Sunteți pe pagina 1din 117

RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE

TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS


P A L A

AULA 05: ÁLGEBRA

SUMÁRIO PÁGINA
1. Teoria 01
2. Resolução de exercícios 25
3. Questões apresentadas na aula 88
4. Gabarito 116

Caro aluno,

Nesta aula trataremos do que pode ser cobrado no tópico “Álgebra”


do seu edital.

Bons estudos!

1. TEORIA
PRODUTOS NOTÁVEIS
Trabalhando com álgebra, existem algumas expressões que
costumam aparecer com frequência em nossos cálculos. Essas expressões
são chamadas de “produtos notáveis”, e o conhecimento delas pode
permitir que você agilize os seus cálculos e obtenha resultados mais
rapidamente. Vejamos os principais casos:

Quadrado da soma de dois termos


Imagine que tenhamos duas variáveis em uma equação, “a” e “b”.
O quadrado da soma desses dois termos é simplesmente (a + b)2. Repare
que:
(a + b)2 = (a + b) . (a + b)

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Desenvolvendo essa expressão da direita da igualdade acima,
utilizando a propriedade distributiva da multiplicação, temos:
(a + b)2 = a.a + a.b + b.a + b.b
(a + b)2 = a2 + a.b + a.b + b2
(a + b)2 = a2 + 2.a.b + b2

A expressão acima é o nosso “produto notável”. Ela nos diz que o


quadrado da soma de dois termos é IGUAL ao quadrado do primeiro
termo (a2) somado a duas vezes a multiplicação entre os termos (2.a.b) e
somado ao quadrado do segundo termo (b2).
Vejamos um exemplo prático. Suponha que você precise fazer o
cálculo de 572. Isso é o mesmo que:
(50 + 7)2

Temos o quadrado de uma soma, que pode ser resolvido através do


produto notável que já conhecemos acima:
(a + b)2 = a2 + 2.a.b + b2
(50 + 7)2 = 502 + 2.50.7 + 72
(50 + 7)2 = 2500 + 100.7 + 49
(50 + 7)2 = 2500 + 700 + 49
(50 + 7)2 = 3249

Quadrado da diferença entre dois termos


Imagine que tenhamos duas variáveis em uma equação, “a” e “b”.
O quadrado da diferença entre esses dois termos é simplesmente (a –
b)2. Repare que:
(a – b)2 = (a – b) . (a – b)
(a – b)2 = a.a – a.b – b.a + b.b
(a – b)2 = a2 – 2.a.b + b2

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Temos na linha acima mais um produto notável. Ele poderia ter
sido usado para fazer também o cálculo de 572, lembrando que isto é
equivalente a (60 – 3)2. Veja:
572 =
(60 – 3)2 =
602 – 2x60x3 + 32 =
3600 – 360 + 9 =
3249

Veja como utilizar um produto notável como este em uma questão


de prova:

1. FCC – TRT/4ª – 2011) Dos números que aparecem nas alternativas,


o que mais se aproxima do valor da expressão (0,619 2  0,599 2 )  0, 75 é:

a) 0,0018
b) 0,015
c) 0,018
d) 0,15
e) 0,18
RESOLUÇÃO:
Veja que elevar 0,619 e 0,599 ao quadrado seria bem trabalhoso.
Entretanto, lembrando que (a  b)  (a  b)  a 2  b 2 , onde a = 0,619 e b =

0,599, temos que:


a 2  b 2  ( a  b)  ( a  b)
0,6192  0,599 2  (0,619  0,599)  (0,619  0,599)
0,6192  0,599 2  (1,218)  (0,02)
0,6192  0,599 2  0,0243
Assim,
(0, 619 2  0, 5992 )  0, 75  0, 0243  0, 75  0, 0182

Resposta: C

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Diferença entre dois quadrados
Observe que:
(a + b) x (a – b) =
a.a + a.b – b.a – b.b =
a2 + a.b – a.b – b2 =
a2 – b2

Ou seja,
(a + b) x (a – b) = a2 – b2

Este é o nosso produto notável. Ele nos diz que a diferença entre
dois números elevados ao quadrado (a2 – b2) é igual à multiplicação entre
a soma deles (a + b) e a diferença entre eles (a – b). Portanto, caso você
precise fazer, por exemplo, (82 – 72), basta calcular assim:
a2 – b2 = (a + b) x (a – b)
82 – 72 = (8 + 7) x (8 – 7)
82 – 72 = (15) x (1)
82 – 72 = 15

Fácil, não? Vejamos mais produtos notáveis.

Cubo da soma de dois números e Cubo da diferença entre dois


números
A lógica desses produtos notáveis é similar à lógica que já vimos
nos demais casos. Assim, para não perdermos tempo, vou disponibilizar
para você diretamente as fórmulas desses dois casos:

( a  b) 3  a 3  3  a 2  b  3  a  b 2  b 3

( a  b)3  a 3  3  a 2  b  3  a  b 2  b3

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Exemplificando o uso desses produtos notáveis, vamos resolver a
questão abaixo:

2. CEPERJ – DEGASE/RJ – 2012) Uma quantidade X é dada pela


expressão:

Desse modo, X é igual a:

A) 25,2527456

B) 26,3939392

C) 27,0000000

D) 36,0000000

E) 36,3020293

RESOLUÇÃO:

Veja que temos termos elevados ao cubo nessa expressão do


enunciado, o que nos faz lembrar do seguinte produto notável:
( a  b) 3  a 3  3  a 2  b  3  a  b 2  b 3

Observe que se trocarmos 0,023 por “a” e 2,977 por “b”, a


expressão do enunciado seria exatamente a 3  3  a 2  b  3  a  b 2  b3 .

Observando os produtos notáveis, vemos que:

a 3  3  a 2  b  3  a  b 2  b 3  ( a  b) 3

Portanto, ao invés de efetuar toda a conta, basta calcularmos:

X = (0,023 + 2,977)3 = 33 = 27.

Resposta: C

Estes não são os únicos produtos notáveis existentes, mas são os


mais importantes. Resumindo-os, temos:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
1. (a  b)2  a 2  2  a  b  b2

2. (a  b)2  a 2  2  a  b  b 2

3. (a  b)  (a  b)  a 2  b 2

4. (a  b)3  a 3  3  a 2  b  3  a  b 2  b3

5. (a  b)3  a 3  3  a 2  b  3  a  b 2  b3

EQUAÇÕES DE 1º GRAU
Para começar o estudo deste tópico, vamos trabalhar o seguinte
exemplo: “João tinha uma quantidade de bolas cheias, porém 5
murcharam, restando apenas 3 cheias. Quantas bolas tinha João?”. Neste
caso, a variável que pretendemos descobrir é o número de bolas.
Chamando essa variável de x, sabemos que x menos 5 bolas que
murcharam resulta em apenas 3 bolas cheias. Matematicamente, temos:
x–5=3
portanto,
x = 8 bolas
Este é um exemplo bem simples. Note que a variável x está elevada
ao expoente 1 (lembra-se que x 1  x ?) . Quando isso acontece, estamos
diante de uma equação de 1º grau. Estas equações são bem simples de
se resolver: basta isolar a variável x em um lado da igualdade, passando
todos os demais membros para o outro lado, e assim obtemos o valor de
x.
Antes de prosseguirmos, uma observação: você notará que eu não
gosto de usar a letra x, mas sim uma letra que “lembre” o que estamos
buscando. No exemplo acima, eu teria usado B (de bolas), pois acho que
isso evita esquecermos o que representa aquela variável – principalmente
quando estivermos trabalhando com várias delas ao mesmo tempo.
O valor de x que torna a igualdade correta é chamado de “raiz da
equação”. Uma equação de primeiro grau sempre tem apenas 1 raiz.
Vejamos outro exemplo:
3x - 15 = 0

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Sobre este tema, resolva a questão a seguir:

3. CEPERJ – PREF. SÃO GONÇALO – 2011) Antônio recebeu seu


salário. As contas pagas consumiram a terça parte do que recebeu, e a
quinta parte do restante foi gasta no supermercado. Se a quantia que
sobrou foi de R$440,00, o valor recebido por Antonio foi de:
a) R$780,00
b) R$795,00
c) R$810,00
d) R$825,00
e) R$840,00
RESOLUÇÃO:
Seja S o salário recebido por Antonio. Se ele gastou a terça parte
S S 2
(isto é, ) com as contas, sobraram S   S . Desse valor restante, a
3 3 3
1 2
quinta parte (ou seja,  S ), foi gasta no supermercado. Como
5 3
sobraram 440 reais, podemos dizer que:
2 1 2
S   S  440
3 5 3
Vamos resolver a equação de primeiro grau acima, com a variável
S:
2 1 2
S   S  440
3 5 3
10 2
S  S  440
15 15
8
S  440
15
15
S  440 
8
S  825
Resposta: D.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
SISTEMAS DE EQUAÇÕES DE PRIMEIRO GRAU (SISTEMAS
LINEARES)
Em alguns casos, pode ser que tenhamos mais de uma incógnita.
Imagine que um exercício diga que:
x + y = 10
Veja que existem infinitas possibilidades de x e y que tornam essa
igualdade verdadeira: 2 e 8, -2 e 12 etc. Por isso, faz-se necessário obter
mais uma equação envolvendo as duas incógnitas para poder chegar nos
seus valores exatos. Portanto, imagine que o mesmo exercício diga que:
x – 2y = 4
Portanto, temos o seguinte sistema, formado por 2 equações e 2
variáveis:
 x  y  10

 x  2y  4
A principal forma de resolver esse sistema é usando o método da
substituição. Este método é muito simples, e consiste basicamente em
duas etapas:
1. Isolar uma das variáveis em uma das equações
2. Substituir esta variável na outra equação pela expressão achada no
item anterior.

A título de exemplo, vamos isolar a variável x na primeira equação


acima. Teremos, portanto:
x  10  y

Agora podemos substituir x por 10 – y na segunda equação. Assim:


x  2y  4
(10  y )  2y  4
10  3 y  4
10  4  3 y
6  3y
y 2

Uma vez encontrado o valor de y, basta voltar na equação x = 10 –


y e obter o valor de x:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
x  10  y
x  10  2
x 8
Existem outros métodos de resolução de sistemas lineares – por
agora tente conhecer bem o método da substituição, que auxiliará a
resolver diversas questões de sua prova! Treine este método com a
questão abaixo:

4. CEPERJ – SEFAZ/RJ – 2011) Os professores de uma escola


combinaram almoçar juntos após a reunião geral do sábado seguinte pela
manhã, e o transporte até o restaurante seria feito pelos automóveis de
alguns professores que estavam no estacionamento da escola. Terminada
a reunião, constatou-se que:
• Com 5 pessoas em cada carro, todos os professores podem ser
transportados e 2 carros podem permanecer no estacionamento.
• Se 2 professores que não possuem carro desistirem, todos os carros
podem transportar os professores restantes, com 4 pessoas em cada
carro.
O número total de professores na reunião era:
A) 40
B) 45
C) 50
D) 55
E) 60

RESOLUÇÃO:

Chamemos de C o número de carros disponíveis. Com 5 pessoas em


cada carro, seria possível deixar 2 carros no estacionamento, isto é, usar
apenas C – 2 carros. Sendo P o número de professores, podemos dizer
que P é igual ao número de carros que foram usados (C – 2) multiplicado
por 5, que é a quantidade de professores em cada carro:

P  (C  2)  5

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Se 2 professores desistirem, isto é, sobrarem P – 2 professores,
estes podem ser transportados nos C carros, ficando 4 pessoas em cada
carro. Portanto, o número de professores transportados neste caso (P –
2) é igual à multiplicação do número de carros (C) por 4, que é a
quantidade de professores em cada carro:

P 2 C4

Temos assim um sistema linear com 2 equações e 2 variáveis:

P  (C  2)  5
P 2 C4

Vamos isolar a variável P na segunda equação:

P C42

A seguir, podemos substituir essa expressão na primeira equação:

P  (C  2)  5
C  4  2  (C  2)  5
4C  2  5C  10
2  10  5C  4C
12  C

Descobrimos, portanto, que o total de carros é C = 12. O total de


professores é dado por:

P C42
P  12  4  2
P  50

Resposta: C

EQUAÇÕES DE 2º GRAU
Assim como as equações de primeiro grau se caracterizam por
possuírem a variável elevada à primeira potência (isto é, x 1 ), as equações
de segundo grau possuem a variável elevada ao quadrado ( x 2 ), sendo
escritas na forma ax 2  bx  c  0 , onde a, b e c são os coeficientes da
equação. Veja um exemplo:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Como A é o número de meninas, ele deve necessariamente ser um
número positivo. Assim, podemos descartar -12 e afirmar que A = 11
meninas. Portanto, o número de meninos é:
B = A + 3 = 11 + 3 = 14

O total de alunos é:
A + B = 11 + 14 = 25
Resposta: A

Resolva ainda essa questão:

6. COPS/UEL – CELEPAR – 2010) Entre os números x e y existe a


seguinte relação: x3 + 3xy + xy2 = 27. Nessas condições:
a) Se x = 3 e y é negativo, então y = -3.
b) Se x = 3 e y é positivo, então y = 3.
c) Se x = 4 então y = 8.
d) Se x = 8 então y = 4.
e) Se x = -1 então y = -2.
RESOLUÇÃO:
As alternativas a) e b) dessa questão tratam do caso onde x = 3. Se
isto ocorrer, a expressão do enunciado se transforma em:
33 + 3.3.y + 3y2 = 27
27 + 9y + 3y2 = 27
9y + 3y2 = 0

Para resolver esta equação do segundo grau, você pode utilizar a


fórmula de Báskara que estudamos. Entretanto, veja a seguir uma forma
diferente de resolver (esta forma é válida apenas quando não temos o
termo independente, isto é, quando c = 0 em ay2 + by + c = 0). Basta
colocar a variável em evidência:
y . (9 + 3y) = 0

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Só existem duas formas do produto acima ser zero. Ou y = 0, ou 9
+ 3y = 0, o que implicaria em y = -3. Estas são as duas raízes.

