Sunteți pe pagina 1din 2

Autor: Estevan Rodrigues Vilhena de Alcântara - Professor de História na Escola Estadual Professor Morais

Tema: REVOLUÇÕES INGLESAS E INDUSTRIAL

Revoluções Inglesas Assim que assume, Guilherme III substitui o absolutismo por uma
A coroa inglesa do século XVII forjou uma aliança forte com o parlamento monarquia constitucional submetida ao Parlamento. Jurando a Declaração de
e com os burgueses que, através de leis protecionistas, lucravam cada vez mais e Direitos, assegurava ao Parlamento o direito de aprovar e rejeitar impostos,
que a apoiavam incondicionalmente. Henrique VII, Henrique VIII e Elizabeth I garantia de liberdade individual e a propriedade privada. Estabeleceu, o princípio
haviam conseguido governar mantendo o Parlamento sobre controle, canalizando da divisão de poderes: legislativo, judiciário e executivo.
o poder político para a Coroa. Sendo assim, o auge do absolutismo na Inglaterra. Após sua morte, assumiu o trono Jorge I, iniciando a dinastia Hannover,
Com a morte de Elizabeth I, chamada de Rainha Virgem, chega ao fim a que permanece até os dias atuais com a chancela de Windsor, trocada durante a
dinastia dos Tudor. Sem herdeiros, assume o poder Jaime Stuart, Rei da Escócia, Primeira Guerra Mundial por ser de origem germânica.
assumindo como Jaime I. Durante os 85 anos da dinastia Stuart, os reis fizeram A Revolução Gloriosa foi uma revolução burguesa. Derrubando o
movimentos para tornar a monarquia cada vez mais absoluta, dissolvendo o absolutismo, criando a monarquia parlamentar. Findaram o mercantilismo em
parlamento e aumentando/criando impostos, aumentaram a insatisfação de troca de uma economia liberal. E as particularidades da decadência do feudalismo
nobres, burgueses e camponeses. na Inglaterra permitiram um compromisso entre uma parcela da nobreza que
Durante este período ocorreu a Revolução Puritana, um movimento com o cercamentos possuía interesses que coincidiam com os da burguesia,
contrário a decisão de acabar com o parlamento de Carlos I. A Câmara dos tornar possível uma divisão de poder através de uma solução conciliatória.
Comuns, formada por puritanos e presbiterianos (calvinistas radicais e
moderados), liderada por Oliver Cromwell, lutou e venceu as tropas monárquicas. Pioneirismo Industrial e a Revolução Industrial
O parlamento é restaurado e uma república instaurada. Contudo, esta condição A Revolução Industrial teve início na Inglaterra, pois o momento favorecia
não permaneceria por muito tempo, Cromwell dissolve o parlamento e instaura a mudança das relações de trabalho e de produção.
uma ditadura pessoal, e nomeia a si mesmo de Lorde Protetor da Inglaterra. Fatores como a disponibilidade de mão de obra, o cercamento
A ditadura de Cromwell recebeu respaldo dos militares e burguesia. Com (enclosures) gerou um êxodo rural, aumentando a população das cidades; a
sua morte, novos conflitos civis se espalharam pela Inglaterra, até que o instauração da monarquia parlamentar, a Revolução Gloriosa e a Declaração dos
Parlamento reconvocado coroa Carlos II, restaurando a dinastia Stuart. O último Direitos contribuíram para tornar a burguesia a classe dirigente da economia; a
rei da dinastia Stuart foi Jaime II, católico fervoroso, queria restaurar o ideologia liberal, a crítica ao mercantilismo e a substituição pela livre
catolicismo na Inglaterra, significando e justificando o retorno do absolutismo e concorrência; condições naturais favoráveis, jazidas de ferro e carvão mineral
retirada do poder da nobreza anglicana. para alimentar a produção de máquinas e seus combustíveis; inovações
tecnológicas, mudanças da força motora muscular e hidráulica, pela força motora
Revolução Gloriosa a vapor. Tornaram a Inglaterra pioneira na industrialização.
Com a ideia de Jaime II de restaurar o catolicismo, o Parlamento oferece a A Revolução Industrial é dividida em 3 fases, a Primeira fase ocorreu no
coroa inglesa a um príncipe holandês, Guilherme de Orange, casado com Maria século XVIII, quando trocaram a força motora muscular e hidráulica por máquinas
Stuart, filha de Jaime II, sendo os dois protestantes. Em troca, pedia a a vapor usando o carvão mineral como combustível e, também, o aumento da
manutenção do anglicanismo e um Parlamento livre. No fim de 1688, Guilherme produção com inovações nas máquinas de produção, como tear, que passou de
desembarca na Inglaterra e não encontra nenhuma resistência. Assume o trono produção de um fio para mais de 120 fios por máquinas. A Segunda, ocorreu em
inglês com o título de Guilherme III. Essa revolução ocorreu sem derramamento meados do século XIX, com a expansão para a Europa, Estados Unidos e Japão,
de sangue. com substituição do ferro pelo aço, uso do petróleo e energia elétrica, transporte
1
Autor: Estevan Rodrigues Vilhena de Alcântara - Professor de História na Escola Estadual Professor Morais
Tema: REVOLUÇÕES INGLESAS E INDUSTRIAL

