Sunteți pe pagina 1din 27

ESCATOLOGIA

Escatologia

ESCATOLOGIA

INTRODUÇÃO 2

CAPÍTULO I — A NATUREZA DOS ESTUDOS ESCATOLÓGICOS 2

CAPÍTULO II — O ESTADO DOS MORTOS 3

CAPÍTULO III — A HISTÓRIA DO MUNDO NUM QUADRO PROFÉTICO 4

CAPÍTULO IV — OS SINAIS DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO 6

CAPÍTULO V — A SEGUNDA VINDA DE CRISTO 8

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


CAPÍTULO VI — A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS 10

CAPÍTULO VII — O MILÊNIO 12

CAPÍTULO VIII — A NOVA TERRA 13

APÊNDICE: ―ESPIRITISMO E IMORTALIDADE DA ALMA‖ 16

BIBLIOGRAFIA 18

1
Escatologia

INTRODUÇÃO

A análise escriturística dos acontecimentos finais é o estudo das profecias registradas nas Sagradas
Escrituras que se referem ao que há de acontecer nos últimos dias. Aqui nos referimos à análise escriturística,
pois existe aquela que pode ser extra-escriturística.
E o que vêm a ser estes acontecimentos finais? Os assuntos da abrangência deste estudo são: estado dos
mortos, a vinda de Jesus, o arrebatamento da igreja, o tribunal de Cristo, as Bodas do Cordeiro, a Grande
Tribulação, os diversos julgamentos. Enfim, todos os outros que seguem nesta seqüência.
Existem, porém, alguns motivos que levam muitos a dúvidas e confusões sobre os acontecimentos
finais.

 Falta de afinidade com o Espírito Santo (1 Co 2).


 Falsa aplicação quanto ao texto nos sentidos: tempo, lugar...
 Conhecimento escritural desordenado.
 Falsos ensinadores e deturpadores da verdade.

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


 Pontos realmente difíceis de se entender (II Pe 3.15).

Os temas relativos aos acontecimentos finais são encontrados nos livros de Mateus, 1 e 2
Tessalonicenses, Joel, Zacarias, Ezequiel, Daniel e Apocalipse.
Daniel e Apocalipse são considerados livros de revelação sobre os acontecimentos finais, sendo que
Daniel é o livro do Antigo Testamento sobre o assunto, e Apocalipse o livro do Novo Testamento.
É importante saber que os livros de Dnaiel e Apocalipse combinam-se e completam-se. Não se deve
estudar um sem o outro, e esse será o modo de analisar corretamente as doutrinas escatológicas
É importante saber que a autenticidade do livro de Daniel bem como a do Apocalipse foi atestada pelo
Messias (Mat. 24:15; Apoc. 22:16).

Capítulo 1
A NATUREZA DA ESCATOLOGIA
DEFINIÇÃO
Escatologia é um termo transliterado de duas palavras gregas: “eschatón” que significa “último ou ao
fim”, e da palavra “logos”, que significa “estudo ou razão”.
Portanto, a escatologia é o estudo das coisas e dos eventos que hão de acontecer ao ser humano e ao
mundo em geral, nos últimos dias da história da humanidade. Escatologia significa Doutrina das Últimas
Coisas e, portanto, tem como escopo o estudo das profecias concernentes ao fim desta era e a volta de Cristo.
Escatologia se define também com “Doutrina dos Acontecimentos Finais”, que trata das profecias
específicas reveladas nas Sagradas Escrituras.
“A escatologia bíblica diz respeito não apenas ao destino do indivíduo, mas também se preocupa com a
história. Isso se deve ao caráter particular da revelação da Bíblia. Deus não somente se revela por meio de
homens divinamente movidos, mas também em e mediante os acontecimentos da história redentiva, o mais
importante da qual é o advento e a vida de Seu Filho Jesus Cristo.”1

IMPORTÂNCIA
Por que é tão importante o estudo dos acontecimentos finais? Temos algumas boas razões:
a) Porque a escatologia escritural é a única verdade que nos oferece o conceito adequado do
tempo presente e dos tempos futuros.
b) Porque a escatologia ocupa um dos principais lugares entre as mensagens proféticas reveladas
na Palavra do Senhor. Aproximadamente 40% das profecias são de caráter escatológico.

1
O Novo Dicionário da Bíblia, art. “Escatologia”.
2
Escatologia

c) Porque a escatologia é o único caminho para se chegar a compreender a palavra profética para
os tempos presentes e futuros.
d) Porque a escatologia está cheia de esperança olhando para o futuro a partir do presente.
e) Porque a escatologia não somente trata do futuro do homem em forma individual, senão
também trata do futuro da civilização e do universo inteiro.
f) Porque a escatologia revela os Juízos do Altíssimo que cairão sobre os homens e sobre o nosso
planeta.
g) Porque a escatologia é a palavra profética e a manifestação do poder de Deus, para predizer o
futuro, com o propósito de despertar as mentes humanas às maravilhas da sua existência.
h) Porque a escatologia é a confirmação do conhecimento de Deus sobre todas as coisas. Ele
conhece o princípio e o fim, desde os tempos passados infinitos, e nada escapa ao Seu saber.
i) Porque o estudo da escatologia faz bem-aventurado aquele que se interessa nela. (Apoc. 1:3)
j) Porque a escatologia nos permite discernir os tempos em que estamos vivendo.
k) Porque o estudo da escatologia nos prepara para conhecer os falsos ensinamentos, a fim de não
sermos enganados pelas falsas profecias.

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br

3
Escatologia

l)
Capítulo 2
O ESTADO DOS MORTOS

A maioria dos religiosos crê na doutrina da imortalidade da alma, porque não aceitam o que a bíblia
ensina. Muitos dão crédito ao que seus líderes religiosos dizem e ensinam, mas não procuram estudar por si
mesmos as Escrituras Sagradas.
Certa vez Jesus disse aos saduceus:"Errais não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus".Mateus
22:29. Encontra-se na bíblia cerca de 400 vezes a palavra alma, e aproximadamente 450 vezes a palavra
espírito, mas nunca as expressões usadas as relacionam à idéia de imortalidade inata.
Se a maioria dos cristãos crê na imortalidade da alma, não é porque eles encontraram fundamento na
bíblia, mas porque herdaram inadvertidamente essa crença dos pagãos.

O PRIMEIRO HOMEM FOI CRIADO MORTAL


No relato da criação do homem encontramos a seguinte afirmação:"E formou o Senhor Deus o homem
do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente."Gênesis 2:7.
Antes do homem receber do criador o fôlego de vida, ele era alma morta, e só depois do sopro de Deus ter

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


sido insuflado em sua narinas é que o fôlego da vida apareceu, e ele se tornou uma alma vivente, mas não
imortal.
Se o homem fosse criado imortal Deus não diria a ele: " Mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela
não comerás; porque no dia em que dela comeres morrerás." Gênesis 2:17. Antes do homem pecar, poderia
ter vida eterna, se tão somente permanecesse obediente à Lei de Deus, não comendo do fruto da árvore da
ciência do bem e do mal. Por desobedecer a Deus, o homem foi expulso do jardim para que não comesse da
árvore da vida, e vivesse eternamente.
"Então disse o Senhor Deus: "Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, pois,
para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e viva eternamente o Senhor, pois o
lançou for a do jardim do Éden, para lavrar a terra de que for a tomado". Gênesis 3:22,23.
Se o primeiro, Adão, fosse criado imortal, não teria necessidade de comer da árvore da vida para viver
eternamente. Até hoje estaria vivendo entre os homens.
No entanto, temos o relato de sua morte com a idade de 930 anos. "E foram todos os dias que Adão
viveu, novecentos e trinta anos."Gênesis 5:5. O Senhor havia dito a Adão:"Mas da árvore da ciência do bem
e do mal, dela não comerás porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás." Gênesis 2:17.

A ALMA É MORTAL
Biblicamente, a alma é mortal, pois as palavras morte, morrer, perecer, matar, lhe são
aplicadas.Exemplos: o salmista Asafe, falando das pragas que foram derramadas sobre os egípcios,
disse:"Abriu o caminho a sua ira, não poupou a alma deles à morte, nem a vida deles à pestilência." Salmo
78:50. O Patriarca Jó, falando de seu livramento, expressou:"Mas Deus livrou a minha alma de ir para a
cova, e a minha verá a luz." Jó 33:28.
A crença dos patriarcas, profetas e apóstolos era de que a alma é mortal. Analisemos mais alguns textos:
"Porque tu Senhor, livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés da queda."
Salmo 116:8. "Sabei que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará uma alma e
cobrirá uma multidão de pecados." Tiago 5:20.
Uma alma não tem necessidade de ser livre da morte, se possui a imortalidade. A morte só tem poder
sobre os mortais. O profeta Jonas quando estava sendo ferido pelo sol em sua cabeça, pediu a morte de sua
alma:.."e o sol feriu a cabeça de Jonas e ele desmaiou e desejou com todo a sua alma morrer, dizendo:
melhor me é morrer do que viver." Jonas 4:8. Quando o profeta Balão foi seduzido por Balaque para
amaldiçoar o povo de Deus, disse: "…a minha alma morra a morte dos justos e seja o meu fim como o seu."
Números 23:10.
Através do profeta Ezequiel o Senhor nos deu a seguinte mensagem: "Eis que todas as almas são
minhas, como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá." Ezequiel
18:4. Com base nessa afirmação do Senhor, qualquer pessoa que tenha bom senso entende que a alma é
mortal, pois basta pecar, e já esta condenado a morte. " A alma que pecar essa morrerá". Logo, a alma não é
imortal, se fosse poderia pecar e não morreria.

4
Escatologia

IMORTALIDADE CONCEDIDA NA 2ª VINDA DE CRISTO


Antes de ser crucificado e subir ao céu, nosso Senhor fez uma promessa aos seus discípulos, que se
estende a todos os seus filhos: "Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede em Mim. Na casa de
meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim eu vo-lo teria dito, vou preparar-vos lugar.E se eu for e vos
preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para Mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós
também." João 14:1-3.
A maioria dos cristãos crê que Cristo vai voltar para buscar os seus escolhidos de todos os cantos da
terra. "E enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os
quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus." Mateus 24:31. É muito importante lembrarmos de que
a maioria dos escolhidos de Deus estará na sepultura quando Jesus vier pela segunda vez. Portanto haverá a
ressurreição de todos aqueles que morreram fiéis a Ele.
"Não quero, porém irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos
entristeçais, como os demais que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou,
assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com Ele. Dizemo-vos, pois isto pela
palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não preceremos os que dormem.
Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com trombeta de Deus, e os
que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro." I Tessalonicensses 4:13-16. Esta é a esperança de todos os

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


filhos de Deus- a ressurreição. O próprio Jesus disse:" Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que
todos os que estão no sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida;
e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação." João 5:28,29.
A vinda que cristo prometeu aos fiéis filhos de Deus, para depois da ressurreição, é a vida eterna."E
muitos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo
eterno." Daniel 12:2. Como os fiéis filhos de Deus ressuscitarão para a vida eterna sendo mortais? O
apóstolo Paulo desvenda este mistério.

MISTÉRIO DESVENDADO
"E agora digo isto irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção
herda a incorrupção. Eis que vos digo um mistério: na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos
transformados." Num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta: porque a trombeta soará, e os mortos
ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados."
"Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revista
da imortalidade. E quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se
revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: tragada foi a morte na vitória." I
corintios 15:50-54.

TRÊS ACONTECIMENTOS SIMULTÂNEOS


a) Ressurreição
b) Transformação
c) Imortalidade.
A escritura é muito clara quando diz que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus. O
homem com a sua natureza pecaminosa, não pode entrar no céu, porque na cidade Santa não entrará nada
que contamine.
"E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira, mas somente os que
estão inscritos no livro da vida do cordeiro".Apocalipse 21:27.
O apóstolo Paulo continua explicando o mistério da ressurreição:"Num momento, num abrir e fechar
dos olhos, ao soar a última trombeta. Pois a trombeta soará, e os mortos ressurgirão incorruptíveis, e nós
seremos transformados. Pois convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto
que é mortal se revista da imortalidade." A partir daí, o homem não terá mais a natureza pecaminosa, e
nenhum defeito físico. Nunca mais morrerá, porque será revestido da imortalidade. Portanto o Senhor Deus
ainda não concedeu ao homem a imortalidade. Só os seres celestiais são imortais através de Cristo.
"Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível, a quem nenhum dos homens viu e
nem pode ver, ao qual seja a honra e poder sempiterno.amém." I Timóteo 6:16.