Assim, veja que se x = 3 e y é negativo, então y = -3. Chegamos


ao resultado da alternativa A.
Resposta: A

INEQUAÇÕES DE 1º E 2º GRAUS
Chamamos de inequação uma desigualdade que utiliza os símbolos
> (maior que), < (menor que),  (maior ou igual a) ou  (menor ou igual
a). Podemos ter inequações de primeiro grau, segundo grau ou outros
graus, dependendo do maior expoente ao qual estiver elevada a variável.
Veja alguns exemplos:

x + 7 > 1 (x mais 7 unidades é maior que 1)

3x2 < 27 (o triplo de x ao quadrado é menor que 27)

Ao resolver uma inequação não encontraremos o valor exato da


variável, mas sim um intervalo onde esta variável pode se encontrar.
Exemplificando, vamos resolver a primeira inequação acima:
x+7>1

Veja que esta é uma inequação de primeiro grau. Para resolvê-la,


vamos isolar a variável x, somando -7 nos dois lados da inequação:
x+7–7>1–7
x > -6

Portanto, sabemos que qualquer valor x que seja maior que –6


atende a inequação. Por exemplo, x = 0 atende a inequação, pois 0 > -6.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Uma maneira mais formal de representar todos os valores que
atendem a inequação é dizer que o conjunto-solução desta inequação (S)
é:
S  {x  R | x  6}

( leia: o conjunto solução é formado por todo x pertencente ao conjunto


dos números reais, tal que x é maior que -6)

Vamos resolver agora a seguinte inequação:


-x + 18 < 2x

Podemos “passar” o 18 para o lado direito da inequação (somando -


18 nos dois lados da inequação) e “passar” o 2x para o lado esquerdo:
-x -2x < -18
-3x < -18
-x < -18/3
-x < -6

Se quisermos obter o valor de x (ao invés de –x), devemos


multiplicar ambos os lados da inequação por -1. Entretanto, atenção:
neste caso, você deve inverter o sinal da inequação. Observe:
x>6
Aqui, teríamos o conjunto solução:
S  {x  R | x  6}

Prosseguindo, vamos trabalhar um exemplo de inequação do


segundo grau:
-x2 +13x > 36

Para resolver uma inequação do segundo grau, você precisa: 1)


passar todos os termos para o mesmo lado; 2) substituir o sinal da
inequação pelo sinal de igualdade, resolvendo a equação através da

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
fórmula de Báskara; 3) escrever o conjunto-solução da inequação. Vamos
efetuar estes passos.
Passando todos os termos da inequação acima para o mesmo lado,
temos:
-x2 +13x – 36 > 0

Vamos multiplicar os dois membros da inequação por -1, para


substituir o sinal negativo de –x2. Lembrando que devemos inverter o
sinal da desigualdade, temos:
x2 – 13x + 36 < 0

Agora, devemos substituir o sinal > por = , temporariamente,


apenas para calcularmos as raízes da equação:
x2 – 13x + 36 = 0

Utilizando a fórmula de Báskara, vemos que x1 = 4 e x2 = 9. O


próximo passo é escrever o conjunto solução da inequação.
Como o fator x2 tem coeficiente positivo (1x2), a curva f(x) = x2 –
13x – 36 tem concavidade para cima, cruzando o eixo horizontal em x =
4 e em x = 9. O gráfico desta função seria mais ou menos assim:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Observe neste gráfico que f(x) tem valor negativo para x entre 4 e
9 (está abaixo do eixo horizontal). Da mesma forma, f(x) tem valor
positivo para x abaixo de 4 e também para x acima de 9 (pois está acima
do eixo horizontal), e tem valor igual a zero para x = 4 e para x = 9.
Como a inequação que temos é x 2 – 13x – 36 < 0, estamos
interessados apenas nos trechos onde f(x) é menor que zero (negativa).
Marquei em vermelho esses trechos:

Portanto, o nosso conjunto solução é:


S  { x  R | 4  x  9}

Vamos exercitar a manipulação de inequações do segundo grau


encontrando o conjunto solução da inequação abaixo:
- x2 + 3x - 2  0
Substituíndo o  pelo =, temos:
- x2 + 3x - 2 = 0

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Utilizando a fórmula de Báskara, obtemos x1 = 1 e x2 = 2. O gráfico
de f(x) = - x2 + 3x - 2 tem concavidade para baixo, pois x2 tem
coeficiente negativo (-1x2). Este gráfico cruza o eixo x em 1 e 2:

Como queremos saber a região onde f(x)  0, isto é, - x2 + 3x - 2


 0, marquei a região que nos interessa no gráfico abaixo:

Portanto, o nosso conjunto solução é a região entre 1 e 2, isto é:


S  { x  R | 1  x  2}

Repare que, no primeiro exemplo que analisamos (x2 – 13x – 36 >


0) tínhamos o sinal >, enquanto no segundo exemplo (- x2 + 3x - 2  0)

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Assim, g(x) é uma parábola com a concavidade para baixo (pois o
termo x2 é multiplicado por um coeficiente negativo, -2), que toca o eixo
1
horizontal nos pontos x  2 ou x   . Esboçando o gráfico, temos:
2

Repare que g(x) é igual a zero em x = -1/2 e em x = 2. E g(x) é

positiva para x entre -1/2 e 2. Como a nossa inequação é do tipo g ( x )  0 ,


podemos escrever o seguinte conjunto-solução:
 1 
B   x  R |   x  2
 2 
Repare que o ponto x = 1, que é a única solução de f ( x)  0 , faz
1
parte do intervalo   x  2 . Ou seja, x = 1 também é solução da
2

inequação g ( x )  0 . É por isso que podemos afirmar que a intersecção


entre os conjuntos-solução A e B é:
Y   x  R | x  1

Resposta: C

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
2. RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS
8. FGV – CODEBA – 2016) Hércules recebe R$ 65,00 por dia normal de
trabalho e mais R$ 13,00 por hora extra. Após 12 dias de trabalho,
Hércules recebeu um total de R$ 845,00. Sabendo que Hércules pode
fazer apenas uma hora extra por dia, o número de dias em que Hércules
fez hora extra foi
(A) 1.
(B) 3.
(C) 5.
(D) 7.
(E) 9.
RESOLUÇÃO:
Como trabalhou 12 dias, Hércules recebeu 12 x 65 = 780 reais. O
restante foram as horas extras, que somaram 845 – 780 = 65 reais.
Como ele recebe 13 reais por hora extra, o total de horas extras é de 65 /
13 = 5. E, como ele faz apenas uma hora extra por dia, o total de dias
com horas extras é igual a 5.
Resposta: C

9. FGV – CODEBA – 2016) Ao final de 2010, a idade de Ricardo, em


anos, era a metade da idade de sua mãe. A soma dos anos em que eles
nasceram é 3963. Ao final de 2016, a idade de Ricardo, em anos, será
(A) 24.
(B) 25.
(C) 26.
(D) 27.
(E) 28.
RESOLUÇÃO:
Seja R a idade de Ricardo em 2010. A da sua mãe era o dobro
disso, ou seja, 2R. Assim, Ricardo nasceu no ano 2010 – R, e a sua mãe
nasceu em 2010 – 2R. Somando os anos de nascimento, temos 3963:
3963 = 2010 – R + 2010 – 2R

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
3R = 4020 – 3963
3R = 57
R = 19
Portanto, em 2016 (6 anos depois), Ricardo terá 19 + 6 = 25 anos.
Resposta: B

10. FGV – CODEBA – 2016) Entre os trabalhadores de uma empresa,


há os que são filiados ao Sindicato A e os que são filiados ao Sindicato B.
Alguns são filiados aos dois Sindicatos e outros a nenhum dos dois. Dos
2
que são filiados ao Sindicato A, também são filiados ao Sindicato B e
3
2
dos que são filiados ao Sindicato B, também são filiados ao Sindicato
5
A. Além disso, o número de trabalhadores da empresa que são filiados a
somente um desses dois Sindicatos é igual ao número daqueles que não
são filiados a nenhum dos dois. A razão entre o número de trabalhadores
que são filiados aos dois Sindicatos e o número total de trabalhadores da
empresa é
1
A)
4
1
B)
5
2
C)
5
3
D)
5
3
E)
10
RESOLUÇÃO:
Vamos chamar de NA e NB os números de filiados dos sindicatos A
2
e B, respectivamente. Dos que são filiados ao Sindicato A, também são
3
2
filiados ao Sindicato B e dos que são filiados ao Sindicato B, também
5

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
são filiados ao Sindicato A. Portanto, o número de pessoas que fazem
parte dos dois sindicatos ao mesmo tempo é de 2NA/3, que também é
2NB/5. Isto é,
2NA/3 = 2NB/5
5NA = 3NB

O número de pessoas filiadas apenas em A é de NA – 2NA/3 =


NA/3. E o número de pessoas filiadas apenas em B é de NB – 2NB/5 =
3NB/5.
Foi dito que o número de trabalhadores da empresa que são filiados
a somente um desses dois Sindicatos é igual ao número daqueles que não
são filiados a nenhum dos dois. Ou seja,
Filiados a nenhum = filiados apenas a A + filiados apenas a B
Filiados a nenhum = NA/3 + 3NB/5 = NA/3 + (5NA)/5 = 4NA/3

O total de trabalhadores é, portanto,


Total = filiados a nenhum + filiados a A + filiados apenas a B
Total = 4NA/3 + NA + 3NB/5
Total = 4NA/3 + NA + 5NA/5
Total = 4NA/3 + NA + NA
Total = 10NA/3

A razão entre o número de trabalhadores que são filiados aos dois


Sindicatos (2NA/3) e o número total (10NA/3) de trabalhadores da
empresa é:
Razão = (2NA/3) / (10NA/3)
Razão = 2 /10
Razão = 1/5
Resposta: B

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
1
11. FGV – CODEBA – 2016) O salário de Pedro é maior do que o
3
salário de Paulo. O salário de Paulo é x% menor do que o salário de
Pedro. O valor de x é
(A) 25.
(B) 27,5.
(C) 30.
(D) 33,3.
(E) 50.
RESOLUÇÃO:
Sejam Pe e Pa os salários de Pedro e Paulo, respectivamente. O
salário de Pedro é 1/3 maior que o de Paulo, ou seja,
Pe = Pa + Pa/3
Pe = 4Pa/3
3Pe = 4Pa
Pa = 3Pe/4
Pa = 0,75 Pe

Ou seja, o salário de Paulo é 75% do salário de Pedro, o que nos


indica que o salário de Paulo é 100% - 75% = 25% menor que o salário
de Pedro.
Resposta: A

12. FGV – CODEBA – 2016) Um menino queria comprar uma mochila


que custava 84 reais e seu pai teve com ele o seguinte diálogo:
— Pai: Você tem a quantia suficiente para comprar a mochila?
— Filho: Não.
— Pai: Quanto falta?
— Filho: Falta menos do que a metade do que eu tenho.
Nessa ocasião o filho tinha
(A) 28 reais ou menos.
(B) exatamente 42 reais.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) mais que 42 e menos que 56 reais.
(D) exatamente 56 reais.
(E) mais que 56 reais.
RESOLUÇÃO:
Se o filho tivesse N reais, então faltavam 84 – N reais para comprar
a mochila. O filho disse que o que falta corresponde a menos da metade
do que ele tem, ou seja,
O que falta < metade do que tem
84 – N < N/2
84 < N + N/2
84 < 3N/2
168 < 3N
56 < N

Ou seja, o filho tem mais de 56 reais.


Resposta: E

13. FGV – CODEBA – 2016) Em um certo jogo, há três tipos de carta:


ouro, prata e bronze. Cada duas cartas ouro valem cinco cartas prata e
cada três cartas prata valem quatro cartas bronze. Nesse jogo, três cartas
ouro valem
(A) dez cartas bronze.
(B) nove cartas prata.
(C) doze cartas bronze.
(D) oito cartas prata.
(E) dezesseis cartas bronze.
RESOLUÇÃO:
Sendo O, P e B as cartas de ouro, prata e bronze respectivamente,
temos:
2O = 5P
3P = 4B

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Multiplicando a primeira equação por 3, e a segunda por 5, ficamos
com outras duas equações que são equivalentes às anteriores:
6O = 15P
15P = 20B

Veja que fiz isso para “forçar” o aparecimento do termo 15P nas
duas equações. Assim, com base nas equações acima, podemos escrever
que:
6O = 15P = 20B
6O = 20B
3O = 10B

Esta equação nos diz que três cartas de ouro correspondem a 10


cartas de bronze.
Resposta: A

14. FGV – MPRJ – 2016) Em uma barraca da feira as abóboras são


todas iguais. Sabe-se que uma abóbora pesa 2 kg mais a terça parte de
uma abóbora. O peso de uma abóbora e meia é:
(A) 3,0 kg;
(B) 3,6 kg;
(C) 4,5 kg;
(D) 4,8 kg;
(E) 5,4 kg.
RESOLUÇÃO:
Seja A o peso de uma abóbora, sabemos que “uma abóbora pesa
2kg a mais que a terça parte de uma abóbora”, isto é,
A = 2 + A/3
A – A/3 = 2
2A/3 = 2
A = 3kg

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Assim, uma abóbora e meia pesa 1,5 x 3kg = 4,5kg.
Resposta: C

15. FGV – MPRJ – 2016) Sejam x e y números inteiros positivos tais


que x/16 = 3/y. O número de pares ordenados diferentes (x,y) que
podem ser formados é:
(A) 16;
(B) 14;
(C) 12;
(D) 10;
(E) 8.
RESOLUÇÃO:
Temos a igualdade:
x/16 = 3/y
x = 3.16/y
x = 48/y

Para x e y serem inteiros na igualdade acima, y deve ser um divisor


de 48. Listando os divisores de 48 rapidamente:
1, 2, 3, 4, 6, 8, 12, 16, 24, 48

Portanto, y pode ser qualquer um desses 10 valores, de modo que x


será o valor obtido da divisão 48/y. Temos, ao todo, 10 pares ordenados
possíveis.
Resposta: D

16. FGV – MPRJ – 2016) As somas de três números inteiros, dois a


dois, são, respectivamente, 29, 63 e 68. O maior desses três números
inteiros é:
(A) 60;
(B) 51;
(C) 49;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(D) 44;
(E) 37.
RESOLUÇÃO:
Chamando os números de x, y e z, temos:
x+y = 29
x+z = 63
y+z = 68

Na primeira equação vemos que y = 29 – x, e na segunda vemos


que z = 63 – x. Sustituindo na terceira, temos
y+z = 68
(29-x) + (63-x) = 68
92 – 2x = 68
92 – 68 = 2x
24 = 2x
x = 12

Deste modo,
y = 29 – x = 29 – 12 = 17
z = 63 – x = 63 – 12 = 51

O maior número é 51.


Resposta: B

17. FGV – MPRJ – 2016) O carro de Joana faz 15 km por litro de


gasolina e o carro de Laura faz 10 km por litro de gasolina. Joana e Laura
percorreram exatamente a mesma distância em quilômetros com seus
respectivos carros. No total, a razão entre quilômetros percorridos e o
número de litros de gasolina gastos pelas duas foi igual a:
(A) 11,5;
(B) 12,0;
(C) 12,5;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(D) 13,0;
(E) 13,5.
RESOLUÇÃO:
Vamos resolver primeiramente supondo que as duas percorreram
150 quilômetros. No caso de Joana, ela gastou 150 / 15 = 10 litros. No
caso de Laura, ela gastou 150 / 10 = 15 litros. Note que elas percorreram
300km e, ao todo, gastaram 25 litros. Temos a razão 300 / 25 = 12 (letra
B).
Você também pode resolver supondo que ambas percorreram a
distância D. No caso de Joana, temos:
15km ——- 1 litro
D km —— J litros
15J = 1D
J = D/15 litros

No caso de Laura:
10km —— 1 litro
D km —— L litros
10L = 1D
L = D/10 litros

Somando os consumos, temos:


D/15 + D/10 = 10D/150 + 15D/150 = 25D/150 litros = D / 6 litros

No total, a distância percorrida foi de D+D = 2D, e o gasto de


combustível foi de D/6 litros, de modo que temos a razão 2D / D/6 = 2D
x 6/D = 12.

