Sunteți pe pagina 1din 19

CÁLCULO ESTEQUIOME TRICO

1. (UFSM-RS) O ácido fosfórico, usado em refrigerantes do tipo “cola” e possível causador da


osteoporose, pode ser formado a partir da equação não balanceada:

Ca3(PO4)2 + H2SO4 → H3PO4 + CaSO4

Partindo-se de 62 g de Ca3(PO4)2 e usando-se quantidade suficiente de H2SO4, qual, em gramas,


a massa aproximada de H3PO4 obtida?

a) 19
b) 25
c) 39
d) 45
e) 51
2. (UFV-MG) O alumínio (Al) reage com o oxigênio (O2) de acordo com a equação química
balanceada a seguir:

4 Al (s) + 3 O2 (g) → 2 Al2O3 (s)

A massa, em gramas, de óxido de alumínio (Al2O3) produzida pela reação de 9,0 g de alumínio
com excesso de oxigênio é:

a) 17
b) 34
c) 8,5
d) 9,0
e) 27
3. (UFAC) Utilizando 148 g de hidróxido de cálcio Ca(OH)2, a massa obtida de CaCl2, segundo a
equação balanceada, é:

2 HCl (aq) + Ca(OH)2 → CaCl2 (aq) + 2 H2O

Dados: Ca —40 g/mol; Cl — 35,5 g/mol; O — 16 g/mol; H — 1 g/mol.

a) 111 g
b) 75,5 g
c) 222 g
d) 74 g
e) 22,4 g
4. (UFF-RJ) Acompanhando a evolução dos transportes aéreos, as modernas caixas-pretas
registram centenas de parâmetros a cada segundo, constituindo recurso fundamental na
determinação das causas de acidentes aeronáuticos. Esses equipamentos devem suportar
ações destrutivas e o titânio, metal duro e resistente, pode ser usado para revesti-los
externamente.

O titânio é um elemento possível de ser obtido a partir do tetracloreto de titânio por meio da
reação não - balanceada:

TiCl4 (g) + Mg (s) → MgCl2 (l) + Ti (s)

Considere que essa reação foi iniciada com 9,5 g de TiCl4 (g).

Supondo-se que tal reação seja total, a massa de titânio obtida será, aproximadamente:

a) 1,2 g
b) 2,4 g
c) 3,6 g
d) 4,8 g
e) 7,2 g
5. (Vunesp) O carbonato de cálcio (CaCO3), principal constituinte do calcário, é um sal usado
na agricultura para corrigir a acidez do solo. Esse sal, ao ser aquecido vigorosamente, sofre
decomposição térmica, produzindo óxido de cálcio (CaO) e gás carbônico (CO2). Considerando
a massa molar do CaCO3 = 100 g/mol, do CaO = 56 g/mol e do CO2 = 44 g/mol, e que 10 kg de
carbonato de cálcio puro sofreram decomposição térmica, a quantidade de óxido de cálcio
produzido será de:
a) 2.200 g
b) 2.800 g
c) 4.400 g
d) 5.600 g
e) 11.200 g
6. (CEETEPS-SP) Um dos mecanismos de destruição da camada de ozônio na atmosfera é
representado pela equação:

NO (g) + O3(g) → NO2(g) + O2(g)

(massas molares: N = 14 g  mol-1; O = 16 g  mol-1).

Considerando que um avião supersônico de transporte de passageiros emita 3 toneladas de


NO (g) por hora de voo, a quantidade de ozônio, em toneladas, consumida em um voo de 7
horas de duração é:

a) 336,0
b) 70,0
c) 33,6
d) 21,0
e) 13,1
7. (UFF-RJ) O fósforo elementar é industrialmente obtido pelo aquecimento de rochas
fosfáticas com coque, na presença de sílica.