5
Escatologia

Capítulo 3
A HISTÓRIA DO MUNDO NUM QUADRO PROFÉTICO
(Daniel 2)

Desde tempos remotos, as maiores potências do mundo têm aspirado ao domínio universal. Algumas o
conseguiram por determinado tempo, e outras fracassaram em suas empresas. Também hoje em dia as
nações mais poderosas da Terra vêm se preparando para disputar o domínio universal. E este, a quem
caberá? Porventura algum dos atuais sistemas político-econômicos logrará estabelecer um domínio mundial
permanente, promovendo a paz em todo o mundo? Quem nos poderá esclarecer este assunto de antemão?
Ou temos que julgar esta questão pelas aparências, tirando conclusões da marcha da situação política do
mundo? Não haverá alguma fonte segura que nos esclareça esta questão, sem deixar dúvidas em nossa
mente?
Há mais de 2500 anos, o rei Nabucodonozor, de Babilônia, que havia feito grandes conquistas, sonhava
em estender as fronteiras de seu reino até às extremidades da Terra. De dia fazia planos de novas conquistas,
e de noite sonhava com novas glórias. Certa vez teve um sonho notável. Seu espírito ficou perturbado e
perdeu o sono. Mas, apesar de grandemente impressionado com o que havia sonhado, não pôde, ao acordar,
lembrar-se dos pormenores do sonho. Perplexo, ele convocou os sábios, astrólogos, adivinhos e feiticeiros

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


de seu reino, para consultá-los. "Tive um sonho", disse ele, "e para saber o sonho está perturbado o meu
espírito." Mas aqueles homens não puderam tirar o rei do embaraço em que se achava. Enfurecido diante
desse fracasso dos sábios, pois viu que queriam lográ-lo, disse-lhes: "Se me não fizerdes saber o sonho e a
sua interpretação, sereis despedaçados, e as vossas casas serão feitas um monturo." (Daniel 2:5). Expediu
em seguida um decreto mandando exterminar todos os sábios de Babilônia. Esse decreto atingia também
Daniel, um jovem hebreu de linhagem real, que servia na corte, bem como seus três companheiros. Daniel,
porém, com muita prudência, solicitou ao rei que adiasse a sentença e lhe desse um prazo, a fim de que
pudesse buscar auxílio junto ao Deus de seus pais. E seu pedido foi atendido. Implorou então misericórdía
ao Senhor, sobre o segredo do rei, para que ele e seus companheiros não perecessem juntamente com os
demais sábios de Babilônia. E o Senhor lhe revelou o segredo numa visão de noite. Era um quadro profético,
em miniatura, da marcha dos acontecimentos a ter lugar desde então até o fim.
Apresentou-se então o jovem hebreu ao rei e disse: "Há um Deus nos céus, o qual revela os segredos;
Ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonozor o que há de ser no fim dos dias; o teu sonho e as visões da tua
cabeça na tua cama são estas: Estando tu, ó rei, na tua cama, subiram os teus pensamentos ao que há de ser
depois disto. Aquele, pois, que revela os segredos te fez saber o que há de ser... Tu, ó rei, estavas vendo, e
eis aqui uma grande estátua; esta estátua, que era grande e cujo esplendor era excelente, estava em pé diante
de ti; e a sua vista era terrível. A cabeça daquela estátua era de ouro fino; e o seu peito e os seus braços de
prata; o seu ventre e as suas coxas de cobre; as pernas de ferro; os seus pés em parte de ferro e em parte de
barro. Estavas vendo isto, quando uma pedra foi cortada, sem mão, a qual feriu a estátua nos pés de ferro e
de barro, e os esmiuçou... Mas a pedra que feriu a estátua, se fez um grande monte, e encheu toda a Terra."
"Este é o sonho", continuou ele; "também a interpretação dele diremos na presença do rei. Tu, ó rei, és rei de
reis; pois o Deus do céu te tem dado o reino, o poder, e a força, e a majestade... Tu és a cabeça de ouro."
(Daniel 2:28-8).

BABILÔNIA
A cabeça de ouro da estátua simboliza mui apropriadamente o Império Babilônico. A Escritura Sagrada
deu a esta grande nação o pomposo título de "o ornamento dos reinos, a glória e a soberba dos caldeus".
(Isaías 13:19). Sua capital era chamada "a cidade dourada". (Isaías 14:4).
"Localizada no jardim do Oriente, formava um quadrado perfeito, que tinha, como se diz, 96
quilômetros de perímetros, ou seja, 24 de cada lado; era rodeada por uma muralha que, segundo se calcula,
tinha 60 a 90 metros de altura e 25 de largura, com uma vala ao redor, de capacidade igual à da própria
muralha; era dividida em quadras por suas muitas ruas que se cruzavam em ângulo reto, sendo cada uma
delas direta, bem nivelada, e de 45 metros de largura; seus 576 quilômetros quadrados de superfície eram
ocupados por exuberantes jardins e lugares de recreio, entrecortados por magníficas residências; de modo
que esta cidade, com os seus 96 quilômetros de vala, seus 96 quilômetros de muralha exterior, seus 48
quilômetros de muralha que se elevavam de ambos os lados do rio que passava pelo centro, suas portas de
bronze sólido, seus jardins suspensos, cujos terraços se elevavam um sobre o outro, até à altura da própria
muralha, seu templo de Belo, que tinha cinco quilômetros de perímetro, dois palácios reais, um dos quais

6
Escatologia

tinha seis quilômetros de circunferência e o outro um pouco mais de doze, com túneis subterrâneos que,
passando sob o rio Eufrates, ligavam os dois palácios, tudo bem disposto, de maneira a proporcionar
conforto, adorno e defesa, e com seus recursos ilimitados, essa cidade, que encerrava em si mesma muitas
coisas que constituíam maravilhas do mundo, era, em si, outra maravilha ainda mais prodigiosa." - Las
profecías de Daniel y Apocalipsis, págs. 29, 30. - por Urias Smith.

MEDO-PÉRSIA
"Depois de ti", continuou o jovem profeta Daniel, "se levantará outro reino, inferior ao teu." É o reino
simbolizado pelo peito e os braços de prata, da estátua, o qual havia de suceder a Babilônia.
Por volta do ano 808 A.C., Babilônia fez grandes conquistas, estabelecendo-se como rainha dos reinos.
Seu crescimento foi rápido, e assim também foi o seu declínio. Os sucessores de Nabucodonozor eram
homens pusilânimes e dados a orgias. Em 538 A.C., Ciro, à frente dos medo-persas, arrebatou o domínio aos
Babilônios, conforme fora predito pelo profeta Isaías, com mais de 100 anos de antecedência: "E Babilônia,
o ornamento dos reinos, a glória e a soberba dos caldeus, será como Sodoma e Gomorra, quando Deus as
transtornou"; "Sobe, ó Elão, sitia, ó Média, que já fiz cessar todo o seu gemido". (Isaías 13:19;21:2). Esse
reino duplo, a Medo-Pérsia, se bem que, em extensão, fosse maior que a Babilônia, lhe era inferior em
ciência, riquezas, luxo e magnificência, assim como a prata é inferior ao ouro. Daí o ser a segunda

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


monarquia propriamente representada pelo peito e braços de prata.

GRÉCIA
"E (levantar-se-á) um terceiro reino, de metal", prosseguiu o jovem profeta. "o qual terá domínio sobre
toda a Terra." Esse reino era representado pelo ventre e coxas de cobre, da estátua.
Por mais de 200 anos, a Medo-Pérsia manteve o domínio universal. Mas, em 331 A.C., a supremacia
lhe foi arrebatada por Alexandre Magno, soberano da Grécia, a qual então se tornou a terceira monarquia
universal. Alexandre morreu 8 anos depois, vítima de intemperança, e seu reino foi dividido pelos seus
generais, após sangrentos combates em que eles se empenharam uns contra os outros. Enfraquecida, a
Grécia era agora fácil presa de uma nação que se estava fortalecendo nas ribanceiras do Tiber.

ROMA
"E o quarto reino", continuou Daniel, "será forte como ferro: pois como o ferro esmiuça e quebra tudo,
como o ferro quebra todas as coisas, ele esmiuçará e quebrará." É o reino simbolizado pelas pernas de ferro.
Como se vê, os metais da estátua vão diminuindo gradativamente de valor. Assim os reinos que se
sucedem vão perdendo em riquezas e pompa. A última das quatro monarquias universais é representada pelo
ferro, com que se quebram e esmiuçam todas as coisas. É a férrea Roma.
Em 166 A.C., os romanos derrotaram os gregos em Pidna, e Roma assumiu o domínio universal.
"As armas da República, algumas vezes vencidas em batalha, sempre vitoriosas na guerra, avançaram a
passos rápidos até o Eufrates, o Danúbio, o Reno e o Oceano; e as imagens de ouro, a prata ou bronze, que
serviam para representar as nações e seus reis, foram sucessivamente quebrantadas pela férrea monarquia de
Roma." - The Decline and Fall of Roman Empire, tomo 3, pág. 634.
Mas, se bem que forte, Roma não havia de reter o domínio para sempre. Chegou o tempo em que devia
servir de presa às tribos bárbaras do norte da Europa.

OS DEZ ESTADOS EUROPEUS


"E, quanto ao que viste dos pés e dos dedos, em parte de barro de oleiro, e em parte de ferro",
prosseguiu Daniel, "isso será um reino dividido; contudo haverá nele alguma coisa da firmeza do ferro, pois
que viste o ferro misturado com barro de lodo. E como os dedos dos pés eram em parte de ferro e em parte
de barro, assim por uma parte o reino será forte, e por outra será frágil. Quanto ao que viste do ferro
misturado com barro de lodo, misturar-se-ão com semente humana, mas não se ligarão um ao outro, assim
como o ferro se não mistura com o barro."
Entre os anos 351 e 476 A.D., Roma foi invadida pelos povos bárbaros do norte da Europa. Dessas
invasões surgiram dez reinos separados, a saber: Os germanos, os francos, os burgundos, os suevos, os
anglo-saxões, os visigodos, os lombardos, os hérulos, os vândalos e os ostrogodos. Estes últimos três reinos
forem destruídos em 538 A.D. Os outros sete formam as atuais nações da Europa.
Diz a profecia que esses reinos seriam em parte fracos e em parte fortes. Em cumprimento disto, vemos
a Holanda ao lado da França, a Bélgica ao lado da Alemanha, a Suíça ao lado da Itália, etc. Foram feitas

7
Escatologia

tentativas para de novo unir essas partes em um só reino, mas permanecem divididas. Entre os que aspiraram
à unificação dos Estados Europeus, podem ser mencionados: Carlos Magno, do século oito; Carlos V, do
século dezesseis; Luiz XIV, do século dezessete; Napoleão Bonaparte, do século dezenove; o Kaiser
Guilherme e Adolfo Hitler, do século vinte. E há também quem hoje pretende unir a Europa sob um só
governo. Apesar de todos os esforços que se têm feito, no sentido de novamente amalgamar as partes
divididas da Europa num só bloco, mediante as armas, a diplomacia, alianças e casamentos entre famílias
reais, a Europa continua dividida. Diz a profecia: "Misturar-se-ão com semente humana, mas não se ligarão
um ao outro, assim como o ferro se não mistura com o barro."

O PRÓXIMO REINO UNIVERSAL


"Mas, nos dias destes reis (reinos)", concluiu Daniel, "o Deus do Céu levantará um reino que não será
jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, e será
estabelecido para sempre." Esse reino, a ser estabelecido em futuro bem próximo, é, no sonho profético de
Nabucodonozor, representado pela pedra que se tornou um grande monte e encheu a Terra.
Algumas dezenas de anos depois desta exposição profética, o mesmo Daniel teve uma visão paralela ao
sonho de Nabucodonozor. Na visão do profeta Daniel, a marcha dos mesmos acontecimentos lhe foi
apresentada por meio de quatro animais simbólicos, nesta ordem: 1) Um leão com asas de águia, que

