Sunteți pe pagina 1din 11

UM HOMEM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS

At 13:22 b II Tm 3:16-17

INTRODUÇÃO Muitos personagens bíblicos são referenciais para nossas vidas, por nos deixarem exemplos de fé, coragem, obediência, paciência, humildade etc. Mas, só um foi considerado pelo próprio Deus “O homem segundo o meu coração” I Sm 13:14, Davi um personagem que influenciou a geração de sua época, e sua história continua causando impacto até os dias atuais. Pastor de ovelhas, salmista e rei impressionou a humanidade com seus feitos e pela maneira como Deus o amou.

Dificilmente estudiosos e teólogos poderão afirmar categoricamente a razão ou razões para Deus denominar Davi “homem segundo o seu coração”. Certamente todos concordam em um ponto: Obra da graça de Deus! Não foi por méritos de Davi. Todavia, por mais que Davi tenha se identificado com os demais homens em fraquezas e tendências menores, ele se sobressaiu em alguns aspectos da maior significação sob a ótica teológica e racional. Ele foi um homem perfeito, sobrenatural, isento de pecados? Não! Davi adulterou com Bete-Seba, planejou o assassinato de Urias, desobedeceu a Deus ao realizar a contagem do povo, não lidou decisivamente com o pecado dos seus filhos, porém, foi vitorioso porque reconheceu os seus pecados e as suas fraquezas, arrependeu-se e confessou humildemente ao Senhor. Davi era semelhante a qualquer um de nós, porém, aprendeu que a melhor maneira de alcançar o coração de Deus é o caminho da adoração, da humildade, da sinceridade e do arrependimento. No estudo deste tema, vamos aprender com as virtudes desse homem, mas também aprender com as suas fraquezas e falhas Ec 7:20.

I – QUEM ERA DAVI?

Davi era um jovem comum à sua época. Davi, do hebraico (DAWID) significa amado, o seu nome está registrado 1031 vezes na bíblia. Era o filho menor de Jessé. Em I Cro 2:13-16 está registrado o nome de todos os filhos de Jessé: Eliabe, Abnadabe, Simeia Natanael, Radai, Ozém e Davi. Suas irmãs foram: Zuria e Abigail.

1. Descrição física: Não possuía uma aparência exuberante (I Sm 16.12).

2. Sua Ocupação: Pastorear as ovelhas de seu pai. (I Sm 16.11).

3. Sua Origem: Vivia num povoado pequeno, em Belém (I Sm 16.1).

4. Suas Habilidades: Davi foi um excelente músico (I Sm 16.18).

II– ASPECTOS DO CARÁTER DE DAVI

Davi é um dos principais personagens da Bíblia. Sua história é registrada em vários capítulos da Bíblia; cerca de 60 referências são feitas a ele no Novo Testamento, além de figurar na genealogia do Senhor Jesus. Até hoje é lembrado como o maior rei de Israel e, por duas vezes na Bíblia é chamado de “homem segundo o coração de Deus” I Sm 13.14; At 13.22. Vejamos alguns aspectos do caráter de Davi:

1. Servo fiel e responsável

a) No pastorei das ovelhas; Davi era muito jovem quando recebera de Jessé, seu pai, a incumbência de cuidar das ovelhas da família. Apesar de importante, esse trabalho aparentemente simples, era negligenciado por seus irmãos I Sm 16:11 I

Sm 17:28. Mas, por incrível que pareça, foi justamente esse serviço que deu a Davi a capacidade de tornar-se um grande líder, e mais tarde, o rei de Israel. Davi era capaz de arriscar a própria vida por uma ovelha I Sm 17:34-35. Sua dedicação e responsabilidade eram suficientes para que Deus o tornasse pastor das ovelhas da casa de Israel Sl 78:70-72.

A despeito de ter sido ungido rei, o homem que era segundo o coração de

Deus, continuou fiel na tarefa de apascentar as ovelhas de seu pai I Sm 16:17-19. Essas características não são vistas em todas as pessoas que

servem a Cristo.

b) Na corte do rei Mesmo sabendo que Deus o escolhera para sucessor do trono de Saul. Davi nunca se negou a dedilhar sua harpa perante o rei. Tocava-a com tanto desvelo e dedicação, que recebera do perturbado monarca, amor, amizade e benevolência I Sm 16:21-23. Sem nunca reinvidicar a posse do que era seu, o futuro líder de Israel fazia tudo o que lhe vinha às mãos, apenas confiando no Senhor Ec 9:10.

