Sunteți pe pagina 1din 4

Bibliografia: Cd. Brasil Acessível.

BRASIL ACESSÍVEL
PROGRAMA BRASILEIRO DE ACESSIBILIDADE URBANA

O Programa Brasileiro de Acessibilidade Urbana - Brasil Acessível -, lançado no dia 2


de junho de 2004, tem o objetivo de incluir uma nova visão no processo de construção
das cidades que considere o acesso universal ao espaço público por todas as pessoas e
suas diferentes necessidades. Um dos desafios colocados para todos os municípios
brasileiros é a inclusão de parcelas especiais da população no cotidiano das cidades.

O programa é constituído de ações e instrumentos que visam estimular e apoiar os


governos municipais e estaduais a desenvolver ações que garantam a acessibilidade para
pessoas com restrição de mobilidade e deficiência aos sistemas de transportes,
equipamentos urbanos e a circulação em áreas públicas. A acessibilidade deve ser vista
como parte de uma política de mobilidade urbana que promova a inclusão social, a
equiparação de oportunidades e o exercício da cidadania das pessoas com deficiência e
idosos, com o respeito aos seus direitos fundamentais.

Bibliografia: Artes. Pranchas de Linguagem Visual. Minigaleria e glossário.


Valdemar Vello, Mônica Colucci e Paula Ariane.

Civilização: Historicamente, o termo é usado para indicar uma determinada cultura, um


determinado povo, com características próprias que o identifiquem comparativamente
com outras culturas. A maia, a asteca e a inca são exemplos de civilizações do
continente americano. Essas civilizações, por sinal, têm um patrimônio artístico
riquíssimo até preservado.

Metrópole: Cidade principal ou capital de um estado, de uma província ou mesmo de


uma colônia.
Designa áreas urbanas formadas por uma ou mais cidades ligadas entre si fisicamente
ou através de fluxos de pessoas e serviços e que assumem importante posição
(econômica, política, cultural e etc.) na rede urbana na qual fazem parte (correspondente
na classificação no IBGE, às metrópoles regionais e nacionais).

1. O conceito de cidade
O conceito do que é uma cidade varia de país para país. A maioria adota o
critério demográfico-quantitativo, isto é, uma localidade é considerada cidade
quando atinge determinado número de habitantes. Por exemplo, no Canadá e na
Escócia, esse número é de 100 moradores, enquanto na Holanda são necessários
5.000 habitantes para caracterizar uma cidade.
No Brasil, Equador e Nicarágua, só as sedes de município são consideradas
cidades.

Na Ásia das monções, as cidades utilizam As cidades da região norte da África, As cidades
os canais como meio de transporte e como Ghardaia (Argélia), caracterizam-se por sua densidade européias, como
comunicação demográfica e por suas ruas labirínticas, localizadas dentro de Tréveris, na
um recinto cercado por muros Alemanha,
possuem um
núcleo urbano
antigo bem
conservado em
sua zona central

2. O traçado das cidades


As cidades podem ser espontâneas ou planejadas. As cidades
espontâneas crescem a partir de um núcleo inicial, sem um
planejamento, e geralmente apresentam um traçado irregular. As
As cidades planejadas, como Palmas, cidades planejadas crescem a partir de um plano previamente
nascem de planos pré-elaborados elaborado. Como exemplo, temos Brasília, Goiânia, Belo Horizonte
e Palmas, no Brasil. Washington, nos EUA, e Camberra, na Austrália, são exemplos de cidades
planejadas para exercer o papel de capital.

3. Organização e evolução do espaço urbano


A organização do espaço urbano deve levar em consideração as necessidades
atuais e futuras da cidade, principalmente no que se refere aos serviços, a fim de
levar a cabo projetos urbanísticos que melhorem o entorno e integrem os
cidadãos. Cidade européia
Na maioria das cidades, principalmente as européias, esses projetos possuem
dois objetivos: a remodelação das zonas degradadas e a expansão urbana por
meio de bairros residenciais e de serviços, nos quais se aplicam as últimas
tendências da urbanização.