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


representa Babilônia. 2) Um urso com três costelas entre os dentes, que simbolize a Medo-Pérsia. 3) Um
animal semelhante a um leopardo, com quatro asas e quatro cabeças: Grécia. As quatro asas representam a
rapidez das conquistas: as quatro cabeças, os quatro generais de Alexandre: Cassandro, Lisímaco, Ptolomeu
e Seleuco. 4) Um animal terrível e espantoso, e muito forte, que tinha dentes de ferro e devorava e fazia em
pedaços as suas vítimas, animal esse que tinha dez chifres: Roma e os dez Estados Europeus. (Daniel 7:1-7).
E, por fim a quem foi entregue o domínio universal?
"Eu estava olhando nas minhas visões de noite", relata o profeta, "e eis que vinha nas nuvens do céu
um como o Filho do homem; e dirigiu-Se ao Ancião de dias, e O fizeram chegar até Ele. E foi-lhe dado o
domínio e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas O servissem; o Seu domínio é um
domínio eterno, que não passará, e o Seu reino o único que não será destruído... E o reino, e o domínio, e a
majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o Seu reino será
um reino eterno, e todos os domínios O servirão, e Lhe obedecerão." (Versos 13, 14, 27).
O "Filho do homem" é um título pelo qual Cristo Se chamava freqüentemente quando aqui na Terra,
conforme mostram inúmeras passagens dos Evangelhos. Para Ele passará o domínio universal na Sua
segunda vinda. Escreve o apóstolo João: "E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no Céu grandes
vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do Seu Cristo, e Ele reinará para
todo o sempre." (Apocalipse 11:15).
Na criação, o domínio do mundo foi dado ao homem. Mas, pela sua desobediência a Deus, foi-lhe
arrebatado o domínio por Satanás, que, assim, se tornou "o príncipe deste mundo". (João 12: 31). O homem,
porém, não foi deixado sem esperança. Pelo plano da redenção, foi-lhe facultada a possibilidade de sacudir
de si o jugo de Satanás e tornar-se súdito do reino de Cristo. (Lucas 19:12; I Coríntios 4:8; Hebreus 12:28).
E um reino espiritual, que existe entre os filhos de Deus, sem aparência exterior. (Lucas 17: 20, 21).
Consiste em "virtude" (1 Coríntios 11:1; 1 João 2:6), em desenvolver um caráter à semelhança do caráter de
Cristo (2 Coríntios 3:18; Efésios 4:13, 15). É o reino da graça. (Hebreus 4:16).
Mas Cristo virá segunda vez, como "Rei dos reis, e Senhor dos senhores", e então estabelecerá o reino
da glória. (Mateus 25:31). A Cristo, Deus "constituiu herdeiro de tudo" (Hebreus 1:2). "E se nós somos
filhos (de Deus), somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo." (Romanos
8:17). O "primeiro domínio" (Malaquias 4:8), perdido pelo pecado, ser-nos-á devolvido. Ouviremos da boca
do Rei: "Vinde, benditos de Meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do
mundo." (Mateus 25:34).
Assim é que a "pedra, que feriu a estátua", se fará um grande monte, enchendo toda a Terra.
Não está longe esse dia. Os sinais e períodos proféticos apresentados nas Escrituras Sagradas indicam
positivamente que Ele voltará nesta geração.

Capítulo 4
SINAIS DA SEGUNDA VINDA DE CRISTO

8
Escatologia

Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra as nações ficarão angustiadas e perplexas pelo
bramido do mar e das ondas. Homens desmaiarão de terror, na expectativa das coisas que sobrevirão ao
mundo, pois os corpos celestes serão abalados. "Então verão o filho vir o filho do homem em uma nuvem,
com poder e grande glória. Quando essas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas
cabeças, porque a vossa redenção está próxima." Lucas 21:25-28.
Cristo ordenara a seu povo que atendesse aos sinais de seu advento e se regozijasse ao contemplar os
indícios de seu vindouro Rei. Ele indicou a seus seguidores as árvores a brotarem na primavera, e disse"
quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as que perto já está o verão. Assim também vós,
quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto." Lucas 21:28,30,31.

SINAIS DA VINDA DE CRISTO E DO FIM DO MUNDO


Os discípulos de Jesus estavam preocupados, querendo saber quais os sinais de sua vinda e do fim do
mundo (mateus 24:3). É interessante notar que eles relacionaram a 2ª vinda de Cristo com o fim do
mundo.Isto significa que na sua compreensão, os 2 acontecimentos seriam simultâneos, a vinda de Cristo e o
fim do mundo. Ao estudarmos a próxima lição, cujo tema é a 2ª vinda de Cristo, veremos que os discípulos
estavam certos.
Não somente os discípulos, mas todos os cristãos estão preocupados em saber quais os sinais que

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


precedem esses 2 grandes acontecimentos. Por que é importante para nós conhecermos os sinais? O próprio
Cristo mostrou aos seus discípulos o valor desse conhecimento(marcos 13:28,29). Eles compreenderam que
os sinais eram fundamentais, pois, como poderiam saber quando ia ocorrer tão importante evento?
1 - OS SINAIS
Querido aluno, com profundo interesse passemos a analisar quais são os sinais que devem preceder a
volta de Cristo, conforme sua predição aos discípulos(mateus 24:4-7, 29; lucas 21:11,25,26).

2 - GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS (mateus 24:6)


Disputas bélicas têm havido desde o início do mundo, mas Jesus comentou a respeito de guerras com
aspectos e proporções diferentes dos que a humanidade sempre tem testemunhado. Quando tais guerras se
desencadeassem, deveriam ser vistas como sinal da proximidade do fim.
"Acaso tinha havido precedentes, na história, tão ruins quanto aos de 1914-1918, quando 38 nações
foram, envolvidas, com 62,8 milhões de soldados a se degladiarem nos campos de batalha, e cujos resultados
foram: 10,2 milhões de soldados mortos; 21,1 milhões de feridos; e 7,6 milhões de prisioneiros a perecer nos
campos de concentração?"
"Que se dirá então da carnificina que ensangüentou o mundo na última grande guerra, de 1939 a 1945?
Quanto ela ultrapassou em proporções, à hecatombe da 1ªguerra mundial ? Segundo se calcula, custou 30
milhões de mortos, além de milhões de feridos. Milhares de tanques e aviões foram destruídos e outros tantos
navios imersos no fundo do mar. Lancemos ainda um olhar retrospectivo a cidade de Hiroshima, no Japão,
onde uma explosão atômica fez 130.000 vítimas. Pode alguém ainda duvidar de que essas coisas sejam um
cumprimento fiel das palavras de Cristo?
3 - FOMES E PESTES (mateus24:27)
Quem ainda não ouviu falar da fome e pestilências que assolam os povos depois de 1928? Calcula-se
que esses 2 inimigos da humanidade colheram 35 milhões de vítimas. Mas não necessitamos voltar ao túnel
do tempo. Observemos apenas as notícias freqüentes sobre a terrível fome na Índia, na África, na América do
Sul e outras regiões. Há alguns anos uma revista norte-americana relatou que morriam na Índia,
semanalmente, 50 mil pessoas vítimas da miséria e da fome.
A humanidade atualmente não sabe o que fazer para escapar ás enfermidades infecciosas e
degenerativas, das quais as 3 mais conhecidas tem ceifado o maior número de vidas humanas. Milhares de
pessoas, adultas, jovens e até mesmo crianças tem sido levadas a sepultura em conseqüência do câncer. E
quantos óbitos têm sido registrados graças a AIDS! E ultimamente, especialmente nos países do 3º mundo, a
cólera tem abatido milhares de seres humanos; apesar de que os países de 1º mundo também sofrem com as
doenças do coração. Tudo isto é inegavelmente um fiel cumprimento das palavras de nosso Senhor Jesus
Cristo.
4 - TERREMOTOS (Lucas 21:11)
O apóstolo João, na ilha de Patmos, predisse alguns acontecimentos que a humanidade testificaria antes
da 2º vinda de Cristo:" Houve um grande tremor de terra, e o sol tornou-se negro como saco de silício, a lua
tornou-se como sangue:"Apocalipse 6:12.

9
Escatologia

Estes sinais foram testemunhados antes do início do século XIX. Em cumprimento dessa profecia,
ocorreu no ano 1755 o mais terrível terremoto que já se registrou. Posto que geralmente conhecido como
terremoto de Lisboa, estendeu-se pela maior parte da Europa, África e América. Foi sentido na Groenlândia,
nas Índias ocidentais, na ilha da madeira, na Noruega e Suécia, Grã Bretanha e Irlanda. Abrangeu uma
extensão de mais de 10 milhões de KM². Na África o choque foi quase tão violento quanto ao da Europa.
Grande parte da Argélia foi destruída, e a pequena distância de Marrocos, foi tragada uma aldeia de oito ou
dez mil habitantes. Uma vasta onda varreu a costa da Espanha e da Africa, submergindo cidades causando
grande destruição.
E por que não falar de terremotos mais recentes? O jornal da tarde, do dia 18/08/76, em notícia de 1
pagina dizia: "Foi a maior tragédia das Filipinas, mais de 3 mil pessoas morreram e cerca de duas mil estão
desaparecidas. Na maior das ilhas, a de Mindanao, depois de 12 terremotos, um maremoto varreu 240 KM de
costa, com ondas de ate 18 metros de altura."
No dia 20 de setembro de 1985, o jornal O Estado de São Paulo anunciou na primeira página: O
MAIOR TERREMOTO ARRASA O MÉXICO. O maior terremoto da história do México neste século, 7,8
graus na escala richter. Milhares de mortos e dezenas de feridos. Em 1988, dia 9 de dezembro, o mesmo
jornal publicou: " TERREMOTO MATA 50 MIL NA URSS." Dia 19 de outubro de 1989, dez meses depois
do terremoto da URSS, lia-se como artigo principal do jornal O Estado, o seguinte:"São Francisco conta seus

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


mortos." O terremoto destruiu parte de São Francisco e cidades vizinhas, num raio de 320 KM da Califórnia.
O número de mortos pode ter chegado a 600. Não podemos deixar de mencionar sobre o terremoto na região
de Kobe, no Japão, em janeiro de 1995, onde mais de 5 mil vidas foram ceifadas, e cerca de 300 mil ficaram
desabrigadas.

5 - ESCURECIMENTO DO SOL E DA LUA


"E logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá e a lua não dará a sua luz." Mateus 24:29. A 19
de maio de 1780 cumpriu-se esta profecia. Único ou quase único em sua espécie pelo misterioso e até
inexplicado fenômeno que nele se verificou.. foi o dia escuro de 19 de maio de 1780, de inexplicável
escuridão que cobriu todo o céu e atmosfera visíveis em Nova Inglaterra."
Uma testemunha ocular que vivia em Massachusetts, nestes termos descreve o acontecimento: "Pela
manhã surgiu claro o sol, mas logo se ocultou. As nuvens se tornaram sombrias e delas negras e ameaçadoras
como logo se mostraram, chamejavam relâmpagos, trovões caindo leve aguaceiro. Por volta das nove horas,
as nuvens se tornaram finas, tomando uma aparência bronzeada ou acobreada, e a terra, pedras, árvores,
edifícios, água e as pessoas tinham aspecto diferente por causa dessa estranha luz sobrenatural. Alguns
minutos mais tarde, pesada nuvem negra se espalhou por todo céu, exceto numa estreita orla do horizonte, e
ficou tão escuro como usualmente é as nove horas de uma noite de verão…"
"Temor, ansiedade e pavor encheram gradualmente o espírito do povo. Mulheres ficavam a porta
olhando para a negra paisagem, os homens voltaram de seus labores nos campos, as aulas foram suspensas e
as crianças, tremendo, fugiram para casa. Os viajantes acolhiam-se á fazenda mais próxima. O que será?
Inquiriam todos os lábios e corações. Dir-se-ia que um furacão estivesse prestes a precipitar-se sobre o país
ou fosse o dia da consumação de todas as coisas."
Acenderam-se velas, e o fogo na lareira brilhava tanto como em noite de outono sem luar.. As aves
retiravam-se para os poleiros e iam dormir, o gado ajuntava-se no estábulo e berrava, as rãs coaxavam, os
pássaros entoavam seus gorcejos vespertinos e os morcegos voavam em derredor. Mas os seres humanos
sabiam que não era vinda a noite.
6 - AS ESTRELAS CAÍRAM DO CÉU (Mateus 24:29)
Essas palavras proféticas foram proferidas por Jesus Cristo. Esta profecia teve cumprimento
surpreendente e impressionante na grande chuva de 13 de novembro de 1833. Aquela foi a mais extensa e
maravilhosa exibição de estrelas cadentes que já se tem registrado, achando-se então o firmamento inteiro,
sobre todos os Estados Unidos, durante horas, em faiscante comoção! Neste país, desde que começou a ser
colonizado, nenhum fenômeno celeste já ocorreu que fosse visto com tão intensa admiração por uns ou com
tanto terror e alarma por outros. Sua sublimidade e terrível beleza ainda perdura em muitos espíritos… Raras
vezes caiu chuva mais densa do que caíram os meteoros em direção à terra, leste, oeste, norte e sul, tudo era
o mesmo. Em uma palavra, o céu inteiro parecia em movimento… O espetáculo, como o descreveu o diário
do Prof. Sillimam, foi visto por toda a América do Norte… Desde as duas horas até pleno dia, estando o céu
perfeitamente sereno e sem nuvens, um contínuo jogo de luzes deslumbrantemente fulgurantes se manteve
em todo firmamento.

