Sunteți pe pagina 1din 2

A Biblia condena ou aprova as seitas?

A Bíblia aprova as seitas, ou as condena? RESPOSTA: Condena! Já no Antigo


Testamento (Num 14,1-38) lemos como Moisés tinha enviado 12 príncipes (um de cada
tribo) para explorar a Terra Prometida. Dez deles, porém, depois de terem voltado, tinham
feito murmurar todo o povo contra Moisés e Aarão, dizendo: Escolhamos um (outro)
chefe e voltemos para o Egito. Por castigo, os dez exploradores revoltados morreram
feridos por uma praga, diante do Senhor, e todos os adultos Israelitas,(acima de 20
anos), "deixaram seus cadáveres apodrecer no deserto". Somente os dois exploradores
fiéis a Moisés, Josué e Caleb, entraram na Terra Prometida.
Semelhante castigo infligiu Deus a Coré, Datan e Abirão e seus 250 sectários,
revoltados contra a autoridade de Moisés e Aarão. Os três foram engolidos pela
terra, que se abriu na vista de todos, e os demais foram devorados pelo fogo caído do
céu (Num 16,1-35).
Para o povo da Nova aliança previu Deus o mesmo regime de um só governo, pela
profecia de Daniel (Dan 2,44): "No tempo desses reis (do império Romano), o Deus dos
céus suscitará um reino que jamais será destruído... e subsistirá para sempre". Trata-se
da Igreja Católica, confiada por Jesus a Pedro, e governada até hoje pelos
seus sucessores, os Papas.
Em todos os livros Sagrados não encontraremos uma só frase favorável à divisão deste
"Reino dos Céus", da "Minha Igreja" (de Cristo), em seitas autônomas! Pelo contrário,
lemos no Evangelho de Jo 11,51-52 o oráculo divino: "Jesus devia morrer pela nação,
mas também para que fossem reconduzidos à unidade, os filhos de Deus
dispersos". Lamentavelmente, as seitas promovem o contrário: a dispersão!
Vejamos ainda outras passagens bíblicas do Novo Testamento sobre as seitas:
(At 20,28-31): Advertência na despedida de São Paulo: "Cuidai de vós mesmos e de todo o
rebanho, sobre qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastorear a Igreja de
Deus, que ele adquiriu com o seu próprio sangue. Sei que depois da minha partida se
introduzirão sobre vós lobos cruéis, que não pouparão o rebanho. Mesmo dentre vós
surgirão homens que hão de proferir doutrinas perversas, com o intento de arrebatarem
após si os discípulos. Por isso, vigiai!"
(II Pd 2,1s): "Assim como houve entre o povo (de Israel) falsos profetas, assim haverá
entre vós falsos doutores, que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles,
renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina. Muitos
os seguirão nas suas desordens e serão deste modo a causa de o caminho da verdade
ser caluniado. Movidos por cobiça, eles vos hão de explorar por palavras cheias de
astúcia..."
(Gal 1,7-9): "De fato, não há dois (Evangelhos): há apenas pessoas que semeiam a
confusão entre vós e querem perturbar o Evangelho de Cristo. Mas, ainda que alguém,
- nós ou um anjo baixado do céu, - vos anunciasse um evangelho diferente do que vos
temos anunciado, que ele seja anátema". (maldito).
(Rom 16,17-18): "Rogo-vos, irmãos, que desconfieis daqueles que causam divisões e
escândalos, apartando-se da doutrina que recebestes. Evitai-os! Esses tais não
servem a Cristo nosso Senhor, mas ao próprio ventre. E com palavras adocicadas e
linguagem lisongeira enganam os corações simples".
(Tt 3,10-11): "O homem que assim fomenta divisões, depois do advertido uma primeira e
uma segunda vez, evita-o, visto que esse tal é um perverso que, perseverando no seu
pecado, se condena a si próprio".
(II Tim 4,3-6): "virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da
salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajuntarão
mestres para si. Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas. Tu,
porém, (como legítimo bispo da Igreja, por mim ordenado), sê prudente em tudo, paciente
nos sofrimentos, cumpre a missão de pregador do Evangelho, consagra-te ao teu
ministério".
Tamanha clareza bíblica dispensa comentários!
Observação: Apesar de tão clara condenação de seitas, pela Bíblia, a Igreja Católica
ensina que também os protestantes, muçulmanos e até pagãos (sobretudo nascidos
nestas religiões) podem salvar-se, seguindo a reta consciência, procuram conhecer o Deus
verdadeiro e se esforçam em cumprir a Sua Vontade e Lhe agradar.
Por outro lado há muitos católicos, que se gabam de seu batismo e casamento na Igreja,
mas vivem afastados da prática dos Mandamentos e dos Sacramentos. Estes vivem de
gravíssimo perigo de se perderem eternamente!
Fonte: http://www.universocatolico.com.br/index.php?/a-biblia-condena-ou-aprova-as-seitas.html