Sunteți pe pagina 1din 10

MEDICINA LEGAL

08 Psicopatologia
Forense

08.1 - Introdução

Noções Gerais
Noções Iniciais:
Psicopatologia é o conjunto ordenado de conhecimentos relativos às anormalidades da vida
psíquica e da conduta, em todos os seus aspectos, inclusive as suas causas, consequências e
os métodos empregados com o propósito correspondente.

Psicopatologia Geral e Especial:


A psicopatologia geral visa o conhecimento desinteressado de todas as manifestações
psíquicas que ultrapassam os limites da psicologia normal. A psicopatologia especial
(psiquiatria) é um ramo da medicina que trata das doenças mentais com o fim de curá-las
ou de tratá-las.

Personalidade:
Conforme Porot, a personalidade é a síntese de todos os elementos que concorrem para a
conformação mental de uma pessoa, de modo a comunicar-lhe fisionomia própria.

PERTURBAÇÕES NA PERSONALIDADE
(PERSONALIDADES PATOLÓGICAS)

OLIGOFRENIAS
DEMÊNCIAS
ALIENAÇÕES
NEUROSES

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 1
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Capacidade Civil
Noções Iniciais:
A capacidade civil ou capacidade jurídica é a faculdade que as pessoas têm de disporem
livremente de sua pessoa e de seus bens. Requisito para a capacidade civil é a idade e a
sanidade mental. O Código Civil reconhece três graus de capacidade jurídica (capacidade,
incapacidade relativa e incapacidade absoluta).

Capacidade Civil (Código Civil)


Absolutamente incapazes Os que, por enfermidade ou deficiência mental, não tiverem o
necessário discernimento para a prática desses atos. (art. 3°, II)

Relativamente incapazes Os ébrios habituais, os viciados em tóxicos, e os que, por deficiência


mental, tenham o discernimento reduzido. (art. 4°, II)

Os excepcionais, sem desenvolvimento mental completo.


(art. 4°, III)

Decreto 24.559/34:
O Decreto 24.559 de 3 de julho de 1934 trata da profilaxia mental, a assistência e proteção à
pessoa e aos bens dos psicopatas e a fiscalização dos serviços psiquiátricos. Em razão de
enfermidade mental e através de processo regular, a pessoa será declarada absoluta ou
relativamente incapaz, na base do que ficar estabelecido pela perícia psiquiátrica.

O Decreto apresenta o inadequado emprego da palavra “psicopata” que nosologicamente


refere-se a um só tipo de anomalia mental. Em verdade o referido diploma legal abrange
a todos os doentes mentais.

Ação de Interdição:
A declaração judicial da incapacidade civil, absoluta ou relativa, de uma pessoa, processa-se
através de ação denominada interdição, regulada pelos arts. 1.117 e seguintes do Código de
Processo Civil.

A Imputabilidade Penal
Noções Iniciais:
Conforme Damásio de Jesus, a imputabilidade penal é o conjunto de condições pessoais que
dão ao agente capacidade para lhe ser juridicamente imputada a prática de um fato punível.
É a capacidade de entender a natureza de seus atos e de determinar-se de acordo com esse
entendimento. Da mesma forma que a lei civil a lei penal também estabelece três graus para
a imputabilidade penal: a responsabilidade, a semi-responsabilidade e a irresponsabilidade.
E tal como ela, exige a presença de dois elementos, a idade e a sanidade mental.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 2
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Art. 26 - É isento de pena o agente que, por doença mental ou desenvolvimento mental incompleto
ou retardado, era, ao tempo da ação ou da omissão, inteiramente incapaz de entender o caráter
CÓDIGO PENAL ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento.

Parágrafo Único - A pena pode ser reduzida de um a dois terços, se o agente, em virtude de
perturbação de saúde mental ou por desenvolvimento mental incompleto ou retardo não era
inteiramente capaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse
entendimento.

Irresponsabilidade e Semi- Responsabilidade:


O caput do artigo fala em “doença mental” e o parágrafo único em “perturbação da saúde
mental”. São duas situações diferentes sendo que na primeira ocorre a doença mental que é
mais grave do que a segunda, que é a perturbação dessa saúde. O caput do artigo também
diz: “inteiramente incapaz de entender” enquanto que o parágrafo único diz “não era
inteiramente capaz de entender”. Assim, a semi-responsabilidade decorre do fato do agente
não possuir plena e, portanto, possuir relativa capacidade de entender o caráter criminoso
do fato e de determinar-se conforme tal entendimento.