10
Escatologia

7 - A CIÊNCIA SE MULTIPLICARÁ ( Daniel 12:4 )


"E tu Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até o fim do tempo, muitos correrão de uma parte
uma parte para outra, e a ciência se multiplicará". Daniel 12:4.
Cerca de 500 anos antes de Cristo, o profeta Daniel foi inspirado por Deus para profetizar sobre a
multiplicação da ciência no fim do tempo. Por que o nosso planeta ficou tanto tempo sem nenhum progresso
científico , sem descobertas importantes? Será que os homens das civilizações antigas eram menos
inteligentes que os das civilizações modernas? Claro que não. Até hoje os grandes sábios não descobriram
como os antigos egípcios puderam construir suas colossais pirâmides com enormes pedras encaixadas
perfeitamente umas nas outras, com incompreensível super-posição, quando ainda não existiam os potentes
guindastes e máquinas poderosas, como há em nossos dias. A multiplicação da ciência está dentro do plano
divino. Só poderia acontecer no tempo determinado pelo grande Deus.
A seguir enumeraremos as principais invenções de 200 anos para cá, que serviram de alicerce para o
progresso científico visto na atualidade. Gás de iluminação, 1798; imprensa a vapor 1803; navio a vapor
1807, tear 1808; locomotiva 1814; fósforo 1820; ceifadeira 1834; eletrotipia 1837; telégrafo 1837; máquina
de costurar 1846; máquina de escrever 1867; telefone 1876; fonógrafo 1877; luz elétrica 1878; turbina a
vapor 1883; linotipo 1886; bonde elétrico 1889; automóvel 1893; raio X 1895; cinematógrafo 1895;
telégrafo sem fios 1886; avião 1906; telefone sem fios 1915; rádio 1921; televisão 1928; propulsão a jato

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


1941; energia atômica 1942.
Hoje estamos vivendo na era da informática com os sistemas mais sofisticados possíveis, telefone
celular, vídeo cassete, aparelho de som e disco a laser com controle remoto, editoração eletrônica, sondagens
e viagens espaciais, medicina computadorizada e uma gama infinita de aplicações da tecnologia, são
conquistas do homem.

Capítulo 5
A SEGUNDA VINDA DE CRISTO

Nenhuma linguagem humana pode descrever as cenas da segunda vinda de Cristo nas nuvens do Céu.
Ele virá com a sua própria glória, e com a glória do Pai e dos santos anjos. Ele virá trajado de uma veste de
luz, por ele usada desde os dias da eternidade.
Acompanhá-lo-ão os anjos. Miríades de miríades o escoltarão. Ouvir-se-á o som da trombeta, chamando
da sepultura os santos adormecidos. A voz de Cristo penetrará o túmulo, e os ouvidos dos mortos, e todos os
que estão nos sepulcros sairão. E todas as nações serão reunidas em sua presença, aquele mesmo que morrei
pelo homem há de julgá-lo no último dia, pois o Pai confiou ao Filho todo o julgamento e lhe deu autoridade
para julgar, porque é o Filho do Homem.
Todo o céu estará vazio de anjos, enquanto os expectantes santos estarão aguardando-O e com os olhos
postos nos céus como os varões galileus quando ele ascendeu do Monte das Oliveiras. Então somente os que
são santos, os que seguiram inteiramente o manso modelo, exclamarão com transportes de júbilo ao
contemplá-lo: Eis que este é o nosso Deus, a quem esperávamos, e ele nos salvará. Isaías 25:9

A 2ª VINDA DE JESUS CRISTO


A 2ª vinda de Cristo é realmente um dos temas mais comentados pela cristandade. É a esperança de
todos crentes fiéis. Há quase 2 mil anos o apóstolo Paulo escreveu a Tito:"Aguardando a bem aventurada
esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo." Tito 2:13.
Os discípulos de Cristo também estavam interessados em saber quando seria sua 2ª vinda."E estando
assentados no Monte das Oliveiras, chegaram-se a Ele os seus discípulos em particular, dizendo: " Dize-nos
quando serão estas coisas, e que sinal haverá da Tua vinda e do fim do mundo?". Mateus 24:3.
É possível termos certeza de que Cristo virá a esta terra novamente? Há pessoas que não crêem, mas o
que ele mesmo disse? " Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede também em mim. Na casa de
meu Pai há muitas moradas, se assim não fosse, eu vo-lo teria dito, vou preparar-vos lugar. E se eu for e vos
preparar lugar, virei outra vez, e os levarei para Mim mesmo, para que onde eu estiver, estejais vós também."
João 14:1-3.
Se somente um dos profetas ou apóstolos falasse a respeito da 2ª vinda de Cristo, não teríamos motivo
para duvidar. Quanto mais razão temos para crer no que o próprio Cristo falou!

11
Escatologia

COMO SERÁ SUA VINDA


A vinda de Cristo será visível, corpórea e pessoal. Ele aparecerá visivelmente diante de todos os
habitantes da terra. Diz a Bíblia." E estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles
se puseram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando
para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes
ir." Atos 1:10,11.
“A vinda de Cristo não será uma experiência interior, invisível, mas um real encontro com uma Pessoa
visível. Não deixando qualquer terreno a dúvidas quanto à visibilidade de Seu retorno, Jesus advertiu Seus
discípulos contra o risco de imaginarem um retorno secreto, ao comparar Sua volta com a luminosidade e
visibilidade do relâmpago (Mat. 24:27).”2
“Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá, até os mesmos que O traspassaram, e todas as tribos
da terra se lamentarão sobre Ele. Sim. Amém". Apocalipse 1:7.
Cristo, quando aparecer nas nuvens do céu, não será visto apenas pelos habitantes de uma cidade, ou de
um estado, ou de uma nação. Ele será visto por todos os povos ao mesmo tempo. "Eis que eu vo-lo tenho
predito. Portanto, se vos disserem: Eis que Ele está no deserto, não saiais, eis que Ele está no interior da casa,
não acrediteis. Porque assim como o relâmpago que saí do Oriente e se mostra no Ocidente, assim será

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


também a vinda do filho do homem." Mateus 24:25-27.

OBJETIVO DE SUA VINDA


Cristo virá a este mundo para buscar os fiéis filhos de Deus, aqueles que O aceitaram como seu
salvador pessoal. "E Ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus
escolhidos desde os quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus." Mateus 24:31.
O apóstolo Paulo disse que "seremos arrebatados…ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos
para sempre com o Senhor." I tessalonicenses 4:17.

ACONTECIMENTOS SIMULTÂNEOS À VINDA DE CRISTO


a) Ressurreição dos justos que morreram em Cristo.
"Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição de
mortos, assim dos justos como dos injustos." Atos 24:15.
"Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido e com voz de arcanjo, e com trombeta de Deus, e
os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro." I Tessalonicenses 4:16.
b) A morte dos injustos, que não aceitaram a Cristo como seu salvador pessoal.
Os ímpios, por ocasião da vinda de Jesus, estarão em grande desespero porque não suportarão a glória
de Cristo. Aterra será envolvida por uma grande calamidade:" E o céu retirou-se como um livro que se
enrola, e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares. E os reis da terra, e o grandes e os ricos,
e os tribunos e os poderosos, e todo servo, e todo livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das
montanhas. E diziam aos montes caiam sobre nós, e escondei-nos do rosto dAquele que está assentado sobre
o trono, e da ira do cordeiro. Porque é vindo o grande dia de sua ira, e quem poderá subsistir?". Apocalipse
6:14-17.
"Mas quem suportará o dia da sua vinda? E quem subsistirá quando ele aparecer? Porque Ele será como
o fogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros." Malaquias 3:2.
c) O arrebatamento dos filhos de Deus.
Todos os que aceitaram a Cristo como seu salvador e confiaram nos seus méritos, a fim de herdarem a
salvação, serão arrebatados para encontrar com Ele nos ares. " Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos
arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar com o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre
com o Senhor." I Tessalonicenses 4:17.3

A TERRA VAZIA
Se por um lado os ímpios morrerão por ocasião da vinda de Cristo, por outro os justos serão arrebatados
às nuvens para um feliz encontro com Cristo e seus anjos. Então perguntamos: Como ficará esta terra? O
profeta Jeremias responde:

2
Nisto Cremos, pág. 436.
3
David S. Clark, Compêndio de Teologia Sistemática, “Vinda de Cristo”.
12
Escatologia

"Observei a terra e eis que estava assolada e vazia, e os céus, e não tinham a sua luz. Observei os
montes, e eis que estavam tremendo e todos os outeiros estremeciam. Observei e vi que homem nenhum
havia e que todas as aves do céu tinham fugido. Vi também que a terra fértil era um deserto, e que todas as
suas cidades estavam derribadas diante do Senhor, diante do furor de sua ira." Jeremias 4:23-26.

QUANDO JESUS VOLTARÁ?


Muitos falsos profetas têm-se levantado, marcando uma data para a vinda de Cristo. Mas Ele mesmo
disse: " Porém daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o filho, mas unicamente ao Pai."
Mateus 24:36.
Como não sabemos o dia nem a hora de Sua vinda, o que precisamos fazer? "Vigiai pois e orai, porque
não sabeis a hora que há de vir o Vosso Senhor, mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que
vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa. Por isso, estai vós apercebidos
também, porque o filho do homem há de vir a hora em que não penseis." Mateus 24:42-44.

CONHEÇAMOS A JESUS
Uma senhora chorava junto ao túmulo de seu marido, quando seu pequeno filho disse: Mamãe acorda o
papai! A mãe respondeu ao menino: eu não posso acordá-lo, meu filho. Então novamente o menino

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


perguntou: quando o papai vai acordar mamãe? Disse a mãe soluçando: quando Jesus voltar.
Naquele momento, em que todos aguardavam a chegada do pastor que deveria realizar o culto fúnebre,
um senhor exclamou: ele está chegando! Ao ouvir essa frase, o pequeno garoto que estava junto a sua mãe,
saiu correndo em direção ao pastor e , abrindo os seus bracinhos, atirou-se ao colo dele e, agarrando-se em
seu pescoço, disse: O senhor é Jesus? O pastor respondeu mansamente: eu não sou Jesus. O senhor conhece a
Jesus? Sim eu conheço a Jesus.
Por favor, quando o senhor encontrar-se com Ele diga que venha logo para acordar o meu pai. Após
realizar o culto, o pastor ia saindo quando o menino lhe falou: Não esqueça pastor, fale com Jesus que Ele
precisa vir logo, porque a mamãe não pode acordar o papai e nem eu também.
Quão bom seria se todos nós pudéssemos dizer como aquele pastor: Eu conheço a Jesus. Muitos têm
perdido a oportunidade de conhecê-lo. Não há outro meio pelo qual possamos despertar da morte espiritual
na qual nos encontramos, se não for conhecendo-O. Hoje você e eu temos o direito de conhecê-lo através de
sua palavra. Então faça sua decisão enquanto há tempo!

Capítulo 6
A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS

Por entre as vacilações da terra, o clarão do relâmpago e o ribombo do trovão, a voz do filho Deus
chama os santos que dormem. Ele olha para a sepultura dos justos e, levantando as mãos para o céu, brada:
"Despertai, despertai, despertai, vós que dormis no pó, e surgi!" Por todo o comprimento e largura da terra,
os mortos ouvirão aquela voz, e os que ouvirem viverão. E a terra inteira ressoará com o passar do exército
extraordinariamente grande de toda nação, tribo, língua e povo.
Do cárcere da morte vêm eles, revestidos de glória imortal clamando: "Onde está ó morte, teu aguilhão?
Onde está, ó inferno, a tua vitória?" I corintios 15:55. E os vivos justos e os santos ressuscitados unem as
vozes em prolongada e jubilosa aclamação de vitória.. Os justos vivos serão transformados num momento,
num abrir e fechar de olhos. Á voz de Deus foram eles glorificados, agora tornam-se imortais, e com os
santos ressuscitados, são arrebatados para encontrar seu Senhor nos ares. Os anjos ajuntarão os seus
escolhidos desde os quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus."
Criancinhas são levadas pelos santos anjos aos braços de suas mães. Amigos há muito separados pela
morte, reunem-se, para nunca mais se separarem, e com cânticos de alegria ascendem juntamente para a
cidade de Deus… Os últimos traços da maldição do pecado serão removidos, e os fiéis de Cristo aparecerão
na beleza do Senhor nosso Deus.

A RESSURREIÇÃO
No início da Igreja cristã a questão da ressurreição era bem conhecida e discutida entre os judeus.Havia
muitos partidos político-religiosos entre eles, mas apenas dois se destacavam na aristocracia judaica,
farisaísmo e saduceísmo. Defendiam e ensinavam doutrinas não harmônicas entre si. O tema mais
controvertido entre eles era o da ressurreição.

