Sunteți pe pagina 1din 4

Psicologia O

CO'nse,fho,s
OM €~
a F;~
1:1- -
ft.. . ft

.J . - .J rr r -.
. .
-.~
;;, ;. (\, ..ft ~ t ; .
~ ~lf~nE .

-
'

.
i o.roun.-o.E-llfQ'~
8- ~

o período de adaptação
é variável e começa ainda
antes da entrada da
criança na sala
)
Quandoos paisescolhema crecheou o
Jardim-de-Infânciacriam as primeiras
expectativas queirãoter um papelfunda-
mentalemtodaa adaptação: comoexperi-
enciamo espaço-escola e o espaço-sala,
a
primeiraimpressãodoeducadore dopes-
soalauxiliar,os sentimentosquetêm em
relaçãoà formacomose vai processara
separação...são aspectosdeterminantes
emtodoesteprocesso.
Estudosefectuadosdemonstramque a ~
fase de adaptaçãoé sentidacomopar- .;
...........
ticularmentedifícil nãosó paraa criança ~
=>
comotambémpara a família e para o T ~--~~ .
].~~
ffi
§
educador,pois implica reorganizações
transformações emtodos(Rosseti-Ferreira,
e
:;;?'..JI!'-
.
.
ê
Amorim&Vitória, 1994).Oeducador podeter e asrotinas,procurando responder tranqui- Os pais deverãopreencherum ques-
um papelfundamentalnestafase,organi- lamentea todasasdúvidas. tionáriosobreodesenvolvimento e sobreos

o zandoe estruturando o ambienteeducativo Sempreque possívela adaptação,


paraquesejapossívelumaadaptação
moniosa.
da cri- hábitosda criançae, semprequepossível,
har- ança deve ser gradual:no(s)primeiro(s)respeite-os,procurandodar continuidade
dia(s)é desejável
quea criançafiquenasala à rotinaque existeem casa.Naspáginas
O objectivodesteartigoé deixaralgumas semprecomumdospaise progressivamente seguintespoderáencontrarquestionários
sugestõesfacilitadorasdeste processo, vai-seaumentando otempoqueficasózinho. fotocopiáveis (um paracadavalência)que
algumascomunsà Crechee ao Jardim- Peçaaos pais parase despediremsem- poderápediraospaisparapreencherem.
de-Infânciae outrasespecíficasde cada pre dos seusfilhos: é preferíveldeixara
valência. criançaa chorardoque"sairescondido"e ASSALAS
Antesdeiniciaro ano,o educador, nocaso torná-Iainsegurapoisdeixadepoderprever NocasodaValêncíáde Creche,pretende-
deterfilhos,devereflectirsobreassuasex- o "desaparecimento" dopaioudamãe. sequecadasalasejaumacontinuidade do
periênciaspessoais, procurando recordar-se Mantenhaum diálogo próximo com a espaçofamiliar,ondequeros paisquero
dossentimentos e vivênciasassociados às família:organizea suasemanadeformaa bebése possamsentirseguros,.comose
primeirasseparações do(s)seu(s)próprios queos paissaibamqueexistesempreum estivessem emsuascasas".Nestaperspec-
filho(s).Nãosendoesteo caso,devesem- horárioemqueestádisponível paradialogar tiva,a salade Crechedeveserumespaço
pre procurarcolocar-seno papeldospais individualmente comos pais,quersobreo aberto,ondeos pais possamestar,sen-
demodoa conseguirumamaiorempatiae dia-a-diadasala,quersobreo desenvolvi- tar notapetee brincarcomo seubebé.O
compreensão dossentimentos e angústias mentoda criançaou mesmodificuldades educadorpodeassim"entrardevagarinho",
sentidasporestes. específicas- emcasae/ounaescola. construindo progressivamente
umarelação
Recomenda-se a realização deumareunião Peçafotografiasdafamíliamaischegada, afectivacom o bebée com os pais,sem
depais,noespaçodasala,umoudoisdias plastifique-ase mostre-asàs respectivas ser intrusivo,permitindoque se estabele-
antesde receberascriançaspelaprimeira crianças,falandonosdiversosmembrosà çamrelaçõesde confiança.Mesmodepois
vez.Nessareunião- semascriançaspre- medidaqueverbalizasentimentos positivos da fase de adaptação,convideos pais a
sentes - será possívelconhecerem-se, indutores desegurança emocional e permita estarempresentessempreque quiserem;
falaremsobreasregrasdainstituiçãoe da à criançasentira ligaçãoentreo ambiente destaforma,sentir-se-ão maisconfiantese
sala,sobreosobjectivosdesenvolvi mentais:: escolare familiar. poderãoobservar- e participar- nosdife-
"
c...;" nnM P(1i~ e Educadores

