRISTÃO
As ações de Deus
•Deus criou o Universo exnihilo
•Uniformidade de causa e efeito em um sistema aberto (possibilidade da
coexistência de leis científicas e milagres)
•Criação do ser humano à imagem de Deus (Imago Dei)
–Personalidade
–Racionalidade
–Autotranscedência
–Moralidade
–Criatividade

Cosmovisãocristã
TEÍSMO CRISTÃO
A natureza do homem
•O ser humano pode conhecer o mundo ao seu redor pela Revelação Natural
e ao próprio Deus pela Revelação Especial

•Originalmente boa, mas desfigurada por causa da queda (pecado original)

•Deus busca redimir (restaurar) o ser humano, mas respeita seu livre-
arbítrio.

Cosmovisãocristã
TEÍSMO CRISTÃO
A ética e a história
•A ética é transcendente e baseada no fato de que Deus é bom e santo

•A ética é revelada

•A história é linear, em um sistema aberto cuja sequência de eventos tem


significado e leva a humanidade a cumprir o propósito de Deus
Cosmovisãocristã
TEÍSMO CRISTÃO
Ênfase na produtividade divina
•Ênfase na origem histórica (Criação)

•A criação como singularidade histórica

•Separação entre a essência de Deus e a essência do Universo

Cosmovisãocristão

Verdade absoluta
A ética bíblica repousa sobre a crença em verdade absoluta. No entanto,
pesquisas mostram que minoria dos adultos cristãos (44%), e uma proporção
ainda menor entre os adolescentes (9%), estão certos da existência de uma
verdade moral absoluta.
Embora a Bíblia deva ser a base para nossas decisões, a pesquisa demonstra
que apenas quatro de cada dez cristãos adultos têm a Bíblia ou os ensinamentos
da igreja como sua fonte primária de guia moral.

“OQueVocêFaria?”
Situaçõeséticasgerais

1.Você percebe que o filho do seu vizinho, frequentemente, sai para a


escola machucado e chorando.

2.Você suspeita que o seu gerente é viciado em drogas.

3.Você vê um mendigo caído na calçada, e todas as pessoas o ignoram.

4.Você percebe alguém da sua empresa, da área financeira e de nível


hierárquico superior ao seu, aceitando suborno de alguém.

5.Um amigo lhe oferece um objeto, que você sabe que é muito caro, por um
preço bem baixo e você desconfia que é roubado.

O que você faria?


A Ética como um sistema da Filosofia
•A Ética é um dos seis sistemas tradicionais da Filosofia:

1. Ética-conduta ideal do indivíduo.


2. Política-conduta ideal do Estado.
3. Lógica-o raciocínio que guia o pensamento.
4. Gnosiologia-a teoria do conhecimento.
5. Estética-a teoria das belas-artes.
6. Metafísica-teorias sobre a verdadeira natureza da existência.
•Filosofiasmodernas: ciência, história, indústria, espírito, etc.

Ética Cristã

•“O estudo da origem, dos princípios e das práticas relativas à conduta do cristão
–uma pessoa nascida de Deus através da fé em Cristo, que vive para agradar a
Deus e glorificá-Lo.”

(C. B. Eavey, PrinciplesofChristian Ethics, p. 11)


•“Estudo e prática da conduta moral, positivamente e negativamente, como
estabelecido na Bíblia, na natureza e na razão.”
–(J. Arthur Springer, PracticalChristian Living, pp. 20–31)

Ética e Moral
•O princípio distintivo
–Ambas vêm de raízes grega e latina que significam “costume”.

–Implicação-Nós nos comportamos de uma maneira eticamente correta quando


fazemos o que os costumes ditam. Descobrimos as coisas que são
costumeiramente feitas, e concluímos que estas são as coisas que devemos
fazer.

Ética Bíblica
•Está centralizada em Deus. Em lugar de seguir a opinião da maioria ou
conformar-se com o comportamento baseado nos costumes.

•As Escrituras nos encorajam a começar com Deus e Seus requisitos –não com o
homem e seus hábitos –quando buscamos diretrizes morais.”
–(Wood, D. R. W. (1996, c1982, c1962). New Bible Dictionary (343).
InterVarsityPress).

AéticadosDezMandamentos
ALeidaliberdade

Os Dez Mandamentos
1º -Não terás outros deuses diante de Mim
–Proteção contra a idolatria
•Pecado mais freqüentena história humana.

•Mostra quem devemos adorar.

Os Dez Mandamentos
2º -Não farás para ti imagem de escultura... não as adorarás, nem lhe darás
culto...
–Proteção contra a profanação
•Ensina como devemos adorar

•Os dois primeiros mandamentos tratam de falsos deuses e falsas maneiras de


adoração

Os Dez Mandamentos
3º -Não tomarás o nome doSenhor, teu Deus, em vão...
–Proteção contra a irreverência
•A irreverência nos faz perder a noção da santidade de Deus

•Perder a noção da santidade de Deus abre uma porta para o pecado

Os Dez Mandamentos
4º -Lembra-te do dia do sábado para o santificar...
–Proteção:
•Para a saúde física
•Para a saúde emocional
•Para a saúde espiritual
•Contra a insubmissão
•Contra a idolatria e o ateísmo

Os Dez Mandamentos
5º -Honra teu pai e tua mãe
–Proteção para a família, a personalidade e o caráter
•Ensina a responsabilidade mútua entre pais e filhos:
–Pais: agir de maneira a merecer a honra

–Filhos: honrar os pais como representantes de Deus

Os Dez Mandamentos
6º -Não matarás
–Proteção à vida
•Princípio: preservação da vida

•Promover o bem-estar próprio e alheio

Os Dez Mandamentos
7º -Não adulterarás
–Proteção ao matrimônio
•Preserva a pureza

•Preserva o respeito

•Promove o crescimento equilibrado dos filhos

Os Dez Mandamentos
8º -Não furtarás
–Proteção ao patrimônio
•Princípio: direito inviolável de propriedade pessoal e privada

Os Dez Mandamentos
9º -Não dirás falso testemunho contra o teu próximo
–Proteção da reputação
•O maior patrimônio de uma pessoa é sua reputação
–Promessa a Abraão: “De ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te
engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção!” (Gên. 12:2).
Os Dez Mandamentos
10º -Não cobiçarás... (casa, mulher, servo, serva, etc...)
–Proteção contra o egoísmo
•Taylor Bunch: “Cobiça é o egoísmo concentrado”