Sunteți pe pagina 1din 1

2.

5 DEFEITO DOS PRODUTOS LAMINADOS


Os defeitos típicos dos produtos laminados podem ser analisados de acordo com
os tipos de produtos: semi-acabados e acabados

2.5.1 DEFEITOS EM PRODUTOS SEMI-ACABADOS


Os defeitos mais constantes de forma na laminação são: blocos losangulares,
blocos com colarinhos, blocos com nervuras, blocos torcidos, blocos cambados, blocos
bojudos, tarugos com uma nervura lateral, tarugos com duas nervuras laterais, tarugos
com colarinhos, tarugos com cantos incompletos, tarugos retangulares (ao invés de
quadrados), tarugos bojudos. Além disso, defeitos como trincas, fissuras e
descontinuidades são recorrentes ao analisarmos a superfície.

2.5.1 DEFEITOS EM PRODUTOS ACABADOS


Produtos acabados na forma de perfis possuem defeitos como falta de material,
formação de nervuras, desencontro das duas metades da secção, abaulamento, flambagem
e retorcimento. Tais defeitos podem ser gerados no posicionamento errado dos cilindros
de laminação ou das guias auxiliares. Além desses defeitos de forma, ainda são
encontrados defeitos superficiais como costuras, rugas, marcas, riscos e escamas.
As chapas laminadas a quente podem apresentar defeitos quanto a dimensões,
forma, aparência superficial e propriedades mecânicas. As variações de espessura podem
aparecer ao longo da largura e do comprimento da bobina. As variações ao longo da
largura são frequentemente causadas pelo desgaste dos cilindros, em condições de
operação com grandes reduções e temperaturas finais baixas. Já as variações ao longo do
comprimento têm como principal causa o aquecimento desuniforme da placa inicial e o
resfriamento desuniforme durante a laminação.