Sunteți pe pagina 1din 2

RESENHA

ABREU, Jonas Modesto de Abreu; LOURENÇO, Luiz Cláudio. Mídia, violência e


segurança pública: Novos aspectos da violência e da criminalidade no Brasil.
Disponível em: http://ambitojuridico.com.br/site/index.php?
artigo_id=7319&n_link=revista_artigos_leitura Acesso: 25 out. 2016

Thiago Kenoblau Fritsche1

O artigo de Abreu e Lourenço tratam o tema da violência e criminalidade, seus


novos aspectos no Brasil, correlacionando a influência da mídia e demonstrando a
importância da segurança pública. O artigo é dividido em seis partes além de um resumo.
Num primeiro momento, os autores, contextualizam o artigo com uma introdução,
descrevendo como nos dias de hoje, as pessoas estão cada vez mais em contato com a
violência das mais variadas formas (urbana, trânsito, doméstica, esportes, televisão e
virtual) através principalmente da mídia. Eles argumentam que desde cedo crianças e
jovens são expostos à violência por meio de programas de TV e videogames e que um dos
fatores no aumento da violência em geral estaria associado a isso, devido ao
comportamento humano ser fruto das relações sociais, ou do ambiente social.
Mais adiante, explanam que no passado a criminalidade e a violência eram mais
comuns e frequentes em ambientes mais hostis, precários e pobres, porém que hoje em dia
esse cenário tem se modificado e a violência tem migrado para outros segmentos da
sociedade. Fica evidente que os doutores justificam tal mudança devido ao aumento da
tecnologia e a banalização da violência através do conteúdo das mídias, porém não levam
em consideração todo o histórico violento do ser humano: guerras, inquisição, escravidão e
tantas outras práticas até mais violentas já ocorridas no passado, muitas das quais grande
parte da população era exposta, como por exemplo enforcamentos em praça pública e
queima de mulheres acusadas de bruxaria. Ou seja, enfatizam que a violência é um
comportamento social, no qual o ambiente é que potencializa sua ocorrência, mas não
consideram que ele possa ocorrer também de forma natural, devido à violência estar sempre
presente de alguma forma na sociedade humana.

1
Graduando em Engenharia Elétrica. - FURB
Na terceira parte, o artigo revela os dados do crescimento da violência no Brasil
nos últimos anos, tanto pelo aumento de presidiários, como no aumento de assassinatos.
Compara ainda, a polícia do estado do Rio de Janeiro com a polícia dos EUA,
demonstrando como aqui o problema com segurança tem aumentado cada vez mais, um dos
motivos exemplificados disso é o policiamento só desse estado do Brasil, ter matado mais
pessoas do que toda a polícia americana em um ano. No final, Abreu e Lourenço comentam
sobre algumas políticas públicas tomadas pelo governo brasileiro como o Programa
Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), que objetiva mudar esse cenário
direcionando à qualificação de profissionais, à aprovação e destinação de recursos e ao
desenvolvimento de projetos voltados para a segurança pública e para a proteção e inclusão
de pessoas vulneráveis à violência e ao crime. De fato, mais políticas públicas devem ser
criadas para poder reverter a questão da criminalidade e violência no Brasil, pois somente
através da educação e de medidas adequadas do governo, é que será possível ver algum
resultado de melhoria mesmo que seja a longo prazo.