Sunteți pe pagina 1din 3

SOLU Ç Õ E S INOVA D ORAS

Vistoriando obras
de arte especiais
Obras de arte especiais são estruturas tria da obra, como acréscimo de comprimen-
que têm a finalidade de transpor obstáculos, tos, alargamentos, reforços ou mudanças no
CIRO JOSÉ RIBEIRO tais como avenidas, vales, rios, entre outros. sistema estrutural (Artesp, 2007).
VILLELA ARAUJO Quando construídas sobre cursos d`água, Conforme a NBR 9452, nestas inspe-
é engenheiro civil pela são denominadas pontes; sobre avenidas ou ções são realizados: registros de identifi-
FEI com mestrado
vales secos, viadutos. cação das obras, com histórico contendo
pela Unicamp e
pesquisador da Seção Essas construções estão submetidas às todas as ocorrências, datas e localização
de Engenharia de ações externas provenientes de cargas móveis das mesmas; levantamentos fotográficos e
Estruturas do IPT de veículos, forças devido ao vento, ação das descritivos da superestrutura, mesoestrutura
águas de rios que incidem nas mesoestruturas e infraestrutura, indicando as dimensões,
Envie seus e infraestruturas, variações de temperatura, detalhes construtivos e tipologia estrutural.
comentários, críticas,
retração e fluência no caso do concreto. São registradas as anomalias observadas
perguntas e sugestões
de temas para esta Além disso, estão construídas em am- para posterior caracterização da urgência de
coluna: bientes sujeitos a diversos tipos de classes atividades de manutenção.
ciroaraujo@ipt.br de agressividade, conforme é apresentado na As vistorias rotineiras visam acom-
ABNT NBR 6118:2014, desde as mais fra- panhar o estado de conservação e detectar
cas até locais com agressividade muito forte. eventuais anomalias existentes ou que ve-
A degradação das estruturas das pontes nham a surgir, dando subsídios em tempo
e viadutos está vinculada a questões como: hábil ao planejamento dos trabalhos de ins-
idade, uso à qual foi projetada, exposição ao peções especiais, cuja função é diagnosticar
meio onde está inserida e falta de atividades de maneira mais precisa as patologias exis-
de manutenção. Estas últimas são definidas tentes, apresentando os tipos de terapias que
por meio de vistorias rotineiras e especiais as atividades de manutenção devem realizar.
e têm a finalidade de conservar os aspectos Segundo a NBR 9452, as vistorias
estruturais, de durabilidade e funcionalidade rotineiras devem ser visuais, realizadas à
das obras. distância, a partir do terreno, do nível d`água
A Norma ABNT NBR 9452:2012, ou sobre o tabuleiro.
atualmente em revisão, apresenta
três tipos de vistorias em obras de Figura 1 - Caminhão-guindaste articulado com cesto inspeciona
arte especiais: cadastrais, rotineiras ponte; para posicioná-lo, duas faixas foram interditadas
e especiais.
As vistorias cadastrais obje-
tivam cadastrar a estrutura, atuali-
zando o estado em que a obra se en-
contra, sob os aspectos estruturais,
funcionais e de durabilidade, com
levantamento de toda a documenta-
ção da obra e de todas as anomalias
existentes. Também devem ser feitas
quando há uma alteração na geome-