Resposta: B

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
18. FGV – MPRJ – 2016) Em um cofre há muitas moedas de R$ 1,00 e
de R$ 0,50. Pedro vai tirando, uma a uma, as moedas desse cofre. Das
cinco primeiras moedas que ele tirou, três eram de R$ 1,00. Depois ele
tirou mais N moedas e, no total das moedas retiradas, mais de 90% eram
de R$ 1,00. O valor mínimo de N é:
(A) 16;
(B) 18;
(C) 20;
(D) 25;
(E) 27.
RESOLUÇÃO:
Nas 5 primeiras moedas temos 3 de 1 real e 2 de 50 centavos.
Vamos supor que as N moedas tiradas a seguir sejam todas de 1 real.
Assim, ficamos com um total de 5+N moedas retiradas, das quais 3+N
são de 1 real. Para que as de 1 real representem mais de 90% do total:
(3+N) / (5+N) > 90%
(3+N) / (5+N) > 0,90
(3+N) > 0,90 x (5+N)
3+N > 4,5 + 0,90N
N – 0,90N > 4,5 – 3
0,10N > 1,5
N > 1,5 / 0,10
N > 15

Devem ter sido retiradas mais de 15 moedas (pelo menos 16


moedas).
Resposta: A

19. FGV – MPRJ – 2016) Miguel pagou atrasado a conta de seu cartão
de crédito. Por esse motivo, a operadora do cartão cobrou, entre multa e
juros, um total de 15% sobre o valor original da conta, totalizando R$
920,00. O valor original da conta do cartão de crédito de Miguel era:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(A) R$ 720,00;
(B) R$ 756,00;
(C) R$ 782,00;
(D) R$ 790,00;
(E) R$ 800,00.
RESOLUÇÃO:
Seja C o valor original da conta. Com o acréscimo de 15%,
chegamos a 920. Ou seja,
Valor original x (1 + 15%) = Valor pago
C x (1+15%) = 920
C x (1,15) = 920
C = 920 / 1,15
C = 800 reais
Resposta: E

20. FGV – TJ/PI – 2015) Francisco vendeu seu carro e, do valor


recebido, usou a quarta parte para pagar dívidas, ficando então com R$
21.600,00. Francisco vendeu seu carro por:
(A) R$ 27.600,00;
(B) R$ 28.400,00;
(C) R$ 28.800,00;
(D) R$ 29.200,00;
(E) R$ 29.400,00.
RESOLUÇÃO:
Sendo V o preço de venda do carro, sabemos que ¼ foi usado para
pagar dívidas, sobrando ¾ de V, ou seja:
3V/4 = 21.600
V = 21.600 x 4 / 3
V = 7.200 x 4
V = 28.800 reais
Resposta: C

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
21. FGV – TJ/PI – 2015) Cada um dos 160 funcionários da prefeitura
de certo município possui nível de escolaridade: fundamental, médio ou
superior. O quadro a seguir fornece algumas informações sobre a
quantidade de funcionários em cada nível:

Sabe-se também que, desses funcionários, exatamente 64 têm nível


médio. Desses funcionários, o número de homens com nível superior é:
(A) 30;
(B) 32;
(C) 34;
(D) 36;
(E) 38.
RESOLUÇÃO:
Como 64 tem nível médio, e já sabemos que 30 homens tem nível
médio, então as mulheres com esta formação são 64 – 30 = 34 mulheres.
Faltam agora os homens com nível superior. Basta lembrar que a
soma total é de 160 funcionários. Chamando os homens com nível
superior de H, temos:
15 + 13 + 30 + 34 + H + 36 = 160
H = 160 – 128
H = 32
Resposta: B

22. FGV – TJ/PI – 2015) Francisca tem um saco com moedas de 1


real. Ela percebeu que, fazendo grupos de 4 moedas, sobrava uma
moeda, e, fazendo grupos de 3 moedas, ela conseguia 4 grupos a mais e
sobravam 2 moedas. O número de moedas no saco de Francisca é:
(A) 49;
(B) 53;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) 57;
(D) 61;
(E) 65.
RESOLUÇÃO:
No caso de 4 moedas, formamos “Q” grupos e sobra 1 moeda, de
modo que:
Total de moedas = 4xQ + 1
No caso de 3 moedas, formamos 4 grupos a mais, ou seja, Q+4
grupos, e sobram 2 moedas, portanto:
Total de moedas = 3x(Q+4) + 2

Como o total de moedas é o mesmo em ambos os casos:


4Q + 1 = 3(Q+4) + 2
4Q + 1 = 3Q + 12 + 2
4Q – 3Q = 14 – 1
Q = 13

O total de moedas é:
Total de moedas = 4Q + 1 = 4x13 + 1 = 53
Resposta: B

23. FGV – TJ/PI – 2015) Em uma determinada empresa, metade de


seus funcionários vai para casa de ônibus, um quinto vai de carro, um
oitavo vai de bicicleta e os demais vão a pé. A fração dos funcionários que
vai para casa a pé equivale a:
4
(A)
5
3
(B)
15
7
(C)
15
3
(D)
40

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
7
(E)
40
RESOLUÇÃO:
Sendo F a quantidade de funcionários, temos:
Total = ônibus + carro + bicicleta + pé
F = F/2 + F/5 + F/8 + pé
F – F/2 – F/5 – F/8 = pé

Podemos escrever todas as frações do lado esquerdo com o


denominador igual a 40. Ficamos com:
40F/40 – 20F/40 – 8F/40 – 5F/40 = pé
7F/40 = pé
Portanto, vão à pé 7/40 dos funcionários.
Resposta: E

24. FGV – TJ/PI – 2015) Pedro caminha qualquer distância em um


quarto do tempo que seu filho Junior leva para caminhar a mesma
distância. Pedro e Junior partem simultaneamente do ponto O, em
direções opostas, caminhando na pista retangular mostrada a seguir, na
qual O e C são, respectivamente, os pontos médios de EA e DB. As
dimensões da pista retangular, em metros, são EA = 13 e AB = 7.

Quando Pedro e Junior se encontrarem pela primeira vez, eles estarão


mais perto do ponto:
(A) A;
(B) B;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) C;
(D) D;
(E) E.
RESOLUÇÃO:
Note que Pedro anda 4 vezes mais rápido que Junior, portanto a
distância que Pedro terá percorrido quando eles se encontrarem será 4
vezes maior que aquela percorrida por Junior. Chamando de J a distância
percorrida por Junior, Pedro terá percorrido 4J. Note ainda que a soma
das distâncias percorridas deve ser igual ao perímetro do retângulo, ou
uma volta completa a figura. Este perímetro é de 13 + 7 + 13 + 7 =
40m. Assim,
Distância de Pedro + Distância de Junior = Perímetro
4J + J = 40
5J = 40
J = 40/5
J = 8 metros
Veja que Junior terá percorrido 8 metros. Isto significa que ele terá
saído do ponto inicial (metade do lado EA) e percorrido 13 / 2 = 6,5
metros até o ponto A, e mais 8 – 6,5 = 1,5m em direção ao ponto B.
Assim, fica claro que Junior estará mais próximo ao ponto A (1,5m
do ponto A) quando eles se encontrarem.
Repare que neste mesmo momento Pedro terá percorrido 4x8 =
32m no outro sentido, chegando na mesma posição.
Resposta: A

25. FGV – TJ/PI – 2015) Em uma urna há somente bolas brancas,


bolas pretas e bolas vermelhas. Para cada bola branca há três bolas
pretas e para cada duas bolas pretas há cinco bolas vermelhas. A razão
entre a quantidade de bolas pretas e a quantidade total de bolas na urna
é:
3
(A)
10

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
4
(B)
19
5
(C)
21
6
(D)
23
7
(E)
25
RESOLUÇÃO:
Seja B o número de bolas brancas na urna. Então o número de
bolas pretas é 3 vezes isso, ou seja, 3B. Como para cada 2 pretas temos
5 vermelhas, e chamando de P e V as bolas pretas e vermelhas, temos:
P = 3B
P/V = 2/5
5P = 2V
5.(3B) = 2V
V = 7,5B
Portanto, se temos B bolas brancas, temos 3B bolas pretas e 7,5B
bolas vermelhas, totalizando B + 3B + 7,5B = 11,5B bolas. Destas bolas
sabemos que 3B são pretas, portanto a razão entre as pretas e o total é:
Razão = pretas / total
Razão = 3B / 11,5B
Razão = 3 / 11,5
Razão = 6 / 23
Resposta: D

26. FGV – TCE/SE – 2015) Em uma oficina há um pote com 18


parafusos e 22 porcas. Todos os parafusos têm o mesmo peso, todas as
porcas têm o mesmo peso e o peso total de todas as peças é de 214g.
Quando uma porca é colocada em um parafuso, o peso do conjunto é de
11g. O peso de um parafuso é de:
(A) 4g;
(B) 5g;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) 6g;
(D) 7g;
(E) 8g.
RESOLUÇÃO:
Sendo PO o peso de uma porca e PA o peso de um parafuso,
podemos dizer que:
PO + PA = 11g
22xPO + 18xPA = 214g

Na primeira equação podemos isolar PO, ficando com: PO = 11 –


PA. Substituindo na segunda, ficamos com:
22x(11 – PA) + 18xPA = 214
22×11 – 22PA + 18PA = 214
242 – 4PA = 214
242 – 214 = 4PA
28 = 4PA
PA = 28 / 4 = 7g
Resposta: D

27. FGV – TCE/SE – 2015) Em uma urna há apenas bolas brancas,


bolas pretas e bolas vermelhas. Exatamente 17 bolas não são brancas, 29
não são pretas e 22 não são vermelhas. O número de bolas na urna é:
(A) 32;
(B) 34;
(C) 36;
(D) 38;
(E) 40.
RESOLUÇÃO:
Sendo B, P e V o número de bolas brancas, pretas e vermelhas,
podemos dizer que:
P + V = 17 (pois 17 bolas não são brancas, devendo ser pretas ou
vermelhas)

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
B + V = 29 (pois 29 não são pretas)
B + P = 22 (pois 22 não são vermelhas)

Na primeira equação podemos escrever: P = 17 – V. Na segunda, B


= 29 – V. Fazendo a substituição de P e de B na terceira equação, ficamos
com:
B + P = 22
(29 – V) + (17 – V) = 22
46 – 2V = 22
46 – 22 = 2V
24 = 2V
V = 24 / 2 = 12 bolas vermelhas
Assim,
P = 17 – V = 17 – 12 = 5 bolas pretas
B = 29 – V = 29 – 12 = 17 bolas brancas
Ao todo temos 17 + 5 + 12 = 34 bolas.
Resposta: B

28. FGV – DPE/RO – 2015) Em uma cozinha há dois potes vazios


diferentes A e B, sendo que o primeiro pesa 400g e o segundo pesa 540g.
A cozinheira Elisa distribuiu 1kg de farinha, uma parte em cada pote, de
forma que os potes com farinha ficaram com o mesmo peso. A
quantidade de farinha que o pote A contém é de:
(A) 140g;
(B) 370g;
(C) 430g;
(D) 570g;
(E) 620g.
RESOLUÇÃO:
Veja que 1kg corresponde a 1000g de farinha. Se colocarmos “A”
gramas no pote A, a quantia colocada no pote B será o restante, ou seja,

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
1000 – A gramas. Com isso, os dois potes devem ficar com o mesmo
peso:
pote A + farinha do pote A = pote B + farinha do pote B
400g + A = 540g + (1000g – A)
400g + A = 540g + 1000g – A
A + A = 540g + 1000g – 400g
2A = 1140g
A = 570g
Resposta: D

29. FGV – DPE/RO – 2015) Quatro amigos foram de Porto Velho para
Ariquemes no carro de um deles e combinaram dividir igualmente a
despesa com a gasolina. Saíram com o tanque cheio e, no destino,
encheram o tanque de novo para verificar a quantidade de gasolina que
foi gasta. Feita a divisão da despesa, um dos amigos percebeu que tinha
esquecido a carteira e só pôde contribuir com os R$ 5,00 que tinha no
bolso. Com isso, cada um dos outros três teve que dar mais R$ 3,50 para
completar o total da despesa. A despesa total com a gasolina foi de:
(A) R$ 62,00;
(B) R$ 64,00;
(C) R$ 66,00;
(D) R$ 68,00;
(E) R$ 70,00.
RESOLUÇÃO:
Vamos chamar de Q a quantia que cada um dos quatro amigos
deveria pagar pelo combustível. Assim, o total que deveria ser pago é de
4xQ. Como um amigo pagou apenas 5 reais, os demais tiveram que pagar
Q + 3,50 reais. Ao todo, o pagamento foi:
5 + 3 x (Q + 3,50) =
5 + 3Q + 3×3,50 =
15,50 + 3Q

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Esse pagamento deve ser igual ao valor devido inicialmente (4Q),
ou seja:
15,50 + 3Q = 4Q
15,50 = 4Q – 3Q
15,50 = Q

Assim, originalmente cada amigo deveria ter pago 15,50 reais. O


total a ser pago era de 4×15,50 = 62 reais.
Resposta: A

30. FGV – IBGE – 2016) Um segmento de reta de comprimento C é


dividido em cinco partes iguais, e a segunda e a quarta partes são
retiradas. A seguir, cada uma das partes restantes é também dividida em
cinco partes iguais, e as segundas e as quartas partes são retiradas. A
soma dos comprimentos das partes restantes é:
9C
(A)
25
8C
(B)
25
6C
(C)
25
4C
(D)
5
3C
(E)
5
RESOLUÇÃO:
Na primeira divisão em 5 partes, cada pedaço fica com tamanho
C/5. Tirando 2 dessas partes, ficamos com apenas 3, ou seja, com 3C/5.
Dividindo cada uma das partes restantes (que medem C/5 cada)
em 5 pedaços, ficamos com C/5/5 = C/25 em cada parte pequena. Ao
todo nós tiraremos 6 pedaços de comprimento C/25 (as segundas e
quartas partes dos 3 segmentos de C/5 que haviam sobrado).
Assim, ficamos com:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Comprimento final = 3C/5 – 6.C/25
Comprimento final = 15C/25 – 6C/25
Comprimento final = 9C/25
Resposta: A

31. FGV – IBGE – 2016) Lucas foi a uma feira de jogos levando 45
cartas vermelhas e 45 cartas azuis. Em um quiosque ele pode trocar duas
cartas vermelhas por uma carta dourada e uma carta azul. Em outro
quiosque ele pode trocar três cartas azuis por uma carta dourada e uma
carta vermelha. Lucas fez todas as trocas possíveis para conseguir o
máximo de cartas douradas. O número de cartas douradas que Lucas
conseguiu com as trocas foi:
(A) 59;
(B) 60;
(C) 61;
(D) 62;
(E) 63.
RESOLUÇÃO:
Quiosque 1:
2V = D + A
Quiosque 2:
3A = D + V
Temos 45 cartas vermelhas e 45 azuis. Como 2 cartas vermelhas
que dão 1 dourada e 1 azul, com 44 cartas vermelhas consigo 22
douradas e 22 azuis. Veja que assim sobra 1 carta vermelha, mas ficamos
com 22 douradas e 22 azuis. Unindo essas 22 azuis com as 45 azuis que
já tínhamos, ficamos com 67 azuis. Como 3 azuis nos dão uma dourada e
uma vermelha, com 66 azuis conseguimos 22 douradas e 22 vermelhas.
Ficamos, portanto, com 22 douradas e 1 vermelha da primeira
troca, e mais 22 douradas, 22 vermelhas e 1 carta azul da segunda.
Somando tudo, temos 44 douradas, 23 vermelhas e 1 azul.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Das 23 vermelhas, podemos levar 22 no primeiro quiosque e trocar
por 11 douradas e 11 azuis, ficando com: 1 vermelha, 55 douradas e 12
azuis.
As 12 azuis podem ser trocadas no segundo quiosque por 4
douradas e 4 vermelhas, ficando: 5 vermelhas, 59 douradas.
4 das 5 vermelhas podem ser levadas no primeiro quiosque e
trocadas por 2 douradas e 2 azuis, ficando: 61 douradas, 1 vermelha, 2
azuis.
Note que essas 2 azuis não podem mais ser trocadas no quiosque 2.
Ficamos, portanto, com 61 moedas douradas.
Resposta: C

32. FGV – IBGE – 2016) As meninas Alice, Beatriz e Celia brincam na


balança. Alice e Beatriz juntas pesam 100 kg, Alice e Celia juntas pesam
96 kg e Beatriz e Celia juntas pesam 108 kg. Beatriz pesa:
(A) 48 kg;
(B) 50 kg;
(C) 52 kg;
(D) 54 kg;
(E) 56 kg.
RESOLUÇÃO:
Sendo A, B e C os pesos de cada menina, temos:
A + B = 100
A + C = 96
B + C = 108
Na primeira equação, podemos escrever que A = 100 – B.
Substituindo na segunda, ficamos com:
(100 – B) + C = 96
100 – 96 = B – C
4=B–C
C=B–4
Substituindo na terceira, temos:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
B + C = 108
B + (B – 4) = 108
2B = 112
B = 56
Resposta: E

33. FGV – MRE – 2016) Lucas é artesão, fabrica vassouras e, certo


dia, levou 40 vassouras para vender na feira. Ele começou vendendo cada
vassoura por 12 reais e, perto do final, baixou o preço para a metade,
terminando o dia com todo o seu estoque vendido, arrecadando 336
reais. O número de vassouras que Lucas vendeu pelo preço mais alto foi:
(A) 12;
(B) 14;
(C) 15;
(D) 16;
(E) 18.
RESOLUÇÃO:
Seja N o número de vassouras vendidas por 12 reais. Como o total
é de 40 vassouras, então aquelas vendidas pela metade do preço (6
reais) são as 40 – N vassouras restantes. O total arrecadado (336
reais) é dado pelas multiplicações dos preços pelas respectivas
quantidades vendidas, ou seja:
336 = 12xN + 6x(40 – N)
336 = 12N + 240 – 6N
336 – 240 = 6N
96 = 6N
N = 96 / 6 = 48 / 3 = 16

