Sunteți pe pagina 1din 5

Subsídios à elaboração de provas

Estudo da Língua

Ensino Fundamental II
8º ano — 3º bimestre/2018

APRESENTAÇÃO
Com a intenção de contribuir de forma mais efetiva para a elaboração de
instrumentos de avaliação, coerentes com a abordagem metodológica
adotada em nosso sistema de ensino, os autores de nosso material didático
produzem, bimestralmente, estes “Subsídios”. Trata-se de sugestões que
podem ser utilizadas nas avaliações, mas têm como principal destinatário o
próprio professor.
Por esse motivo, será necessário que você analise cada uma das
propostas, verificando o nível de adequação delas, de acordo com as
necessidades de seus alunos.
Sabendo das particularidades de cada região, de cada escola e respeitando
a dinâmica e as características de cada professor, salientamos que a utilização
das atividades sugeridas depende exclusivamente de sua decisão.
CONSIDERAÇÕES E ORIENTAÇÕES GERAIS
No bimestre, os assuntos estudados referem-se aos tempos verbais, além das
concordâncias nominal e verbal e do vocativo, que conclui o estudo dos termos da oração.
Para estes subsídios, selecionamos o trecho de um artigo, adequado à verificação
dos verbos e das concordâncias. Como se trata de um texto cujo foco é a situação
atual dos professores americanos, predomina o uso do presente do indicativo, de
modo que o professor poderá explorar bem esse tempo verbal.

SUGESTÃO DE TEXTO

Sucateamento de salários e condições na sala de aula tornam o ensino um


trabalho ingrato nos Estados Unidos, dizem estudos.
Neste mês tivemos a Semana de Valorização do Professor e eu pretendia
escrever sobre o assunto, mas um tópico mais voltado para as notícias se impôs. Essa
é uma metáfora adequada para o que ocorre hoje com a difícil situação dos
professores nos Estados Unidos. Vivemos em um ambiente de mídia no qual o
urgente muitas vezes supera o importante. Mas, esta semana, vou me ater aos meus
planos.
Em A Leste do Éden, o extenso e magistral romance sobre o grande oeste
americano, John Steinbeck escreve: “No país, o repositório de arte e ciência era a
escola, e a professora defendeu e portou a tocha do aprendizado e da beleza. [...] A
professora não era apenas um modelo intelectual e um líder social, mas também a
escolha matrimonial favorita nas zonas rurais. Uma família poderia de fato mostrar-se
orgulhosa se um filho se casasse com a professora”.
A imagem que Steinbeck pinta (ambientada no início do século 20) é quase
irreconhecível nos EUA de hoje, onde os professores são tão mal remunerados que
têm cinco vezes maior probabilidade de ter um segundo emprego, de acordo com a
Vox. Todos nós já ouvimos falar de salários estagnados na classe média. Mas a
remuneração média de um professor nos EUA, ajustada pela inflação, na verdade
diminuiu nos 15 últimos anos, enquanto os custos com assistência médica
aumentaram substancialmente. The Economist informa que os professores ganham
60% do que recebe um profissional com nível de instrução comparável.
[...]
Nos EUA, quando encontramos um membro das forças armadas, muitos de nós
fazem questão de agradecer pelo serviço prestado. Quando foi a última vez que você
fez o mesmo para uma professora?
2
Sim, a educação é um assunto muito complicado. Simplesmente gastar mais
dinheiro não garante resultados – embora existam estudos indicando uma importante
correlação entre remuneração do professor e desempenho do aluno. Sim, a burocracia
da educação é rígida e muitas vezes corrupta. Mas tudo isso mascara o problema
central: nos últimos 30 anos, como parte do ataque ao governo, aos burocratas e ao
setor público em geral, ser professor nos EUA tornou-se um trabalho ingrato. O ensino
é a única profissão que torna todas as outras possíveis.
Nesse caso, é uma pena que a capa de invisibilidade de Harry não esteja a venda.
ZAKARIA, Fareed. O Estado de S. Paulo. A12. Internacional, 21 maio 2018.

PROPOSTA 1

OBJETIVO

Avaliar a capacidade do aluno de:


• identificar os tempos verbais e utilizá-los nos modos indicativo e subjuntivo.

QUESTÕES

1. No trecho “A imagem que Steinbeck pinta (ambientada no início do século 20) é


quase irreconhecível nos EUA de hoje”, os verbos estão no presente simples. Indique o
tipo de evento que cada um expressa.

2. Releia o trecho:
“Neste mês tivemos a Semana de Valorização do Professor e eu pretendia
escrever sobre o assunto, mas um tópico mais voltado para as notícias se impôs.”
a) Em que tempo e modo estão os verbos em destaque?
b) Essas formas verbais expressam os eventos de maneira diversa. Explique a
diferença entre elas.

3. Reescreva o trecho “Uma família poderia de fato mostrar-se orgulhosa se um


filho se casasse com a professora” usando o futuro e realizando a correlação verbal.

3
RESPOSTAS

1. O verbo “pintar” expressa um evento que se realiza até o momento da fala; o


verbo “ser”, uma característica permanente do evento.
2. a) Os verbos “ter” e “impor” estão no pretérito perfeito do indicativo. O verbo
“pretender”, está no pretérito imperfeito do indicativo.
b) No pretérito perfeito do indicativo, o evento é apresentado como concluído, não
habitual. O pretérito imperfeito do indicativo, ao contrário, expressa um evento passado
habitual, apresentado como não concluído.
3. Uma família poderá de fato mostrar-se orgulhosa se um filho se casar com a
professora.

COMENTÁRIOS E OBSERVAÇÕES

1. O evento ligado a Steinbeck (pintar) é simultâneo à fala; quanto ao verbo “ser”,


apresenta um traço permanente da imagem pintada por Steinbeck, que é ser não
reconhecível.
2. Comente, durante a correção, que a intenção de escrever sobre a Semana de
Valorização do Professor não se concluiu, não se concretizou, ao contrário da
existência da citada Semana e do aparecimento de um tópico que impediu a realização
do evento pretendido.
3. O professor poderá solicitar também a correlação verbal com outros tempos
verbais.

4
PROPOSTA 2

OBJETIVOS

Avaliar a capacidade do aluno de:


• entender a concordância verbal;
• realizar as concordâncias verbal e nominal.

QUESTÕES

1. Justifique a concordância verbal nas duas orações deste período:


“Sucateamento de salários e condições na sala de aula tornam o ensino um
trabalho ingrato nos Estados Unidos, dizem estudos.”

2. Reescreva o trecho passando o substantivo “professores” para o singular.


“onde os professores são tão mal remunerados que têm cinco vezes maior
probabilidade de ter um segundo emprego, de acordo com a Vox.”

RESPOSTAS

1. O aluno deverá primeiramente identificar as duas orações: “Sucateamento de


salários e condições na sala de aula tornam o ensino um trabalho ingrato nos Estados
Unidos,“ e “dizem estudos.”. Na primeira oração, o verbo concorda no plural com o
sujeito composto; na segunda, o verbo está no plural acompanhando o número do
sujeito.
2. Onde o professor é tão mal remunerado que tem cinco vezes maior
probabilidade de ter um segundo emprego, de acordo com a Vox.

COMENTÁRIOS E OBSERVAÇÕES

1. Os núcleos do sujeito da primeira oração são: “sucateamento” e “condições”. Na


segunda (que é a oração principal), o sujeito é “estudos”.
2. Esta questão exige ambas as concordâncias: verbal e nominal. Considere como
parcialmente incorreta a resposta em que o aluno mantiver o acento no verbo “ter”.