Sunteți pe pagina 1din 4

A clareza

Uma qualidade fundamental para o texto escrito é a clareza. O texto claro é


aquele que é facilmente compreendido pelo destinatário, tanto no que se refere à
organização das ideias, quanto à prática do material linguístico.
O maior problema é que o emitente da mensagem nem sempre tem a
noção de quanto o seu texto está inteligível para o destinatário. E por quê? Porque
para ele, emissor, a mensagem está clara. Ele tem as ideias em sua mente e julga
que todos as terão também, então não se preocupa com a possibilidade de
equívoco.
Quanto mais nítida a transmissão da mensagem, mais eficiente será o
intercâmbio de ideias.
Leia o texto que segue:

W.C.

Certa vez uma família inglesa foi passar as férias na Alemanha. No decorrer
de um passeio, as pessoas da família viram uma casa de campo que lhes
pareceu boa para passar as férias de verão. Foram falar com o proprietário da
casa, um pastor alemão, e combinaram alugá-la no verão seguinte.
De volta à Inglaterra discutiram muito acerca da planta da casa. De repente
a senhora lembrou-se de não ter visto o W.C. . Conforme o sentido prático dos
ingleses, escreveu imediatamente para confirmar tal detalhe. A carta foi escrita
assim:
Gentil Pastor.
Sou membro da família inglesa que o visitou há pouco com a finalidade de
alugar sua propriedade no próximo verão. Como esquecemos um detalhe muito
importante, agradeceria se nos informasse onde se encontra o W.C..
O pastor alemão, não compreendendo o significado da abreviatura W.C. e
julgando tratar-se da capela da religião inglesa White Chapel, respondeu nos
seguintes termos:
Gentil Senhora.
Tenho prazer de comunicar-lhe que o local de seu interesse fica a 12 Km da
casa. É muito cômodo, sobretudo se tem o hábito de ir lá frequentemente; nesse
caso, é preferível levar comida para passar lá o dia inteiro. Alguns vão a pé, outros
de bicicleta.
Há lugar para quatrocentas pessoas sentadas e cem em pé; recomenda-se
chegar cedo para arrumar lugar sentado, pois os assentos são de veludo. As
crianças sentam ao lado dos adultos e todos cantam em coro. Na entrada é
distribuída uma folha de papel para cada um; no entanto, se chegar depois da
distribuição, pode-se usar a folha do vizinho ao lado. Tal folha deve ser restituída à
saída para poder ser usada durante um mês. Existem amplificadores de som.
Tudo o que se recolhe é para as crianças pobres da região. Fotógrafos especiais
tiram fotografias para os jornais da cidade a fim de que todos possam ver seus
semelhantes no desempenho de um dever tão humano.

Um caso especial: a ambiguidade

Ocorre ambiguidade quando o leitor vacila diante de mais de uma


possibilidade de entendimento do que foi expresso. Em muitos casos, não se trata
de um problema, mas fruto de uma intenção, como em textos literários,
publicitários. A ambiguidade deve ser evitada apenas nos casos em que sua
ocorrência é involuntária.

Como evitar ambiguidade

 Evite o pronome relativo que referindo-se a dois substantivos.


Exemplo: Havia um homem entre a multidão que dava gritos histéricos.
Há várias possibilidades de reescrita:
a) Havia um homem que dava gritos histéricos entre a multidão.
b) Entre a multidão que dava gritos histéricos havia um homem.
c) Havia um homem entre a multidão a qual dava gritos histéricos.
d) Havia um homem entre a multidão o qual dava gritos histéricos.

 Evite o emprego ambíguo do possessivo, reconstruindo a frase.


Exemplo: O professor falou com o diretor em sua sala.
a) O professor falou, em sua sala, com o diretor.
b) O professor falou com o diretor na sala deste.

Há outras formas de evitar a ambiguidade. Vamos conhecê-las na prática.

PRÁTICA

1. Em todas as frases a seguir há ambiguidades intencionais. Identifique os


possíveis sentidos de cada uma, levando em conta as empresas responsáveis por
elas.
a) (Companhia de aviação) Viaje com quem gosta!
b) (Companhia de seguros) Na velocidade dos carros de hoje, segurem-se!
c) (Indústria de carnes em conserva) Qualidade que se prova!
d) (Indústria de sapatos) Entre de sola na escola!
e) (Restaurante) Aqui damos importância à massa!
f) (Indústria de biscoitos) Encha seu filho de bolachas!

2. Indique o duplo sentido das palavras e expressões em destaque nas frases a


seguir.
a) Havia uma lima sobre a mesa.
b) Fez a cama logo depois de acordar.
c) Vi o jogo na televisão.
d) O homem levou tempo para tirar a mesa.

2
e) Não conseguiu a linha que desejava.
f) Suas ações lhe trouxeram riquezas.

3. Explique as ambiguidades das frases a seguir.


a) João e Maria vão casar-se.
b) Eu e ela viemos de carro.
c) O juiz declarou ter julgado o réu errado.
d) Confessou os erros que cometeu com franqueza.
e) Fiel e valente, o guarda conta com a ajuda de seu cachorro.
f) Tenho um trabalho para entregar ao professor, que me deixa preocupado.
g) Falo de Pedro, filho do dono da empresa, que você conhece bem.
h) Foi observado o acidente da ponte.

4. Reescreva as frases, eliminando ambiguidades.


a) A empregada lavou as roupas que encontrou no tanque.
b) O cão enterrou os ossos que encontrou no jardim.
c) O jogador falou com a secretária que mora perto daqui.
d) João encontrou Maria e lhe disse que sua prima estava doente.

5. A ambiguidade também pode ocorrer pela ausência ou mau uso da pontuação.


Leia o texto abaixo:

O Testamento

Um rico empresário pegou papel e caneta e escreveu:


− “Deixo meus bens à minha mulher não a meu filho jamais será paga a
conta do alfaiate nada aos funcionários”
Morreu sem tempo de pontuar.

Este texto pode ser pontuado de diversas maneiras. Como a mulher


pontuaria? E o filho, o alfaiate e os funcionários? Reescreva o texto, pontuando-o
de acordo com o ponto de vista de cada um.

6. Compare as frases de cada grupo e explique a diferença de sentido existente


entre elas. Observe o quanto uma simples vírgula pode alterar a mensagem.

A – Suba já no palanque e grite Paulo.


B – Suba já no palanque e grite, Paulo.

A – Não confie nos políticos!


B – Não, confie nos políticos!

A – Argemiro de Assis recebeu uma quantidade expressiva de votos.


B – Argemiro, de Assis, recebeu uma quantidade expressiva de votos.

3
A – Coloque as cartas no correio hoje sem falta. Obrigado. Henrique.
B – Coloque as cartas no correio hoje sem falta. Obrigado, Henrique.

Interese conexe