Portanto, Lucas vendeu 16 vassouras pelo preço mais alto (12


reais).
Resposta: D

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
34. FGV – MRE – 2016) Em uma reunião, as únicas pessoas presentes
são políticos de três partidos: PA, PB e PC. Para cada três políticos do
partido PA há dois políticos do partido PB e, para cada cinco políticos do
partido PB, há quatro políticos do partido PC. Nessa reunião, a razão entre
o número de políticos do partido PB e o número total de políticos é:
(A) 10/33
(B) 11/34
(C) 12/35
(D) 13/36
(E) 14/37
RESOLUÇÃO:
Para cada três políticos do partido PA há dois políticos do partido
PB:
PA ---------------- 3
PB ---------------- 2
2PA = 3PB
PA = 3PB/2

Para cada cinco políticos do partido PB, há quatro políticos do


partido PC:
PB ------------- 5
PC ------------- 4
4PB = 5PC
PC = 4PB/5

O total de políticos é:
Total = PA + PB + PC
Total = 3PB/2 + PB + 4PB/5
Total = 15PB/10 + 10PB/10 + 8PB/10
Total = 33PB/10

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Nessa reunião, a razão entre o número de políticos do partido PB e
o número total de políticos é:
Razão = PB / Total
Razão = PB / (33PB/10)
Razão = 1 / (33/10)
Razão = 10/33
Resposta: A

35. FGV – Prefeitura de Niterói – 2015) Mauro comprou duas canetas


e três borrachas por R$ 37,50. Fátima comprou, na mesma loja, três
canetas e quatro borrachas por R$ 54,00. Nessa loja todas as canetas
têm o mesmo preço; também têm o mesmo preço todas as borrachas.
Nessa mesma loja, cinco canetas e duas borrachas custam:
(A) R$ 87,50;
(B) R$ 82,00;
(C) R$ 77,00;
(D) R$ 74,50;
(E) R$ 69,00.
RESOLUÇÃO:
Sendo C e B os preços unitários da caneta e da borracha, temos:

- 2 canetas e 3 borrachas custam 37,50:


2C + 3B = 37,50
2C = 37,50 – 3B
C = 18,75 – 1,5B

- 3 canetas e 4 borrachas custam 54,00:


3C + 4B = 54
3.(18,75 – 1,5B) + 4B = 54
56,25 – 4,5B + 4B = 54
56,25 – 54 = 4,5B – 4B
2,25 = 0,5B

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
4,5 reais = B
C = 18,75 – 1,5B = 18,75 – 1,5×4,5 = 18,75 – 6,75 = 12 reais

Portanto, 5 canetas e 2 borrachas custam:


5C + 2B =
5×12 + 2×4,5 =
69 reais
Resposta: E

36. FGV – Prefeitura de Niterói – 2015) A idade de Pedro hoje, em


anos, é igual ao dobro da soma das idades de seus dois filhos, Paulo e
Pierre. Pierre é três anos mais velho do que Paulo. Daqui a dez anos, a
idade de Pierre será a metade da idade que Pedro tem hoje. A soma das
idades que Pedro, Paulo e Pierre têm hoje é:
(A) 72;
(B) 69;
(C) 66;
(D) 63;
(E) 60.
RESOLUÇÃO:
Sendo Pe, Pa e Pi as idades de Pedro, Paulo e Pierre hoje, podemos
dizer que a de Pedro é o dobro da soma das demais:
Pe = 2 x (Pa + Pi)

Também sabemos que Pierre é 3 anos mais velho que Paulo:


Pi = Pa + 3 –> Pa = Pi – 3

Daqui a 10 anos, as idades deles serão Pe+10, Pa+10 e Pi+10,


respectivamente. Como Pierre terá metade da idade que Pedro tem hoje:
Pi + 10 = Pe / 2
2Pi + 20 = Pe

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Voltando na primeira equação, temos:
Pe = 2 x (Pa + Pi)
2Pi + 20 = 2 x (Pi – 3 + Pi)
2Pi + 20 = 4Pi – 6
20 + 6 = 4Pi – 2Pi
26 = 2Pi
Pi = 13 anos
Pe = 2Pi + 20 = 2×13 + 20 = 26 + 20 = 46 anos
Pa = Pi – 3 = 13 – 3 = 10 anos
A soma das idades hoje é 46 + 10 + 13 = 69 anos.
Resposta: B

37. FGV – PREFEITURA DE NITERÓI – 2015) Ao longo de uma


estrada aparecem as cidades A, B, C e D, nessa ordem. Sabe-se que a
distância entre as cidades A e C é de 30km, a distância entre as cidades B
e D é de 43km e que a distância entre as cidades A e D é de 55km. A
distância entre as cidades B e C, em quilômetros, é igual a:
(A) 12;
(B) 15;
(C) 18;
(D) 22;
(E) 25.
RESOLUÇÃO:
Temos algo como:
A ---- B --- C --- D

Se a distância AD é de 55km, e a distância AC é de 30km, então a


distância CD é de 55 – 30 = 25km.
Se a distância AD é 55km e a distância BD é de 43km, então o
trecho AB mede 55 – 43 = 12km.
Portanto, temos:
AB + BC + CD = 55

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
12 + BC + 25 = 55
BC = 18km
Resposta: C

38. FGV – TJ/RO – 2015) Em uma sequência numérica, cada termo a


partir do terceiro é a soma dos dois termos anteriores. O 7º e o 9º termos
são, respectivamente, 29 e 76.O 2º termo dessa sequência é:
(A) 1;
(B) 2;
(C) 3;
(D) 4;
(E) 5.
RESOLUÇÃO:
Como cada termo é a soma dos dois anteriores, o 9o termo é a
soma do 8o e do 7o. Chamando-os de N9, N8 e N7 respectivamente,
temos que:
N9 = N8 + N7

Sabemos que N9 = 76 e N7 = 29, portanto:


76 = N8 + 29
N8 = 76 – 29
N8 = 47

Assim, podemos ir “voltando” na seqüência. Veja que:


N8 = N7 + N6
47 = 29 + N6
N6 = 18

Da mesma forma,
N7 = N6 + N5
29 = 18 + N5
N5 = 11

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A

N6 = N5 + N4
18 = 11 + N4
N4 = 7

N5 = N4 + N3
11 = 7 + N3
N3 = 4

N4 = N3 + N2
7 = 4 + N2
N2 = 3
Resposta: C

39. FGV – TJ/RO – 2015) Em uma sequência numérica, cada termo a


partir do terceiro é a soma dos dois termos anteriores. O 7º e o 9º termos
são, respectivamente, 29 e 76.O 2º termo dessa sequência é:
(A) 1;
(B) 2;
(C) 3;
(D) 4;
(E) 5.
RESOLUÇÃO:
Como cada termo é a soma dos dois anteriores, o 9o termo é a
soma do 8o e do 7o. Chamando-os de N9, N8 e N7 respectivamente,
temos que:
N9 = N8 + N7

Sabemos que N9 = 76 e N7 = 29, portanto:


76 = N8 + 29
N8 = 76 – 29
N8 = 47

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A

Assim, podemos ir “voltando” na seqüência. Veja que:


N8 = N7 + N6
47 = 29 + N6
N6 = 18

Da mesma forma,
N7 = N6 + N5
29 = 18 + N5
N5 = 11

N6 = N5 + N4
18 = 11 + N4
N4 = 7

N5 = N4 + N3
11 = 7 + N3
N3 = 4

N4 = N3 + N2
7 = 4 + N2
N2 = 3
Resposta: C

40. FGV – TJSC – 2015) Natália e Fernando colecionam selos. Natália


tinha o dobro do número de selos de Fernando e deu a ele tantos selos
que ele ficou com o triplo do número de selos que ela ficou. Fernando
tinha, inicialmente, 48 selos. No final, o número de selos com que Natália
ficou é:
(A) 48;
(B) 44;
(C) 40;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(D) 36;
(E) 32.
RESOLUÇÃO:
Inicialmente Fernando tinha 48 selos, e Natália tinha o dobro, ou
seja, 96. Ela deu X selos para ele, ficando com 96 – X, e deixando
Fernando com 48 + X selos.
Ocorre que este número final de selos de Fernando é o triplo do
número de Natália, ou seja:
48 + X = 3.(96 – X)
48 + X = 3.96 – 3X
3X + X = 288 – 48
4X = 240
X = 240/4
X = 60 selos

Portanto, Natália ficou com 96 – X = 96 – 60 = 36 selos no final.


Resposta: D

41. FGV – TJSC – 2015) Em uma loja de roupas masculinas, duas


camisas polo e uma camisa social custam R$ 228,00 e uma camisa polo e
duas camisas sociais custam R$ 276,00. Nessa mesma loja, duas camisas
polo e duas camisas sociais custam:
(A) R$ 348,00;
(B) R$ 336,00;
(C) R$ 324,00;
(D) R$ 318,00;
(E) R$ 312,00.
RESOLUÇÃO:
Chamando de P e S os preços de uma camisa polo e uma camisa
social, respectivamente, temos:
- duas camisas polo e uma camisa social custam R$ 228,00:
2.P + 1.S = 228

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A

- uma camisa polo e duas camisas sociais custam R$ 276,00:


1.P + 2.C = 276

Vamos somar as duas equações, para você ver o que acontece:


(2.P + 1.S) + (1.P + 2.C) = 228 + 276
2.P + 1.S + 1.P + 2.C = 504
3.P + 3.S = 504

Dividindo tudo por 3, temos:


P + S = 504/3
P + S = 168

Portanto, 1 polo e 1 social custam juntas 168 reais. Deste modo,


duas camisas polo e duas camisas sociais custam 2x168 = 336 reais.
Resposta: B

42. FGV – TJSC – 2015) Ao longo de uma estrada há 4 cidades, A, B, C


e D nessa ordem. A cidade A dista 20km de B, a cidade B dista 60km de
C e a cidade C dista 12km de D. Dirigindo nessa estrada, Guilherme parte
da cidade B e vai até A, depois de A até D e, finalmente, de D até C
terminando seu percurso. Durante essa viagem, Guilherme parou em um
posto de gasolina localizado no ponto M e, no final, reparou que o número
de quilômetros percorridos do início da viagem ao ponto M foi exatamente
igual ao número de quilômetros que percorreu de M ao ponto final da
viagem. A distância do ponto final da viagem ao ponto M é de:
(A) 22km;
(B) 26km;
(C) 30km;
(D) 34km;
(E) 38km.
RESOLUÇÃO:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Temos a seguinte disposição e distâncias entre as cidades:

A ----20km----- B ---------- 60km ----------- C ---- 12km --- D

Guilherme parte da cidade B e vai até A (20km), depois de A até D


(20+60+12 = 92km) e, finalmente, de D até C (12km), totalizando: 20
+ 92 + 12 = 124km.
Veja que M é o ponto médio dessa viagem, ou seja, ele está a 124 /
2 = 62km do ponto inicial. Note que Guilherme saiu de B e percorreu
20km até A. Para chegar a 62km de viagem, faltam 42km. A partir de A,
Guilherme vai em direção a D. Ele passa novamente pelo ponto B,
totalizando 20+20 = 40km de viagem, faltando 22km para totalizar
62km. Veja, portanto, que para chegar no ponto M basta caminhar mais
22km a partir de B, em direção a C. Temos algo assim:
B --- 22km --- M -------------------- C

Como a distância entre B e C é de 60km, a distância de M até C é


dada por:
BM + MC = BC
22 + MC = 60
MC = 60 - 22
MC = 38km

Assim, a distancia entre M e o ponto final da viagem (C) é de 38km.


Resposta: E

43. FGV – TJSC – 2015) Um grupo de amigos se reuniu para as


comemorações de fim de ano, sendo que 40% do total eram mulheres.
Todos eram torcedores do Figueirense, do Avaí ou do Joinville. Do total,
50% deles eram torcedores do Figueirense. Metade dos torcedores do
Avaí eram mulheres, bem como um quarto dos torcedores do Joinville.
Entre os homens, o número de torcedores do Avaí era igual ao número de

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
torcedores do Joinville. Do total de amigos, eram mulheres torcedoras do
Figueirense:
(A) 5%;
(B) 10%;
(C) 15%;
(D) 20%;
(E) 25%.
RESOLUÇÃO:
Suponha que temos 1000 amigos. Como 40% são mulheres, temos
400 mulheres e 600 homens. Sabemos que 50% (500 pessoas) torciam
para o Figueirense e os outros 500 para os outros times. Chamando de A
os torcedores do Avaí e de J os do Joinville, podemos dizer que:

Mulheres torcedoras do Avaí = A/2

Homens torcedores do Avaí = A - A/2 = A/2

Mulheres torcedoras do Joinville = J/4

Homens torcedores do Joinville = J - J/4 = 3J/4

A soma dos torcedores do Joinville e do Avaí é igual a 500, ou seja,

A + J = 500

A = 500 - J

Assim, podemos reescrever os torcedores do Avaí assim:

Mulheres torcedoras do Avaí = A/2 = (500 - J)/2

Homens torcedores do Avaí = A - A/2 = A/2 = (500 - J)/2

Sabemos que, dentre os homens, o número de torcedores do


Joinville era igual ao número de torcedores do Avaí, ou seja:

3J/4 = (500-J)/2

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
3J/2 = (500-J)

3J = 2.(500-J)

3J = 1000 - 2J

5J = 1000

J = 200 torcedores do joinville

Como temos 400 mulheres e 600 homens ao todo, podemos dizer


que:

Mulheres torcedoras do Figueirense = 400 - A/2 - J/4

Mulheres torcedoras do Figueirense = 400 - (500-J)/2 - J/4

Mulheres torcedoras do Figueirense = 400 - 250 + J/2 - J/4

Mulheres torcedoras do Figueirense = 400 - 250 + 2J/4 - J/4

Mulheres torcedoras do Figueirense = 150 + J/4

Mulheres torcedoras do Figueirense = 150 + 200/4

Mulheres torcedoras do Figueirense = 150 + 50

Mulheres torcedoras do Figueirense = 200

Assim, essas mulheres representam, em relação ao total de amigos


(1000):

P = 200 / 1000

P = 0,20

P = 20%

Resposta: D

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
a) 6
b) 4
c) 3
d) 2
e) 5
RESOLUÇÃO:
Isolando x na primeira equação temos:
x = 7 – 2y

Substituindo na segunda:
2.(7 – 2y) + y = 5
14 – 4y + y = 5
9 = 3y
y=3

Logo,
x = 7 – 2.3 = 1

Assim, a soma de x com y é 1 + 3 = 4.