Doença Mental:
São formas de doença mental a senilidade, a esquizofrenia, a embriaguez patológica e a
paranóia enquanto desagregação mental.

Desenvolvimento Mental Incompleto ou Retardado:


Será encontrado nas várias formas de oligofrenia (idiotia, imbecilidade e debilidade mental)
e também nos casos de demências.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 3
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
08.2 - Oligofrenias

Noções Gerais
Noções:
Trata-se dos casos de falta do necessário ou do adequado desenvolvimento da capacidade
intelectual ou inteligência. A esse tipo de deficiência ou enfermidade psíquica, a psiquiatria
chama de oligofrenia. São insuficiências congênitas, ou pelo menos muito precoces, do
desenvolvimento da inteligência (atraso mental).

Classificação Francesa (1963)


Classificação Educação Idade Mental QI
Atrasos profundos - “idiotas” gestos e atos elementares inferior a 3 anos até 30
Débeis profundos - “imbecis” parcialmente educáveis 3 a 7 anos 30 - 50
Débeis médios semi-educáveis 7 a 9 anos 50 -70
Débeis ligeiros educáveis 9 a 10 anos 70 - 90
Inteligência mediana 90 - 110
Inteligência superior (média da população) 110 - 120
Inteligência muito superior 120 - 140
Genialidade acima de 140

As oligofrenias diferem-se das demências. Estas últimas são deteriorações de uma


inteligência que havia se desenvolvido naturalmente.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 4
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
08.3 - Demências

Noções Gerais
Noções Iniciais:
Existem pessoas que apresentam deficiência da atividade intelectual ou da inteligência, não
por falta de adequado desenvolvimento dessa função, mas porque embora a tivessem,
vieram posteriormente a perdê-la. Estas deficiências são chamadas de demências. Conforme
Seglas, a demência é o enfraquecimento intelectual progressivo, global e incurável.

Espécies de Demências:
São espécies de demências as perturbações senis, traumáticas, por intoxicações e por
infecções.

1) Perturbações Senis:
São formas de perturbações senis:
ƒ arteriosclerose cerebral;
ƒ demência senil;
ƒ formas pré-senis.

2) Perturbações Traumáticas:
São as formas de perturbações por consequência de traumas cranianos que causam
alterações psíquicas agudas que se apresentam de forma crônica.
As perturbações traumáticas podem ser decorrentes de:
ƒ defeitos orgânicos: demência pós-traumática e alterações da personalidade, epilepsia
pós-traumática, hematoma crônico sub-dural, síndromes neurológicas focais;
ƒ defeitos orgâno-funcionais (síndrome pós-comocional);
ƒ precipitação de psicoses endógenas.

3) Perturbações por Intoxicações:


São perturbações por intoxicações:
ƒ psicose de Korsacov;
ƒ paranóia alcoólica;
ƒ deterioração alcoólica.

4) Perturbações por Infecções:


São formas de perturbações por infecções:
ƒ encefalite;
ƒ sífilis;
ƒ doenças generativas do sistema nervoso central.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 5
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
08.4 - Alienações

Noções Gerais
Noções Iniciais:
As alienações se apresentam sob a forma de esquizofrenia, psicoses afetivas ou maníaco-
depressivas e epilepsia.

Esquizofrenia:
São formas de esquizofrenia:
ƒ simples: há um desinteresse geral por tudo, psicose que conduz, repentinamente ou
lentamente a uma perda de contato com o mundo normal;
ƒ hebefrênica: além da debilidade do psiquismo, surgem outras manifestações como
idéias;
ƒ catatônica;
ƒ paranóica.

Psicoses Afetivas ou Maníaco-Depressiva:


Alternância entre os estados de ânimo e depressivo. Apresenta várias formas:
ƒ forma maníacas;
ƒ formas melancólicas;
ƒ formas mistas.

