Sunteți pe pagina 1din 31

O cacique e sua flecha VOADORA..

Esa é as AVENTURAS DE UM BRABO INDIO NA


CIDade grande e suas AVENRURAS MEIO
MIRabulantes com a sua erva do poder...

Na aldeia Tonhão sempre fazia teste em suas presas


quando capturadas ou quando nascia um novo membro
Na aldeia comunitária ...

Para isso ele chamava o xama Chico com a sua grande


flecha e a erva do poder..

Tipo o mingau do popai .. mas bem mais poderosa pois


isso fazia ver Espiritos e coisas imvisiveis tipo a
esquizofrenia..

O cachimbo da paz já não era mais necessário a salvia


já não era mais divina

Nem a suástica nazista....


Uma vez enquanto ele estaca pescando com a sua
flecha voadora

Na beirinha do mar

Viu um peixinho prego Tipo o peixe martelo

Só que mais pontudo..

Ele olhou para traz e viu um grande

Homem de corpo atlético

E carregava um grande arco....

Uma idéia surgiu em meio a tanta marAvilha...

O grande homem era da trio

Cara vermelha....

Para entrar para cara vermelha era necessário

Passar por um grande desafio

Só assim o cacique pajé pai

Poderia aceitá-lo na tribo..


Uma marca vermelha sangue era tatuado

Na nuca .. era uma velha tradição

Da raça vermelha....

O masoquismo era uma arte muito

Praticada entre os índios...

Pois o sangue lembrava

A guerra e era vermelho..

Tipo o nome da raça cara vermelha....

Quando Tonhão olhava para a sua medalha coração ele


sempre lembrava do

Passado sofrido e da vitoria contra os bois e caras


pretas

Da raça judaica... pois o velho que era jovem mas na


aldeia

O tempo passa correndo e rápido...


Pois a flecha voadora era muito perigosa

Quando atirado com destreza

Contra um alvo....voltando aos bois da cara preta

A raça vermelha também era

Da raça alemã...

Só que eles .. os indios

Não sabia ainda o que era isso..

Achavam o nome bonito..

No seus holocaustos africanos

Era Onde esquentavam os convidados

Que sentiam frio...

Mais nunca sem uma oração..

O xama Chico e o cacique

Eram homens fortes

E duros que nem uma caveira..

E eles também eram da caveira


Tipo o bope do rio de janeiro..

Só que um pouco mais furada..

E não é faca na caveira para o cacique é flecha na

Caveira e sua flecha é voadora..

A coisa é muito mais seria..

E eram homens religiosos..

enquanto os índios

Do cacique e do Chico

Que tinha cara pálida

Branca mais brinca que a neve..

Enquanto jogaram bola

La dentro da casinha

Do Tonhão o famoso cacique

Da raça vermelha e a sua cara era vermelha isso

Para honrar a tradição..


Dentro da casinha que parecia uma pequena

Pirâmide de palha e madeira...

O cacique assistia televisão...

Estava passando a abertura do mar vermelho..

Pois o cacique gostava dessa cor...

E o vinho na tribo era abundante..

Eram fartos em vinho da raça

Judaica cara preta...

O cacique Tonhão

Sempre tomava vinho

Na taça santa tipo o cálice sagrado

Só que esse era um cálice

De saco roxo e honrado..

E sua cor era preta

Tipo os boinas preta


E ele bebia só no canudinho..

Pois o desperdício era pecado

Entre os arianos pois o

Cacique era ariano

E gostava de cavalos...

Quando eles juntavam maderinhas para a sensual dança


da chuva..

Ele sempre olhava para o céu e dizia.. sem chance...

Esse era o seu dilema quando o céu não gostava da


dança..

Mas quando ele olhava para as suas presas

Ele sempre acentuava o é no começo e fazendo uma


grande avaliação do produto ele

Dizia... é sem chance...


Certa vez quando cacique estava vendo televisão
estava passando lambada a dança proibida e ele disse
veja xama Chico eles estão dançando a nossa dança –

Não disse xama chico- eles estão dançando lambada


nossa dança é a dança africana e é a mais antiga e
sagrada do mundo ..

O cacique avia gostado das magias que o índio usava no


filme e o xama Chico disse que poderia fazer as mesmas
coisas .
Estão você consegue curar picada de cobra . deixa eu te
picar – dizia cacique

Acho melhor não disse o xama Chico – no filme você


já viu qual é o procedimento ..

Andei notando nos ultimos tempos que a gente esta


ficando mais civilizados cultos e atualizados – dizia o
cacique ..

Também acho mais devemos nunca nos esquecer da


nossa tribo das nossas danças sagradas – dizia o xama
Chico

Dos nossos holocaustos indianos exatamente – disse o


xama Chico .