Considere a reação

2 Ca3(PO4)2 + 6 SiO2 + 10 C → P4 + 6 CaSiO3 + 10 CO

e determine quantos gramas de fósforo elementar são produzidos a partir de 31,0 g de fosfato
de cálcio.

a) 3,10 g
b) 6,20 g
c) 12,40 g
d) 32,00 g
e) 62,00 g
8. (UnB-DF) A respiração aeróbia, processo complexo que ocorre nas células das plantas e dos
animais, pode, simplificadamente, ser representada pela seguinte equação não balanceada:

C6H12O6 + O2 → CO2 + H2O

Considerando as massas atômicas Ma(C) = 12 u, Ma(H) = 1 u e Ma(O) = 16 u, calcule, em


gramas, a quantidade de gás carbônico produzida na reação completa de 36 g de glicose.
Despreze a parte fracionária de seu resultado, caso exista. 52 g
9. (PUC-MG) Fosfogênio, COCl2, é um gás venenoso. Quando inalado, reage com a água nos
pulmões para produzir ácido clorídrico (HCl), que causa graves danos pulmonares, levando,
finalmente, à morte: por causa disso, já foi até usado como gás de guerra. A equação química
dessa reação é:

COCl2 + H2O → CO2 + 2 HCl

Se uma pessoa inalar 198 mg de fosfogênio, a massa de ácido clorídrico, em gramas, que se
forma nos pulmões, é igual a:

a) 1,09  10-1
b) 1,46  10-1
c) 2,92  10-1
d) 3,65  10-2
e) 7,30  10-2
10. (Vunesp) Um químico quer extrair todo o ouro contido em 68,50 g de cloreto de ouro (III)
dihidratado, AuCl3  2 H2O, através da eletrólise de solução aquosa do sal. Indique a massa de
ouro, em gramas, obtida, após redução de todo o metal (Dados: Au = 200 g/mol; AuCl3  2 H2O
= 342,5 g/mol.)
a) 34,25
b) 40,00
c) 44,70
d) 68,50
e) 100,0

Observação: Basta considerar que cada molécula AuCl3  2 H2O encerra um átomo Au.
11. (UFSCar-SP) O alumínio metálico é obtido pela redução eletrolítica da bauxita, na
presença da criolita que age como fundente, abaixando o ponto de fusão da bauxita de 2.600
°C para cerca de 1.000 °C.

Considerando que a bauxita é composta por óxido de alumínio, Al2O3, a massa em toneladas
de alumínio metálico a partir de 51,0 toneladas de bauxita é de:

a) 23,5
b) 25,5
c) 27,0
d) 32,0
e) 39,3
12. (Mackenzie-SP)

CH4(g) + 2 O2(g) → CO2(g) + 2 H2O(g)

O volume de CO2, medido a 27 °C e 1 atm, produzido na combustão de 960,0 g de metano, é:

a) 60,0 L
b) 1.620,0 L
c) 1.344,0 L
d) 1.476,0 L
e) 960,0 L

Dados:

• massa molar do CH4 = 16 g/mol


𝑎𝑡𝑚 ∙ 𝐿
• constante universal dos gases: R = 082 𝑚𝑜𝑙 ∙ 𝐾.
13. (Ceeteps-SP) Antiácido estomacal, preparado à base de bicarbonato de sódio (NaHCO3),
reduz a acidez estomacal provocada pelo excesso de ácido clorídrico segundo a reação:

HCl (aq) + NaHCO3(aq) → NaCl (aq) + H2O (l) + CO2(g)

(massa molar NaHCO3 = 84 g/mol; volume molar = 22,4 L/mol a 0 °C e 1 atm).

Para cada 1,87 g de bicarbonato de sódio, o volume de gás carbônico liberado a 0 °C e 1 atm é
de aproximadamente:

a) 900 mL
b) 778 mL
c) 645 mL
d) 493 mL
e) 224 mL
14. (Unifor-CE) A decomposição total de 100 g de carbonato de cálcio (CaCO3) em óxido de
cálcio e dióxido de carbono, que volume produzirá deste último quando medido a 1 atm e 25
°C? (Dados: volume molar de gás a 1 atm e 25 °C = 25 L/mol; massas molares, em g/mol: CaCO3
= 100; CO2 = 44.)
a) 10 L
b) 15 L
c) 25 L
d) 50 L
e) 100 L
15. (Cesgranrio-RJ) Numa estação espacial, emprega-se óxido de lítio para remover o CO2 no
processo de renovação do ar de respiração, segundo a equação:

Li2O + CO2 → Li2CO3

(Dados: C = 12; O = 16; Li = 7.)

