Sunteți pe pagina 1din 8

Faculdade de Tecnologia e Ciências da Bahia.

Curso: Bacharelado Engenharia Mecânica


Disciplina:
Processos de
Fabricação de
Materiais Poliméricos

EXPERIMENTO COM ACETONA E ISOPOR

Alagoinhas – BA
2018

Faculdade de Tecnologia
e Ciências da Bahia.
Curso: Bacharelado Engenharia Mecânica
Disciplina: Processos de Fabricação de Materiais
Poliméricos

Agnaldo Gama Oliveira


Antônio Rocha Gomes
Barbara Caine
Luiz Cláudio
Priscila Peruna
Shirley Moreira de Souza

EXPERIMENTO COM ACETONA E ISOPOR

Relatório sobre experimento apresentado à


disciplina Processos de Fabricação de
Materiais Poliméricos do curso de
Engenharia Mecânica, da FATEC –
Faculdade de Tecnologia e Ciências da
Bahia.

Orientador: Prof°. André Reis.


Alagoinhas – BA

2018

Sumário

1. Introdução…………….……………………………………………………...............04
2. Metodologia………………………………………………………………………….06
3. Conclusão……………...………………..…………………………………………...07
4. Referências……………………………….………………………………………….08
1. Introdução 4

Em nosso dia a dia, é fácil perceber as várias reações químicas, como na digestão
de alimentos no nosso organismo, no apodrecimento de frutas, na fabricação de
alimentos, no preparo dos alimentos, etc.
Toda vez que novas substâncias se formam com a combinação de outras
substâncias se diz que aconteceu uma transformação química. Por isso, as reações
químicas são transformações em que envolve alterações, quebra e/ou formação nas
ligações entre partículas (átomos, moléculas ou íons) da matéria, resultando na formação
de nova substância com propriedades diferentes da anterior. Algumas reações ocorrem
somente sob determinadas circunstâncias (ex. fornecimento de calor, presença de luz ou
eletricidade). Algumas reações são acompanhadas de indicações externas (ex. mudança
de cor, desprendimento de gás, calor ou luz).

A classificação dessas ligações covalentes polares e apolares é de acordo com a


diferença de eletronegatividade dos elementos.
Ligação apolar:
A diferença de eletronegatividade tem que ser igual à zero. Geralmente, acontece
em moléculas de átomos iguais ou quando sobram elétrons do átomo central.
Ligação Polar:
A diferença de eletronegatividade tem que diferente de zero. Geralmente, acontece
em moléculas de átomos diferentes. Geralmente, acontece quando não sobram elétrons do
átomo central.

Propriedades da acetona

O composto orgânico (CH3) 2CO, ou acetona, é um líquido translúcido


inflamável que apresenta um elevado grau de solvência. Muitos compostos são solúveis
quando expostos à acetona. Um experimento de isopor e acetona pode determinar se o
isopor se dissolverá quando colocado dentro de um recipiente com acetona.
Fórmula estrutural da propanona (acetona)

Propriedades do isopor 5

Os fabricantes criam isopor através da alteração do poliestireno, que é composto


por uma longa cadeia de moléculas de estireno. Em sua forma inalterada, o poliestireno é
rígido e translúcido. Um agente de expansão transforma o poliestireno derretido em
isopor através da construção de uma estrutura celular porosa.

Monômero de Poliestireno

O isopor é um poliestireno expandido, isso quer dizer que boa parte do material é
ar e consiste em macromoléculas formadas pela união sucessiva de várias moléculas
iguais entre si. O poliestireno é obtido inicialmente na forma de pequenas contas que
podem ser amolecidas sob vapor e esculpidas na forma desejada. O poliestireno é obtido
aquecendo-se esse polímero com substâncias que produzem gases e, dessa forma, ele
incha, ficando extremamente leve. A presença de grande quantidade de ar aprisionada no
material é o que garante a sua capacidade de isolamento. O isopor é composto por mais
de 90% do volume de ar, por esse motivo ele é considerado um poderoso isolante
térmico.

A acetona (propanona) vendida no comércio é uma misturada com água e álcool,


considerada um solvente bipolar por conseguir dissolver substâncias tanto apolares
quanto polares. A acetona desestabiliza a estrutura do material e ocorre uma redução
drástica do volume ocupado.

2. Metodologia 6

Para o desenvolvimento desse experimento foram utilizados uma acetona de


farmácia, um isopor e um béquer, mas como o mesmo não apresentou o resultado
esperado, visto que, não foi encontrado em tempo hábil a acetona pura, esse trabalho foi
feito baseado em pesquisas através de estudos teóricos e bibliográficos virtuais. A
pesquisa exploratória representa atualmente uma descoberta de conhecimentos para uma
produção crítica de caminhos alternativos. Nesse sentido a pesquisa descritiva realiza o
estudo e análise dos dados levantados.
3. Conclusão 7

De acordo com as pesquisas realizadas, o isopor quando mergulhado na acetona


pura, o mesmo libera todo o ar presente em seu interior, fazendo com que o isopor derreta
e se transforme em uma pasta. Isso ocorre por que os dois compostos, acetona e isopor
são apolares. Segundo a regra geral de solubilidade, semelhante dissolve semelhante,
assim o isopor se dissolve em acetona. Sob a ação da acetona pura, o isopor toma a forma
pastosa, moldando-se com facilidade em torno de um molde, neste caso o recipiente (um
béquer). Ao resfriar o produto, ele readquire o estado sólido (SHRIVER, 1999). Esse
experimento foi realizado com a acetona que é encontrada em farmácias e verificou-se
que não ocorre a mesma reação, como ocorre com a acetona pura, verificada nas
pesquisas virtuais.
4. Referencias 8

http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/acetona-isopor-Experiencia/32078047.html

http://www.manualdomundo.com.br/2012/07/isopor-se-desmanchando-em-acetona
experiência-de-química/.

https://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/isopor-soluvel.htm