Sunteți pe pagina 1din 4

ED. INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO.

São Miguel do Iguaçu - PR Fone (Fax): 45 3565-1439

Aluno(a): ______________________________________Nº:___ Ano: 9º Data: __/__/2015

Professor(a): Neuza Disciplina: Arte Valor: ____ Nota:____

Atividades – Televisão é(e) arte?

1- “O vídeo era um recurso novíssimo, tendo a Sony colocado no mercado o primeiro


equipamento doméstico em meados dos anos 60. (...) providências tomadas para promover o
isolamento visual, a separação física, a triagem de ruídos ou a proteção de outras perturbações
do ambiente. Um dos primeiros a utilizar a tecnologia em seu trabalho foi o coreano Nam June
Paik (1932- ) [...] O primeiro trabalho de Paik em vídeo, de 1965, era um filme da visita ao papa
Paulo VI a Nova York feito no mesmo dia em que foi exibido.”
ARCHER, Michael. Arte contemporânea: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes,
2001. p. 108.

A partir da leitura do trecho acima, assinale a(s) alternativa(s) correta(s) com relação à videoarte:
a) O termo “videoarte” foi empregado originalmente para se referir a trabalhos audiovisuais que
utilizavam equipamento de televisão e tecnologias de vídeo, mas atualmente ela também está na
Internet e nas telas do cinema.
b) A ideia de se utilizar a televisão como suporte para a expressão artística surgiu na década de
60, a partir de experimentações do grupo Fluxus, que queria, com isso, fazer uma crítica ao
caráter excessivamente comercial da televisão.
c) No universo da arte, a videoarte se apresenta na forma de fita de vídeo, DVD, pendrive ou
outra mídia semelhante, ou seja, como uma forma de arte impalpável e que não pode ser vista a
não ser por meio de uma tela de televisor ou computador.
d) O videoarte e a fotografia são duas linguagens artísticas que apresentam semelhanças, já que
ambas não exigem imagens em movimento.
e) O videoarte pode ser exibido na televisão domiciliar, na Internet ou em ambientes preparados
especialmente para sua apresentação, como a sala de um museu.
2- Nam June Paik "[...] usou aparelhos de TV – em Zen para TV e A lua é a mais antiga
TV (ambos de 1963) – desde o início dos anos 60, mas suas instalações de vídeo da década de
70, Peixe voa no céu (1975), uma constelação de monitores 'floresciam' em meio a uma
vegetação verde e exuberante, envolviam e submergiam o observador num grau muito maior. As
gravações de Paik mordazmente editadas e cheias de cores, tais como Fissura global(1973),
mostram que é o veículo da TV que dá forma ao conteúdo de seu trabalho, e não o tema
específico na tela.”
ARCHER, Michael, Arte contemporânea: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes,
2001. p. 108.

Após a leitura de um breve trecho sobre a produção de Nam June Paik e a observação da
imagem com a obra do artista, assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas:
a) ( ) Paik era ligado ao movimento Fluxus e acreditava que “assim como a colagem substituiu a
pintura a óleo, o tubo eletrônico da televisão substituirá a tela”.
b) ( ) A partir de 1959, Paik utilizou-se de esculturas e instalações que não continham os
aparelhos de televisão.
c) ( ) Paik era um artista coreano que estava radicado em Nova Iorque e atuava com música,
performance e escultura.
d) ( ) No ano de 1965, Paik adquiriu o primeiro equipamento portátil para uso semiprofissional, o
Portapak, que permitia gravar e rever imagens visuais.
e) ( ) Paik fez suas primeiras gravações artísticas em 1965 e exibiu os resultados para o público
no Café-a-Go-Go, em Nova Iorque, anunciando que a nova mídia substituiria as telas de pintura.