60 revista notícias da construção / Outubro 2014


Figura 2 - Plataforma em ambos os lados da junta de dilatação - Japão Figura 3 - Plataforma
metálica instalada
sob o viaduto VA 19 da
Esse tipo de vistoria permite apenas a As principais anomalias nas juntas po- Rodovia dos Imigrantes
visualização superficial dos danos existentes dem ser: ausência do perfil de vedação, falta em Cubatão - SP
na obra, não sendo possível algumas vezes de estanqueidade, saliência ou depressão
identificar com clareza o seu real estado de causando desconforto ao usuário ou impacto
conservação. na obra, deterioração dos lábios poliméricos,
As vistorias especiais são realizadas deterioração dos berços, acúmulo de detritos
com base nas inspeções rotineiras e, em e vegetação, ocorrência de agentes agressi-
alguns casos particulares, nas cadastrais vos, perfil elastomérico com descolamento,
quando forem objetos de intervenções de rasgos, ressecamento ou esmagamento e
curto prazo ou se houver situações acidentais abertura excessiva.
que exijam um parecer sobre a segurança As juntas de dilatação, quando não fun-
estrutural da obra. Devem ser efetuadas por cionam adequadamente, podem gerar danos
engenheiro especialista, com mapeamento e consequentemente redução de tempo de
completo das anomalias, apresentando o vida útil das estruturas.
diagnóstico e terapias a serem realizadas. Os acessos às partes inferiores do tabu-
Para averiguação e mapeamento de- leiro, região das juntas, são muitas vezes pre-
talhado das anomalias em locais de difícil judicados pelas dificuldades da topografia,
acesso, deverão ser utilizados meios e equi- vegetação, existência de rios, vales, grandes
pamentos que permitam a aproximação aos avenidas e estradas, que não possibilitam o
locais inspecionados da estrutura. Podem ser posicionamento de plataformas elevatórias,
utilizados nestes casos: escadas telescópicas; andaimes e escadas para aproximação do
andaimes tubulares; caminhões com plata- inspetor ao local a ser vistoriado.
forma; caminhões dotados de dispositivos Nesses casos, são normalmente utili-
hidráulicos especiais; treliças móveis; guin- zados caminhões posicionados e patolados
dastes; escada tipo marinheiro; barcos ou sobre as obras de arte, providos de guindas-
flutuantes e barcos dotados de dispositivos tes articulados com cestos que permitem à
para investigações subaquáticas. aproximação do profissional a parte inferior
Um dos locais onde as anomalias são do tabuleiro (Figura 1) e em outros casos,
detectadas com muita frequência durante é adotado o uso de passarelas provisórias
os trabalhos de vistorias nas obras de arte instaladas durante o período das atividades
especiais são as juntas de dilatação – separa- de vistoria ou manutenção.
ções (fendas) entre partes da superestrutura, Uma maneira de melhorar o acesso
que permitem a movimentação do tabuleiro à atividade de inspeção é a construção
decorrente da variação térmica ou pela fre- ou instalação permanente de plataformas
nagem de veículos. metálicas, fixadas na região inferior da

revista notícias da construção / Outubro 2014 61


Figura 4 - Ponte Pênsil em São Vicente, com plataforma móvel para inspeção Figura 5 - Detalhe da plataforma móvel da Ponte Pênsil

superestrutura, possibilitando realizar tanto e tratamento de


vistorias rotineiras quanto especiais, sem corrosões dos
a necessidade da utilização de recursos elementos estru-
especiais, tais como: interdições de faixas turais metálicos.
de rolamento, aluguéis e mobilização de Atualmen-
equipamentos especiais. te muitos países
Este tipo de solução é mais indicado aderiram ao uso
para locais que não interfiram na malha de drones, veí-
viária dos centros urbanos e obras com culos aéreos não
gabaritos altos, que permitam a livre movi- tripulados, para
mentação de veículos e embarcações sob a auxiliar nos tra-
obra de arte. balhos de inspe-
As Figuras 2 e 3 mostram exemplos de ção e monitora-
plataformas fixadas nas regiões de juntas de mento das estru-
dilatação de pontes rodoviárias. turas de pontes e Figura 6 - Vistoria
Outro exemplo de plataforma instalada viadutos (Figura realizada em estrutura de
sob ponte no Brasil é na Ponte Pênsil em São 6). Ressalta-se ponte com o uso de drone
Vicente - SP (Figuras 4 e 5), que permite os Fonte: http://www.engenhariacivil.
que mesmo com o uso dessa tecnologia com/alemanha-drones-inspecao-
trabalhos de inspeção e manutenção ao longo não é dispensável o acompanhamento de monitorizacao-estruturas
de toda sua extensão, pois a movimentação profissionais habilitados para realização dos
desta plataforma é realizada por meio de trabalhos de vistoria.
trilhos longitudinais fixados na região infe- Tais soluções facilitam o acesso aos
rior do tabuleiro. O Instituto de Pesquisas trabalhos de vistorias e manutenções e pro-
Tecnológicas do Estado de São Paulo – IPT piciam maior segurança na realização das
utilizou ao longo dos anos essa plataforma atividades, redução do tempo de execução
para os trabalhos de vistorias e manutenções dos serviços e melhoria na visualização das
da ponte. regiões inspecionadas, proporcionando uma
Este sistema é muito eficaz, pois além visão mais realística do estado de conserva-
de possibilitar as inspeções próximas aos ção e possibilitando a atuação mais frequente
encontros, permite inspecionar todos os dos inspetores para detecção em tempo hábil
elementos estruturais e realizar os traba- de anomalias que venham a prejudicar o bom
lhos de manutenções periódicas de pintura funcionamento da obra.

62 revista notícias da construção / Outubro 2014