Dos caras pretas da minha taca saco roxo e do sangue


dos caras pretas judaicas e das raças alemãs- dizia o
cacique

exatamente – disse o xama Chico outra vez ...


Eu também conheço uma magia igual a daquele filme .

Só com minha grande e poderosa flecha eu posso


paralizar e imobilizar a minha vitima a distancia
quando eu miro e atiro a minha flecha com destreza ...

Prefiro usar o meu revolver disse o xama Chico

E o que são isso ? - perguntava o cacique isso são balas


– respondeu o xama Chico

E balas são de comer ? – perguntou o cacique .

Não essas são para dar a extrema unção

Uma vez eu vi essa estrema unção quando comi o padre


....
Não é canibalismo isso é pra matar de forma civilizada
– dizia o xama Chico

Entendo com isso a gente mata bastando acertar a bela


na vitima- falava o cacique

exatamente - disse o xama Chico – e pra isso eu uso


esse atirador é como um estilingue ou atirador de
flechas ..

Como a minha poderosa flecha voadora? – perguntava


cacique .

Exatamente .... só que um pouco mais poderosa .

Não existe coisa mais poderosa do que minha santa e


grande e poderosa flechas voadora ..

Vamos fazer um desafio disse o cacique certo então


vamos disse – o xama Chico ..
Eles decidiram cada um acertar um boi e quando o
cacique apenas mostrou a ponta da sua flecha o boi saiu
correndo dessesperado ..

Enquanto o boi corria o xama Chico tentou acertar o


boi só quer errou as 6 balas e quando o cacique mirou e
lançou a sua flecha acertou o boi na mosca e até uma
mosca que voava ali perto acabou sendo atingida .......

E assim o cacique mostrou o poder tremendo de sua


poderosa flecha voadora . e o xama Chico bateu palmas
a tal instrumento poderoso ....

Certo dia quando cacique viu sua filha brigando com


seu namorado o baca de maconha

Ficou revoltado e com uma picareta tentou acertar seu


genro pelas costas mais o boca maconha desviou e o
velho cacique disse com ele mesmo – é sem chance ....
Cacique e boca maconha nunca se deram bem ....

Certo dia cacique tentou acerta uma pá no cavalo de


boca maconha mais o cavalo acabou lhe acertando um
coice e cacique dizia – é sem chance ....

Cacique triste e desanimado fugiu de sua tenda e foi


tentar a vida nas ruas da cidade ....

Treinava os cachorros vira latas para pegar gatos e


assim comia todo gato que ele via de forma bem assada
numa fogueira que fazia ...

Nessas aventuras a sós conheceu um homem chamado


homem e lhe ofereceu um pedaço da sua carne e dizia
ser carne de coelho e o homem comeu e depois de
comer cacique lhe contou que eras carne de um gato
que ele mesmo avia fritado ..

O homem ficou chateado mais se tornaram grandes


amigos ...
O primeiro amigo de cacique sempre foi a cachaça vivia
andando transando as pernas . e agora com o amigo
homem eles podiam beber e conversar ate cair se
levantar e cair novamente ....

Viviam nas ruas cobertos de papelão que nada mais era


que as cobertas que usavam ....

Vivendo assim como mendigo cacique resolveu fazer


uma caridade a uma igreja católica que tinha ali perto
deu carne de gato ao padre sem dizer que era de gato e
o padre comeu e agradeceu e assim cacique voltou pras
ruas e de bem com seu santo preto velho .

Cacique gostava muito de caboclos tinha a mania de


chamar a todos de caboclos e cacique era um caboclo
mais gostava mais do seu preto velho ...

Quando bebia vivia xingando e resmungando uma vez


cacique viu os vizinhos reclamando que seus gatos
sumiam misteriosamente e cacique tentando fazer um
gesto de arrependimento colocou os ossos dos gatos que
comia nas portas das casas dos donos dos gatos mais só
depois de comer bem a carne ....
Quando começaram a desconfiar de cacique ele
resolveu usar a sua grande flecha voadora

E correu para um matagal e caminhando nos matos de


uma grane floresta descobriu que todos os animais
estavam presos em jaulas mais seu amigo homem lhe
explicou que aquilo se chamava zoológico e o povo
pagava para vertais animais presos ..

Vendo essa triste sena o cacique pegou seu flecha e


começou a correr em direção a sua toca ou cabana
voltando assim para a aldeia ...

Mais antes matou muitos gatos com sua poderosa


flecha voadora e os fritou no fogo ...