Resposta: B

46. ESAF – PECFAZ – 2013) Em uma secretaria do Ministério da


Fazenda, trabalham 63 pessoas. A razão entre o número de homens e o
número de mulheres é igual 4/5. A diferença entre o número de mulheres
e o número de homens que trabalham nessa secretaria é igual a:
a) 8
b) 7
c) 6
d) 9
e) 5
RESOLUÇÃO:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Seja H o número de homens. O de mulheres será 63 – H, uma vez
que H + M = 63 pessoas. A razão entre H e M é de 4/5, ou seja,
H/M=4/5
H / (63 – H) = 4 / 5
5H = 4(63 – H)
5H = 252 – 4H
9H = 252
H = 252 / 9
H = 28 homens

Logo,
M = 63 – H
M = 63 – 28
M = 35 mulheres

A diferença entre o número de homens e mulheres é:


35 – 28 = 7
Resposta: B

47. FGV – SUDENE/PE – 2013) O time de João jogou 22 vezes no


primeiro semestre deste ano. O time de João ganhou 2 jogos a mais que
perdeu e empatou 3 jogos a menos que ganhou. O número de jogos que
o time de João venceu foi:
(A) 7.
(B) 8.
(C) 9.
(D) 10.
(E) 11.
RESOLUÇÃO:
Seja G, P e E o número de jogos que o time ganhou, perdeu e
empatou. Assim,
G + P + E = 22

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Sabemos ainda que G = P + 2, ou seja, ele ganhou 2 jogos a mais
do que perdeu. Também sabemos que ele empatou 3 jogos a menos que
ganhou, ou seja, E = G – 3. Na equação G = P + 2, podemos isolar P,
obtendo P = G – 2. Na primeira equação obtida, podemos substituir E por
G – 3 e substituir P por G – 2, ficando com:
G + P + E = 22
G + (G – 2) + (G – 3) = 22
3G – 5 = 22
3G = 27
G=9
Logo, o time ganhou 9 jogos.
Resposta: C

48. FGV – ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/MA – 2013) Na família de


Márcia, para cada dois homens há três mulheres e na família de Mauro,
para cada três homens há cinco mulheres. A família de Márcia tem 25% a
mais de pessoas do que a família de Mauro. No Natal do ano passado, as
duas famílias se reuniram integralmente para a ceia no dia 24 de
dezembro. Nesse dia, a razão entre as quantidades de homens e de
mulheres foi
5
(A)
8
4
(B)
9
7
(C)
11
9
(D)
13
8
(E)
15
RESOLUÇÃO:
Na família de Márcia, para cada dois homens há três mulheres, ou
seja:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
H ---------------- M
2 ---------------- 3
3H = 2M
H = 2M/3

Na família de Mauro, para cada três homens há cinco mulheres:


h --------------------------- m
3 --------------------------- 5
5h = 3m
h = 3m/5

A família de Márcia tem 25% a mais de pessoas do que a família de


Mauro, ou seja:
H + M = 1,25 x (h + m)
2M/3 + M = 1,25 x (3m/5 + m)
5M/3 = 1,25 x 8m/5
5M/3 = 0,25 x 8m
5M/3 = 2m
5M/6 = m

Com isso também vemos que:


h = 3m/5
h = 3 x (5M/6) / 5
h = M/2

No Natal do ano passado, as duas famílias se reuniram


integralmente para a ceia no dia 24 de dezembro. Nesse dia, a razão
entre as quantidades de homens e de mulheres foi:
Razão = (H + h) / (M + m)
Razão = (2M/3 + M/2) / (M + 5M/6)
Razão = (4M/6 + 3M/6) / (6M/6 + 5M/6)
Razão = (7M/6) / (11M/6)

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Razão = (7M/6) x (6/11M)
Razão = 7/11
Resposta: C

49. FGV – SEJAP/MA – 2013) Em um presídio misto há 600


presidiários no total, sendo que para cada quatro homens há uma mulher.
Entre as mulheres, 80 cumprem pena de até dez anos. Entre os homens,
em cada quatro, um cumpre pena de mais de dez anos. Nesse presídio, o
numero total de presidiários cumprindo pena de mais de dez anos é:
a) 440.
b) 360.
c) 220.
d) 160.
e) 80.
RESOLUÇÃO:
Sendo H o número de homens, o de mulheres é de 600 – H, dado
que a soma é 600. Sabemos ainda que para cada quatro homens há uma
mulher:
H -------------------- 600 – H
4 ----------------------- 1

H x 1 = 4 x (600 – H)
H = 2400 – 4H
5H = 2400
H = 480 homens
M = 600 – H = 600 – 480 = 120 mulheres

Entre as mulheres, 80 cumprem pena de até dez anos. Logo, 120 –


80 = 40 mulheres cumprem penas de mais de dez anos.
Entre os homens, em cada quatro, um cumpre pena de mais de dez
anos. Isto é, ¼ dos 480 homens cumpre pena superior a 10 anos, ou ¼ x
480 = 120 homens.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Nesse presídio, o numero total de presidiários cumprindo pena de
mais de dez anos é de 40 mulheres + 120 homens, ou 160 presidiários.
Resposta: D

50. FGV – MPE/MS – 2013) João comprou em uma loja de roupas


esportivas uma bermuda e duas camisetas iguais pagando por tudo
R$40,00. Sabe se que a bermuda custou R$4,00 a mais do que uma
camiseta. O preço de uma camiseta é:
(A) R$6,00.
(B) R$10,00.
(C) R$12,00.
(D) R$14,00.
(E) R$16,00.
RESOLUÇÃO:
Sendo C o preço da camiseta, o preço da bermuda é 4 reais a mais,
ou C + 4. Assim, como 1 bermuda e 2 camisetas custam 40 reais:
Bermuda + 2 x camiseta = 40
(C + 4) + 2C = 40
3C + 4 = 40
3C = 36
C = 12 reais

Logo, a camiseta custa 12 reais.


Resposta: C

51. FCC – MPE/AP – 2012) Do salário mensal de Miguel, 10% são


gastos com impostos, 15% com moradia, 25% com transporte e
alimentação e 10% com seu plano de saúde. Daquilo que resta, 3/8 são
usados para pagar a mensalidade de sua faculdade, sobrando ainda R$
900,00 para o seu lazer e outras despesas. O gasto mensal de Miguel com
moradia, em reais, é igual a
(A) 210,00

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(B) 360,00
(C) 450,00
(D) 540,00
(E) 720,00
RESOLUÇÃO:
Seja S o salário de Miguel. Os impostos correspondem a 0,10S, a
moradia a 0,15S, o transporte e alimentação a 0,25S, e o plano de saúde
a 0,10S. Retirando essas parcelas do salário, resta:
Restante = S – 0,10S – 0,15S – 0,25S – 0,10S = 0,40S

Deste restante, 3/8, ou seja, (3/8) x 0,40S = 0,15S, são usados


para a mensalidade da faculdade, sobrando 0,40S – 0,15S = 0,25S. Este
valor corresponde à sobra de 900 reais:
0,25S = 900
S = 900 / 0,25 = 3600 reais

Como o salário é de 3600 reais, então o gasto mensal de Miguel


com moradia, em reais, é igual a:
0,15S = 0,15 x 3600 = 540 reais
Resposta: D

52. FCC – TRF/2ª – 2012) Ao conferir o livro de registro da entrada e


saída das pessoas q visitaram uma Unidade do Tribunal Regional Federal,
ao longo dos cinco dias úteis de certa semana, um Técnico Judiciário
observou que:
- o número de pessoas que lá estiveram na segunda-feira correspondia a
terça parte do total de visitantes da semana inteira;
- em cada um dos três dias subsequentes, o número de pessoas
registradas correspondia a ¾ do número daquelas registradas no dia
anterior.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Considerando que na sexta-feira foi registrada a presença de 68
visitantes, é correto afirmar que o número de pessoas que visitaram essa
Unidade.
(A) na segunda-feira foi 250.
(B) na terça-feira foi 190.
(C) na quarta-feira foi 140.
(D) na quinta-feira foi 108.
(E) ao longo dos cinco dias foi 798.
RESOLUÇÃO:
Seja V o número total de visitantes da semana. Na segunda-feira,
um terço do total compareceu, ou seja, V/3. Na terça-feira, ¾ do total
presente na segunda compareceu, isto é, ¾ x (V/3) = V/4. Na quarta-
feira, ¾ do total presente na terça compareceu, ou seja, 3V/16. Na
quinta-feira, ¾ do total presente na quarta compareceu, totalizando
9V/64. Por fim, 68 estiveram presentes na sexta. Assim, o total V pode
ser dado pela soma dos presentes em cada dia:
V = segunda + terça + quarta + quinta + sexta
V = V/3 + V/4 + 3V/16 + 9V/64 + 68

Para colocar as frações em um denominador comum, podemos usar


o denominador 192. Assim, temos:
192 64 48 36 27
V V V V V  68
192 192 192 192 192
192 64 48 36 27
V V V V V  68
192 192 192 192 192
17
V  68
192
192
V  68   768
17

Assim, o total de presentes na segunda foi V/3 = 256, na terça foi


V/4 = 192, na quarta foi 3V/16 = 144 e na quinta foi 9V/64 = 108.
Temos essa última informação na alternativa D.
Resposta: D

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
53. FCC – METRÔ/SP – 2012) Relativamente a um lote de tijolos,
usado por quatro operários na construção de um muro, sabe-se que:
− coube a Amilcar assentar a oitava parte e a Benício a décima parte do
total de tijolos;
− coube a Galileu assentar o dobro da soma das quantidades que Amilcar
e Benício assentaram;
− Dante assentou os restantes 468 tijolos.
Nessas condições, o total de tijolos do lote é um número compreendido
entre
(A) 1 250 e 1 500.
(B) 1 500 e 1 750.
(C) 1 750 e 2 000.
(D) 2 000 e 2 250.
(E) 2 250 e 2 500.
RESOLUÇÃO:
Seja T o total de tijolos. Amilcar ficou com um oitavo, isto é, T/8.
Benício ficou com um décimo, isto é, T/10. Galileu ficou com o dobro da
soma entre Amilcar e Benício, ou seja, com 2 x (T/8 + T/10). Por fim,
Dante ficou com 468. O total de tijolos é dado pela soma da quantidade
que ficou com cada pedreiro:
Total = Amilcar + Benício + Galileu + Dante
T = T/8 + T/10 + 2 x (T/8 + T/10) + 468
T T 2T 2T
T     468
8 10 8 10
80T 10T 8T 20T 16T
     468
80 80 80 80 80
26T
 468
80
80
T  468   1440
26
Assim, o total de tijolos é de 1440, número que se encontra no
intervalo da alternativa A.
Resposta: A

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
54. FCC – METRÔ/SP – 2012) Certo dia, Alan, chefe de seção de uma
empresa, deu certa quantia em dinheiro a dois funcionários − Josemir e
Neuza − solicitando que fossem lhe comprar um lanche e ressaltando que
poderiam ficar com o troco. Sabe-se que, na compra do lanche eles
gastaram 75% da quantia dada pelo chefe e que, do troco recebido,
Josemir ficou com 40%, enquanto que Neuza ficou com os R$3,75
restantes. Nessas condições, o valor pago pelo lanche comprado foi
(A) R$ 15,00.
(B) R$ 15,75.
(C) R$ 18,50.
(D) R$ 18,75.
(E) R$ 25,00.
RESOLUÇÃO:
Seja Q a quantia dada por Alan. Como eles gastaram 75% com o
lanche, sobraram 25%, ou seja, 0,25Q. Josemir ficou com 40% deste
valor, sobrando 60% deste valor para Neuza, ou melhor, 60% x 0,25Q =
0,6 x 0,25Q = 0,15Q. Essa quantia de Neuza corresponde a 3,75 reais, o
que nos permite obter Q:
0,15Q = 3,75
Q = 3,75 / 0,15 = 25 reais

Portanto, o valor do lanche foi 75% x 25 = 0,75 x 25 = 18,75 reais.


Resposta: D

55. FCC – METRÔ/SP – 2012) O parágrafo seguinte apresenta parte da


fala de Benê dirigida a seus amigos Carlão e Dito.
− Hoje, tenho 23 anos de idade, Carlão tem 32 e Dito tem 44, mas,
futuramente, quando a minha idade for igual à terça parte da soma das
idades de vocês, ...
Um complemento correto para a fala de Benê é
(A) as nossas idades somarão 120 anos.
(B) Carlão terá 36 anos.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) Dito terá 58 anos.
(D) Carlão terá 38 anos.
(E) Dito terá 54 anos.
RESOLUÇÃO:
Imagine que daqui a N anos a idade de Benê será a terça parte da
soma das idades dos demais. Nesta data, a idade de Benê será 23 + N
(afinal, passaram-se N anos em relação à data presente), a idade de
Carlão será 32 + N e a idade de Dito será 44 + N. Como a idade de Benê
será a terça parte da soma, então:
23 + N = (32 + N + 44 + N) / 3
3 x (23 + N) = 32 + N + 44 + N
69 + 3N = 76 + 2N
N = 7 anos

Assim, nesta data Benê terá 23 + 7 = 30 anos, Carlão terá 32 + 7


= 39 anos, e Dito terá 44 + 7 = 51 anos. A soma das idades será 30 + 39
+ 51 = 120.
Resposta: A

56. FCC – METRÔ/SP – 2012) Um trem metropolitano partiu de um


terminal da Linha 1 − Estação Tucuruvi −, com X passageiros e, após
passar sucessivamente pelas Estações Parada Inglesa e Jardim São Paulo,
chegou à Estação Santana com X passageiros. Sobre o trânsito de
passageiros ao longo desse trajeto, sabe-se que:
− na Estação Parada Inglesa desceram exatamente 18 passageiros e o
número dos que embarcaram era igual a 1/6 de X;
− na Estação Jardim São Paulo desceram exatamente 106 passageiros e o
número dos que embarcaram era igual a 1/3 do número de passageiros
que partiu da estação anterior.
Nessas condições, é correto afirmar que X é um número
(A) ímpar.
(B) divisível por 9.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) múltiplo de 4.
(D) menor que 200.
(E) maior que 400.
RESOLUÇÃO:
Vamos seguir pelas estações:
− na Estação Parada Inglesa desceram exatamente 18 passageiros e o
número dos que embarcaram era igual a 1/6 de X;
Após passar por essa estação, restam a bordo X – 18 + X/6
passageiros, ou melhor, 7X/6 – 18.

− na Estação Jardim São Paulo desceram exatamente 106 passageiros e o


número dos que embarcaram era igual a 1/3 do número de passageiros
que partiu da estação anterior.
Após passar por esta estação, restam a bordo:
7X/6 – 18 – 106 + (7X/6 – 18) / 3

Como chegaram à Estação Santana X passageiros, podemos afirmar


que:
7X/6 – 18 – 106 + (7X/6 – 18) / 3 = X
7X 7X
 124  6  X
6 18
21X 7 X 18 X
   124  6
18 18 18
10 X
 130
18
X = 234

Observe que 234 é divisível por 9, afinal 234 / 9 = 26.


Resposta: B

57. FCC – SPPREV – 2012) Pensei em um número e dele


− subtraí 3 unidades;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
− multipliquei o resultado por 5;
− somei 9 unidades;
− obtive 24 como resultado.
É correto afirmar que o quadrado desse número é
(A) 1.
(B) 4.
(C) 16.
(D) 25.
(E) 36.
RESOLUÇÃO:
Seja N o número pensado. Façamos as operações:
− subtraí 3 unidades:
Com isso, temos N – 3.

− multipliquei o resultado por 5;


Até aqui temos 5 x (N – 3).

− somei 9 unidades;
Chegamos a 5 x (N – 3) + 9.

− obtive 24 como resultado.


Portanto,
24 = 5 x (N – 3) + 9
24 – 9 = 5N – 15
30 = 5N
N=6

Logo, o quadrado deste número é 62 = 36.