Cidade do Terceiro Mundo Cidade norte-


americana
4. A expansão urbana
O crescimento das cidades trouxe, como conseqüência, novas formas de aglomerações urbanas:

Conurbação é a fusão espontânea de duas ou mais cidades próximas por meio da expansão
de seus sítios urbanos.
Metrópole designa grandes cidades que oferecem uma enorme quantidade de serviços ou
funções (comércio, saúde, educação, lazer etc.).
Região metropolitana é uma região influenciada por uma metrópole integrada a uma série de
municípios vizinhos.
Megalópole pode ser definida como uma conurbação que compreende metrópoles e suas
respectivas regiões metropolitanas.

5. A urbanização da humanidade
O êxodo da população rural em direção às cidades, isto é, a urbanização, é um processo vinculado
ao desenvolvimento das sociedades modernas. Nos países pobres a urbanização acelerada causa
uma série de problemas (violência, miséria dos subúrbios, falta de transporte) que ainda não foram
resolvidos de forma adequada. No entanto, é nas cidades que se encontram mais oportunidades
de trabalho e de estudo. Nos países ricos a porcentagem de pessoas que vivem nas cidades já
ultrapassa 80% da população.

Projeção das grandes cidades


Crescimento demográfico das grandes cidades (1990 a 2000
para o ano 2015
em %)
(fonte:FNUAP)
28,7 milhões
Superior a 25% Inferior a 25%
20,8 milhões
27,4 milhões
23,4 milhões
18,8 milhões
14 milhões
13 milhões
12 milhões
11 milhões
População urbana em relação ao total da população (em %)
Mais de 80% De 80% a 60% De 60% a 40%
De 4% a 20% Menos de 20% Sem dados

Previsão da população das principais cidades do mundo no 6. As metrópoles


ano 2015 (em milhões de habitantes) mundiais
As metrópoles são um
desafio para os
urbanistas, que devem
organizar o transporte
para evitar o caos e
Cairo, Dacar, Buenos Pequim, Cidade facilitar a crescente
Osaka Délhi, Aires, Lagos do demanda de moradias e
serviços sociais. A
Karachi, Calcutá, México maioria das metrópoles
Rio de Jacarta, mundiais, principalmente
Janeiro Los as dos países
Angeles, subdesenvolvidos, é fruto
Manila, de um crescimento
desordenado que dificulta
Seul, a tarefa de organizar o
Tianjin espaço urbano.
Tóquio é a cidade mais
povoada do mundo, mas
as previsões indicam que
as maiores aglomerações
urbanas no futuro estarão
em países
subdesenvolvidos.
Nova Bombaim São Paulo Tóquio
York,
Xangai

7. A cidade e o desenvolvimento econômico


O desenvolvimento econômico de uma cidade marca seu
projeto urbanístico. Em numerosos países
subdesenvolvidos o centro da cidade transformou-se no
eixo comercial e financeiro, enquanto nos subúrbios foram
construídas, sem nenhum critério, as precárias casas de
As cidades de países
pessoas que emigram do campo ou que têm um baixo subdesenvolvidos, como
poder aquisitivo. Como exemplos podemos citar as cidades Caracas, misturam
um centro próspero com a miséria
de Caracas e São Paulo. dos bairros da periferia
7a. A organização do território
A Vila Olímpica de Barcelona é um exemplo de como um grande
evento - os Jogos Olímpicos de 1992 - pode servir para organizar um
espaço anteriormente abandonado. Um exemplo de cidade limpa e bem
urbanizada é Cingapura, dedicada exclusivamente ao setor terciário
graças a sua privilegiada situação no sudeste asiático.

A Vila Olímpica de Barcelona é


um exemplo de como os países
desenvolvidos vêm mantendo
uma política urbanística que
procura manter uma alta
qualidade de vida