Assim Voltou para suas aldeia onde foi muito mau


recebido pelos seus genros e para tirar uma onda com a
cara deles lhe deu umas carnes de gatos e comeram até
passar mau . mais dessa vez o cacique disse que era
carne de pele branca da cidade mesmo assim passaram
a gostar dos caras brancas ....

Seus genros querendo ser melhor que o caíque


resolveram ir na cidade caçar uns caras brancas e
trouxeram grandes sacolas com mãos cortadas braços
pernas línguas e olhos . tudo assado no espeto . cacique
resolveu experimentar e gostou tanto que passou a
gostar de seus genros ...

Certo dia cacique roubou uma vaca de uma tribo vizinha


. e curiosos para saber como funcionava começaram a
apertar as tetas do animal e viram que saia um liquido
branco e pensaram será que nossas tetas também soltam
essa coisa branca – não eles precisam ser furados – disse
o genro boca de maconha ...

O outro genro disse temos uma teta em baixo será que


solta coisa branca e já esta furada

Depois de muita dificuldade cacique consegui um pouco


do seu leite mais achou ruim e amargo mais gostou do
liquido branco da vaca e passou a chamar o leite de leite
.

E durante o dia todo o cacique vivia mamando nas tetas


e quando elas quase secaram cacique ameaçou furar a
vaca com sua poderosa flecha e a vaca com medo se
esforçou pra soltar mais leite e assim o cacique ficou
contente ....

Mais certo dia a vaca acabou desmaiando de tanto


esforce que era obrigada a fazer e terminou sendo
assada no grande holocausto indiano do cacique e todos
comeram felizes ....

Quando o cacique viu seu genro boca de maconha


mamando na teta do seu outro genro o cara tartaruga e
era a teta furada de baixo ele disse - você é uma vaca
tartaruga - minha filha casou com uma vaca .. – é sem
chance

Mata ele disse o cacique para seu genro tartaruga – mais


eu não posso matá-lo ele não fez nada respondeu seu
genro ..

Cacique sacou sua erva do poder e o boca maconha só


de ver tal erva acabou desmaiando

O cacique sacou a sua grande e poderosa flecha e


perfurou o peito de seu genro boca maconha e tartaruga
numa flechada só enquanto dizia – é sem chance ....

E o levou ate o seu santo holocausto e depois de assar os


dois viu que a carne branca não era diferente da carne
deles . e todos que comeram também concordaram e
assim ficaram cheios a noite inteira diante da fogueira
comendo os restos do bocas maconha e do tartaruga
.....

Mais sempre oravam antes das refeições pois o cacique


sempre e foi um homem religioso como podemos ver ..

O cacique avia virado amigo do padre das igreja quando


lhe deu um gato certa vez o cacique foi visitá-lo e
quando viu o padre dizer esse é a carne da minha carne
e depois mostrou uma linda taca com vinho vermelho e
cacique gostava o vermelho pois ele era da cara
vermelha .. e o padre disse esse é o sangue do me
sangue e aquele que deles provar terá a salvação eterna
. quando o padre olhou para o cacique lhe perguntou se
ele queria ser salvo e assim o padre foi espetada com a
poderosa flecha do cacique e levado a seu santo
holocausto ..

E quando comiam o cacique dizias essa carne é


abençoada ela nos traz a salvação eterna foi o que o
padre disse antes de se sacrificar para a nossa salvação –
é sem chance dizia o cacique enquanto comia
alegremente com sua família ...

O cacique também decidiu chamar o homem da cidade


que ele conheceu pra morar em sua aldeia comunitária e
esse homem concordou de muita boa vontade mais esse
homem estava com a Mao machucada e quando o
cacique foi ver acabou comendo também o seu amigo
no holocausto indiano pois viu que era o sangue da
salvação e que esse mendigo só poderia ser abençoado
por ter sido ofertado e sacrificado por sua tribo cara
vermelha ...

Tentando andar de cavalo o cacique acabou quebrando


uma perna ele olhou para o ceu e disse – obrigado
senhor agora eu sou um abençoado estou me
sacrificando e me ofertando ao meu povo a minha linda
família ...

- esse é o sangue do meu sangue como o meu finado


amigo padre dizia

Mais depois que o cacique comeu a sua própria perna o


qual ele teve que cortá-la com uma serra que ele roubou
de uma outra tribo vizinha ele se sentiu desanimado e
dizia – e agora senhor terei que caçar com uma perna só

E uma voz do céu foi ouvida e dizia então corte a outra


assim ficaram perfeitas e niveladas
Obrigado senhor – disse o cacique ..

Será que ele ouviu disse cristo a seu pai acho que sim
velha agora diga a ele para usar uma cadeira de rodas
que ele Poe roubar de um aleijado e assim foi feito ...