Sabendo-se que são utilizadas unidades de absorção contendo 1,8 kg de Li2O, o volume
máximo de CO2, medido nas CNPT, que cada uma delas pode absorver, é:

a) 1.800 L
b) 1.344 L
c) 1.120 L
d) 980 L
e) 672 L
16. (UFPI) Pilotos levam tabletes de LiH para, no caso de acidente no mar , encher barcos ou
coletes salva-vidas com gás hidrogênio obtido da reação desse composto com água:

LiH + H2O → LiOH + H2


𝑎𝑡𝑚 ∙ 𝐿
Considerando R = 082 𝑚𝑜𝑙 ∙ 𝐾
, indique quantos gramas de LiH são necessárias para inflar um

barco salva-vidas, de volume igual a 8,20 L, pressão de 3,00 atm e temperatura de 27,0 °C.

a) 7,94 g
b) 11,1 g
c) 37,8 g
d) 44,4 g
e) 87,7 g
17. (UFSM-RS) O airbag é inflado quando o nitrogênio (N2) é produzido através do azoteto de
sódio, em condições especiais. Uma das reações envolvidas nesse processo é

2 NaN3 (s) → 2 Na (s) + 3 N2 (g)

Considerando CNPT e o volume molar 22,7 L, a massa de azoteto de sódio necessária para
inflar um airbag de 10 L com nitrogênio, conforme a equação dada, é, aproximadamente:

a) 0,19 g
b) 1,9 g
c) 19 g
d) 130 g
e) 68 g
18. (UFSM-RS) Os CFCs, gases clorofluorcarbonetos, propelentes de sprays, ao atingirem 40
km de altitude, são decompostos pela radiação ultravioleta. Em consequência, átomos de cloro
são liberados, destruindo a camada de ozônio, conforme a reação:

Cl + O3 (g) → ClO (g) + O2 (g).

Atendendo a essa equação balanceada e considerando volume molar 22,7 L e CNPT, pode-se
afirmar que 0,71 g de Cl, nesse processo, fornecerá:

a) 0,454 L de O2
b) 4,54 L de O2
c) 45,4 L de O2
d) 22,7 L de O2
e) 11,4 L de O2
19. (UFJF-MG) Sabendo-se que, nas CNPT, 1 mol de qualquer gás ocupa um volume igual a
22,4 L, determine a massa, em gramas, de gás carbônico que se obtém, quando se provoca a
combustão completa de 5,6 L do gás metano nas CNPT.
a) 22,4
b) 5,6
c) 28
d) 44
e) 11
20. (UGF-RJ) Uma das transformações que acontecem no interior dos “catalisadores” dos
1
automóveis modernos é a conversão do CO em CO2, segundo a reação CO + 2 O2 → CO2.

Admitindo-se que um motor tenha liberado 1.120 L de CO (medido nas CNPT ), o volume de O 2
(medido nas CNPT ) necessário para converter todo o CO em CO2 é, em litros, igual a:
a) 2.240
b) 1.120
c) 560
d) 448
e) 336
21. (UCB-MS) Dada a equação química não balanceada:

Na2CO3 + HCl → NaCl + CO2 + H2O

A massa de carbonato de sódio que reage completamente com 0,25 mol de ácido clorídrico é:

a) 6,62 g
b) 26,50 g
c) 13,25 g
d) 10,37 g
e) 20,75 g
22. (UEMG) O ferro metálico, em contato com o gás oxigênio, durante alguns meses, sofre
oxidação chegando a um tipo de ferrugem denominado óxido férrico. Quantos mols de ferro
metálico são oxidados por 134,4 litros de gás oxigênio, medido nas CNPT? (Fe = 56; O = 16).
a) 2,0 mols
b) 4,0 mols
c) 6,0 mols
d) 10,0 mols
e) 8,0 mols
23. (PUC-RJ) Na poluição atmosférica, um dos principais irritantes para os olhos é o
formaldeído, CH2O, o qual é formado pela reação do ozônio com o etileno:
O3 (g) + C2H4(g) → 2 CH2O (g) + O (g)
Num ambiente com excesso de O3 (g), quantos mols de etileno são necessários para formar 10
mols de formaldeído?
a) 10 mols
b) 5 mols
c) 3 mols
d) 2 mols
e) 1 mol
24. (UFMG) Um ser humano adulto sedentário libera, ao respirar, em média, 0,880 mols de
CO2 por hora. A massa de CO2 pode ser calculada, medindo-se a quantidade de BaCO3 (s),
produzida pela reação:

Ba(OH)2 (aq) + CO2 (g) → BaCO3 (s) + H2O (l)

Suponha que a liberação de CO2 (g) seja uniforme nos períodos de sono e de vigília. A
alternativa que indica a massa de carbonato de bário que seria formada pela reação do
hidróxido de bário com o CO2 (g), produzido durante 30 minutos, é aproximadamente:

a) 197 g
b) 173 g
c) 112 g
d) 86,7 g
e) 0,440 g
25. (UFPE) O azoteto de sódio, NaN3, quando inflamado sofre decomposição rápida
fornecendo nitrogênio gasoso que é utilizado para inflar os sacos de ar (airbags) de
automóveis, de acordo com a reação:

2 NaN3 (s) → 2 Na (s) + 3 N2 (g).

Quantos mols de azida de sódio são necessários para gerar nitrogênio suficiente para encher
um saco de plástico de 44,8 L a 0 °C e à pressão atmosférica?
𝑎𝑡𝑚 ∙ 𝐿
Dados: R = 0, 082
𝑚𝑜𝑙 ∙ 𝐾

Massa atômica (g/mol): N = 14; Na = 23

Considere que o nitrogênio gasoso tem comportamento ideal nas condições acima.
1
a) 3

b) 2
c) 3
2
d)
3
4
e) 3

26. (ITA-SP) Uma mistura de azoteto de sódio, NaN3, e de óxido de ferro (III), Fe2O3,
submetida a uma centelha elétrica reage muito rapidamente produzindo, entre outras
substâncias, nitrogênio gasoso e ferro metálico. Na reação entre o azoteto de sódio e o óxido
de ferro (III) misturados em proporções estequiométricas, a relação (em mol/mol) N2 (g)/Fe2O3
é igual a:
1
a)
2

b) 1
3
c) 2

d) 3
e) 9
27. (UFPE) Nas usinas siderúrgicas, a obtenção de ferro metálico a partir da hematita envolve
a seguinte reação (não balanceada):

Fe2O3 (s) + CO (g) → Fe (s) + CO2 (g)

Percebe-se dessa reação que o CO2 é liberado para a atmosfera, podendo ter um impacto
ambiental grave relacionado com o efeito estufa. Qual o número de moléculas de CO2
liberadas na atmosfera, quando um mol de óxido de ferro (III) é consumido na reação?

Considere: número de Avogadro igual a 6  1023 mol-1.

a) 6  1023
b) 24  1023
c) 12  1023
d) 36  1023
e) 18  1023
28. (UFRGS-RS) Os clorofluorcarbonos (CFCs) sofrem decomposição nas altas camadas da
atmosfera, originando átomos de cloro, os quais atacam moléculas de ozônio (O3), produzindo
oxigênio. Supondo que 1 mol de ozônio seja totalmente transformado em moléculas de
oxigênio, o número de moléculas produzidas é:
a) 3,01  1023
b) 6,02  1023
c) 9,03  1023
d) 12,04  1023
e) 18,06  1023
29. (UFV-MG) O gás hidrogênio é facilmente produzido em laboratórios, fazendo-se reagir
ferro com uma solução de ácido sulfúrico, de acordo com a equação abaixo:

Fe (s) + H2SO4 (aq) → FeSO4 (aq) + H2 (g)

Ao se reagirem 11,2 gramas de esponja de aço com excesso de ácido sulfúrico, em condições
normais de pressão e temperatura (1 atm e 0 °C), considerando que a esponja de aço seja
constituída de puro ferro, qual a massa de sulfato ferroso produzida e o volume de gás
hidrogênio liberado?