Epilepsia:
É uma afecção do sistema nervoso central, de caráter normalmente crônico, e que se
manifesta por alterações sensitivas, motoras ou psíquicas.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 6
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
08.5 – Neuroses, Psicopatias e Dissociabilidade

Neuroses
Noções:
As neuroses são afecções muito difundidas, sem base anatômica conhecida e que apesar de
intimamente ligadas à vida psíquica do paciente, não lhe alteram a personalidade como as
psicoses e consequentemente se acompanham de consciência penosa e frequentemente
excessiva do estado mórbido.
São formas de neurose:
ƒ estados histéricos de conversão;
ƒ estados ansiosos;
ƒ estados fóbicos;
ƒ estados compulsivos;
ƒ estados neurastênicos;
ƒ organoneuroses;
ƒ neuroses traumáticas.

Psicopatias
Noções:
São psicopáticas as personalidades anormais, cuja anormalidade consiste especificamente
em anomalias do temperamento e do caráter, que determinam uma conduta diferenciada e
configuram uma minusvalia social (Koch).

Características do Psicopata:
O indivíduo psicopata apresenta em geral certas características peculiares:
ƒ encanto superficial;
ƒ boa capacidade de entendimento;
ƒ boa inteligência;
ƒ não tem senso moral;
ƒ irresponsabilidade nas relações interpessoais (é infiel e insincero);
ƒ egocentrismo patológico;
ƒ incapacidade de amar;
ƒ incapacidade de se determinar;
ƒ incapacidade de sentir culpa ou remorso;
ƒ falta-lhe controle sobre os impulsos;
ƒ a punição não lhe altera o comportamento;
ƒ é irresponsável;
ƒ não aprende com a experiência.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 7
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Delinquência Essencial - “Dissociabilidade”
Noções:
Quando se observa a população carcerária, encontram-se comumente criminosos
portadores de graves defeitos do caráter, quase sempre estruturados e, muitas vezes, com
aparência de irreversibilidade. Verifica-se que na sua evolução passaram por processos
perturbadores da estruturação da personalidade, que agora se apresenta socialmente mal
integrada. São considerados pelos psicólogos e psiquiatras como “delinquentes essenciais”
(também “primários” ou “verdadeiros”).

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 8
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Questões de Concursos

Nas questões a seguir, assinale a alternativa que julgue correta.

01 - (Delegado/SP – 2001) Criminoso portador de personalidade patológica, caracterizada por


pobreza nas reações afetivas, conduta anti-social inadequadamente motivada, carência de
valor, ausência de delírios, falta de remorso e senso moral, incapacidade de controlar os
impulsos e aprender pela experiência e punição, denomina-se
( ) a) delinquente essencial.
( ) b) psicopata.
( ) c) delinquente psicótico.
( ) d) neurótico.

02 - Um indivíduo dotado de personalidade psicopática tem a capacidade de


( ) a) entender comprometida e a de se determinar conservada.
( ) b) entender preservada e a de se determinar comprometida.
( ) c) entender e a de se determinar comprometidas.
( ) d) entender e a de se determinar preservadas.

03 - A dissociação das faculdades psíquicas com a consequente quebra da harmonia entre o


pensamento, sentimento e ação, e a perda do contato racional do doente com o meio
exterior é característica
( ) a) da esquizofrenia.
( ) b) da epilepsia.
( ) c) das neuroses.
( ) d) das crises nervosas.

04 - Ausência de sentimento, tendência à impulsividade, agressividade, ausência de sentimento


de culpa, incapacidade de aprender pela experiência e falta de motivação adequada,
caracterizam
( ) a) a psicose.
( ) b) a neurose.
( ) c) a hebefrenia.
( ) d) a personalidade psicopática.

05 - As perturbações psíquicas (personalidades patológicas) do desenvolvimento e da


continuidade, representadas pelos atrasos ou infra-normalidades, denominam-se
( ) a) oligofrenias.
( ) b) alienações.
( ) c) demências.
( ) d) neuroses.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 9
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Gabarito
01.B 02.B 03.A 04.D 05.A

Bibliografia
„ Curso Básico de Medicina Legal „ Medicina Legal
Odon Ramos Maranhão Hélio Gomes
Revista dos Tribunais Freitas Bastos

Apostilas Concursos Jurídicos

Medicina Legal
08 – Psicopatologia Forense

Atualizada em 10.12.2011

Todos os direitos reservados à


CMP EDITORA E LIVRARIA LTDA.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 10
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.