Depois que o cacique já estava na cadeira de rodas ele


disse – é sem chance . e sorriu alegremente ....

Mais cacique recebeu um presente de seu velho amigo


xama Chico um par de pernas de pau e assim cacique
voltou a andar e se sentiu muito feliz ....

Esses dias e aventuras do cacique foi quando a fome e


seca atingiu a sua tribo tendo quere se aventurar outra
vez na cidade grande .....

Quando o cacique trombou com um touro e cacique


estava de vermelho pois ele era da raça cara vermelha
ele disse – é sem chance
E o touro saiu correndo apavorado pois sua grande
flecha era muito poderosa e mortal se o cacique a
lançasse com destreza e mirasse no alvo ...

O cacique certo dia passou a trabalhar num açougue na


cidade grande e passou a vender carne de todas as
espécies carnes de caras brancas caras pretas carnes de
gatos entre outros tipo de carne mais as de gatos e caras
brancas e pretas ele sempre dizia ser carne de coelho
pois ele sabia que as pessoas da cidade grande eram
preconceituosas .....
Depois de um bom tempo trabalhando o povo da cidade
foram se tornando cada vez mais fregueses e o cacique
ficou muito feliz com isso ....

Mais chegou um dia que ele teve que voltar pra sua
aldeia e voltou mais levando muitas carnes e o dinheiro
ele usou para fazer a fogueira queimar mais rápido
assim ele achou uma utilidade para o dinheiro . e
comeram as carnes assadas alegremente ....
Depois de ter engordado bastante o cacique resolveu
fazer uma academia caseira baseada numa terapia
alimentar misturada com drogarias .

Ele passou a usar a sua grande erva do poder aquela


que era tipo o mingau do popai só que essa o deixava
magro rapidamente e ele a usava no cachimbo
Depois de dar muitas cachimbadas e ficar magro
novamente o cacique resolveu partir para outra
aventura na cidade grande .....

Essas cachimbadas também o fazia ver coisas


i8nvisiveis como a esquizofrenia ....

Quando o cacique via uma pedra na frente ele dava


uma super chutada com sua super perna mecânica
certa vez ele desafiou um homem velho na cidade a
chutar sua canela e o pobre homem que chutou todo
feliz terminou tendo a perna quebrada fraturada de
uma forma irreversivel enquanto cacique outra vez
dizia seu lema – é sem chance .......

Pois o cacique com um sorriso sacana sabia que agora


sua perna era mecanica mais ele nunca soube ao certo
o que era mecanica

E decidiu ir atrás para descobrir o que era .. chegando


em uma oficina de mecânica ele tentou roubar um
carro enquanto ninguém estava vendo mais ele não
sabia como usar até que ele teve uma idéia e amarrou
o carro em três cavalos e puxou o carro até a sua tribo
ninguém notou pois a oficina estava fechada e o
cacique tinha ficado lá pra tomar conta ....
Mais o cacique não sabia oque fazer com um carro até
que descobriu o estomago do carro ele viu que o carro
estava cheio de álcool e gasolina e assim cacique
começou a fazer chupeta no carro e se divertia
enquanto tomava álcool e gasolina no canudinho .
quando se embriagou teve uma idéia dormir a noite
inteira perto da fogueira enquanto avia colocado o
carro em seu famoso holocausto indiano .....

Quando o cacique acordou percebeu que seu carro


tinha ficado preto e as rodas tinhao estourado e
derretido assim o cacique se lembrou ou recordou os
boinas pretas ou caras pretas da raça alemã e de
quando ele bebia na taça de saco roxo com sangue
prato dos caras pretas e de quando assistia a abertiura
do mar vermelho pois ele gostava do vermelho e tuo
pra ele era vermelho pois ele era cara vermelhe e
gostava dessa cor .....

Triste com as velhas lembranças resolveu levar o carro


de volta pra oficina antes de alguém notar e assim o
cacique ficou sabendo o que era mecanica que nada
mais era que bebida da boa e lembranças dos caras
pretas ...

Os cavalos não resistiram os esforços que fizeram


para puxar o carro queimado e o cacique outra vez
teve que comer os seus cavalos no seu grande
holocausto indiano ....
Dessa vez e lembrando do carro e suas lembranças dos
caras pretas e boinas pretas resolveu torras a carne dos
cavalos ate ficarem pretas e assim descobriu um novo
jeito de comer carne o jeito que ele sempre sonhou
pois ele gostava de beber sangue dos cara preta no
canudinho na sua taca de saco roxo

E assim termina uma novas aventura do cacique e suas


mirabulosas aventuras na cidade grande ....