Sunteți pe pagina 1din 18

MEMORIAL DE CÁLCULO E DESCRITIVO

DETERMINAÇÃO DOS PONTOS DE CONSUMO


Levantar as potências (cargas) mínimas de iluminação e tomadas a serem
instaladas, de acordo com as exigências da NBR 5410:2004 (item 9.5.2), determinando
a potência total prevista para a instalação.

2. Condições para se estabelecer a potência mínima de iluminação


A carga de iluminação é feita em função da área do cômodo da residência.
3. Cálculo da carga de iluminação

CARGA DE TOMADAS

1. Condições para se estabelecer a quantidade mínima de ponto


tomadas. Ponto de tomada é o ponto onde a conexão do
equipamento à instalação elétrica é feita através de tomada
corrente. Um ponto de tomada pode ter uma ou mais tomadas de
correntes.
2- Condições para se estabelecer a potência mínima de pontos de
tomadas de uso geral (TUG).

Tomadas de Uso Geral (TUG): São destinadas a aparelhos móveis e portáteis,


não específicos.

3- Condições para se estabelecer a quantidade de pontos de tomadas


uso específico (TUE).

A quantidade de TUE’s é estabelecida de acordo com o número de aparelhos de


utilização que sabidamente vão estar fixos em uma dada posição no ambiente. Tomadas
de Uso Específico (TUE): São destinadas a equipamentos de uso específico como
chuveiro, torneira elétrica, ar condicionado secadora de roupa etc.
4- Condições para se estabelecer a potência de pontos de tomadas de
uso específico.

Atribuir a potência nominal do equipamento a ser alimentado.

5-estabelecendo a quantidade mínima de pontos de tomadas de uso


geral e específico:
6- Prevendo as cargas de pontos de tomadas de uso geral e específico

Obs.: (*) nesses cômodos, optou-se por instalar uma quantidade de PTUG’s
maior do que a quantidade mínima calculada anteriormente.

7- Resolução

21300

8- Levatamento da potência total


Para obter a potência total da instalação, faz-se necessário:

a) Calcular a potência ativa;


b) Somar as potências ativas.
Cálculo da Potência ativa de iluminação e pontos de tomadas de uso geral (PTUG’s)

 Potência de iluminação= 2080 VA


Fator de potência a ser adotado= 1,0
2080 ∙ 1,0= 2080 W
 Potência de pontos de tomadas de uso geral (PTUG’s)= 6600 VA
Fator de potência a ser adotado= 0,8
6600VA ∙ 0,8= 5280W

Cálculo da Potência ativa total

Potência ativa de iluminação= 2080W

Potência ativa de PTUG’s= 5280W

Potência ativa de PTUE’s= 21300W

Potência ativa total= 28660W

Em função da potência ativa total prevista para a residência é que se determina:


O tipo de fornecimento, a tensão de alimentação e o padrão de entrada.
TIPOS DE FORNECIMENTO

A potência ativa total foi de 28.660 W, Portanto o Fornecimento será trifásico, pois fica
entre 25.000W e 75.000W, Consequentemente o padrão de entrada deverá atender ao
fornecimento bifásico.

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO
NOTA: De acordo com a NBR 5410 o quadro de distribuição deve estar
localizado em um local de fácil acesso para que qualquer eventual urgência venha a ser
obstruída pelo desligamento dos disjuntores.

O quadro de distribuição será locado no corredor na residência, conforme planta


a seguir.
QUADRO DE
DISTRIBUIÇÃO
CONDUTORES ELÉTRICOS E ELETRODUTOS
Potência ativa de iluminação: 1080 W

Potência ativa de PTUG’s: 6600 W

Total: 7680W
7680W

Potência ativa de
iluminação e PTUG’S=
7680W

Fator de
demanda:0,35

7680x0,35= 2.688
N° de circuitos de PTUE’s = 8

Potência ativa de PTUE’s= 20.400 x 0,57= 11.628 W

Potência ativa de iluminação e PTUG’s: 2.688W

Potência ativa de PTUE’s: 11.628W

Total= 14.316W

14.316/0,95= 15.069 VA
P= 15.069VA
U= 220V
I= 15.069/220
I= 68.50 A