2. Prudente I Sm 18:14 I Sm 18:30 I Sm 18:5 Sabia se conduzir. Sabia o seu lugar. Não arrumava confusão. Sabia se comportar. Conhecia a sua posição: Familiar, social, profissional e espiritual.

3. Corajoso e Otimista I Sm 16:18,32

A coragem de Davi era incontestável: matou um leão e um urso I Sm

17:34-35. Apresentou-se para enfrentar o gigante Golias I Sm 17:32, lutando bravamente contra os filisteus, sob o risco da sua própria vida I Sm 18:27. Sua

evidente coragem firmava-se na autentica fé em Deus. Guerreou contra Golias com as suas próprias armas I Sm 17:38-47 Obs: Corajoso até mesmo para lutar com feras

4. Tinha o sinal ou marca de sua aliança com Deus

A circuncisão I Sm 17:26. Hoje o sangue de Jesus é o sinal ou marca de nossa aliança com Cristo.

5. Tinha unção de Deus sobre a sua vida I Sm 16:13 Sl 89:20

6. Davi era um homem sincero

Apesar de ser chamado pelo próprio Deus “O homem segundo o meu coração” I Sm 13.14. Davi nunca quis ser uma pessoa diferente do que realmente era. Portava-se perante o altíssimo com um coração sincero Sl 26:2 Sl 38:9. Para o salmista sinceridade e integridade são indispensáveis para os que desejam desfrutar de intima comunhão com Deus Sl 15. Não era um homem infalível.

Cometeu graves pecados, mas quando repreendido pelo Senhor, através do profeta Natã, Davi confessa e arrepende-se II Sm 12.13; Sl 51.

7. Conhecia seus limites I Sm 18:18 I Sm 18:22-23

Temos

que

olhar

introspectivamente

para

dentro

de

nós

mesmos

e

entendermos os nossos limites, conhecer até onde podemos ir.

8. Capacidade para construir amizades. I Sm18:1 I Sm 19:2 I Sm 20 I Sm

18:28

Facilidade no relacionamento com outras pessoas

9. Gratidão Davi não se cansava de exaltar ao Senhor por seus maravilhosos feitos.

Seus salmos estão repletos de gratidão e louvor ao Todo-poderoso Sl 9:1-2 Sl

86:12 Sl 138:1-2. Eles refletem a alegria, a satisfação e o reconhecimento por

todas as bênçãos recebidas Sl 8:1-9 144:1-2 Sl 145:1-21.

Sl

Sl 13:5-6

Sl 16:7

Sl 18:46,49,50

III. RAZÕES OU MOTIVOS PARA DAVI SER CONSIDERADO UM

“HOMEM SEGUNDO O CARAÇÃO DE DEUS”

1. Davi era um homem cujo coração era inclinado ao Senhor Davi era um homem espiritual, cuja vida estava em harmonia com os anseios de Deus.

a) Nunca praticou a idolatria Digo aos santos que estão na terra e aos ilustres em quem está todo o

meu prazer: as dores se multiplicarão àqueles que fazem oferendas a outros deuses; e eu não oferecerei as suas libações de sangue, nem tomarei o seu nome nos meus lábios. O Senhor é a porção da minha herança e o meu cálice; tu sustentas a minha sorte Sl 16:3-5.

b) Quis edificar casa para a arca de Deus; Disse o Rei ao profeta Natã: Ora, eu moro em casa de cedros e a arca de

Deus mora dentro de cortinas II Sm 7:2. Lembra-te, Senhor, de Davi e de todas as suas aflições. Como jurou ao Senhor e fez votos ao Poderoso de Jacó, dizendo: Certamente, que não entrarei na tenda em que habito, nem subirei ao leito em que durmo; não darei sono aos meus olhos, nem

repouso às minhas pálpebras, enquanto não achar lugar para o Senhor, uma morada para o poderoso de Jacó Sl 132:1-5.

c) Era zeloso pelo nome do Senhor. Então, falou Davi aos homens que estavam com ele, dizendo: Que farão àquele homem que ferir a este filisteu e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo? E o povo lhe tornou a falar conforme aquela palavra, dizendo: Assim farão ao homem que o ferir I Sm 17:26-27.