Resposta: E

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
58. FCC – SPPREV – 2012) O dono de um armazém adquiriu 82 kg de
feijão embalados em pacotes de 2 kg e 3 kg, totalizando 30 pacotes. É
correto afirmar que o número de pacotes de 3 kg é
(A) 22.
(B) 20.
(C) 18.
(D) 15.
(E) 12.
RESOLUÇÃO:
Seja M o número de pacotes maiores (3kg) e m o número de
pacotes menores (2kg). O total de pacotes é 30:
M + m = 30  logo, m = 30 – M

O peso total de feijão é de 82kg, ou seja,


3M + 2m = 82
3M + 2 x (30 – M) = 82
3M + 60 – 2M = 82
M = 22 pacotes de 3kg.
Resposta: A

59. FCC – TRF/3ª – 2014) O dinheiro de Antônio é a quarta parte do


de Bianca que, por sua vez, é 80% do dinheiro de Cláudia. Mexendo
apenas no dinheiro de Antônio, um aumento de x% fará com que ele
fique com o mesmo dinheiro que Cláudia tem. Nas condições dadas, x é
igual a
(A) 300.
(B) 500.
(C) 800.
(D) 900.
(E) 400.
RESOLUÇÃO:
Vamos montar equações com os dados fornecidos:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
- O dinheiro de Antônio é a quarta parte do de Bianca:
A = B/4

- por sua vez, o dinheiro de Bianca é 80% do dinheiro de Cláudia:


B = 0,80C

Assim, podemos substituir B por 0,80C na primeira equação, para


obter uma relação entre A e C:
A = (0,80C) / 4
A = 0,20C

Mexendo apenas no dinheiro de Antônio, um aumento de x% fará


com que ele fique com o mesmo dinheiro que Cláudia tem:
A . (1 + x) = C
0,20C . (1 + x) = C
0,20 . (1 + x) = C / C
0,20 . (1 + x) = 1
0,2 + 0,2.x = 1
0,2.x = 0,8
x = 0,8 / 0,2
x = 4 = 400%
Resposta: E

60. FCC – TRF/3ª – 2014) Um cofrinho possui apenas moedas de 25


centavos e moedas de 1 real, em um total de 50 moedas. Sabe-se que a
diferença entre o total de moedas de 25 centavos e de 1 real do cofrinho,
nessa ordem, é igual a 24 moedas. O total de moedas de maior valor
monetário em relação ao total de moedas de menor valor monetário
nesse cofrinho corresponde, em %, a, aproximadamente,
(A) 44.
(B) 35.
(C) 42.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(D) 28.
(E) 32.
RESOLUÇÃO:
Sendo “m” a quantidade de moedas de 25 centavos, as moedas de
1 real são 50 – m, pois a soma total é de 50 moedas.
Sabe-se que a diferença entre o total de moedas de 25 centavos e
de 1 real do cofrinho, nessa ordem, é igual a 24 moedas. Ou seja,
m – (50 – m) = 24
m – 50 + m = 24
2m = 74
m = 37

Assim, a quantidade de moedas de 25 centavos é de 37, e o


restante (50 – 37 = 13) são moedas de 1 real.
O total de moedas de maior valor monetário (13) em relação ao
total de moedas de menor valor monetário (37) nesse cofrinho
corresponde, em %, a, aproximadamente:
P = 13 / 37 = 35,13%
Resposta: B

61. FCC – TRF/3ª – 2014) O número de ordens judiciais decretadas


pelo Órgão 1, há quatro anos, era igual ao número de ordens judiciais
decretadas pelo Órgão 2, hoje. Daquela época para a atual, o número de
ordens judiciais decretadas pelo Órgão 1 não mudou, mas o número de
ordens judiciais decretadas pelo Órgão 2 cresceu 20%. Sabendo que os
órgãos 1 e 2 somam, hoje, 6 000 ordens judiciais, então há quatro anos o
número de ordens judiciais decretadas pelo Órgão 2 era igual a
(A) 2 900.
(B) 2 800.
(C) 2 400.
(D) 2 600.
(E) 2 500.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
RESOLUÇÃO:
Vejamos as informações dadas:
- O número de ordens judiciais decretadas pelo Órgão 1, há quatro anos,
era igual ao número de ordens judiciais decretadas pelo Órgão 2, hoje:
Órgão14anos = Órgão2hoje

- Daquela época para a atual, o número de ordens judiciais decretadas


pelo Órgão 1 não mudou:
Órgão1hoje = Órgão14anos

- O número de ordens judiciais decretadas pelo Órgão 2 cresceu 20%:


Órgão2hoje = 1,2 x Órgão24anos

- Os órgãos 1 e 2 somam, hoje, 6 000 ordens judiciais:


Órgão1hoje + Órgão2hoje = 6000

Lembrando que Órgão14anos = Órgão2hoje podemos substituir, na


equação anterior, ficando com:

Órgão1hoje + Órgão14anos = 6000

Lembrando que Órgão14anos = Órgão1hoje podemos substituir, na


equação anterior, ficando com:
Órgão1hoje + Órgão1hoje = 6000
Órgão1hoje = 3000

Logo,
Órgão1hoje + Órgão2hoje = 6000
3000 + Órgão2hoje = 6000
Órgão2hoje = 3000

Por fim,

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Órgão2hoje = 1,2 x Órgão24anos
3000 = 1,2 x Órgão24anos
3000 / 1,2 = Órgão24anos
Órgão24anos = 2500

Assim, há quatro anos o número de ordens judiciais decretadas pelo


Órgão 2 era igual a 2500.
Resposta: E

62. FCC – TRF/3ª – 2014) Comparando-se a remuneração, por hora


trabalhada, dos serviços A e B, verificou-se que no serviço B a
remuneração era 25% a menos do que a remuneração no serviço A.
Roberto trabalhou 8 horas no serviço A e 4 horas no serviço B. Paulo
trabalhou 4 horas no serviço A e 8 horas no serviço B. A porcentagem a
mais que Roberto recebeu, por suas 12 horas de trabalho, em relação ao
que Paulo recebeu, por suas 12 horas de trabalho, é igual a
(A) 12,5.
(B) 50.
(C) 10.
(D) 25.
(E) 0.
RESOLUÇÃO:
Comparando-se a remuneração, por hora trabalhada, dos serviços A
e B, verificou-se que no serviço B a remuneração era 25% a menos do
que a remuneração no serviço A. Ou seja,
B = (1 – 25%).A
B = 0,75A

Roberto trabalhou 8 horas no serviço A e 4 horas no serviço B,


ganhando:
Roberto = 8.A + 4.B
Roberto = 8.A + 4.0,75A

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Roberto = 11A
Paulo trabalhou 4 horas no serviço A e 8 horas no serviço B,
ganhando:
Paulo = 4.A + 8.B
Paulo = 4.A + 8.0,75A
Paulo = 10A

Veja que Roberto recebeu “A” a mais do que Paulo (pois 11A – 10A
= A). A porcentagem a mais que Roberto recebeu, por suas 12
horas de trabalho, em relação ao que Paulo recebeu, por suas 12 horas
de trabalho, é igual a:
P = A / 10A = 1 / 10 = 10%
Resposta: C

63. FCC – TRF/3ª – 2014) Um técnico precisava arquivar x processos


em seu dia de trabalho. Outro técnico precisava arquivar y processos,
diferente de x, em seu dia de trabalho. O primeiro técnico arquivou, no
2
período da manhã, dos processos que precisava arquivar naquele dia.
3
3
No período da tarde, esse técnico arquivou dos processos que
8
arquivara pela manhã e ainda restaram 14 processos para serem
3
arquivados. O segundo técnico arquivou, no período da manhã, dos
5
processos que precisava arquivar naquele dia. No período da tarde, o
5
segundo técnico arquivou dos processos que arquivara pela manhã e
18
ainda restaram 42 processos para serem arquivados. Dessa forma, é
possível determinar que, o técnico que arquivou mais processos no
período da tarde superou o que o outro arquivou, também no período da
tarde, em um número de processos igual a
(A) 15.
(B) 42.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) 18.
(D) 12.
(E) 30.
RESOLUÇÃO:
2
O primeiro técnico arquivou, no período da manhã, dos processos
3
que precisava arquivar naquele dia, ou seja, 2x/3, restando para arquivar
3
x/3 processos. No período da tarde, esse técnico arquivou dos
8
3 2x x
processos que arquivara pela manhã, ou seja, arquivou  
8 3 4
processos, e ainda restaram 14 processos para serem arquivados. Isto
significa que:
x = processos arquivados de manhã + processos arquivados à tarde +
resto
2x x
x   14
3 4
12 x  8 x  3x  168
x  168 processos

No período da tarde, este técnico arquivou x/4 = 168/4 = 42


processos.

3
O segundo técnico arquivou, no período da manhã, dos processos
5
3y
que precisava arquivar naquele dia, isto é, .No período da tarde, o
5
5
segundo técnico arquivou dos processos que arquivara pela manhã, ou
18
5 3y y
seja,   e ainda restaram 42 processos para serem arquivados.
18 5 6
Assim,
y = processos arquivados de manhã + processos arquivados à tarde +
resto

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
3y y
y   42
5 6
30 y  18 y  5 y  1260
y  180 processos
No período da tarde, este técnico arquivou y/6 = 180/6 = 30
processos.

Dessa forma, é possível determinar que, o técnico que arquivou


mais processos no período da tarde superou o que o outro arquivou,
também no período da tarde, em um número de processos igual a 42 –
30 = 12.
Resposta: D

64. FGV – MPE/MS – 2013) Uma barraca de lanches rápidos vende


sanduíches de dois tipos. O tipo simples com uma fatia de carne e
uma de queijo e o duplo com duas fatias de carne e duas de queijo.

Cada sanduíche simples é vendido por R$4,80 e cada duplo é vendido por
R$6,00. Certo dia, João, o dono da barraca vendeu 50 sanduíches,
arrecadou o total de R$266,40 e disse: “não vendi mais porque a carne
acabou”. O número de fatias de carne que João tinha no estoque, nesse
dia, era:
(A) 60.
(B) 64.
(C) 68.
(D) 72.
(E) 76.
RESOLUÇÃO:
Seja S e D o número de sanduíches simples e duplos vendidos no
dia. Sabemos que foram vendidos 50 sanduiches, ou seja,

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
S + D = 50
S = 50 – D

Sabemos também que foi arrecadado 266,40 reais, sendo que a


arrecadação com sanduíche simples foi S x 4,80 e com sanduíche duplo
foi D x 6,00, ou seja:
S x 4,80 + D x 6,00 = 266,40
(50 – D) x 4,80 + D x 6,00 = 266,40
50 x 4,80 – 4,80D + 6D = 266,40
240 – 4,80D + 6D = 266,40
1,20D = 266,40 – 240
1,20D = 26,40
D = 26,40 / 1,20 = 22 sanduiches duplos

Logo,
S = 50 – D = 50 – 22 = 28 sanduíches simples

O número de fatias de carne usadas foi:


Carne = 1 x 28 + 2 x 22
Carne = 72 fatias
Resposta: D

65. FGV – CAERN – 2010) Em um cofrinho há R$6,00 em moedas de


10 centavos e de 25 centavos. A quantidade de moedas de 10 centavos é
um múltiplo de 7. Quantas moedas de 10 centavos há a mais do que
moedas de 25 centavos?
a) 32
b) 25
c) 18
d) 11
e) 4
RESOLUÇÃO:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Como o número de moedas de 10 centavos é múltiplo de 7, vamos
dizer que temos “7N” moedas de 10 centavos, e M moedas de 25
centavos.
Ao todo, sabemos que temos 6 reais, isto é:

6 = 7N x 0,10 + M x 0,25
6 = 0,7N + 0,25M

Não temos mais informações, mas sabemos que N e M devem ser


números naturais (afinal não há número negativo de moedas, ou
fracionário). Para simplificar as contas, podemos multiplicar ambos os
lados da equação acima por 4 (pois 0,25 x 4 = 1). Veja:
4  6  4  0,7N  4  0,25M
24  2,8N  M
M  24  2,8N

Podemos, agora, ir testando valores para N (1, 2, 3, 4, 5 etc.) até


obter um número natural para M. Se N = 1, temos:

M = 24 – 2,8 x 1 = 21,2

Veja que N não pode ser 1, pois com isso M seria um número
fracionário. Testando outros valores de N, veja o que acontece quando N
= 5:

M = 24 – 2,8 x 5 = 24 – 14 = 10

Portanto, N = 5 e M = 10. Isto é, temos 10 moedas de 25 centavos


e 7N, isto é, 35 moedas de 10 centavos. Veja que isso totaliza 6 reais:

10 x 0,25 + 35 x 0,10 = 2,5 + 3,5 = 6

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Assim, a diferença entre o número de moedas de 10 e de 25
centavos é de 35 – 10 = 25 (letra B).
Resposta: B

66. FGV – MEC – 2008) Em uma sala há homens, mulheres e crianças.


Se todos os homens fossem retirados da sala, as mulheres passariam a
representar 80% dos restantes. Se, ao contrário, fossem retiradas todas
as mulheres, os homens passariam a representar 75% dos presentes na
sala. Com relação ao número total de pessoas na sala, as crianças
correspondem a:
(A) 12,5%
(B) 17,5%
(C) 20%
(D) 22,5%
(E) 25%
RESOLUÇÃO:
Chamemos de H, M e C o número de homens, mulheres e crianças,
respectivamente. Se saírem todos os homens da sala, sobram M + C
pessoas. Desta quantidade, M representa 80%. Isto é:

M = 80% x (M + C)
M = 0,8M + 0,8C
0,2M = 0,8C
M = 4C

Se saírem todas as mulheres da sala, sobram H + C pessoas. Desta


quantidade, H representa 75%, ou seja:

H = 75% x (H + C)
0,25H = 0,75C
H = 3C

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
Portanto, o total de pessoas na sala é de:
H + M + C = 3C + 4C + C = 8C

Veja que 8C corresponde ao total, isto é, 100% das pessoas na


sala. Assim, podemos montar a proporção abaixo para descobrir o
percentual X que as crianças (C) representam:

8C ------------------100%
C --------------------X

Efetuando a multiplicação cruzada (nas diagonais), temos:

8C x X = C x 100%
8X = 1
X = 1/8 = 0,125 = 12,5%

Assim, as crianças representam 12,5% do total de pessoas que


estavam inicialmente na sala.
Resposta: A

67. FGV – SEFAZ/RJ – 2011) A soma de dois números é 120, e a


razão entre o menor e o maior é 1/2. O menor número é
(A) 20 .
(B) 25 .
(C) 30 .
(D) 35 .
(E) 40 .
RESOLUÇÃO:
Sejam A e B os dois números do enunciado. A soma deles é 120:

A + B = 120

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
E a razão entre eles é de 1/2. Considerando que A é o menor deles,
então:

A 1
 , portanto B = 2A
B 2

Substituindo B por 2A na primeira equação, temos:

A + 2A = 120
3A = 120
A = 40
Resposta: E

68. FGV – SENADO – 2008) Em uma reunião todas as pessoas se


cumprimentaram, havendo ao todo 120 apertos de mão. O número de
pessoas presentes nessa reunião foi:
(A) 14.
(B) 15.
(C) 16.
(D) 18.
(E) 20.
RESOLUÇÃO:
Cada uma das N pessoas cumprimenta outras N – 1 pessoas (afinal,
ninguém cumprimenta a si mesmo). Ao todo, teríamos N x (N – 1)
cumprimentos. Entretanto, devemos dividir este número por 2. Isto
porque estamos contando o cumprimento de João a José e também o de
José a João, sendo que este é apenas 1 cumprimento. Portanto,
N  (N  1)
 120
2
N x (N – 1) = 240

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
70. FGV – PREF. CONTAGEM – 2011) Seja p( x ) : 3 x  7  x  3 uma

sentença aberta em A = {-7,-5,-3,-2,2,3,5,7}. .


Marque a alternativa abaixo que contém o conjunto dos elementos que
verificam a sentença aberta .
(A) {-7,-5}
(B) {-3,-2}
(C) {2,3}
(D) {5,7}
RESOLUÇÃO:
Se 3 x  7  x  3 , então:
3x  x  3  7
2 x  10
x5

Como apenas os elementos da letra D são maiores ou iguais a 5,


este é o gabarito.
Resposta: D

Fim de aula! Até o próximo encontro!

Instagram: @ProfArthurLima

Facebook: ProfArthurLima

YouTube: Professor Arthur Lima

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A

1. FCC – TRT/4ª – 2011) Dos números que aparecem nas alternativas,


o que mais se aproxima do valor da expressão (0,619 2  0,599 2 )  0, 75 é:

a) 0,0018
b) 0,015
c) 0,018
d) 0,15
e) 0,18

2. CEPERJ – DEGASE/RJ – 2012) Uma quantidade X é dada pela


expressão:

Desse modo, X é igual a:


A) 25,2527456
B) 26,3939392
C) 27,0000000
D) 36,0000000
E) 36,3020293

3. CEPERJ – PREF. SÃO GONÇALO – 2011) Antônio recebeu seu


salário. As contas pagas consumiram a terça parte do que recebeu, e a
quinta parte do restante foi gasta no supermercado. Se a quantia que
sobrou foi de R$440,00, o valor recebido por Antonio foi de:
a) R$780,00
b) R$795,00
c) R$810,00
d) R$825,00
e) R$840,00

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
4. CEPERJ – SEFAZ/RJ – 2011) Os professores de uma escola
combinaram almoçar juntos após a reunião geral do sábado seguinte pela
manhã, e o transporte até o restaurante seria feito pelos automóveis de
alguns professores que estavam no estacionamento da escola. Terminada
a reunião, constatou-se que:
• Com 5 pessoas em cada carro, todos os professores podem ser
transportados e 2 carros podem permanecer no estacionamento.
• Se 2 professores que não possuem carro desistirem, todos os carros
podem transportar os professores restantes, com 4 pessoas em cada
carro.
O número total de professores na reunião era:
A) 40
B) 45
C) 50
D) 55
E) 60

5. VUNESP – ISS/SJC – 2012) Em uma sala, o número de meninos


excede o número de meninas em três. O produto do número de meninos
pelo número de meninas é um número que excede o número total de
alunos em 129. O total de alunos nessa sala é
(A) 25.
(B) 27.
(C) 30.
(D) 32.
(E) 36.