13
Escatologia

Os saduceus criam que o homem, ao morrer, findava para sempre a sua existência. Não acreditavam na
possibilidade de uma ressurreição, ao passo que os fariseus entendiam que após a morte o homem ressuscita.
"E Paulo sabendo que uma parte era de saduceus e outra de fariseus, clamou no conselho: varões irmãos, eu
sou fariseu, filho de fariseu, no tocante à esperança e ressurreição dos mortos sou julgado. E havendo dito
isto, houve dissensão entre os fariseus e os saduceus, e a multidão se dividiu. Porque os saduceus dizem que
não há ressurreição, nem anjo, nem espírito, mas os fariseus reconhecem uma e outra coisa." Atos 23:6-8.
A doutrina ensinada pelos saduceus se espalhou, e foi para mais tarde nas igrejas de Corinto e
tessalônica. O apóstolo Paulo, preocupado com o que estava acontecendo, escreveu para auxiliar as igrejas,
explicando o assunto da ressurreição claramente como segue:
"Ora, se pregamos que Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, como dizem alguns dentre vós que não
há ressurreição de mortos?" "E se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E se Cristo
não ressuscitou, logo é vã a vossa pregação, e também é vã a vossa fé. E assim somos também considerados
como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos contra Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual porém não
ressuscitou, se , na verdade, os mortos não ressuscitam.. E se Cristo não ressuscitou é vã a vossa fé, e ainda
permaneceis nos vossos pecados. E também os que dormiram em Cristo estão perdidos. Se esperamos em
Cristo só nesta vida, somos mais miseráveis de todos os homens. Mas de fato Cristo ressuscitou dos mortos,
e foi feito as primícias dos que dormem. Porque, assim como a morte veio por um homem, também a

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também
todos serão vivificados em Cristo."
"Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na Sua vinda." I corintios
15:12-23.

MENSAGEM AOS TESSALONICENSES


Havia entre os cristãos da igreja de tessalônica, certas dúvidas sobre a ressurreição. Indagavam entre si:
Quais pessoas deveriam ser as ressuscitadas e o que deveria acontecer após a ressurreição? Muitos entendiam
esse importante princípio cristão. O apóstolo Paulo, em sua 1ª carta a igreja de tessalônica, procurou
esclarecer todas as dúvidas dos irmãos no tocante a ressurreição: " Não quero porém, que sejais ignorantes
acerca dos que dormem, para que não vos entristeçais como os demais, que não têm esperança. Porque se
cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer
com ele. Dizemo-vos pois, isto pela palavra do Senhor, que nós os que ficarmos vivos, seremos arrebatados
juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor." I
tessalonicenses 4:13-17.
Existem hoje milhões de pessoas que não crêem na ressurreição dos mortos, e outros não sabem quando
e como será a ressurreição, e quem vai ressuscitar. Muitos, quando morre um de seus entes queridos, ficam
desesperados, gritam, choram, desmaiam e chegam até a blasfemar de Deus. Tudo isso acontece porque não
têm a esperança da ressurreição a ser efetuada por Cristo Jesus. "Tendo a esperança em Deus, como estes
mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição de mortos, assim dos justos como dos injustos."
Atos 24:15.

RESSURREIÇÃO DE LÁZARO
Na cidade de Betânia morreu um homem chamado Lázaro, cujas irmãs chamavam Marta e Maria.
Cristo como era muito amigo da família, foi consolá-las e declarou a Marta. "Teu irmão há de ressuscitar".
Ela então responde-lhe: "Eu sei que há de ressuscitar no último dia. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a
vida, quem crê em mim, ainda que esteja morto viverá. João 11:23-25.
Quando Jesus disse a Marta: Teu irmão há de ressuscitar, ela respondeu: Eu sei. Marta tinha plena
certeza da ressurreição de seu irmão pelo poder de Cristo, mas não imaginava que seria naquele dia em que
falava com o mestre. Que fez Jesus após consolar as irmãs de Lázaro? "Jesus pois movendo-se outra vez
muito em si mesmo, veio ao sepulcro, e era uma caverna, e tinha uma pedra posta sobre ela. Disse Jesus.
Tirai a pedra. Marta irmã do defunto, disse-lhe, Senhor já cheira mal, porque já é de quatro dias. Disse-lhe
Jesus: "Não te hei dito que se creres verás a glória de Deus?" João 11:38-40. Em obediência à ordem de
Cristo a pedra que fechava a entrada da caverna foi retirada o que aconteceu em seguida? "Tiraram, pois a
pedra. E Jesus, levantando os olhos ao céu disse: Pai graças te dou por me haveres ouvido. Eu bem sei que
sempre me ouves, mas eu disse isto por causa da multidão que está em redor, para que creiam que tu me
enviaste. E tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai!! E o defunto saiu tendo as mãos e pés
ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: desligai-o e deixai-o ir. Muitos, pois

14
Escatologia

dentre os judeus que tinham vindo a Maria, e que tinham visto o que Jesus fizera creram nele." João 11:41-
45
A ressurreição de lázaro foi uma demonstração de poder de Deus para dar vida a todos os que morrem
em Cristo. O apóstolo Paulo perante o tribunal do governo Félix, disse em sua defesa: "Tendo esperança em
Deus, como estes mesmos também esperam de que há de haver ressurreição de mortos, assim dos justos
como dos injustos." Atos 24:15. Sabemos que haverá ressurreição de justos e injustos, dos que fizeram o bem
e dos que fizeram o mal, dos que foram obedientes e dos que foram desobedientes. "Não vos maravilheis
disto, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem
sairão para a ressurreição da vida, e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação". João 5:28,29.
Portanto são duas ressurreições.

A 1ª RESSURREIÇÃO
A 1ª ressurreição acontecerá por ocasião da 2ª vinda de Cristo. Lembremos dos textos bíblicos citados
anteriormente: "Porque, assim como a morte por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um
homem. Porque assim, como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. Mas
cada um por sua ordem: Cristo as primícias depois os que são de Cristo na sua vinda." I corintios 15:21-23. E
também está escrito, no evangelho de João: "Em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


mortos ouvirão a voz do filho de Deus, e os que ouvirem viverão." João 5:25.
Todos os que creram em Cristo e foram obedientes aos seus mandamentos, ouvirão a sua voz e sairão
dos sepulcros para a vida eterna. "Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que estão
nos sepulcros ouvirão a sua voz." "E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida." João 5:28,29.
Quem são os que ressuscitarão primeiro? (I tessalonicenses 4:16). Além dos justos ressuscitarem, que mais
acontecerá com eles? "Num momento, num abrir e fechar de olhos ante a última trombeta, porque a trombeta
soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados." I corintios 15:52.
Somente depois de serem transformados e recebrem a imortalidade, os justos serão arrebatados para
encontrar o Senhor nos ares, e assim estarão com o Senhor, no céu. "Depois nós os que ficarmos vivos,
seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos
sempre com o Senhor." I tessalonicenses 4:17. Que diz a bíblia sobre os que fazem parte da 1ª ressurreição?
"Bem aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição, sobre estes não tem poder a 2ª
morte, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos." Apocalipse 20:6.

A 2ª RESSURREIÇÃO
Na 2ª vinda de Cristo os justos mortos serão ressuscitados e os justos vivos transformados. Em seguida
os 2 grupos serão imortalizados e arrebatados. E o que acontecerá aos ímpios com a presença de Jesus? "Por
ocasião da vinda de Cristo os ímpios são eliminados da face de toda a terra, consumidos pelo espírito de sua
boca, e destruídos pelo resplendor de sua glória. Cristo leva o seu povo para a cidade de Deus, e a terra é
esvaziada de seus moradores. Eis que o Senhor esvazia a terra e a desola, e transtorna a sua superfície, e
dispersa os seus moradores… De todo se esvaziará a terra e de todo será saqueada, porque o Senhor
pronunciou esta palavra… Porquanto transgridem as leis, mudam os estatutos, e quebram a aliança eterna.
Por isso a maldição consome a terra, e os que habitam nela serão desolados, por isso serão queimados os
moradores da terra." Isaías 24:1-3.
O profeta Jeremias descreve a condição caótica da terra: "Observei a terra, e eis que estava assolada e
vazia, e os céus, e não tinham a sua luz. Observei os montes, e eis que estavam tremendo, e todos os outeiros
estremeciam. Observei e vi que homem nenhum havia e que todas as aves do céu tinham fugido. Vi também
que a terra fértil era um deserto, e que todas as suas cidades estavam derribadas diante do Senhor, diante do
furor da sua ira." Jeremias 4:23-26.

QUANDO OCORRERÁ A RESSURREIÇÃO DOS ÍMPIOS?


"Ao final dos mil anos ocorrerá a segunda ressurreição. Então os ímpios ressuscitarão dos mortos,
comparecendo perante Deus para execução do juízo escrito. Assim o escritor do apocalipse, depois de
descrever o ressurgir dos justos, diz: Mas os outros mortos não reviveram até que os mil anos se acabaram"
apocalipse 20,5. A respeito dos ímpios Isaías declara:"serão amontoados como presos numa masmorra, e
serão visitados depois de muitos dias." Isaías 24:22."

A DESTRUIÇÃO DOS ÍMPIOS

15
Escatologia

Os ímpios não ressuscitarão para se julgados, mas sim para a condenação. Eles serão destruídos pelo
fogo. "Pois ainda um pouco e o ímpio não existirá, olharás para o seu lugar, e não aparecerá..Mas os ímpios
perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a gordura dos cordeiros, desaparecerão, e em fumo se
desfarão." Salmos 37:10,20. "E pisareis os ímpios, porque se farão cinzas debaixo das plantas de vossos pés
naquele dia que farei, diz o Senhor dos exércitos." Malaquias 4:3. "Mas uma certa expectação horrível de
juízo e ardor de fogo, que há de devorar os adversários,"hebreus 10:27. "Mas os céus e a terra que agora
existem, pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da
perdição dos homens ímpios." II Pedro 3:7. "Os ímpios recebem sua recompensa na terra. Alguns são
destruídos em um momento, enquanto outros sofrem muitos dias. Todos são punidos segundo suas ações.
Tendo sido os pecados dos justos transferidos para satanás, tem ele de sofrer não somente pela sua própria
rebelião, mas por todos os pecados que fez o povo de Deus cometer. Seu castigo deve ser muito maior do
que o daqueles a quem enganou. Depois que perecerem os que pelos seus enganos caíram, deve ele ainda
viver e sofrer. Nas chamas purificadoras os ímpios são finalmente destruídos, raiz e ramos, satanás a raiz,
seus seguidores os ramos."

Capítulo 7

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


O MILÊNIO

O escritor do apocalipse prediz o banimento de satanás, e a condição de caos e desolação a que a terra
deve ser reduzida, e declara que tal condição existirá durante mil anos. Depois de apresentar as cenas da
segunda vinda de Cristo e da destruição dos ímpios, continua a profecia: " vi descer do céu um anjo que tinha
a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o diabo,
e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais
engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo."
Apocalipse 20:1-3.
Olhando ao futuro para o grande dia de Deus, declara o profeta Jeremias: "Observei a terra, e eis que
estava assolada e vazia, e os céus, e não tinha a sua luz.Observei os montes, e eis que estavam tremendo, e
todos os outeiros estremeciam. Observei e vi que homem nenhum havia e que todas as aves do céu tinham
fugido. Vi também que a terra fértil era um deserto, e que todas as suas cidades estavam derribadas."
Jeremias 4:23-26. Durante mil anos satanás vagueará de um lugar para outro na terra desolada, para
contemplar os resultados de sua rebelião contra a Lei de Deus. Ao fim dos mil anos ocorrerá a segunda
ressurreição. Então os ímpios ressuscitarão dos mortos, comparecendo perante Deus para execução do juízo
escrito.

MILÊNIO DE PAZ
No livro de apocalipse, capítulo 20, versículos de 1 a 7, a expressão mil anos está registrada 6 vezes.
Entende-se que esse período seja de paz absoluta e total na terra.
Para determinar o início e o fim desse milênio é necessário identificar os acontecimentos que se
relacionam com o período.
1. Acontecimento que precede o início do milênio.
A 2ª VINDA DE CRISTO
Que promessa Jesus fez aos discípulos?
"Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas
moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, vou preparar-vos lugar.E se eu for e vos preparar lugar, virei
outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também." João 14:1-3.
Que certeza deram os 2 anjos aos discípulos, depois da ascensão de Cristo?
"Tendo Ele dito estas coisas, foi levado para cima, enquanto eles olhavam, e uma nuvem o recebeu,
ocultando-o a seus olhos. Estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles
apareceram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: Varões galileus, por que ficais aí olhando
para o céu? Este mesmo Jesus que dentre vós foi levado para o céu, há de vir assim como para o céu o vistes
ir." Atos 1:9-11.
Com que poder e glória virá a esta terra?
"Então aparecerá no céu o sinal do filho do homem, e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão
vir o filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória." Mateus 24:30.