2. Davi era um homem humilde

Apesar de ser um soldado inigualável e comandante corajoso Davi aprendeu a atribuir as suas vitórias a Deus I Sm 17.37; Sl 34.4-7; 40.5-10; 124. Senhor, o meu coração não se elevou, nem os meus olhos se levantaram; não me exercito em grandes assuntos, nem em coisas muito elevadas para mim. Decerto, fiz calar e sossegar a minha alma; qual criança desmamada para com sua mãe, tal é minha alma comigo Sl 131:1-2

3. Era Inteiramente dependente de Deus

Davi dependia do Senhor em todos os momentos e circunstâncias da vida, seu maior desejo era conhecer os caminhos de Deus, e para isso punha-se sob sua direção em tudo que fazia I Sm 22:3 Sl 17:5 Sl 18:21 Sl 25:4-5 Sl 143:8-10. Jeová era o seu mais precioso tesouro Sl 16:2-5 Sl 142:5 Sl 23 Sl 63:1 Sl 34:4

4. Davi soube respeitar a unção de Deus que estava em Saul

Sucedeu, porém, que, depois, o coração doeu a Davi, por ter cortado a orla do manto de Saul; e disse aos seus homens: O Senhor me guarde de que eu faça tal coisa ao meu Senhor, ao ungido do Senhor, estendendo eu a minha mão

contra ele, pois é o ungido do Senhor. E, com estas palavras, Davi conteve os seus homens e não lhes permitiu que se levantassem contra Saul; e Saul se levantou da caverna e prosseguiu o seu caminho I Sm 24:5-7.

5. Disposição para admitir e reconhecer seus erros e arrepender-se Davi um homem que assume os seus atos e fracassos. Não transfere responsabilidade ou culpa a outrem II Sm 12:13 Sl 32:5 Segundo a lei mosaica, Davi cometeu dois pecados imperdoáveis: Adultério e assassinato premeditado II Sm 12:9 Ex 20:13-14 Ex 21:12-15 Lv 20:10 Dt 22:23-24 Sl 51:14-17. Davi arrependeu-se profundamente do que fez, pediu perdão a Deus de todo coração II Sm 12:13 Sl 51:4 Pv 28:13. Não ficou prostado diante do pecado. Trata sério com o pecado Sl 51.

6. Davi conhecia os atributos de Deus Reconhecia a onisciência e a onipresença de Deus Sl 139: 1-18 Senhor, tu me sondaste e me conheces. Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ò Senhor, tudo conheces. Tu me cercaste em volta e puseste sobre mim a tua mão. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta, que não a posso atingir. Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu ai estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também; se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. Se disser: decerto que as trevas me encobrirão; então, a noite será luz à roda de mim. Nem ainda as trevas me esconderam de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa. Pois possuíste o meu interior; entreteceste-me no ventre de

minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe,

e no teu livro todas estas coisas foram escritas, as quais iam sendo dia a dia formadas, quando nem ainda uma delas havia. E quão preciosos são para mim, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grande é a soma deles! Se os contasse, seriam em maior número do que a areia; quando acordo, ainda estou contigo Sl 139:1-

18

IV - DAVI, EXEMPLO DE UM ADORADOR

Ao estudarmos a biografia deste servo de Deus, observamos que Davi não foi apenas um pastor que se tornou em um guerreiro, e, posteriormente, no rei de Israel. Ele foi também um grande músico: compôs mais de 70 salmos, tocava muito bem a sua harpa e demonstrou habilidade na organização do cântico ao assumir o reino de Israel. Vejamos porque ele é um exemplo de adorador:

1. Davi foi conhecido como músico: Quando Saul estava sendo atormentado por um espírito mau, ele disse: “Buscai-me, pois, um homem que toque bem, e trazei-mo”. Um dos seus servos lhe respondeu: “… tenho visto um filho de Jessé, que sabe tocar …” I Sm 16.17,18. Esta expressão revela que o servo do rei conhecia a Davi, não apenas como um pastor de ovelhas, mas também como músico.

2. Davi foi obediente quando convidado para tocar a sua harpa diante do rei: Como ele já havia sido ungido rei de Israel, poderia negar-se a ser

músico do rei. No entanto, ele não era apenas um músico, ele era um músico obediente: veio, trouxe presentes a Saul I Sm 16.20 e tocou a sua harpa diante dele I Sm 16.23.

3. Quando Davi dedilhava a sua harpa, o espírito mau se retirava de Saul:

Qual será a razão pela qual aquele espírito mau se retirava? Com certeza, as músicas que Davi tocava e cantava, não eram músicas mundanas e superficiais, atendendo aos caprichos e gostos humanos. Eram músicas sacras e inspiradas por Deus. Muitas estão a nosso dispor, no livro dos Salmos.