6. COPS/UEL – CELEPAR – 2010) Entre os números x e y existe a


seguinte relação: x3 + 3xy + xy2 = 27. Nessas condições:
a) Se x = 3 e y é negativo, então y = -3.
b) Se x = 3 e y é positivo, então y = 3.
c) Se x = 4 então y = 8.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
d) Se x = 8 então y = 4.
e) Se x = -1 então y = -2.

7. ESAF – AFRFB – 2009) Considere as inequações dadas por:


f ( x )  x 2  2 x  1  0 e g ( x )  2 x 2  3 x  2  0

Sabendo-se que A é o conjunto solução de f(x) e B é o conjunto


solução de g(x), então o conjunto Y  A  B é igual a:
 1 
a) Y   x  R |   x  2 
 2 
 1 
b) Y   x  R |   x  2 
 2 
c) Y   x  R | x  1

d) Y   x  R | x  0

e) Y   x  R | x  0

8. FGV – CODEBA – 2016) Hércules recebe R$ 65,00 por dia normal de


trabalho e mais R$ 13,00 por hora extra. Após 12 dias de trabalho,
Hércules recebeu um total de R$ 845,00. Sabendo que Hércules pode
fazer apenas uma hora extra por dia, o número de dias em que Hércules
fez hora extra foi
(A) 1.
(B) 3.
(C) 5.
(D) 7.
(E) 9.

9. FGV – CODEBA – 2016) Ao final de 2010, a idade de Ricardo, em


anos, era a metade da idade de sua mãe. A soma dos anos em que eles
nasceram é 3963. Ao final de 2016, a idade de Ricardo, em anos, será
(A) 24.
(B) 25.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) 26.
(D) 27.
(E) 28.

10. FGV – CODEBA – 2016) Entre os trabalhadores de uma empresa,


há os que são filiados ao Sindicato A e os que são filiados ao Sindicato B.
Alguns são filiados aos dois Sindicatos e outros a nenhum dos dois. Dos
2
que são filiados ao Sindicato A, também são filiados ao Sindicato B e
3
2
dos que são filiados ao Sindicato B, também são filiados ao Sindicato
5
A. Além disso, o número de trabalhadores da empresa que são filiados a
somente um desses dois Sindicatos é igual ao número daqueles que não
são filiados a nenhum dos dois. A razão entre o número de trabalhadores
que são filiados aos dois Sindicatos e o número total de trabalhadores da
empresa é
1
A)
4
1
B)
5
2
C)
5
3
D)
5
3
E)
10

1
11. FGV – CODEBA – 2016) O salário de Pedro é maior do que o
3
salário de Paulo. O salário de Paulo é x% menor do que o salário de
Pedro. O valor de x é
(A) 25.
(B) 27,5.
(C) 30.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(D) 33,3.
(E) 50.

12. FGV – CODEBA – 2016) Um menino queria comprar uma mochila


que custava 84 reais e seu pai teve com ele o seguinte diálogo:
— Pai: Você tem a quantia suficiente para comprar a mochila?
— Filho: Não.
— Pai: Quanto falta?
— Filho: Falta menos do que a metade do que eu tenho.
Nessa ocasião o filho tinha
(A) 28 reais ou menos.
(B) exatamente 42 reais.
(C) mais que 42 e menos que 56 reais.
(D) exatamente 56 reais.
(E) mais que 56 reais.

13. FGV – CODEBA – 2016) Em um certo jogo, há três tipos de carta:


ouro, prata e bronze. Cada duas cartas ouro valem cinco cartas prata e
cada três cartas prata valem quatro cartas bronze. Nesse jogo, três cartas
ouro valem
(A) dez cartas bronze.
(B) nove cartas prata.
(C) doze cartas bronze.
(D) oito cartas prata.
(E) dezesseis cartas bronze.

14. FGV – MPRJ – 2016) Em uma barraca da feira as abóboras são


todas iguais. Sabe-se que uma abóbora pesa 2 kg mais a terça parte de
uma abóbora. O peso de uma abóbora e meia é:
(A) 3,0 kg;
(B) 3,6 kg;
(C) 4,5 kg;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(D) 4,8 kg;
(E) 5,4 kg.

15. FGV – MPRJ – 2016) Sejam x e y números inteiros positivos tais


que x/16 = 3/y. O número de pares ordenados diferentes (x,y) que
podem ser formados é:
(A) 16;
(B) 14;
(C) 12;
(D) 10;
(E) 8.

16. FGV – MPRJ – 2016) As somas de três números inteiros, dois a


dois, são, respectivamente, 29, 63 e 68. O maior desses três números
inteiros é:
(A) 60;
(B) 51;
(C) 49;
(D) 44;
(E) 37.

17. FGV – MPRJ – 2016) O carro de Joana faz 15 km por litro de


gasolina e o carro de Laura faz 10 km por litro de gasolina. Joana e Laura
percorreram exatamente a mesma distância em quilômetros com seus
respectivos carros. No total, a razão entre quilômetros percorridos e o
número de litros de gasolina gastos pelas duas foi igual a:
(A) 11,5;
(B) 12,0;
(C) 12,5;
(D) 13,0;
(E) 13,5.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
18. FGV – MPRJ – 2016) Em um cofre há muitas moedas de R$ 1,00 e
de R$ 0,50. Pedro vai tirando, uma a uma, as moedas desse cofre. Das
cinco primeiras moedas que ele tirou, três eram de R$ 1,00. Depois ele
tirou mais N moedas e, no total das moedas retiradas, mais de 90% eram
de R$ 1,00. O valor mínimo de N é:
(A) 16;
(B) 18;
(C) 20;
(D) 25;
(E) 27.

19. FGV – MPRJ – 2016) Miguel pagou atrasado a conta de seu cartão
de crédito. Por esse motivo, a operadora do cartão cobrou, entre multa e
juros, um total de 15% sobre o valor original da conta, totalizando R$
920,00. O valor original da conta do cartão de crédito de Miguel era:
(A) R$ 720,00;
(B) R$ 756,00;
(C) R$ 782,00;
(D) R$ 790,00;
(E) R$ 800,00.

20. FGV – TJ/PI – 2015) Francisco vendeu seu carro e, do valor


recebido, usou a quarta parte para pagar dívidas, ficando então com R$
21.600,00. Francisco vendeu seu carro por:
(A) R$ 27.600,00;
(B) R$ 28.400,00;
(C) R$ 28.800,00;
(D) R$ 29.200,00;
(E) R$ 29.400,00.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
21. FGV – TJ/PI – 2015) Cada um dos 160 funcionários da prefeitura
de certo município possui nível de escolaridade: fundamental, médio ou
superior. O quadro a seguir fornece algumas informações sobre a
quantidade de funcionários em cada nível:

Sabe-se também que, desses funcionários, exatamente 64 têm nível


médio. Desses funcionários, o número de homens com nível superior é:
(A) 30;
(B) 32;
(C) 34;
(D) 36;
(E) 38.

22. FGV – TJ/PI – 2015) Francisca tem um saco com moedas de 1


real. Ela percebeu que, fazendo grupos de 4 moedas, sobrava uma
moeda, e, fazendo grupos de 3 moedas, ela conseguia 4 grupos a mais e
sobravam 2 moedas. O número de moedas no saco de Francisca é:
(A) 49;
(B) 53;
(C) 57;
(D) 61;
(E) 65.

23. FGV – TJ/PI – 2015) Em uma determinada empresa, metade de


seus funcionários vai para casa de ônibus, um quinto vai de carro, um
oitavo vai de bicicleta e os demais vão a pé. A fração dos funcionários que
vai para casa a pé equivale a:
4
(A)
5

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
3
(B)
15
7
(C)
15
3
(D)
40
7
(E)
40

24. FGV – TJ/PI – 2015) Pedro caminha qualquer distância em um


quarto do tempo que seu filho Junior leva para caminhar a mesma
distância. Pedro e Junior partem simultaneamente do ponto O, em
direções opostas, caminhando na pista retangular mostrada a seguir, na
qual O e C são, respectivamente, os pontos médios de EA e DB. As
dimensões da pista retangular, em metros, são EA = 13 e AB = 7.

Quando Pedro e Junior se encontrarem pela primeira vez, eles estarão


mais perto do ponto:
(A) A;
(B) B;
(C) C;
(D) D;
(E) E.

25. FGV – TJ/PI – 2015) Em uma urna há somente bolas brancas,


bolas pretas e bolas vermelhas. Para cada bola branca há três bolas
pretas e para cada duas bolas pretas há cinco bolas vermelhas. A razão
entre a quantidade de bolas pretas e a quantidade total de bolas na urna
é:
3
(A)
10

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
4
(B)
19
5
(C)
21
6
(D)
23
7
(E)
25

26. FGV – TCE/SE – 2015) Em uma oficina há um pote com 18


parafusos e 22 porcas. Todos os parafusos têm o mesmo peso, todas as
porcas têm o mesmo peso e o peso total de todas as peças é de 214g.
Quando uma porca é colocada em um parafuso, o peso do conjunto é de
11g. O peso de um parafuso é de:
(A) 4g;
(B) 5g;
(C) 6g;
(D) 7g;
(E) 8g.

27. FGV – TCE/SE – 2015) Em uma urna há apenas bolas brancas,


bolas pretas e bolas vermelhas. Exatamente 17 bolas não são brancas, 29
não são pretas e 22 não são vermelhas. O número de bolas na urna é:
(A) 32;
(B) 34;
(C) 36;
(D) 38;
(E) 40.

28. FGV – DPE/RO – 2015) Em uma cozinha há dois potes vazios


diferentes A e B, sendo que o primeiro pesa 400g e o segundo pesa 540g.
A cozinheira Elisa distribuiu 1kg de farinha, uma parte em cada pote, de

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
forma que os potes com farinha ficaram com o mesmo peso. A
quantidade de farinha que o pote A contém é de:
(A) 140g;
(B) 370g;
(C) 430g;
(D) 570g;
(E) 620g.

29. FGV – DPE/RO – 2015) Quatro amigos foram de Porto Velho para
Ariquemes no carro de um deles e combinaram dividir igualmente a
despesa com a gasolina. Saíram com o tanque cheio e, no destino,
encheram o tanque de novo para verificar a quantidade de gasolina que
foi gasta. Feita a divisão da despesa, um dos amigos percebeu que tinha
esquecido a carteira e só pôde contribuir com os R$ 5,00 que tinha no
bolso. Com isso, cada um dos outros três teve que dar mais R$ 3,50 para
completar o total da despesa. A despesa total com a gasolina foi de:
(A) R$ 62,00;
(B) R$ 64,00;
(C) R$ 66,00;
(D) R$ 68,00;
(E) R$ 70,00.

30. FGV – IBGE – 2016) Um segmento de reta de comprimento C é


dividido em cinco partes iguais, e a segunda e a quarta partes são
retiradas. A seguir, cada uma das partes restantes é também dividida em
cinco partes iguais, e as segundas e as quartas partes são retiradas. A
soma dos comprimentos das partes restantes é:
9C
(A)
25
8C
(B)
25

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
6C
(C)
25
4C
(D)
5
3C
(E)
5

31. FGV – IBGE – 2016) Lucas foi a uma feira de jogos levando 45
cartas vermelhas e 45 cartas azuis. Em um quiosque ele pode trocar duas
cartas vermelhas por uma carta dourada e uma carta azul. Em outro
quiosque ele pode trocar três cartas azuis por uma carta dourada e uma
carta vermelha. Lucas fez todas as trocas possíveis para conseguir o
máximo de cartas douradas. O número de cartas douradas que Lucas
conseguiu com as trocas foi:
(A) 59;
(B) 60;
(C) 61;
(D) 62;
(E) 63.

32. FGV – IBGE – 2016) As meninas Alice, Beatriz e Celia brincam na


balança. Alice e Beatriz juntas pesam 100 kg, Alice e Celia juntas pesam
96 kg e Beatriz e Celia juntas pesam 108 kg. Beatriz pesa:
(A) 48 kg;
(B) 50 kg;
(C) 52 kg;
(D) 54 kg;
(E) 56 kg.

33. FGV – MRE – 2016) Lucas é artesão, fabrica vassouras e, certo


dia, levou 40 vassouras para vender na feira. Ele começou vendendo cada
vassoura por 12 reais e, perto do final, baixou o preço para a metade,

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
terminando o dia com todo o seu estoque vendido, arrecadando 336
reais. O número de vassouras que Lucas vendeu pelo preço mais alto foi:
(A) 12;
(B) 14;
(C) 15;
(D) 16;
(E) 18.

34. FGV – MRE – 2016) Em uma reunião, as únicas pessoas presentes


são políticos de três partidos: PA, PB e PC. Para cada três políticos do
partido PA há dois políticos do partido PB e, para cada cinco políticos do
partido PB, há quatro políticos do partido PC. Nessa reunião, a razão entre
o número de políticos do partido PB e o número total de políticos é:
(A) 10/33
(B) 11/34
(C) 12/35
(D) 13/36
(E) 14/37

35. FGV – Prefeitura de Niterói – 2015) Mauro comprou duas canetas


e três borrachas por R$ 37,50. Fátima comprou, na mesma loja, três
canetas e quatro borrachas por R$ 54,00. Nessa loja todas as canetas
têm o mesmo preço; também têm o mesmo preço todas as borrachas.
Nessa mesma loja, cinco canetas e duas borrachas custam:
(A) R$ 87,50;
(B) R$ 82,00;
(C) R$ 77,00;
(D) R$ 74,50;
(E) R$ 69,00.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
36. FGV – Prefeitura de Niterói – 2015) A idade de Pedro hoje, em
anos, é igual ao dobro da soma das idades de seus dois filhos, Paulo e
Pierre. Pierre é três anos mais velho do que Paulo. Daqui a dez anos, a
idade de Pierre será a metade da idade que Pedro tem hoje. A soma das
idades que Pedro, Paulo e Pierre têm hoje é:
(A) 72;
(B) 69;
(C) 66;
(D) 63;
(E) 60.

37. FGV – PREFEITURA DE NITERÓI – 2015) Ao longo de uma


estrada aparecem as cidades A, B, C e D, nessa ordem. Sabe-se que a
distância entre as cidades A e C é de 30km, a distância entre as cidades B
e D é de 43km e que a distância entre as cidades A e D é de 55km. A
distância entre as cidades B e C, em quilômetros, é igual a:
(A) 12;
(B) 15;
(C) 18;
(D) 22;
(E) 25.

38. FGV – TJ/RO – 2015) Em uma sequência numérica, cada termo a


partir do terceiro é a soma dos dois termos anteriores. O 7º e o 9º termos
são, respectivamente, 29 e 76.O 2º termo dessa sequência é:
(A) 1;
(B) 2;
(C) 3;
(D) 4;
(E) 5.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
39. FGV – TJ/RO – 2015) Em uma sequência numérica, cada termo a
partir do terceiro é a soma dos dois termos anteriores. O 7º e o 9º termos
são, respectivamente, 29 e 76.O 2º termo dessa sequência é:
(A) 1;
(B) 2;
(C) 3;
(D) 4;
(E) 5.

40. FGV – TJSC – 2015) Natália e Fernando colecionam selos. Natália


tinha o dobro do número de selos de Fernando e deu a ele tantos selos
que ele ficou com o triplo do número de selos que ela ficou. Fernando
tinha, inicialmente, 48 selos. No final, o número de selos com que Natália
ficou é:
(A) 48;
(B) 44;
(C) 40;
(D) 36;
(E) 32.