f
rentesmomentosvividosna sala.Existem
diversasinstituiçõesque não permitema
entradadospaisnasaladecrechepormo-
tivosde higiene;pode-seultrapassareste
obstáculo,facultando"botasde plástico"
(dasusadasem ambientehospitalar), que
osadultospodemfacilmentecolocarsobre
o seucalçado.
Organize asrotinasdasaladeformaafa-
cilitaro trabalhodostécnicose a responder
"" àsnecessidades dascrianças:afixenasala
placardsde comunicaçãoescola!família
queo orientarão naprestação doscuidados
básicosaos bebés.Naspáginascentrais
desta revistaencontraráalgunsquadros
que pretendem ,facilitara organização do
ambienteeducativo_e quedeverãoserpre-
enchidosdiariamente querpelospaisquer
pelaeducadora comtodaa informação es-
sencialrelativaà rotinadobebé.*
Procureefectuarregistos- escritose fo-
tográficos- dosmomentos vividosporcada
criança.Paraalémde funcionaremcomo
elementosfundamentais paraa avaliação,
poderáafixá-losnasalae, nofinal doano
organizarum livrodo bebécomessesre-
gistosqueoferecea cadafamília.
Procureestabeleceruma relação de
qualidade comcadabebé,demodoa que
cadaumsintao espaçodasalacomoseu.
Umasaudáveladaptaçãoà crechepermite
aobebédesenvolver todasassuascapaci-
dadescomharmonia. Optimizeo tempoque
passacomcadabebénarespostaà satisfa-
çãodasnecessidades básicas(alimentação,
higienee repouso)paraconstruirrelações
afectivamente fortes.Encontrediariamente
o~ "tempodebrincar",tempoemquesepossa
sentarou deitarnotapete,tempoparadar
!oj,
afectoe proporcionar experiênciasgratifi-
cantes.
NocasodaValênciadeJardim-de-Infância,
poderá,paraalémdoquefoi anteriormente
referido,utilizarmaisintensamente o jogo
simbólicoe a comunicação verbalparaaju-
dara criançaa adaptar-se.
Éfundamental queospais:quandosedes-
pedemdosseusfilhoslhesdigamsempre
quemos vem buscare quandovão para
casa(porexemplo,depoisdo lanche);isto
permiteà criançacontrolaro tempoe sen-
tir-semaissegura.
O educadorpOderáajudaras criançasa
interiorizarem as rotinasdodia,queratra-
vésdacomunicação verbal,querdejogos;
nessesentido,"Coisasde Criança"oferece
umconjuntodeimagenscomasdiferentes
rotinasdoJardim-de-Infância, quepoderão
ajudarascriançasa estruturarem-se.

Texto: Filomena Santos, Psicóloga


* Agradecemos ao Centro de Cooperação Familiar,
Creche e Jardim-de-Infância "O Botãozinho", a disponibi-
,-,..itJfI~.' lização dos placards que nos serviram de modelo

~11
Q_t._;~""~ ..'ebili
Aos Pais ou Encarregados de Educação
~ e~~M
Com o objectivo de facilitar a adaptação do vosso bebé à creche, gostaríamos que
respondessem ao seguinte questionário. Conhecermos melhor o vosso bebé e a forma
como decorrem as suas rotinas é fundamental para podermos responder adequada-
mente às suas necessidades.

Notas: Os dados recolhidos são confidenciais e de acesso restrito à equipa da sala. Este questionário aplica-se a
crianças entre os zero e os três anos, pelo que algumas questões não se aplicarão ao vosso bebé.
,;'-"

Nome:
DatadeNascimento:
- /- /-

ACOLHIMENTO:

Quemdeixao bebénacreche:
Nome: Parentesco: Contacto:
Nome: Parentesco: Contacto:
Nome: Parentesco: Contacto:
Quemo vembuscar:
Nome: Parentesco: Contacto:
Nome: Parentesco: Contacto:
Nome: Parentesco: Contacto:
Observações:

SAÚDE:
Doenças
a assinalar:
AlergiasAlimentares:
Ealérgicoa algummedicamento?
Necessita
dealgumcuidadoespecial?
Qbservações:

ALIMENTAÇÃO:
Tipode alimentaçãoactual:

Quantashoras
fazdeintervaloentrerefeições?
Aindaé amamentado?~ Emcasoafirmativo,a mãeiráamamentá-lo
nacreche?

"
7uia para Pais e Educadores
Comogostadeseralimentado?
Aocolo:- Nacadeirarectinada:- Nacadeiraà mesa:- Comesozinho?
-
Comodecorremasrefeiçõese a introdução
denovosalimentos?

HIGIENE:
Usafralda- Sempre?- Àsesta?; À noite? Pedeparair aobacio? Precisadeajuda?-
Quecuidadoster durantea mudadafralda(cremesusados,
Observações:

SONO:
Quantos
sonosfaznormalmente
pordia?-
Quaissãoosseushábitosparaadormecer
(adormece
sozinho,o queo ajuda,posição,
Usachucha,chuchanodedo,temalgumobjectoespecialparaadormecer
(fraldadepano,boneco,.
..)?

DESENVOLVIMENTO
EMOCIONAL:

Adapta-sebema novosambientes?
Comoseacalmaquandochora(aocolo,distraindo-se,
"".)?

Necessita
dachuchaoudoseubonecoemsituaçõesdetensão?

Comoreagea novosambientes
e a pessoas
estranhas?
Brincasozinho?
Necessita
dapresença
doadulto?
Quaisassuaspreferências?

o
-o
ro
<.:>
Observações: ::J
-o
LU
oro
'"
::J
O>
~c::
'"
Data: ~
'"
U)
~
ro
c.
a;>
Assinatura: .ro
Preenchidopor: "5.
o<.:>
.s
.s
o

Obrigado
pelasuacolaboração oc::
't5'"
::J
o
"
<~~~ <..
~~. .