16
Escatologia

"…Quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos." Lucas 9:26.
Os ímpios não suportarão o resplendor da glória de Cristo, e desejarão a morte, pelo fato de não
poderem olhar o rosto do Rei dos reis e Senhor dos senhores. "E o céu recolheu-se como um livro que se
enrola, e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares. E os reis da terra, e os grandes, e os
chefes militares, e os ricos, e os poderosos, e todo escravo, e todo livre, se esconderam nas cavernas e nas
rochas das montanhas, e diziam aos montes e aos rochedos, caí sobre nós, e escondei-nos daquele que está
assentado sobre o trono, e da ira do cordeiro, porque é vindo o grande dia da ira dele, e quem poderá
subsistir?" apocalipse 6:14-17.
"Mas quem suportará o dia da sua vinda? E quem subsistirá quando Ele aparecer? Pois ele será como o
fogo de fundidor e como o sabão de lavandeiros." Malaquias 3:2. Enquanto os ímpios serão destruídos com a
glória de Cristo, ao aparecer Ele nas nuvens, os que morreram em Cristo serão ressuscitados, e juntamente
com os fiéis que estarão vivos por ocasião da vinda de Cristo, serão arrebatados para encontrarem-se com o
Senhor. "Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de
Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro." I tessalonicenses 4:16.
"Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num
momento, num abrir e fechar dos olhos, ao som da última trombeta, porque a trombeta soará, e os mortos
serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que isto que é

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade." I corintios
15:51-53. Depois de transformados, os salvos serão arrebatados para o céu e permanecerão lá durante mil
anos. " E reviveram, e reinaram com Cristo durante mil anos". Apocalipse 20:4.
2. Acontecimentos que ocorreram durante o milênio:
1) Como ficará a terra após o arrebatamento dos fiéis seguidores de Cristo?
"Observei a terra e eis que era vazia e sem forma, também os céus, e não tinham a sua luz. Observei
os montes e eis que estavam tremendo, e todos os outeiros estremeciam. Observei e eis que não havia
homem algum. E todas as aves do céu tinham fugido. Vi também que a terra fértil era um deserto, e todas as
suas cidades estavam derribadas diante do Senhor, diante do furor da sua ira." Jeremias 4:23-26.
"Eis que o Senhor esvazia a terra e a desola, transtorna a sua superfície e dispersa os seus moradores."
Isaías 24:1. O profeta Jeremias descreve a condição da terra como caótica, sem luz, sem vida, e todas as
obras dos homens destruídas. Assim sendo, satanás não poderá exercer suas atividades malignas, pois não
terá a quem tentar. Aí se cumprirá a profecia de apocalipse 20:1-3: "E vi descer do céu um anjo que tinha a
chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o diabo e
satanás, e o amarrou por mil anos. Lançou-o no abismo, o qual foi fechado e selado, fechou-o e selou sobre
ele, para que não enganasse mais as nações até que os mil anos se completassem. Depois disto é necessário
que ele seja solto por um pouco de tempo."
A cadeia com que o anjo prenderá satanás representa a circunstância de isolamento a que será
submetido. Ele estará preso pelo fato de não poder induzir os homens ao pecado. O abismo onde será
lançado é esta terra, que estará sem luz e sem vida durante mil anos, devido à ausência do Espírito Santo de
Deus.
Que ocorrerá no céu durante os mil anos de paz?
"Ou não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo há de ser julgado por vós,
sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos?
Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?" I corintios 6:2,3. O julgamento dos ímpios e dos anjos
maus, será efetuado no céu, com a presença de todos os salvos por Cristo. "Então vi uns tronos, e aos que se
assentaram sobre eles, foi dado o poder de julgar, e vi as almas daqules que foram degolados por causa do
testemunho de Jesus e da palavra de Deus, e que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o
sinal na fronte nem nas mãos, e reviveram, e reinaram com Cristo durante mil anos." Apocalipse 20:4.
Por quanto tempo os salvos reinarão com Cristo no céu?
"Bem aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição, sobre estes não tem poder a
segunda morte, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante os mil anos."
Apocalipse 20:6
3. Acontecimentos que ocorrem depois do milênio:
Quando serão ressuscitados os ímpios?
"Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se completassem. Esta é a primeira
ressurreição.Bem aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição, sobre estes não tem

17
Escatologia

poder a segunda morte, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante mil anos."
Apocalipse 20:5,6.
O que o profeta João viu a respeito disso?
" E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, adereçada como uma
noiva ataviada para o seu noivo. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de
Deus está com os homens, pois com eles habitará e esses serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles."
Apocalipse 21:2,3.
Em que parte da terra ficará a Nova Jerusalém?
" Naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o
oriente, e o monte das oliveiras será fendido ao meio, do oriente para o ocidente, e haverá um vale muito
grande, e metade do monte se removerá para o norte, e a outra metade dele para o sul." Zacarias 14:4.
Quando a nova Jerusalém descer do céu, os ímpios serão ressuscitados: " Mas os outros não reviveram, até
que completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição." apocalipse 20:5.
"Ora, quando se completarem os mil anos, satanás será solto da sua prisão e sairá a enganar as nações
que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, a fim de ajuntá-
las para a batalha final." Apocalipse 20:7,8.
4. Destruição dos ímpios:

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


Que farão satanás, seus anjos e todos os ímpios, e que acontecerá com eles em seguida?
"E subiram sobre a largura da terra e cercaram o arraial dos santos e a cidade querida, mas desceu fogo
do céu e os devorou, e o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e
o falso profeta, e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos." Apocalipse 20:9,10.
"Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá, atentarás para o seu lugar, e ele ali não estará. Mas os
ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a beleza das pastagens, desaparecerão, em fumaça se
desfarão." Salmos 37:10,20.
De que modo os ímpios, o diabo e seus anjos serão mortos?
"Mas os céus e a terra que agora existem, pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam
para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios… Mas o dia do Senhor virá como ladrão de
noite, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos ardendo, se desfarão, e a terra, e as
obras que nela há, se queimarão." II Pedro 3:7,10.
"Mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários." Hebreus
10:27.
Essa será a segunda morte, para a qual não haverá mais ressurreição. "Mas, quanto aos medrosos, e aos
abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua
parte será no lago de fogo e enxofre, que é a segunda morte." Apocalipse 21:8.

Capítulo 8
A NOVA TERRA

"O meu povo habitará em morada de paz, e em moradas seguras, e em lugares quietos de descanso."
"Nunca mais se ouvirá de violência na tua terra, de desolação ou destruição nos seus termos, mas aos teus
muros chamarás salvação, e a tuas portas louvor."
"Edificarão casas, e as habitarão, e plantarão vinhas, e comerão o seu fruto. Não edificarão para que
outros habitem, não plantarão para que outros comam,… os meus eleitos gozarão das obras das suas mãos."
Isaías 32:18; 60:18; 65:21,22.
Ali, o deserto e os lugares secos se alegrarão disto, e o ermo se exultará e florescerá como a rosa. "Em
lugar do espinheiro crescerá a faia e em lugar da sarça crescerá a faia, e em lugar da sarça crescerá a murta."
Isaías 35:1; 55:13. "E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará… e um menino
pequeno os guiará." "Não se fará mal nem dano algum em todo o monte da minha santidade", diz o Senhor.
Isaías 11:6,9. A dor não pode existir na atmosfera do céu. Ali não mais haverá lágrimas, cortejos fúnebres,
manifestações de pesar. "Não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, … porque já as primeiras coisas
são passadas." Apocalipse 21:4.
"E morador nenhum dirá: Enfermo estou, porque o povo que habitar nela será absolvido da sua
iniqüidade." Isaías 33:24. Na cidade de Deus não haverá noite. Ninguém necessitará de repouso. Não haverá
cansaço em fazer a vontade de Deus e oferecer louvores a seu nome.

18
Escatologia

O LAR ETERNO
O profeta João contemplou em visão o fim do milênio, e viu descer do céu a cidade santa, a Nova
Jerusalém. Satanás sente-se livre de sua prisão e, juntamente com todos os ímpios ressuscitados, cerca a
cidade para tomá-la. "Mas desceu fogo do céu e os devorou." Apocalipse20:9. A terra será totalmente
queimada e todas as obras do homem que nela há desaparecerão. "Mas os céus e a terra de agora, pela
mesma palavra, tem sido guardados para o fogo, sendo reservados para o dia do juízo e da perdição dos
homens ímpios. …Virá, pois como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e
os elementos, ardendo se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão." II Pedro 3:7,10.
Pelo fogo, a terra será queimada e purificada de toda contaminação. Pecados e pecadores serão
consumidos. Não ficará vestígio do mal e não haverá nada que possa fazer lembrar o pecado. "E não haverá
lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão." Isaías 65:17. Após a purificação da terra pelo fogo,
ela será novamente criada. O profeta João disse: "E vi um novo céu e uma nova terra, porque já se foram o
primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe." Apocalipse 21:1.
Nosso Senhor Jesus, antes de ir ao céu, deixou-nos uma promessa: Não se turbe o vosso coração, credes
em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas, se não fosse assim, eu vo-lo teria
dito vou preparar-vos um lugar, e se eu for e preparar lugar, virei outra vez e vos tomarei para mim mesmo,

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


para que onde eu estiver estejais vós também." João 14:1-3. O que o apóstolo Pedro aguardava, baseado na
promessa de Cristo? "Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, nos quais
habita justiça." II Pedro 3:13. O patriarca Abrão firmava sua esperança na mesma promessa de um lar eterno.
"Porque esperava a cidade que tem os fundamentos, da qual o arquiteto e edificador é Deus." Hebreus 11:10.
Esta também deve ser a esperança de todos que crêm em Cristo como seu salvador pessoal. Ele garantiu
a todos os que O aceitam um lugar no eterno lar. Com essa fé devemos viver e pregar para aqueles que não
tem tal esperança. Nós, como pecadores, somos incapazes de compreender as maravilhas que Deus tem
preparado para seus filhos. Nossa mente é finita e nossa imaginação é muito limitada. Com nossos olhos não
conseguimos ver, nem com nossos ouvidos ouvir, o que Deus tem preparado para cada um dos que o
obedecem."Mas como está escrito: as coisas que os olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram
o coração do homem, são as coisas que Deus preparou para os que o amam." I corintios 2:9.

1 - COMO SERÁ A VIDA NO LAR ETERNO?


A vida no lar eterno será bem diferente da que vivemos aqui na terra. Apesar de não termos
possibilidades de descrever exatamente como será, podemos através do que está revelado na palavra de
Deus, ter ao menos uma vaga idéia do lar que será a morada eterna dos salvos. " A linguagem humana não é
adequada para descrever a recompensa dos justos. Será conhecida apenas dos que a contemplarem. Nenhum
espírito finito pode compreender a glória do Paraíso de Deus. "Na bíblia a herança dos salvos é chamada de
um país.(hebreus 11:14-16) Ali o pastor celestial conduz seu rebanho as fontes de águas vivas. "A árvore da
vida produz seu fruto de mês em mês e as folhas das árvores são para a saúde das nações. Existem torrentes
sempre a fluir, claras como cristal, e ao lado delas árvores ondeantes projetam sua sombra sobre as veredas
preparadas para os resgatados do Senhor. Ali as extensas planícies avultam em colinas de beleza, e as
montanhas de Deus erguem seus altivos píncaros. Nessas pacíficas planícies, ao lado daquelas correntes
vivas, o povo de Deus, durante tanto tempo peregrino e errante encontrará um lar". O grande conflito,pág.
675.

2 PAZ, DESCANSO E SEGURANÇA ETERNOS


Ali não haverá nada que possa perturbar a paz dos salvos. Não ouvirão falar de violência, de assaltos, de
seqüestros, crimes e roubos. Vivemos em um mundo onde a humanidade está sendo agredida por vários
meios: notícias e reportagens espantosas, transmitidas por jornais, revistas, rádios e televisão, problemas
sociais, degradação da família, delinqüência juvenil, vícios, drogas, etc; problemas políticos, guerras, fomes,
greves e a predominância do engano. No lar eterno descansaremos de todas essas coisas. Estaremos seguros
eternamente. Façamos uma análise do que nos diz a Palavra de Deus: "O meu povo habitará em moradas
bem seguras, e em lugares quietos de descanso." "Não se ouvirá mais de violência na tua terra, de desolação
ou destruição nos teus termos, mas as tuas portas louvor, e aos teus muros salvação." "Eles edificarão casas e
as habitarão, plantarão vinhas e comerão dos frutos delas. Não edificarão para que outros morem, nem
plantarão para que outros comam, porque os dias do meu povo serão como os dias da árvore, e os meus
escolhidos gozarão por longo tempo das obras das suas mãos." Isaías 32:18; 60:18; 65:21,22.

19
Escatologia

3 - HARMONIA ENTRE OS ANIMAIS


Não haverá ódio até mesmo entre os animais. Todos viverão juntos e se alimentarão somente de
vegetais. Os animais que hoje conhecemos como carnívoros, no ar eterno serão herbívoros. "morará o lobo
com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o leão novo e o animal cevado viverão
juntos,e um menino os conduzirá. A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão, e o leão
comerá palha como o boi. A criança de peito brincará sobre a toca da àspide, e a desmamada meterá a sua
mão na cova do basilisco. Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte; porque a terra se
encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar." Isaías 11:6-9.