41. FGV – TJSC – 2015) Em uma loja de roupas masculinas, duas


camisas polo e uma camisa social custam R$ 228,00 e uma camisa polo e
duas camisas sociais custam R$ 276,00. Nessa mesma loja, duas camisas
polo e duas camisas sociais custam:
(A) R$ 348,00;
(B) R$ 336,00;
(C) R$ 324,00;
(D) R$ 318,00;
(E) R$ 312,00.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
42. FGV – TJSC – 2015) Ao longo de uma estrada há 4 cidades, A, B, C
e D nessa ordem. A cidade A dista 20km de B, a cidade B dista 60km de
C e a cidade C dista 12km de D. Dirigindo nessa estrada, Guilherme parte
da cidade B e vai até A, depois de A até D e, finalmente, de D até C
terminando seu percurso. Durante essa viagem, Guilherme parou em um
posto de gasolina localizado no ponto M e, no final, reparou que o número
de quilômetros percorridos do início da viagem ao ponto M foi exatamente
igual ao número de quilômetros que percorreu de M ao ponto final da
viagem. A distância do ponto final da viagem ao ponto M é de:
(A) 22km;
(B) 26km;
(C) 30km;
(D) 34km;
(E) 38km.

43. FGV – TJSC – 2015) Um grupo de amigos se reuniu para as


comemorações de fim de ano, sendo que 40% do total eram mulheres.
Todos eram torcedores do Figueirense, do Avaí ou do Joinville. Do total,
50% deles eram torcedores do Figueirense. Metade dos torcedores do
Avaí eram mulheres, bem como um quarto dos torcedores do Joinville.
Entre os homens, o número de torcedores do Avaí era igual ao número de
torcedores do Joinville. Do total de amigos, eram mulheres torcedoras do
Figueirense:
(A) 5%;
(B) 10%;
(C) 15%;
(D) 20%;
(E) 25%.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
44. ESAF – CGU – 2012) Um segmento de reta de tamanho unitário é
dividido em duas partes com comprimentos x e 1-x respectivamente.
Calcule o valor mais próximo de x de maneira que x = (1-x) / x, usando
√5 2,24.
a) 0,62
b) 0,38
c) 1,62
d) 0,5
e) 1/

45. ESAF – DNIT – 2012) A soma dos valores de x e y que solucionam


x  2 y  7
o sistema de equações  é igual a:
2 x  y  5
a) 6
b) 4
c) 3
d) 2
e) 5

46. ESAF – PECFAZ – 2013) Em uma secretaria do Ministério da


Fazenda, trabalham 63 pessoas. A razão entre o número de homens e o
número de mulheres é igual 4/5. A diferença entre o número de mulheres
e o número de homens que trabalham nessa secretaria é igual a:
a) 8
b) 7
c) 6
d) 9
e) 5

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
47. FGV – SUDENE/PE – 2013) O time de João jogou 22 vezes no
primeiro semestre deste ano. O time de João ganhou 2 jogos a mais que
perdeu e empatou 3 jogos a menos que ganhou. O número de jogos que
o time de João venceu foi:
(A) 7.
(B) 8.
(C) 9.
(D) 10.
(E) 11.

48. FGV – ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/MA – 2013) Na família de


Márcia, para cada dois homens há três mulheres e na família de Mauro,
para cada três homens há cinco mulheres. A família de Márcia tem 25% a
mais de pessoas do que a família de Mauro. No Natal do ano passado, as
duas famílias se reuniram integralmente para a ceia no dia 24 de
dezembro. Nesse dia, a razão entre as quantidades de homens e de
mulheres foi
5
(A)
8
4
(B)
9
7
(C)
11
9
(D)
13
8
(E)
15

49. FGV – SEJAP/MA – 2013) Em um presídio misto há 600


presidiários no total, sendo que para cada quatro homens há uma mulher.
Entre as mulheres, 80 cumprem pena de até dez anos. Entre os homens,
em cada quatro, um cumpre pena de mais de dez anos. Nesse presídio, o
numero total de presidiários cumprindo pena de mais de dez anos é:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
a) 440.
b) 360.
c) 220.
d) 160.
e) 80.

50. FGV – MPE/MS – 2013) João comprou em uma loja de roupas


esportivas uma bermuda e duas camisetas iguais pagando por tudo
R$40,00. Sabe se que a bermuda custou R$4,00 a mais do que uma
camiseta. O preço de uma camiseta é:
(A) R$6,00.
(B) R$10,00.
(C) R$12,00.
(D) R$14,00.
(E) R$16,00.

51. FCC – MPE/AP – 2012) Do salário mensal de Miguel, 10% são


gastos com impostos, 15% com moradia, 25% com transporte e
alimentação e 10% com seu plano de saúde. Daquilo que resta, 3/8 são
usados para pagar a mensalidade de sua faculdade, sobrando ainda R$
900,00 para o seu lazer e outras despesas. O gasto mensal de Miguel com
moradia, em reais, é igual a
(A) 210,00
(B) 360,00
(C) 450,00
(D) 540,00
(E) 720,00

52. FCC – TRF/2ª – 2012) Ao conferir o livro de registro da entrada e


saída das pessoas q visitaram uma Unidade do Tribunal Regional Federal,
ao longo dos cinco dias úteis de certa semana, um Técnico Judiciário
observou que:

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
- o número de pessoas que lá estiveram na segunda-feira correspondia a
terça parte do total de visitantes da semana inteira;
- em cada um dos três dias subsequentes, o número de pessoas
registradas correspondia a ¾ do número daquelas registradas no dia
anterior.
Considerando que na sexta-feira foi registrada a presença de 68
visitantes, é correto afirmar que o número de pessoas que visitaram essa
Unidade.
(A) na segunda-feira foi 250.
(B) na terça-feira foi 190.
(C) na quarta-feira foi 140.
(D) na quinta-feira foi 108.
(E) ao longo dos cinco dias foi 798.

53. FCC – METRÔ/SP – 2012) Relativamente a um lote de tijolos,


usado por quatro operários na construção de um muro, sabe-se que:
− coube a Amilcar assentar a oitava parte e a Benício a décima parte do
total de tijolos;
− coube a Galileu assentar o dobro da soma das quantidades que Amilcar
e Benício assentaram;
− Dante assentou os restantes 468 tijolos.
Nessas condições, o total de tijolos do lote é um número compreendido
entre
(A) 1 250 e 1 500.
(B) 1 500 e 1 750.
(C) 1 750 e 2 000.
(D) 2 000 e 2 250.
(E) 2 250 e 2 500.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
54. FCC – METRÔ/SP – 2012) Certo dia, Alan, chefe de seção de uma
empresa, deu certa quantia em dinheiro a dois funcionários − Josemir e
Neuza − solicitando que fossem lhe comprar um lanche e ressaltando que
poderiam ficar com o troco. Sabe-se que, na compra do lanche eles
gastaram 75% da quantia dada pelo chefe e que, do troco recebido,
Josemir ficou com 40%, enquanto que Neuza ficou com os R$3,75
restantes. Nessas condições, o valor pago pelo lanche comprado foi
(A) R$ 15,00.
(B) R$ 15,75.
(C) R$ 18,50.
(D) R$ 18,75.
(E) R$ 25,00.

55. FCC – METRÔ/SP – 2012) O parágrafo seguinte apresenta parte da


fala de Benê dirigida a seus amigos Carlão e Dito.
− Hoje, tenho 23 anos de idade, Carlão tem 32 e Dito tem 44, mas,
futuramente, quando a minha idade for igual à terça parte da soma das
idades de vocês, ...
Um complemento correto para a fala de Benê é
(A) as nossas idades somarão 120 anos.
(B) Carlão terá 36 anos.
(C) Dito terá 58 anos.
(D) Carlão terá 38 anos.
(E) Dito terá 54 anos.

56. FCC – METRÔ/SP – 2012) Um trem metropolitano partiu de um


terminal da Linha 1 − Estação Tucuruvi −, com X passageiros e, após
passar sucessivamente pelas Estações Parada Inglesa e Jardim São Paulo,
chegou à Estação Santana com X passageiros. Sobre o trânsito de
passageiros ao longo desse trajeto, sabe-se que:
− na Estação Parada Inglesa desceram exatamente 18 passageiros e o
número dos que embarcaram era igual a 1/6 de X;

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
− na Estação Jardim São Paulo desceram exatamente 106 passageiros e o
número dos que embarcaram era igual a 1/3 do número de passageiros
que partiu da estação anterior.
Nessas condições, é correto afirmar que X é um número
(A) ímpar.
(B) divisível por 9.
(C) múltiplo de 4.
(D) menor que 200.
(E) maior que 400.

57. FCC – SPPREV – 2012) Pensei em um número e dele


− subtraí 3 unidades;
− multipliquei o resultado por 5;
− somei 9 unidades;
− obtive 24 como resultado.
É correto afirmar que o quadrado desse número é
(A) 1.
(B) 4.
(C) 16.
(D) 25.
(E) 36.

58. FCC – SPPREV – 2012) O dono de um armazém adquiriu 82 kg de


feijão embalados em pacotes de 2 kg e 3 kg, totalizando 30 pacotes. É
correto afirmar que o número de pacotes de 3 kg é
(A) 22.
(B) 20.
(C) 18.
(D) 15.
(E) 12.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
59. FCC – TRF/3ª – 2014) O dinheiro de Antônio é a quarta parte do
de Bianca que, por sua vez, é 80% do dinheiro de Cláudia. Mexendo
apenas no dinheiro de Antônio, um aumento de x% fará com que ele
fique com o mesmo dinheiro que Cláudia tem. Nas condições dadas, x é
igual a
(A) 300.
(B) 500.
(C) 800.
(D) 900.
(E) 400.

60. FCC – TRF/3ª – 2014) Um cofrinho possui apenas moedas de 25


centavos e moedas de 1 real, em um total de 50 moedas. Sabe-se que a
diferença entre o total de moedas de 25 centavos e de 1 real do cofrinho,
nessa ordem, é igual a 24 moedas. O total de moedas de maior valor
monetário em relação ao total de moedas de menor valor monetário
nesse cofrinho corresponde, em %, a, aproximadamente,
(A) 44.
(B) 35.
(C) 42.
(D) 28.
(E) 32.

61. FCC – TRF/3ª – 2014) O número de ordens judiciais decretadas


pelo Órgão 1, há quatro anos, era igual ao número de ordens judiciais
decretadas pelo Órgão 2, hoje. Daquela época para a atual, o número de
ordens judiciais decretadas pelo Órgão 1 não mudou, mas o número de
ordens judiciais decretadas pelo Órgão 2 cresceu 20%. Sabendo que os
órgãos 1 e 2 somam, hoje, 6 000 ordens judiciais, então há quatro anos o
número de ordens judiciais decretadas pelo Órgão 2 era igual a
(A) 2 900.
(B) 2 800.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
(C) 2 400.
(D) 2 600.
(E) 2 500.

62. FCC – TRF/3ª – 2014) Comparando-se a remuneração, por hora


trabalhada, dos serviços A e B, verificou-se que no serviço B a
remuneração era 25% a menos do que a remuneração no serviço A.
Roberto trabalhou 8 horas no serviço A e 4 horas no serviço B. Paulo
trabalhou 4 horas no serviço A e 8 horas no serviço B. A porcentagem a
mais que Roberto recebeu, por suas 12 horas de trabalho, em relação ao
que Paulo recebeu, por suas 12 horas de trabalho, é igual a
(A) 12,5.
(B) 50.
(C) 10.
(D) 25.
(E) 0.

63. FCC – TRF/3ª – 2014) Um técnico precisava arquivar x processos


em seu dia de trabalho. Outro técnico precisava arquivar y processos,
diferente de x, em seu dia de trabalho. O primeiro técnico arquivou, no
2
período da manhã, dos processos que precisava arquivar naquele dia.
3
3
No período da tarde, esse técnico arquivou dos processos que
8
arquivara pela manhã e ainda restaram 14 processos para serem
3
arquivados. O segundo técnico arquivou, no período da manhã, dos
5
processos que precisava arquivar naquele dia. No período da tarde, o
5
segundo técnico arquivou dos processos que arquivara pela manhã e
18
ainda restaram 42 processos para serem arquivados. Dessa forma, é
possível determinar que, o técnico que arquivou mais processos no

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
período da tarde superou o que o outro arquivou, também no período da
tarde, em um número de processos igual a
(A) 15.
(B) 42.
(C) 18.
(D) 12.
(E) 30.

64. FGV – MPE/MS – 2013) Uma barraca de lanches rápidos vende


sanduíches de dois tipos. O tipo simples com uma fatia de carne e
uma de queijo e o duplo com duas fatias de carne e duas de queijo.

Cada sanduíche simples é vendido por R$4,80 e cada duplo é vendido por
R$6,00. Certo dia, João, o dono da barraca vendeu 50 sanduíches,
arrecadou o total de R$266,40 e disse: “não vendi mais porque a carne
acabou”. O número de fatias de carne que João tinha no estoque, nesse
dia, era:
(A) 60.
(B) 64.
(C) 68.
(D) 72.
(E) 76.

65. FGV – CAERN – 2010) Em um cofrinho há R$6,00 em moedas de


10 centavos e de 25 centavos. A quantidade de moedas de 10 centavos é
um múltiplo de 7. Quantas moedas de 10 centavos há a mais do que
moedas de 25 centavos?
a) 32
b) 25

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
c) 18
d) 11
e) 4

66. FGV – MEC – 2008) Em uma sala há homens, mulheres e crianças.


Se todos os homens fossem retirados da sala, as mulheres passariam a
representar 80% dos restantes. Se, ao contrário, fossem retiradas todas
as mulheres, os homens passariam a representar 75% dos presentes na
sala. Com relação ao número total de pessoas na sala, as crianças
correspondem a:
(A) 12,5%
(B) 17,5%
(C) 20%
(D) 22,5%
(E) 25%

67. FGV – SEFAZ/RJ – 2011) A soma de dois números é 120, e a


razão entre o menor e o maior é 1/2. O menor número é
(A) 20 .
(B) 25 .
(C) 30 .
(D) 35 .
(E) 40 .

68. FGV – SENADO – 2008) Em uma reunião todas as pessoas se


cumprimentaram, havendo ao todo 120 apertos de mão. O número de
pessoas presentes nessa reunião foi:
(A) 14.
(B) 15.
(C) 16.
(D) 18.
(E) 20.

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
69. FGV – PREF. CONTAGEM – 2011) Considere o conjunto A =
{0,1,2,3,4,5,6,7,8,9}, e a sentença aberta em A: p(x) = x 2 – 5x + 6 = 0.
Marque a alternativa abaixo que contém o conjunto dos elementos que
satisfazem a sentença aberta p(x).
(A) {0,5}
(B) {2,4}
(C) {3,5}
(D) {2,3}

70. FGV – PREF. CONTAGEM – 2011) Seja p( x ) : 3 x  7  x  3 uma

sentença aberta em A = {-7,-5,-3,-2,2,3,5,7}. .


Marque a alternativa abaixo que contém o conjunto dos elementos que
verificam a sentença aberta .
(A) {-7,-5}
(B) {-3,-2}
(C) {2,3}
(D) {5,7}

P A L
RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO P IBGE
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
P A L A
4. GABARITO
01 C 02 C 03 D 04 C 05 A 06 A 07 C
08 C 09 B 10 B 11 A 12 E 13 A 14 C
15 D 16 B 17 B 18 A 19 E 20 C 21 B
22 B 23 E 24 A 25 D 26 D 27 B 28 D
29 A 30 A 31 C 32 E 33 D 34 A 35 E
36 B 37 C 38 C 39 C 40 D 41 B 42 E
43 D 44 A 45 B 46 B 47 C 48 C 49 D
50 C 51 D 52 A 53 D 54 D 55 A 56 B
57 E 58 A 59 E 60 B 61 E 62 C 63 D
64 D 65 B 66 A 67 E 68 C 69 D 70 D

P A L