Sunteți pe pagina 1din 17

A critica jurisprudencialista de Castanheira neves a tese dos direitos de

Ronald Dworkin
AUTHORS VIEWS

Edenia Karam + 1 0

A CRÍTICA JURISPRUDENCIALISTA DE CASTANHEIRA NEVES


À TESE DOS DIREITOS DE RONALD DWORKIN: UM DEBATE
SOBRE O CONCEITO DE DIREITO COMO INTEGRIDADE1

THE JURISPRUDENCIALIST CRITICS OF CASTANHERIA


NEVES TO THE RIGHTS THESIS OF RONALD DWORKIN: A
DEBATE ABOUT THE CONCEPT OF LAW AS INTEGRITY

Francisco Tarcísio Rocha Gomes Júnior 2

RESUMO
Castanheira Neves critica a Tese dos Direitos no âmbito em que ela considera que o
último fundamento da resolu@!o " o #uste $ %r&tica' enquanto o Juris%rudencialismo
defende que o último crit"rio " a resolu@!o #usta es%ecífica do caso concreto( Defende)
se' baseado em Raimundo *e+erra Falc!o' que esta " uma crítica inadequada' tendo que
vista que o %roblema s, e-iste dentro de uma totalidade %r&tica( .e%arar o todo da %arte
em seu último momento seria uma contradi@!o(

PALAVRAS-CHAVE: Juris%rudencialismo( /nte0ridade( Castanheira Neves( Ronald


D1orRin(

ABSTRACT
The Castanheira Neves3s critics about the Ri0hts thesis is based on the ultimate reason
for resolution of a %ractical %roblem( D1orRin defends that the inte0rit4 of the
normative s4stem is essential and Castanheira Neves sa4s that onl4 the %roblem is
im%ortant( 5ccordin0 to Raimundo *e+erra Falc!o' this critics are incorrect because the
se%aration of the s4stem and the %roblem is a contradiction because the %roblem e-ist
onl4 inside a s4stem(

KEY-WORDS: Juris%rudencialism( /nte0rit4( Castanheira Neves( Ronald D1orRin(

INTRODUÇÃO
5nalisar a crítica feita %or Castanheira Neves $ tese dos direitos de Ronald
D1orRin " im%ortante n!o a%enas %ela sua densidade metodol,0ica' mas tamb"m
%orque analisa os limites e os desafios de uma teoria dentro de sua am%litude
hermen6utica e %roblem&tica dentro do Direito( 5 rela@!o entre 7ermen6utica e T,%ica
1 5rti0o a%rovado no 88/// Con0resso Nacional do C9N:;D/ que se reali+ar& em Jo!o :essoa
em novembro de 2<=>(

2 ;studante do mestrado acad6mico em direito constitucional do :ro0rama de :,s)Gradua@!o


em Direito da ?niversidade Federal do Cear&( :artici%ante do %ro0rama de mobilidade
acad6mica internacional' durante a 0radua@!o' na ?niversidade de Coimbra em 2<=2(2@2<=A(=(
;)mailB t arcisior0c0mail(com(

" debatida de forma essencial nas obras desses autores de tal forma que nos leva a
entender que mais que uma adequada inter%reta@!o do te-to normativo' tamb"m "
necess&ria uma reali+a@!o %r&tico)%roblem&tica res%ons&vel dessa inter%reta@!o(
5trav"s de uma an&lise dessa crítica " %ossível entender como se reali+a a
rela@!o entre uma inter%reta@!o adequada e sua reali+a@!o %r&tica( ;nquanto
Castanheira Neves %riori+a a reali+a@!o es%ecificamente %roblem&tica do Direito como
último fundamento' Ronald D1orRin entende que analisar o %roblema #urídico como
al0o dinte0radoE e n!o isolado " essencial %ara uma adequada reali+a@!o do Direito(
Nesse âmbito' Castanheira Neves critica a aborda0em d1orRiniana' defendendo a sua
im%ossibilidade de reali+a@!o total da #uste+a no caso concreto devido a sua rela@!o
limitada %ela a inte0ra@!o com outros casos(

Nesse âmbito' questiona)seB " adequada a crítica de Castanheira Neves $ Tese


dos Direitos de Ronald D1orRinf De que forma tal debate nos au-ilia em uma correta
reali+a@!o do %roblema #urídicof

:ara res%onder tais questionamentos' analisar)se)& se%aradamente de maneira


breve as teses de Castanheira Neves e de Ronald D1orRin' visando esclarecer os
fundamentos necess&rios %ara o melhor entendimento das críticas aqui debatidas( ;nt!o'
ser& e-%osto e debatido o sentido e os elementos %rinci%ais de tal debate sobre o
conceito de Direito como inte0ridade(