a) 30,4 gramas e 4,5 litros


b) 154 gramas de 24 litros
c) 152 gramas de 23 litros
d) 15,2 gramas e 2,3 litros
e) 15,2 gramas e 22,4 litros
30. (Fuc-MT) Na síntese de 110 g de gás carbônico, as quantidades mínimas necessárias de
reagentes são:
a) 30 g de carbono e 40 g de oxigênio
b) 60 g de carbono e 80 g de oxigênio
c) 55 g de carbono e 55 g de oxigênio
d) 60 g de carbono e 50 g de oxigênio
e) 30 g de carbono e 80 g de oxigênio
31. (UFMG) Um bom método para a preparação controlada de oxigênio muito puro é a
decomposição térmica de permanganato de potássio sob vácuo. Essa reação pode ser
representada pela equação:

2 KMnO4 (s) → K2MnO4 (s) + MnO2 (s) + O2 (g)

Com relação à decomposição completa de 2 mols de permanganato de potássio, é incorreto


afirmar que:

a) a massa de KMnO4 (s) decomposta é 316,0 g.


b) a massa total dos produtos sólidos é 300,0 g.
c) a quantidade de O2 (g) produzida é 1 mol.
d) as quantidades, em mols, de cada um dos produtos são iguais.
32. (UFF-RJ) Garimpeiros inexperientes, quando encontram
pirita, pensam estar diante de ouro, por isso, a pirita é chamada
“ouro dos tolos”.

Entretanto, a pirita não é um mineral sem aplicação. O H2SO4,


ácido muito utilizado nos laboratórios de química, pode ser
obtido a partir da pirita por meio do processo:

4 FeS2 + 11 O2 → 2 Fe2O3 + 8 SO2

2 SO2 + O2 → 2 SO3

SO3 + H2O → H2SO4

Qual é a opção que indica a massa de H2SO4 obtida a partir de 60,0 kg de pirita, com 100% de
pureza, por meio do processo equacionado acima?

a) 9,8 kg
b) 12,4 kg
c) 49,0 kg
d) 60,0 kg
e) 98,0 kg
33. (PUC-RS) Um dos efeitos da chamada “chuva ácida” causada pelo SO2 (g) lançado na
atmosfera é a transformação do mármore, CaCO3 (s), em gesso, CaSO4 (s), que pode ser
representado pelas seguintes equações:

2 SO2 (g) + O2 (g) → 2 SO3 (g)

SO3 (g) + H2O (l) → H2SO4 (aq)

H2SO4 (aq) + CaCO3 (s) → CaSO4 (s) + H2O (l) + CO2 (g)

A quantidade de gesso que pode ser formada, no máximo, pela reação de 44,8 litros de SO 2 (g)
lançado na atmosfera, nas CNPT, é:

a) 34 g
b) 68 g
c) 136 g
d) 272 g
e) 340 g
34. (PUC-RS) Em 2,8 kg de óxido de cálcio, também conhecido como “cal virgem”, foi
adicionada água, formando hidróxido de cálcio, usado para pintar uma parede. Após a sua
aplicação, transformou-se numa camada dura, pela reação química com gás carbônico
existente no ar, formando carbonato de cálcio. A massa de sal obtida é, aproximadamente,
igual a:
a) 5,0 kg
b) 2,8 kg
c) 1,6 kg
d) 1,0 kg
e) 0,6 kg
35. (UFF-RJ) O cloreto de alumínio é um reagente muito utilizado em processos industriais
que pode ser obtido por meio da reação entre alumínio metálico e cloro gasoso. Se 2,70 g de
alumínio são misturados a 4,0 g de cloro, a massa produzida, em gramas, de cloreto de
alumínio é:
a) 5,01
b) 5,52
c) 9,80
d) 13,35
e) 15,04
36. (UVA-CE) O brometo de cálcio encerra 20% de cálcio em massa. Juntando 4 g de cálcio e 4
g de bromo, teremos, no máximo:
a) 8 g de brometo de cálcio
b) 7 g de brometo de cálcio
c) 6 g de brometo de cálcio
d) 5 g de brometo de cálcio
37. (Cesgranrio-RJ) O H2S reage com o SO2 segundo a reação:

2 H2S + SO2 → 3 S + 2 H2O

Dentre as opções abaixo, qual indica o número máximo de mols de S que pode ser formado
quando se faz reagirem 5 mols de H2S com 2 mols de SO2?

a) 3
b) 4
c) 6
d) 7,5
e) 15
38. (Vunesp) Considere a reação em fase gasosa:

N2 + 3 H2 → 2 NH3

Fazendo-se reagir 4 L de N2 com 9 L de H2 em condições de pressão e temperatura constantes,


pode-se afirmar que:

a) os reagentes estão em quantidades estequiométricas.


b) o N2 está em excesso.
c) após o término da reação, os reagentes serão totalmente convertidos em amônia.
d) a reação se processa com aumento do volume total.
e) após o término da reação, serão formados 8 L de NH3.
39. (PUC-SP) Misturam-se 1,000 kg de CS2 e 2,000 kg de Cl2 num reator, onde se processa a
transformação:

CS2 + 3 Cl2 → CCl4 + S2Cl2

As massas do CCl4 formado e do reagente em excesso que resta quando a reação se completa
são:

a) 1,446 kg de CCl4 e 0,286 kg de CS2


b) 2,026 kg de CCl4 e 0,286 kg de CS2
c) 1,446 kg de CCl4 e 0,286 kg de Cl2
d) 2,026 kg de CCl4 e 0,286 kg de Cl2
e) 1,286 kg de CCl4 e 0,732 kg de Cl2
40. (Ceeteps-SP) Amônia é matéria-prima fundamental na fabricação de produtos
importantes, como fertilizantes, explosivos, antibióticos e muitos outros. Na indústria, em
condições apropriadas, a síntese da amônia se realiza a partir de nitrogênio e hidrogênio
gasosos, como mostra a equação:

N2 (g) + 3 H2 (g) → 2 NH3 (g)

Considerando que nitrogênio e hidrogênio foram colocados para reagir em quantidades tais
como ilustrado na figura, onde representa H2 e representa N2

e supondo rendimento de 100%, pode-se afirmar que:

a) nitrogênio e hidrogênio estão em proporções estequiométricas.


b) hidrogênio foi colocado em excesso.
c) nitrogênio é o reagente limitante.
d) hidrogênio é o reagente limitante.
e) ambos os reagentes estão em excesso.
41. Um recipiente contém 5 L de O2, a 20 °C e 700 mmHg; outro recipiente contém 10 L de H2,
a 20 °C e 700 mmHg. Os dois gases são transferidos para um terceiro recipiente e, sob ação de
um catalisador e aquecimento, reagem formando água:
1
H2 + 2 O2 → H2O

A massa de água obtida será:

a) 6,9 g
b) 6,4 g
c) 5,3 g
d) 6,1 g
e) 1,7 g
42. (Vunesp) São colocadas para reagir entre si as massas de 1,00 g de sódio metálico e 1,00 g
de cloro gasoso. Considere que o rendimento da reação é 100%. São dadas as massas molares,
em g/mol: Na = 23,0 e Cl = 35,5. A afirmação correta é:
a) há excesso de 0,153 g de sódio metálico.
b) há excesso de 0,352 g de sódio metálico.
c) há excesso de 0,282 g de cloro gasoso.
d) há excesso de 0,153 g de cloro gasoso.
e) nenhum dos dois elementos está em excesso.
43. (Unb-DF) Em um recipiente, colocam-se 5 mols de átomos de ferro e 4 mols de vapor d‘
água para reagir segundo a equação não-balanceada:

Fe (s) + H2O (v) → Fe3O4 (s) + H2 (g)

Espera-se:

a) a formação de um mol de Fe3O4.


b) a formação de dois mols de H2.
c) um excesso de 3 mols de Fe.
d) um excesso de 1 mol de vapor d’água.
e) que nada ocorra, pois o ferro não reage com vapor d’água.
44. (Fuvest-SP) H2 (g) e Cl2 (g) estão contidos em balões interligados por meio de um tubo
com torneira, nas condições indicadas no desenho. Ao se abrir a torneira, os gases se misturam
e a reação entre eles é iniciada por exposição à luz difusa. Forma-se então HCl (g), em uma
reação completa, até desaparecer totalmente pelo menos um dos reagentes.