4 - NÃO HAVERÁ SOFRIMENTO


"A dor não pode existir na atmosfera do céu. Ali não mais haverá lágrimas, cortejos fúnebres,
manifestações de pesar." Não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor,… porque já as primeiras coisas
são passadas." Apocalipse 21:4. " E morador nenhum dirá: enfermo estou, porque o povo que habitar nela

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


será absolvido da sua iniqüidade." Isaías 33:24.

5 - A CAPITAL DA NOVA TERRA


O profeta contemplou em visão a santa cidade descendo do céu. "E vi a santa cidade a nova Jerusalém,
que descia do céu, da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. E ouvi uma
grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles
habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles." Apocalipse 21:2,3. A cidade santa tem
altos muros com doze portas, cada uma delas com os nomes das doze tribos de Israel. Cada porta é uma
pérola e a sua praça é de ouro puro. "E tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos,
e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel." Apocalipse 21:12.21.

6 - DIMENSÕES DA CIDADE
"A cidade era quadrangular, e o seu cumprimento era igual a sua largura. E mediu a cidade com a cana e
tinha ela doze mil estádios, e o seu comprimento, largura e altura eram iguais. Também mediu o seu muro, e
era de cento e quarenta côvados, segundo a medida de homem, isto pe, de anjo." Apocalipse 21:16,17. "
Segundo esse testemunho a cidade está edificada num perfeito quadrado, medindo igualmente de todos os
lados. Como João declara a medida da cidade era de doze mil estádios. Doze mil estádios, a razão de 185
metros por estádio, equivalem 2.220 KM. Pode compreendesse que essa medida seja a medida de todo o
perímetro da cidade e que não apenas de um lado. Segundo Kitto, parece ter sido este o antigo método de
medir cidades. Foi tirado todo o perímetro, e diz que essa é a medida da cidade.
Segundo essa regra , a nova Jerusalém teria 555 KM em cada lado."O seu comprimento, largura e altura
são iguais. Por essa linguagem, levantou-se a dúvida se a cidade seria tão alta como larga e extensa. A
palavra traduzida por iguais é isos, e pelas definições dadas por Liddel e Scott, sabemos que pode ser usada
para sugerir a idéia de proporção: a altura era proporcional ao comprimento e largura. E essa idéia é
confirmada pelo fato de que o muro só tinha cento e quarenta e quatro côvados de altura. Atribuindo-se o
valor de meio metro ao côvado, o muro teria aproximadamente 72 metros de altura. Ora se a cidade é tão alta
como comprida e larga, isto é 555 KM, este muro de apenas 72 mts seria, em comparação, extremamente
insignificante. É provável portanto que a altura dos edifícios da cidade seja julgada pela altura do muro, que
é distintamente dada." As profecias do apocalipse págs.323, 324.

7 - BELEZA INDESCRITÍVEL DA CIDADE


"As coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, e não subiu ao coração do homem, são as
que Deus preparou para os que o amam." I corintios 2:9. Diante de tal afirmação, como podemos nós,
pecadores que somos, descrever a beleza, grandeza e glória do lar eterno? Disse o apóstolo Paulo, que não
conseguimos ver com nossos olhos nem ouvir com nossos ouvidos, e nem conseguimos pensar com a nossa
mente finita, tudo o que teremos no lar eterno. Deus, por seu infinito amor, revelou-nos através de seu servo,
o profeta João, partes da glória da santa cidade no lar eterno. "E mostrou-me o rio da água da vida, claro
como um cristal, que procedia do trono de Deus e do cordeiro. No meio da praça, e de ambos os lados do rio,

20
Escatologia

estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês, e as folhas das árvores são
para a saúde das nações. Ali não haverá jamais maldição. Nela estará o trono de Deus e do cordeiro, e o seus
servos o servirão, e verão a sua face, e nas suas frontes estará o seu nome. E ali não haverá mais noite, e não
necessitarão de luz de lâmpada, nem de luz de sol, porque o Senhor Deus os alumiará, e reinarão pelos
séculos dos séculos." Apocalipse 22:1-5.
Esse é o lugar que cristo preparou para todos os que o aceitarem. Só os que crêem em Cristo como seu
salvador pessoal, poderão beber da água da vida e comer do fruto da árvore da vida, e entrar na cidade pelas
portas. "Bem aventurados aqueles que lavam suas vestes no sangue do cordeiro, para que tenham direito a
árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas." Apocalipse 22:14.

8 - QUE PESSOAS NÃO PODERÃO HABITAR NO LAR CELESTIAL?


"Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e
pratica a mentira." "Mas quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos
adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago de fogo ardente e
enxofre, que é a segunda morte." Apocalipse 22:15; 21:8.
O lar eterno está a nossa disposição. O Salvador prometeu-nos gratuitamente."E o espírito e a noiva
dizem:vem.E quem ouve, diga vem.E quem tem sede, venha, e quem quiser receba de graça a água da vida."

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


"Pelo que como diz o espírito santo: Hoje se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na
provocação, no dia da tentação no deserto." Lavai-vos, purificai-vos, tirai de diante dos meus olhos a
maldade dos vossos atos, cessai de fazer o mal, aprendei a fazer o bem, buscai a justiça, acabai com a
opressão, fazei justiça ao órfão, defendei as viúvas. Vinde pois e arrazoemos diz o Senhor: ainda que os
vossos pecados sejam vermelhos como o escarlate, eles se tornarão branca como a neve; ainda que sejam
vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão brancos como a lã. Se quiserdes, e me ouvirdes, comereis o bem
desta terra, mas se recusardes e fores rebeldes, sereis devorados a espada, pois a boca do Senhor o disse. "O
céu e a terra tomo hoje por testemunhas contra ti, de que pus diante de ti a vida e a morte, a benção e a
maldição, escolhe, pois a vida, para que vivas, tu e tua descendência." Apocalipse 22:17; hebreus 3:7,8;
isaías 1:16-20; Deuteronômio 30:19.

APÊNDICE

ESPIRITISMO E IMORTALIDADE DA ALMA

OS ENGANOS DE SATANÁS
Satanás começou com seu engano no Éden. Disse a Eva: "Certamente não morrereis." Gên. 3:4. Essa foi
a primeira lição de Satanás sobre a imortalidade da alma, e ele tem prosseguido com este engano desde
aquele tempo até o presente, e o conservará até que termine o cativeiro dos filhos de Deus. Foram-me
indicados Adão e Eva no Éden. Participaram da árvore proibida, e então a espada inflamada foi colocada em
redor da árvore da vida, e eles foram expulsos do jardim, para que não participassem da árvore da vida e
fossem pecadores imortais. O fruto desta árvore deveria perpetuar a imortalidade. Ouvi um anjo perguntar:
"Quem da família de Adão passou pela espada inflamada, e participou da árvore da vida?" Ouvi outro anjo
responder: "Nenhum da família de Adão passou por aquela espada inflamada, e participou da árvore;
portanto, não há pecador imortal." A alma que pecar morrerá morte eterna, morte esta de que não haverá
esperança de ressurreição; e então se aplacará a ira de Deus.
Foi-me coisa surpreendente haver Satanás conseguido tão bem fazer os homens crerem que as palavras
de Deus: "A alma que pecar, essa morrerá" (Ezeq. 18:4), significassem que a alma que pecar não morrerá,
mas viverá eternamente em estado miserável. Disse o anjo: "Vida é vida, quer seja em dores, quer em
felicidade. A morte é sem dor, sem alegria, sem ódio."
Satanás disse a seus anjos que fizessem um esforço especial para espalhar a mentira a princípio
proferida a Eva no Éden: "Certamente não morrereis." Gên. 3:4. E, sendo o erro recebido pelo povo, e sendo
este levado a crer que o homem é imortal, Satanás induziu-os a crer que o pecador viverá em eterno estado

21
Escatologia

de miséria. Achava-se preparado o caminho para Satanás agir por intermédio de seus representantes e
apresentar a Deus perante o povo como um tirano vingativo, como alguém que mergulhe no inferno todos os
que não Lhe agradem, e os faça para sempre sentir Sua ira; e, enquanto sofrem indizível aflição, e se
contorcem nas chamas eternas, é Ele representado a olhar sobre eles com satisfação. Satanás sabia que, se
esse erro fosse recebido, Deus seria odiado por muitos, em vez de amado e adorado; e que muitos seriam
levados a crer que as ameaças da Palavra de Deus não seriam literalmente cumpridas, pois que seria contra
Seu caráter de benevolência e amor mergulhar nos tormentos eternos os seres que criara.
Outro extremo que Satanás tem levado o povo a adotar consiste em não tomarem em nenhuma
consideração a justiça de Deus e as ameaças de Sua Palavra, e representá-Lo como sendo todo misericórdia,
de modo que ninguém perecerá, mas que todos, tanto santos como pecadores, serão finalmente salvos em
Seu reino.
Em conseqüência dos erros populares da imortalidade da alma, e do interminável estado de misérias,
Satanás tira vantagem de outra classe, e os leva a considerar a Bíblia como um livro não inspirado. Acham
que ela ensina muitas coisas boas; mas não podem depositar confiança nela e amá-la, porque lhes foi
ensinado que ela declara a doutrina do tormento eterno.
Uma outra classe Satanás ainda leva mais longe, mesmo a negar a existência de Deus. Não podem ver
coerência no caráter do Deus da Bíblia, se Ele infligirá horríveis torturas a uma parte da família humana por

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


toda a eternidade. Portanto, negam a Bíblia e seu Autor, e consideram a morte como um sono eterno.
Ainda há outra classe que é medrosa e tímida. A estes Satanás tenta para cometer pecado, e depois de
haverem pecado mostra-lhes que o salário do pecado não é a morte, mas vida em horríveis tormentos, a
serem suportados pelas eras sem fim da eternidade. Aumentando assim diante de seu espírito fraco os
horrores de um inferno eterno, toma posse de suas mentes e eles perdem a razão. Então Satanás e seus anjos
exultam, e os incrédulos e ateus se unem a lançar a injúria sobre o cristianismo. Pretendem que estes males
são os resultados naturais de crer na Bíblia e em seu Autor, ao passo que são eles os resultados de receber a
heresia popular.
A Escritura Como Salvaguarda
Vi que o exército celestial estava cheio de indignação por causa desta ousada obra de Satanás. Indaguei
por que se consentia que todos esses enganos se apoderassem da mente dos homens, quando os anjos de
Deus eram poderosos, e, sendo comissionados, poderiam facilmente quebrar o poder do inimigo. Vi então
que Deus sabia que Satanás experimentaria todo artifício para destruir o homem; portanto, fez com que Sua
Palavra fosse escrita, e esclareceu de tal maneira os Seus propósitos com relação à raça humana que nem o
mais fraco precisa errar. Depois de haver dado Sua Palavra ao homem, preservou-a cuidadosamente da
destruição por Satanás e seus anjos, ou por qualquer de seus agentes ou representantes. Conquanto outros
livros pudessem ser destruídos, este deveria ser imortal. E, próximo do fim do tempo, quando aumentassem
os enganos de Satanás, deveria ser multiplicado de tal maneira que todos os que quisessem poderiam ter dele
um exemplar, e poderiam, assim desejando, armar-se contra as armadilhas e prodígios de mentiras de
Satanás.
Vi que Deus havia de maneira especial guardado a Bíblia, ainda quando dela existiam poucos
exemplares; e homens doutos nalguns casos mudaram as palavras, achando que a estavam tornando mais
compreensível quando, na realidade, estavam mistificando aquilo que era claro, fazendo-a apoiar suas
estabelecidas opiniões, que eram determinadas pela tradição. Vi, porém, que a Palavra de Deus, como um
todo, é uma cadeia perfeita, prendendo-se uma parte à outra, e explicando-se mutuamente. Os verdadeiros
pesquisadores da verdade não devem errar; pois não somente é a Palavra de Deus clara e simples ao explanar
o caminho da vida, mas o Espírito Santo é dado como guia na compreensão do caminho da vida ali revelado.
Vi que os anjos de Deus nunca devem governar a vontade. Deus põe diante do homem a vida e a morte.
Este pode fazer a sua escolha. Muitos desejam a vida, mas ainda continuam a andar no caminho largo.
Preferem rebelar-se contra o governo de Deus, apesar de Sua grande misericórdia e compaixão ao dar Seu
Filho para morrer por eles. Aqueles que não optam pela aceitação da salvação comprada por tão alto preço,
deverão ser castigados. Vi, porém, que Deus não os encerraria no inferno para suportar a eterna desgraça,
tampouco os levaria para o Céu; pois colocá-los na companhia dos que são puros e santos fá-los-ia
extraordinariamente infelizes. Ele, porém, os destruirá completamente, e fará com que sejam como se não
tivessem existido; então Sua justiça será satisfeita. Ele formou o homem do pó da terra, e os desobedientes e
profanos serão consumidos pelo fogo e voltarão de novo ao pó. Vi que a benevolência e compaixão de Deus
a tal respeito deveriam levar todos a admirar Seu caráter e adorar Seu santo nome. Depois que os ímpios
forem destruídos da Terra, todo o exército celestial dirá: "Amém!"