1 O JURISPRUDENCIALISMO DE CASTANHEIRA NEVES

9 Juris%rudencialismo " uma corrente filos,fica que %ossui como seu %rinci%al
e-%oente Castanheira Neves( ;ste autor desenvolve os %roblemas e os limites de sua
reali+a@!o dentro de uma ri0orosa getodolo0ia do Direito( 5ssim' %ara se entender
adequadamente os fundamentos do Juris%rudencialismo " necess&rio res%onder quatro
questHes essenciaisB qual a rela@!o entre m"todo e lo0os' qual a intencionalidade que
0uia o m"todo' qual o %roblema fundamental da getodolo0ia do Direito e' %or fim' que
ti%o de racionalidade " necess&ria ao modelo #uris%rudencialista(

Dentro de sua constru@!o etimol,0ica 0re0a' a %alavra m"todo %ode ser


dividida em odos, que si0nifica o %ensamento' o discurso' e meta' que si0nifica o
caminho %ara al0o al"m( 5ssim' m"todo si0nifica o caminho %ara al0o al"m( /ncluindo o

termo' logos' que si0nifica condutor' ra+!o' %ode)se di+er que getodolo0ia
etimolo0icamente si0nifica uma ra+!o intencional de um m"todo( 5 %artir daí' %er0unta)
seB qual a rela@!o entre o logos e o m"todof

5 res%osta " que a rela@!o " de reconstru@!o crítico)refle-iva( Nela n!o h& a
%rescri@!o de um m"todo %r"vio adequado' Racionalismo goderno ID;.C5RT;.'
2<<j' %( A>K e tamb"m n!o h& a%enas a descoberta a posteriori na sua descri@!o'
:ra0matismo IT5*9.5' 2<<j' %( LMK( 5qui a ra+!o vai delimitar os fundamentos e a
intencionalidade de uma %r&tica %ara referir que ter& nesses âmbitos o seu hori+onte e
sua #ustifica@!o de atua@!o( 5ssim' o logos n!o ser& %rescritivo' nem descritivo' mas
crítico)refle-ivo(

De forma did&tica' %ode)se di+er que' no caso de um nadador' a %ro%osta


#uris%rudencialista n!o " de um %lane#amento total abstrato sobre nata@!o antes de entrar
na &0ua IRacionalismo godernoK' assim como n!o " de uma e-clusiva descri@!o da
nata@!o reali+ada sem %lane#amento al0um I:ra0matismoK( 5 rela@!o crítico)refle-iva "
de uma dialeticidade em que a teoria orienta a %r&tica e tamb"m " influenciada %or esta(
5ssim' o nadador enquanto nada teori+a e 0uia seus movimentos a %artir do %lane#ado
anteriormente de forma dial"tica(

no0o' %ara o Juris%rudencialismo a rela@!o deve ser entre logos e m"todo no


Direito " crítico)refle-iva' ou se#a' o Direito deve ser estudado de forma que a
determina@!o intencional da %ers%ectiva met,dica %ode sofrer a influ6ncia de
contin06ncias hist,rico)culturais da comunidade' sendo' %ortanto' aberto $ resolu@!o e $
reali+a@!o do Direito no caso %r&tico(
9utra quest!o im%ortante " saber de forma es%ecífica que ti%o de
intencionalidade 0uia o m"todo' se a do ne0islador ou a do Jui+( 5 fun@!o le0islativa
%ossui um car&ter que' al"m de criar direitos' se caracteri+a %or definir uma estrat"0ia
%olítica e %or %rescrever uma %ro0rama@!o %olítico)social demonstrando' lo0o' a sua
nature+a instrumental( 5ssim' insere)se nesse âmbito a teoria da le0isla@!o e a %olítica
do direito' mas n!o a sua reali+a@!o concreta e normativa( ;ste âmbito " o do Jui+' que
%rocura' atrav"s da sua autonomia' reali+ar de maneira %r&tica' sem interfer6ncias de
interesses %olíticos instrumentais' o Direito(

5ssim' o âmbito tem&tico do Juris%rudencialismo " 0uiado %ela fun@!o %r&tica


do Jui+ de reali+a@!o do Direito' sem nenhum ti%o de influ6ncia %olítica ou estrat"0ico)
Job Board About Press Blog People Papers Terms Privacy Copyright ! We're Hiring! ? Help Center

Academia © 2017