3- Bruce Nauman “[...] empreendeu certas ações em seu estúdio, gravando-as em vídeo. Ela
eram muito simples – caminhar de uma maneira particular, percorrer um quadrado marcado no
chão enquanto tocava violino, quicar duas bolas até perder o controle, aplicar e remover
maquiagem, manipular um tubo de néon para examinar o corpo na luz e na sombra – e eram
filmadas em tempo real. Não eram nem roteirizadas nem editadas, mas duravam o tempo exato
para que a tarefa em questão fosse realizada.”
ARCHER, Michael, Arte contemporânea: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes,
2001. p. 108.
Lendo o trecho do livro intitulado Arte contemporânea: uma história concisa de Michael Archer,
podemos afirmar, com relação à videoarte e a partir da obra do artista Bruce Nauman, que:

a) na década de 70, a videoarte passou a contar com a participação interativa do espectador,


misturando instalação com imagens de vídeo ao vivo reproduzidas na tela.
b) as videoartes combinadas com instalação contavam, por vezes, com diversos monitores
instalados ao longo de salas ou ambientes preparados em museus e galerias.
c) durante a projeção dos vídeos, os visitantes não tinham acesso a coreografias que passavam
de uma tela para outra e, deste modo, não visualizavam os efeitos visuais que poderiam
provocavar sensações diversas.
d) atualmente, existem diversas formas de videoarte, muitas delas editadas com a ajuda
de softwares elaborados, que são exibidas em ambientes convencionais, como museus e
galerias.
e) os videoartes envolvem somente elementos artísticos e não contam com suporte da Internet,
vinhetas de televisão, shows e festas.

4- “A videoarte se serve das possibilidades oferecidas pela entrada em rede de monitores para
atuar no sistema que apresenta ligação observador/observado – ou seja, a relação do espectador
com a obra, o jogo de espelhos das imagens entre si – nos dados relacionais do espaço/tempo. A
instalação de monitores de vídeo e de esculturas propagadas como eco delimitam um espaço
onde o real e a ficção estão lado a lado e se interpenetram.”
CAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea: uma introdução. São Paulo: Martins, 2005. p. 153.
(Coleção Todas as artes)

Com relação ao uso da televisão como objeto do cotidiano inserido no contexto das artes visuais,
assinale a alternativa incorreta:

a) A primeira utilização da televisão na arte foi como simples bem utilitário do nosso cotidiano, um
objeto visual tecnológico.
b) Nos anos 50, temos os artistas da Pop Art que utilizaram a televisão apenas como um
dispositivo que transmitia a ideia de meio de comunicação de massa.
c) O artista da Pop Art, Richard Hamilton, utilizou-se da técnica da colagem, em que a TV aparece
ao fundo como símbolo de uma época.
d) Os artistas da Pop Art produziram arte para ser transmitida pela televisão e o aparelho de TV
também poderia ser visto como objeto, símbolo de modernidade e tecnologia.
e) As instalações com vídeo são originárias do início da década de 60 em que a televisão tornou-
se um meio para mostrar o trabalho do artista e interagir com o espectador.

5- Complete o texto a seguir, que traz uma abordagem sobre a televisão como veículo de
comunicação, selecionando as palavras corretas:

A televisão como meio é um veículo para manifestações artísticas produzidas fora do ambiente
_________________ e elaboradas sem o objetivo de serem veiculadas na TV. Nesse sentido, ela
cumpre sua função de transmitir e receber imagens e sons. É o caso, por exemplo, de
____________________ que se apresentam em um programa na televisão ou dos shows
transmitidos ao vivo. As músicas tocadas não foram compostas especialmente para essa
______________________, que está servindo apenas como veículo, o que é diferente de uma
música composta como _____________________ para um programa televisivo ou para a
abertura de um desses programas. Também estão nessa categoria os programas que exibem a
________________________ de casas e espaços públicos, apresentações de dança ou de teatro
veiculadas pela televisão, entre outros.

6- A televisão pode servir como suporte de produções artísticas feitas especialmente para serem
veiculadas por meio dela, em canais de televisão abertos ou fechados. Entre essas produções,
temos a teledramaturgia, os clipes musicais, os desenhos animados, as aberturas de programas,
as trilhas sonoras e as vinhetas.
A partir dessa premissa, relacione os elementos estéticos que estão dispostos na COLUNA 1 com
seus respectivos significados elencados na COLUNA 2, com relação à experiência estética:

a) Objetivismo
b) Subjetivismo
c) Visão conjunta

( ) Aponta para alguma emoção ou estado de espírito que podem ser experimentados pelo
observador.
( ) Equilíbrio entre os elementos formais e subjetivos da obra.
( ) Preocupação com elementos, tais como: equilíbrio entre cores, linhas, planos e outros
elementos do cenário.
( ) Valorização do aspecto grotesco, enfatizado pelo jogo entre luzes e sombras.
( ) Aponta alguns recursos formais para análise de uma obra.

