Sunteți pe pagina 1din 10

A Catedral de Reims

A Catedral de Nossa Senhora de Reims, é o edifício gótico mais importante da França, está
localizada a 160 km de Paris, é conhecida mundialmente por sua arquitetura e suas esculturas,
de 6 a 23 de outubro de 2011, comemorará o oitavo centenário, começou sua construção no
século XIII, anteriormente as catedrais de Paris e Chartres foram construídas. Ele sobe acima
de uma primeira igreja, construída em 401 em banhos "galo-romanos" antigos, nesta igreja o
rei franco Clovis (Clovis) foi batizado por San Remigio, de acordo com os historiadores em 25
de dezembro entre 496 e 499. (plano da catedral na época carolíngia)
Os Reis franceses, foram "consagrados" dele de Clovis, o último rei foi Charles X (28 de maio de
1825). Em 06 de maio de 1211 começou um novo edifício, de acordo com o desejo do
arcebispo de Reims, Alberic Humbert, o trabalho durou até 1275. Durantes os primeiros 12
anos tinha dinheiro, Avanz ou mais rápido, mas em 1233 a construção ng Foi mais lento, a
cidade começou a protestar devido aos impostos que pagaram à Igreja, em 1252 a catedral
estava quase terminada, apenas as duas torres estavam desaparecidas. Estas foram finalizadas
no século 15, alguns Reis consagrados antes de terminar. como, Louis VIII em 1223 e Louis IX
(St. Louis) em 1226.

Outro evento importante foi a Consagração do rei Carlos VII, 17 de julho de 1429, Joana d'Arc
e Gilles de Rais, presentes. Nem todos os reis franceses foram consagrados nela como: Hugh
Capet, Robert II, Henri IV e Louis XVIII, quando foram coroados, a França estava em guerra. Os
dois elementos básicos da arquitetura gótica são o "arco pontiagudo" ou ogival, e a abóbada
cruzada, cujos impulsos permitem uma melhor distribuição das cargas e uma altura maior, os
contrafortes e os contrafortes voadores dão sólida ao edifício, permitem abrir buracos no
paredes para instalar vitrais e rosetas, e deixe passar a luz através deles. Apesar do tempo de
construção ng , o que enfatiza a unidade de estilo, vista de dentro compreende:

- Uma nave central (38 metros de altura, 138.75 de comprimento e 30 metros de largura). -
Dois lados - Os transeptos (61 metros de comprimento por30,70 metros de largura) - Um coro
com duplo corredor - Uma abside com capelas ambulatoriais e radiais - A altura das duas
torres da fachada é (81,50 metros ). - Altura do campanário (torre de anjo) (87 metros). - O
comprimento da fachada ocidental (48,80 metros) - A superfície do edifício é (6 650 metros
quadrados) - O diâmetro do Roset ou do Sul é (9,65 metros).
A fachada g ou tiques têm em mente a "trilogia": três portais, três níveis,
A catedral está cercada por esculturas há cerca de 2303, " A galeria dos Reis" representa o
batismo de Clovis, é cercada por 56 estátuas de seus sucessores, as esculturas medem 4,5
metros. Uma das esculturas mais famosas da catedral é o "Anjo Sorridente", está no portal
esquerdo, representa o Arcanjo Gabriel, é o paradigma desta nova escultura gótica e o
emblema da cidade de Reims. As gárgulas, são estátuas monstruosas, foram usadas para a
drenagem, a água da chuva saiu da boca da escultura, alguns pensaram que representavam os
demônios que fogem da igreja, outros acreditavam que eram espetáculos para espantar os
espíritos malignos .
Durante a Primeira Guerra Mundial, a catedral foi bombardeada pelos alemães, o telhado da
catedral queimada, o chumbo derretido saiu da boca das gárgulas.Como a maioria das
catedrais góticas, a catedral de Reims tem um "Labirinto", à primeira vista, o desenho é uma
série de linhas simétricas, o essencial é no caminho, não no desenho, porque um labirinto é
feito para ser viagem Foi construído em 1286, sua função ou n foi simbólica para os peregrinos
e crentes que ele dobraram para seus joelhos. Os historiadores pensaram que o labirinto de
Reims tinha uma particularidade, pois era o nome dos quatro primeiros arquitetos da catedral
(na maioria das catedrais góticas, o nome de seus construtores é desconhecido).
Quatro arquitetos estão representados nos quatro cantos do Labirinto e seus nomes são lidos
nas inscrições.

Jean Le Loup, 16 anos construy ou portal (norte)

Jean d'Orbais, começou ou o coro

Gaucher De Reims , trabalhou ou por 8 anos, começou ou levantar as paredes


exteriores

Bernard De Soisson, fez 5 "voutes" , abriu as rosas do oeste, trabalhou por 35 anos.

Os quatro foram representados com uma atribuição de sua profissão: um tinha o quadrado,
outro compas, o terceiro uma corda aninhada que era usada para medir, a última com o dedo
indicador apontado para a ordem. No centro do labirinto era um personagem, ele foi
identificado como Aubry de Humbert, (o arcebispo que decidiu em 1211 construir a nova
catedral). Uma parte do Labirinto foi destruída em 1779, as crianças jogaram nele e
incomodaram os cânones durante os comércios, apesar de serem parcialmente destruídas, o
Labirinto com inclinação de 45 °, é o "logotipo" para designar um prédio classificado ou inscrito
no "Monumentos históricos" francês.

No "Palácio de Tau" (localizado ao lado da catedral), é o Tesouro, anteriormente serviu


como residência dos Reis, quando iam para a sua consagração ou n, em muitos objetos
preciosos são preservados, incluindo o "Sainte Ampoule" ou Santa Ampolla, continha o
"Crisma", é o óleo sagrado, composto de azeite e bálsamo, servido para consagrar os Reis da
França. De acordo com a tradição mencionada por Hincmaro e mais tarde por William the
Breton, um anjo o trouxe do céu no momento do batismo de Clovis.
Hoje, o relicário contém um fragmento, na revolução francesa que foi quebrada, também
abriga estética e tapeçarias da catedral, em dois cofres, é o tesouro com relicários como
talisman de "Carlomagna", foi um presente do califa "Harùn al -Rashid ", contém um espinho
da verdadeira Cruz, foi encontrado no pescoço do imperador para exumar em 1166 e outros
objetos usados por ocasião da consagração dos Reis. Apesar da série de destruções que
começaram no século 18, a catedral ainda possui alguns vitrais do século 13. A catedral (1787
- 1837)

No final da Primeira Guerra Mundial, a catedral começou a substituir os vitrais quebrados por
outros contemporâneos, os mais conhecidos são três janelas de uma capela feita pelo artista
judeu Marc Chagall em 1974.
A catedral foi restaurada graças a patrões americanos (entre eles a família Rockefeller), as
obras começaram em 1919 e continuam . Em 1991, foi incluído na lista de "Património
Mundial" da Unesco.