e novos produtos químicos. Na Terceira, ao longo do século XX, avanços Neste mesmo período surge as trade unions, associações/sindicatos de
tecnológicos como computação, engenharia genética, microeletrônica e robótica trabalhadores que organizavam as lutas operárias, dentre elas, aumento salarial,
aumentaram a produção por trabalhador e a substituição da força humana por diminuição da jornada de trabalho, melhores condições, regulamentação do
força mecânica/robótica. trabalho infantil, férias e descanso semanal remunerado. Estas associações foram
proibidas por muitos anos na Inglaterra, só se tornando legais no fim do século
Trabalho feminino e infantil XIX.
O trabalho feminino já era usado, mas durante a Revolução Industrial foi Na primeira metade do século XIX, surge outro movimento chamado de
usado sistemático e de forma a gerar uma mão de obra mais barata. A princípio cartismo. Um movimento operário que enviou ao parlamento inglês a Carta do
não obtiveram as mesmas regalias que os homens e muitas vezes demoraram a Povo, reivindicando muitas cláusulas das lutas operárias. Recusada pelo
conquistar seu espaço e direitos. Muitas, como nos dias de hoje, ainda fazem a Parlamento, greves gerais e manifestações se espalharam. Em uma segunda
jornada dupla, trabalho e serviços domésticos. carta, outros pedidos foram feitos e com mais petições. Este movimento iniciou a
A mão de obra infantil foi também usada. Inicialmente, crianças luta que conquistou os direitos dos trabalhadores no fim do século XIX e início do
abandonadas em orfanatos eram entregues aos donos das fábricas, onde eram século XX.
moldadas e criadas para serem forças de trabalho ágeis e submissas. Além disso, O processo de industrialização criou debates nas relações de trabalho e
recebiam valores ainda mais inferiores, representando até a um quinto do que produção, o liberalismo econômico, capitalismo, socialismo e anarquismo,
um adulto recebia. influenciaram a vida política e social em diversos países. Os pensadores
debateram conflitos de interesses e criaram ideais que influenciam o mundo até
Organização dos trabalhadores os dias de hoje.
Antes mesmo da revolução, grupos de artesãos se uniram para formarem
clubes específicos para controlarem os preços, qualidade e quantidade de
produção.
Quando estes artesãos perderam espaço para as fábricas e se tronaram
trabalhadores, um pouco de sua união e organização foi levada para o meio
industrial. Movimentos operários por melhores condições de trabalho, aumento
salarial, dentre outras exigências, foram resultantes das organizações
profissionais.
No final do século XVIII, surgiu na Inglaterra um movimento chamado de
ludista, suas lutas eram contra as jornadas de trabalhos, muitas vezes excessivas,
e as péssimas condições de trabalho, trabalho repetitivo, fábricas mal iluminadas,
empoeiradas e sem ventilação. O modo que encontraram para chamar a atenção
era através da invasão das indústrias e destruição do maquinário. Suas lutas não
eram ainda levadas aos patrões que abusavam dos trabalhadores, mas às
máquinas que os tiravam o trabalho e a saúde.