Quanto vale a razão entre as quantidades, em mols, de Cl2 (g) e de HCl (g), após o término da
reação?

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 6
45. (Mackenzie-SP) O HF é obtido a partir da fluorita (CaF2), segundo a reação equacionada a
seguir:

CaF2 + H2SO4 → CaSO4 + 2 HF

A massa de HF obtida na reação de 500,0 g de fluorita de 78% de pureza é:

a) 390,0 g
b) 304,2 g
c) 100,0 g
d) 200,0 g
e) 250,0 g
46. (Mackenzie-SP) Uma amostra de 340,0 g de salitre-do-chile, cujo teor em nitrato de sódio
é de 75%, reage com ácido sulfúrico concentrado, produzindo bissulfato de sódio (NaHSO4) e
ácido nítrico (dadas as massas molares, em g/mol: H = 1; N = 14; O = 16; Na = 23; S = 32). A
massa mínima de ácido, necessária para reagir com todo o nitrato de sódio é igual a:
a) 392,0 g
b) 147,0 g
c) 522,7 g
d) 73,5 g
e) 294,0 g
47. (PUC-SP) O clorato de potássio (KClO3) pode ser decomposto por aquecimento, segundo a
equação:

2 KClO3 (s) → 2 KCl (s) + 3 O2 (g)

A decomposição de 2,45 g de uma amostra contendo KClO3 produziu 0,72 g de O2.

Considerando que a reação foi completa e que somente o KClO3 reagiu sob o aquecimento,
essa amostra contém:

a) 100% de KClO3
b) 90% de KClO3
c) 75% de KClO3
d) 60% de KClO3
e) 30% de KClO3
48. (Vunesp) Uma amostra de 12,5 g de carbonato de magnésio foi tratada com excesso de
solução de ácido sulfúrico, ocorrendo a reação:

MgCO3 + H2SO4 → MgSO4 + CO2 + H2O

Nessa reação obtiveram-se 600 cm3 de gás carbônico medidos à temperatura de 27 ° C e 5


atmosferas de pressão (massas atômicas: H = 1; C = 12; O = 16; S = 32; Mg = 24; volume de 1
mol de gás a 0 ° C e 1 atm = 22,4 dm3). A porcentagem de pureza da amostra inicial é:

a) 82
b) 18
c) 22
d) 43
e) 75
49. (PUC-MG) A equação da ustulação da pirita (FeS2) é:

4 FeS2 (s) + 11 O2 (g) → 8 SO2 (g) + 2 Fe2O3 (s)

A massa de óxido férrico obtida, em kg, a partir de 300 kg de pirita, que apresenta 20% de
impurezas, é igual a:

a) 160
b) 218
c) 250
d) 320
e) 480
50. (Ufes) A equação 2 NaCl + MnO2 + 2 H2SO4 → Na2SO4 + MnSO4 + Cl2 + 2 H2O
representa a reação que se passa para obtermos o cloro. Considerando que ela teve um
rendimento de 85%, que foi realizada na temperatura de 27 °C e a uma pressão de 1,5 atm, e
que utilizamos 500 g de sal, o volume de cloro obtido, em litros, é:
a) 59,6
b) 82,5
c) 119,2
d) 280,5
e) 1.650,0
51. (Unip-SP) Uma amostra contendo 2,10 g de carbonato de magnésio foi tratada por ácido
clorídrico, obtendo-se 476 mL de gás carbônico, medidos nas condições normais de
temperatura e pressão (massas atômicas: C = 12; O = 16; Mg = 24; volume molar nas CNPT =
22,4 L/mol). O rendimento da reação foi:
a) 75%
b) 80%
c) 85%
d) 90%
e) 95%