- SENTIMENTOS HUMANOS

V

DAVI,

UM

HOMEM

QUE

APRENDEU

A

LIDAR

COM

OS

Como qualquer homem, Davi enfrentou momentos de crises, tais como:

ódio, desejo de vingança etc. Os capítulos 24, 25 e 26 de I Samuel nos revelam fatos dignos de serem mencionados, quando estudamos sobre a vida de Davi. Eles nos oferecem lições importantes para aqueles que desejam melhorar em seu relacionamento com Deus e, conseqüentemente, com seu próximo.

1. Lidando com a vingança I Sm 24.1-22 Davi teve a chance de matar Saul. Ele estava com seus homens nas cavernas de En-Gedi (fonte dos cabritos), quando Saul, vindo cansado de uma batalha, entrou na caverna onde Davi estava escondido com seus homens. Seria a oportunidade de por fim àquela perseguição? Foi o que seus guerreiros lhe disseram v.4, mas não foi o que fez Davi. Ele deu a Saul provas de sua fidelidade, cortando apenas a orla de seu manto, mas preservando sua vida vv.4-

11. Davi tinha confiança em Deus, e não se deixou vencer pela tentação da vingança Rm 12.18-21, além de ensinar essa lição para seus liderados v.7.

2. Lidando com a ira I Sm 25.2-13

A indiferença e a grosseria de Nabal fez com que Davi perdesse, por um período de tempo, a paciência que tanto lhe era peculiar. Isto nos ensina a termos cuidado com os sentimentos negativos que surgem em nossos corações, para não os alimentarmos. O mesmo Davi que se porta pacientemente com Saul, que sabe esperar no Senhor, que se recusa a ferir o ungido do Senhor, agora explode em

raiva, perde o controle. Devemos ter cuidado Pv 29.11.

3. Lidando com a misericórdia I Sm 25.18-35

Davi foi abordado por Abigail, que com sabedoria o convenceu a não levar adiante seu plano de vingança. Davi por sua vez, foi humilde ao aceitar conselhos de uma mulher que jamais havia visto, uma desconhecida até então. Mas, o coração de um homem segundo o coração de Deus é inclinado ao perdão,

à tolerância, e não sente dificuldade em voltar atrás em decisões que não agradam a Deus.

4. Lidando com a longanimidade I Sm 26.1-25

Era a segunda vez que Davi tinha a oportunidade de matar Saul, mas, outra vez, poupou a sua vida. Davi nos ensina que não é difícil ser vingativo, maldoso

e carnal. O grande desafio é ser longânimo, é perdoar, é produzir o Fruto do

Espírito, pois as obras da carne surgem sem que precisemos plantá-las Mc 7.21.

VI - OS ASPECTOS DO SEU CARÁTER VISTO, MESMO DEPOIS DE UNGIDO REI DE ISRAEL:

1.

Não deixou de lado sua vida de adoração, manteve sua devoção diária ao

Senhor, seu “culto doméstico” nos campos de Belém, sendo assim citado por um servo de Saul como o músico que poderia acalmar o espírito perturbado do rei I Sm 16.14-18. 2. Continuou com suas tarefas de pastor, mesmo sendo o ungido do Senhor I Sm

16.19. Que belo exemplo a ser seguido por nós, o exemplo de um pastor que se portava como um rei, porque um dia seria rei com virtudes de um pastor.

3. Mesmo sendo promovido a músico do rei, continuava submisso ao seu pai, e de seu rebanho cuidava com fidelidade I Sm 17.15.

4. Ele respeitava Saul, a quem substituiria, porque tinha consciência da vontade soberana de Deus em sua vida, e do controle que Ele exerce sobre todas as coisas I Sm 17.58; 18.5; 19.1-7.

CONCLUSÃO Sem dúvidas, Davi foi um dos grandes homens da Bíblia. São muitas as virtudes e qualidades que a Bíblia descreve acerca deste homem: humildade, sinceridade, e, acima de tudo, um coração voltado para Deus. Até mesmo quando este homem fracassou, ensinou-nos lições importantes: arrependimento sincero, confissão, e uma fé inabalável no perdão de Deus. A graça do Senhor o reergueu e será lembrado para sempre como um “homem segundo o coração de Deus”. Deixou-nos esse pastor de ovelhas, profeta, músico, compositor, escritor, adorador, guerreiro e Rei, um legado de expressivo valor.

Pr. João da Cruz G. Feitosa Pastor