22
Escatologia

Satanás olha com grande satisfação para os que professam o nome de Cristo, embora se apeguem
intimamente aos enganos a que ele mesmo deu origem. Sua obra é ainda inventar novos enganos, e seu poder
e arte crescem continuamente nessa direção. Ele levou os seus representantes, os papas e os sacerdotes, a se
exaltarem a si mesmos, e a instigar o povo a perseguir duramente e destruir os que não estavam dispostos a
aceitar os seus enganos. Oh, os sofrimentos e agonias que os preciosos seguidores de Cristo foram levados a
suportar! Anjos guardaram fiel registro de tudo! Satanás e seus anjos maus disseram exultantemente aos
anjos que ministravam a esses santos sofredores que eles deviam ser todos mortos, a fim de que não fosse
deixado na Terra um só cristão fiel. Vi que a igreja de Deus estava então pura. Não havia perigo de para ela
entrarem homens de coração corrupto; pois os verdadeiros cristãos que ousaram declarar sua fé estavam em
perigo do suplício no cavalete, na fogueira, e em toda espécie de tortura que Satanás e seus anjos maus
seriam capazes de inventar ou inspirar à mente dos homens.

ESPIRITISMO
A doutrina da imortalidade natural preparou o caminho para o moderno espiritismo. Se os mortos são
admitidos à presença de Deus e dos santos anjos, e se são favorecidos com conhecimentos que superam em
muito o que antes possuíam, por que não voltariam eles à Terra para iluminar e instruir os vivos? Como
podem os que crêem no estado consciente dos mortos, rejeitar o que lhes vem como luz divina, transmitida

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


por espíritos glorificados? Eis aí um meio de comunicação considerado sagrado, e de que Satanás se vale
para realizar seus propósitos. Os anjos decaídos, que executam suas ordens, aparecem como mensageiros do
mundo dos espíritos. Ao mesmo tempo em que professa trazer os vivos em comunicação com os mortos,
Satanás exerce sobre eles sua fascinante influência.
Ele tem poder até para fazer surgir perante os homens a aparência de seus amigos falecidos. A
contrafação é perfeita; a expressão familiar, as palavras, o tom da voz, são reproduzidos com maravilhosa
exatidão. Muitos são consolados com a afirmativa de que seus queridos estão desfrutando a ventura celestial;
e, sem suspeita de perigo, dão ouvidos a espíritos sedutores e doutrinas de demônios.
Induzindo-os a crer que os mortos efetivamente voltam para comunicar-se com eles, Satanás faz com
que apareçam os que baixaram ao túmulo sem estar preparados.
Pretendem estar felizes no Céu, e mesmo ocupar ali elevadas posições; e assim é largamente ensinado o
erro de que nenhuma diferença se faz entre justos e ímpios. Os pretensos visitantes do mundo dos espíritos
algumas vezes proferem avisos e advertências que se demonstram corretos. Então, estando ganha a
confiança, apresentam doutrinas que solapam diretamente a fé nas Escrituras. Com a aparência de profundo
interesse no bem-estar de seus amigos na Terra, insinuam os mais perigosos erros. O fato de declararem
algumas verdades e poderem, por vezes, predizer acontecimentos futuros, dá às suas declarações uma
aparência de crédito; e seus falsos ensinos são tão facilmente aceitos pelas multidões, e tão implicitamente
cridos, como se fossem as mais sagradas verdades da Bíblia. A lei de Deus é posta de parte, desprezado o
Espírito da graça, o sangue do concerto tido em conta de coisa profana. Os espíritos negam a divindade de
Cristo e colocam o próprio Criador no mesmo nível em que estão. Assim, sob novo disfarce, o grande
rebelde ainda prossegue com sua luta contra Deus - luta iniciada no Céu, e durante quase seis mil anos
continuada na Terra.
Muitos se esforçam para explicar as manifestações espíritas, atribuindo-as inteiramente a fraudes e
prestidigitação por parte do médium. Mas, conquanto seja verdade que os resultados da trapaça tenham
muitas vezes sido apresentados como manifestações genuínas, tem havido também assinaladas manifestações
de poder sobrenatural. As pancadas misteriosas com que o espiritismo moderno se iniciou não foram
resultado de trapaça e artifício humano, mas obra direta dos anjos maus que, assim, introduziam um engano
dos mais eficazes para a destruição das almas. Muitos serão enredados pela crença de que o espiritismo seja
meramente impostura humana; quando postos em face de manifestações que não podem senão considerar
como sobrenaturais, serão enganados e levados a aceitá-las como o grande poder de Deus.
Essas pessoas não tomam em consideração o testemunho das Escrituras relativo às maravilhas operadas
por Satanás e seus agentes. Foi por auxílio satânico que os magos de Faraó puderam contrafazer a obra de
Deus. O apóstolo João, descrevendo o milagroso poder operador que se manifestará nos últimos dias,
declara: "E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à Terra, à vista dos homens. E
engana os que habitam na Terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo
aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia." Apoc.
13:13 e 14. Não se acham aqui preditas meras imposturas. Os homens são enganados pelos milagres que os
agentes de Satanás têm poder para fazer, e não pelo que pretendam realizar.

23
Escatologia

FEITIÇARIA EM FORMA MODERNA


O próprio nome da feitiçaria está agora mantido em desprezo. A pretensão de que os homens podem
comunicar-se com os espíritos maus é considerada como uma fábula da Idade Média. Mas, o espiritismo,
cujo número de conversos pode ser contado em centenas de milhares, e mesmo, milhões, tem conseguido
entrar nos círculos científicos, invadido igrejas e achado favor nos corpos legislativos e mesmo nas cortes
reais - este colossal engano é o reavivamento numa nova máscara da feitiçaria condenada e proibida no
passado.
Como a Eva no Éden, Satanás hoje seduz os homens pela lisonja, despertando-lhes o desejo de obter
conhecimento proibido. "Sereis como Deus", ele declara, "sabendo o bem e o mal." Gên. 3:5. A sabedoria
concedida pelo espiritismo, porém, é a descrita pelo apóstolo Tiago como a que não "vem do alto, mas é
terrena, animal e diabólica". Tia. 3:15.
O príncipe das trevas tem uma mente magistral, e habilmente adapta suas tentações aos homens, de
acordo com a variedade de condição e cultura. Ele opera com "todo o engano da injustiça" (II Tess. 2:10)
para conseguir o controle dos filhos dos homens; contudo, apenas poderá cumprir seus objetivos se eles
voluntariamente se renderem a suas tentações. Aqueles que se colocam em seu poder por condescenderem
com maus traços de caráter, pouco compreendem onde sua conduta terminará. O tentador realiza sua ruína e

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


então os emprega para arruinar a outros.

24
Escatologia

NINGUÉM PRECISA SER ENGANADO


Mas ninguém precisa ser enganado pelas mentirosas pretensões do espiritismo. Deus deu ao mundo luz
suficiente para habilitá-lo a descobrir a cilada. Se não existisse outra evidência, aos cristãos devia bastar que
os espíritas não fazem diferença entre a justiça e o pecado, entre os mais nobres e puros apóstolos de Cristo e
os mais corruptos dos servos de Satanás. Representando os mais vis dos homens como se estivessem no Céu,
altamente exaltados, Satanás virtualmente diz ao mundo: Não importa quão ímpios sejais: não importa que
creiais ou não em Deus e na Bíblia. Vivei como vos agradar. O Céu será o vosso lar.
E mais, esses espíritos mentirosos personificam os apóstolos como contradizendo o que escreveram, sob
a inspiração do Espírito Santo, quando estavam na Terra. Negam a origem divina da Bíblia, estando assim a
demolir o fundamento da esperança cristã e a extinguir a luz que revela o caminho do Céu.
Satanás está fazendo o mundo crer que a Bíblia é mera ficção, ou, ao menos, um livro apropriado às
eras primitivas, devendo hoje ser considerado com menosprezo, ou rejeitado como obsoleto. E para substituir
a Palavra de Deus, exibe as manifestações espíritas. É este um meio inteiramente sob seu domínio; mediante
ele é-lhe possível fazer o mundo acreditar o que lhe aprouver. O Livro que deve julgar a ele e seus
seguidores, lança-o à obscuridade, precisamente onde lhe convém; o Salvador do mundo, ele O representa
como sendo nada mais que homem comum. E, assim como a guarda romana que vigiou o túmulo de Jesus
espalhou a notícia mentirosa que os sacerdotes e anciãos lhes puseram na boca para negar Sua ressurreição,

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br


os que crêem em manifestações espíritas procuram fazer parecer que nada há de miraculoso nas
circunstâncias da vida de nosso Salvador. Depois de procurar desta maneira pôr Jesus à sombra, chama a
atenção para os seus próprios milagres, declarando que estes excedem em muito as obras de Cristo.
Disse o profeta Isaías: "Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos,
que chilreiam e murmuram entre dentes; -não recorrerá um povo ao seu Deus? A favor dos vivos interrogar-
se-ão os mortos? À Lei e ao Testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, nunca verão a alva." Isa.
8:19 e 20. Se os homens tivessem estado dispostos a receber a verdade tão claramente apresentada nas
Escrituras - que os mortos não sabem coisa nenhuma - veriam nas pretensões e manifestações do espiritismo
a operação de Satanás com poder, sinais e prodígios de mentira. Mas, ao invés de renunciar à liberdade, tão
agradável ao coração carnal, assim como aos pecados que amam, as multidões fecham os olhos à luz e
prosseguem em seus caminhos, sem tomar em consideração as advertências, ao mesmo tempo em que
Satanás lhes tece em torno seus laços, fazendo-os presa sua. "Porque não receberam o amor da verdade para
se salvarem... Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira." II Tess. 2:10 e 11.
Os que se opõem aos ensinos do espiritismo atacam, não somente homens, mas Satanás e seus anjos.
Entraram em luta contra os principados e as potestades, e os exércitos espirituais da maldade nos lugares
celestiais. Satanás não cederá uma polegada de terreno sequer, a menos que seja rechaçado pelo poder dos
mensageiros celestiais. O povo de Deus deve ser capaz de enfrentá-lo, como fez nosso Salvador, com as
palavras: "Está escrito." Mat. 4:4. Satanás pode citar as Escrituras hoje, como o fez nos dias de Cristo, e
perverterá seus ensinos para apoiar seus enganos. Porém, as singelas declarações da Bíblia fornecerão armas
poderosas em cada batalha.
Os que quiserem estar de pé no tempo de perigo, precisam compreender o testemunho das Escrituras
relativo à natureza do homem e o estado dos mortos, visto que num futuro próximo muitos serão defrontados
por espíritos de demônios personificando parentes amados ou amigos, e declarando as mais perigosas
heresias. Estes visitantes apelarão para os nossos mais ternos sentimentos de simpatia, efetuando prodígios
para apoiarem suas pretensões. Devemos estar preparados para resistir-lhes com a verdade bíblica de que os
mortos nada sabem, e de que os que desta maneira aparecem são espíritos de demônios.
Há muito tempo, Satanás tem-se preparado para o esforço final de enganar o mundo. O fundamento de
sua obra foi posto na declaração feita a Eva no Éden: "Certamente não morrereis." Gên. 3:4. "No dia em que
dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal." Gên. 3:5. Pouco a
pouco, ele tem preparado o caminho para sua obra-prima de engano: o desenvolvimento do espiritismo. Até
agora não logrou realizar completamente seus desígnios; mas estes serão atingidos no fim dos últimos
tempos, e o mundo será arrastado para as fileiras deste engano. O povo está rapidamente adormecendo,
acalentado por uma segurança fatal, para unicamente despertar com o derramamento da ira de Deus. — Ellen
G. White, História da Redenção, págs. 388-398.

25
Escatologia

BIBLIOGRAFIA

CLARKE, David S. Compêndio de Teologia Sistemática, Casa Editora Presbiteriana, São Paulo, 1988.
DOUGLAS, J. D. O Novo Dicionário da Bíblia, Edições Vida Nova, São Paulo, 1997.
NISTO CREMOS, Casa Publicadora Brasileira, São Paulo, 1989.
OBRAS DE ELLEN G. WHITE (CD-ROM), contendo 51 livros publicados em português. Casa Publicadora
Brasileira.
ONLINE BIBLE SOFTWARE (CD-ROM), contendo 51 versões bíblicas e dezenas de dicionários,
enciclopédias e comentários bíblicos em inglês, francês, espanhol e alemão.
PEARLMAN, Myer. Conhecendo as Doutrinas da Bíblia, Editora Vida, São Paulo, 1993.
SEVENTH-DAY Adventist Bible Commentary Series Software (CD-ROM) contendo o
comentário, a encyclopedia e o dicionário bíblicos.

Instituto de Formação e Educação Teológica – www.ifete.edu.br

26