7- O videoclipe é uma obra audiovisual, normalmente de curta duração, produzida a partir do


trecho de uma música ou de uma composição integral. Os videoclipes integram música, letra e
imagens e são feitos para fins artísticos ou, mais comumente, promocionais, visando à venda ou
à divulgação de produções musicais.

Com relação ao videoclipe musical, analise as afirmativas a seguir:


I) No início, os videoclipes eram veiculados apenas na mídia televisiva.
II) Nos dias de hoje, os videoclipes são encontrados em grande quantidade também na Internet.
III) A mudança na veiculação dos videoclipes implicou em transformações culturais, pois, antes
eram produzidos por diretores de arte para os artistas/músicos.
IV) O que vemos atualmente é que os videoclipes são divulgados somente na Internet e não
contam com produções caseiras.

Assinale a alternativa correta:

a) Somente as afirmativas I e IV estão corretas.


b) Somente as afirmativas II e IV estão corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV estão corretas.
d) As afirmativas II, III e IV estão corretas.
e) As afirmativas I, II e II estão corretas.

8- Complete o texto a seguir, selecionando as palavras corretas, no que diz respeito aos
videoclipes:

O videoclipe é produzido com base em um ____________________ e funciona como uma


maneira de canalizar a __________________ que está sendo tocada por meio de efeitos visuais,
imagens ou cenas, as quais não necessariamente estabelecem uma conexão com a letra da
música. É preciso lembrar que existem _______________ musicais produzidos também para
músicas instrumentais. Por isso, essas produções podem transmitir a mensagem da música
quadro a quadro, focando-se na ____________________, exibindo imagens do artista ou da
banda ou podem transmiti-la de forma ____________________. Também é possível misturar
ambas as formas.

9- A representação teatral é outra linguagem que está muito presente na programação veiculada
pela TV, seja em peças da dramaturgia produzidas pelas próprias emissoras, como novelas e
minisséries, seja na elaboração de peças publicitárias e de filmes.
A partir dessa premissa, podemos afirmar que:

a) a encenação para a TV ou para o cinema difere daquela empregada em peças teatrais, pois
nos dois primeiros casos, busca-se exprimir causalidade e naturalidade dos atores.
b) na TV e no cinema, os atores têm o subsídio de aparatos, tais como: microfones e câmeras,
que garantem a qualidade do som e os diversos ângulos de uma mesma imagem, em detalhe ou
a distância.
c) no teatro, os atores estão geralmente em um palco ou em um espaço determinado, falando
diretamente com um público, que precisa entender as falas e enxergá-los da melhor maneira
possível.
d) no teatro, o modo de falar, de usar as expressões do rosto e de se movimentar em cena é
geralmente mais discreto e o ator não se preocupa em dialogar com cada pessoa do público.
e) na interpretação teatral, os diálogos acontecem no âmbito da percepção e não
necessariamente no domínio das palavras.

10- Complete o texto abaixo, selecionando as palavras corretas, no que diz respeito ao cenário da
programação televisiva:

O cenário, por sua vez, é um elemento que muitas vezes passa despercebido
ao __________________, o qual frequentemente sequer se dá conta de que este passa inúmeras
informações sobre a cena. É o cenário que contextualiza, mostrando a época e o
___________________ em que a ação ocorre, o tipo de problema, de produto ou de sociedade
em questão. Também revela muito sobre os personagens, seus interesses, grau de instrução,
visão de mundo, nível do desenvolvimento ____________________ a que têm acesso e seu
poder aquisitivo.
Em uma filmagem, o cenário pode ser interno ou externo, natural ou especialmente elaborado
para tal cena, ter muitos ou poucos elementos, ser estático ou apresentar movimento, ser simples
ou _______________________.
O que realmente importa é que cada detalhe dele contribua para construir o sentido e o
significado da cena. Assim, em uma propaganda de um produto qualquer, por exemplo, todos os
elementos por trás dos atores, assim como os objetos de ___________________, devem
convergir para eles ou para sua mensagem. O mesmo ocorre em um filme.